Segunda lista para atribuição será publicada em 04/02

30/01/2010 at 14:12 173 comentários

Respondendo inúmeros questionamentos sobre a data da publicação da segunda lista classificatória para atribuição de aulas, contendo os nomes e classificação dos professores que não obtiveram a pontuação no “provão dos ACTs”, informo que, de acordo com a Portaria DRHU 10 de 2010, a mesma será publicada no dia 04/02.

Publico a seguir a íntegra da Portaria 10, bem como da Portaria DRHU 9,  que estab elece o cronograma da atribuição de aulas.

Portaria DRHU – 10, de 28-1-2010

Altera dispositivos da Portaria DRHU-06, de 12-01-2010, publicada em 13-01-2010.

O Diretor do Departamento de Recursos Humanos, considerando a necessidade de retificar datas e prazos para a divulgação da classificação dos inscritos, do processo inicial de atribuição de classes e aulas de 2010, expede a presente Portaria.

Art. 1º – O inciso II do artigo 1º da Portaria DRHU-06, de 12-01-2010, passa a vigorar com a seguinte redação:

“II – Ocupantes de função-atividade/candidatos à contratação:

a) 28/01/2010 – divulgação da classificação;

b) 29/01 e 01/02/2010 – prazo para interposição de recursos;

c) 02 e 03/02/2010 – digitação das decisões sobre os recursos;

d) 04/02/2010 – divulgação da classificação final;

e) 04/02/2010 – divulgação da classificação dos docentes e candidatos à contratação de conformidade com o disposto no artigo 5º da Resolução SE – 8, de 22-01-2010;

f) 05 e 08/02/2010 – prazo para interposição de recurso;

g) 09/02/2010 – digitação das decisões sobre os recursos;

h) 10/02/2010 – divulgação da classificação final.

Parágrafo único – para possibilitar a conclusão das digitações das inscrições, o sistema Jati estará disponível até as 22:00 horas, nos dias 03 e 09/02/2010.

Art. 2º – Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, ficando revogadas as disposições em contrário.

Portaria DRHU 9, de 28-1-2010

Estabelece cronograma e diretrizes para o processo de atribuição de classes e aulas do ano letivo de 2010 e dá providências correlatas

O Diretor do Departamento de Recursos Humanos, tendo em vista a necessidade de estabelecer diretrizes, datas e prazos para o desenvolvimento do processo de atribuição de classes e aulas de 2010, expede a presente Portaria.

Art. 1º – A atribuição de classes (Ciclo I/EF), aulas (EF/EM) e aulas das classes/salas de recurso e de Educação Especial (SAPE), na Etapa Preliminar do processo inicial, exclusiva a docentes devidamente habilitados, nos termos do “caput” do artigo 12 e do “caput” do artigo 16 da Resolução SE 98, de 29/12/2009, obedecerá ao seguinte cronograma:

I – dia 03/02/2010 – MANHÃ – Fase 1- na Unidade Escolar, aos titulares de cargo, para constituição de jornada;

a) classificados na Unidade Escolar;

b) dos removidos “ex officio” com opção de retornoII – 03/02/2010 – TARDE – Fase 2 – Diretoria de Ensino – aos titulares de cargo não atendidos, parcial ou integralmente, em

nível de Unidade Escolar, para: a) Constituição de Jornada, na seguinte ordem:

a.1 – aos docentes não totalmente atendidos na Fase 1;

a.2 – aos adidos e excedentes, em caráter obrigatório.

b) Composição de Jornada, na seguinte ordem:

b.1 – aos parcialmente atendidos na constituição;

b.2 – aos adidos, em caráter obrigatório e nesta ordem

III – 04/02/2010 – MANHÃ – Fase 1 – Unidade Escolar – aos titulares de cargo para: Ampliação de Jornada.

IV – 04/02/2010 – TARDE – Fase 2 – Diretoria de Ensino – aos titulares de cargo não atendidos na Unidade Escolar, para:

Ampliação de Jornada.

V – 05/02/2010 – MANHÃ – Fase 1 – Unidade Escolar – aos titulares de cargo, para: Carga Suplementar de Trabalho.

VI – 05/02/2010 – TARDE – Fase 2 – Diretoria de Ensino – aos titulares de cargo, não atendidos na Unidade Escolar, para Carga Suplementar de Trabalho.

VII – 06/02/2010 – MANHÃ – Fase 2 – Diretoria de Ensino:

a) aos titulares de cargo para designações nos termos do artigo 22 da Lei Complementar N.º 444/1985.

b) Docentes Ocupantes de Função-atividade para atribuição de carga horária na seguinte conformidade:

b.1) docentes estáveis;

b.2) docentes celetistas.

VIII – 08 e/ou 09/02/2010 – Fase 2 – Diretoria de Ensino, de acordo com calendário fixado e divulgado por cada uma das Diretorias de Ensino:

a) aos docentes ocupantes de função-atividade abrangidos pela L.C. nº 1010/2007;

b) aos demais docentes ocupantes de função-atividade e candidatos à contratação.

Art. 2º – A Etapa Intermediária de atribuição das classes, aulas e classes/aulas de recurso e de Educação Especial (SAPE) remanescentes, aos inscritos no processo, que estejam qualificados nos termos do § 1º dos artigos 12 e 16 da Resolução SE 98 de 29/12/2009, ocorrerá na seguinte conformidade:

I – 10/02/2010 – Manhã – Fase 1 – Unidade Escolar – para composição de jornada e/ou de carga suplementar dos titulares de cargo e para aumento da carga horária dos  estáveis, celetistas e demais ocupantes de função-atividade/candidatos à contratação, já contemplados na Etapa Preliminar com aulas desta unidade;

II – 10/02/2010 – Tarde – Fase 2 – Diretoria de Ensino – para composição de jornada e/ou de carga suplementar de titulares de cargo e para carga horária dos estáveis, celetistas e demais ocupantes de função-atividade/candidatos à contratação, não

atendidos na Fase  1 (unidade escolar) ou que não participaram da atribuição da Etapa Preliminar.

Art. 3º – A Etapa Complementar será realizada na Diretoria de Ensino, em 11/02/2010, com a atribuição de classes e de aulas remanescentes das etapas anteriores e mais as que

surgiram nesse período e estejam bloqueadas nas unidades escolares, a todos os docentes e candidatos à contratação, inscritos e classificados para o processo, nos termos dos respectivos “caput” e parágrafos 1º e 2º dos artigos 12 e 16 da Resolução

SE N.º 98/2009.

Art. 4º – A atribuição prevista nos artigos anteriores envolvendo os docentes não efetivos e os candidatos à contração só será possível aos que alcançaram os índices mínimos fixados para a qualificação na prova do processo seletivo.

§ 1º – Encerrado o processo inicial de atribuição de aulas de que tratam os artigos anteriores, em remanescendo saldo, as classes e/ou aulas poderão ser atribuídas aos docentes e candidatos à contratação, classificados de conformidade com o disposto no artigo 5º da Resolução SE – 8, de 22 de janeiro de 2010, respeitando a ordem de  prioridade das faixas de situação funcional e das habilitações/qualificações docentes, bem como os distintos campos de atuação.

§ 2º – A atribuição de que trata o parágrafo anterior, onde houver, ocorrerá entre os dias 12 e 17 de fevereiro de 2010, respeitado o domingo e o feriado de carnaval, devendo a Diretoria de Ensino divulgar a data e o horário da atribuição até o dia 11 de fevereiro de 2010.

Art. 5º – A atribuição de classes ou aulas a portadores de deficiência, no processo  inicial, far-se-á com observância às faixas de habilitação e de qualificação docentes, por campo de atuação e/ou por disciplina, na seguinte conformidade:

I – a cada 10 (dez) docentes/candidatos, com classe/aulas atribuídas, pela listagem geral de classificação, será acionada a listagem especial dos portadores de deficiência, para se atribuir classe/aulas ao mais bem classificado;

II – o docente/candidato portador de deficiência, dependendo de pontuação elevada que possua, poderá ser atendido antes pela listagem geral dos inscritos, do que pela listagem especial;

III – em qualquer caso, o portador de deficiência somente poderá participar da atribuição uma única vez, por campo de atuação, por disciplina e por faixa de  habilitação/qualificação.

Art. 6º – Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, ficando revogadas as disposições em contrário.

About these ads

Entry filed under: Artigos. Tags: .

Resumo da reunião com o secretário da Educação A sociedade não pode aceitar a desqualificação dos professores

173 Comentários Add your own

  • 1. MARTA  |  30/01/2010 às 14:36

    BOA TARDE BEBEL!!!!!!! A RESPEITO DOS PROFESSORES COORENADORES VCS PODERIAM POSTAR ALGUNS RESULTADOS DE QESTIONAMENTOS,,,,,,POIS TEM VARIAS PERGUNTAS REFERENTE AOS PCS….. VCS ESTÃO D PARABENS….

    Resposta
    • 2. apeoesp  |  30/01/2010 às 14:58

      Prezada professora,
      Desculpe. Estou vendo com o jurídico as respostas mais corretas para esses casos.
      Ocorre que está havendo uma reunião sobre atribuição de aulas, na qual os advogados estão realizando palestras e não posso interrompê-los.
      Logo mais publicarei as respostas.
      Bebel

      Resposta
  • 3. Amanda  |  30/01/2010 às 15:38

    2010,Infelizmente um ano marcado para a classe de professores do Estado de São Paulo. Nem tem como culpar o maior de todos, pois esse é o Governo, o sindicato é fato é um dos colaboradores para essa divisão sim…E antes que me pergunte se eu estava lá nas paralisações, minha resposta é sim e até hoje os 15 (quinze dias) de paralisação de 2007 refletem na minha ficha Cem.Dia 15/01 fizemos um acordo lá e o mesmo na calada da noite foi desfeito em duas listas.Vitóriaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa de QueMMMMMMMMMMMMMMMM?

    Resposta
    • 4. apeoesp  |  30/01/2010 às 15:52

      Prezada professora,
      A senhora insiste em torcer os fatos. O que unificou todos os professores presentes no dia 15/01 foi a luta pelo caráter classificatório do provão. Foi dito muito claramente que lutaríamos por um critério justo de classificação (chegamos a citar, na Praça, e depois, no nosso site, a curva de Gauss como metodologia a ser levada). Pois bem, o que conseguimos conquistar foram as duas listas, ambas classificatórias. É impossível que a senhora continue a não querer entender a diferença entre um processo que excluiria os professores da atribuição, de antemão, e outro que os classifica em duas listas, tendo a pontuação que o governo estabeleceu (e da qual não abriu mão) como divisor de águas.
      Antes, quem se mobilizava estava unido contra o próprio provão, mas, na medida em que a correlação de forças não impediu a sua aprovação na Assembleia Legislativa, lutamos para que parte do tempo de serviço pudesse compor a pontuação da prova. Muitos professores se beneficaram disto. A senhora gostaria de dizer a eles que isto não representou nenhuma conquista?
      Agora, muitos professores que estariam simplesmente eliminados da atribuição estão na segunda lista e têm chance de pegar aulas. A senhora gostaria de ir lá dizer a eles que não houve avanço nenhum?
      O processo de atribuição de aulas é ruim por sua própria natureza, porque faz parte de uma realidade onde existem 100 mil professores temporários, uma verdadeira anomalia. Ficar jogando a culpa sobre o sindicato me parece uma forma de isentar o governo ou fazer disputa dentro da APEOESP. Acho que os professores não merecem isto em momento tão delicado.
      Bebel

      Resposta
      • 5. Roselí  |  12/02/2010 às 23:36

        O que podemos fazer para acreditar em que, ou em quem ???
        O nosso governo acabou com a educação.
        Os sindicatos tentão arrumar a casa, seja para os que ja estão para sair da rede com salário arrumado e os que entrarão para trabalhar com um salário justo, sabemos nós que nosso país é uma vergonha em termos de salário….por essas e outras é que surge gente botando dinheiro na cueca e em meisa, sem nenhum constrangimento, e se chegar a hora do EDUCADOR ter direitos por dignidade for barrado pela injustiça do miseravél salário, pode tirar a função do EDUCADOR dos orgãos públicos o Brasil falil .

  • 6. Vinicius  |  30/01/2010 às 16:19

    Bebel, como fica a categoria L ? Poderemos pegar aulas e caso percamos elas, poderemos participar de novas atribuições durante o ano, ou não já irá cumprir a quarentena!! Por favor me tire essa duvida ? obrigado!

    Resposta
    • 7. apeoesp  |  30/01/2010 às 17:39

      Prezado professor,
      Poderão participar da atribuição ao longo do ano.
      Bebel

      Resposta
  • 8. cristiane oliveira  |  30/01/2010 às 16:29

    Boa tarde, saiu a data da atribuição do art 22, nós do estágio probatório temos chance de participar?
    conseguimos a liminar?ou a luta continua…
    obrigada

    Resposta
    • 9. apeoesp  |  30/01/2010 às 17:39

      Estamos pressionando a SEE e discutindo o caso no judiciário. Temos sentença de mérito, ora suspensa, e estamos ganhando ações individuais.
      Bebel

      Resposta
    • 10. Roselí  |  12/02/2010 às 23:42

      A luta ñ pode parar, seremos guerreiros da educação, ou meros doentes se ñ combatermos a falta de educação dos parlamentares, e do Estado de São Paulo Senhor José Serra, que tenta acabar com a classe do EDUCADOR, lute por um país melhor e digno.

      Resposta
  • 11. Marcos  |  30/01/2010 às 16:30

    Bebel, Categoria O que atingiu os 40 pontos poderá participar da atribuição na frente dos F que não atingiram a pontuação? A quarentena, será apenas para categoria O, os L tem portaria congelada até 2011 ?

    Resposta
    • 12. apeoesp  |  30/01/2010 às 17:40

      Prezado professor,
      Os professores categoria L que não conseguirem aula imediatamente, poderão participar de outras atribuições ao longo do ano.
      Há duas listas: a dos que atingiram a pontuação e outra, dos demais. Se houver situações que prejudiquem o professor habilitado, poderá tentar uma ação judicial através do departamento jurídico.
      Bebel

      Resposta
  • 13. Vinicius  |  30/01/2010 às 16:32

    Bebel, me tire uma dúvida?? A categoria L, terá portaria congelada até 2011 ? ou seja poderemos pegar aulas e caso percamos poderemos participar de novas atribuições durante o ano? A quarentena para categoria L é somente após 2011? Obrigado??

    Resposta
    • 14. apeoesp  |  30/01/2010 às 17:42

      Dúvida já respondida.
      Bebel

      Resposta
  • 15. Marisa Silva  |  30/01/2010 às 16:47

    Acho que esse sindicato está do lado do governo. Porque não respondeu a pergunta logo acima do prof. José Renato?
    Reparem colegas, é o mesmo discurso de LULA quando era sindicalista. Em outras palavras, ” EU NÃO SEI DE NADA”.!!!

    Resposta
    • 16. apeoesp  |  30/01/2010 às 17:43

      Prezada professora,
      Má-fé tem limites. A pergunta foi respondida.
      Bebel

      Resposta
  • 17. CLARICE  |  30/01/2010 às 16:57

    Não endendi porque a pergunda do colega José Renato não foi respondida e ainda tiraram do site.. Mas faço a mesma pergunta a presidenta Bebel. QUANDO SAI O RESULTADO DO RECURSO JUNTO AO TRIBUNAL SOBRE A ANULAÇÃO DA PROVA DOS ACTS?

    Resposta
    • 18. apeoesp  |  30/01/2010 às 17:48

      Prezada professora,
      Não sei porque a senhora diz isto. A pergunta já respondida há bastante tempo.
      Bebel

      Resposta
  • 19. Carina  |  30/01/2010 às 17:07

    Olá Presidenta Bebel, estou enviando este post para parabenizá-la pelas conquistas obtidas. Além disso, gostaria de esclarecer uma dúvida. Sou professora PebI na prefeitura de minha cidade, portanto tenho acúmulo de cargo. Gostaria de saber se houver aulas na atribuição do estado e forem compatíveis com o horário em que eu já leciono eles podem mesmo me “obrigar” a pegá-las. Desde já agradeço
    Carina

    Resposta
    • 20. apeoesp  |  30/01/2010 às 17:50

      Prezada professora,
      Neste caso a senhora terá que pegar essas aulas.
      Obrigada.
      Bebel

      Resposta
  • 21. MARTA  |  30/01/2010 às 17:21

    OLAAA BEBEL!!!!!!!! VCSSS JA TEM UMA RESPOSTA PARA O MEU CASO????? ESTOU MUITO ANCIOSA… POIS AS DIRETORIAS AS VEZES FAZEM CONFORME ELES QEREM….. AGRADECIDA

    Resposta
    • 22. apeoesp  |  30/01/2010 às 18:03

      Prezada professora,
      Você deve procurar o departamento jurídico, pois seu caso é atípico.
      Não houve determinação da SEE, que saibamos, para cessão de designação para coordenadores no dia 30/12. O que sabemos é que haverá esta cessão, para quem não obtiver aulas, em 18/02. Sabemos também que os professores categoria F poderão pleitear a coordenação ou vice-diretoria, se não obtiverem aulas.
      Bebel

      Resposta
  • 23. Joseina C. de Moraes  |  30/01/2010 às 17:52

    CLASSIFICATÓRIA !!!! “Pero no mucho”.
    A SEE jogou muito bem.
    Divulgou-se que a prova seria classificatória. Todos respiraram aliviados. Eu, pelo menos, entendi que CLASSIFICATÓRIA seria a emissão de uma lista única, com todos os OFAS (F, L, I, O, X, Y, Z), onde aqueles que conseguiram pontos com seus conhecimentos teóricos seriam premiados avançando em sua posição, em relação ao ano anterior, os que não conseguiram uma boa pontuação estariam garantidos pelos pontos amealhados durante os anos em sala de aula.
    Os interesses dos professores estariam preservados.
    Com a emissão de DUAS listas classificatórias somente a SEE saiu-se bem, não corre o risco de faltarem professores pelo excesso de reprovações, pode alardear aos quatro ventos que revolucionou o ensino de S. Paulo…
    E a APEOESP comprou este peixe???
    VITÓÓÓÓÓRIA!!!

    Resposta
    • 24. apeoesp  |  30/01/2010 às 18:08

      Prezada professora,
      Somos professores, formamos pessoas, não podemos confundir conceitos. Não é o fato de a classificação não ser aquela que queríamos que a faz deixar de ser uma classificação. Explique aos professores que não poderiam participar da atribuição (seriam eliminados) que não é conquista nenhuma eles poderem agora pleitear aulas. Você não vê mesmo diferença nenhuma em ser sumariamente desligado da rede e poder participar da atribuição, obter aulas e, talvez, até conseguir novas aulas no decorrer do ano?
      A SEE não tomou iniciativa nenhuma de classificar os professores; foi a nossa luta que conseguiu. Agora, todos sabem que este governo é intrangente e autoritário. Teria que haver uma mobilização muito maior. Ou você tem ilusões neste governo e acha que uma boa conversa ia fazê-lo mudar de idéia e praticamente anular a prova que ele mesmo criou.
      Acho que você deveria vcalorizar mais a luta e a fibra da categoria à qual pertence.
      Bebel

      Resposta
      • 25. Joseina C. de Moraes  |  30/01/2010 às 18:50

        Os VINTE anos que estou completando na Rede, respondem-lhe o quanto valorizo a luta, a fibra e principalmente, o quanto valorizo a minha categoria.

      • 26. apeoesp  |  30/01/2010 às 20:57

        Prezada professora Joseina,
        Não basta ter este tempo de escola pública, é preciso compreender que é a nossa união, mobilização, solidariedade que dão a base para conquistas. Não se pode, simplesmente, desqualificar todo um esforço do nosso sindicato diante das dificuldades que enfrentamos.
        Retomando a questão das duas listas, é preciso perceber que lista única não necessariamente é solução para todos. Numa lista única, candidatos recém formados que tiveram nota muito boa na prova, poderão se localizar em posição excelente na lista, enquanto muitos professores categoria F que tenham tido pouco aproveitamento na prova e não tenham tempo de serviço elevado, ficarão mal localizados. O que se quer evitar com as duas listas, também pode ocorrer na lista única.
        Vou fazer simulações para que todos possam compreender isto.
        Bebel

      • 27. marcos da silva  |  02/02/2010 às 16:27

        cade as simulações voce não tem como fazer Bebel se não tem os resultados da vunesp.O certo de alguma maneira seria colocar os Fs em uma unica listagem,e os outros cada qual em suas listagens não foi assim que o governo nos dividiu.Deveriamos lutar por essa não divisão com ou sem prova.A questão não é a prova mas os professores que atingiram a meta e que ficarao cxom menos pontuação que os que não passaram pegarem aulas na nossa frente

      • 28. apeoesp  |  02/02/2010 às 16:34

        Prezado professor,
        Não entendi bem a sua questão.
        A lista única, no meu entendimento, da mesma forma que as duas listas, também possibilita que professores com menos experiência e tempo de serviço escolham aulas na frente dos mais antigos, dependendo da nota da prova.
        Bebel

      • 29. marcos da silva  |  02/02/2010 às 18:48

        com ou sem lista separada ele pegará aulas por sua pontuação ter atingido niveis elevados,o que eu não acho certo é que por acertarem e conseguirem atingir a pontuação estabelecida pelo governo muitos que atingiram os 40 pontos pegaram aulas na frente de quem ficará com mais pontos que eles só porque atringiram os 32 pontos,isso é que eu acho injusto e por isso luto por uma listagm unica sem categorias separatistas todos em uma unica lista F,L O

      • 30. marcos da silva  |  02/02/2010 às 18:51

        professores que terão pontuação maior e por não passarem no provão pegarão aulas após os professores que terão menos pontos,educadores que tem 64 pontos ficarão para depois por não atingirem o estabelecido na prova e professores que atingiram 45 pontos entraram por atingirem os 32 pontos na prova essa é a indignação de alguns educadores professora Bebel

  • 31. Marcos  |  30/01/2010 às 17:54

    Bebel, desculpa insistência, Sou categoria O e fiz 69 pontos, vou escolher na frente dos F reprovados?

    Prezado professor,
    Você estará na primeira lista. Na segunda estarão todos, de todas as “categorias”, que não atingiram a pontuação.
    Bebel

    Resposta
    • 32. apeoesp  |  30/01/2010 às 18:00

      Prezado professor,
      Não utilizamos o termo “reprovados”. Não existem reprovados em processos classificatórios.
      Você estará na segunda lista, dos que obtiveram a pontuação na prova. A outra lista contém os que não obtiveram tal pontuação.
      Bebel

      Resposta
  • 33. Leandro  |  30/01/2010 às 18:12

    Olá Sra. Presidenta, os docentes que não atingiram a pontuação mínima no provão poderão trabalhar como eventual? (pertencentes a qualquer categoria)

    Abraços.

    Resposta
    • 34. apeoesp  |  30/01/2010 às 20:48

      Prezado professor,
      Sim. Poderão.
      Bebel

      Resposta
  • 35. Manuel  |  30/01/2010 às 18:20

    Olá Bebel… Primeiramente Parabéns pelas conquistas, e deixo aqui duas perguntas: A primeira é eu sou categoria L e no meu total de pontos é 39, eu vou participar da atribuição na 2 lista, mas minha dúvida é em relação a quarentena, eu posso pegar aulas e se perder, poderei participar novamente ? minha quarentena é só em 2012? A segunda é Categoria O que obteve os 40 pontos passa na frente dos F que não obtiveram? Desculpa eu li acima mas não entendi!!!!

    Resposta
    • 36. apeoesp  |  30/01/2010 às 20:52

      Prezado professor,
      Obrigada, por todos nós.
      Você poderá tentar obter aulas nas atribuições durante o ano. Não entra na quarentena.
      Quanto aos candidatos (categoria O), que atingiram a pontuação, ficarão na primeira lista. Porém, estamos discutindo com a SEE pois é ilegal que tecnólogos, bacharéis, estudantes e portadores de licenciatura curta obtenham aulas antes dos habilitados. Contraria o art. 62 da LDB e artigos das próprias resoluções de atribuição. Se a Secretaria não resolver o problema, vamos pela via judicial, tanto coletiva quanto individualmente.
      Bebel

      Resposta
  • 37. Prof. Risonete!  |  30/01/2010 às 18:24

    BEBEL, OBTIVE 70 PONTINHOS NA PROVINHA DO ESTADO!! MAS QUERO DAR AULA EM ESCOLAS PARTICULARES ( COC, MOURA LACERDA E BARÃO DE MAUÁ ) EU LI NO SITE DO COC QUE VAI TER PROCESSO SELETIVO, ESSES PONTOS CONTA IGUAL DO ENEM OU NÃO ? OBRIGADA! SOU NOVA NO ESTADO!

    Resposta
    • 38. apeoesp  |  30/01/2010 às 20:52

      Prezada professora,
      Não. Estes pontos do provão são apenas para o Estado.
      Bebel

      Resposta
  • 39. Carolina  |  30/01/2010 às 19:24

    Bebel, confirme, por favor, se entendi corretamente o coronograma:

    03 a 06/02 – atribuição efetivos

    08 e 09/02 – atribuição 1ª lista OFAS (F e L, respectivamente)

    10/02 – comparencimento às UEs pelos OFAS que tiveram aula atribuída nos dias anteires

    11/02 – atribuição aulas até então bloqueadas e novas aulas OFAS 1ª lista (F e L, respectivamente)

    12 a 17/02 – atribuição 2ª lista OFAS (F e L, respectivamente)

    É isso mesmo?
    Obrigada.

    Resposta
    • 40. apeoesp  |  30/01/2010 às 21:03

      Prezada professora,
      É isso mesmo.
      Bebel

      Resposta
  • 41. Edna Gomes  |  30/01/2010 às 19:54

    Bebel , estou com uma dúvida , fiz 33 pontos , pegarei aula depois de todos os Fs mesmo os que zeraram? Desde já agradeço , tenha um ótimo fim de semana.

    Resposta
    • 42. apeoesp  |  30/01/2010 às 20:59

      Prezada professora,
      Você estará na segunda lista, após todos os professores categoria F.
      Bebel

      Resposta
  • 43. marcos da silva  |  30/01/2010 às 20:12

    professora Bebel sabemos que foi um avanço conseguir que os professores que ficariam de fora da atribuição participassem da mesma .Alguns colegas questionam é porque não fazer uma unica lista com todos os professores contando pontos da prova,tempo de serviço e titulos.Obrigado pela sua atenção

    Resposta
    • 44. apeoesp  |  30/01/2010 às 21:01

      Prezado professor,
      É preciso perceber que lista única não necessariamente é solução para todos. Numa lista única, candidatos recém formados que tiveram nota muito boa na prova, poderão se localizar em posição excelente na lista, enquanto muitos professores categoria F que tenham tido pouco aproveitamento na prova e não tenham tempo de serviço elevado, ficarão mal localizados. O que se quer evitar com as duas listas, também pode ocorrer na lista única.
      Em ambas as listas, estão assegurados os primeiros lugares para os professores categoria F, que são a maioria.
      Vou fazer simulações para que todos possam compreender isto.

      Resposta
      • 45. marcos da silva  |  30/01/2010 às 21:38

        o que estou dizendo professora é que a categoria L já colocada a classificação escolherá primeiro que os da f não colocados ,e que muitos colocados estarão com menos pontos que os professores que virão depois como o meu caso e de muitos.Seria melhor já que colocados em categorias diferentes feitas pelo governo e não pela peoesp,isso prevalecesse,todos os fs em uma unica lista,e as demasi categorias cada qual em suas listas unicas.Obrigado pela atenção

        Prezado professor,
        Isto equivaleria à anulação da prova, o que não obtivemos até o momento.
        Bebel

  • 46. Joelma  |  30/01/2010 às 21:20

    Bebel, por favor, gostaria de esclarecer uma dúvida. Sou categoria O, passei na prova com mais de 50% de acerto.A categoria O pode pegar aulas e caso percamos elas, pode participar de novas atribuições durante o ano? O que me foi esclarecido é que a portaria dos Os ficariam abertas durante o ano letivo de 2010, e entraríamos de quaretena a partir de 2011. Desse modo, podemos pegar aulas na atribuição (em 2010) e, caso percarmos podemos participar de outras atribuições no ano letivo?

    Obrigada.

    Resposta
    • 47. apeoesp  |  31/01/2010 às 10:47

      Prezada professora,
      Poderá participar de novas atribuições.
      Bebel

      Resposta
      • 48. Joelma  |  31/01/2010 às 13:26

        Muito obrigada, Bebel…venho lendo o site faz algum tempo e está me esclarecendo muitas dúvidas mesmo.

        Prezada professora,
        Fico feliz que isto ocorra. Além de informar e fomentar o debate sobre questões relevantes, este também é um dos nossos propósitos com este blog.
        Obrigada,
        Bebel

  • 49. marcos da silva  |  30/01/2010 às 21:45

    estariamos mais colocados corretamente porque concorreriamos de maneira mais “justa” isso tudo está ocorrendo por causa de um governo que não pensa em seus educadores,um governo que quer provocar a divisão ainda mais do nosso professorado.Gostaria que a senhora como porta voz de nossa luta pensasse em tal situação colocada por mim que poderia ser uma solução e está sendo pensada por muitos de nossos professores.Obrigado por me dar atenção

    Resposta
  • 50. Manoel  |  31/01/2010 às 01:28

    AHH, agora estou entendendo melhor! Você verdaderiamente é contráditória em suas posições.Ora dizendo que lista unica não beneficiaria ninguem, ora dizendo que os mais novos podem sim classificar se bem já que tiveram bom desempenho.Em outros momentos diz que a resolução vai dar mesmo base para os alunos escolheremm na frente de formados e, depois de muitos questionamentos você diz que é ilegal, está discutindo com a SEE e coisa e tal.Ora faça me o favor,não brinque com nossas vidas,agradando um lado em detrimento do outro.O correto era seguir o que pleiteamos no dia 15/01 e não de outra forma, desrespeitando nossso direitos de escolha. Prezada Bebel, você sabe que estamos mais do que nunca de olho em você e no nosso sindicato, pois vocês nos representam e como tal,é necessário rever tais posturas que só aumentam e desprestigiam a sua pessoa.Não estou querndo ofende la em nenhum momento quiz agir assim.Só que estamos encontrando espaço maior agora para debetermos o que realmente interessa para nossa classe, entre salário e outras, mas essa atribuição nos moldes que se pretendem é desumana e cruel com muitos dos nossos professores sim!

    Resposta
    • 51. apeoesp  |  31/01/2010 às 11:13

      Prezado professor,
      Estamos trabalhando todos os dias para encontrar as melhores soluções. Quanto ao senhor, parece mais interessado em fomentar o descontentamento e a disputa política.
      Bebel

      Resposta
  • 52. Matheus  |  31/01/2010 às 02:23

    Ola Bebel td bem? É verdade que professor categoria L que não pegar aula na 1ª atribuição, virá categoria O?

    Aguardo resposta. Beijos.

    Resposta
    • 53. apeoesp  |  31/01/2010 às 11:47

      Prezado professor,
      Não é verdade. Poderá tentar aulas durante o ano na mesma situação funcional.
      Bebel

      Resposta
  • 54. José  |  31/01/2010 às 05:19

    Por favor, me explique…..quem é categoria L????

    Resposta
    • 55. apeoesp  |  31/01/2010 às 11:30

      Prezado professor,
      São professores que estavam na rede quando entrou em vigor a lei 1010/07, mas que não tinham vínculo em 1º/06/07, data que esta lei fixou para definir quem seria abrangido Pelo SPPrev (previdência estadual,adquirindo estabilidade).
      Bebel

      Resposta
  • 56. José  |  31/01/2010 às 05:38

    Por gentileza.
    Os professores da categoria L que foram classificados( 32 ptos ou mais de 40 ptos na prova), vão escolher na frente dos professores da categoria F que não atingiram os 32 ptos?
    Desde de já agradeço pela atenção

    Resposta
    • 57. apeoesp  |  31/01/2010 às 11:31

      Prezado professor,
      Sim.
      Bebel

      Resposta
  • 58. Professor Alex Sandro da silva // Santo André - SP  |  31/01/2010 às 05:56

    Bebel

    Se nas datas iniciais (8 e 9) não houverem aulas em escolas próximas para mim ou de meu interesse, sendo categoria L eu posso não querer escolher e voltar a escolher no dia 11 as remanescentes? Outra dúvida é que ao observar a lista de classificação por banca, percebi que na minha banca reune 5 disciplinas, e gostaria de saber como é feito esse processo, pois minha posição nesta lista é 200, porém não sei qual a minha posição real (de acordo com a disciplina que leciono). Poderia me informar se eles fazem alguma divisão dos professores por disciplina ou se no momento da atribuição é tudo junto e chamam os professores pela ordem da lista geral ou fazem uma listinha específica para as matérias.
    Esta dúvida é importante para mim, pois isso me ajuda a entender melhor este processo bagunçado do qual não participei por ter trabalhado somente com oficinas até então. Imaginei que o professor é chamado e eles perguntam a disciplina, conferem o diploma e depois escolho o que há disponível, seria isso?

    Outra coisa que gostaria de comentar é que já fiz uma leitura de todos os tópicos do blog e acho que entendo que leitura é algo extremamente importante, suas respostas se repetem pq as perguntas se repentem o tempo todo, acho que isso acaba sendo uma falta de respeito. Os fatos estão claros para serem entendidos, também me prejudiquei um pouco na atribuição mas acho que não é aki que vamos fazer a diferença, acho importante neste momento pensar nos alunos que nem sempre organizados e com uma bagagem de educação exemplar chegam a nós, mas que temos que pensar nessa formação. Ao invés de discutir coisas repetitivas aqui acho que temos que preparar nossas aulas o quanto antes para dar o melhor de si para o nosso real “cliente” que é o aluno. Parece que não mas os alunos sentem quando um professor falta com respeito com outros professores e esses desrespeitosos acabam perdendo seu respeito com os alunos. Uma aluna minha leu algumas coisas e isso fez ela falar o seguinte: Nossa professor, como os professores brigam, não sei como professores conseguem sobreviver a esses bombardeios! … é verdade, todo ano é uma guerra mesmo, as diretorias de ensino não têm educação nenhuma no trato com o professor.. .nas atribuições se ouve coisas ridículas de profissionais falando uns dos outros, e percebo que o processo de atribuição de aulas é torturante e não há presença de educação, mas seleciona pessoas para atuar na educação. Acho isso uma discrepância terrível. Estou dizendo isso sem ofender ninguém, mas as mudanças devem ser internas e depois cobradas de fora. O governo é um lixo, e queria ver eles fazendo provinha e depois sendo selecionados pelo povo, já pensou?

    Bebel, espero mesmo que fique tudo certo até a atribuição e que o stress diminue pois deve ser estressante esse processo tanto para nós quanto para você! Obrigado pela disposição!

    Resposta
    • 59. apeoesp  |  31/01/2010 às 12:16

      Prezado professor,
      Sim,você poderá tentar as aulas remnanescentes em 11/02.
      A atribuição será por banca. O professor pegará as aulas para as quais é habilitado, na área.
      Quanto ao debate no blog, embora certa coisas não se justifiquem, entendo a exasperação de todos, pelo momento que vivemos.
      Detoda forma, esta discussão é boa. Ela esclarece conceitos e, acredito, une mais a categoria, apesar da aparência em contrário. As pessoas lêem, ponderam, refletem. Ninguém está obrigado a aceitar nada a priori, muito menos neste espaço.
      Obrigada,
      Bebel

      Resposta
  • 60. Jairo  |  31/01/2010 às 11:19

    Bebel: Você viu o editorial do Estadão?

    Professores reprovados

    Editorial 27.1.2010 O Estado de SP

    Os resultados da prova de seleção aplicada pela Secretaria Estadual da Educação para contratação de professores temporários da rede pública de ensino básico mostram por que a categoria se recusava a ser avaliada. Dos 181 mil docentes que se submeteram ao exame, preparado pela Unesp e aplicado em dezembro de 2009, cerca de 88 mil não alcançaram a nota mínima para lecionar. Ou seja, quase metade dos candidatos foi reprovada, não tendo acertado metade das 80 questões. E como um quinto da nota final vem de uma pontuação recebida pelos anos de serviço na rede, o desempenho médio dos docentes pode ter sido ainda mais constrangedor. Muitos reprovados já trabalham em sala de aula.

    A prova de seleção dos temporários foi imposta em 2008 pelo governador José Serra. Até então, as exigências para a contratação eram apenas os diplomas dos candidatos e o tempo de serviço na rede escolar. Na ocasião, a Secretaria da Educação chegou a submeter os temporários a um teste, no qual 3 mil não acertaram nenhuma das 25 questões. Contudo, a categoria obteve na Justiça uma liminar, alegando que não havia base legal para a avaliação. Serra enviou, então, um projeto de lei à Assembleia Legislativa, que o aprovou em regime de urgência, no ano passado.

    Contratados apenas para atender à demanda das escolas públicas do Estado, os temporários são professores que não realizaram concurso para ingressar na carreira do magistério público. Dos 230 mil docentes da rede pública de ensino médio, entre 40% e 50% tiveram contratos temporários ao longo de 2009. Muitos lecionam há anos e jamais haviam sido avaliados antes.

    Ao obrigar os temporários a se submeterem a uma prova de seleção, o governo estadual queria estimular a categoria a se capacitar. Por isso, a Secretaria da Educação prometeu não recontratar quem não obtivesse média superior a 5 no teste aplicado em dezembro. Isso valia até para os professores com mais de três anos de trabalho na rede escolar, e que são considerados estáveis por uma lei estadual de 2007. Como não podem ser demitidos, a ideia era transferir os docentes reprovados das salas de aula para postos administrativos.
    Agora, com os resultados alarmantes da prova, a Secretaria da Educação está numa situação embaraçosa. Sem os professores temporários reprovados, ela não conseguirá oferecer aulas aos mais de 5 milhões de alunos que estudam nas 5,3 mil escolas da rede estadual. O problema é que, ao contratar docentes não qualificados, o governo estará dando um passo atrás em sua tentativa de melhorar a qualidade do ensino público no Estado. Que tipo de atividade didática esperar de quem não conhece a disciplina que ensina?

    “Professores despreparados podem já ter causado prejuízo ao aprendizado dos alunos nos anos anteriores”, diz o professor Paulo Braga Barone, do Conselho Nacional de Educação. “Minha primeira obrigação é garantir aulas aos alunos”, rebate o secretário Paulo Renato Souza, admitindo a contratação de docentes não qualificados. A maior dificuldade está nas disciplinas de matemática e física, pois há muito tempo se registra um grande déficit de professores com licenciatura na área de ciências exatas. Para tentar minimizar o problema, o secretário está prometendo criar cursos a distância para capacitações em matérias específicas.

    O problema, como reconhecem os especialistas, é que essas providências são emergenciais e seus resultados costumam ser duvidosos. O mais adequado seria criar cursos de formação continuada, oferecer bolsas de estímulo à capacitação docente e criar referenciais de qualidade para quem leciona na rede pública sem concurso. Essas medidas já fazem parte da política da Secretaria da Educação, mas sua implantação, além de ser lenta, esbarra em conflitos corporativos entre o governo e as lideranças sindicais do professorado. As autoridades educacionais reclamam do excesso de politização nas demandas dos docentes. E estes, por seu lado, reclamam da má qualidade do material didático.

    Quem perde são os alunos, cuja formação está entregue a quem não tem condição de ensinar.

    Resposta
    • 61. apeoesp  |  31/01/2010 às 11:55

      Prezado professor,
      Sim. Enviei a seguinte carta, não publicada:
      “O editorial “Professores reprovados” (23/01) incorre em equívocos e é contraditório.
      Primeiro, faz coro ao governo estadual na tentativa de desqualificar os professores, sem questionar – como deve ser o papel de um órgão de comunicação – a pertinência da prova dos temporários como instrumento de avaliação profissional, as condições de sua realização, sua concepção, bibliografia e uma série de outros fatores que interferiram nos resultados obtidos pelos professores. Lembre-se que os professores tiveram pouco mais de um mês para estudar uma volumosa bibliografia, em pleno final do ano, quando estão sobrecarregados de tarefas.
      Em seguida, o texto aponta todas as responsabilidades não cumpridas pelo governo estadual, o que levou à situação atual, com milhares de professores temporários. O Estado deixou de realizar os concursos públicos necessários e não promove a formação continuada no local de trabalho. Ao contrário, deixa de aplicar leis e programas do governo federal nesta direção.
      A conclusão do editorial é absolutamente desrespeitosa com os professores, como se a prova do governo fosse o critério definitivo para a avaliação de sua capacidade profissional. O editorial, em resumo, corrobora a intenção do governo em responsabilizar os professores pelos problemas da escola pública, diluindo as responsabilidades governamentais que o próprio texto aponta.’

      Resposta
    • 62. Ana MAria  |  01/02/2010 às 15:11

      E qual é o problema? O texto está mais do que certo, vocês não tem capacidade, não aceitam ouvir isso e preferem ficar gritando e fazendo algazarra ao invés de procurarem estudar. Vocês pensam que os pais dos alunos vão aceitar essa palhaçada? Ter professores reprovados dando aulas para seus filhos? Que aulas vocês tem condições de ministrar se não conhecem a matéria que lecionam? Por mais que rebatam comentários como o meu, essa é a grande verdade, pois quem é capaz e tem competência para ser professor não se sente amedrontado diante de uma provinha… E vocês devem agradecer por poderem entrar na atribuição, uma vez que o ideal era que todos os reprovados fossem extintos da sala de aula.

      Resposta
  • 63. Bruna  |  31/01/2010 às 12:31

    Oi D. Bebel, tudo bem?
    Quero parabenizá-la pelo esforço e dedicação.
    E não se preocupe com alguns comentários desagradávéis.
    Por favor me tire uma dúvida, eu estou cursando o 2º Ano de Letras, fiz a prova e obtive 38 acertos, acredito que estarei na 2ª lista, se na atribuição eu não pegar aulas, durante o ano letivo, posso dar aulas como Porfessora Eventual?
    E qual categoria eu sou?
    Obrigada por responder tantos comentários.
    Abraços.

    Resposta
    • 64. apeoesp  |  31/01/2010 às 13:01

      Prezada Bruna,
      Obrigada pelo apoio.
      Você estará na segunda lista.
      Sua situação é o que a SEE denomina “categoria O”.
      Poderá tentar aulas como eventual.
      Por apreço à verdade informo que a APEOSP está trabalhando junto à SEE para que se cumpra o artigo 62 da LDB, que determina que somente na ausência de professores habilitados, não-habilitados poderão ministrar aulas. Esta regra tem que valer na atribuição.
      Caso não dê resultado, teremos que recorrer à via judicial.
      Mas acredito que, mesmo assim, você conseguirá aulas como eventual.
      Boa sorte,
      Bebel

      Resposta
  • 65. Fernanda  |  31/01/2010 às 13:17

    Prezados, bom dia!

    Não encontro a lista de classificação para atribuições de aula em lugar algum na internet. Qual o link do resultado para que eu possa conferir minha situação?

    Muito obrigada!

    Resposta
  • 67. Fernanda  |  31/01/2010 às 13:26

    Prezada Bebel, bom dia!

    Qual o endereço on-line em que eu posso ter acesso à primeira lista de classificação dos professores para atribuição de aulas.

    Até agra não consegui encontrar o meu resultado e amanhã é o último dia do prazo para inteposiçõa de recursos!

    Muito obrigada,

    Resposta
  • 69. Regina  |  31/01/2010 às 14:05

    Olá Bebel,
    Estou muito feliz, com a atuação da apeoesp; pois esta sempre me ajudou quando precisei, principalmente em relação ao provão dos Acts, eu tenho 24 anos de magistério e obtive 35 pontos no provão e estava muito angustiada, pois os comentários de outros professores que alcançaram os 40 pontos ou mais, que somente eles seriam classificados , agora estou aliviada! Sempre confiei na Apeoesp. Parabéns pela conquista.
    Obrigada.

    Resposta
    • 70. apeoesp  |  31/01/2010 às 14:21

      Prezada professora,
      Muito obrigada pela confiança.
      Lutamos e torcemos por todos(as) professores(as), pois pertencemos todos à mesma categoria de educadores.
      Bebel

      Resposta
  • 71. cleide  |  31/01/2010 às 14:13

    CHEGA A DOER NA ALMA QUANDO OBSERVO AS HUMILHAÇOES QUE ESTAMOS PASSANDO.AFIRMAR QUE SOMOS INCOMPETENTES POR NÃO TER ATINGIDO A NOTA NECESSÁRIA PARA ENTRAR NUMA SALA DE AULA SENDO QUE, TRABALHEI TANTO PARA CUMPRIR COM AS MINHAS OBRIGAÇÕES ATÉ O ÚLTIMO DIA LETIVO. OU SEJA, PRECISAVA REALIZAR UMA CIRURGIA E TIVE QUE ADIAR PARA QUE OS ALUNOS NÃO FICASSEM SEM PROFESSOR.ISTO É, NA ESCOLA QUE ESTAVA NÃO TINHA PROFESSORES HABILITADOS NA ÁREA DE MATEMÁTICA E FÍSICA PARA QUE PUDESSE ME SUBSTITUIR.E AGORA? ESTOU SENDO AVALIADA COMO PROFISSIONAL QUE NÃO ESTÁ APTA A ENTRAR EM UMA SALA DE AULA. CREIO NO PODER DE DEUS QUE ESTA HISTÓRIA VAI MUDAR E JÁ ESTOU ENXERGANDO A VITÓRIA. QUEM REALIZA SUAS ATIVIDADES COM HONESTIDADE É UM VITORIOSO.

    Resposta
    • 72. apeoesp  |  31/01/2010 às 14:24

      Prezadaprofessora,
      Este governo que aí está não vê e não valoriza as pessoas. Mas não durará para sempre. Neste ano temos uma grande oportunidade de mudar muita coisa no estado de São Paulo.
      Abs,
      Bebel

      Resposta
    • 73. CREUSA PALMIERI  |  01/02/2010 às 22:37

      PROFESSORA EU TAMBEM CONCORDO COM SEU DEPOIMENTO IMAGINE EU QUE SOU EVENTUAL PB1 ESTOU DISOLADA COM ESTA AVALIAÇÃO

      Resposta
  • 74. carlos  |  31/01/2010 às 15:30

    Me desculpe mas não achei justo o fato de que só os aprovados participem desta primeira lista, e os professores com mais de 10 anos, que lecionam como vai ser vão participar só da segunda lista, eis aí o meu protesto

    Resposta
    • 75. Ana MAria  |  01/02/2010 às 15:06

      Você deveria ter se preparado para a provinha…

      Resposta
  • 76. cristiane oliveira  |  31/01/2010 às 15:54

    Sabe presidenta, somos aproximadamente 250 mil professores filiados ( corrija , se estiver errado ), fora os professores não filiados, provavelmente estamos entre os maiores sindicatos do estado! A nossa força é enorme! além disso somos formadores de opinião! O estado de sp depende de nós, me permita usar este espaço para chamar os professores p luta! vamos ! é preciso lutar contra esse governo , não e possivel q a gente não consiga mostrar nossa força, chegou o momento! efetivos do art. 22, ofas, efetivos insatisfeitos com o salario, aposentados… todos, vamos p frente das des no dia 5/2.
    Professor se vc concorda comigo, tambem escreva sua indignação e convoque todos p luta… é o unico jeito , ou mude de profissão!
    obrigada

    Resposta
    • 77. apeoesp  |  31/01/2010 às 16:34

      Somos 178 mil associados à APEOESP e a diretoria decidiu promover atos no dia 5/02 às 16 horas em frente às Diretorias de Ensino por uma atribuição justa. A organização está a cargo de cada subsede.
      Bebel

      Resposta
      • 78. Marta  |  31/01/2010 às 17:18

        Se possível, defina o que é uma “atribuição justa”, pois eu já nem sei mais o que a Apeoesp quer defender. Declarem de uma vez que vocês querem a prova anulada, os professores “F” estáveis e com aulas garantidas e o resto que esperem a ação de Deus e os concursos.

        Lutem, então,por uma lista única, e mais uma vez verão que a combinação porva+tempo de serviço+títulos não vai colocar quem foi “mal” na prova na frente.

        O senso de justiça anda muito volúvel entre a categoria, pois vai sendo colocado ao lado de quem se interessa a cada nova medida.

        Mais uma vez minha vida está nessa berlinda, onde eu não posso confiar nas resoluções que saem e nem me programar pra nada, pois a qualquer momento, no último segundo, tudo pode mudar. Sinto-me uma palhaça.

        Prezada professora Marta,
        Infelizmente, você, como muitas outras pessoas, deseja que a APEOESP guie sua atuação pelo seu caso pessoal. Mas nós temos que nos guiar pelos interesses da maioria, numa situação multifacetada e complexa.
        A atribuição de aulas sempre foi um momento de disputa, na qual saem professores satisfeitos e outros prejudicados. Este conflito é da natureza de um sistema que tem 100 mil professores temporários, quando o aceitável seria, no máximo, 10% do total.
        Já demonstrei aqui, em outras respostas, que a lista única também promove injustiças, pois um candidato com zero pontos de tempo de serviço pode, se tiver obtido uma ótima nota (e há diversos casos assim), ficar bem na frente de um professor “F” com anos de serviço, mas que tenha tido uma nota baixa. Quando criou o provão, o governo introduziu mais este elemento de confusão.
        A impressão, às vezes, é que as pessoas não lêem o que é escrito aqui.
        Não precisa cobrar de nós posições claras.Nós já a manifestamos várias vezes, ainda que elas não agradem a todos. Já declaramos inúmeras vezes que queremos a anulação da prova. Lutamos contra ela desde o primeiro momento. Infelizmente, não conseguimos abalar o governo e forçá-lo a anular a prova. Conseguimos diversos avanços que revolveram a situação da maioria dos professores.
        Haverá ainda muitos momentos de tensão, mas acredito que a situação se resolverá, porque haverá aulas disponíveis para a grande maioria, desde que as regras sejam justas. Um exemplo de atribuição justa: não vamos aceitar que não habilitados consigam aulas se houver habilitados inscritos.
        Se você se sente insegura, imagine tantos outros milhares com anos de serviços prestados na rede estadual de ensino. Mas não busque os culpados dentro da APEOESP. Eles estão todos no governo estadual.
        Bebel

  • 79. MARTA  |  31/01/2010 às 17:00

    olaaa BEBEL !!!!!!!!!VCSS JA TEM ALGUMA COISA A DIZER SOBRE O MEU PROBLEMA ?POIS PRECISO DA AJUDA D VCSSSS… O PLANEJAMENTO JA ESTA BEM PROXIMO……
    QERO AGRADECER POR TUDO Q VCS FIZERAM QANDO PRECISEI…

    Resposta
    • 80. apeoesp  |  31/01/2010 às 17:32

      Prezada professora,
      Sugiro que você procure o departamento jurídico da APEOESP, expondo detalhadamente a sua questão, para que possa receber informações e orientação precisa.
      Como respondi em outro momento – aparentemente você não localizou a resposta – seu caso parece ser atípico, tendo em visto que a cessação das designações deve ocorrer apenas em 18/02, e para quem não obtve aulas.
      Bebel

      Resposta
  • 81. Luana Diniz .D.E de São Carlos  |  31/01/2010 às 17:21

    Vamos nos mobilizar dia 05/02, ainda é tempo de mudar essa atribuição tão injusta aos professores com dedicação de anos ao magistério.Pois se querem mesmo mudança verdadeiramente JUSTA, realizem concursos periodicos.Abraços

    Resposta
  • 82. Carolina  |  31/01/2010 às 21:56

    Espero que essa situação se resolva logo, é angustiante demais para todos nós que estamos inclusos nas decisões tomadas!!!

    Considerando que a prova não foi anulada, acredito que seja coerente:

    1) Que se mantenha as listas feitas, acordando os critérios de 40% da avaliação correta como prioridade, garantia de 12h para qualquer professor cat. ”F”, mantendo a resolução da LDB que prioriza os licenciados e deixa os estudantes depois, já que essa determinação não foi derrubada.
    2) Que a listagem seja única, sem “F”, “L” ou qualquer divisão, todos classificados por tempo de serviço, avaliação e títulos, mantendo a resolução da LDB que prioriza os licenciados e deixa os estudantes depois, já que essa determinação não foi derrubada.

    Agora, se houver possibilidade de anulação, o que não parece viável ou possível, haja vista sua legalidade garantida por votação em plenária e procedimentos da Vunesp que não comprometem sua aplicação, como foi a do ano passado, toda a discussão sobre atruibuição com ela como parte da nota não tem fundamento…

    Gostaria de saber qual será o mote das manifestações nas DEs, se será para classificar depois os estudantes, se será mais uma tentativa de anulação, se será pela lista única… para saber, também, como me posicionar.

    Resposta
    • 83. apeoesp  |  31/01/2010 às 22:58

      Prezada professora,
      As manifestações nas DEs serão organizadas pelas subsedes para que os professores possam não apenas dizer ao governo que querem uma atribuição de aulas justa, em que se garantam os direitos de todos, mas também para manifestar ao governo nosso desacordo com oconjunto de suas políticas e as avaliações excludentes que vem promovendo.
      Não se tirou como reivindicação a lista única, tendo em vista que ela pode também ser prejudicial aos professores categoria F que tenham muito tempo de serviço e nota relativamente baixa ou muito baixa na prova, podendo ser superados por prófessores com zero ponto de tempo de serviço, mas notas altas na prova. Trata-se de uma situação em que uma solução única não consegue resolver os problemas de todos os professores categoria F e L, mas, nas duas listas, o professor categoria F tem prioridade, o que não ocorreria necessariamente na lista única.
      Nos atos também vamos deixar claro ao secretário da Educação que não aceitamos que candidatos sem habilitação (tecnólogos, portadores de licenciatura curta, bacharéis, estudantes) escolham aulas antes dos habilitados. Exigiremos que ele altere a resolução para resolver esta questão.
      Bebel

      Resposta
  • 84. antonio  |  31/01/2010 às 22:50

    Já que apeoesp não quer fazer uma manifestação para a anulação dessa prova covarde, pois ninguém podê ser avaliado apenas com uma prova,já pensou se nós professores fossemos avaliar nossos alunos ao pé da letra,onivel de reprovação seria maior e isso não acontece por causa do BONUS,a escola tem que ter o maior indice de aprovação possivel,nós não precisamos da apeoesp para fazermos essa paralização,vamos as ruas voveis querendo ou não é isso ai LUANA,JOSEINA,vamos derrubar a nota dessa prova ,o ano passado derrubaram a nota da prova porque esse ano não,daqui a pouco o secretario vai nos pedir mestrado ou doutorado na area,sou a favor da anulação da prova.

    Resposta
  • 85. Carolina  |  31/01/2010 às 23:01

    Olá, por gentileza, preciso de uma informação. Este ano não estou trabalhando na Secretaria. Fiz a prova e estou qualificada em 10 lugar, na minha diretoria, na área de linguagens e códigos. Preciso saber quando vou escolher aula, em que dia, qual a minha categoria? Outra coisa, essa mudança na bibliografia, eu entendo ser pertinente, mas não concordo. A bibliografia foi divulgada em novembro, desde então estamos estudando, comprei alguns livros e agora muda! Perdi tempo estudando coisa que não cai, sei que é conhecimento, mas agora precisamos ir direto ao assunto e fiquei meio perdida…de qualquer forma, grata pela atenção!

    Resposta
    • 86. apeoesp  |  31/01/2010 às 23:08

      Prezada professora,
      Você é considerada categoria O e sua atribuição é de 8 a 11/02.
      Quanto à bibliografia, se você conseguiu todos os livros, tem muita sorte, pois muitos não são encontrados, conforme reconheceu o próprio secretário. Daí as mudanças, que reivindicamos, para que todos tenham as mesmas chances.
      Bebel

      Resposta
  • 87. Ernesto  |  01/02/2010 às 00:14

    Olá,
    Eu sei que muita gente aqui esta descontente com a situação atual, mas eu estou aqui para lembra-la que existe mais de 50% dos professores que foram aprovados nessa prova e que estão se sentindo justiçados por finalmente ter a oportunidade de juntar seu tempo de serviço com seu estudo…
    .
    Eu sou categoria F e fui aprovado e sou associado da APEOESP, sei que muitos não foram, mas lembre-se que nós os aprovados, não queremos que a prova perca seu valor e esperamos também ser representados pela APEOESP, alguns dos novo professores não são ainda por motivos obivios, mas serão Associados assim que verem a importancia disso… Espero que não sejamos esquecidos pela APEOESP… e nossa classificação se mantenha.
    Desde já, agradeço a atenção.

    Resposta
  • 88. SILVIA  |  01/02/2010 às 00:21

    Olá Presidente gostaria que a luta por essas mudanças tambem valessem para mudar a nossa categoria L .Estou a 12 anos na rede e injustamente me tiraram o direito de pertencer a categoria F .Nunca perdi o vinculo.Agradeço

    Resposta
    • 89. apeoesp  |  01/02/2010 às 16:17

      Prezada professora,
      Por favor, procure o departamento jurídico.
      Bebel

      Resposta
  • 90. Sílvia Regina  |  01/02/2010 às 01:02

    Olá. Esta é a minha primeira visita aqui. E a minha pergunta é a seguinte: Os professores temporários foram divididos em categorias [F, L, O, etc]. Aqueles que ficaram na categoria F conseguiram uma certa ‘estabilidade’. Sei o real motivo dessa divisão, mas não a acho justa, afinal, alguns professores conseguiram ‘estabilidade’ não por meio de conhecimentos e nem por pontuação [tempo de serviço] e, sim, pq em determinado dia estava com aulas atribuídas. Assim sendo, o Estado excluiu professores temporários tornando-os L e outras letras do alfabeto independentemente do tempo de serviço ou aptidão para o cargo. A pergunta é: O que a Apeoesp fez, está fazendo ou fará para mudar a divisão dos professores temporários por categorias? Afinal na minha opinião essa divisão foi muitíssimo injusta. Você como presidenta de um sindicato que representa os professores não achou o mesmo? Agradeço antecipadamente pela atenção!

    Obs: coloquei a palavra ‘estabilidade’ entre parenteses pq não acredito q ela tenha o real sentido da palavra quando diz respeito aos profs temporários F.

    Resposta
    • 91. apeoesp  |  02/02/2010 às 09:59

      Prezada professora,
      É injusto, sim. A divisão em “categorias” foi consequência das diversas leis e medidas que o governo tomou. A APEOEPS lutou contra todas essas medidas, na Assembleia Legislativa, mas os deputados governistas garantiram sua aprovação. Apenas no ano passado realizamos mais de 20 momentos de mobilização e passamos madrugadas dentro da ALESP. Infelizmente ela não foi suficiente. Continuamos lutando, inclusive pela via judicial quando cabe, contra as medidas do governo, mas somente muita pressão, e a greve, podem fazê-lo recuar de suas políticas.
      Lutamos para que todos os professores ACTs não fossem demitidos e excluÍdos do sistema previdenciário (SPPrev), isto gerou a estabilidade para os professores categoria F, regulamntada pela lei 1093/09. O governo impôs a data-referência de 1º de junho de 2007, gerando esta divisão. Os professores categoria lL podem pleitear judicialmente sua reclassificação, através do departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
  • 92. Sandra L  |  01/02/2010 às 11:43

    Querida Bebel, bom dia!!! Volto + uma vez te pedir um esclarecimento: entrei para o Estado em 1999 como PEB I, categoria F (eventual) e, até o ano passado (2009) ainda continuei na mesma categoria F pois ainda não havia terminado minha licenciatura em História. Pois terminei no fim do ano passado e, agora estou habilitada. Minha dúvida é a seguinte: Fiz 34 pontos na prova e tenho 3.420 pontos de serviço, estarei na 2ª lista e, se porventura eu conseguir aulas na atribuição, eu posso me manter na mesma categoria F ou sou obrigada a mudar de categoria, e, se é verdade também que se eu mudar de categoria não terei mais direito ao Hospital do Servidor?

    Desde já agradeço e aguardo resposta cara amiga!!!!!!!

    OBS: DIA 05/02/10 TODOS UNIDOS NA REPÚBLICA A PARTIR DAS 16 HORAS, POIS SOMOS TODOS PROFESSORES E NÃO OBJETOS VULGARES PARA NOS ACOMODAR NAS CATEGORIAS QUE ESTE GOVERNO NOS COLOCOU… SE O MESMO FOSSE COLOCADO EM CATEGORIAS ESTE GOVERNO INCOMPETENTE NÃO TERIA UMA CATEGORIA SE QUER!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Resposta
    • 93. apeoesp  |  02/02/2010 às 09:47

      Prezada professora,
      Você continuará na “categoria F.”
      Bebel

      Resposta
      • 94. Sandra L  |  02/02/2010 às 16:47

        Obrigado Bebel pelo esclarecimento, agora estou mais tranquila, pois um supervisor de ensino havia me dito que se eu for pegar aulas este ano a minha categoria de F (PEBI) muda e eu perderia o direito ao Hosp. Servidor… Vou aguardar a 2ª lista e, de agora em diante estou aliviada pois acabei de me associar à APEOSP com orgulho de poder tb lutar muito mais do que já luto por todos os profs como eu!!!!!!!!!

  • 95. Sheila  |  01/02/2010 às 13:32

    Ola Bebel, por que nao responde minhas perguntas?
    O professor que passou em geografia mas é habilitado tambem em filosofia, na hora da atribuiçao ele pode optar por filosofia, vai continuar aquilo de carregar a nota para outras disciplinas?????

    Resposta
    • 96. apeoesp  |  01/02/2010 às 16:26

      Prezada professora,
      A atribuição é por “banca”. O professor pode escolher nas disciplinas para as quais é habilitado e utilizará a nota para todas elas.
      Bebel

      Resposta
  • 97. cristiane oliveira  |  01/02/2010 às 14:08

    E agora! perdemos o mandado de segurança coletivo, para o art.22, estágio probatório, o que fazer?
    Por favor nos dê uma orientação.
    obrigada

    Resposta
    • 98. apeoesp  |  01/02/2010 às 16:27

      Prezada professora,
      O departamento jurídico tem recurso desta decisão.
      Bebel

      Resposta
  • 99. Paulo  |  01/02/2010 às 14:37

    Observamos, na rede estadual, um grande numero de professores que estão acomodados e não estuda a muito tempo.

    Não passar num concurso ou prova só tem uma explicação: FALTA DE ESTUDO.

    Digo isso, pois prestei dois concursos e não passei. Eu queria passar sem estudar! Jamais isso acontecerá!

    Portanto, acho essa medida do Governo corretíssima, pois fará que todos nós voltemos de alguma forma a estudar, pois não há nada mais drástico que um professor desatualizado!

    Resposta
  • 100. marcos da silva  |  01/02/2010 às 14:47

    quando sairá a segunda listagem dos ofas categoria F?pegaremos aulas na frente da categoria L já colocada a lista?

    Resposta
    • 101. apeoesp  |  01/02/2010 às 16:29

      Prezado professor,
      A segunda lista deve sair dia 4. Os professores categoria F estarão colocados à frente dos professores categoria J e O.
      Bebel

      Resposta
      • 102. marcos da silva  |  01/02/2010 às 16:42

        na frente da categoria L que já esta fixada a listagem?Obrigado professora Bebel

  • 103. Fabiana  |  01/02/2010 às 15:54

    Não vejo porque professores não licenciados tem que ficar por último. Alguns tem muito mais competências que os próprios habilitados. Sou professora a três anos e sou bacharel, fiz a prova acertei mais de 50 % e ainda sou categoria F, acho que já que teve esta prova deveria ser atribuída as aulas para todos que passaram na prova primeiro, pois eu estudei e passei, tem muito professor que não estuda e não se dedica, por isso não conseguiram passar.

    Resposta
    • 104. apeoesp  |  01/02/2010 às 16:32

      Prezada professora,
      A Lei de Diretrizes e Bases (art. 62) e as regras de atribuição de aulas (res 98 da SEE) prevêem as regras. Temos que fazer valê-las, em respeito aos direitos de todos.
      Bebel

      Resposta
  • 105. Samanta  |  01/02/2010 às 17:50

    Estou indignada, pois realmente temos que concordar que tem muitos professores despreparados na rede, prova disso que ate bacharéis de outras áreas consegue ficar na frente desses na prova. Querem anular a prova de qualquer jeito dizendo que não é justo. O que é ser justo para esses professores? Onde entra o aluno nessa disputa ridícula que se travou com uma simples prova? Vamos lá anulem a prova e vão enganar os alunos mais uma vez em sala de aula, dêem nota 10 para aquele aluno que não estuda; acomodado e não valorizem aquele que estuda, para serem coerentes com seus principio de justiça. Todos sabiam que a prova iria acontecer, isso desde 2008, se fossem espertos já começariam estudar mesmo sem a bibliografia, pois tem autores específicos que sempre caem; isso é obvio! Mas seria mais fácil culpar algo ou alguém, ao invés de olhar para o próprio umbigo. A culpa é APEOESP? Será mesmo? A APEOESP não pode fazer nada sozinha, ate que fez muito levando em consideração os quanto desunidos e despolitizados são a classe docente de São Paulo. Você tão colhendo o que plantaram, se o governo fez severas mudanças foi porque permitiram, não lutaram, ficaram acomodados com a vaquinha de leite que era o estado, agora que mataram a vaquinha o que fazer? Vocês podem ressuscitá-las, mas saibam que ela não vai viver mais por muito tempo.

    Resposta
    • 106. CARLOS VIDIGAL  |  11/02/2010 às 15:35

      VOCÊ TEM PROBLEMAS ? OU TOMA LEITE ?

      Resposta
  • 107. maria vicentina pollini sores carvalho  |  01/02/2010 às 18:15

    Já lhe escreví antes e torno a escrever,amanhã é o dia da prova de promoçao por mérito e gostaria de saber o que será feito pela apeoesp. Vejo muito empenho pelos acts e acho muito nobre, mas estou me sentindo esquecida.
    A minha parte eu farei (não comparecerei) mas confesso que me sinto perdida. Sei também que vc vai dizer que a apeoesp somos todos nós, mas vejo muita festa pelos acts e pouco se fala desa nossa situação. O próprio site e blog sáo falam dos Acts.
    Essa situaçao precisa ser mais debatida, mesmo porque o act de hoje vai ser o efetivo de amanhã.
    Como ficamos???

    Resposta
    • 108. apeoesp  |  01/02/2010 às 20:33

      Prezada professora,
      A questão dos professores temporários é um sintoma agudo de um problema estrutural da rede estadual de ensino. Torna-se absolutamente impossível ignorar esta questão, não apenas por estar afetando a vida de 100 mil professores, mas também pela repercussão na mídia, o que nos permite debater questões relevantes para todos os educadores.
      Por outro lado, professora, não é verdade que não tenhamos tratado da questão da prova de mérito, aqui mesmo neste blog, no site da APEOESP, nos boletins, no jornal da entidade.
      Divulgamos nossa posição pelo boicote a esta avaliação por todos os meios disponíveis, até mesmo enviando material para as casas de todos os 178 associados da APEOESP. Entretanto, não temos meios para impedir que qualquer professor compareça e a realize.
      Nossa perspectiva é a união de todos, efetivos e ACTs, em torno dos nossos direitos e da melhora da escola pública. Este é o sentido da greve que desencadearemos no início de março, que tem como um de seus principais motivos a recuperação do poder de compra de nossos salários, mas que será, também, um grande basta a toda esta política educacional do governo Serra.
      Não estamos fazendo festa. A situação é grave, estamos diante de um governo truculento e precisamos nos unir. O movimento que desencadearemos é uma grande oportunidade para demonstramos isto.
      Bebel

      Resposta
      • 109. Roselí  |  12/02/2010 às 23:56

        $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ ñ é só isso… ninguem vê o novo educador ganhando $ 140,00 de salári por mes? Este foi o que recebi em um ano sendo professora temporaria em todas as matérias e em todas as escolas que me pedirão ajuda, sendo que sou de Ciências Sociais, e cobri todos os cargos e agora sou barrada nesta prova de acertos 43% , mas minha colocação ñ chegou até os 10 primeiros chamados, pois já ñ tem mais aulas de sociologia, as UNESPs e Faculdades particulares estão com vagas de sobra e um curso de letras ou pedagogia custa por mes $ 100,00 . Acabou educador.

  • 110. Ivanir  |  01/02/2010 às 21:14

    Cara Bebel.
    O professor categoria F, reprovado, continua estavel com as 12 horas/aulas em atividades extra-classe?

    Resposta
    • 111. apeoesp  |  02/02/2010 às 01:00

      Prezada professora,
      Sim. o professor F que não conseguir aulas continua estável, devendo cumprir jornada de 12 horas semanais na escola em atividades de apoio pedagógico, que ainda serão definidas.
      Bebel

      Resposta
  • 112. ALINE  |  01/02/2010 às 22:37

    GOSTARIA QUE A VC ME RESPONDESSE POR GENTILEZA?
    SE VC SOUBER…LECIONEI EM 2008 MAIO E JUNHO COMO EVENTUAL E NOVENBRO PEGUEI AULA FIXA POR 30 DIAS.GOSTARIA DE SABER EM QUAL CATEGORIA EU ESTOU? E SE TENHO CHANCES DE DAR AULAS ESSE ANO?
    GRATA DESDE JÁ….

    Resposta
    • 113. apeoesp  |  02/02/2010 às 01:06

      Prezada professora,
      Você é classificada como categoria O, se tiver realizado a prova. Se tiver atingido a pontuação, estará na primeira lista. Se não, na segunda. Creio que a maioria dos professores tem chance de conseguir aulas, mas não é possível prever isto individualmente; depende muito da colocação em cada lista.
      Bebel

      Resposta
  • 114. Sílvia Regina  |  02/02/2010 às 02:15

    Pq não obtive resposta a minha pergunta? por acaso ela já foi respondida ou ela quebra alguma regra do Blog? se ela já foi respondida, favor, passar o link!

    Resposta
    • 115. apeoesp  |  02/02/2010 às 10:00

      Prezada profesora,
      Desculpe, mas somente agora respondi ao seu comentário.
      Bebel

      Resposta
  • 116. Prof. Claudia - Geografia  |  02/02/2010 às 02:28

    BEBEL….
    Hoje uma amiga, falou que eu mesmo que prestei a prova sendo F e nao fui classificada na 1 listagem teria que ter entrado com acão ou pedido para arrumar meus pontos, mas no forum falaram que nao teria, pois eu fiz a prova agora era somente aguardar a 2 listagem e isto…..

    Grata

    Claudia Geo

    Resposta
    • 117. apeoesp  |  02/02/2010 às 09:44

      Prezada professora,
      Se você não obteve a pontuação mínima (40 pontos) estará na segunda lista, que deve ser publicada no dia 4.
      Bebel

      Resposta
  • 118. Manoel  |  02/02/2010 às 09:07

    Vamos pelo princípio

    Acho engraçado algumas coisas, os bacharéis sempre pegaram aulas depois dos alunos de último ano, disso nunca ouvi nenhum protesto. Eles, os bacharéis, possuem diploma, mas neste caso não tem valor para LDB. Se os professores reprovados merecem estar na frente por causa do diploma, a prova fica anulada para estes e os bacharéis e estudantes. Pois praticamente os reprovados passarão para a primeira lista. E os estudantes e bacharéis para a listas dos reprovados. Isso tá me cheirando à PIZZA. Se a Apeoesp insiste neste ponto absurdo, é lógico que assim procede para ajudar professores que estão na luta por vários anos. A Sra Presidenta declarou que mediante a lei, alunos e bacharéis não podem lecionar. Tudo bem, não há o que discutir. Massss, eles estão lecionando, ensinando, trabalhando como eventuais, cumprindo seus papeis de cidadãos. Agora serão descartados, porque um monte de profs que não conseguiram nota, querem ganhar a parada no TAPETÂO. Conclusão: entre mortos e feridos, os Bacharéis e Estudantes serão os Bodes Espiatórios da Vez. Pois é preciso ter esse sujeito pra acalmar os ânimos diante de tanta frustação.

    Resposta
    • 119. apeoesp  |  02/02/2010 às 09:42

      Prezado professor,
      Se nós, educadores, não lutamos para que as leis educacionais, como a LDB, sejam cumpridas, como podemos exigir todos os nossos direitos?
      Você acha justo que aqueles que optaram pela carreira de professor,com a respectiva licenciatura, sejam suplantados na atribuição de aulas por bacharéis, tecnólogos, estudantes?
      Bebel

      Resposta
  • 120. Cristina  |  02/02/2010 às 14:37

    Oi Bebel, adorei o blog.
    Gostaria de saber se o efetivo, que fez opção por básica, poderá no dia da constituição de jornada optar por ficar com a jornada reduzida.
    Beijos, e obrigada

    Resposta
    • 121. apeoesp  |  03/02/2010 às 02:00

      Prezada professora,
      Entendo que não, mas solicito buscar informação mais consistente no departamento jurídico.
      Obrigada pelo elogio.
      Bebel

      Resposta
  • 122. Eriques  |  02/02/2010 às 21:32

    Caro professor Marcos
    Como voce e muitos outros não concordo com essa prova.Devido a pressão do sindicato juntamentes com inumeros professores o governo cedeu e torno a prova classificatória. Acho muito justo que os professores que apesar de não concordarem com o processo, estudaram, se esforçaram para tirar uma nota que os classificassem melhor. Portanto, desculpe, mas não seria justo que todos os colegas fossem colocados em uma só lista. Da forma que esta sendo feito a classificação é mais justa e democratica.

    Resposta
  • 123. laura gomes  |  02/02/2010 às 22:07

    bEBEL, SOU CATEGORIA F, NÃO PASSEI NA PROVINHA. nO DIA DA ATRIBUIÇAO SE NÃO CONSEGURI PEGAR AULAS, POSSO PARTICIPAR DE UMA 2 ATRIBUIÇÃO?, POIS SEMPRE TEM OUTRA ATRIBUIÇÃO. OU NÃO?……….POR FAVOR, EU PRECISO SABER, E QTO A PROVA ELA TEM QUE SER CANCELADA, DOA A QUEM DOER ORA-BOLAS, FICAR FALANDO MAL DE PROFESSORES ANTIGOS NA REDE É BOM, NÉ NOVATOS, MAS VÃO LÁ LECIONEM PARA ALUNOS Q NÃO SABEM LER, ESCREVER, QUIÇÁ FAZER CONTAS, E NÃO ADIANTA DIZER Q A CULPA É DO PROFESSOR, AKAKAK, AI VCS POBRES PROFESSORE NOVATOS APROVADOS ESTÃO COMPACTUANDO COM O QUERIDINHO IMPERADOR E DESTRUIDOR DA EDUCAÇÃO O JOPSE SERRA, O Q NUNCA E JAMAIS SERÁ PRESIDENTE. OK!, VÃO LÁ SE ENFARTEM DE DAR AULAS, NOSSA E Q FALTA DE ÉTICA, HEIM!!, MY GOD, ESTÃO É MATANDO CACHORRO A GRITO>M AH! EU REPROVEI, MAS NÃO SOU INAPTA NÃO CERTO?, LECIONO EM ESCOLA PARTICULAR, JÁ LECIONEI ATÉ EM CURSINHO, EM CAMPINAS,AGORA FALAR MAL DE PROFESSOR ANTIGO É FÁCIL, QUERO VER VCS NA PROATICA COTIDIANAMENTE, COM SALAS SUPER LOTADAS, ALUNOS Q GRITAM COM VC, RESPONDEM, AMEAÇAM COM ARMA VIU!, É PQUE TEM ALUNO ARMADO NAS ESCOLAS PUBLICAS DE SP, DROGADOS TRAFICANTES, E OUTROS TANTOS ALUNSO EXCELENTES, INTELIGENTES, Q INFELISMENTE OS PAIS NÃO PODEM PAGAR ESCOLA PARTICULAR, PQUE UM DIA VCS TERÃO FILHOS E COM CERTEZA ELES IRÃO ESTUDAR EM UMA PARTICULAR, PQUE A EDUCAÇÃO EM SP ESTÁ FALIDA HÁ MUITO TEMPO, VÃO LÁ ANJOS, VÃO DAR AS 33 AULAS HORAS, MAIS HTPCS, MAIS REUNIÕES, MAIS CONVOCAÇÕES, MAIS PROVAS A CORRIGIIR, E BLÁ-BLÁ, AH!, VCS TIVERAM FOI TEMPO PARA ESTUDAR, TÃO SE ACHANDO NÉ NOVATOS, KKKKKKKKKK, SABEM O QUE VCS TEM EM MÃOS?????COM 33 AULAS UMA BOMBA!!!, É PRECISO TER EQUEILIBRIO, PACIEÊNCIA, UM POUCO DE PAI, MAE, PSICOLOGIA, ISSO SE CONSEGUE AO LONGO DO TEMPO, COISA Q VCS PENSAM Q NÃO VALE NADA, MAS Q É FUNDAMENTAL, NA EDUCAÇÃO FALIDA DE SP. O RESTO É PROPAGANDA ENGANOSA DO SERROTE Q TÁ DANDO CALOTE, E DEPOIS VEM DOENÇAS! VIU!, PQUE O ESTRESSE É TANTO, A COBRANÇA É TANTA, Q AI CHEGAS AS DOENÇAS Q EU DIGO É MAL DO PROFESSORO, POIS NINGUEM AGUENTE E AO LONGO DO TEMPO É PRECISO TIRAR LICENÇA SAÚDE, AI VEM DEPRESSÃO, SÍNDROME DO PÂNCIO, PROBLEMAD E COLUNA, E VEM RAPIDINHO PQUE A GENTE COM O ESTRESSE ACABA SOMATIZANDO E FICA-SE DOENTE SIM OK!, BOM ANO NOVAOTS E BOA SORTE, VCS VÃO PRECISAR, AH, E COMO VÃO, TÃO PENSANDO Q É MOLEZA?, NÃO É, E´BOMBA MSM. EU HEIM, TO FORA, EU PRECISO, MAS, POSSO PARTIR PARA OUTRAM FICO COM AS 12 AULAS E COMPLETO NA PARTICULAR, E BEBEL, CARA COMPANHEIRA, EU VOU ESTAR NA REPUBLICA TÁ. POIS VOU VIAJAR HOJE PARA SP. BJOS BEBEL, CONTRA ESSA PROVA EXCLUDENTE E PROMOÇÃO POR MÉRITO, HUMMM, Q PALAVRA MAIS SOFISTICADA Q O SERRA MAIS MULA DO RENATÃO TONTAO INVENTARAM PARA DESEMPREGAR?, AFF!, DOIS ASNOS, PROFESSOR UNIOD JAMAIS SERÁ VENCIDO………….ABAIXO A PROVA, O ARTIGO DA LDB, 62 DIZ ISSO!, ATÉ DIA 5/02…………. COM VITORIA SIM OK, E NEM ADIANTA ME XINGAR, EU SEI O Q ESTOU DIZENDO. GREVE JÁ, E DILMA JÁ TBEM, FORA SERRA MAIS AGREGADOS!, BANDO DE DITADORES E DESPOTAS. CRUZES ESTÃO PARECENDO MAIS HITLER E COMPARÇAS, GOERING, GOEBBELS……………..E NÓS PROFESSORES VELHOS OS HUMILHADOS EXECRADOS, EM UM CAMPO DE CONCENTRAÇÃO MSM, UFA!PRO MELHOR EDUCAÇÃO, NOSSA BEBEL, ESTOU ALIVIADA E REVOLTADA COM TANTOS DESMANDOS DESSE GOVERNO FAJUTA, O CARA TÁ DOIDIVANAS PARA GANHAR PARA PRESIDENTE, MAS……………………NÃO VAI, TEM 88 MIL PROFESSORES DESEMPREGADOS, E VAMOS ÀS URNAS RESPONDER OK, ZÉ ALAGAO., BOBÃO, O DIPLOMA DO SERRA É DUVIDOSO SABIAM?,BJIM BEBEL

    Resposta
    • 124. apeoesp  |  03/02/2010 às 00:33

      Prezada professora,
      Você poderá participar das atribuições ao longo do ano.
      Bebel

      Resposta
  • 125. Luciana  |  02/02/2010 às 23:50

    Prezada Bebel,

    Ando ouvindo alguns comentários sobre o fato do Processo simplificado ser anulado. Gostaria de saber, se a essa altura do campeonato, este fato pode vir mesmo a acontecer?
    Grata desde já,
    Luciana

    Resposta
    • 126. apeoesp  |  03/02/2010 às 00:39

      Prezada professora,
      Ainda não temos um parecer da justiça sobre a nossa ação.
      Bebel

      Resposta
  • 127. Eduarda  |  03/02/2010 às 15:04

    Cara Bebel

    Digamos que na atribuição de (12 a 17) o professor F reprovado tem estabilidade é obrigado a partcipar da atribuição? Caso ele não pegue as aulas o que acontece continua estavél ou é OBRIGADO a pegar o que tiver?
    O professor F tem estabilidade por quanto tempo?

    Grata

    Resposta
    • 128. apeoesp  |  03/02/2010 às 21:50

      Prezada professora,
      O professor F é obrigado a participar da atribuição e aceitar as aulas disponíveis, ou serão atribuídas compulsoriamente.
      Caso não consiga aulas poderá optar pela jornada de 12 horas na escola, em atividades de apoio. Se não tiver aulas e não aceitar ficar na escola fora da sala de aula, será desligado.
      Não há prazo definido para a estabilidade dos categoria F.
      Bebel

      Resposta
  • 129. nivaldo fulini  |  04/02/2010 às 08:15

    sou categoria f nao fui na prova pois esqueci meus documentos em casa isso me deixou descon centrado pois no ano 2009 fui bem nas 2 provas que fiz bio e ciencias .minha questao e a seguinte sei que estarei na 2 lista se eu nao pegar aula poderei cumprir as 12 horas aulas no perodo que quiser a noite por exemplo ou a diretora que escolhe pois na minha escola a maoria nao foi bem e poderei participor da prova de coordenador. eestarmos la dia 5/2 .obs.tenho 20anos de magisterio e faltam 4 anos pra me aposentar como fica minha pontuaçao para aposentadoria caso fique so com 12 haras aulas,abraços detalhe sou ex filiado de guarulhos.

    Resposta
    • 130. apeoesp  |  04/02/2010 às 10:50

      Prezado professor,
      A SEE ainda não divulgou a regulamentação sobre as 12 horas a serem cumpridas na escola. acredito que você poderá escolher o horário, mas isto ainda não está claro.
      Bebel

      Resposta
  • 131. Eduarda  |  04/02/2010 às 11:17

    Cara Bebel

    Se o professor F, não passar nas provas seguintes poderá perder a estabilidade?

    Aproveito a oportunidade para agradecer seu carinho e atenção.

    Resposta
    • 132. apeoesp  |  04/02/2010 às 13:34

      Prezada professora,
      Eu é que agradeço o carinho e a atenção de todos os que estão presentes na luta e compreendem que o sindicato somos todos nós, e que a união de todos é que possibilita nossas conquistas.
      Quanto à sua pergunta, o professor categoria F não perde a estabilidade. Terá que continuar prestando serviços fora da sala de aula até que obtenha a pontuação mínima na prova.

      Resposta
  • 133. Bruna  |  04/02/2010 às 11:17

    Bom dia Bebel. Hoje está previsto para sair a segunda lista de classificação, ela sairá mesmo?
    Obrigsds pelas respostas.

    Resposta
    • 134. apeoesp  |  04/02/2010 às 13:35

      Prezada professora,
      Conforme o cronograma da SEE deve sair, sim.
      Bebel

      Resposta
  • 135. heles  |  04/02/2010 às 11:31

    sou categoria F PEB 1 , nao passei na prova gostaria de sber como fica minha situação.
    sou obrigada a ir na atribuição do dia8,9

    Resposta
    • 136. apeoesp  |  04/02/2010 às 13:37

      Prezada professora,
      Não. A atribuição para a segunda lista será nos dias 12 e 17/02.
      Bebel

      Resposta
  • 137. alaide rezende da silva cadioli  |  05/02/2010 às 00:21

    Prezada Presidenta,
    Sou professora da rede pública desde 1989, já fui efetiva, mas em julho de 2007 não estava com aulas, portanto fiquei na categoria L. Fiz a prova de dezembro, minha pontuação é 075,786, classificação 00004. É possível mudar, através de recurso, para a categoria F, visto que tenho pontuação suficiente?

    Resposta
  • 138. SHIRLEY  |  05/02/2010 às 22:57

    Nunca trabalhei no estado, fiz a prova e acertei 30 questões, qual categoria me encaixo e qual lista? Tenho possibilidade de pegar aula?

    Resposta
    • 139. apeoesp  |  06/02/2010 às 18:41

      Prezada professora,
      Você estará na segunda lista, como “categoria O”. Se habilitada, poderá pegar aulas na sequencia da lista. Se não habilitada, a APEOESP lutará para que você, juntamente com os demais não habilitados, aguarde correr a lista toda, para respeitar o que dispõe o artigo 62 da LDB.
      Bebel

      Resposta
  • 140. Andréa  |  05/02/2010 às 23:02

    será que agora o secretário da educação vai classificar em uma segunda lista os professores efetivos que não conseguiram acertar 50% da prova objetiva? sem dizer da questão dissertativa.

    Resposta
  • 141. Renata Almeida  |  06/02/2010 às 16:50

    Sou categoria L e estou na lista dos aprovados, minha atribuição será dia 09/02 é isto mesmo? Obrigada.

    Resposta
    • 142. apeoesp  |  06/02/2010 às 19:06

      Prezada professora,
      Sim.

      Resposta
  • 143. Junior  |  08/02/2010 às 16:15

    Boa tarde Bebel!
    Peço o esclarecimento de uma duvida que ainda assola muios professores que se encontram na mesma situação que eu:
    Me formei em 2008, e em agosto fui contratado para dar aula no ensino médio,com contrato com extinção prevista em dezembro. Fiz a inscrição da processo de atribuição de aulas pela Vunesp e fiz mais 70% da prova. A resolução que me obrigaria a ficar de quarentena,não vale mais? Fui classificado como categoria L,em linguagens e codigos na 30ª posição. Poderei pegar aulas já no inicio do ano letivo? Há algo que me impede?
    Bebel,sei que você já respondeu perguntas com o mesmo teor,mas há ainda muita aflição por parte dos docentes contratados em relação a quarentena…
    Aguardo respostas
    Desde já muito obrigado e parabéns pela dedicação ao trabalho!

    Resposta
    • 144. apeoesp  |  08/02/2010 às 19:02

      Obrigada, professor.
      Repito a resposta que dei a uma professora há pouco:
      Não precisa cumprir quarentena. Uma das conquistas da APEOESP durante a tramitação do PLC 19/2009, que criou o provão, foi manter o vínculo do professor categoria “L” até final de 2011. Seriam demitidos em 2009 e teriam que crumprir a quarentena.
      Até lá esperamos que haja concursos suficientes para que todos se efetivem.
      Alguns falam que a APEOESP nada conquista, mas diante de casos concretos, fica evidente a importância da nossa luta. Claro, não é a situação que desejamos, mas é preciso lembrar que o governo que aí está é insensível e não gosta dos professores. Nossa luta é a nossa defesa.
      Bebel

      Resposta
  • 145. Nelson  |  08/02/2010 às 20:01

    Professora Bebel, Boa Tarde
    Fui hoje dia 08/02/10 na atribuição de aulas da minha D.E. aqui em sampa capital, como eu fiz 36 pontos e nunca trabalhei na educação, estou na categoria L e na segunda lista, peço uma orientação sua, pois estava pregado nos corredores do colégio que está responsável pela atribuição da minha D.E. que eu devo só voltar no dia 12 de fevereiro para a atribuição de aulas, eu tenho alguma chance de pegar aulas agora ou mais para frente (março e etc), e como devo proceder para pegar estas aulas, pois acabou a atribuição inicial ? como será o ¨pegar¨ aulas em março, abril etc nas D.Es? e o laudo médico como apresento na D.Es? Tenho que deixar meu nome nos colégios para ser chamado para pegar aulas?

    Resposta
    • 146. apeoesp  |  08/02/2010 às 20:46

      Prezado professor,
      Sua atribuição ocorre em 12 e 17 de fevereiro. Não é possível prever, neste momento, se conseguirá aulas ou não. Caso não consiga neste momento, poderá tentar ao longo do ano, pois há movimentações na rede e há aulas como eventual.
      Bebel

      Resposta
  • 147. LUISA SILVA  |  09/02/2010 às 21:01

    AMIGA BEBEL, TE ADMIRO MUITO E ACHO CERTO SUA LUTA, ACHO QUE VOCÊ SERÁ NOSSA DEPUTADA ESTADUAL.

    Mas tambem acho que existem muitos professores e professoras que estão vivendo outro mundo, cito meu caso eu era casada e era ACT, nunca estudava pois estava estavel no meu casamento, vivia em um mundo de futilidades (roupas, salão de beleza, e outras coisas) estudar nada, quando me separei tudo mudou as facilidades acabaram e tive que estudar, acabei passando no concurso, achava que nunca passaria, pois tinha concluido há mais de 20 ANOS, é só lutar, acho que a APEOESP, deve brigar pois não é justo estudante entrar, mas tem de ajudar muitos professores a crescer por dentro, buscar,criar cursos o ano todo para os ACTS antigos, em todo o estado, pode parecer muito dificil, mas tem de colocar metas e querer de coração.

    Bem, graduado concorrer com estudante , isto não pode.

    Amigos comecem um plano de estudo, todos vão conseguir,com a globalização, tudo a cada dia vai mudar, acredite em você, e terá de ter muita coragem, não importa sua idade, você pode.

    Abraços a todas.

    Luisa SILVA (Não so parente do presidente.)

    Resposta
    • 148. apeoesp  |  09/02/2010 às 21:37

      Prezada professora,
      Agradeço suas palavras, mas meu compromisso é com o meu trabalho na APEOESP em defesa da nossa categoria e da escola pública.
      Acho suas palavras corretas. Temos todos que lutar para crescermos juntos, e temos que cobrar do governo que nos dê os meios para isto.
      Obrigada,
      Bebel

      Resposta
  • 149. CARLOS VIDIGAL  |  09/02/2010 às 21:03

    NÃO TEM COMO A APEOESP ENTRAR NA JUSTIÇA CONTRA ATRIBUIÇÃO DOS ESTUDANTES ? NÃO VAI CONTRA A LDB ?

    QUAL O PLANO DA APEOESP PARA AUXILIAR OS PROFESSORES SINDICALIZADOS, QUE NÃO PASSARAM NA PROVA , AÇÃO COLETIVA ?

    Resposta
    • 150. apeoesp  |  09/02/2010 às 21:35

      Prezado professor,
      Obtivemos nesta tarde uma liminar.
      Os candidatos (categoria O, no qual estão incluídos os estudantes) devem escolher após os professores contratados abrangidos pela lei 1010/07 (“F”) e pela lei 500/74 (“L”).
      Bebel

      Resposta
  • 151. PROFESSOR-JOAO CARLOS DIAS  |  10/02/2010 às 01:16

    digníssima Presidente BEBEL e acessores

    Quero saber uma inofrmação.
    Eu sou professor de educação física, formado – licenciatura plena.
    fiz 38 pontos, na prova.
    Sou Professor Categoria I.
    A minha dúvida é se na SEGUNDA LISTA, será por ordem de MAIOR NOTA PARA A MENOR NOTA, por banca.
    E ainda se no meu caso eu estou na frente dos BACHAREIS EM EDUCAÇÃO FÌSICA na atribuição de aula nós saberemos quem é quem?
    Abraços.
    Obrigado pela Atenção.
    Professor JOAO CARLOS DIAS DE SOUZA
    SOROCABA – SP

    Resposta
    • 152. apeoesp  |  10/02/2010 às 01:20

      Prezado professor,
      A ordem das listas é nota da prova+tempo de serviço (0,002 pontos por dia trabalhado).
      De acordo com a liminar que conseguimos, categorias F e L escolhem antes dos categoria O (candidatos, inclusive não habilitados).
      Bebel

      Resposta
  • 153. PROFESSOR-JOAO CARLOS DIAS  |  10/02/2010 às 01:24

    digníssima Presidente BEBEL

    Por favor eu sou Professor Categoria I, em 2008 já tive aulas atribuídas na Diretoria,em 2009, só trabalhei como Professor Eventual o ano inteiro.
    A minha dúvida é a seguinte eu fiz 38 Pontos, no PROVÃO e estarei na SEGUNDA LISTA, caso algum BACHAREL EM EDUCAÇÃO FÍSICA esteja na minha frente com 39 pontos, eu serei PREJUDICADO? Como será a atribuição de aula nesse caso.
    E ainda quero saber caso eu for APROVADO no concurso de Março a minha categoria passa a ser Categoria A – Efetivos?
    Outra dúvida.
    Eu fiz a prova para Classe em Educação Física, fiz 25 pontos eu posso participar da Atribuição das Aulas em PEB I?
    Abraços.
    Pessoal admiro o trabalho de vocês.
    Joao Carlos Dias de Souza
    SOROCABA com muito amor.

    Resposta
  • 154. Esperança  |  10/02/2010 às 13:23

    Sra. Presidenta!
    A respeito do Fax. 14 de 09/02/2010 um esclarecimento por favor!
    Como serão revertidos os casos de Professores não habilitados que tiveram aulas atribuídas em 8/02/2010?
    Esses professortes perderão as aulas já atribuídas?
    Como os Professores habilitados poderão reaver os seus direitos?
    Obrigada!

    Resposta
    • 155. apeoesp  |  10/02/2010 às 21:58

      Prezada professora,
      Esta atribuição terá que ser revista, atribuindo as aulas aos professores F e L, dentro das duas listas.
      Onde o procedimento não estiver sendo efetivado, por garantia, os professores F e L devem continuar requerendo as aulas.
      Bebel

      Resposta
      • 156. CARLOS VIDIGAL  |  11/02/2010 às 15:41

        Esta vai ser o grande problema pois deve refazer estes caso….TEVE MUITO CASO.
        temos que exigir uma nova atribuição destes casos.

  • 157. Renato simon  |  10/02/2010 às 22:54

    PARABENS AO SINDICATO POR CONSEGUIR ESTA LIMINAR, MAS TEM QUE COLOCAR REPRESENTANTES DA APEOESP URGENTE NA DE PARA INFORMAR E TRAVAR A COISA.

    ESCREVI AO PROGRAMA DO JÓ PARA UMA ENTREVISTA COM A SENHORA, QUE VEM DANDO UMA LIÇÃO DE TRABALHO, PARABENS.

    CONTINUE ASSIM…

    Resposta
    • 158. apeoesp  |  11/02/2010 às 19:56

      Prezado professor,
      Obrigada pelos elogios. Volto a dizer que os resultados são consequencia de um trabalho coletivo e da força e união dos professores.
      Vamos, ainda mais unidos, conquistar novas vitórias e realizar uma grande assembleia no dia 5 de março.
      Bebel

      Resposta
  • 159. CARLOS RENATO ABREU  |  10/02/2010 às 22:57

    Prezada, a apeoesp não consegue um curso preparatorio durante ao ano para os professores F que não conseguiu parassar na provinha maldita ?

    Ou transformar as 12 horas de quem irá cumprir em escola em curso preparatorio ou qualificatorio, que prepare ? até acabar com esta prova maldita ?

    Resposta
    • 160. apeoesp  |  11/02/2010 às 19:58

      Prezado professor,
      Temos pressionado o governo para que promova cursos de formação, presenciais, para os professores. Sua ideia é boa. Vamos levá-la para discutir com o governo.
      Bebel

      Resposta
  • 161. Magali Ferreira da Luz  |  11/02/2010 às 04:23

    Eu entrei com uma ação judicial no final do ano passado, aqui na
    apeoesp de Araçatuba-sp, e o Dr Fernando, nosso advogado, en-
    trou com a ação pela apeoesp de SAão Paulo. Estou pleiteando a
    minha volta da categoria “F”, pois me jogaram pra “L” em 2007 eu era PEB I, só que em 2008 eu perdi aula, portanto perdi portaria, como iria abrir nova portaria em 2008, e eu já era habilitada em Espanhol e, port. e inglês eu já era habilitada, então abriu portaria como PEB II e com isso me jogaram pra “L”, ora tem Prof. que deu aula apenas um mês e depois voltou a trabalhar em outra coisa, e como em 2007 estava com aula, ficou na garantia da categoria “F” e eu já tenho 13 anos de magistério, sempre ministrandop aulas e agora me jogam pra “L”, eu não acho justo, a minha ação está em SãoPaulo e o Juiz até agora não julgou, também está errado já deveria ter saido antes da atribuição começar, peço a gentiliza da
    Presidenta Izabel (BEBEL) de verificar se possível a minha ação, consta todos os meus dados e inclusive uma declaração, explicando tudo como aconteceu, por favor, necessito de uma resposta, obrigada. Fiz 31 pontos e fiquei na 2ª lista, como há coisas erradas nesta Educação?! A apeoesp deve agir com insistência sobre a greve dos Professores, esse safado do SERRA, só bagunçou nossas vidas, atitudes, eu peço…Grata pela atenção!!! Espero atitudes e soluções para tanta injustiça.
    Magali F. da Luz ( RG. 14.834.342).

    Resposta
    • 162. apeoesp  |  13/02/2010 às 13:46

      Prezada professora,
      Vamos verificar, mas é difícil interferir nos prazos da justiça. Pode até mesmo prejudicar a ação.
      Temos ganho muitas ações semelhantes.
      Bebel

      Resposta
  • 163. CARLOS VIDIGAL  |  11/02/2010 às 15:39

    AGORA COM AS MUDANÇAS DAS LISTA, ACHO QUE A APEOESP DEVE TER REPRESENTANTES NAS DELEGACIAS, POIS VAI COMPLICAR, PEÇO ATENÇÃO NA DE DE SUMARÉ, SE O GOVERNO QUER ATENDIMENTO DEVE DAR UMA BOA OLHADA LÁ

    Resposta
  • 164. SILVIA SARDINHA  |  11/02/2010 às 15:45

    TODOS ESTES PROBLEMAS SE RESOLVEM SE CONSEGUIRMOS O SEGUINTE DO PROXIMO GOVERNO.

    A) FIM DA PROVA MALDITA
    B) ESTABILIDADE AOS MAIS VELHOS NA REDE
    C) TREINAMENTO REAL
    D) REVISÃO DE TUDO QUE O SERRA COMPLICOU.
    E) ELEIÇÃO DO SERRA PARA SINDICO DE UM PREDIO NA PRAIA GRANDE.

    Resposta
  • 165. CREUSA PALMIERI  |  11/02/2010 às 17:03

    gostaria de saber se os professore que foram classificados como categoria ” L” e não foram aprovados podem dar aulas como eventual, ou não
    gostaria de uma resposta clara e objtiva. qual o motivo de não poder trabalhar neste ano de 2010

    Resposta
    • 166. apeoesp  |  13/02/2010 às 13:47

      Prezada professora,
      Podem, sim, obter aulas como eventual.
      Bebel

      Resposta
  • 167. Márcia  |  25/02/2010 às 05:35

    Bebel.

    Agradeço por todas as Vitórias conquistadas através de nossas
    lutas, por mais que pareçam poucas, foram várias conquistas.
    Em relação ao processo seletivo (ATÉ PARECE QUE UM MONTE DE X AVALIA CONHECIMENTO), SOU PROFESSORA A MAIS DE 2 DÉCADAS NA REDE ESTADUAL, ESTOU DECEPCIONADA COM COLEGAS QUE MAL COMEÇARAM A LECIONAR E JULGAM OS PROFESSORES ANTIGOS COMO SE CONHECESSEM A CAUSA. COLEGAS PROFESSORES, NOVATOS OU NÃO, SINTAM NA PELE A EXPERIÊNCIA DE DÉCADAS DE TRABALHO, ASSIM PODERÃO OPINAR, CASO CONTRÁRIO, QUE SE BASEIAM PARA CRITICAR????
    ,

    Resposta
  • 168. LAERCIO  |  26/05/2010 às 09:47

    Oi Presidenta!

    Quero desde já parabeniza-la pelas conquistas, para a categoria.Gostaria de esclarecer duvidas a respeito da entrega de titulos.Não aceitaram a minha declaração de conclusão de mestrato.Eles estão corretos? Posso entrar com recurso?

    Grato Laercio.

    Resposta
    • 169. apeoesp  |  26/05/2010 às 13:31

      Prezado professor Laércio,
      Obrigada pelas suas palavras.
      Por favor, procure o departamento jurídico.
      Bebel

      Resposta
  • 170. debora  |  10/07/2010 às 01:03

    ola sou categoria o gostaria de saber se terei que ficar na geladeira o ano de 2011 ou mudou algo? poderei eventuar ou não desde já agradeço

    Resposta
    • 171. apeoesp  |  12/07/2010 às 15:14

      Prezada professora Débora,
      De acordo com a Lei Complementar 1093/09 está em vigor a “quarentena” de 200 dias para os novos contratados, isto é, os professores categoria O. O secretário da Educação reconheceu, pela imprensa, que a quarentena gera falta de professores, mas até o momento não houve nenhuma medida para alterá-la.

      Resposta
  • 172. Michelly  |  20/01/2011 às 12:07

    Bom dia

    Sou estudante de licenciatura de Ciências Biológicas (5º semestre). Em qual categoria me encaixo na atribuição de aulas? Acho um pouco confuso esse monte de letras.

    Obrigada

    Resposta
    • 173. apeoesp  |  20/01/2011 às 15:57

      Prezada Professora Michelly,
      Tem razão em estar confusa… O candidato à contratação pertence à categoria “O”.
      Bebel

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Em quem você vai votar no dia 26 de outubro?

Participe da nossa enquete. Não é pesquisa, mas uma enquete para aferição de intenção de voto.

Para participar, clique aqui

Total dos votos consignados

Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 3,326,930 hits

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 427 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: