Atribuição de aulas terá início no dia 23 de janeiro

02/12/2011 at 12:06 334 comentários

Decisão significa recuo da SEE: pela proposta inicial, atribuição começaria no dia 17/01

Secretário também confirma que jornada do piso será implementada. APEOESP conquistou liminar na Justiça

 

Ao final da reunião da comissão de gestão da carreira ocorrida nesta quinta-feira, 1º de dezembro, o secretário da Edu­cação divulgou que a atribuição de aulas para 2012 ocorrerá nos dia 23 e 24 de janeiro (efetivos) e27 a31 de janeiro (não efetivos, OFAs-categoria “F” e contratados em caráter temporá­rio). A decisão é excepcional, válida para a próxima atribuição.

A APEOESP vem lutando pela revogação da Resolução 44 (que dividiu nossas férias em dois períodos de 15 dias em janeiro e julho) e pela realização da atribuição em dezem­bro. A SEE alegou inviabilidade da atribuição em dezembro deste ano e pretendia iniciar a atribuição em 17 de janeiro, quebrando as férias de janeiro pela metade. Após muita pressão da APEOESP e dos professores houve recuo da Secretaria, ficando o início da atribuição para 23 de janeiro. O secretário também assegurou que os professores terão 30 dias de descanso em julho, entre férias e recesso.

Houve compromisso público do secretário da Educação de viabilizar a atribuição de aulas para o ano letivo de 2013 em dezembro de 2012, permitindo, assim, a revogação da Resolução 44.

Jornada do piso será implementada

Na mesma reunião o secretário confirmou que implemen­tará para o ano letivo de2012 acomposição da jornada de trabalho prevista na lei do Piso Salarial Profissional Nacional (lei 11.738/08), que prevê no mínimo 1/3 para atividades extra­classe. Atualmente o Estado aplica apenas 17% da jornada em atividades fora da sala de aula. O secretário já havia manifestado a mesma posição na audiência pública ocorrida na Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, no dia 30/11.

A confirmação vem após a APEOESP conquistar na Justiça uma liminar que determina a imediata aplicação da lei e após o governador do Estado, Geraldo Alckmin, ter declarado que a lei será aplicada, com a contratação de mais professores, convocação de concursados e aumento de carga horária de professores que já se encontram na rede.

Vamos nos manter vigilantes quanto a essa questão e nos mobilizaremos para cobrar sua efetivação.

Redução da quarentena

O secretário da Educação informou ainda que está na Casa Civil, para envio à Assembleia Legislativa, projeto de lei que reduz a quarentena para os professores da categoria “O” e para os atuais categoria “L” de 200 dias para 30 dias.

Plano de carreira

Na reunião foram definidos os itens que poderão ser utilizados para a evolução funcional pela via não acadêmica, como parâmetros para a continuidade dos trabalhos do Grupo de Trabalho nº 2 da Comissão Paritária.

Os novos itens não substituirão, mas se somarão aos que atualmente já compõem a evolução funcional pela via não acadêmica, nos fatores “atualização”, “aperfeiçoamento” e “produção profissional”.

Na mesma reunião também foram votados os itens que deverão compor a evolução funcional pela via acadêmica. Tais itens dizem respeito à formação em nível de Pós-Gra­duação (Mestrado e Doutorado), que pode ser realizada não apenas na disciplina específica, mas na área da Educação.

Os trabalhos da comissão paritária serão retomados no final do mês de fevereiro de 2012, em calendário a ser definido e publicado.

Passeta contra a Violência nas Escolas

Nesta sexta-feira, 02/12, a UBES – União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, com participação da APEOESP, promove a passeata “Estou com os professores juntos por uma EDUCAÇÃO do tamanho do Brasil” . A concentração será no MASP, av. Paulista, a partir das 14 horas. Orientamos as subsedes e os diretores da Capital e da Grande São Paulo a participar da atividade.

About these ads

Entry filed under: Artigos. Tags: .

Processo seletivo simplificado Governo encaminha projetos de lei à ALESP

334 Comentários Add your own

  • 1. Maria  |  02/12/2011 às 13:06

    Prezada Bebel

    O professor cat f a atribuição será na escola?

    Resposta
    • 2. apeoesp  |  05/12/2011 às 23:35

      Prezada professora Maria,
      Ao que tudo indica, sim. Nossa luta é pela atribuição centralizada nas DREs.
      Bebel

      Resposta
  • 3. Josi  |  02/12/2011 às 13:18

    Bom Dia!
    Nesta reunião foi comentado sobre a categoria L? realmente cairá para O?
    A categoria L ou O vão poder pegar aulas no início do ano?
    Há comentários que existem dois tipos de categoria L, lei 500/74 e lei 1093/2009 isso é verdade? o que muda?
    Obrigada!

    Resposta
    • 4. apeoesp  |  05/12/2011 às 23:50

      Prezada professora Josi,
      Deixa de existir a categoria L. Todos serão recontratados pela lei 1093/09. Não há duas formas de contratação do professor categoria L. Todos foram contratados pela lei 500/74. Os professores da categoria O (inclusive os que são atualmente categoria L) participam da atribuição inicial se tiverem obtido a nota mínima na prova.
      Bebel

      Resposta
      • 5. Juliana Santo  |  07/12/2011 às 14:06

        Bom dia!
        Hoje ao pesquisar a classificaçãono GDAE, nós professores categoria “O”, tivemos a ingrata certeza de que só seremos contratados a partir do dia 10/07/2012, pois bem sra. Presidenta, gostaria de saber o que a senhora irá fazer por nós, que além de sermos desvalorizados por não termos um cargo efetivo, estamos sendo tachados e humilhados, sem contar os que dependem exclusivamente desse salario, será que eles e suas famílias terão de morrer de fome?
        Desde já agradeço a atenção, Juliana Clemente do Espirito Santo – Arte-educadora.

      • 6. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:48

        Prezada professora Juliana,
        O projeto reduzindo a quarentena já está na ALESP (PLC 71/2011).
        Bebel

  • 7. dirceu  |  02/12/2011 às 13:31

    neste caso como a atribuição iniciar-se-á em 23/01 do dia 16 de janeiro em diante o que o professor fará? ficará de folga?
    e os professores readaptados? o que farão neste tempo (segunda quinzena janeiro)?

    Resposta
    • 8. apeoesp  |  05/12/2011 às 23:52

      Prezado professor Dirceu,
      Sim, não estarão em atividade. Quantos aos readaptados, seguem o mesmo calendário, pois são professores.
      Bebel

      Resposta
  • 9. dirceu  |  02/12/2011 às 13:56

    como sou readaptado categoria F entendo que devo retornar ao trabalho em 27/01/2012 data em que se inicia a atribuição aos categoria F. será que estou certo? grato um abraço

    Resposta
    • 10. apeoesp  |  06/12/2011 às 00:03

      Prezado professor Dirceu,
      Sim, você está correto. Deve retornar para a atribuição, mas o ano letivo se inicia em 1º/02.
      Bebel

      Resposta
  • 11. Jones Freitas  |  02/12/2011 às 14:00

    Parabéns a todos os Professores por mais essa conquista, juntos lutaremos pelos nosso direitos. Mas uma pergunta: Até quando termos que entrar com liminares para fazer jus aos nossos direito. Isto é Lei Nacional de 2008, é uma vergonha esse Estado com uma economia maior do Brasil, desvalorizar e tentar esconder o que temo por direito!!!!! Estamos com vocês APEOESP…..

    Esperamos agora a resposta para os da Categoria L, como também os que estão no Programa Escola da Família, como seremos reconduzidos, se cairemos para O e ficaremos 30 dias sem trabalhar em 2012? Lutaremos juntos por essa causa!!!!

    Resposta
    • 12. apeoesp  |  06/12/2011 às 00:11

      Prezado professor Jones,
      Concordo com você. Lei é lei e tem que ser cumprida. Mas se necessário, vamos sempre à justiça. Quanto à situação dos professores da categoria L já respondi em outro local.
      Bebel

      Resposta
  • 13. Benedito  |  02/12/2011 às 14:37

    Prezada Presidenta, se o Estado já aplica 17 porcento, então o que de fato será aplicado é a diferença disso?

    Resposta
    • 14. apeoesp  |  06/12/2011 às 00:27

      Prezado professor Benedito,
      Sim. O mínimo a ser aplicado é de 33% em atividades extraclasses.
      Bebel

      Resposta
  • 15. Junior  |  02/12/2011 às 14:44

    Parabéns pelas conquistas da APEOESP frente à Secretaria de Educação. Sou professor iniciante e sei que é uma luta árdua. Por isso, acredito ter a obrigação de participar dos movimentos em prol dos direitos de nossa categoria. Vejo uma luz no fim do túnel e ainda tenho esperanças no avanço da qualidade da educação de nosso Estado. Mais uma vez, parabenizo aos membros do sindicato pelas expressivas vitórias. Agora, vamos rumo aos 10% do PIB para a Educação! Também estou nesta luta. Um abraço.

    Resposta
    • 16. apeoesp  |  06/12/2011 às 00:28

      Prezado professor Junior,
      Muito obrigada pelas suas palavras. Elas são animadoras e incentivam a nossa luta. A união e mobilização de todos é fundamental.
      Bebel

      Resposta
  • 17. rosângela  |  02/12/2011 às 15:08

    Olá Bebel, gostaria de saber quantas aulas devemos cumprir em sala de aula, cada um fala uma coisa, os coordenadores estão falando que só cumprirá 1/3 fora da sala os professores que completam carga, ou seja, se eu pegava 33 eu só vou ficar na sala de aula 27, e se eu pegar 25 por exemplo, eu terei que ficar as 25 ou é proporcional??
    Me explica na integra por favor, porque a radio´pião é horrivel…

    Atenciosamente

    Resposta
    • 18. apeoesp  |  06/12/2011 às 00:38

      Prezada professora Rosangela,
      A tabela, de acordo com as jornadas, é a seguinte:
      Reduzida – 12 horas – 8 com alunos – 4 HTPC
      Inicial – 24 horas – 16 com alunos – 4 HTPC – 4 em local de livre escolha
      Básica – 30 horas – 20 com alunos – 4 HTPC – 6 em local de livre escolha
      Integral – 40 horas – 26 com alunos – 6 HTPC – 8 em local de livre escolha
      Bebel

      Resposta
      • 19. Juliana  |  12/12/2011 às 23:24

        Prezada Bebel
        Por fonte segura o governo não irá implemenar a lei 1/3 da jornada, melhor ficarmos espertos pois virá bomba por ai.
        Juliana

      • 20. apeoesp  |  13/12/2011 às 22:17

        Prezada professora Juliana,
        O governador declarou ao jornal Folha de S. Paulo que aplicará a lei. O secretário da Educação nos disse em reunião que aplicará a lei. Há sentenção judicial que manda o Estado aplicar a lei. Se não aplicar, estaremos em guerra contra o governo.
        Bebel

  • 21. cristina  |  02/12/2011 às 15:13

    Bebel de setembro de 2000 até 02/06/2007 eu era eventual e as vezes com reforço,apòs essa data em agosto de 2007 até hoje passei a ser L com aulas atribuidas.Me disseram que eu sou categoria s eventual (o mesmo do f só que sem 12 aulas de permanencia)pois na data de 02/06/07 estava como eventual.Existe essa categoria s eventual como é a forma do contrato, pois ouvi dizer que posso sempre trabalhar como eventual nessa categoria que está na lei 500/74.Por favor me responda.

    Resposta
    • 22. apeoesp  |  06/12/2011 às 00:54

      Prezada professora Cristina,
      Sim, o DRHU utiliza essa letra para designar o professor eventual que corresponde ao professor categoria F (LC 1010/07). Para mais detalhes e orientação, procure o departamento jurídico na subsede ou sede central.
      Bebel

      Resposta
  • 23. Priscila  |  02/12/2011 às 15:57

    Oi Bebel, com relação a nova matriz curricular para o Ensino Médio, há alguma posição oficial?

    Resposta
    • 24. apeoesp  |  06/12/2011 às 00:55

      Prezada professora Priscila,
      O secretário declarou que a matriz está em discussão.
      Bebel

      Resposta
  • 25. Analúcia Neves  |  02/12/2011 às 19:26

    Boa tarde Bebel!

    Então, quer dizer q nós da categoria “L” estaremos demitidos a partir do dia 31.12? Também não poderemos participar da 1ª atribuição para os Ofa’s?
    Ficaremos com as ‘sobras’ dos iniciantes q foram aprovados na prova? É isso?
    Se não me engano em 2011 a SEE não deu nenhum dia de quarentena para os da categoria “O”. Existe a possibilidade de acontecer o mesmo em 2012?
    Peço por favor tira essa dúvida.
    Desde já agradeço a atenção e também deixo meus parabéns pela conquista.

    Resposta
    • 26. apeoesp  |  06/12/2011 às 01:15

      Prezada professora Analúcia,
      Os professores da categoria L que se tornaram O poderão participar da fase inicial da atribuição desde que tenham obtido a nota mínima na prova. A quarentena de 30 dias não vale para esses professores, a não ser em 2014, quando acabar o contrato prorrogado.
      Bebel

      Resposta
  • 27. claudelina assis bertuqui  |  02/12/2011 às 20:09

    Bebel todos que passaram no concurso de 2010 serão chamados

    Resposta
    • 28. apeoesp  |  06/12/2011 às 01:16

      Prezada professora Claudelina,
      O secretário da Educação declarou que sim.
      Bebel

      Resposta
  • 29. Thais Soares  |  02/12/2011 às 20:56

    Boa noite! Gostaria de saber se é verdade, que com essa lei do piso, não existira mais a jornada reduzida de 10 aulas, que só existirá a de 25 e 33.

    Resposta
    • 30. apeoesp  |  06/12/2011 às 01:17

      Prezada professora Thais,
      A lei não nexe nas jornadas existentes, apenas reorganiza seus tempos (em sala de aula e fora dela). Continuam existindo todas as jornadas.
      Bebel

      Resposta
  • 31. Roberta  |  02/12/2011 às 21:33

    Sabe o que é mais interessante…quando alguma luta da apeoesp é ganha…vc posta “Apeoesp conquista…”, já quando perde, é culpa dos professores que naum compareceram!!!

    Resposta
    • 32. apeoesp  |  06/12/2011 às 01:25

      Prezada professora Roberta,
      Não atribui nenhuma culpa a nenhum professor. Apwenas constatei um fato: com maior mobilização (com 17 mil professores comparecendo às assembleias, por exemplo) haveria maior chance de vitória. Há muitos exemplos, como o de 2005, quando Alckmin pretendia desligar os ACTs e 30 foram às ruas fazendo recuar em dois dias. No movimento sindical sempre foi assim: quanto maior a mobilização, maior a chance de vitória.
      Bebel

      Resposta
      • 33. Benedito  |  07/12/2011 às 00:14

        Concordo com a nossa Presidenta no que se refere aos professores L,O e até mesmo os Fs, no que diz respeito á participação dessas categorias em assembléias, realmente se pelo menos dos 17 mil que estão sofrendo em seu canto isolados comparecessem pelo menos 7mil, já seria de muita valia para as nossas assembléias que em média tem 2 mil pessoas em algumas ocasiões e em outras um pouco mais.
        O que nós vemos é a reclamação geral de que o Sindicato não irá fazer alguma coisa para nós (aspas) L, O ,F e quando os convocamos para participarem das assembleias dizem que não podem, que já deu abonadas esse mês , ou que tem licença prêmio para tirar , ou que estão em estágio probatório e por ái vai, sempre deixando a sua defesa para que outros façam. Claro que tem muitos professores valorosos dessas categorias que sempre vão ás assembléias mas a maioria está esperando milagre do céu.Sei que para quem se encontra nessa situação de contrato precário sofre bem mais que as demais categorias , mas no entanto, se não partirem para a luta perderão mais do que já perderam ou correm o risco de desaparecerem como é o exemplo me parece da categoria L, ou outra sub-classe.
        Acho que o sindicato deveria focar a convocação das próximas assembléias em cima dessas categorias e fazer reuniões nas sub -sedes com esses professores no intuito de mobilizar uma quantidade maior dessas categorias e no geral conscientizar a categoria que apesar do governo tentar com seus decretos e com seus deputados fazer a divisão em nosso meio , não conseguirão , poi somos todos professores , independentes de qual categoria, ou letra que o professor se encontre atualmente , é possivel , mudar, e nós já vimos isso , ou seja a mudança ,com respeito á Jornada e com a quarentena da categoria O.è acreditar em nossas forças, fazermos esforços para nós unirmos e enfrentar o bicho que ele foge.
        Benedito

      • 34. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:58

        Prezado professor Benedito,
        Agradeço sua colaboração. Vamos considerar a sua proposta, verificando como podemos xconcretizá-la.
        Bebel

  • 35. Paulo Bernardes  |  02/12/2011 às 21:38

    Parabéns ao sindicato pela luta… enfim estamos sendo ouvidos, para o bem da educação da nossa nação.
    Espero que o governo cumpra com sua palavra.
    Grato!

    Resposta
    • 36. apeoesp  |  06/12/2011 às 01:29

      Prezado professor Paulo,
      Obrigada pelo incentivo. A luta é de todos.
      Bebel

      Resposta
  • 37. Mary  |  02/12/2011 às 22:18

    Temos que nos unir ofas L e O e fazer mobilização…sem atribuir aulas o estado não inicia pois irá faltar muitos professores c a jornada menor..temos que mostrar nossa “força agora” p q sejamos valorizados como profissional..merecemos respeito!!! Dignidade!! Vamos nos unir!!!!!!

    Resposta
    • 38. Prof Hugo  |  08/12/2011 às 21:47

      que força? professor só pensa em si e que “se dane” o resto

      Resposta
    • 39. silvio renato cerri  |  09/01/2012 às 17:47

      Prezada Professora Bebel.

      Sou categoria “O” e meu contrato começou em 04/2011 e terminou em 12/2012.Fiz 55 pontos na provinha e somei mais meus pontos de atividade no magistério resultando em mais de 58 pontos…. Porém, ao consultar minha nota individual no GDAE constatei que minha contratação só poderá ocorrer em 07/2012. Isso, eu vi hoje. Aí pergunto: de que valeu eu passar na prova e ficar impedido, ao passo que, alguns professores não conseguem fazer nem 30 pontos? Que tipo de aula um professor desse poderá ministrar? Sou um profissional dedicado, não falto, estudo diariamente para me manter atualizado (em minha disciplina isso é indispensável:Geografia), preparo minhas aulas com antecedência, cumpro TODAS as minhas obrigações na escola onde lecionei e agora fico impedido de exercer um direito que está em nossa Constituição: o direito de trabalhar desde que estejamos quites Justiça Civil, Militar e Eleitoral. Gostaria de saber onde esses governantes corruptos e incapazes se escoram para exercerem tal aberração…Somos a sexta maior economia mundial e temos que conviver com tantas injustiças sociais. Escolhi essa profissão por acreditar que eu poderia estar contribuindo para mudar um pouco da nossa realidade mas com pouco menos de 2 anos de nova profissão me vejo tão desmotivado que já penso em retornar à minha antiga atividade.Pergunto ainda: de que valeu estudar e me formar (e os vermes lá de cima fazem propagandas governamentais na TV incentivando a formação de novos professores, e que o ensino no Brasil e em São Paulo está no caminho certo). Está certo sim, para o caminho do fundo do poço! Gostaria de saber como ficará minha situação no magistério ou se devo já procurar outro emprego… Nenhum cidadão vive de brisa. Precisamos de trabalho para suprir nossas necessidades. PRECISAMOS DAR O TROCO NAS ELEIÇÕES: DEIXAR OS POLÍTICOS ATUAIS DE QUARENTENA ATRAVÉS DE UM INSTRUMENTO QUE O BRASILEIRO AINDA NÃO APRENDEU A USAR: O VOTO!

      MUITO GRATO E DESCULPE-ME PELO DESABAFO!

      Resposta
      • 40. apeoesp  |  10/01/2012 às 00:16

        Prezado professor Silvio,
        Seu desabafo e pertinente e justificável.
        Por outro lado, há algo estranho na sua situação. Se seu contrato se iniciou em abril de 2011, deve ser prorrogado até final de 2012. Entre em contato com o departamento jurídico da APEOESP para receber orientações sobre o assunto.
        Bebel

  • 41. Prof. André Augusto  |  02/12/2011 às 22:33

    Boa noite,Bebel.

    Muitas noticias “oficiosas” (a chamada : Rádio- Peão) mostraram-se posteriormente como oficiais (Caso das férias repartidas, que já eram comentadas nas redes sociais em comunidades de professores já faz quase dois anos) e diversas outras.O que demonstra que muitas das nefastas decisões da SEE acabam “vazando”. A “notícia” da vez é que a SEE irá acatar questão do 1/3 da jornada, porém de maneira que sejam 28 aulas em sala de aula(e não 26, como rege a lei). Diante disso, pergunto:

    O sindicato está atento a esse fato? O secretário foi questionado sobre esse tema específico na audiência do dia 31/11/2011 (jornada completa com 28 aulas e não com 26)??????
    Caso a SEE aja como sempre faz(desrespeitando a lei e aplicando o 1/3 de maneira errada com 28 aulas e não com 26), o que podemos fazer?????

    Particularmente, acredito que essa possa ser até mesmo uma “jogada” da SEE, pois aplicando a lei de maneira errada,ela obrigaria os professores e o sindicato a entrarem com um novo processo (liminar), atrasando o processo e assim ganhando tempo através de embate jurídico para postegar a lei, sem que parecesse isso diretamente.

    Aguardo ansioso a resposta.

    Resposta
    • 42. apeoesp  |  06/12/2011 às 01:38

      Prezado professor André,
      O sindicato conhece os boatos que circulam na rede, mas como representação dos professores não tem como agir, sobretudo juridicamente, antes que o fato aconteça. Temos uma decisão na qual o juiz diz textualmente que a lei tem que ser cumprida tal como foi formulada. Qualquer “invenção” da SEE vai afrontar não apenas a APEOESP, mas o judiciário.
      Bebel

      Resposta
  • 43. MARIA IVANILDA  |  03/12/2011 às 00:21

    OI BEBEL BOA NOITE,PARABENS POR MAIS UMA CONQUISTA.NÃO ESTOU AQUI PARA CONDENAR NINGUEM MAS MUITOS PROFESSORES SÃO MUITO ACOMODADOS E NADA FAZEM PRA MIDAR DETERMINADAS DIFICULDADES QUEREM QUE TUDO CAIAM DO CÉ,MAS IR PARA AS ASSEMBLEIAS NINGUEM QUER,E DEPOIS JOGAM A CLPA NO SINDICATO.NO MEU PINTO DE VISTA CADA UM TEM QYE FAZER SUA PARTE.OBRIGADO POR TUDO,CONTINUE SENDO ESTA GUERREIRA QUE SEMPRE FOI E ES,ADMIRO SUA PÓSTURA PARABENS MAIS UMA VEZ.PORQUE AS GREVES DE CARTEIROS E BANQUEIROS FUNCIONAM PORQUE SE UNEM E VÃO A LUTA O MESMO DEVERIAM ACONTECER COM OS PROFESSORES ONDE ESTAVAM OS 17 MOL PROFESSORES DE CATEGORIAS L?

    Resposta
  • 44. Marcelo  |  03/12/2011 às 00:51

    E em relação à situação das categorias L e O qe não tem sido sequer citada pela APEOESP??? Na audiência na ALESP o assunto foi levantado alguma vez Maria Izabel??????????????????

    Resposta
    • 45. apeoesp  |  06/12/2011 às 01:54

      Prezado professor Marcelo,
      Creio que você deve ler mais atentamente os materiais da APEOESP, inclusive os aqui publicados. O assunto foi, sim, levantado na audiência. O secretário não recuou. A categoria L será extinta. Os professores serão recontratados como O. A quarentena será de 30 dias, por meio de projeto que o governo enviará à ALESP.
      Bebel

      Resposta
  • 46. Cassiano  |  03/12/2011 às 01:06

    Bebel,
    Parabéns pelo esforço da Diretoria de liderar o nosso sindicato, maior em nº de professores do que muitas cidades do Brasil.
    Tenho uma dúvida que não foi sanada, hoje o professor que tem jornada integral tem direito a 04 HTPLs, com a jornada do piso vai ter direito a 08 HTPLs, isso se aplicará também ao readaptado, visto que ele tem direito ao HTPL, por favor nos oriente estamos com muitas dúvidas.
    Desde já agradeço.

    Resposta
    • 47. apeoesp  |  06/12/2011 às 01:55

      Prezado professor Cassiano,
      Uma primeira resposta do departamento jurídico indica que tem direito os que tem atividades com alunos, mas foi insistir para uma informação mais completa.
      Bebel

      Resposta
  • 48. Jorge  |  03/12/2011 às 01:37

    OI MARIA ISABEL TUDO BEM?TENHO PASSADO POR ALGUNS INCOVENIENTES DEPOIS QUE FUI APOSENTADO PELO DPME,GOSTARIA DE PEDIR QUE MONTE UMA EQUIPE NO SINDICATO PARA ACOMPANHAR AS APOSENTADORIAS DOS PROFESSORES,NAS ESCOLAS NÃO TEMOS INFORMAÇÕES CORRETAS,NAS DIRETORIAS DE ENSINO NEM SE FALE AO FALAR COM O SETOR DE APOSENTADOS DO SINDICATO,NADA SE RESOLVE,CONVERSE COM O DRHU,SEE,FAZENDA O QUE FOR PARA QUE NÃO FIQUEMOS ESPERANDO TANTO PARA RECEBER PELA SP PREV ACHO UM DESCASO ISSO JÁ ESTOU ESPERANDO A MAIS DE 1 ANO E NADA.DEPOIS DE DESCOBRIR QUE CONTINUO RECEBENDO PELA ULTIMA JORNADA 33 AULAS COM SALÁRIO DE 2008,23 E QUE A APOSENTADORIA MESMO SENDO INTEGRAL ,MAIS NOS CALCULOS NÃO RECEBEREI ESTE VALOR POIS SERA LEVADO EM CONSIDERAÇÃO OS ANOS QUE FALTAM PARA EU APOSENTAR POR IDADE,MEU SALARIO DE APOSENTADO SERA DE +- 800,00 TEREI QUE DEVOLVER 1208,00 DE CADA MES QUE PASSOU ,COMO EU TE FALEI QUE JA PASSOU MAIS DE UM ANO ,TEREI QUE DEVOLVER AO ESTADO MAIS DE 12 MIL REAIS ,AGORA IMAGINE VC SE COM O SALARIO TODO JA É BEM COMPLICADO FAZERMOS ALGUMA COISA ,IMAGINE EU RECEBENDO 800,00 E TER QUE DEVOLVER 1200,00 POR MES ISSO MARIA ISABEL ATE AGORA ,PQ CADA MES QUE PASSA EU DEVO AO ESTADO MAIS 1200,00.POR FAVOR FORMEM UMA COMISSÃO PARA QUE ESTE PROCESSO SEJA MAIS RAPIDO,PQ TANTA DEMORA?PQ TANTA GENTE DESPREPARADA NOS SETORES QUE EU TE FALEI.NÃO QUERO O QUE O SINDICATO ME FALOU QUE DEPOIS EU ENTRE COM UMA AÇÃO PARA QUE O ESTADO ME PAGUE,POIS NÃO SEI SE VIVEREI MAIS 2 ANOS.DO FUNDO DO MEU CORAÇÃO,VOU FICAR AGUARDANDO QUE SEJA FEITA ALGUMA COISA POR PARTE DO SINDICATO,POIS SEI QUE VC TEM BOA VONTADE.POIS EM UMA OUTRA OCASIÃO VI UM RELATO EXPOSTO AQUI E COMPROVEI QUE O SINDICATO TINHA TOMADO PROVIDENCIAS POIS VI QUE MUDOU O QUE FOI RECLAMADO.OBRIGADO

    Resposta
    • 49. apeoesp  |  06/12/2011 às 02:11

      Prezado professor Jorge,
      A APEOESP possui uma Secretaria para Assuntos dos Aposentados, a qual o senhor pode acessar pelo telefone 33506000 (PABX). Também poderá acionar o departamento jurídico da APEOESP para verificar se há algo a fazer no seu caso.
      Vou transmitir sua mensagem a eles pedindo que façam contato. Boa sorte.
      Bebel

      Resposta
  • 50. RENATO FRANCO  |  03/12/2011 às 01:43

    A APEOESP leu o artigo sardônico, risível mesmo que o secretário da educação enviou para “Tendências e Debates” do dia 02/11/2011? Deveria. Deveria fazer mais: ler e responder com as verdades desconhecidas pela opinião pública. O que não pode é deixar assim (como ultimamente tem deixado!!). Como parece que deixará no caso das férias repartidas, por exemplo. Entre muitos outros. A vida do professor em sala de aula no ensino público, é muito mais cruel e desassistida do que sequer foi tangenciado no artigo. Os leitores que são inteligentes, deveriam se permitir entrar ou até melhor lecionar nas nossas escolas públicas. Terão um choque imediato ao se depararem com uma diferença brutal entre o universo utopicamente apresentado, no qual o governo opera, e o ambiente caótico em que nós professores estamos imersos; a diferença é simplesmente abissal. Eles constatarão que o que eu estou dizendo é de uma ordem de verdade tal que mudará, de uma vez por todas, a vossa, acredito que ainda ingênua, percepção do que é ser professor no Estado. A culpa não é de vocês, já que o que Estado faz é transformar pura propaganda oficial divorciada da realidade em “fato consumado”. E isso se deve, principalmente, à tintura ideológica deletéria e camuflada que faz com que se invente uma escola de fantasia para o consumo dos seus desavisados eleitores. Nós professores e alunos sabemos a verdade. A escola real, a qual conhecemos muito bem, está muito, mas muito longe mesmo da realidade cor-de-rosa propagandeada por aí. Como ela é então? O nosso cotidiano muito real é de desânimo endêmico, falta de estímulo, desinteresse crasso por toda parte, além da inoperância das estruturas de apoio ao professor, as quais são de uma passividade e de um assistencialismo inauditos em qualquer outra etapa passada da educação brasileira. E não adianta nos dizer que o problema são os “métodos”, ou as tecnologias (ou no caso a falta delas) empregadas que provocam a baixa produtividade tanto de alunos quanto de professores; nada disso, o problema é claramente muito mais profundo, o problema é ESTRUTURAL. O sistema tal como foi concebido está doente (eu diria mesmo terminal) : falta disciplina (o governo tirou a autoridade do professor ao dar TODOS OS DIREITOS ao aluno e nenhum dever ao mesmo – má interpretação do ECA; a política do governo de desqualificar, maldosa e publicamente, a “qualidade intelectual” do professor, fez com que o docente perdesse o pouco de autoridade ou mesmo de admiração que ainda mantinha junto aos seus alunos; o absurdo sistema de progressão automática que “empurra” de forma insensata alunos que nada fizeram por merecer para as séries seguintes; o discurso “politicamente correto” da “inclusão” de todos, que na verdade é uma EXCLUSÃO de todos, já que os que nada querem atrapalham diretamente a possibilidade de educação dos que querem efetivamente estudar); reação em cadeia (a progressão automática provocou uma torrente destrutiva, pois, como os alunos “progridem” automaticamente no ensino fundamental, mesmo não sabendo absolutamente NADA, eles chegam ao ensino médio semi-alfabetizados, inviabilizando assim qualquer possibilidade de um trabalho coerente e válido); falta estrutura mínima (de material humano, didático-pedagógico e regimental, ou seja, não há normas e regras que sejam, de fato, levadas a sério); falta valorização (o professor se sente um títere, e suas claras e justas reclamações são SEMPRE escamoteadas e nunca resolvidas seriamente); falta lógica e rigor (a escola pública virou um grande depósito de estudantes, na melhor das hipóteses um clube de convivência, onde tudo é relevado e permitido; e onde se faz de tudo, tudo mesmo que você possa imaginar, menos o principal, que é o estudo, a tranqüilidade para se ensinar, a concentração, a disciplina, o silêncio, etc..); falta lei e ordem (as pais não educam, nem mesmo a mais básica socialização primária, e delegam totalmente aos docentes o trabalho de educar e socializar adolescentes que até mesmo para seus pais são considerados, muitas vezes, insuportáveis; e como se espera que façamos isso com o clima de “pode tudo” que hoje impera nas escolas?; não há punições concretas, seja lá o que o aluno fizer de grave, ele, NO MÁXIMO, será suspenso por um dia ou dois); falta investimentos (falta material didático, livros, carteiras, muitas vezes até lousa e giz); sobra asfixia da criatividade do professor (o currículo é obsoleto e totalmente ingessado, não podendo ser adaptado às demandas e aos interesses muito específicos de cada turma; sabemos, pela experiência, que responsabilidade e liberdade podem, sim, ser articuladas sem prejuízo na formação geral do aluno, falta avisar o governo); falta respeito (num ambiente em que as regras são uma encenação para inglês ver, é exatamente isso que observamos em overdose todos os dias: ecos da falta total de limites com os quais os estudantes se acostumaram impunimente a operar no seu mundo social); sobra um comando inepto (os “projetos” governamentais são criados por burocratas oportunistas que nunca deram uma aula sequer, e NADA sabem sobre a realidade da escola pública; não é à toa que suas invencionices neoliberais SEMPRE fracassam, pois elas não passam disso mesmo: uma máscara para iludir uma população de potenciais eleitores ; é pública e notória a falta de conhecimento do cotidiano das escolas por parte desses gestores); sobra uma colossal hipocrisia (é irrefragável e inequívoca a tese de que o lodaçal em que está mergulhada a educação de São Paulo, se deve, em grande medida, à política sistemática de desinformação posta em prática pelo governo do Estado; essa política, tendo a imprensa como cúmplice, estraçalha uma bem-vinda visibilidade do ambiente de insolvência no qual os docentes trabalham, compondo uma série toda amarrada de maciças mentiras que são veiculadas sempre com a finalidade de desconstruir a imagem do professor, jogando no seu colo toda a culpa dos baixos rendimentos na educação; evidente que nesse processo, muitas coisas relativas à atuação escandalosamente incompetente do governo são omitidas, e o que sobra é a difusão mistificada da maravilhosa e visionária “revolução” na educação proposta pelo Estado, a qual provoca repugnância em quem é, de fato, da rede pública de ensino); falta de união por parte da categoria [as políticas (ou esquemas?) difundidas de “bônus”, da prova do “mérito”, entre muitos outros artifícios eleitoreiros utilizados sobre os docentes, têm um objetivo tanto espúrio quanto cristalino: provocar uma anestesia política e um afastamento dos professores pela busca por melhores condições para a categoria como um todo; o que se observa agora é desalentador: professores criticando os colegas, todos competindo contra todos, falta de ética no trato social e profissional, sangria de reputações por um jogo de interesses e tensões alimentadas pelas disputas internas, enfim, nada bonito de se ver], e por fim, há a perda de talentos (as condições são tão surreais, que quem pode cair fora, o faz rapidinho, mesmo tendo talento nato para o exercício da profissão; realmente é lastimável!! ).

    Eu espero que os jornalistas responsáveis, para fazerem mesmo jus a esse nome, deveriam estar comprometidos e atentos a essas verdades. É o mínimo que deveríamos exigir como cidadãos.
    Prof. Renato Franco.

    Resposta
    • 51. apeoesp  |  06/12/2011 às 02:26

      Prezado professor Renato,
      Muito obrigada pela sua contribuição. É importante que não percamos nossa capacidade de indignação. Isso é que pode mudar as coisas.
      Estamos conversando com a Folha para que nos dê o mesmo espaço para que comentemos o artigo do secretário.
      Bebel

      Resposta
  • 52. Emerson  |  03/12/2011 às 02:18

    Olá, BEBEL
    Quero que por gentileza esclareça o curso de Pós Graduação é somente e tão somente Mestrado ou Doutorado ou pode ser apenas Especialização na área da Educação, pois já possuo a tal especialização e se puder quero utilizar sim. Esclareça por gentileza.
    Outra questão seria a respeito dos pontos do processo seletivo serão somados os pontos que conseguimos, ou somente quem conseguiu 32 pontos acima? O que prevalece segundo a portaria Drhu 55 que diz que será somada? Esclareça se puder também! E na parte que lhe cabe, está tentando fazer o possível. Parabéns e continuamos na luta. Grato pela sua presteza sempre.
    Emerson Arquimedes

    Resposta
    • 53. apeoesp  |  05/12/2011 às 19:48

      Prezado professor Emerson,
      Obrigada.
      Hoje em dia a especialização, no campo de atuação, pode ser utilizada para evolução na carreira, pela via não acadêmica.
      Pode somar parte do tempo de serviço para compor a nota da prova quem tiver pelo menos 32 acertos, se PEB II, ou 24 acertos, se PEB I.
      Bebel

      Resposta
      • 54. Paulo  |  06/12/2011 às 11:58

        Olá Bbel,

        Acho que para evolução pela via não acadêmica a especilização não precisa ser no campo de atuação, pode ser em qualquer área, inclusive MBA. Não seria isso?

        Paulo

      • 55. apeoesp  |  06/12/2011 às 16:29

        Prezado professor Paulo,
        Reproduzo trecho da lei complementar 836/97:
        “Artigo 21 – A Evolução Funcional pela via não-acadêmica ocorrerá através do Fator Atualização, do Fator Aperfeiçoamento e do Fator Produção Profissional, que são considerados, para efeitos desta lei complementar, indicadores do crescimento da capacidade, da qualidade e da produtividade do trabalho do profissional do magistério.
        § 1º – Aos fatores de que trata o “caput” deste artigo serão atribuídos pesos, calculados a partir de itens componentes de cada fator, aos quais serão conferidos pontos, segundo critérios a serem estabelecidos em regulamento, no prazo máximo de 120 (cento e vinte) dias, a contar da data da publicação desta lei complementar.
        § 2º. – Nos níveis iniciais das classes dos profissionais do magistério, o Fator Aperfeiçoamento e o Fator Atualização terão maior ponderação do que o Fator Produção Profissional, invertendo-se a relação nos níveis finais.
        § 3 º. – Consideram-se componentes do Fator Atualização e do Fator Aperfeiçoamento todos os estágios e cursos de formação complementar, no respectivo campo de atuação, de duração igual ou superior a 30 (trinta) horas, realizados pela Secretaria da Educação, através de seus órgãos competentes, ou por outras instituições reconhecidas, aos quais serão atribuídos pontos, conforme sua especificidade.
        § 4º. – Consideram-se componentes do Fator Produção Profissional as produções individuais e coletivas realizadas pelo profissional do magistério, em seu campo de atuação, às quais serão atribuídos pontos, conforme suas características e especificidades.”
        Bebel

      • 56. Paulo  |  06/12/2011 às 19:26

        Professora Bebel,

        Fiz especialização em Gestão Ambiental. Sou professor de física, então meu curso não serve para evolução pela via nao acadêmica?

        Paulo

      • 57. apeoesp  |  09/12/2011 às 02:22

        Prezado professor Paulo,
        Acredito que não, mas vale a pena uma consulta formal à SEE.
        Bebel

      • 58. Paulo  |  06/12/2011 às 19:36

        Bebel,

        O MANUAL EVOLUÇÃO FUNCIONAL PELA VIA NÃO ACADÊMICA disponível em

        http://www.derjundiai.com/download/PESSOAL/Manual%20Evolu%E7%E3o%20-%2023_08_10.pdf

        fala em Especialização (com o mínimo de 360 horas), Inclusive MBA, não diz que tem que ser específico no campo de atuação.

        Acho que nenhum MBA é campo de atuação de nenhum professor, pois visa a formar administradores.

        Gostaria de confirmação.

        Um abraço

      • 59. apeoesp  |  09/12/2011 às 02:21

        Prezado professor Paulo,
        O texto da lei prevalece.
        Bebel

  • 60. Regina Maria Silva Laurnti  |  03/12/2011 às 12:22

    Parabens Bebel!
    Nossa luta valeu.

    Resposta
    • 61. apeoesp  |  06/12/2011 às 02:56

      Prezada professora Regina,
      Obrigada. Disse bem: a luta é nossa, de todos.
      Bebel

      Resposta
  • 62. Marli Cavalcante  |  03/12/2011 às 13:17

    Bom dia Bebel….

    sou categoria L, se passar para categoria O, gostaria de saber se cumprirei a quarentena em 2012 ou somente em 2013. Aguardor retorno. Grata, Marli

    Resposta
    • 63. apeoesp  |  06/12/2011 às 14:23

      Prezada professora Marli,
      Cumprirá quarentena somente no final de 2013.
      Bebel

      Resposta
  • 64. Francisco Sousa  |  03/12/2011 às 15:45

    Boa-tarde !! Quanto a quarentena dos professores categoria L e O, nosso sindicato poderia ser mais incisivo e pedir a revogação do mesmo, pois reduzir de 200 para 30 dias ,acho que vai dar no mesmo, pq nossos contratos encerram-se dia 16/12/11 quer dizer então que a partir de 16/01/2012 já vamos poder participar da atribuição, pois já decorreram 30 dias.

    Resposta
    • 65. apeoesp  |  06/12/2011 às 14:21

      Prezado professor Francisco,
      Sim, poderão participar da atribuição, pois os 30 dias já terão decorrido.
      Bebel

      Resposta
  • 66. Maria Izabel  |  03/12/2011 às 19:06

    Olá Bebel, fico feliz pela atribuição, mas e a categoria L ficará assim mesmo? Iremos perder muitos direitos, a Apeoesp não fará mais nada? Mais nenhuma tentativa?
    Obrigada.

    Resposta
    • 67. apeoesp  |  06/12/2011 às 14:19

      Prezada professora Maria Izabel,
      Sempre vamos continuar lutando para reverter situações prejudiciais, mas no momento, parecem esgotadas todas as possibilidades.
      Bebel

      Resposta
  • 68. Prof Renato  |  03/12/2011 às 21:13

    HÁ 10 ANOS ESTOU NA EDUCAÇÃO, E TEM UMA COISA QUE EU OBSERVO AO LONGO DOS ANOS, O NIVEL DOS PROFESSORES ESTÁ CADA VEZ PIOR, ESTE ANO NA ESCOLA EM QUE POSSUO MEU CARGO, FOI O FIM, UMA “CORJA” DE PSEUDOS-PROFESSORES, RESOLVERAM PROMOVER TODOS OS ALUNOS DA ESCOLA, DECISAO ESSA DA NOSSA ILUSTRISSIMA DIRETORA, MAS O QUE MAIS ME ESPANTOU, FOI QUE NA SEMANA PASSADA TODAS AS NOTAS REFERENTES AO 4° E 5° CONCEITO, JÁ ESTAVAM DIGITADAS.
    AO QUESTIONA-LA´ELA ME RESPONDEU QUE O SISTEMA FUNCIONA DESTA MANEIRA E SE EU NAO ESTIVESSE CONTENTE EU PODERIA PROCURAR OUTRA ESCOLA OU ENTAO MUDAR DE PROFISSAO, NAO CONCORDEI COM ELA E DISSE QUE ELA ESCONDIA A SUA INCOMPETENCIA NA IGNORANCIA DOS OUTROS PROFESSORES.
    ENTAO ELA ME FALOU QUE IRIA COLOCAR O FATO NA MEU ESTAGIO PROBATÓRIO E QUE AINDA POR CIMA ELA ME ATRIBUIRIA AS PIORES CLASSES O ANO QUE VEM, DISSE A ELA QUE TUDO BEM A ATRIBUIÇÃO DAS CLASSES , MAS ELA TERIA QUE ME JUSTIFICAR POR ESCRITO ESSA DECISAO.
    PARA FINALIZAR ELA PODE FAZER O QUE BEM ENTENDE NA ESCOLA, SEM QUE NENHUM PROFESSOR A QUETIONE?
    NO CASO DAS ATRIBUIÇÃO DAS CLASSES, SE ELA JUSTICAR QUE POSSUO O “PERFIL” INDICADOM, EU POSSO PEDIR QUE SEJA A ARGUMENTAÇÃO DELA POR ESCRITO?
    SEM MAIS OBRIGADO

    Resposta
    • 69. apeoesp  |  04/12/2011 às 17:09

      Prezado professor Renato,
      Toda questão ou afirmação que possa interferir na sua vida profissional e prejudicá-lo pode, sim, ser solicitada por escrito, para eventual ação. Solicite, por escrito, posicionamentos escritos.
      Bebel

      Resposta
      • 70. Silvana  |  05/12/2011 às 17:06

        Renato, a formação docente esta precarissima, falo assim para não ofender ou incorrer com falta de decorro.
        Já a pratica é recorrente, mais que isso institucionalizadissima.

    • 71. Sebastião Miguel  |  06/12/2011 às 15:04

      Prof. Renato, não é só contigo que não acontece isso. Não querem reter aluno por conta do bônus. Estou fazendo uma matéria e mesmo que tenha que pagar por ela, pagarei, mas vou publicar. Chega de querer maquiar a educação. Não mexo em meu diário para mim 5º conceito é aprovar aluno automaticamente.

      Resposta
  • 72. Fernanda Aguiar  |  03/12/2011 às 23:53

    Boa noite
    Bebel
    Quanto à redução da quarentena de 200 para 30 dias é possível que a votação aconteça antes do recesso dos deputados? Ele falou algo sobre isso?
    Grata

    Resposta
    • 73. apeoesp  |  04/12/2011 às 15:58

      Prezada professora Fernanda,
      Todo o esforço é para que isso aconteça.
      Bebel

      Resposta
  • 74. RENATO  |  04/12/2011 às 05:59

    Gostaria de saber se o sindicato leu o artigo sardônico, risível mesmo que o secretário da educação Hermann Voorward enviou para o “Tendências e Debates”(FOLHA) do dia 02/12/2011. Deveriam responder desmentindo os delírios do Sr. secretário, o qual se vê nada conhece do riscado. Não é do ramo. Deveriam fazer mais: divulgar tudo aquilo que é, com frequencia, ocultado do debate nesse tema. O que vocês deveriam estar divulgando por ai? Isso aqui abaixo:

    A vida do professor em sala de aula no ensino público é muito mais desassistida e abandonada do que a população acredita. E isso sequer foi tangenciado pelo artigo. Isso é compreensível, pois não interessa ao secretário ventilar esse tipo de coisa. Porém, os leitores inteligentes, se quiserem mesmo os fatos, deveriam se permitir entrar ou até melhor, lecionar por um tempo, nas nossas escolas públicas. Terão um choque imediato ao se depararem com uma diferença brutal entre o universo utopicamente apresentado pelo discurso fácil, no qual o governo opera, e o ambiente caótico em que nós professores estamos imersos; a diferença é simplesmente extrema. Constatarão que o que eu estou dizendo é de uma ordem de verdade tal que mudará, de uma vez por todas, a vossa, acredito que ainda ingênua, percepção do que é ser professor no Estado. A culpa não é de vocês, já que o Estado não tem feito nada além de transformar pura propaganda oficial divorciada da realidade em “fato consumado”. E isso se deve, principalmente, à tintura ideológica deletéria e camuflada que faz com que se invente uma escola de fantasia para o consumo dos seus desavisados eleitores. Nós professores e alunos sabemos, muito bem, toda a verdade. A escola real está muito, mas muito longe mesmo, da realidade cor-de-rosa propagandeada por aí.

    Como ela é então? O nosso cotidiano real é de desânimo endêmico, falta de estímulo, desinteresse crasso por todos os lados, além da inoperância das estruturas de apoio ao professor, as quais são de uma passividade e de um assistencialismo inauditos em qualquer outra etapa passada da educação brasileira. E não adianta nos dizer que o problema são os “métodos”, ou as tecnologias (ou no caso a falta delas) empregadas que provocam a baixa produtividade tanto de alunos quanto de professores; nada disso, o problema é visivelmente muito mais profundo, o problema é ESTRUTURAL.

    O sistema tal como foi concebido está doente (eu até diria terminal) : falta disciplina (o governo tirou a autoridade do professor ao dar TODOS OS DIREITOS ao aluno e nenhum dever ao mesmo – má interpretação do ECA; a política do governo de desqualificar, maldosa e publicamente, a “deficiente” qualidade intelectual do professor, fez com que o docente perdesse o pouco de autoridade ou mesmo de admiração que ainda mantinha junto aos seus alunos; o absurdo sistema de progressão automática que “empurra” de forma insensata alunos que nada fizeram por merecer para as séries seguintes; o discurso “politicamente correto” da “inclusão” de todos, que na verdade é uma EXCLUSÃO de todos, já que os que nada querem atrapalham diretamente a possibilidade de educação dos que querem efetivamente estudar); reação em cadeia (a progressão automática provocou uma torrente destrutiva, pois, como os alunos “progridem” automaticamente no ensino fundamental, mesmo não sabendo absolutamente NADA, eles chegam ao ensino médio semi-alfabetizados, inviabilizando assim qualquer possibilidade de um trabalho coerente e válido); falta estrutura mínima (de material humano, didático-pedagógico e regimental, ou seja, não há normas e regras que sejam, de fato, levadas a sério); falta valorização (o professor se sente um títere, e suas claras e justas reclamações são SEMPRE escamoteadas e nunca resolvidas seriamente); falta lógica e rigor (a escola pública virou um grande depósito de estudantes, na melhor das hipóteses um clube de convivência, onde tudo é relevado e permitido; e onde se faz de tudo, tudo mesmo que você possa imaginar, menos o principal, que é o estudo, a tranqüilidade para se ensinar, a concentração, a disciplina, o silêncio, etc..); falta lei e ordem (as pais não educam, nem mesmo a mais básica socialização primária, e delegam totalmente aos docentes o trabalho de educar e socializar adolescentes que até mesmo para seus pais são considerados, muitas vezes, insuportáveis; e como se espera que façamos isso com o clima de “pode tudo” que hoje impera nas escolas?; não há punições concretas, seja lá o que o aluno fizer de grave, ele, NO MÁXIMO, será suspenso por um dia ou dois); falta investimentos (falta material didático, livros, carteiras, muitas vezes até lousa e giz); sobra asfixia da criatividade do professor (o currículo é obsoleto e totalmente ingessado, não podendo ser adaptado às demandas e aos interesses muito específicos de cada turma; sabemos, pela experiência, que responsabilidade e liberdade podem, sim, ser articuladas sem prejuízo na formação geral do aluno; falta avisar isso ao governo); falta respeito (num ambiente em que as regras são uma encenação para inglês ver, é exatamente isso que observamos em overdose todos os dias: ecos da falta total de limites com os quais os estudantes se acostumaram impunimente a operar no seu mundo social); sobra um comando inepto (os “projetos” governamentais são criados por burocratas oportunistas que nunca deram uma aula sequer, e NADA sabem sobre a realidade da escola pública; não é à toa que suas invencionices neoliberais SEMPRE fracassam, pois elas não passam disso mesmo: uma máscara para iludir uma população de potenciais eleitores ; é pública e notória a falta de conhecimento do cotidiano das escolas por parte desses gestores); sobra uma colossal hipocrisia (é irrefragável e inequívoca a tese de que o lodaçal em que está mergulhada a educação de São Paulo, se deve, em grande medida, à política sistemática de desinformação posta em prática pelo governo do Estado; essa política, tendo a imprensa como cúmplice, estraçalha uma bem-vinda visibilidade do ambiente de insolvência no qual os docentes trabalham, compondo uma série toda amarrada de maciças mentiras que são veiculadas sempre com a finalidade de desconstruir a imagem do professor, jogando no seu colo toda a culpa dos baixos rendimentos na educação; evidente que nesse processo, muitas coisas relativas à atuação escandalosamente incompetente do governo são omitidas, e o que sobra é a difusão mistificada da maravilhosa e visionária “revolução” na educação proposta pelo Estado, a qual provoca repugnância em quem é, de fato, da rede pública de ensino); falta de união por parte da categoria [as políticas (ou esquemas?) difundidas de “bônus”, da prova do “mérito”, entre muitos outros artifícios eleitoreiros utilizados sobre os docentes, têm um objetivo tanto espúrio quanto cristalino: provocar uma anestesia política e um afastamento dos professores pela busca por melhores condições para a categoria como um todo; o que se observa agora é desalentador: professores criticando os colegas, todos competindo contra todos, falta de ética no trato social e profissional, sangria de reputações por um jogo de interesses e tensões alimentadas pelas disputas internas, enfim, nada bonito de se ver], e por fim, há a perda de talentos (as condições são tão surreais, que quem pode cair fora, o faz rapidinho, mesmo tendo talento nato para o exercício da profissão; realmente é lastimável!! ).

    Eu espero que a APEOESP, em busca de melhores condições para os seus representados como classe, deveria estar comprometida e atentas a essas verdades. E, principalmente, divulgá-las ao grande público.

    Renato Franco.

    Resposta
    • 75. apeoesp  |  04/12/2011 às 15:48

      Prezado professor Renato,
      Estamos solicitando espaço na Folha para comentar o artigo do secretário. Obrigada pela contribuição.
      Bebel

      Resposta
  • 76. marcia  |  04/12/2011 às 11:37

    … A quarentena reduzida… não ajuda, pois o direitos adquiridos ao longo de 8 anos… são perdidos para a categoria L, o desamino e a certeza de que esta tudo esta perdido é maior que a vontade de fazer greve… Niguem avisou os professores sobre o fim desta contratação quando criaram a Lei, no meu caso nao fui orientada,,, e quando pedi orientação nem a apeoesp soube dizer… é hoje luto com um processo pra tentar voltar.. a ter uma garantia de emprego,beneficio e mesmos direitos de conseguir mudar a faixa salarial, mas sou professora L .. nao consigo ter o mesmo beneficio de uma professor que tem apenas 4 anos de trabalho e deu sorte da escola dar aulas e nao atibuir aula ao docente… passando assim na minha frente… a sociedade da informação classifica o ser como inteligente ou que nao possui inteligencia… diante desta situação a beira de perder beneficios e talvez direitos adquiridos quem consegue fazer uma prova com tranquilidade …. sabendo que será julgada como um professor de diferente categoria… mas nao deixando de exercer a mesma funçao, com o salario diferente…. O que fazer diante de tanta indignação….

    Resposta
    • 77. apeoesp  |  04/12/2011 às 15:46

      Prezada professora Márcia,
      A APEOESP lutou desde o início desta lei pelos professores categoria L. Na realidade, desde a lei 1010 discordamos que houvesse professores então temporários com tratamento diferenciado. Todos deveriam permanecer. Conseguimos evitar o desligamento imediato e conseguimos prorrogar os contratos até final de 2011. Isto foi publicado em todos os nossos boletins. Por isso a existência de processos judiciais, para que não houvesse o desligamento no final de 2011 e permanecessem estáveis como os da categoria F. O governo foi intransigente e não cedeu. A APEOESP lutou até o fim. Se os 17 mil integrantes da categoria L tivessem vindo para a praça lutar, o desfecho poderia ser outro.
      Bebel

      Resposta
      • 78. victor  |  04/12/2011 às 16:57

        que diferença iria ter se tivessem os 17 mil professores la. Larga a mao de ser hipocrita.

      • 79. apeoesp  |  06/12/2011 às 13:49

        Prezado professor Victor,
        Em primeiro lugar, acredito que mereço ser tratada com respeito, como professora e como presidenta do sindicato.
        Em segundo lugar, se não consegue perceber a diferença de 17 mil professores nas ruas para lutar pela sua própria causa, então não tem acompanhado as lutas dos professores e a história da nossa própria entidade.
        A diretoria da APEOESP tem, sim, capacidade e competência para negociar e tem conquistado muitos avanços para os professores e impedido muitos atrasos provocados pelo governo. Acredito que eu própria tenho qualidades como negociadora, tanto que os professores me elegeram pela terceira vez para comandar o sindicato.
        Mas há momentos em que a mobilização é imprescindível, sobretudo quando o governo se mostra intransigente. Aí, professor, 17 mil professores nas ruas fazem uma enorme diferença.
        Bebel

    • 80. Fernanda Aguiar  |  05/12/2011 às 22:32

      Marcia
      Vou pontuar algumas passagens de sua colocação, permita-me descordar de todas que mencionarei.
      Quanto a redução da quarentena não ajudar, e para os professores que estão entrando na carreira agora e não se efetivou ainda?
      Quanto a não saber da extinção das categoria L acredito que o sindicato é o melhor instrumento que temos, tanto para nos informar, quanto para reivindicar os direitos da categoria. Podemos discordar, e discordo profundamente da forma como organiza a pauta, de como mobiliza, mas não posso atribuir a eles problemas de comunicação. Tudo foi divulgado, tanto no site da APEOESP quando no blog, acessando apenas quando acontece um problema gera atraso na comunicação. Se pode cobrar alguém, seria o representante da sua UE junto ao sindicato.
      O que fazer com tanta indignação: lute, junto-se a muitas outras indignações. A única forma de enfrentar o governo, de fazê-lo nos ouvir é ir para a rua, manifestar, gritar, incomodar. Não dá para ser alheio aos desmandos e depois culpar o sindicato. Temos que fortalecer a luta e para isso é preciso que todos pensem como categoria, como oprimidos pelo mesmo tirano que é o governo, não o sindicato. Como instituição passa por sérias crise de legitimidade, mas não são eles que nos oprimem.

      Resposta
  • 81. Jo Costa  |  04/12/2011 às 12:04

    Bebel, afinal a categoria O ficará sem ter direito a férias novamente e não teremos direito ao pagamento do mes de fevereiro mesmo tendo aulas livres?

    Resposta
    • 82. apeoesp  |  04/12/2011 às 15:37

      Prezada professora Jo,
      Tem direito a férias.Se esse direito não for respeitado, procurar o departamento jurídico.
      Bebel

      Resposta
  • 83. Jo Costa  |  04/12/2011 às 12:11

    Ahh só mais um coisa, qquer pessoa que trabalhe em qquer lugar registrada tem direito a ferias, mesmo que sejam proporcionais, e nós que tivemos nosso contrato prorrogado não temos direito a nada. Não consigo entender isso, Juro que isso acaba com a motivação de qquer um, já estou desesperada procurando outro emprego, pois infelizmente não posso me dar o luxo de não receber maisuma vez o que seria meu de direito se não fosse as leis malucas que os nossos governantes criam. Isso é cruel e triste…porque infelizmente necessitamos do dinheiro para nossa sobrevivencia como qquer um, ou será que nossa categoria é tão diferente assim?

    Resposta
    • 84. apeoesp  |  04/12/2011 às 15:38

      Prezada professora Jo,
      Vc tem direito a férias. Se não for respeitado esse direito, procurar o departamento jurídico.
      Bebel

      Resposta
  • 85. Fernanda  |  04/12/2011 às 14:39

    Boa tarde Bebel,
    Gostaria de saber se os professores da cat O que ao encerrarem o contrato por volta do dia 20 poderão participar da prox atribuição que sera depois do dia 23, pois ja teram corridos os 30 dias da “quarentena”, e se valerá para atribuição a classificação que será divulgada dia 7 de dezembro. Obrigada.

    Resposta
    • 86. apeoesp  |  04/12/2011 às 15:33

      Prezada professoras Fernanda,
      Acreditamos que poderão participar, pois haverá falta de professores em 2012.
      Vamos nos informar junto à SEE.
      Bebel

      Resposta
  • 87. Sebastião Miguel  |  04/12/2011 às 16:27

    Se os 17 mil integrantes da categoria L tivessem vindo para a praça lutar, o desfecho poderia ser outro.

    Esse seu discurso é nada mais que jogar a culpa nos professores categoria L

    Mude seu discurso e assuma a responsabilidade do sindicato em fazer um comando de greve forte, para isso pagamos a entidade. E estão aí para salvaquardar nossos direitos,

    Resposta
    • 88. apeoesp  |  06/12/2011 às 13:55

      Prezado professor Sebastião,
      Compreendo o que está sentindo, mas pondero com o senhor: que greve será possível se os interessados, em sua grande maioria, não estão integrados na luta para deliberar? O sindicato não pode fazer um “comando de greve forte” por cima da vontade dos professores. No que nos competia, como diretoria, tudo fizemos: forçamos reuniões, negociamos, propusemos, até mesmo proposta de redação para mudar a lei propusemos ao governo. Mas a história nos mostra que há momentos em que o que resolve mesmo é a categoria na rua, mobilizada. Isto é o que faz a diferença. Chamamos várias vezes a categoria à luta. Valorizo e parabenizo os que vieram. Lamento que muitos não tenham podido vir. O resultado, por ora, é esse. Mas não vamos parar de lutar.
      Por fim, culpar o sindicato apenas reduz a responsabilidade do governo, o verdadeiro autor de tudo isso.
      Bebel

      Resposta
    • 89. emerson  |  07/12/2011 às 20:14

      Que comentario mais ridiculo voce vai ser candidato ao vereador pelo psdb kkkkkkkkkkk seu sebastiao, se estivessemos lá os 17 mil o desfecho seria mesmo outro concordo com vc PRESIDENTA

      Resposta
  • 90. Daniel  |  04/12/2011 às 16:41

    Saudações à APEOESP pelas conquistas em nome do professorado. Gostaria de levantar uma questão: como ficará a matriz curricular? A SEE iniciou uma discussão não democrática e atropelada e depois não se falou mais desse assunto. Tudo continuará como está? A “surpresa” virá em janeiro, “de cima para baixo”? Obrigado.
    Daniel
    Ribeirão Preto

    Resposta
    • 91. apeoesp  |  06/12/2011 às 13:50

      Przeado professor Daniel,
      Segundo declarações do secretário da Educação, a matriz curricular foi divulgada para debate na rede.
      Bebel

      Resposta
  • 92. Mary  |  04/12/2011 às 16:49

    Se haverá falta de professores e se irão precisar do nosso serviço desvalorizado e mal pago acho q essa é a hora de impor ao nosso respeitado secretário uma cobrança mais forte sobre a revogação dessas leis q nos escravizam…Se não for AGORA não será NUNCA!!!!!

    Resposta
    • 93. apeoesp  |  06/12/2011 às 13:45

      Prezada professora Mary,
      A história do nosso movimento mostra que apenas a pressão coletiva, nas ruas, é capaz de impor ao governo recuos quando ele se mostra intransigente. Repito: acredito que um maior comparecimento de professores às mobilizações, sobretudo em frente à Secretaria da Educação, poderia ter permitido um outro resultado para os professores da categoria L. De nossa parte, no que nos competia, lutamos muito, sem interrupção. Vamos continuar pressionando a SEE. Novas mobilizações virão.
      Bebel

      Resposta
  • 94. Mary  |  04/12/2011 às 16:55

    Qto as palavras do prof Renato essas sim são coerentes com a realidade q enfrentamos…pense nisso Presidenta e as leve p nosso respeitado secretário…e para quem ditam as regras da educação pública sem nunca terem entrado dentro de uma sala de aula p vivenciar a nossa realidade.. Faça esse favor p nós Presidenta!!!

    Resposta
  • 95. catia  |  04/12/2011 às 18:18

    Sou professora categoria O, e acabara o meu contrato em dezembro, sei que receberei o meu pagamento em janeiro, mas tenho uma duvida, o contrato que assinei diz que apos o termino do contrato receberia indenização por termino de contrato. Isso realmente existe ou nao? quais são os meus direitos?

    Resposta
    • 96. apeoesp  |  06/12/2011 às 13:41

      Prezada professora Catia,
      Acredito que a indenização ocorra se o contrato for rescindido fora de seu prazo. Entretanto, sugiro que leve cópia do contrato ao departamento jurídico da APEOESP para ser analisado.
      Bebel

      Resposta
  • 97. Juci  |  04/12/2011 às 19:54

    Prezada Bebel, boa tarde!

    - O Professor Categoria “O” (contratado em Fevereiro/2011) tem direito a 13º salário e férias proporcionais? Quando os mesmos serão pagos?

    - Teremos salário integral no mês de Janeiro/2012?

    - E no caso do contrato ser prorrogado, receberemos salário no mês de Fevereiro/2012 ou só a partir de Março/2012?

    - Como vai funcionar essa “Quarentena de 30 dias”?

    - No início do ano, o Estado demorou uns 2 meses para pagar nosso salário, se o contrato for prorrogado isso pode acontecer de novo?
    s
    Sem mais,
    Juci.

    Resposta
    • 98. apeoesp  |  06/12/2011 às 13:39

      Prezada professora Juci,
      O professor da categoria O, como qualquer trabalhador, faz jus a esses direitos. Se o Estado não pagar, deve recorrer ao departamento jurídico da APEOESP.
      Não há salário se o professor estiver sem contrato.
      O contrato pode ser prorrogado se ainda não venceu e vencer no decorrer do ano.
      O governo, até o momento, não enviou o projeto reduzindo a quarentena para 30 dias, como prometeu.
      Se houver prorrogação, não haverá atraso no salário. Se for novo contrato, pode ocorrer.
      Bebel

      Resposta
  • 99. Marli Cavalcante  |  04/12/2011 às 21:46

    Boa Noite….

    sou categoria L, se passar para categoria O, gostaria de saber se cumprirei a quarentena em 2012 ou somente em 2013. Aguardor retorno. Grata, Marli

    Resposta
    • 100. apeoesp  |  05/12/2011 às 00:42

      Prezada professora Marli,
      Pela lógica e pela lei, você só terá que cumprir a quarentena no final de seu primeiro contrato como categoria O, provavelmente no final de 2013, pois os contratos se prorrogam até o final do ano em que se encerram.
      Bebel

      Resposta
  • 101. Elaine Silva  |  05/12/2011 às 03:43

    Olá Bebel

    Sou categoria F , gostaria de saber se para o ano que vem é certo que o sistema somará a nota da prova com o tempo de serviço, pois isso não ocorreu este ano e , muitos professores na dúvida fizeram a prova, pois acharam melhor pecar pelo excesso.

    Grata

    Resposta
    • 102. apeoesp  |  06/12/2011 às 13:17

      Prezada professora Elaine,
      Sim, mas se algo ocorrer diferente disso, você deve recorrer ao departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
  • 103. Luiz Gonçalves de Souza  |  05/12/2011 às 11:49

    URGENTE Presidenta: Solicitamos carinho especial para a categoria L nas discussões com o Sr. Secretário, que com a situação prevista perderá a maioria dos direitos, caso sejam demitidos e readimitidos como “O” provacando desinteresse dos professores…muitos com mais de dois, tres anos de trabalho ininterruptos…Não seria o caso de brigar para que sejam incluídos em categoria F ?(acima e rebaixados?). GRATO. Prof. Luiz Gonçalves de Souza. Franca/SP

    Resposta
    • 104. apeoesp  |  06/12/2011 às 13:12

      Prezado professor Luiz,
      APEOESP luta, e muito, em defesa dos professores da categoria L, bem como de todos os demais professores. Desde a promulgação da lei 1010/07, lutamos para que se tornem categoria F. Conseguimos que permanecessem mais dois anos na rede, pois seria desligados em 2009. Infelizmente, na luta atual para que não fosse extinta a categoria L. a mobilização e pressão foram insuficientes para obrigar o governo a recuar.
      Bebel

      Resposta
  • 105. dirceu  |  05/12/2011 às 12:41

    gostaria de saber quando deverei voltar ao trabalho em 2012…
    sou professor readaptado categoria F grato

    Resposta
    • 106. apeoesp  |  05/12/2011 às 20:04

      Prezado professor Dirceu,
      O ano letivo se inicia no dia 1º de fevereiro.
      Bebel

      Resposta
  • 107. THAIS  |  05/12/2011 às 17:18

    Sou cat. O meu contrato se encerra em 31/12/2011 não poderei participar da atribuição em janeiro ou a Quarentena ainda estará derrubada…terei que esperar as atribuições de Fevereiro e outros professores com menos pontos que eu ( mas com mais de 30 dias sem trabalhar) escolherão as aulas na minha frente?
    Cada dia que passa percebo que ao invés de ajudar o professor são impostas mais barreiras para se dar aula….isso me deixa descepcionada.

    Resposta
    • 108. apeoesp  |  05/12/2011 às 20:00

      Prezada professora Thais,
      Terá que cumprir a quarentena de 30 dias e participará das chamadas “atribuições ao longo do ano”.
      Estou de acordo com você: faltam professores e o governo cria impedimentos para que ministrem aulas. Trata-se de um movimento contraditório de um governo que vive dizendo que está preocupado com a educação. Não vamos aceitar. Vamos continuar lutando até que essa situação mude.
      Bebel

      Resposta
      • 109. elianne  |  06/12/2011 às 00:59

        vcs nunca dão a resposta correta ano passado; vão ter que cumprir a quarentena de duzentos dias,ai nada aconteceu agora afirma os de 30 dias, vcs da apeoesp estão sabendo menos que nós professores,aff…

      • 110. apeoesp  |  06/12/2011 às 12:49

        Prezada professora Elianne,
        O que ocorreu no ano passado foi que, por pressão da APEOESP, o governo suspendeu a aplicação da quarentena. Neste ano, está se comprometendo a enviar para a Assembleia Legislativa projeto reduzindo a quarentena para 30 dias. Por favor, não atribua à APEOESP confusões que são provocadas pelo governo.
        Bebel

  • 111. Emerson  |  05/12/2011 às 19:10

    Olá, Bebel enviei meu comentário sendo o primeiro e foi excluído gostaria de saber qual o motivo por favor ou comentem por gentileza, não entendi porquê?

    Resposta
    • 112. apeoesp  |  05/12/2011 às 19:57

      Prezado professor Emerson,
      Já respondi.
      Bebel

      Resposta
  • 113. Edivan  |  05/12/2011 às 20:56

    Parabéns pelas recentes vitórias. Gostaria de saber como esta a questão da nova grade curricular do ensino médio proposta pela secretaria, vai entrar em vigor ainda em 2012?

    Resposta
    • 114. apeoesp  |  06/12/2011 às 13:01

      Prezado professor Edivan,
      Obrigada.
      De acordo com o secretário da Educação a nova matriz foi divulgada apenas para debate.
      Bebel

      Resposta
  • 115. Joseany  |  05/12/2011 às 23:38

    Sou professora Mediadora categoria O, gotaria de saber serei reconduzida.

    Resposta
    • 116. apeoesp  |  06/12/2011 às 12:54

      Prezada professora Joseany,
      Ainda não tenho essa informação no momento. Lutamos para que sejam.
      Bebel

      Resposta
  • 117. Ermelinda  |  06/12/2011 às 01:32

    Olá Bebel,
    Estou no aguardo de uma declaração dos advogados da Apeoesp, dizendo que eu ganhei um processo contra o Estado com relação ao bônus de 2001, porém não recebi ainda. Já faz quase duas semanas que eu fico ligando e pedindo, pois tenho que apresentar na Receita Federal pra poder desbloquear a minha restituição ref. 2010. A Receita diz que eu recebi e não declarei. Aliás, eu fiquei sabendo do processo vencido, por causa da Receita Federal, pois até então ninguém da Apeoesp tinha me dito nada e olha que foi ganho no ano de 2010.O que tenho que fazer pra agilizar isso?
    Ah, a apeoesp que me refiro é de Campinas.

    Resposta
    • 118. apeoesp  |  06/12/2011 às 12:41

      Prezada professora Ermelinda,
      Estou solicitando à subsede de Campinas que agilize os procedimentos e preste os esclarecimentos devidos.
      Bebel

      Resposta
  • 119. JAIME AMARAL  |  06/12/2011 às 11:52

    OLA QUERIDA PRESIDENTA!!!!
    A LUTA É NOSSA, MAS VC COM SUA FORÇA E GARRA ,SÓ TEMOS Q AGRADECER Á VC EM CONDUZIR ESTE SINDICATO COM MUITO DINAMISMO E REPONSABILIDADE..
    MUITO OBRIGADO.

    Resposta
    • 120. apeoesp  |  06/12/2011 às 12:12

      Prezado professor Jaime,
      Muito obrigada pelas suas palavras. A luta não é fácil, mas é justa e recompensadora.
      Bebel

      Resposta
  • 121. ROBERTO FERNANDES TOFOLI  |  06/12/2011 às 14:53

    OLA PROFESSORA EDUCADORA BEBEL TUDO BEM GOSTARIA DE SABER COM A FALA DO SECRETARIO DA EDUCAÇAO NA ASSEMBRLEIA DO DIA 30/11/2011 QUE DISSE QUE IRA CHAMAR MAIS 9 MIL PROFESSORES EFETIVOS EM MARÇO PARA COMERÇAR EM AGOSTO DE 2012 .ELE TAMBEM DISSE NO JORNAL AGORAS SP E FOLHA DE SP. ASSIM GOSTARIA DE SABER SE ELE E OBRIGADO ABRIR A REMOÇAO ANTES DE CHAMAR OS NOVOS EFETIVOS POR FAVOR ME RESPONDE UM FORTE ABRAÇO ROBERTO TOFOLI RIBEIRAO PRETO-SP

    Resposta
    • 122. apeoesp  |  06/12/2011 às 17:28

      Prezado professor Roberto,
      Sim, o governo é obrigado a realizar o concurso de remoção.
      O governo vai efetivar os 16 mil convocados e convocar mais 9 mil.
      Bebel

      Resposta
      • 123. cristiano  |  07/12/2011 às 16:08

        Ola bebel
        Sou categoria O e na minha classificação para atribuição , consta o seguinte: contratado a partir de 12/07/2012. Isso quer dizer que de fato ficaremos 200 dias sem aulas? ou a proposta de redução da quarentena de 200 para 30 dias ainda sera votada?

      • 124. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:43

        Prezado professor Cristiano,
        A quarentena ainda será reduzida para 45 dias, ou 30 dias.
        Bebel

  • 125. Cristiane  |  06/12/2011 às 19:59

    Bebel, muito me espanta ler comentários desrespeitosos de professores que duvido que compareçam às nossas passeatas, querem mais é ficar sentados e receber em uma bandeja os resultados das nossas lutas. Temos que ser mais unidos, a união faz sim a força, agora, não adianta reclamar e nada fazer.
    Parabéns por encabeçar a nossa luta e que em 2012 mais sucesso consigamos a fim de trabalharmos dignamente. Parabéns a todos da Apeoesp.

    Resposta
    • 126. apeoesp  |  09/12/2011 às 02:19

      Prezada professora Cristiane,
      Obrigada pelo apoio. A luta é de todos nós.
      Bebel

      Resposta
  • 127. Vanessa  |  06/12/2011 às 20:54

    “- No começo do ano que vem,… iniciamos na escola de formação
    mais 9 mil. Com isso esgotam-se os professores daquele concurso inicialmente realizado…”

    Link com a entrevista:
    http://jovempan.uol.com.br/noticias/saopaulo/2011/12/governo-anuncia-reformulacao-na-grade-escolar.html

    Resposta
  • 128. Vanessa  |  06/12/2011 às 20:56

    perdão no final do 1º comentário… será UMA excelente notícia.

    Resposta
  • 129. Marcela  |  06/12/2011 às 22:20

    Olá Bebel, a quarentena ou trintena é um absurdo!! Mas, alguns professores ñ conseguem enxergar toda a precaridade imposta pela 1093. Têm prof. que pensa q é regido pela CLT, têm os que ñ param para refletir que vão trabalhar uma vida sem férias (ao invés de férias trintena sem remuneração) A 1093 diz que só terá direito às férias quem trabalhar os 12 meses (como trabalhar 12 meses se o contrato é estritamente para os dias letivos?). Sem contar que td ano o cidadão q se propuser a esse absurdo ficará 3 meses sem receber e além disso,a cada 8 anos trabalhados perderá um ano de contribuição!!!

    Que sindicato excelente!!! Seria cômico, se não fosse tão trágico.

    Resposta
    • 130. apeoesp  |  09/12/2011 às 02:06

      Prezada professora Marcela,
      A APEOESP é, sim, um sindicato excelente, o maior do Brasil, com 184 mil associados, uma história de lutas e conquistas e nos orgulhamos dele.
      Você deveria voltar a sua indignação contra o governo do Estado, que criou toda essa situação e não contra uma organização criada e mantida pelos professores e que luta por eles.
      Tentar enfraquecer e ridicularizar o sindicato só ajuda o o governo a atacar ainda mais os professores.
      Bebel

      Resposta
      • 131. Marcela  |  09/12/2011 às 14:53

        Desculpe-me cara Bebel, se houvesse excelência fariam uma campanha para não ser assinados esses contratos absurdos. O que vcs fizeram de concreto? Nada X nada!! Não fique brava, pois,esta é a realidade. E além disso tudo, o sindicato pelo jeito não vai fazer nada em relação a próxima chamada do concurso, onde o estado só quer chamar 9 mil sendo que tem 16 mil na espera.

      • 132. apeoesp  |  11/12/2011 às 20:49

        Prezada professora Marcela,
        Cada qual é livre para dizer e avaliar como bem entenda. Essa é a democracia. Discordo totalmente do que você a afirma e sei que a maioria dos professores reconhece e valoriza as lutas dos sindicato, considerando todas as dificuldades que enfrentamos. Quanto ao concurso, defendemos que todos sejam convocados e, baseados na lei, lutaremos para que isto ocorra.
        Bebel

  • 133. claudia noronha  |  06/12/2011 às 22:57

    OLA BEBEL,
    PRIMEIRAMENTE GOSTARIA DE PARABENIZA-LOS PELA CONQUISTA, MAS ESTOU COM ALGUMAS DUVIDAS, EM UMA DAS POSTAGENS VC FALA DA NOVA JORNADA, EU NAO ENTENDI PQ QDO EU FIZ MINHA INSCRIÇÃO, NÃO APARECEU ESSA JORNADA DE 30 AULAS, TBM NÃO SEI COMO FICARIA A MINHA NOVA JORNADA, JA QUE SOU PROF DE ARTE E MINHA JORNADA TEM QUE SER DE 26 AULAS E COMPLETO COM CARGA SUPLEMENTAR, DENTRO DA NOVA JORNADA COMO FICARIA MINHA SITUAÇÃO E DAS OUTRAS MATÉRIAS QUE NÃO TEM COMO PEGAR A JORNADA INTEGRAL DE 33 AULAS ? DESDE JA AGRADEÇO.

    Resposta
    • 134. apeoesp  |  09/12/2011 às 02:03

      Prezada professora Cláudia,
      A partir da aplicação da lei do piso, para cada jornada de trabalho, 33% será em atividades fora da sala de aula.
      Bebel

      Resposta
  • 135. Juliana Ventura  |  07/12/2011 às 15:45

    sou categoria L sei que tenho direito a férias mas gostaria de saber se tendo aulas livres vou receber no mês de fevereiro, sou aprovada e gostaria de saber se participarei da atribuição no começo do ano na escola ou durante o ano na DE?
    Obrigada

    Resposta
    • 136. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:45

      Prezada professora Juliana,
      Em janeiro vc não terá mais vínculo com o Estado.
      Será recontratada como O. Atribuição na DRE.
      Bebel

      Resposta
  • 137. Cris  |  07/12/2011 às 16:05

    Até quando o governo pode enviar para a Assembléia o pedido de redução da quarentena? Acabei de consultar minha classificação em que fui aprovada e que diz que só poderei ser contratada a partir de julho de 2012, sou categoria O.
    Cris

    Resposta
    • 138. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:44

      Prezada professora Cris,
      Já foi enviado o PLC 71/2011.
      Bebel

      Resposta
  • 139. Leandro  |  07/12/2011 às 16:21

    Sou professor categoria L e fiz 36 pontos. Agora que vou para Categoria O vou poder completar os 40 pontos visto ter 8 anos de estado?

    Resposta
    • 140. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:39

      Prezado professor Leandro,
      Sim, poderá completar a nota com tempo de serviço.
      Bebel

      Resposta
  • 141. Odila  |  07/12/2011 às 17:19

    Bebel, parabéns pelas vitórias conquistadas. Sou afiliada ao sindicato desde que entrei na rede, sempre acompanhando a luta do sindicato para melhorar ,as condições de trabalho do professor. Parece que estamos no caminho certo….. vamos continuar a luta….
    Sou categoria F, tentei verificar na data de hoje ( 07/12) a classificação, porém, não consegui…. será que estou entrando no lugar errado ou ainda não foi divulgado. Preciso de ajuda!!!!
    Obrigada.

    Resposta
    • 142. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:41

      Prezada professora Odila,
      Muito obrigada.
      A classificação já foi divulgada. Se seu nome não aparece, pode não ter obtido a nota mínima. Esta lista será publicada posteriormente,
      Bebel

      Resposta
  • 143. Tatiane  |  07/12/2011 às 17:58

    Boa tarde, presidenta eu sou leiga no assunto de aulas e atribuições e fiz 42 pontos no processo seletivo e nunca dei aula, onde ficarei sabendo em qua escola será a atribuição e qdo sairá o resultado com a classificação desse processo?

    Resposta
    • 144. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:42

      Prezada professora Tatiane,
      A classificação foi divulgada. Você participa da atribuição inicial, nos últimos dias de janeiro (candidatos a contratação).
      Bebel

      Resposta
  • 145. Juliana Ventura  |  07/12/2011 às 19:17

    Sou categoria L aprovado participarei da atribuição na escola ou na DE no decorrer do ano , tbm tenho aulas livres gostaria de saber se receberei até fevereiro por estas aulas?
    obrigada

    Resposta
    • 146. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:37

      Prezada professora Juliana,
      Seu vínculo se encerra em 31/12.
      Participará na DRE, como contratada (O).
      Bebel

      Resposta
  • 147. Roberta  |  07/12/2011 às 19:34

    Boa tarde,
    Saiu a lista de classificação dos professores temporários com a data de contratação para os que terão que cumprir o tempo de espera de 200 dias( quarentena).
    Há data prevista de confirmação quanto à diminuição dos 200 para 30 dias?
    Obrigada pela atenção e respostas a todas as perguntas que sempre faço!

    Resposta
    • 148. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:35

      Prezada professora Roberta,
      O projeto deve ser votado em 10, 15 dias.
      A quarentena poderá ser de 45 dias, ou de 30, se os deputados assim decidirem.
      Bebel

      Resposta
  • 149. emerson  |  07/12/2011 às 20:17

    Ola presidenta Bebel parabens pelo seu empenho e luta neste ano de 2011.
    Gostaria de saber se nos categoria L teremos salario em janeiro ou a partir de janeiro de 2011 já estaremos desligados do estado.
    Desde já agradeço.

    Resposta
    • 150. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:34

      Prezado professor Emerson,
      Obrigada pelas suas palavras.
      Em janeiro já não haverá vínculo com o Estado. Deverão ser recontratados no final de janeiro.
      Bebel

      Resposta
  • 151. Sebastião Miguel  |  07/12/2011 às 20:29

    Boa tarde.

    Verifiquei no site da Secretaria minha classificação. Pelo que entendo houve complemento com a pontuação no magistério – fiz 47 na prova do OFA e 13,000 na pontuação fui para 60,345 – Então professores da categoria L pode completar com a pontuação?

    Verifiquei também no GDAE e confirma 60,345 – classificação 65 na DE e por banca 24 -

    Resposta
    • 152. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:33

      Prezado professor Sebastião,
      Sim, já havia esclarecido isto aqui em vários comentários. O departamento jurídico reviu a informação que havia dado, pois a lei não discrimina entre categorias para esta finalidade.
      Bebel

      Resposta
  • 153. silvia  |  07/12/2011 às 20:36

    Olá, Bebel! sou categoria “O”, gostaria de saber o seguinte, fui aprovada e tenho 10 aulas atribuidas em janeiro eu poderei participar dá atribuição de aulas?

    Resposta
    • 154. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:31

      Prezada professora Silvia,
      A informação preliminar da SEE é que sim, mas precisamos aguardar as informações oficiais.
      Bebel

      Resposta
  • 155. Marli Cavalcante  |  07/12/2011 às 21:47

    Boa Noite….
    A lista de classificação dos Candidatos a Contratação foi postada hoje no GDAE. Porém, fiz apenas 33 acertos na prova e nao apareço na classificação. Gostaria de saber se haverá lista diferenciada, e quando deverá sair a classificação de quem fez menos pontos na prova.
    Aguardo retorno
    Grata
    Maeli

    Resposta
    • 156. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:28

      Prezada professora Marli,
      Como nos anos anteriores, haverá uma lista separada.
      Bebel

      Resposta
  • 157. Glória P. Bonatti  |  08/12/2011 às 00:27

    Bebel
    O que nós professores poderemos fazer em relação ao Projeto de Lei Complementar 71 de 2011 que entrou na ALESP para apreciação dos Deputados?

    Resposta
    • 158. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:12

      Prezada professora Glória,
      Comparecer à ALESP a partir de terça da semnana que vem para conversar com os deputados.
      Bebel

      Resposta
  • 159. Ivonete Tavares Ramos  |  08/12/2011 às 01:21

    Querida Bebel,
    Parabéns pela sua luta,suas conquistas são nossa vitória.
    Por favor, peço encarecidamente que lute pelos professores que passaram no concurso e ainda não ingressaram.
    Tenho um bebê de 3 anos, quando prestei o concurso ele tinha um pouco mais de um ano, e tive que me dedicar aos estudos enquanto meu filho chorava e pedia minha atenção e ainda, trabalhava o dia todo em duas escolas com 33 aulas intercaladas(janelas) e HTPC.
    Sei que não sou a única a passar por dificuldades, todavía gostaria de deixar aqui meu relato, pois após tanta dedicação no mínimo deveriam nos respeitar e nada mais justo que o ingresso dos aprovados..

    Resposta
    • 160. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:08

      Prezada professora Ivonete,
      Obrigada pelas suas palavras. A luta é de todos e todas.
      Estamos lutando para que todos os aprovados ingressem. A SEE afirma que chamará todos.
      Bebel

      Resposta
  • 161. Néia  |  08/12/2011 às 01:50

    Boa noite. Estou com uma dúvida sobre a categoria O, foi publicado hoje no site da secretaria que … “A maioria dos professores contratados por tempo determinado, 73% do total (35.723), deve retornar à rede estadual de ensino em janeiro, período em que está previsto o processo de atribuição de aulas. Cerca de 12,5 mil docentes temporários, que atuam na rede admitidos entre junho de 2007 e julho de 2009 (categoria L), não precisam aguardar o intervalo de 200 dias previsto na lei nº 1.093/2009 para obter atribuição de novas aulas até 2013. Outros 15 mil professores, contratados por tempo determinado após julho de 2009 (categoria O), também permanecem na rede se forem classificados e tiverem aulas atribuídas”…. No meu caso, estou trabalhando na rede desde agosto de 2008 (cat. O), com aulas atribuídas neste ano; fui aprovada no processo seletivo e consultando a classificação hoje, está escrito que a contratação está prevista para julho de 2012. Isto procede? Vou ficar sem trabalhar por mais de 7 meses???? mesmo pagando o FIES?? E quanto ao que foi divulgado acima, pelo que entendi, quem está com aulas atribuídas no momento permanece com vínculo e já pode atribuir aulas em janeiro? Está muito confuso. Obrigada

    Resposta
    • 162. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:05

      Prezada professora Néia,
      A SEE divulga o que hoje consta na lei. Mas a quarentena será reduzida para 45 dias (ou talvez 30, se os deputados assim entenderem).
      Bebel

      Resposta
  • 163. Alexandre Rodrigues  |  08/12/2011 às 01:59

    Boa noite, professora Bebel!
    Encaminhei uma mensagem no dia de ontem e não localizei a resposta:
    Um professor categoria F, que tenha optado por um número de 33 aulas no processo de cadastramento para o próximo ano, pode decidir optar agora por um número menor de aulas?
    Grato pela atenção,

    Prof. Alexandre Rodrigues

    Resposta
    • 164. apeoesp  |  09/12/2011 às 01:01

      Prezado professor Alexandre,
      Nossa proposta é essa, mas precisamos aguardar a resolução de atribuição de aulas para verificar se isso será possível.
      Bebel

      Resposta
  • 165. jane  |  08/12/2011 às 11:48

    Bom dia! Gostaria de saber quando será votado o projeto de redução de 200 dias para 30? Obrigada! E tb gostaria de saber se o pagamento de janeiro será integral? (cat. o)

    Resposta
    • 166. apeoesp  |  09/12/2011 às 00:46

      Prezada professora Jane,
      Deve ser votado nos próximos 15 dias.
      Bebel

      Resposta
  • 167. jane  |  08/12/2011 às 11:50

    Mais uma pegunta… tem informação sobre os professores cat. O que não atingiram a nota da prova, se eles irão participar da atribuição? obrigada

    Resposta
    • 168. apeoesp  |  09/12/2011 às 00:49

      Prezada professora Jane,
      Completando a questão anterior, só há pagamento para efetivo exercício. No caso do professor categoria O comn contrato encerrado, já não terá vínculo em janeiro.
      Quanto à atribuição, houve sinal positivo da SEE, mas é preciso aguardar informações oficiais.
      Bebel

      Resposta
  • 169. Marli  |  08/12/2011 às 14:44

    Boa Tarde….
    gostaria de saber porque ainda não saiu a classificaçao dos professores que não atingiram 50% da nota da prova.
    Aguardo retorno
    Grata
    Marli

    Resposta
    • 170. apeoesp  |  09/12/2011 às 00:37

      Prezada professora Marli,
      Será divulgada posteriormente, como nos anos anteriores.
      Bebel

      Resposta
  • 171. CLAUDIA  |  08/12/2011 às 15:18

    na resolução diz que a prova é classificatória,porque a classificação de muitos professores que não atingiram a nota minima não aparece no gdae em nenhum momento diz que haveria duas listas dos aprovados e reprovados.Você tem alguma resposta a respeito dessa questão,estamos desorientados.

    Resposta
    • 172. apeoesp  |  09/12/2011 às 00:20

      Prezada professora Claudia,
      A classificação dos professores da categoria L deve ser buscada entre os professores contratados, pois a categoria L está sendo extinta.
      Os professores que não obtiveram a nota mínima deverão constar em lista à parte, posterior, para posterior atribuição.
      Bebel

      Resposta
  • 173. Talita  |  08/12/2011 às 16:00

    Sou cat O aprovada e gostaria de saber se é verdade que nó cat O provados poderemos pegar aulas “se sobrar”, na unidade escolar na qual é a minh sede. Isso é verdade?
    Muita grata, Talita

    Resposta
    • 174. apeoesp  |  09/12/2011 às 00:12

      Prezada professora Talita,
      Há muitos boatos na rede. Estamos aguardando a resolução e o cronograma oficiais.
      Bebel

      Resposta
  • 175. ROSANA  |  08/12/2011 às 17:49

    OLÁ!
    BEBEL
    SOU CAT. “O” E FUI APROVADA NO PROCESSO SELETIVO, TENHO AULAS ATRIBUÍDAS,POR FAVOR ESTOU INSERIDA NA “QUARENTENA”??? DE 45 DIAS??
    GRATA!
    ROSANA

    Resposta
    • 176. apeoesp  |  09/12/2011 às 00:07

      Prezada professora Rosana,
      Primeiro, é preciso saber se seu contrato já foi prorrogado uma vez. Se sim, terá que cumprir a quarentena.
      Bebel

      Resposta
  • 177. emerson  |  08/12/2011 às 18:54

    Quando digo salario em janeiro me refiro a receber em fevereiro referente a janeiro

    Resposta
    • 178. apeoesp  |  09/12/2011 às 00:02

      Prezado professor Emerson,
      Não havendo efetivo exercício em janeiro, não há salário neste mês.
      Bebel

      Resposta
  • 179. Eliete  |  08/12/2011 às 22:36

    Ola professora Bebel
    Gostaria de saber se o governo vai realizar concurso para PEB1 em 2012.Esses mais 9 mil que serao convocados sao PEBII?

    Resposta
    • 180. apeoesp  |  08/12/2011 às 23:48

      Prezada professora Eliete,
      O governo anunciou que vai convocar os 9 mil pEB II que já fizeram o concurso e fará novo concurso para PEB II.
      Bebel

      Resposta
  • 181. Regina  |  09/12/2011 às 05:14

    Olá Bebel, sou categoria L. Gostaria de saber se terei direito as férias e ao pagamento de janeiro. Já que meu vínculo se encerra em 31/12/2011.
    Também quero saber, se posso entrar com ação para pleitear minha categoria F de volta, ou manter meus direitos como L. Um abraço.

    Resposta
    • 182. apeoesp  |  11/12/2011 às 21:16

      Prezada professora Regina,
      Só há direito a salário dentro da vigência do vínculo com o Estado.
      Você pode, sim, pleitear a alteração para categoria F.
      Bebel

      Resposta
  • 183. Marcos  |  09/12/2011 às 11:14

    Bom dia Bebel

    Uma dúvida, pelo que conferi meu gabarito acartei 36 questões e tenho mais de 4 pontos. O que entendo é a aprovação. Mas, quando procuro no site GDAE consta que não ha filtros para a pesquisa, ou seja, meu nome não está lá. Como posso fazer para entrar com recurso, uma vez que as notas nem apareceram no site da VUNESP. Sou categoria O e o recurso é até hoje…. Incrivel, como pode ser hoje se nem as notas foram divulgadas.

    Abraço e parabéns pelos esforços

    Resposta
    • 184. apeoesp  |  11/12/2011 às 20:59

      Prezado professor Marcos,
      O governo comprometeu-se a republicar a classidficvação.
      Bebel

      Resposta
  • 185. Marcia Araujo  |  09/12/2011 às 11:21

    Olá Bebel, tudo bem??? gostaria de saber se estes 45 dias q teremos q ter a quarentena são dias corridos, e o meu contrato se encerra agora dia 17 de Dezembro e fazendo as contas se forem dias corridos a querntena terminará em 31/01/2012, isso quer dizer q nós poderemos participar da atribuição no final de janeiro e ter o contrato novo em 01 de Fevereiro, ou só partiparemos de atribuições em Fevereiro? desde ja agradeço sua atenção, abraços e parabéns por essas conquistas e com certeza muitas outras virão.

    Resposta
    • 186. apeoesp  |  11/12/2011 às 20:58

      Prezada professora Marcia,
      Sim, a quarentena se conta em dias corridos.
      Obrigada pelas susas palavras.
      Bebel

      Resposta
  • 187. Maria  |  09/12/2011 às 12:09

    Prezada Bebel

    Não haverá esse ano uma resolução para atribuição em 2012?

    Resposta
    • 188. apeoesp  |  11/12/2011 às 20:54

      Prezada professora Maria,
      Sim, está prevista.
      Bebel

      Resposta
  • 189. jane  |  09/12/2011 às 13:57

    Bebel muito obrigada pelas as informações! Sei que tem bastante assuntos que ainda não estão claros.
    Mas, observando algumas perguntas de outros colegas aqui no blog referente pagamento de férias cat. O, você havia mencionado que todo trabalhador tem direito a férias independente de ser contratado ou não e você orientou a procurar o departamento jurídico se caso não recebesse, isso ainda procede? é lei para o trabalhador ? obrigada e tenha um ótimo dia!!!

    Resposta
    • 190. apeoesp  |  11/12/2011 às 20:52

      Prezada professora Jane,
      O departamento jurídico da APEOESP é orientado a defender o professor em todos os seus pleitos. Evidentemente, a decisão depende do juiz.
      Bebel

      Resposta
  • 191. ROSANA  |  09/12/2011 às 22:34

    OLÁ! BEBEL

    SOU CAT. “O” E MEU CONTRATO TEVE INÍCIO EM 04/08/2011 E NUNCA FOI PRORROGADO, FUI APROVADA NO PROCESSO SELETIVO.
    SE NUNCA FOI PRORROGADO ESTOU LIVRE DA QUARENTENA???
    GRATA!
    ROSANA

    Resposta
    • 192. apeoesp  |  11/12/2011 às 19:46

      Prezada professora Rosana.
      Sim, seu contrato deve ser prorrogado até final de 2012.
      Bebel

      Resposta
  • 193. elis  |  10/12/2011 às 02:15

    olá Bebel, desculpa o desabafo ,mas quando leio as postagens tenho a impressão de que já se acostumaram com a situação dos professores que são cat O e que mais nada será feito pelos que já estão nesta situação ,a preocupação agora é não deixar que os Ls virem O , dá a impressão que estamos desamparados pela lei ,pelo sindicato até mesmo discriminados pelos colegas,pois quando os professores Ls se referem a tal categoria O aí lembram que esta categoria praticamente é quebra galho do sistema sem reconhecimento algum, e pior ainda é ver excelentes profissionais sendo disperdiçados desistindo da carreira por preconceito e discriminação

    Resposta
    • 194. apeoesp  |  11/12/2011 às 19:22

      Prezada professora Elis,
      Nunca nos acostumanos com injustiças e desrespeito para com a nossa categoria e com a escola pública. Há lutas que levam mais tempo para produzirem resultados, mas não significa que abrimos mão delas.
      Bebel

      Resposta
  • 195. Patricia  |  10/12/2011 às 16:04

    Olá,
    Estou confusa e gostaria que vc pudesse me esclarecer
    Sou eventual embora só trabalhei no inicio do ano, não atingi a nota da prova e sim 29 pontos. Não participo das atribuições de janeiro? E das escolas, podeirei participar?
    Grata

    Resposta
    • 196. apeoesp  |  11/12/2011 às 18:03

      Prezada professora Patrícia,
      Poderá participar, mas apenas mais adiante, durante o semestre.
      Bebel

      Resposta
  • 197. silvia miranda  |  11/12/2011 às 00:39

    Boa noite Bebel

    Gostaria de saber se o concurso que o governo disse que irá fazer é somente para PEB II ou se irá incluir PEB I ?
    Na notícia divulgada pelo governo fala que as atribuições dos efetivos ocorrerá nos dias 23 e 24 de janeiro (efetivos) e27 a31 de janeiro (não efetivos, OFAs-categoria “F” e contratados em caráter temporá­rio), mas no calendário de 2012 já consta Planejamento nas escolas nos dias 30 e 31 de janeiro.
    Minha pergunta é se novamente vamos fazer o planejamento com o quadro de professores incompletos e porque o governo não divulgou ainda as datas completas com o dia do artigo 22?
    Quando ele vai soltar os casos de indeferidos desse artigo? Será nas férias? As regras são as mesmas, acima de 12 faltas será indeferido, TRE irá contar como falta e teremos de entrar com recurso? Por favor, gostaria de uma resposta, para poder preparar o recurso, digo deixar uma procuração para alguém porque não estarei na minha cidade. Estou com 18 faltas, sendo 10 TRE e já passei por isso antes, indeferiram a minha participação nesse artigo.
    Entrei com recurso, ganhei e tiveram de parar a atribuição pois a liminar estava na diretoria de ensino e não no local da atribuição.
    Como ficará a situação do professor PEB I no caso da aplicação dos 33%? Quero saber quem vai determinar se 20H serão seguidas ou se será por exemplo: 4 horas por dia ou 5 horas durante 4 dias e um dia para preparar. Tudo me parece tão vago…

    Obrigada e aguardo a resposta.

    Resposta
    • 198. apeoesp  |  11/12/2011 às 17:58

      Prezada professora Silvia,
      O concurso será para PEB II, mas lutamos também por concurso de PEBI.
      O governo vai alterar as datas de planejamento para fevereiro.
      A APEOESP continuará com as ações judiciais contra a restrições do decreto do artigo 22.
      Com a jornada da lei do piso, terá que haver mais professores PEB I para assumirem juntos com os atuais as salas dos cinco primeiros anos, pois a jornada com alunos será insuficiente.
      Bebel

      Resposta
  • 199. Cristiane  |  11/12/2011 às 13:51

    Professora Bebel,

    Sou categoria O e meu contrato de 03/2010 foi prorrogado até 12/2011, gostaria de saber se receberei as férias em janeiro próximo. Outra coisa, passei no concurso de 2010, fui chamada, fiz o curso de formação, passei na perícia e dia 18 farei a prova de aptidão, peguei 10 aulas, para completar a jornada, caso ainda tenha aulas disponíveis na escola em que peguei, serei obrigada a pegá-las ou poderei completar a carga em outra escola?
    Receberei como efetiva a partir de quando?
    Obrigada pelos esclarecimentos e esejo a todos da Apeoesp e aos meus colegas, um Natal cheio de paz e um 2012 com saúde e prosperidade!

    Resposta
    • 200. apeoesp  |  11/12/2011 às 17:43

      Prezada professora Cristiane,
      Obrigada e tudo de bom para vc.
      Você tem direito a receber as férias. Se isto não ocorrer, procure o departamento jurídico da APEOESP.
      Em princípio, você deve assumir as aulas existentes na sua escola, mas lutamos pela liberdade de escolha do professor. Em caso de dúvidas, procure o departamento jurídico.
      Bebel

      Resposta
  • 201. Matheus  |  11/12/2011 às 19:01

    Tudo bem Bebel?
    Fui contratado como cat O em fevereiro de 2010 pois peguei aulas livres, ja em 2o11 como as atribuições foram nas escolas fui prejudicado pois os cat L esgotaram os saldos de aulas em minha região. Como eu fiquei sem aulas atribuidas esse ano, só trabalhei como eventual, em junho de 2011 pedi dispensa da cat O e meu contrato foi extinto, fui aprovado no processo seletivo para 2012, só que no gdae diz assim: contrato a partir de 31/01/2012. Então como fica minha situação, sendo que fui aprovado e meu contrato foi extinto em junho de 2011?Será que poderei participar da primeira atribuição de janeiro?Nessa atribuição os professores cat L e cat O estarão na mesma lista ou terá uma lista dos L aprovados e depois uma lista com os O aprovados?
    Obrigado pela atenção.

    Resposta
    • 202. apeoesp  |  11/12/2011 às 20:39

      Prezado professor Matheus,
      Não haverá distinção. Todos são categoria O.
      Bebel

      Resposta
  • 203. Diego  |  12/12/2011 às 13:37

    Olá Presidente!
    Será que a Apeoesp consegue que a atribuição seja em nível de diretoria no caso da categoria F? pois está sendo muito injusto, professores com pouquissimos pontos pegarem aulas por estarem na sede, e professores com muitos anos de magistério ficarem sem aulas!!
    Abraços

    Resposta
    • 204. apeoesp  |  13/12/2011 às 22:43

      Prezado professor Diego,
      Lutamos por isso, mas não sabemos se será aceito. Ainda não foram divulgadas informações oficiais sobre a atribuição de 2012.
      Bebel

      Resposta
  • 205. Angeline  |  12/12/2011 às 19:34

    Gostaria de saber se o governo irá chamar no ano de 2012 os candidatos aprovados no último concurso- PEB II.
    E era categoria L e agora passei a ser O, o governo não é obrigado a pagar indenizações nestes casos?

    Resposta
    • 206. apeoesp  |  13/12/2011 às 22:36

      Prezada professora Angeline,
      O governo fala em chamar 9 mil. Queremos que chame todos.
      Quanto a indenização, a lei nada prevê neste sentido.
      Bebel

      Resposta
      • 207. Angeline  |  13/12/2011 às 23:51

        Já existe uma data definida para chamar os 9 mil que passaram na prova?

      • 208. apeoesp  |  15/12/2011 às 12:27

        Prezada professora Angeline,
        O governo deu apenas o mês de referência: março.
        Bebel

  • 209. Elisangela  |  12/12/2011 às 21:45

    Bebel
    Gostaria de saber se alguém do sindicato fez contato com a SEE a respeito da classificação dos professores que ainda não conseguiram ter acesso ao resultado, pois vejo em alguns blogs em especial no site professor temporário no tópico sobre o processo seletivo, que estamos desamparados, simplesmente falar que vai ser em janeiro não adianta, tem que ter uma data, ao que nos parece não ouve transparência neste processo.

    Resposta
    • 210. apeoesp  |  13/12/2011 às 22:25

      Prezada professora Elisangela,
      Você deve recorrer por escrito ao DRHU. Não havendo resposta ou resposta insatisfatória, entre em contato com o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
  • 211. Juci  |  12/12/2011 às 22:54

    Não estou entendendo mais nada!
    No site da Secretaria da Educação a informação que temos é que o Professor Categoria “O” poderá participar da atribuição do período de 27 a 31 de Janeiro desde que tenhamos sido aprovados no processo seletivo e iremos trabalhar se tivermos aula atribuida.
    Ou seja, algúem tem alguma informação correta e verdadeiramente válida sobre a quarentena?

    Resposta
    • 212. apeoesp  |  13/12/2011 às 22:20

      Prezada professora Juci,
      Provavelmente o governo já conta com a redução da quarentena ou se refere apenas aos que estão chegando agora.
      Bebel

      Resposta
  • 213. jane  |  13/12/2011 às 22:27

    Por favor Bebel, gostaria de saber oque fazer pois fiz 35 pontos na prova e tenho 6,333 pontos, somando esses ponto ultrapassaria 40 mas o meu nome não aparece nessa lista de aprovado e quando eu entrava no gdae aparecia a seguinte frase docente não encontrada. Tem a ver com a minha cat O, me ajude pois no site do gdae falava recurso até dia 12/12 mas eu só ví a pontuação hj na escola oque fazer ?

    Resposta
    • 214. apeoesp  |  13/12/2011 às 22:31

      Prezada professora Jane,
      Por favor, procure o departamento jurídico na subsede ou sede central.
      Bebel

      Resposta
    • 215. lilian  |  15/12/2011 às 15:49

      Você tem quantos dias trabalhados? 250 dias trabalhados equivale a 1 ponto. Você deverá ter 1250 dias trabalhados para conseguir os 5 pontos.

      Resposta
  • 216. Maria  |  14/12/2011 às 12:27

    Bom dia Bebel.
    Estou indignado, pois não vejo transparência nos resultados da prova seletiva do estado de SP, primeiro não tinha como entrar com recurso na Vunesp.liguei para Diretoria de Ensino para questionar sobre o resultado da classificação, esta afirma não ter acesso ao resultado da prova, procurei no edital da Vunesp encontrei somente o número do telefone e liguei para lá. Anteontem ligando para Vunesp me informou que a Secretaria da educação ficou de passar o resultado, mas ainda eles não tinham passado e que não tinham acesso, pediu que ligasse a Secretaria da educação procurando maiores informações, esta por sua vez jogou a responsabilidade para a Vunesp e eu como já sabia que a Vunesp não tinha acesso passei informação para eles. Acontece que nem eles sabiam de nada, porque jogava para um e outro e não obtive resposta alguma. Eu somei meus pontos do PEBI classe foram 27 acertos e eles falam que são 26. Eles tem a obrigação de rever a contagem e sei também que tem alguns professores que estão na mesma situação. Onde está a transparência? Nem eles próprios sabem te informar o acontecido.

    Resposta
    • 217. apeoesp  |  15/12/2011 às 12:40

      Prezada professora Maria,
      Recorra ao departamento jurídico na subsede ou sede central. Endereços e telefones em http://www.apeoesp.org.br.
      Bebel

      Resposta
    • 218. Angeline  |  15/12/2011 às 16:02

      Eu também somei um determinado número de acerto e eles divulgaram outro. Foram 2 pontos abaixo do que eu anotei.

      Resposta
      • 219. apeoesp  |  21/12/2011 às 13:39

        Prezada professora Angelini,
        Você precisa entrar com recurso junto à CGRU (antigo DRHU).
        Bebel

  • 220. jane  |  14/12/2011 às 21:53

    Boa noite, gostaria de saber se atribuição de 2012 acontecerá na D.E ou ma U.E? Desde já agradeço…

    Resposta
    • 221. apeoesp  |  21/12/2011 às 12:52

      Prezada professora Jane,
      Estamos aguardando a resolução de atribuição de aulas.
      Bebel

      Resposta
  • 222. ELZA PIRES DA ROCHA  |  15/12/2011 às 00:40

    ESTOU ANSIOSA PARA SABER COMO FICARÃO AS FÉRIAS DO PROFESSOR COORDENADOR. TEREMOS QUE RETORNAR NA 2ª QUINZENA DE JANEIRO OU VOLTAREMOS JUNTO COM OS PROFESSORES NO FINAL DE JANEIRO?

    Resposta
    • 223. apeoesp  |  21/12/2011 às 12:57

      Prezada professora Elza,
      Suas férias seguem as dos demais professores.
      Bebel

      Resposta
  • 224. Dirce Aparecida Nunes Alegreti  |  15/12/2011 às 09:53

    Sou cat. O, passei na prova e apareço na lista de atribuição. Porém amigas minhas que não passaram na prova, como vc tb tem pontos no estado, e a soma ultrapassaria os 40 pontos, porém não aparecem na lista de classificação. Sendo assim acredito que o problema está na não classificação pela prova.
    Bebel aproveitando este comentário li no site da apeoesp que o cat. O ficaria congelado até 02 de fev por conta (71/2011) dos 45 dias, porém poderia participar da atribuição (os classificados), entretanto assinaria o contrato na UE após 02/02, esta informação procede? Ou é apenas uma revindicação? Pois pelos muitos comentários ficamos sem saber o que procede e o que é apenas especulação ou revindicação. O que ficou realmente até a presente data estipulado?

    Resposta
    • 225. apeoesp  |  21/12/2011 às 13:01

      Prezada professora Dirce,
      O tempo de serviço só pode ser usado até o limite de 8 pontos para compor a nota da prova.
      A SEE assumiu compromisso de que todos os professores da categoria O que obtiveram a nota na prova podem participar da atribuição e assinar o contrato quando vencer os 40 dias de quarentena.
      Bebel

      Resposta
  • 226. Marcia Grião  |  15/12/2011 às 16:35

    Olá, Bebel!
    Primeiramente, parabéns pela luta e pela sua dedicação.
    Sou categoria O, iniciei em 2010, continuei lecionando em 2011, mas no mês de outubro, infelizmente, precisei abrir mão das aulas porque assumir um cargo na secretária da educação do munícipio de Taboão da Serra…minha dúvida é: terei direito a receber proporcional de férias pelos meses em que trabalhei em 2011?

    Outra dúvida é: Prestei a prova para atribuição de aulas em 2012, passei e consta no GDAE que só poderei atribuir aulas a partir do dia 07/05/2012. Isso realmente irá prevalecer?

    Desde já agradeço a atenção,

    Márcia Grião

    Resposta
    • 227. apeoesp  |  21/12/2011 às 13:59

      Prezada professora Marcia,
      O Estado segue a lei 1093 e não faz esse pagamento. Você deve pleitear por meio do departamento jurídico da APEOESP.
      A quarentena foi reduzida para 40 dias. Você pode participar da atribuição inicial.
      Bebel

      Resposta
  • 228. giseli  |  16/12/2011 às 01:54

    Boa Noite Bebel
    Tive uma noticia que os professores categoria F que foi reprovado por trê vezes vai virá categoria O, Fui informada que tem uma lei que vai tirar a estabilidade dos F reprovados três vezes. Esta sabendo de alguma coisa? Será que teremos mais um golpe no final do ano.
    Obrigado pela atenção

    Resposta
    • 229. apeoesp  |  21/12/2011 às 14:47

      Prezada professora Giseli,
      Essa informação não procede.
      Bebel

      Resposta
  • 230. mmaquim  |  16/12/2011 às 12:36

    Tenho duas perguntas a fazer: tenho um nível levemente alto de ácido úrico, algo que me preocupa na realização da perícia médica.Consultei meu médico e ele disse que na minha idade ( 22) o acido úrico é alto mesmo, e que também tenho uma predisposição genética, mas nada que irá me prejudicar agora ou no futuro, Como devo proceder na perícia, caso eu seja declarado inapto nestas circunstâncias? A outra pergunta: me preocupa as perícias da CEI atrasarem a minha posse do cargo, e assim eu não poder participar da atribuição dos efetivos, que momentaneamente está marcada para o dia 24 de janeiro. Esta atribuição para mim é essencial já que só foi possível escolher uma jornada reduzida de trabalho.

    Resposta
    • 231. apeoesp  |  21/12/2011 às 14:54

      Prezado professor Murilo,
      Você pode recorrer de qualquer decisão do Estado que o prejudique através do departamento jurídico da APEOESP, se for associado, ou de advogado particular, caso não seja.
      Bebel

      Resposta
  • 232. marcia cordeiro  |  17/12/2011 às 13:48

    Bebel sou categoria O aprovada, meu contrato foi extinto agora dia 17/12/11, será q poderei participar das atribuições logo no primeiro dia da Cat O, pois ouvi rumores q nós da categoria O que ja estávamos desde de 2010 só poderemos pegar aulas a partir do dia 10/02/2012 isso confere é verdade mesmo???? se isso for verdade o q adiantou eu passar nessa prova, mas só pegar aula depois de todos, estou indignada com isso e esses 40 dias começam a valer quando, será q a partir do extinção do contrato ou seja 18/12/11? por gentileza me tire essa duvida, abraços.

    Resposta
    • 233. apeoesp  |  21/12/2011 às 16:19

      Prezada professora Márcia,
      Sua contratação foi feita com base na lei 1093/09 (com a qual não concordamos) que previa quarentena de 200 dias (seis meses fora da rede!). Conseguimos reduzi-la para 40 dias. É muito, mas já não são 200 dias.
      Você participa da atribuição inicial, mas só inicia suas aulas e assina contrato após os 40 dias, que contam a partir da extinção do contrato.
      Bebel

      Resposta
  • 234. Maria José da Silva  |  19/12/2011 às 00:16

    Prezada Bebel, sou da categoria F de permanência e não passei na prova, como vai ficar minha vida? vou participar d atribuição de aulas na escola, por que a minha classificação não saiu pela escola.Estou na rede desde 2007.

    Resposta
    • 235. apeoesp  |  21/12/2011 às 01:34

      Prezada professora Maria José,
      Sua situação permanece inalterada.
      Bebel

      Resposta
  • 236.  |  19/12/2011 às 14:55

    Bom dia a todos, primeiro quero agradecer a luta do sindicato em favor de nossa causa.
    Estou com uma grande dúvida e gostaria, se possível, de esclarecimentos: Sou categoria “O”, trabalhei todo o ano de 2010 e 2011, fiz 47 pontos na ultima prova mas, meu nome não consta na lista de candidatos da atribuição. O que devo fazer?
    Desde já agradeço.

    Resposta
    • 237. apeoesp  |  21/12/2011 às 01:21

      Prezada professora Jo,
      Requeira informações por escrito ao DRHU. Caso a resposta não atenda a suas necessidades, procure o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
  • 238. kely  |  19/12/2011 às 15:18

    Bom tarde Bebel…..
    Se a quarentena passou de 200 dias para 40 dias ,,,, por que na classificação individual ainda não aparece que podemos participar da primeira atribuição?
    abraços!!!!!!!!

    Resposta
    • 239. apeoesp  |  21/12/2011 às 01:19

      Prezada professora Kely,
      Esta situação foi resolvida na ALESP durante a negociação que levou à redução da quarentena. A SEE deverá emitir orientação oficial neste sentido e alterar as informações constantes na classificação.
      Bebel

      Resposta
  • 240. Leandro  |  19/12/2011 às 19:13

    Olá, boa tarde bebel, gostaria de saber como fica o caso de quem ingressará este ano como efetivo, uma vez que o resultado final das provas sairão no dia 11/01/2012? E ainda tem a perícia médica aqui no interior. Obrigado desde já e feliz natal

    Resposta
    • 241. apeoesp  |  21/12/2011 às 00:50

      Prezado professor Leandro,
      Tudo deverá ser viabilizado pelo Estado nesse período. Quem se sentir prejudicado deverá recorrer ao departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
  • 242. IVO.FREITAS  |  19/12/2011 às 23:15

    prezada bebel,

    Eu era categoria L nesse ano de 2011, o que sei é que temos o direito de férias por ter trabalhado o ano todo certo. Esse pagamento e referente a que mês quando vou receber as férias, sendo que provavelmente não vou conseguir pegar aula, porque não consegui passar na prova, por favor me tire essa duvida obrigada!

    Resposta
    • 243. apeoesp  |  20/12/2011 às 19:47

      Prezado professor Ivo,
      Você tem direito a receber férias, mesmo proporcionais, mas o Estado reluta em pagar. Talvez tenha que recorrer ao departamento jurídico da APEOESP para receber. Em janeiro deve receber o mês de dezemvbro.
      Bebel

      Resposta
  • 244. Adriana  |  22/12/2011 às 02:14

    boa noite!
    gostaria de saber se o professor categoria O será sempre O, e se os novos professores farão parte da mesma categoria.

    Resposta
    • 245. apeoesp  |  24/12/2011 às 12:46

      Prezada professora Adriana,
      Lutamos por uma carreira na qual os professores sejam efetivos por concurso público. Haverá sempre a necessidade de temporários, mas seu número não deve exceder 10% do total e devem ser contratados com direitos e dignidade. Essa é a nossa luta.
      Bebel

      Resposta
  • 246. Nayara  |  22/12/2011 às 03:04

    Olá! Bom dia Bebel! Sou nova no ramo e não entendo quase nada das especificações, leis, etc.. Eu comecei a dar aulas em agosto, pois fiz o cadastro emergencial. Fiz a prova este final de ano e fui classificada. Eu poderei participar da atribuição que ocorrerá fim de janeiro? E o que é essa tal de quarentena??? Li uma vez que professores temporários ficam, pela lei, 180 dias afastados para não criarem vínculo empregatício com o Estado. É verdade????? Que desespero! Eu não entendo nada!!!! Recomende-me algo para ler e ficar por dentro. O contrato vence todo fim de ano ou apenas quando completa um ano??? Porque senão meu contrato irá vencer em 14/08/2012 e não tem como largar um turma no meio do ano, então não poderei participar de atribuição nenhuma. Obrigada pela atenção.

    Nayara

    Resposta
    • 247. apeoesp  |  24/12/2011 às 12:48

      Prezada profesora Nayara,
      A quarentena foi reduzida para 40 dias. Pela informação que você dá, seu contrato deve ser prorrogado até final de 2012 e aí sim, cumprirá a quarentena.
      Bebel

      Resposta
  • 248. Fabíola  |  22/12/2011 às 11:58

    OLÁ, QUERIA SABER COMO FICA A SITUAÇAO DOS PROFESSORES CATEGORIA F QUE NAO FORAM APROVADOS NA PROVINHA
    NAO ACHO JUSTO FICARMOS SEM AULA OU COM HORARIO DE PERMANENCIA SÓ,TENDO ATE MESMO QUE CHEGAR A LIMPAR A BIBLIOTECA, ENQUANTO PROFESSORES CATEGORIA L E O APROVADOS PODEM PEGAR AULAS NA NOSSA FRENTE. A APEOESP ESQUECEU DA CATEGORIA F
    OBS:FIZ A PROVA COMO PORTADORA DE NECESSIDADE ESPECIAL, MAS MEU NOME NEM SE QUER SAIU NA LISTA.

    Resposta
    • 249. apeoesp  |  24/12/2011 às 12:56

      Prezada professora Fabíola,
      A APEOESP não se esqueceu da categoria F. Hoje a grande maioria desses professores são estáveis, participam das atribuições de aula na fase inicial e podem, ainda, buscar a efetivação por meio dos concursos públicos. Sempre fomos contra a prova dos OFA, mas através dela os professores categoeria F podem deixar de ter horas de permanência e voltar a dar aulas. Mesmo na situação atual, os professores da categoria F que não conseguiram a nota mínima podem conseguir aulas nas etapas seguintes da atribuição, após aqueles que conseguiram a nota. Finalmente, a nota da prova pode ser composta com parte do tempo de serviço. São todas lutas da APEOESP. Portanto, não esquecemos o professor da categoria F.
      Além disso, se a escola está impondo tarefas não-condizentes com sua função de professora, você deved procurar o departamento jurídico da APEOESP para recber orientação e ingressar com eventual ação.
      Bebel

      Resposta
    • 250. Ivone  |  27/12/2011 às 17:26

      Profa. Fabíola não acho justo é a forma que a senhora dirige a palavra sobre professores categoria L e O, infelizmente não tivemos a mesma sorte que você e outras tantas que conseguiram a estabilidade por meio de uma liminar incoerente e injusta. Trabalho na rede desde 1999 e além do meu meu caso conheço colegas que estão a mais de 20 ANOS no Estado e infelizmente se encontra nesta condição de humilhação vendo outros professores com menos tempo de serviço público passarem na sua frente por estarem gozando do privilégio de serem categoria F. Portanto tenha respeito pelos demais que estão se equilibrando e tentando garantir o pão de cada dia, pois a nossa situação não é de privilégio e sim de injustiça. Se a senhora dissesse que acha INJUSTO a forma que o governo tem nós tratado dividindo-nos em CATEGORIA concordaria plenamente. Portanto contente-se com o privilégio que goza e agradeça a Deus por não se encontrar nas mesmas condições que nós infelizmente e injustamente encontramo-nos. Se realmente houvesse justiça a situação atual seria completamente diferente a de que hoje vivemos. Deveríamos é nos unir e não dividir independente de categoria, já parou para pensar que somos TODOS CATEGORIA PROFESSORES.

      Resposta
      • 251. Cristiane  |  28/12/2011 às 13:49

        Ivone, você foi perfeita em suas colocações. Há professores que insistem em enfatizar a categoria, poxa, somos todos professores e independentes de sermos a,b,c, ou z, merecemos respeito e quem inventou isso, de sermos fatiados em categorias, não fomos nós e sim o Governo.

  • 252. Carlos  |  26/12/2011 às 12:11

    Ilma presidenta Bebel

    Em minha escola o primeiro a escolher aulas na atribuição é um professor formado apenas em matemática com carteira do mec com direito a lecionar física.
    Pergunto à senhora se o professor em questão, poderá pegar algumas aulas de matemática e o restante de física,visto que ainda há aulas de matemática para ser atribuida?
    Aguardo resposta obrigado
    Prof. de física Carlos.

    Resposta
    • 253. apeoesp  |  26/12/2011 às 13:46

      Prezado professor Carlos,
      Se titular de cargo, o professor em questão deve esgotar todas as aulas da disciplina do cargo e então completar com as de outra disciplina para a qual é habilitado.
      Se for outra a situação do professor, poderá escolher as aulas livremente.
      Bebel

      Resposta
  • 254. Pedro Cavalieri  |  27/12/2011 às 11:58

    Dei aula este ano em carapicuiba 27 aulas livres pegas em julho….pela terceira vez passo na “provinha” estou habilitado a dar aulas… escolherei na escola ou na diretoria? minha classificação é 144 de 47 na da qual a diferença??? quando será a atribuição categoria “O”???

    Resposta
    • 255. apeoesp  |  27/12/2011 às 16:34

      Prezado professor Pedro,
      É preciso aguardar a resolução de atrbuição de aulas, mas o provável que sua atribuição seja na DRE.
      Bebel

      Resposta
  • 256. Jailson  |  27/12/2011 às 18:08

    Boa tarde Profª Bebel, prieiramente gostaria de desejar-lhe um Feliz Ano de 2012, de vitórias ainda maiores, pessoais e para a nossa Categoria à frente da APEOESP, obrigadi por tudo. Gostaria de saber o seguinte: Estou me efetivando em 2012, sou cat. F e escolhí minha Sede a 78KM de onde resido, com filhos e esposa. Já para o ´próximo ano posso pedir atribuição pelo artigo 22, ou só posso pleitear para 2013? Desde já obrigado.

    Resposta
    • 257. apeoesp  |  27/12/2011 às 18:24

      Prezado professor Jailson,
      Obrigada. Tudo de bom para você também.
      A SEE não permite essa movimentação durante o estágio probatório. Terá que requerer pela via judicial, por meio do departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
  • 258. Andreia  |  27/12/2011 às 19:58

    Boa tarde, Bebel!

    Sou Professora na rede desde agosto/2005, portanto categoria L. A mesma será extinta no final deste ano? Com relação as férias que costumam ser pagas no mês de fevereiro, teremos direito? Caso isto não aconteça, a orientação é que procuremos o Jurídico da Apeoesp?
    Grata
    Andreia.

    Resposta
    • 259. apeoesp  |  28/12/2011 às 11:55

      Prezada professora Andreia,
      Sim, a categoria L será extinta. Os professores serão recontrados como categoria O. Sim, as férias devem ser pagas; se não ocorrer, deve recorrer ao departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
  • 260. Fabíola  |  27/12/2011 às 22:12

    Profa. Ivone, desculpe.. nao quis ser indelicada quando me referi as demais categorias, mas o caso que me econtro é realmente de humilhação. Por isso fico indignada, nao é justo trabalhar por tanto tempo e ter que limpar biblioteca, mesmo sendo um serviço digno.

    Resposta
    • 261. Ivone  |  28/12/2011 às 18:25

      Boa tarde profa Fabíola, compreendo sua indignação pois nós sentimos da mesma forma que você vendo a cada final de ano nossas vidas sendo manipuladas nas mãos desse governo injusto e cruel. Sinto-me humilhada em requerer algo que considero que foi injusto, pois descordo da forma em que o PSDB manipulou a mudança de categoria. Fomos muito prejudicados com mais de 12 anos de Estado vejo-me a qualquer momento perder meus direitos adquiridos com muito sacrifício no decorrer desses longos anos e não é só o meu caso, como já havia mencionado colegas com mais de 20 anos no Estado estão assim como eu. Lutamos na justiça desde o final do ano passado, mas as pessoas que deveriam fazer justiça não compreende nossa causa e julga improcedente, você não queira imaginar como nos sentimos é muita humilhação, somos uma turma de 20 profs que revindicam mudança de categoria. Creio no poder de Deus e que ele faça justiça e que toque no coração dos Governantes pra que eles possam refletir sobre o mal que nos fizeram e que repense em uma forma justa e legal para não prejudicar pessoas que precisam trabalhar e que executam com muita responsabilidade e comprometimento suas tarefas diárias na educação. Por conta disso é que revindicamos nossos direitos pois não nós deram a chance de sequer justificar por que não tínhamos aula neste exato dia em que foi estabelecido esta lei amaldiçoada pois um dia depois estava com aula e nem assim entendem a nossa indignação. Profa Fabíola desejo a você e sua família um Ano Novo repleto de alegria, saúde e muitas realizações. E quanto a suas funções faça o que o sindicato lhe instruiu, procure depto jurídico e exponha sua situação para que possa ser determinado qual é a sua função no estado. Abraços e boa sorte.

      Resposta
  • 262. Cristina  |  27/12/2011 às 22:35

    Prezada Presidenta, desjo um feliz ano novo e gostaria de saber se professores temporários com 12 horas aulas tendo uma sala de aula com aulas de matematica e o resto cumprindo na escola, receberá bonus. E quando sairá a lista dos professores temporarios cat F que nao atingiram a nota minima na prova? beijos

    Resposta
    • 263. apeoesp  |  28/12/2011 às 12:05

      Prezada professora Cristina,
      Todos os professores da escola que cumprem as exigências da lei podem receber bônus. Quanto à lista dos que não atingiram a nota, deve ser publicada em janeiro.
      Bebel

      Resposta
  • 264. vivian  |  28/12/2011 às 13:22

    ola bom dia
    sou a estinta L, conversando com advogado, olhando as portarias de admissao, poderia ser enquadrada com F, QUAL É A MELHOR MANEIRA DE ENTRAR COM AÇÃO, PELA APEOESP AQUI EM PIRACICABA, OU PELA APEOESP EM PIRASSUNUNGA QUE JA GANHOU VARIAS AÇOES.

    Resposta
    • 265. apeoesp  |  28/12/2011 às 19:31

      Prezada professora Vivian,
      Você deve ingressar com ação por meio de sua subsede.
      Bebel

      Resposta
  • 266. Heloisa Helena Tanganelli  |  28/12/2011 às 14:56

    Trabalho na rede desde 2006, quando eu ainda não era nem formada, estava cursando minha licenciatura, não consigo entender, esse negócio de categoria, só sei que sou categoria L, e que agora vou para categoria O e também que perderei vários beneficios…sinceramente nem sei que beneficios são esses, sempre dei duro na escola, assídua e cumpri sempre minhas funções, quanto a esses beneficios…kkkkk, nem sei quais são!!! Um sofrimento danado, dando aulas em outras cidades, 3 escola, uma em cada canto, sem dinheiro suficiente para ter meu próprio carro e dependendo de ônibus, sol quente na cabeça….Quais foram meus beneficios???? vale refeição de R$4,00 reais kkkk, não conseguia nem comer uma cochinha na rodoviária, vale transporte de R$6,00 reais…décimo terceiro, férias…essa babozeira????
    Nossa Presidenta Bebel tem razão….o negócio é paralização com prazo indeterminado, quanta baixaria e quanta desvalorização!!! esse nosso governo é um pobre de espirito!!! Manda ele fazer essa prova ai de valorização, manda ele andar de onibus para poder chegar até as escolas, comer na rodoviária…e outras coisas que é bom nem citar aqui.
    Quando mais vivo, mais desanimada eu fico com a educação!!!

    Resposta
    • 267. apeoesp  |  28/12/2011 às 19:51

      Prezada professora Heloisa,
      De fato, temos muitos motivos para desanimar às vezes. Mas não vamos nos render. Aqui e ali resistimos, impomos recuos ao governo, avançamos um passo, dois. Sem a luta, tudo seria pior. Vamos continuar, perseverar, ir à greve se preciso. Nos apoiando mutuamente chegaremos lá.
      Boa sorte.
      Bebel

      Resposta
  • 268. vivian  |  28/12/2011 às 19:32

    sou L que virei O, o governo pode me demite sem os direitos trabalhistas e me contrar ganhando menos como O.
    nenhum empregado pode ser demitido e readmitido antes do prazo, e nenhum empresa voce pode ser admitido por um valor e depois ganhar nenos, so a mais

    Resposta
    • 269. apeoesp  |  29/12/2011 às 15:26

      Prezada professora Vivian,
      Os servidores públicos não são geridos pela CLT e sim por legislações votadas pela Assembleia Legislativa. Duas leis votadas pela ALESP (contra a nossa luta) levaram a essa situação: a lei 1010/07 e a lei 1093/09. Entretanto, o departamento jurídico da APEOESP está estudando a questão, para eventual(ais) ação(ões) judicial(ais).
      Bebel

      Resposta
  • 270. Vivian Straikovic  |  28/12/2011 às 23:06

    Prezada presidente tenho uma duvida com relação á atribuição de aula (se prevalecer à resolução de 2011) o professor categoria F é obrigado a pegar todas as aulas que tiver na escola ou pode pegar apenas 10 depois complementar em outra escola, ou seja, se tiver 18 aulas tem que pegar todas.

    Obrigado

    Vivian

    Resposta
    • 271. apeoesp  |  29/12/2011 às 15:16

      Prezada professora Vivian,
      Estamos aguardando a publicação da resolução para a atribuição de aulas de 2012 para dirimir todas as dúvidas.
      Bebel

      Resposta
  • 272. Clélia  |  29/12/2011 às 05:04

    Bebel, nós cat L não fomos avisados que seríamos desvinculados em 31/12/11.E as nossas contas? Vamos saltar dum viatuto por não termos salário em fevereiro? Com 10 anos de magistério passarei ( passaremos) por isso? Sonhei tanto em ter uma boa pontuação e que agora nada serve.
    E o Sindicato não questionará a SEE quanto ao tempo de magistério de muitos professores cat L para que não haja a mudança para cat O?
    Penso que o Sindicato não coloca isso em pauta ( tempo de magistério) , quando a lei 1010/7 – o governo criou a lei na calada da noite. Não me lembro de ter sido avisada em janeiro de 2007 que isso iria acontecer. Foi um ano dificil com pouco saldo de aulas.Eu me matava de dar aulas como eventual poder comer, pagar aluguel. Muitos recém formados estavam no REFORÇO e conseguiram estabilizar, tornando-se cat F. E o Sindicato não questionou ao governo o tempo de magistério dos professores. Revisem isso. Peço em nome de muitos Cat L nessa situação.
    Não precisamos entrar com ação judicial ,pois acredito que um Sindicato forte nos representa e é capaz de fazer algo ( transformações) por tantas injustiças que sofremos.
    Mais uma vez : Tempo de magistério sendo VOMITADO pelo ESTADO.
    Reflita. Ajude-me a não suicidar.

    Resposta
    • 273. apeoesp  |  29/12/2011 às 14:54

      Prezada professora Clélia,
      Essa discussão sobre o desligamento dos professores da categoria L e nossa luta para que isto não ocorresse vêm desde 2007. Muitos boletins e jornais, além des textos no site da APEOESP e neste blog trataram dessa questão. Na nossa greve, foi um de nossos pontos de pauta. Em 2009, em audiência pública na Assembleia Legislativa, quando da votação da lei 1093/09, conseguimos que não fossem desligados já naquele ano, como previa o texto original do projeto do governo. Ganhamos este prazo de 2 anos, mas o governo não recuou e aplicou a lei. Não houve mobilização suficiente para fazê-lo voltar atrás. A APEOESP vai continuar movendo ações para que os professores da categoria L tenham os mesmos direitos da categoria F. procure o departamento jurídico da APEOESP. Vimos ajuizando estas ações desde 2007 e já obtivemos várias vitórias. Isto também foi informado diversas vezes pelo sindicato.
      Bebel

      Resposta
  • 274. ENIO ROMEU DOS SANTOS  |  29/12/2011 às 11:08

    PREZADA BEBEL; AQUELE AUMENTO EM ESCALAS DO GOVERNO EM 2012 SERÁ DE QUANTO? QUANDO É A DATA QUE ESSE AUMENTO COMEÇA A SER PAGO? pARA ENCERRRAR O QUE QUER DIZER lei do Piso? Obrigado desde já pelas respostas.

    Resposta
    • 275. apeoesp  |  29/12/2011 às 14:40

      Prezado professor Enio,
      O reajuste será de cerca de 5%, pagos a partir de julho. Vamos lutar para que, no mínimo, sejam pagos mais 5%, pois o governo fez um confusão proposital: prometeu 10%, mas já embutindo a incorporação da GAM, que ocorrerá de qualquer jeito, pois está prevista em outra lei. Também vamos tentar antecipar o pagamento para junho, como neste ano.
      A lei do piso (lei 11.738/08) é uma lei federal que institui o piso salarial profissional nacional, determina que no mínimo 1/3 da jornada de trabalho seja destinado a atividades extraclasses e dá prazo (já vencido: 31/12/2009) para que os entes federados criem ou adaptem seus planos de carreira.
      Bebel

      Resposta
  • 276. jose carlos  |  29/12/2011 às 12:26

    Parabéns pelas vitórias e conquistas; eu sei que muitos dos professores que aqui postam comentarios estão revoltados com tanto descaso por parte de nossos governantes. Eu mesmo não coloquei os pés em uma sala de aula em 2011, sou categorioa ó e felizmente pude fazer isso, gostaria de fazer uma pergunta, você sabe algo sobre o concurso que o secretário disse que será realizado em maio? Sou da area de exatas física, e se souber você sabe quantas vagas serão? eu procurei a quantidade de aprovados na area de física no DO e não encontrei o total de aprovados nessa disciplina no último concurso.
    Para meus colegas a única forma de acabar com a humilhação é conseguir ser aprovado e efetivado, a humilhação não vai acabar porém vai diminuir.
    Obrigado pela atenção.
    José Carlos.

    Resposta
    • 277. apeoesp  |  29/12/2011 às 14:37

      Prezado professor José Carlos,
      Obrigada pelas palavras de incentivo.
      Quanto ao concurso, ainda não temos nenhuma informação detalhada.
      Bebel

      Resposta
  • 278. Dirce Aparecida Nunes Alegreti  |  29/12/2011 às 14:41

    Bebel, boa tarde, tenho uma dúvida. Sou categoria “O” e gostaria que me esclarecesse se vamos receber nossa indenização em janeiro, pois até hj não recebi férias, por exemplo. Apenas o 13º salário?

    Resposta
    • 279. apeoesp  |  29/12/2011 às 15:14

      Prezada professora Dirce,
      Caso não receba suas férias, procure o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
  • 280. sueli  |  29/12/2011 às 18:05

    BEbel, sou categoria F passei, sou professora readptada com carga horaria, 130 horas mensal , e agora com esse novo plano posso participar da atribuiçao, para aumentar minha garga horaria. obrigada.Uma boa tarde e um feliz ano novo.

    Resposta
    • 281. apeoesp  |  31/12/2011 às 15:21

      Prezada professora Sueli,
      Parágrafo 4º do artigo 3º da resolução de atribuição de aulas:
      § 4º – O docente readaptado participará do processo, ficando-lhe vedada a atribuição de classes ou aulas enquanto permanecer nessa condição.
      Bebel

      Resposta
  • 282. souzaneto  |  29/12/2011 às 21:50

    Mais um ano chega ao fim e com ele muita indignação, indiferença, desgosto, preocupação além de inúmeras incertezas. Professores desesperados buscando uma solução frente a sua categoria. Penso como conseguir modificar esta situação dessa classe trabalhadora, por um lado o Estado está fazendo a parte dele chamando os aprovados em concursos e efetivando-os, alegando a possibilidade de realizar novos concursos para efetivar mais professores. O Estado esta errado com relação a isso? No meu ponto de vista não!
    O Sindicato por sua vez alega estar fazendo assembleias no decorrer do ano com intuito de mobilizar a massa fazendo frente ao governo sobre suas propostas ridículas que somente políticos tem coragem de votarem sem nenhuma vergonha na cara pois estão fazendo leis para melhorar a educação (só na cabeça deles).
    O Sindicato pede participação expressiva dos professores mas agora vai ficar mais difícil visto que a categoria O não pode faltar, abonar, justificar com uma certa autonomia. Quando será a próxima mobilização em massa do sindicato? Vai precisar ser em outro dia da semana ou feriado? Como mobilizar essa massa expressiva? As ações na mídia são raras precisam ser mais expressivas para ganharem a discussão da população como um todo, pois se deixarem somente os políticos discutindo a educação pública de boa qualidade quantos deles tem seus filhos estudando na rede estadual? Ai você já sabe o que esperar!
    Não defendo em momento algum as leis que nos foram impostas. Que país é este? BRASIL 6ª economia do mundo com uma desigualdade social enorme e muito injusto.

    POR FAVOR MAIS MOBILIZAÇÃO DE TODOS ANTES DE REIVINDICARMOS ALGO

    SEM LUTA NÃO HAVERÁ VITÓRIA

    Resposta
    • 283. apeoesp  |  31/12/2011 às 15:06

      Prezado professor Souzaneto,
      Estamos fazendo a nossa parte: informando, esclarecendo, mobilizando, pressionando, negociando e recorrendo à justiça, smepre que necessário. Nossa luta tem impedido que o governo implemente na íntegra seus projetos e tem conseguido avanços também. Nosso balanço de 2011, em que pese todos os problemas e a nossa indignação, é positivo.
      Bebel

      Resposta
  • 284. vanessa  |  30/12/2011 às 06:10

    Olá Bebel!!!!!
    Parabens,pelas conquistas!!!!!!!
    Bom o meu caso é o seguinte,sou ou era professora categoria l e agora,atual categoria O para 2012 e tinha aula em substituição, não perdi as aulas,estarei efetivando agora em janeiro,pois espero a posse,mas gostaria de saber se receberei salario referente as ferias em fevereiro de 2012 ……….
    Desde ja agradeço……
    te desejo um feliz ano novo,repleto de conquistas!!!!!i!
    muito obrigado.

    Resposta
    • 285. apeoesp  |  31/12/2011 às 14:50

      Prezada professora Vanessa,
      No entendimento, deve receber. Se não ocorrer, entre em contato com o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
  • 286. Marcos  |  30/12/2011 às 21:30

    Olá presidenta, gostaria de saber se é constitucional, concurso em ano eleitoral!

    Resposta
    • 287. apeoesp  |  31/12/2011 às 13:40

      Prezado professor Marcos,
      Sim. As eleições são municipais.
      Bebel

      Resposta
  • 288. TT  |  02/01/2012 às 01:07

    Sou categoria o passei processo seletivo,fui reconduzida ano passado como mediadora .Lembrando que estou nesta função quando começou 2010 e agora serei reconduzida???fui aceita pela escola gestores se não quando vou voltar a dar aula como eventual jou seja, pegar aulas

    Resposta
    • 289. apeoesp  |  02/01/2012 às 13:58

      Prezada professora Tania,
      A informação preliminar que temos é a de que haverá a recondução. Aguarde confirmação.
      Bebel

      Resposta
  • 290. Celia T. Zanazi Chiozzini  |  03/01/2012 às 15:28

    Oi Bebel,
    Os profºs OFAs que escolherão na U.E. terão que ir para a escola no dia 16/01 ou seguem de férias até o dia da atribuição (27/28) ou até 31/01.
    Aguardo resposta.
    Obrigada!!
    Celia

    Resposta
    • 291. apeoesp  |  04/01/2012 às 17:07

      Prezada professora Célia,
      Não está prevista nenhuma convocação para antes do dia da atribuição de aulas.
      Bebel

      Resposta
  • 292. silvio renato cerri  |  09/01/2012 às 17:49

    Prezada Professora Bebel.

    Sou categoria “O” e meu contrato começou em 04/2011 e terminou em 12/2012.Fiz 55 pontos na provinha e somei mais meus pontos de atividade no magistério resultando em mais de 58 pontos…. Porém, ao consultar minha nota individual no GDAE constatei que minha contratação só poderá ocorrer em 07/2012. Isso, eu vi hoje. Aí pergunto: de que valeu eu passar na prova e ficar impedido, ao passo que, alguns professores não conseguem fazer nem 30 pontos? Que tipo de aula um professor desse poderá ministrar? Sou um profissional dedicado, não falto, estudo diariamente para me manter atualizado (em minha disciplina isso é indispensável:Geografia), preparo minhas aulas com antecedência, cumpro TODAS as minhas obrigações na escola onde lecionei e agora fico impedido de exercer um direito que está em nossa Constituição: o direito de trabalhar desde que estejamos quites Justiça Civil, Militar e Eleitoral. Gostaria de saber onde esses governantes corruptos e incapazes se escoram para exercerem tal aberração…Somos a sexta maior economia mundial e temos que conviver com tantas injustiças sociais. Escolhi essa profissão por acreditar que eu poderia estar contribuindo para mudar um pouco da nossa realidade mas com pouco menos de 2 anos de nova profissão me vejo tão desmotivado que já penso em retornar à minha antiga atividade.Pergunto ainda: de que valeu estudar e me formar (e os vermes lá de cima fazem propagandas governamentais na TV incentivando a formação de novos professores, e que o ensino no Brasil e em São Paulo está no caminho certo). Está certo sim, para o caminho do fundo do poço! Gostaria de saber como ficará minha situação no magistério ou se devo já procurar outro emprego… Nenhum cidadão vive de brisa. Precisamos de trabalho para suprir nossas necessidades. PRECISAMOS DAR O TROCO NAS ELEIÇÕES: DEIXAR OS POLÍTICOS ATUAIS DE QUARENTENA ATRAVÉS DE UM INSTRUMENTO QUE O BRASILEIRO AINDA NÃO APRENDEU A USAR: O VOTO!

    MUITO GRATO E DESCULPE-ME PELO DESABAFO!

    Resposta
    • 293. silvio renato cerri  |  10/01/2012 às 19:29

      Professora Bebel….

      Quando digitei o início do meu contrato errei no ano: ao invés de 2011 ele começou em 2010…. mas isso não me faz menos indignado e menos merecedor de ministrar aulas nesse ano de 2012… Nesse caso, com certeza o Estado vai perder mais um profissional pois não ficarei esperando a vontade dele em me dar trabalho (e pagar mal). Vejo que fazer licenciatura foi um grande erro. Meu diploma para nada servirá! Vou procurar outro emprego. Preciso me sustentar…

      Muito grato!

      Resposta
  • 294. Cacilda A. da Silva  |  13/01/2012 às 01:38

    Boa Noite,
    Gostaria de saber se já existe uma data para o pagamento dos quinze dias de férias agora em janeiro.
    Grata pela atenção.

    Resposta
    • 295. apeoesp  |  14/01/2012 às 02:39

      Prezada professora Cacilda,
      Solicitamos por escrito informações ao secretário da Educação, ainda sem resposta.
      Bebel

      Resposta
  • 296. gisele  |  13/01/2012 às 20:36

    Gostaria de saber como ficará a situação dos professores categoria F que não passaram na prova e como fica a situação dos que passaram, não muda em nada?Essa mudança de categorias deixa a gente nervosa, pois nunca sabemos com certeza o que nos espera.Obrigada pela atenção,aguardo resposta.

    Resposta
    • 297. apeoesp  |  13/01/2012 às 22:52

      Prezada professora Gisele,
      A situação não muda. Quem obteve a nota participa da atribuição inicial e quem não conseguiu fica com horas de permanência e poderá participar de atribuições ao longo ao ano, após os que conseguiram a nota na prova.
      Bebel

      Resposta
  • 298. Silvio Cerri - Sertãozinho  |  16/01/2012 às 18:42

    Professora Bebel

    Fiquei sabendo que meu contrato venceu dia 21/12/2011. sou categoria “O”. Poderei pegar aulas na primeira atribuição dia 30? Outra dúvida: No site da nossa DE estava que os professores da categoria “O” precisariam levar a documentação para a contratação. Porém, ao fazer isso, a responsável pela área disse que só precisavam aqueles que nunca tinham dado aulas. Procede?

    Muito Grato

    Resposta
    • 299. apeoesp  |  16/01/2012 às 23:59

      Prezado professor Silvio,
      Você pode participar da atribuição inicial pois já está cumprindo a quarentena.
      Você não precisa levar documentação novamente.
      Bebel

      Resposta
  • 300. Danilo Cristal  |  24/01/2012 às 11:58

    Bom dia! Como eu sou novo por aqui gostaria de tirar algumas dúvidas. Eu fui aprovado na prova para professor de PEB II, porém estou com dúvidas a respeito da data que terei que ir até a diretoria de ensino. Como foi a primeira vez que prestei e fui aprovado o pessoal me disse que vou ter que ir dia 30, o qual é a data apenas para professores com carater à contratação. É assim mesmo que funciona? Desde já agradeço.

    Resposta
    • 301. apeoesp  |  24/01/2012 às 12:25

      Prezado professor Danilo,
      Sim, está correto. Mas confirme a data na DRE para candidatos a contratação.
      Bebel

      Resposta
  • 302. eduardo moura da silva  |  24/01/2012 às 16:20

    ola Bebel sou professor categoria F estou afastado até o dia 14 de fevereiro sou Educador profissional no Programa Escola da Família, me falaram que seu não apresentar outro atestado antes do dia 14/02 serei afastado do programa ou seja vou perder as minhas 20 aulas tendo apena 12 hora de permanência estou de licença saúde minha perica é dia 05de março o que devo fazer ?

    Resposta
    • 303. apeoesp  |  24/01/2012 às 17:33

      Prezado professor Eduardo,
      Entre em contato com o departamento jurídico para ajuizar mandado de segurança para preservação de direitos.
      Bebel

      Resposta
  • 304. PATRICIA NUNES DE AZEVEDO  |  25/01/2012 às 15:16

    PRIMEIRAMENTE PARABENIZO AS CONQUISTAS E AS LUTAS.
    MEU MARIDO TRABALHA DESDE 2008 NO PROGRAMA ESCOLA DA FAMILIA E TB COM AULAS ATRIBUIDAS , FOI DESLIGADO EM 17/12/2011 DEVIDA NOVA LEI SOBRE CATEGORIAS, TORNANDO-SE DA INFELIZ CATEGORIA O, RECEBEU SALÁRIO EM JANEIRO 2012 NORMAL, E O MÊS DE FEVEREIRO. COMO FOI RECONDUZIDO NO PROGRAMA ESCOLA DA FAMILIA, RECEBERÁ SALÁRIO?, E AS FÉRIAS QUAL SERIA O PRAZO DE PAGAMENTO E QUAL VALOR?
    DESDE JÁ OBRIGADA , AGRADEÇO SUA COLABORAÇÃO EM NOS OFERECER INFORMAÇÕES E ,MAIORES ESCLARECIMENTOS, DESEJO SUCESSO E SORTE.

    Resposta
    • 305. apeoesp  |  26/01/2012 às 02:34

      Prezada professora Patrícia,
      Tem havido flexibilidade na recondução aos projetos da pasta.
      Quanto às férias, ele tem direito, mas o Estado cria dificuldades para pagar. Sugiro que procure o departamento jurídico da APEOESP para melhor orientação.
      Bebel

      Resposta
  • 306. margareth stracieri dasilvafaria  |  26/01/2012 às 15:23

    OLA BEBEL,desistI da categoria F em 2010,esse ano fiz a prova e so consegui 30pontos,como fica minha situaçao posso participar da atribuiçao ou nao.se posso quando sera atribuiçao.OBRIGADA DESDEDE JA.

    Resposta
    • 307. apeoesp  |  27/01/2012 às 14:23

      Prezada professora Margareth,
      Não participa da atribuição inicial, apenas ao longo do ano, após os conseguiram a nota mínima.
      Bebel

      Resposta
  • 308. Sergio Teles  |  27/01/2012 às 20:12

    Prezada presidenta

    Categoria 0, contrato iniciado em agosto 2010. Já cumpre quarentena? terá ferias remuneradas? terá novo contrato efetuado? ou tudo segue com efeito automático?

    Obrigado

    Sergio

    Resposta
    • 309. apeoesp  |  28/01/2012 às 03:19

      Prezado professor Sérgio,
      Sim, cumpre quarentena. Tem direito a férias e terá novo contrato após a atribuição de aulas.
      Bebel

      Resposta
  • 310. Silvio Cerri - Sertãozinho  |  28/01/2012 às 19:59

    Prezada Professora Bebel

    Sou categoria “O” contratado em Abril/2010 e demitido em Dezembro/2011. Agora na atribuição farei um novo contrato. Segundo me disseram, tenho direito a férias e o Governo não pagou. Isso é verdadeiro? Caso seja, qual deve ser meu procedimento?

    Muito grato

    Resposta
    • 311. apeoesp  |  29/01/2012 às 11:20

      Prezado professor Silvio,
      Sim. Protocole requerimento na escola. Se não houver retorno positivo, entre em contato com o departemento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
      • 312. Silvio Cerri - Sertãozinho  |  30/01/2012 às 18:22

        Professora Bebel!

        Tenho direito mesmo que minhas aulas eram de atribuição, sendo que as dei o ano todo???? Esqueci de mencionar esse detalhe!

        Muito grato!

  • 313. Gi  |  29/01/2012 às 00:57

    Boa noite!!!!
    Sou categoria O contratada desde 2010….e não recebi as férias agora pq? sendo que por lei é direito …

    Resposta
    • 314. apeoesp  |  29/01/2012 às 11:01

      Prezada professora Gi,
      Protocole requerimento na escola. Se não houver retorno positivo, ingresse com mandado de segurança, por meio do jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
  • 315. Danilo Cristal  |  30/01/2012 às 13:46

    Bom dia!
    Acabei de chegar da atribuição para candidatos à contratação. Estou com uma grande dúvida, pois quando cheguei la meu nome não estava na lista sendo que fui aprovado. Fui até a DE e peguei minha classificação e apresentei na escola. Porém, a supervisora me disse que como eu sou bacharel em química eu estou atrás de todos os outros candidatos, independente da nota. Gostaria de saber se isso é verdade mesmo ou meu nome tem que constar sempre na lista de classificação geral independente se é bacharel ou licenciatura?

    Obrigado.

    Resposta
    • 316. apeoesp  |  30/01/2012 às 17:36

      Prezado professor Danilo,
      Você consta na lista após os demais professores que conseguiram a nota mínima na prova; esta é a regra.
      Bebel

      Resposta
  • 317. Eduardo Moura  |  30/01/2012 às 16:37

    Olá Bebel, sou professor Categoria F, entro no GDAE FUI VERIFICAR A MINHA CLASSIFICAÇÃO SÓ APARECE NÃO EXISTE USUÁRIO PARA ESTE FILTRO, O QUE DEVO FAZER ESTOU DE LICENÇA SAÚDE ATÉ O DIA 14/02/2012.

    Resposta
    • 318. apeoesp  |  31/01/2012 às 12:48

      Prezado professor Eduardo,
      Peça esclarecimentos por escrito à CGRH (ex-DRHU). De acordo com a resposta, ou na ausência dela, entre em contato com o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Resposta
  • 319. Laura de Jesus Gregorio  |  30/01/2012 às 18:01

    Querida Presidente,
    Sou categoria L readaptada e gotaria de saber como vai ficar a minha situação.

    Laura.

    Resposta
    • 320. apeoesp  |  03/02/2012 às 13:21

      Prezada Professora Laura,

      Procure o jurídico da subsede da APEOESP da sua região para que seja impetrado Mandado de Segurança pra anular a dispensa.

      Bebel

      Resposta
  • 321. Silvio Cerri - Sertãozinho  |  30/01/2012 às 18:25

    Professora Bebel!

    Tenho direito a férias mesmo que minhas aulas eram de substituição as quais dei o ano todo, sendo contratado categoria “O”?

    Muito grato

    Resposta
    • 322. apeoesp  |  31/01/2012 às 13:39

      Prezado professor Silvio,
      Peço que esclareça esta questão diretamento com o atendimento jurídico: 11.33506214.
      Bebel

      Resposta
  • 323. Danilo Cristal  |  31/01/2012 às 12:22

    Bom dia!

    Outra dúvida que tenho é a respeito da licenciatura. Esse ano vou começar a fazer licenciatura plena e no final do ano já estarei com o título, pois sou bacharel em química e esse curso, aprovado pelo MEC, dura apenas 1 ano porque já possuo a carga horária de química suficiente restando apenas as disciplinas pedagógicas. Com isso eu posso concorrer com os demais candidatos normalmente sendo que fui aprovado no concurso de professor ou tenho que ter o diploma em mãos primeiro e só o ano que vem vou estar na lista dos candidatos que já possuem licenciatura, pois como disse anteriormente tenho que esperar os demais professores que atingiram a nota mínima já que sou apenas bacharel?

    Obrigado!

    Resposta
    • 324. apeoesp  |  31/01/2012 às 17:58

      Prezado professor Danilo,
      Você concorrer às aula de química como disciplina correlata, mas na sua ordem de classificação.
      Bebel

      Resposta
  • 325. Danilo Cristal  |  03/02/2012 às 16:12

    Bebel, boa tarde!

    Uma última dúvida. Quando fui na atribuição percebi que os professores da área de exatas podiam pegar as aulas correlatas, ou seja, um professor de matemática, por exemplo, podia pegar as aulas de física. Isso é correto? No caso eu, que sou bacharel em química, se sobrar aulas de matemática e física após percorrer toda a lista para o pessoal que possui licenciatura, eu posso estar pegando essas aulas restantes quando chegar a minha vez?

    Obrigado.

    Resposta
    • 326. apeoesp  |  03/02/2012 às 16:48

      Prezado professor Danilo,
      Sim, o procedimento está correto e você também pode pleitear as aulas de suas correlatas no momento devido.
      Bebel

      Resposta
  • 327. Eduardo  |  10/02/2012 às 12:59

    Olá Bebel, sou F reprovado estou afastado desde do dia 14/10/11 não participei da atribuição Inicial a minha secretaria diz que as 20 aulas do Programa Escola da Familia vou perder só vou ficar com as aulas de permanência, o que devo fazer porque continuo afastado Licença Saúde.

    Resposta
    • 328. apeoesp  |  11/02/2012 às 10:20

      Prezado professor Edsuardo,
      Acredito que sua situação é incontornável. Porém, procure o departamento jurídico na sua subsede para melhor orientação e providências.
      Bebel

      Resposta
  • 329. AC  |  08/06/2012 às 16:24

    Cara, boa tarde!
    Minha dúvida é a seguinte: Terei título de licenciada em educação física em dezembro deste ano. Gostaria de saber como proceder para lecionar o ano que vem. Posso fazer a prova este ano? Quando será? Onde eu obtenho maiores informações sobre isso? Desde já, agradeço!

    Resposta
    • 330. apeoesp  |  11/06/2012 às 00:54

      Prezada professora AC,
      Esperamos que esta prova deixe de existir, mas se ela ela continuar, as inscrições provavelmente ocorrem em outubro e a prova se realiza em novembro. Informe-se nas diretorias regionais de ensino.
      Bebel

      Resposta
  • 331. Ana Cláudia Fernandes Canos  |  10/02/2013 às 20:09

    Quando acontecerá a segunda atribuição em 2013

    Resposta
    • 332. apeoesp  |  12/02/2013 às 15:34

      Prezada professora Ana Cláudia,
      A atribuição “ao longo do ano” está em curso. Procure a Diretoria Regional de Ensino.
      Bebel

      Resposta
  • 333. Ana Cláudia Fernandes Canos  |  29/11/2013 às 20:04

    Boa noite fiquei sabendo hoje dia 29 de novembro de 2013 que quem não tiver o registro do cref para o profissional de educação física, não poderá participar da atribuição em 2014, gostaria de saber se é verdade, pois sou categoria 0.

    Resposta
    • 334. apeoesp  |  01/12/2013 às 14:11

      Prezada professora Ana Cláudia,
      É verdade. A APEOESP ingressou com ação coletiva contra isto, mas você pode ingressar com mandado de segurança individual. Procure o departamento jurídico na subsede.
      Bebel

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 3,159,424 hits

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 414 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: