Concurso para 59 mil vagas de PEB II é uma conquista dos professores

06/07/2013 at 13:48 159 comentários

 

A realização de concursos públicos pe­riódicos para ingresso na carreira do magistério da rede estadual de ensino é uma luta permanente da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo).

Em 2009, na gestão do então Se­cretário de Educação Paulo Renato de Souza, conseguimos que o Governo Estadual editasse Decreto prevendo concursos a cada quatro anos. Nas Di­retrizes Nacionais da Carreira do Magis­tério Público, da qual fui relatora como Conselheira do Conselho Nacional de Educação, está prevista a realização de concursos públicos sempre que o número de vagas atingir 10% do total.

Os concursos são necessários para reduzir a precarização na contratação de professores e a rotatividade dos profissionais entre as escolas. Segurança e estabilidade, aliadas a incentivos para a permanência dos professores nas mesmas unidades escolares, contri­buem para o planejamento do processo ensino-aprendizagem e para a elabora­ção de projetos político-pedagógicos adequados às necessidades de cada comunidade, atendendo melhor às expectativas dos estudantes.

As 59 mil vagas hoje anunciadas para o concurso de Professor de Educação Básica II que será realizado no segundo semestre de 2013 resultam de negocia­ção entre a Secretaria da Educação e a APEOESP, como parte da pauta de rei­vindicações da greve dos professores, realizada entre 19 de abril e 10 de maio.

Hoje existem na rede estadual de ensino mais de 40 mil professores contratados por tempo determinado, regidos pela lei complementar 1093/09. Estes docentes possuem escassos direi­tos, são submetidos anualmente a uma prova de seleção, precisam permanecer um período, atualmente de 200 dias, fora da rede de ensino entre uma con­tratação e outra e, até o momento, não possuem o direito de serem atendidos no Instituto de Assistência Médica do Servidor Público Estadual (IAMSPE). Estes pontos foram também negociados ao final da greve e há compromisso da Secretaria de solucioná-los por meio de projetos de lei, com exceção da prova. Segundo o Governo Estadual ela é obrigatória por força da Emenda Constitucional nº 19.

Entretanto, devemos ressaltar que somente a realização dos concursos não garante o preenchimento das vagas oferecidas. Os salários são baixos, as condições de trabalho são precárias, há múltiplos fatores que provocam o adoecimento dos professores, que também são vítimas da violência nas escolas. De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Data Popular para a APEOESP, qua­tro em cada dez professores dizem já ter sido vítimas de algum tipo de violência nas unidades escolares. A realização do concurso, com este elevado número de vagas, é sem dú­vida um avanço. Temos muito ainda a caminhar no sentido da valorização dos professores e da qualidade na rede estadual de ensino.

No segundo semestre, como re­sultado da nossa greve, estão previstas negociações para novo reajuste salarial e para implantação da jornada do piso (no mínimo 33% da jornada de traba­lho para preparação de aulas, correção de provas e trabalhos, pesquisas e formação continuada). Será estabe­lecida parceria entre a APEOESP e a Secretaria para prevenção e combate à violência nas escolas. Também estamos participando da Comissão Paritária que está discutindo a evolução e promoção na carreira nos novos níveis e faixas cria­dos pela lei complementar 1143/2011. Na sequencia, está prevista a revisão do atual plano de carreira visando atender às necessidades do magistério.

About these ads

Entry filed under: Artigos. Tags: .

Um terço de férias será pago em folha suplementar

159 Comentários Add your own

  • 1. vanessa  |  06/07/2013 às 14:19

    Bebel
    Pelo o que eu entendi dessa notícia, o concurso será para PEB I também, ou não???
    Porque a notícia diz: educação básica, ensino médio e fundamental II.
    Vanessa

    Resposta
    • 2. apeoesp  |  06/07/2013 às 15:17

      Prezada professora Vanessa,
      Para PEB II, que ministra aulas nestes níveis de ensino.
      Bebel

      Resposta
    • 3. Sandra  |  12/08/2013 às 22:58

      Palhaçada, anunciam que haverá vagas para PEBI e depois mudam, falta de respeito.

      Resposta
      • 4. apeoesp  |  17/08/2013 às 14:47

        Prezada professora Sandra,
        Houve este anúncio? Para nós nada chegou de oficial a respeito. levamos o assunto ao secretário, que determinou estudos para possível concurso de PEB I, mas ainda não temos retorno.
        Bebel

    • 5. Tiago Narcizo  |  27/08/2013 às 02:35

      Ainda da tempo para fazer a inscrição para fazer a prova ou já passou o prazo?

      Resposta
      • 6. apeoesp  |  30/08/2013 às 10:05

        Prezado professor Tiago,
        Até 10/09.
        Bebel

  • 7. Fabio Vieira  |  06/07/2013 às 16:38

    Olá Bebel
    e sobre a redução da quarentena para 40 dias?, Iamspe para ofa O e fimdas Provas??

    Resposta
    • 8. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:45

      Prezado professor Fábio,
      Por favor, leia texto que publiquei hoje no blog.
      Bebel

      Resposta
  • 9. Marina Souza  |  06/07/2013 às 20:02

    Estender a jornada de trabalho vai prejudicar milhares de professores categoria O. Gostaria de saber qual a posição da APEOESP sobre esse assunto?

    Resposta
    • 10. Marina Souza  |  09/07/2013 às 14:27

      Refazendo a pergunta.
      Ao meu entender o aumento da jornada de trabalho vai prejudicar milhares de professores cat, O. Gostaria de saber qual a posição da APEOESP sobre esse assunto?

      Resposta
      • 11. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:09

        Prezada professora Marina,
        Nós não concordamos com este acúmulo de 65 horas semanais da seguinte forma: um cargo efetivo de 40 horas semanais, mais 25 horas contratado como categoria O. A posição da Apeoesp é contra isto. Foi no governo de Paulo Maluf que se inaugurou a contratação precária de professores com esta artimanha para não apresentar uma política de valorização salarial deste segmento. Não bastasse isso, nossa carreira não estimula nossa permanência na sala de aulas, nem mesmo na profissão. Esta ação do governo aumentará o índice de adoecimento, bem como desonerará governo de apresentar política de valorização salarial. É bem verdade que o professor optará, não sendo obrigado a acumular. Nossa luta vai se centrar na implantação da jornada do piso e por uma carreira que fortaleça nossa profissão. Uma carreira que considere as condições de trabalho, número máximo de alunos por professor, projeto arquitetônico das escolas compatível com as faixas etárias dos alunos, materiais didático-pedagógicos que propiciem aprendizagem dos alunos, bem como abertura de um processo de elaboração curricular, considerando a organização do tempo e do espaço do currículo. Por isso não podemos aceitar as condições impostas pelo governo e vãos estabelecer aliança com os nosso alunos, professores e os pais, pois só haverá qualidade de ensino, se formos efetivamente valorizados. Bebel.

    • 12. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:43

      Prezada professora Marina,
      Prezada professora Karina,
      Nós, da APEOESP, somos contra. Foi no governo de Paulo Maluf que se inaugurou a contratação precária de professores com esta artimanha para não apresentar uma política de valorização salarial desta categoria. Não bastasse isso, nossa carreira não estimula nossa permanência na sala de aulas, nem mesmo na profissão. Esta ação do governo, aumentará o índice de adoecimento, bem como o desonerará de apresentar política de valorização salarial. É bem verdade que o professor optará, não sendo obrigado a acumular. Nossa luta vai se centrar na implantação da jornada do piso e por uma carreira que fortaleça nossa profissão. Uma carreira que considere as condições de trabalho, número máximo de alunos por professor, projeto arquitetônico das escolas compatível com as faixas etárias dos alunos, materiais didático- pedagógicos que propiciem aprendizagem dos alunos, bem como abertura de um processo de elaboração curricular, considerando a organização do tempo e do espaço do currículo. Por isso não podemos aceitar as condições impostas pelo governo e estabelecer aliança com os nosso alunos, professores e os pais, pois só haverá qualidade de ensino se formos efetivamente valorizados.
      Bebel.

      Resposta
  • 13. Daniele Lima  |  06/07/2013 às 20:04

    Pelo que entendi professores Cat O como eu, mesmo tendo sido submetidos a 3 anos seguidos e tendo conseguido aprovação terão de se submeter novamente a Prova para contratados??

    Resposta
    • 14. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:43

      Prezada professora Daniele,
      O governo alega que a emenda constitucional 19 obriga a prova. Mas lá fala apenas em processo seletivo, que pode não ser uma prova. Continuamos lutando para extinguir esta prova.
      Bebel

      Resposta
  • 15. johnny gargioni  |  06/07/2013 às 22:21

    Boa noite ! esse concurso de curava de gaus já é para efetivar dos os professores da rede ?? eu não entendi como funciona essa curava de gaus seria melhor o pior para nós professores categoria O .

    Resposta
    • 16. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:39

      Prezado professor Johnny,
      A curva de Gauss nos parece melhor, porque a classificação se dá pela média do grupo, reduzindo a importância do erro em algumas poucas questões.
      Bebel

      Resposta
  • 17. luciano  |  07/07/2013 às 04:10

    O que mudou no estagio probatório???? Poderá se remover durante o estagio probatorio????

    Resposta
    • 18. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:40

      Prezado professor Luciano,
      Há decreto do governador que restringe a remoção em estágio probatório. A lei regula os aprovados no próximo concurso.
      Bebel

      Resposta
  • 19. Silvio  |  07/07/2013 às 17:20

    Bebel e a remoção quando sai???Será que não poderemos mesmo remover pela jornada reduzida? Isso irá prejudicar muitos professores…Penso que a cada dia que passa o governo atesta a falta de competência para atrair novos professores…não querem permitir a jornada reduzida porque foi um tiro no pé que eles deram…ou eles acham que todo mundo quer ganhar essa mega salario do estado? E ainda vem com está história de efetivo acumular com contratado…outra atitude que denota a falta de professores no estado…quando será que o governo realmente vai valorizar de verdade o professor…porque não aprendem com o que faz a prefeitura de São Paulo…o professor tem salário razoavel, pode evoluir praticamente todo ano e sem malabarismos e covardias com essa prova do mérito que reprova todo mundo…é falta de querer viu…abraços…Silvio

    Resposta
    • 20. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:38

      Prezado professor Silvio,
      Sim, há esta restrição, mas todo professor que se sentir prejudicado deve procurar o departamento jurídico para ajuizar ação individual.
      Bebel

      Resposta
  • 21. João  |  08/07/2013 às 06:01

    Olá, Bebel!
    Por favor, esse ano o concurso de remoção estará disponível a todos que estão em período probatório?
    Um abraço, João.

    Resposta
    • 22. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:36

      Prezado professor João,
      Pelo que se depreende, apenas para quem for aprovado a partir deste próximo concurso. Devemos aguardar mais esclarecimentos, pois há decreto do governador que restringe a remoção.
      Bebel

      Resposta
  • 23. Geraldo  |  08/07/2013 às 12:44

    Bom dia Bebel. Este cocncurso permitirá a participação de professores já efetivos que tem interesse apenas na pontuação? Obrigado pela atenção

    Resposta
    • 24. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:34

      Prezado professor Geraldo,
      Sim, a inscrição é aberta a todos.
      Bebel

      Resposta
  • 25. Evaneide  |  08/07/2013 às 12:46

    Bebel, gostaria de saber se esse acúmulo de cargo efetivo com temporário pode ser feito em diretorias diferentes, ou seja: posso ser efetivo em uma DE e tentar um cargo temporário em outra DE?
    Obrigada

    Resposta
    • 26. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:35

      Prezada professora Evaneide,
      Isto ainda não está claro, mas cremos que sim.
      Ao mesmo tempo, deixamos claro que nós, da APEOESP, somos contra. Foi no governo de Paulo Maluf que se inaugurou a contratação precária de professores com esta artimanha para não apresentar uma política de valorização salarial desta categoria. Não bastasse isso, nossa carreira não estimula nossa permanência na sala de aulas, nem mesmo na profissão. Esta ação do governo, aumentará o índice de adoecimento, bem como o desonerará de apresentar política de valorização salarial. É bem verdade que o professor optará, não sendo obrigado a acumular. Nossa luta vai se centrar na implantação da jornada do piso e por uma carreira que fortaleça nossa profissão. Uma carreira que considere as condições de trabalho, número máximo de alunos por professor, projeto arquitetônico das escolas compatível com as faixas etárias dos alunos, materiais didático- pedagógicos que propiciem aprendizagem dos alunos, bem como abertura de um processo de elaboração curricular, considerando a organização do tempo e do espaço do currículo. Por isso não podemos aceitar as condições impostas pelo governo e estabelecer aliança com os nosso alunos, professores e os pais, pois só haverá qualidade de ensino se formos efetivamente valorizados.
      Bebel.

      Resposta
  • 27. Prof. Clovis  |  08/07/2013 às 14:51

    O concurso é para 59 mil vagas, mas somente 20 mil serão chamados em 2014?

    Resposta
    • 28. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:29

      Prezado professor Clóvis,
      Sim. O concurso tem validade de 2 anos e pode ser prorrogado por mais 2.
      Bebel

      Resposta
  • 29. Mohamed  |  08/07/2013 às 18:07

    Professora Bebel, qual o posicionamento do Sindicato sobre a carga horária de acumulação para 65 horas semanais anunciada pela Secretaria de Educação.

    Resposta
    • 30. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:25

      Prezado professor Mohamed,
      Somos contra. Aliás, ressalte-se foi no governo de Paulo Maluf que se inaugurou a contratação precária de professores com esta artimanha para não apresentar uma política de valorização salarial desta categoria. Não bastasse isso, nossa carreira não estimula nossa permanência na sala de aulas, nem mesmo na profissão. Esta ação do governo, aumentará o índice de adoecimento, bem como o desonerará de apresentar política de valorização salarial. É bem verdade que o professor optará, não sendo obrigado a acumular. Nossa luta deve se centrar na implantação da jornada do piso e por uma carreira que fortaleça nossa profissão. Uma carreira que considere as condições de trabalho, número máximo de alunos por professor, projeto arquitetônico das escolas compatível com as faixas etárias dos alunos, materiais didático- pedagógicos que propiciem aprendizagem dos alunos, bem como abertura de um processo de elaboração curricular, considerando a organização do tempo e do espaço do currículo. Por isso não podemos aceitar as condições impostas pelo governo e estabelecer aliança com os nosso alunos, professores e os pais, pois só haverá qualidade de ensino se formos efetivamente valorizados.
      Bebel.

      Resposta
  • 31. Karina Ivagon  |  08/07/2013 às 19:55

    Olá Bebel, os professores efetivos e estáveis poderão acumular cargo. Isso valerá a partir de quando?

    Resposta
    • 32. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:26

      Prezada professora Karina,
      A partir de 2014, mas nós, da APEOESP, somos contra. Foi no governo de Paulo Maluf que se inaugurou a contratação precária de professores com esta artimanha para não apresentar uma política de valorização salarial desta categoria. Não bastasse isso, nossa carreira não estimula nossa permanência na sala de aulas, nem mesmo na profissão. Esta ação do governo, aumentará o índice de adoecimento, bem como o desonerará de apresentar política de valorização salarial. É bem verdade que o professor optará, não sendo obrigado a acumular. Nossa luta vai se centrar na implantação da jornada do piso e por uma carreira que fortaleça nossa profissão. Uma carreira que considere as condições de trabalho, número máximo de alunos por professor, projeto arquitetônico das escolas compatível com as faixas etárias dos alunos, materiais didático- pedagógicos que propiciem aprendizagem dos alunos, bem como abertura de um processo de elaboração curricular, considerando a organização do tempo e do espaço do currículo. Por isso não podemos aceitar as condições impostas pelo governo e estabelecer aliança com os nosso alunos, professores e os pais, pois só haverá qualidade de ensino se formos efetivamente valorizados.
      Bebel.

      Resposta
      • 33. rogerio  |  05/08/2013 às 12:34

        como será feita a escala , vai de efetivo até O e volta para o efetivo na atribuição?

      • 34. apeoesp  |  09/08/2013 às 23:35

        Prezado professor Rogério,
        Sim.
        Bebel

  • 35. Pedro  |  08/07/2013 às 21:35

    Olá Bebel,
    Segundo o PL 15/2013 será possível a remoção dos ingressantes. Está correto? E nós contratados pelo concurso anterior será permitida a remoção?
    Desde já, agradeço!
    E Parabéns pelo trabalho e competência.
    Abraços

    Resposta
    • 36. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:23

      Prezado professor Pedro,
      As regras valem a partir da sanção da lei e não tem efeito retroativo. Por outro lado, nada diz sobre remoção no estágio probatório. Isto é objeto de decreto do governador.
      Bebel

      Resposta
  • 37. meire  |  08/07/2013 às 21:38

    Maria Izabel,
    Não conseguir entender o motivo da obrigação da prova para categoria “O”,e também ser obrigado a passar todos os anos,se todos os anos desde do inicio desta lei 1093/09,foi aberto inscrição para aqueles professores que não fizeram prova e que sem experiência alguma,pois entram a partir de 1 º semestre de estudo para lecionar e assim sendo nós professores que já estamos já algum tempo temos que nós humilhar a cada ano para fazer essa prova e sermos aprovado como se fosse concurso.
    Aguardo resposta…

    Resposta
    • 38. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:18

      Prezada professora Meire,
      O governo alega que a legislação federal, emenda constitucional 19, obriga a realização da prova. Entretanto, ela fala em processo seletivo. Vamos continuar lutando para que a prova seja extinta.
      Bebel

      Resposta
  • 39. flaviana  |  08/07/2013 às 21:43

    BEBEL ,com relação a este concurso, o que irá acontecer com aqueles professores que não conseguirem se efetivar. E o que irá acontecer com a categoria F.

    Resposta
    • 40. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:17

      Prezada professora Flaviana,
      Permanecerão da mesma forma. São estáveis.
      Bebel

      Resposta
  • 41. 32513621  |  09/07/2013 às 13:26

    Olá Bebel, tudo bem?
    Nesse concurso vai haver o pagamento da bolsa para quem faz escola de formação? Como teve no concurso passado?

    Resposta
    • 42. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:10

      Prezado professor Diego,
      Não. Não haverá, pois fará parte do estágio probatório.
      Bebel

      Resposta
  • 43. JOSE  |  09/07/2013 às 19:38

    Uma excelente notícia, mas ao ler a noticia no sitio oficial da Secretaria de Educação, me parece que houve menção a realização da Escola de Formação nos moldes do anterior, o que me leva a indagar, este concurso será regido nos mesmos moldes, do anterior, ou a escola deformação será juntamente com o estágio probatório?

    destaco ainda que a realização do presente concurso está relacionado diretamente com requerimentos da direção da Apeoesp, que deforma madura sensata soube conduzir as negociações com o governo, tanto ao defragaro movimento grevista como encerrando-o com negociaçoes certas e pontuais.

    Resposta
    • 44. apeoesp  |  13/07/2013 às 14:57

      Prezado professor José,
      A lei diz claramente que:
      Artigo 2º – Fica instituído o Curso Específico de Formação para o ingressante em cargos do Quadro do Magistério, como parte integrante do período de estágio probatório, com carga horária de, no mínimo, 360 (trezentos e sessenta) horas, na forma a ser disciplinada em resolução do Secretário da Educação.
      Muito obrigada pelas suas palavras.
      Bebel

      Resposta
  • 45. Emilia de Souza  |  09/07/2013 às 22:04

    Boa noite!
    Gostaria que me esclarecesse uma dúvida: Esse ano efetivei com carga horária reduzida na disciplina de inglês, porém minha escola tinha um cargo livre de português e eu então peguei aulas suplementares. Mas, eu havia pedido à minha diretora que não me colocasse em sala no primeiro horário, pois como não tenho carro e o primeiro ônibus era depois das 7:00h, eu não teria como chegar. No entanto, a diretora não me ouviu e eu tive que abandonar uma sala. Meu cargo foi constituído a noite e eu completo com 4 aulas de português porque só tem 6 de inglês. Minha dúvida é a seguinte: Agora no final de julho teremos atribuição do EJA e eu gostaria de pegar mais uma sala de português, já que tive que largar uma de manhã. Eu posso?
    Emília

    Resposta
    • 46. apeoesp  |  13/07/2013 às 14:54

      Prezada professora Emília,
      Creio que sim. Para melhor informação, ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Resposta
  • 47. Rosana  |  09/07/2013 às 22:30

    Bebel, nesse concurso vamos lutar e exigir que as provas sejam em horários ou dias diferentes, pois no concurso passado so pude prestar para um cargo e acabei não passando devido meu avo falecer um dia antes da prova.
    Sou formada em Biologia e Matemática e gostaria de tentar fazer 2 provas pelo menos, acredito eu que seja errado colocar as provas de QUÍMICA, FÍSICA, BIOLOGIA E MATEMÁTICA no mesmo horário, assim como colocar PORTUGUÊS E INGLÊS no mesmo horário.
    E também rever onde vão nos jogar, pois eu que moro na Leste ja fui fazer prova na Zona Norte, Zona Sul ….
    Um grande abraço.

    Resposta
    • 48. apeoesp  |  13/07/2013 às 14:53

      Prezada professora Rosana,
      Obrigada pelas sugestões. Vamos ficar atentos.
      Bebel

      Resposta
  • 49. fabio nobre  |  09/07/2013 às 23:51

    59 mil é o anunciado, não é o que vai ser convocado, a historia dos concursos sempre é a mesma. Vc deveria fazer uma analise mais profunda disso. Peb 1, nem vai existir mais no estado se depender do governo, que esta municipalizando tudo, sendo que a constituição é clara, o ensino infantil é prioridade do município, e o Estado é encarregado do ensino básico. (vc já deveria ter entrado com mandato de segurança para deter o Estado que esta passando obrigações para o município que não é deles. E vitoria só vai ocorrer quando tivermos respeito social e salario digno. Ate o transporte conseguiu um dinheiro extra, enquanto nos professores só recebemos migalhas e promessa de dinheiro debaixo da terra (petróleo). Aproveite essa oportunidade de protestos e jogue duro.

    Resposta
    • 50. apeoesp  |  13/07/2013 às 14:43

      Prezado professor Fábio,
      Se leu o texto, verá que diz que serão convocados durante o tempo de validade do concurso. O concurso, em si, é uma vitória dos professores. O fato de existir uma conquista não nos faz esquecer os demais problemas, apenas dissemos que este concurso foi uma conquista.
      Agradeço sua sugestão quanto ao mandado de segurança, mas saiba que isto foi feito em 1995, quando começou a municipalização, mas não prosperou, porque não há ilegalidade no programa. É imoral, mas não é ilegal. Suas sugestões são todas bem vindas, mas a APEOESP, muito antes de alguns que acordaram apenas agora, sempre esteve nas ruas e lutando. O que falta, professor, é que mais e mais professores venham lutar, pois somos uma categoria enorme, de 230 mil profissionais. Temos uma força muito grande, mas muitas vezes preferimos desmerecer as nossas conquistas e, com isto, diminuímos autoestima de nossos colegas.
      Bebel

      Resposta
  • 51. Clayton  |  10/07/2013 às 13:58

    olá bebel estava lendo hj e veja essa informaçao : ” A partir de agora os 181,5 mil professores efetivos e estáveis poderão acumular o cargo com a contratação temporária . Isso permitira que
    o docente substitua um outro professor em horário distinto de sua jornada , alem de aumentar a caga horaria de acumulação para 65 horas semanais . Nossos professores poderão agora atribuir mais aulas oportunidade inédita para eles e uma novidade importante para os estudantes que poderão contar com um docente substituto da mesma escola ” afirmou o secretario da educação .
    Bebel diante disso poderia me traduzir o que isso quer dizer ??

    Resposta
    • 52. apeoesp  |  13/07/2013 às 14:29

      Prezado professor Clayton,
      Não concordo com essa possibilidade de acúmulo de 65 horas semanais da seguinte forma: um cargo efetivo de 40 horas semanais, mais 25 horas contratado como categoria O. A posição da APEOESP é clara com relação a isso, ou seja, totalmente contra. Aliás, ressalte-se foi no governo de Paulo Maluf que se inaugurou a contratação precária de professores com esta artimanha para não apresentar uma política de valorização salarial. Não bastasse isso, nossa carreira não estimula nossa permanência na sala de aula, nem mesmo na profissão. Esta ação do governo aumentará o índice de adoecimento, bem como desonerará governo de apresentar política de valorização salarial. É bem verdade que o professor optará, não sendo obrigado a acumular. Nossa luta vai se centrar na implantação da jornada do piso e por uma carreira que fortaleça nossa profissão. Uma carreira que considere as condições de trabalho – número máximo de alunos por professor, projeto arquitetônico das escolas compatível com as faixas etárias dos alunos, materiais didático-pedagógicos que propiciem aprendizagem dos alunos, bem como abertura de um processo de elaboração curricular, considerando a organização do tempo e do espaço do currículo. Por isso não podemos aceitar as condições impostas pelo governo e estabelecer aliança com os nossos alunos, professores e os pais, pois só haverá qualidade de ensino, se formos efetivamente valorizados.
      Bebel.

      Resposta
  • 53. DDjalmma GGloria  |  10/07/2013 às 17:39

    Muita coisa esta sendo dita sobre a possibilidade dos professores que estão em estágio probatório se removerem.O Sindicato tem alguma novidade sobre o assunto,pois até os Supervisores de Ensino já comentam sobre essa especulação.Aguardo resposta.

    Resposta
    • 54. apeoesp  |  13/07/2013 às 14:06

      Prezado professor DDjalma,
      Pode ocorrer, mas nada temos de informação até o momento.
      Bebel

      Resposta
  • 55. DDjalmma GGloria  |  10/07/2013 às 17:41

    VOU INGRESSAR NOVAMENTE E EXONERAR MEU CARGO QUE ESTA A 180kM DE CASA

    Resposta
  • 56. DDjalmma GGloria  |  10/07/2013 às 18:27

    Essa notícia que fala sobre o estágio probatório é verdade?Todos poderão pedir remoção?

    http://jcconcursos.uol.com.br/Concursos/Concursos-Previstos/publicadas-autorizacoes-mais-60-mil-ofertas-50265

    Resposta
    • 57. apeoesp  |  13/07/2013 às 14:04

      Prezado professor DDjalma,
      Não. Os critérios para remoção não fazem parte desta lei, mas de decreto do governador.
      Bebel

      Resposta
  • 58. Profª Maria Cláudia  |  10/07/2013 às 18:37

    Bebel, vc deve achar que a maior parte dos professores são idiotas e mal informados. “”Isso é política, idiota!!!!”” O governador cede onde quer e pode ceder. Ele escolheu a educação, não foi por suas manifestações!!!! Caso tenha coragem de publicar, faço o favor de não embromar!!!

    Resposta
    • 59. apeoesp  |  13/07/2013 às 14:01

      Prezada professora Maria Cláudia,
      Coragem tenho de sobra, mas sinto uma enorme tristeza e decepção em publicar um comentário tão indigno de uma educadora. E não faço manifestações, professora. Quem faz manifestações são os professores e as professoras. São pessoas lutadoras, que querem melhorar suas condições salariais, suas condições de vida, suas condições de trabalho. São profissionais que querem uma escola pública de melhor qualidade. Tenho dificuldade de assimilar a imagem de uma pessoa que senta-se à frente do computador e perde alguns minutos para digitar uma mensagem cuja única finalidade é ofender, destilar ódio, insurgir-se contra um sindicato que está cumprindo sua função: lutar pelos direitos dos professores e das professoras. O que a levou a isto? Lamento muito, professora, e não consigo realmente entender suas motivações. Acho muito triste.
      Bebel

      Resposta
  • 60. ketycosta1  |  10/07/2013 às 19:51

    Olá Bebel
    Já tem uma previsão de quando será a prova?

    Resposta
    • 61. apeoesp  |  13/07/2013 às 14:10

      Prezada professora Kety,
      Ainda não.
      Bebel

      Resposta
  • 62. Camila  |  10/07/2013 às 22:48

    Bebel
    os professores ingressantes não poderão entrar com carga reduzida?

    Resposta
    • 63. apeoesp  |  13/07/2013 às 13:51

      Prezada professora Camila,
      Não. Mas todos os que se sentirem prejudicados devem procurar o departamento jurídico para ingressar com ação judicial.
      Bebel

      Resposta
  • 64. Emerson Arquimedes  |  11/07/2013 às 05:03

    Olá, Bebel uma conquista de 59 mil cargos, tudo bem que ainda não seja o ideal pois vão chamar em janeiro 2014 cerca de 20 mil. Quanto a escolha será da forma que foi divulgado no site:
    1.Efetivos
    2.Temporário – Categoria F (para essa categoria como fica? todos que obtiveram resultados satisfatório na provinha? E os que não atingiram os resultados satisfatório, como ficará?
    3. Temporário – contrato determinado?
    Obrigado pela atenção e lutaremos sempre.
    Abraço.
    Emerson Arquimedes.

    Resposta
    • 65. apeoesp  |  13/07/2013 às 13:45

      Prezado professor Arquimedes,
      Não existirá mais prova e nota não conta mais para a atribuição de aulas do professor da categoria F.
      Os professores da categoria O participarão todos da atribuição enquanto houver aulas, pois a prova será classificatória.
      Bebel

      Resposta
  • 66. Claudia Garcia  |  11/07/2013 às 23:57

    Para mim, abertura de concurso NÃO é uma conquista, já que do último concurso, cerca de 60% exoneraram porque ficaram longe de sua residência e não puderam se remover graças ao probatório, ou não suportaram a realidade das escolas que é difícil de verdade!
    Conquista seria se houvesse melhorias efetivas nas condições de trabalho… Ter respeitado o seu direito de se remover, ter cumprida a Jornada do Piso, ter regras claras que impedissem os alunos e pais de nos tiranizar… Não vejo conquista nenhuma e… para ser sincera, não vejo esforço do sindicato para modificar essas coisas… No fim, o governo sempre faz o que quer e nós continuamos só esperando e ouvindo do sindicato que “está negociando”… Acho que vou me aposentar (daqui há 15 anos) e ainda vão estar prometendo “estar negociando”. Estou desanimada!

    Resposta
    • 67. apeoesp  |  13/07/2013 às 13:35

      Prezada professora Cláudia,
      Creio que você se equivoca ao desmerecer uma conquista apenas porque ainda temos muito a conquistar. Não se faz uma caminhada sem dar passos. Não se chega instantaneamente ao lugar desejado. Sim, estamos sempre negociando; sim, estamos sempre lutando. Esta é a função do sindicato. Nós não somos o governo. Não está em nossas mãos resolver todos os problemas. Lutar é a nossa tarefa. Na greve, fomos 20 ou 30 mil nas ruas. Nossa categoria possui algo como 230 mil profissionais. Calcule a nossa força de todos resolvessem vir também para a rua! Sim, temos conquistas. Elas são proporcionais ao volume de professores e professoras que decidiram ir à luta. Serão maiores e mais expressivas, quanto mais professores e professoras decidirem lutar. É assim nos movimentos sociais desde sempre e continuará sendo. Quanto maior a força da pressão, maior será o resultado.
      Bebel

      Resposta
  • 68. Jander  |  13/07/2013 às 02:12

    Bom dia Bebel,

    Gostaria de saber do posicionamento da Apeoesp sobre o auxílio aliementação da Denfesoria Pública de São Paulo.

    Fonte: http://blogdofred.blogfolha.uol.com.br/2013/03/13/defensoria-auxilio-alimentacao-e-questionado/

    Jander

    Resposta
    • 69. apeoesp  |  13/07/2013 às 12:53

      Prezado professor Jander,
      Em breve teremos reunião com o secretário de Gestão Pública. Estamos na luta juntamente com todo o funcionalismo para termos um auxílio-alimentação que realmente cubra os custos de nossas refeições. É um bom exemplo a ser utilizado.
      Bebel

      Resposta
  • 70. Cristiano  |  13/07/2013 às 22:26

    Olá Bebel,
    Os professores categoria O que já foram aprovados na prova anterior, terão que fazer novamente o processo seletivo?

    Resposta
    • 71. apeoesp  |  13/07/2013 às 23:03

      Prezado professor Cristiano,
      Apesar de nossos esforços, a prova ainda existirá, mas será classificatória. Não haverá reprovados. O governo alega que a emenda constitucional 19 obriga a haver prova. Para nós, processo seletivo não significa necessariamente uma prova. Continuaremos lutando contra esta prova.
      Bebel

      Resposta
  • 72. eliana  |  14/07/2013 às 20:00

    Boa tarde,

    Gostaria de saber se o sindicato disponibilizará um cursinho preparatório para o concurso.
    Obrigada

    Resposta
    • 73. apeoesp  |  21/07/2013 às 13:39

      Prezada professora Eliana,
      Sim, estamos trabalhando nisto. Divulgaremos.
      Bebel

      Resposta
  • 74. Tereza  |  15/07/2013 às 01:19

    Boa noite Bebel,
    Estou confusa, gostaria de saber se este concurso será somente para PII ou PI ??? Sou categoria F aprovada,(lei 500/74)estou preocupada, posso perder esta categoria ou posso considerar-me estável? Pois estou a pouco p/ me aposentar.
    Aguardo sua resposta e muito abrigada pela atenção e competência!
    Tereza

    Resposta
    • 75. apeoesp  |  21/07/2013 às 13:37

      Prezada professora Tereza,
      O concurso é para PEB II. Você é estável e não corre nenhum risco.
      Bebel

      Resposta
  • 76. M.Helena  |  16/07/2013 às 16:18

    Olá Bebel,
    Como você disse em uma resposta anterior, categoria F não fará mais prova, como ficará a contagem de pontos para a classificação?
    Tenho esta dúvida, a nota da prova anterior será mantida??
    Obrigada pela atenção!!!Aguardo resposta.
    Abç
    M. Helena

    Resposta
    • 77. apeoesp  |  20/07/2013 às 16:59

      Prezada professora Maria Helena,
      Votará a ser feita a classificação nos moldes anteriores.
      Bebel

      Resposta
  • 78. cristiano  |  16/07/2013 às 23:20

    Olá Bebel,
    Ano que vem os professores efetivos e estáveis poderão acumular outro cargo como temporário. A minha dúvida é: para eles terem aulas atribuídas como temporário terão que fazer também a dita “provinha”? serão classificados numa mesma relação que os demais categoria O de acordo com a nota da prova?

    Resposta
    • 79. apeoesp  |  20/07/2013 às 17:28

      Prezado professor Cristiano,
      Isto ainda não está claro. Precisamos aguardar a regulamentação da lei.
      Bebel

      Resposta
  • 80. Vania  |  19/07/2013 às 13:51

    Não acredito que o concurso será somente para PEB II e nós professores PEB I ficamos como?

    Resposta
    • 81. apeoesp  |  20/07/2013 às 14:49

      Prezada professora Vania,
      Levantamos esta questão várias vezes. A SEE ficou de fazer um levantamento de cargos vagos para projetar um concurso.
      Bebel

      Resposta
  • 82. Vania  |  19/07/2013 às 13:59

    Estou desmotivada me formei há um ano e encontro-me desempregada desde de então, estou pensando em abandonar a carreira.

    Resposta
    • 83. apeoesp  |  20/07/2013 às 14:51

      Prezada professora Vania,
      Lamento que esteja nesta situação. Você cadastrou-se nas DREs? Espero que logo consiga obter aulas.
      Boa sorte.
      Bebel

      Resposta
  • 84. Jocimara  |  23/07/2013 às 16:25

    Olá Bebel, então quer dizer que professores PEB 1 categoria O, vão continuar da mesma forma candidatos e contratados?? O concurso é somente para PEB2 eu não entendi? Desde já agradeço.

    Resposta
    • 85. apeoesp  |  27/07/2013 às 12:21

      Prezada professora Jocimara,
      Estamos pressionando a SEE para que haja concurso para PEB I. Eles alegam não haver cargos suficientes, mas comprometeram-se a apresentar o levantamento.
      Bebel

      Resposta
  • 86. welber  |  25/07/2013 às 00:13

    Ola Bebel, em relação ao aumento da jornada para 65 aulas e a possibilidade dos professores terem um segundo cargo com contrato, passara a valer a partir de quando? Eu sei que o melhor seria um salario digno, mas esse segundo cargo é opcional e somente o professor que optar por ele terá sua jornada ampliada não é verdade. Acho que para quem quer e pode optar por essa jornada é uma boa, uma vez que se o professor não tem um segundo cargo no estado, ele vai trabalhar na prefeitura ou na rede particular. Para os alunos do estado vai ser bem melhor essa medida, porque ao invés do professor trabalhar em outro lugar ele poderá continuar na mesma escola. Parabéns pelo trabalho e dedicação!

    Resposta
    • 87. apeoesp  |  27/07/2013 às 11:46

      Prezado professor Welber,
      Muito obrigada.
      É necessária a publicação da regulamentação da lei. Provavelmente valerá em 2014. Já manifestei-me contra este dispositivo. Creio que poderá ocasionar mais adoecimentos na categoria e prejudicar a qualidade do ensino.
      Bebel

      Resposta
  • 88. Taci  |  25/07/2013 às 15:28

    Bom pelo que endendi prof cat O precisa fazer a prova novamente será classificatória, para critério de desempate será usado os pontos de aulas que o docente possui? não terá concuso para PEB I…. é isso mesmo??

    Resposta
    • 89. apeoesp  |  27/07/2013 às 11:33

      Prezada professora Taci,
      O governo alega ser necessária a prova porque a lei obriga haver processo seletivo para contratação temporária. Pontuação não é critério para desempate, pois, nos casos de contratação por tempo determinado, o governo não reconhece a pontuação. Continuamos lutando contra esta prova, mas, por ora, conseguimos que seja classificatória.
      A SEE alega não haver cargos vagos suficientes para concurso de PEB I, mas diante de nossa insistência comprometeu-se a apresentar os números.
      Bebel

      Resposta
  • 90. Rosimar  |  26/07/2013 às 15:25

    Olá Bebel.
    Por que não vai haver concurso para PBI?

    Resposta
    • 91. apeoesp  |  27/07/2013 às 11:19

      Prezada professora Rosimar,
      A SEE alega não haver cargos suficientes. Diante de nossa insistência, afirmam que farão levantamento e divulgarão, promovendo concurso se assim foi viável.
      Bebel

      Resposta
  • 92. Cátia da Conceição  |  27/07/2013 às 14:52

    Olá Bebel!
    Gostaria de saber quando vai sair o edital para o concurso e qual a bibliografia para estudos?
    Obrigada.

    Resposta
    • 93. apeoesp  |  31/07/2013 às 13:56

      Prezada professora Cátia,
      Ainda não temos a informação. A bibliografia básica está no site da SEE.
      Bebel

      Resposta
  • 94. Carlos De Moraes Heraclio  |  28/07/2013 às 18:53

    Prezada Sra. Presidenta
    Maria Isabel de Noronha

    Como professor que pretende participar do próximo concurso para provimento de cargos no magistério de São Paulo, venho por meio deste solicitar a vsa. maiores informações sobre qual regimento estarão sujeitos esses novos contratados. Isto é, juridicamente: estatutários ou Celetistas.
    O motivo que me faz recorrer a certeza desse tipo de contratação é o fato, que, ainda que boatos, estamos lendo em todas as redes sociais afirmativa de que esse regime será o de CELETISTA e, como já vimos, num passado, ainda recente, boatos se confirmarem em realidade, gostaríamos de nos preparar para entrar no que denominamos “barco furado”.
    Sabemos (toda categoria) esse governo nunca fez nada sem que haja segundas intenções, portanto, fica em nossas discussões, em varias redes sociais, duvida sobre o que estaria, realmente, por trás desse artifício, desse novo critério no concurso 2013. E, se é “LEGAL” (juridicamente) esse tipo de contratação.

    Desde já, agradeço sua atenção
    Forte abraço

    Resposta
    • 95. apeoesp  |  31/07/2013 às 13:28

      Prezado professor Carlos,
      O regime é estatutário. Boatos são apenas boatos.
      Bebel

      Resposta
  • 96. Ademir  |  15/08/2013 às 15:05

    OLá, estou ouvindo boatos que para este concurso efetivo que deverá ser aberto ainda este ano eles utilização um corte menor que 50% da prova (40 questoes) como foi no anterior isso é verdade, continuará sendo ELIMINATÓRIO???

    Resposta
    • 97. apeoesp  |  17/08/2013 às 13:06

      Prezado professor Ademir,
      Sim, o concurso terá uma nota de corte, Não conseguimos alterar isto. Porém, a metodologia poderá ser diferente, permitindo um maior número de aprovados.
      Bebel

      Resposta
  • 98. Ana.  |  30/08/2013 às 01:03

    Olá, Bebel eu tenho uma dúvida: o concurso que terá esse ano tb será para trabalhar no Centro de Línguas? Pois no D.O publicado em 15/08 tb estão disciplinas de Língua Estrangeira como: espanhol, francês, italiano, alemão e japonês.

    Resposta
    • 99. apeoesp  |  30/08/2013 às 09:04

      Prezada professora Ana,
      Sim. Para todas as unidades escolares da rede estadual.
      Bebel

      Resposta
  • 100. Ademir  |  02/09/2013 às 14:36

    Bom dia!!!
    Me formei faz um tempo 10 anos e ate´hoje só trabalho com matematica financeira, ou seja a parte especifica ensino fundamental e médio precisarei estudar tudo. Existe alguma apostila, livro ou ainda curso on line para eu me preparar na parte especifica? Agradeço desde já a atenção e a ajuda.

    Resposta
    • 101. apeoesp  |  03/09/2013 às 03:06

      Prezado professor Ademir,
      A APEOESP está preparando apostilas e oferecerá curso. Procure a subsede da sua região.
      Bebel

      Resposta
  • 102. Henrique Leal.  |  03/09/2013 às 03:19

    Olá Bebel, bom dia!
    Sobre o concurso para 2014 deve ser usada a bibliografia da Resolução SE 52/1013. OK.

    Agora, sobre a bibliografia do Processo Seletivo Simplificado a bibliografia será conforme o que segue?

    DOE 06.08.2013
    Portaria CGRH nº 11 , de 05.08.2013
    Dispõe sobre as inscrições para o Processo de Atribuição de Classes e Aulas e a realização da prova do Processo Seletivo Simplificado para o ano letivo de 2014.
    A Coordenadora da Coordenadoria de Gestão de Recursos Humanos, considerando a necessidade de estabelecer datas, prazos e diretrizes para as inscrições do processo de atribuição de classes e aulas e a prova de avaliação referente ao ano letivo de 2014, expede a presente Portaria.
    A definição de perfis de competência e habilidades requeridas para os integrantes do Quadro do Magistério (QM) da rede pública estadual, como também a bibliografia de referência para todos os campos de atuação do Processo Seletivo Simplificado, constam na Resolução SE Nº 70/2010, Resolução SE Nº 13/2011 e Resolução SE 37/2013.

    Por favor, me dê uma orientação, estou confuso.
    Forte Abraço.

    Resposta
    • 103. apeoesp  |  03/09/2013 às 09:15

      Prezado professor Henrique,
      A Resolução SE 52 é válida para todos os exames, concursos e processos seletivos. Ela revogou a Resolução 70.
      Bebel

      Resposta
  • 104. KELLY  |  27/09/2013 às 12:24

    NÃO HAVERÁ VAGAS PARA PEB I ???

    E a publicação no DO Volume 123 – número 152 – São Paulo, 15 de agosto de 2013, p. 31 – 41.

    TEM ATÉ BILIOGRAFIA PARA PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I

    Resposta
    • 105. apeoesp  |  01/10/2013 às 14:02

      Prezada professora Kelly,
      A SEE alega que não há número suficiente de vagas para PEB I. A APEOESP reivindica que seja feito concurso para qualquer número de vagas.
      Bebel

      Resposta
  • 106. Carlos De Moraes Heraclio  |  07/10/2013 às 01:52

    Prezada Senhora
    Maria Isabel de Noronha

    Gostaria, se possível, de uma explicação sobre a CERTIFICAÇÃO desse próximo concurso para provimento de cargos, 2013.
    Até então, o concurso anterior obrigava todos os aprovados e convocados a realizarem a escola de formação para obter esse certificado. Ou seja, o curso de formação esta ligado ao concurso. Porém, nesse próximo(2013), o curso de formação estará ligado ao estagio probatório ou efetivação do concursado.
    Se pretendo fazer o concurso apenas para ter essa certificação, dos pontos, terei mesmo de assumir o cargo! Isso não é estranho, pior, essa orientação esta vindo das regionais APEOESP através dos RE.s e das Diretorias de Ensino.

    Agradeço sua atenção

    Resposta
    • 107. apeoesp  |  10/10/2013 às 15:38

      Prezado professor Carlos,
      O curso de formação não mais é parte integrante do concurso e sim do estágio probatório.
      Bebel

      Resposta
  • 108. Ademir  |  10/10/2013 às 14:16

    OLÁ GOSTARIA DE ENTENDER MELHOR COMO VAI SER A CLASSIFICAÇÃO E AS CHAMADAS DO CONCURSO VÃO SER SÓ PARA AQUELA D.E. ESCOLHIDA.
    GOSTARIA DE UMA AJUDA

    Resposta
    • 109. apeoesp  |  14/10/2013 às 16:32

      Prezado professor Ademi,
      Sim. O concurso é regionalizado.
      Bebel

      Resposta
  • 110. Rodrigo  |  11/10/2013 às 12:48

    Gostaria de saber se um professor já passou em algum concurso do estado, se ele ganha algum acréscimo de ponto nesse concurso atual? Não estou falando de tempo de serviço, mas por ter passado no concurso, no caso o último concurso feito e ter exonerado.

    Resposta
    • 111. apeoesp  |  14/10/2013 às 16:27

      Prezado professor Rodrigo,
      Sim, sempre tem sido assim. Vamos confirmar junto à SEE.
      Bebel

      Resposta
  • 112. Lidia  |  12/10/2013 às 19:11

    Boa Tarde Bebel
    Estou com muitas duvidas… referente a este concurso… sou categoria F…e estão dizendo por ai… que um professor da categoria F… fazer este concurso e ser aprovado na 1 fase, e na 2 fase não ser aprovado… ele vira categoria O… isso é verdade? por favor me esclareça esta dúvida… estou preocupada, desde já agradeço a sua atenção!

    Resposta
    • 113. apeoesp  |  14/10/2013 às 16:01

      Prezada professora Lídia,
      Apenas boatos. Não há nenhuma veracidade ou base legal para isto.
      Bebel

      Resposta
  • 114. Glória Rosa  |  12/10/2013 às 23:43

    Bebel.
    A mudança para os categoria F e O da Lei Complementar 1093 que foi votada na Assembleia será para este ano ou não.O representante da APEOESP afirmou categoricamente que será para o ano de 2014, porque este ano não dará mais tempo.

    Resposta
    • 115. apeoesp  |  14/10/2013 às 15:47

      Prezada professra Glória,
      Sim, os efeitos da lei serão aplicados em 2014, mas já valem para a prova que se realiza neste ano (20/10).
      Bebel

      Resposta
  • 116. Andréa Regina  |  14/10/2013 às 21:50

    Olá, sou estudante e termino o curso no primeiro semestre de 2014, fui informada que posso prestar esse concurso e entrar com um pedido de segurança, para garantir minha vaga até a formação! Isso é veridico?
    Obrigada

    Resposta
    • 117. apeoesp  |  20/10/2013 às 13:08

      Prezada professora Andréia,
      Creio que esta possibilidade não existe. Informe-se melhor pelo telefone 11.33506214.
      Bebel

      Resposta
  • 118. silene maria veiga de oliveira  |  14/10/2013 às 22:56

    Sou categoria F, optei para fazer a prova, se não for o que pode acontecer?

    Resposta
    • 119. apeoesp  |  20/10/2013 às 13:06

      Prezada professora Silene,
      O professor da categoria F não precisa mais fazer a prova.
      Bebel

      Resposta
  • 120. Wagner  |  15/10/2013 às 02:49

    Gostaria de saber se o 1/3 de férias esta sendo pago, pelo governo. para os professores categoria O, pois nunca recebi.

    Resposta
    • 121. apeoesp  |  20/10/2013 às 13:01

      Prezado professor Wagner,
      Pela legislação atual, se houver uma falta, as férias são pagas apenas no final do contrato. Foi feita uma alteração para que isto não continue a acontecer. A partir de 2014 será paga quando o professor completar 12 meses de exercício.
      Bebel

      Resposta
  • 122. ADELAIDE ALVES DE FREITAS DA SILVA  |  16/10/2013 às 02:43

    Boa noite Bebel, estou com uma duvida! Sou PII tenho pontos, os mesmos continuarão sendo somado com a nota da prova para classificação.Ateciosamente
    Professora Adelaide.

    Resposta
    • 123. apeoesp  |  20/10/2013 às 12:47

      Prezada professora Adelaide,
      Creio que sim, pois não houve nenhuma alteração neste sentido. Vamos confirmar com a SEE.
      Bebel

      Resposta
  • 124. Thais Santos  |  16/10/2013 às 13:30

    Bom dia!!!
    Sou bacharel e estou fazendo uma pós da parte pedagógica para obter o certificado de licenciatura em química com base na resolução 2/98, se não me engano.
    Neste concurso já estão pedindo a comprovação dos títulos, mesmo enviado uma declaração da faculdade serei desclassificada?
    Obrigada,
    Thais

    Resposta
    • 125. apeoesp  |  20/10/2013 às 12:45

      Prezada professora Thais,
      Creio que sim. Para mais detalhes e informações, por favor ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Resposta
  • 126. Renata  |  17/10/2013 às 01:30

    Boa noite querida Bebel!
    Gostaria de saber se as apostilas relacionadas ao concurso PEB II já foram enviadas à subsede de Casa Branca. Enviei uma mensagem semana passada (quarta-feira) perguntando a respeito das mesmas. Fui informada q não estavam disponíveis ainda e que não sabiam se chegariam a tempo. Desculpe pela insistência, mas estou apreensiva porque além do tempo ser curto, não tenho material para me preparar.
    Grata pela atenção.

    Resposta
    • 127. apeoesp  |  20/10/2013 às 12:39

      Prezada professora Renata,
      A Revista pedagógica já foi enviada. As demais estão sendo enviadas conforme são liberadas pelas gráficas.
      Bebel

      Resposta
  • 128. Rosi  |  18/10/2013 às 22:08

    Bebel, os professores categoria F devem obrigatoriamente realizar a prova neste dia 20? Resumindo, haverá novamente a lista de aprovados e reprovados? E a categoria O continua na mesma situação dos anos anteriores? Pois, o que ouvimos é que os professores categoria F não precisariam realizar a prova e que a classificação seria por tempo de serviço, e a prova para os categoria O seria classificatória. Mesmo realizando a prova dia 20, não há possibilidade do governador assinar o decreto ainda esse ano, e a atribuição ser realizada com as alterações aprovadas?
    Desde já obrigada!

    Resposta
    • 129. apeoesp  |  20/10/2013 às 11:54

      Prezada professora Rosi,
      Os professores da categoria F não precisam mais realizar a prova.
      Não haverá mais aprovados e reprovados. A prova é classificatória para categoria O.
      O projeto já foi aprovado e as novas regras já são válidas. O governador não deixará de sancionar um projeto que ele próprio enviou e foi aprovado sem emendas.
      Bebel

      Resposta
  • 130. Simone Spagola  |  19/11/2013 às 15:32

    Boa tarde , BEBEL!
    Ao fazer minha inscrição para atribuição de 2014, minha gerente escolar me instruiu a aumentar minha jornada do segundo cargo de reduzida para básica dizendo que era mais fácil declinar do que aumentar. Porém ela não tinha lido o DO há 3 dias e não viu o Decreto dizendo que não poderia reduzir.
    O que devo fazer, pois leciono em uma escola particular há 19 anos e não dá para conciliar os dois cargos (visto que no primeiro tenho carga completa?
    Posso entrar com um mandato de segurança caso não deixem declinar e voltar para a reduzida (jornada que me encontro atualmente)?
    Obrigada pela atenção.
    Simone Spagola

    Resposta
    • 131. apeoesp  |  24/11/2013 às 14:27

      Prezada professora Simone,
      Por favor, entre em contato com o telefone 11.33506214 e veja como proceder.
      Bebel

      Resposta
  • 132. Ademir  |  19/11/2013 às 18:36

    Boa tarde!
    Gostaria de tirar algumas duvidas, prestei o efetivo consegui 36 acertos pedagógica e 5 na especifica = 41, será que posso ser convocado?
    Caso seja, será que a classificação só vai ser por regional mesmo. Pergunto isso porque sou do interior de são paulo, e por aqui nem os efetivos a muito tempo não conseguem vagas para retornar.

    Obrigado

    Resposta
    • 133. apeoesp  |  24/11/2013 às 14:24

      Prezado professor Ademir,
      Não é possível saber isto ainda. Pela curva de Gauss, a média da performance de todo o grupo de candidatos interfere na classificação final.
      Bebel

      Resposta
  • 134. Cláudia De Aquino  |  20/11/2013 às 00:08

    fiz o concurso PEBII 2013 e obtive 35 pontos. estou reprovada? como fica a curva de Gauss?

    Resposta
    • 135. apeoesp  |  24/11/2013 às 14:22

      Prezada professora Cláudia,
      Não é possível responder isto agora. Dependerá da performance dos demais candidatos.
      Bebel

      Resposta
  • 136. vera  |  20/11/2013 às 00:12

    quem não conseguir os 40 pontos está reprovado?

    Resposta
    • 137. apeoesp  |  24/11/2013 às 14:21

      Prezada professora Vera,
      Depende. Se a enorme maioria ficar na mesma situação, isto se refletirá na classificação de todos.
      Bebel

      Resposta
  • 138. Sandro  |  21/11/2013 às 01:35

    Boa noite Bebel
    Sobre o método na classificação, terá professor prejudicado e desclassificado por exemplo?
    Um exemplo, eu acertei 41 questões, há possibilidade de não ser classificado?

    Resposta
    • 139. apeoesp  |  24/11/2013 às 13:53

      Prezado professor Sandro,
      Possivelmente não, pois você acertou mais de 50% das questões. Será feito um cálculo que leva em conta a média de todo o grupo. Você parte de uma boa posição.
      Bebel

      Resposta
  • 140. Katia  |  26/11/2013 às 20:54

    Olá Bebel,
    Será que com toda essa confusão, questões incoerentes, gabarito errado e o processo de classificação que para mim é um pouco confuso, não prejudicará muita gente? Eu, por exemplo, fiz 50% da prova mas corro o risco de não ser classificada.

    Resposta
    • 141. apeoesp  |  01/12/2013 às 15:06

      Prezada professora Katia,
      Estamos atentos, aguardando os posicionamentos da FGV sobre os recursos. Ingressaremos com ações judiciais para anular as questões comprovadamente erradas.
      Bebel

      Resposta
  • 142. Elisangela Ferman  |  03/12/2013 às 17:59

    olá Bebel,
    Gostaria de saber como fazer esse cálculo da curva .
    Acertei 41 em biologia e 42 em ciências
    Escore padronizado é 40
    A nº d acertos do candidato
    X Média de acertos do grupo
    e o S
    Grata
    Professora Elisangela Ferman

    Resposta
    • 143. apeoesp  |  08/12/2013 às 13:16

      Prezada professora Elisangela,
      Não tenho elementos para afirmar se seu raciocínio está correto. Mediante a classificação, contrataremos profissionais especializados para dirimir eventuais dúvidas, se necessário.
      Bebel

      Resposta
  • 144. cláudia  |  05/12/2013 às 02:05

    quem fez 39 pontos está reprovado?

    Resposta
    • 145. apeoesp  |  08/12/2013 às 12:52

      Prezada professora Cláudia,
      Não há base para esta afirmação. É necessário aguardar a classificação.
      Bebel

      Resposta
  • 146. rafael  |  19/12/2013 às 17:02

    Acertei 41 questões no total para educação física e fui reprovado, liguei na fgv e me disseram que nada pode ser feito. Esta maneira de eliminação do concurso não é legal sendo que acertei 50% da prova

    Resposta
    • 147. apeoesp  |  23/12/2013 às 15:24

      Prezado professor Rafael,
      Verifique o edital do concurso. O critério para aprovação não é somente o acerto de 50% das questões e sim o resultado de cálculos feitos pelo método da curva de Gauss, que levam em conta as notas de todo o grupo de candidatos. Isto permitiu aprovar mais pessoas do que seriam aprovadas pelo método antigo. O problema é que houve grande número de candidatos com notas altas na sua disciplina, o que tornou a média de corte mais alta também. De toda forma, se não fez o recurso no prazo devido (até 14/12), deve aguardar possível recurso coletivo que faremos, mas chance não, em princípio, muito grande, porque o edital foi cumprido.
      Bebel

      Resposta
  • 148. Luciana  |  19/12/2013 às 19:37

    Olá, entrei no site fgv, e o meu resultado do dia 12/12/13 é de aprovado, gostária de saber se esse resultado é definitivo? Ou ainda será corrigido a prova dissertativa para considerar me considerar aprovado?
    Luciana.

    Resposta
    • 149. apeoesp  |  23/12/2013 às 15:17

      Prezada professora Luciana,
      Será corrigida a dissertativa, para classifica-la.
      Bebel

      Resposta
  • 150. Carina Fernanda Di Salvo  |  02/01/2014 às 20:24

    Sou Professor PEB 2 no estado de sp. Minha jornada é integral.
    Passei no concurso PEB 2 FGV, gostaria de optar pela carga
    reduzida para poder acumular. Na hora do ingresso poderei optar
    por essa jornada?
    obrigada
    Prof. Carina

    Resposta
    • 151. apeoesp  |  04/01/2014 às 11:47

      Prezada professora Carina,
      Não. Para tentar obter este direito, terá que ingressar com ação judicial pela APEOESP. Já ingressamos com ação coletiva questionando o Estado sobre esta decisão.
      Bebel

      Resposta
  • 152. Juliana  |  15/01/2014 às 01:34

    Boa noite Bebel,

    Gostaria de saber se a carga reduzida poderá ser escolhida, pois esses dois pontos do edital me deixou em dúvida:

    “3. O candidato aprovado e convocado de acordo com sua classificação optará por vaga na Jornada
    Inicial de trabalho docente, caracterizando-se a vaga quando existirem aulas disponíveis da disciplina
    do cargo de ingresso em quantidade equivalente à da carga horária dessa jornada.
    3.1 No caso de o número de aulas disponíveis da disciplina do cargo não possibilitar a constituição de
    Jornada Inicial de Trabalho docente, a vaga para ingresso poderá ser caracterizada em Jornada
    Reduzida de Trabalho docente, a critério da Administração”

    Muito obrigada.

    Resposta
    • 153. apeoesp  |  19/01/2014 às 01:00

      Prezada professora Juliana,
      Você não pode optar. A decisão é da Administração.
      A APEOESP ingressou na justiça para que o professor possa optar pela jornada reduzida. Ainda não há decisão.
      Bebel

      Resposta
  • 154. Everton  |  18/02/2014 às 17:12

    Bebel, boa tarde!
    Gostaria de uma orientação, passei no concurso FGV, porém, termino minha Licenciatura em maio e o diploma só Deus sabe. Dessa forma, existe alguma possibilidade (inclusive jurídica) de conseguir tomar posse? Podemos prorrogar a posse por quanto tempo?
    Obrigado pela atenção!

    Everton

    Resposta
    • 155. apeoesp  |  23/02/2014 às 14:58

      Prezado professor Everton,
      Você pode prorrogar a posse por 30 dias e mais 30 dias. Depois disto ficará como remanescente, podendo assumir vaga que venha a surgir futuramente.
      Bebel

      Resposta
  • 156. Maria Aparecida  |  27/02/2014 às 05:58

    Bebel,
    Bom dia!

    Gostaria de saber se serão convocados todos os candidatos
    aprovados , de acordo com suas colocações? Sabe- se que são cinquenta e nove mil vagas, há alguma possibilidade de ser convocado o candidato que obter uma classificação que esteja fora desse número de vagas?

    Resposta
    • 157. apeoesp  |  02/03/2014 às 16:17

      Prezada professora Maria Aparecida,
      Sim, há, pois muitos convocados não assumem o cargo.
      Bebel

      Resposta
  • 158. Henrique Bueno  |  26/03/2014 às 21:26

    Prezada, tomei posse do cargo no concurso na ultima semana, contudo a diretoria de ensino de itapecerica da serra esta hesitante em aceitar meu diploma. Sou Bacharel em nutrição com curso R2/97 em Licenciatura Plena em Biologia. No Edital diz que portadores de licenciatura plena em biologia poderiam assumir o cargo de Ciências. Como proceder com a diretoria? Grato.

    Resposta
    • 159. apeoesp  |  30/03/2014 às 15:06

      Prezado professor Henrique,
      Por favor, procure o departamento jurídico na subsede da APEOESP para verificar como proceder. Ou ligue para 11.33506214. Você deve ser associado da APEOESP para obter atendimento.
      Bebel

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Em quem você vai votar no dia 5 de outubro?

Participe da nossa enquete. Não é pesquisa, mas uma enquete para aferição de intenção de voto.

Para participar, clique aqui

Total dos votos consignados

Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 3,294,129 hits

Comentários recentes

apeoesp em Provas do concurso de PEB I es…
apeoesp em A direita raivosa ataca a APEO…

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 427 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: