Artigo 22: APEOESP impetra mandado de segurança

07/01/2012 at 11:40 163 comentários

A APEOESP impetrou mandado de segurança coletivo para defender o direito dos professores efetivos de participarem do processo de atribui­ção de classes e aulas para fins de de­signação nos termos do artigo 22 do Estatuto do Magistério (substituição de cargo vago e/ou de outro titular de cargo), ainda que eles estejam em estágio probatório, registrem mais de doze faltas no ano de 2011, tenha sofrido qualquer penalidade admi­nistrativa nos últimos cinco anos e tenham desistido ou tiveram cessadas designações anteriores.

No mesmo Mandado de Segu­rança Coletivo também foi pleitea­do que os docentes inscritos para participar da atribuição pelo artigo 22 do Estatuto do Magistério te­nham o direito de fazê-la na escola em que estão lotados para fins de constituição/composição de jornada de trabalho, ampliação e carga su­plementar de trabalho. Essa medida tem por objetivo evitar que eles sofram prejuízos, caso não tenham aulas atribuídas nos termos do artigo 22 do Estatuto do Magistério.

A decisão judicial a respeito do pedido de medida liminar deverá ocorrer na próxima semana, devido a suspensão do expediente no Po­der Judiciário Estadual no período de 20 de dezembro de 2011 a 8 de janeiro de 2012.

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Professor categoria “L” não precisa assinar dispensa

163 Comentários Add your own

  • 1. Daniela  |  07/01/2012 às 16:02

    Nossa que benção, Bebel se isso acontecer os professores ingressantes efetivos poderão solicitar art 22 no ato da atribuição em sua própria escola?

    Responder
    • 2. apeoesp  |  08/01/2012 às 15:45

      Prezada professora Daniela,
      É preciso aguardar a liminar para que possamos orientar sobre procedimentos.
      Bebel

      Responder
      • 3. Fabrício Freitas  |  03/01/2013 às 16:48

        Tem uma data para sair essa liminar? Pois minha inscrição foi indeferida também… que angustia, todo ano assim!!! Isso pq queremos trabalhar!!!!

      • 4. apeoesp  |  04/01/2013 às 14:12

        Prezado professor Fabrício,
        Não, ainda não temos a data.
        Bebel

  • 5. Sebastião Miguel  |  07/01/2012 às 16:12

    Bebel, a secretaria da sede onde trabelhei em 2011, informou que todos seriam demitidos em obediência à ordem da dirigente – mas ainda não fui convocado, mesmo com a liminar eu tenho que assinar a dispensa? Não traria transtorno futuramente?
    Abraços.

    Responder
    • 6. apeoesp  |  08/01/2012 às 15:44

      Prezado professor Sebastião,
      A providência de não assinar, se for convocado, é para facilitar enventual ação judicial. Isto em nada prejudica seus direitos.
      Bebel

      Responder
  • 7. antonio ramos  |  07/01/2012 às 16:17

    secretaria da educação responde a imprensa:

    07/01/2012
    Nova jornada de professor sairá até o próximo dia 23
    Thâmara Kaoru
    do Agora
    A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo deve informar até o dia 23 como será a jornada extraclasse dos professores estaduais.
    Segundo a pasta, “a norma que estabelecerá o cumprimento da jornada extraclasse está em fase de finalização e será instituída e divulgada antes do início do processo de atribuição de aulas”.
    A nova tabela obedecerá à lei nacional do piso, que estabelece que o professor deve passar 30% do seu tempo em atividades fora da sala de aula.
    No Estado, o tempo destinado para trabalho extraclasse era de 17%. Agora, deverá subir para 33%.
     Leia esta reportagem completa na edição impressa do Agora neste sábado, 7 de janeiro, nas bancas

    estaremos todos vigilantes, infelizmente esses senhores não merecem nossa confiança, outrora não teriam recorrido do mesmo.

    Responder
  • 8. mmaquim  |  07/01/2012 às 16:19

    Bebel, na escolha de vagas, antes da escola de formação, no ano passado, só foi possivel pegar carga reduzida, pois nenhuma outra escola tinha outra carga maior…Creio eu que possa aumentar minha carga quando já estiver com a posse do cargo, já que não pude fazer nada, pois não tinha vínculo com a secretaria, muito menos usar o artigo 22…Creio que muitos dos candidatos da escola de formação estão na mesma situação exposta aqui. Haverá algum problema na ampliação da carga horária?

    Responder
    • 9. apeoesp  |  08/01/2012 às 15:40

      Prezado professor Murilo,
      Creio que não haverá qualquer problema. Caso haja, procure no mesmo momento o(a) representante da APEOESP ou entre em contato com o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 10. lucivelo  |  07/01/2012 às 17:42

    Até que enfim a APEOEPS reolveu enxergar o artigo 22 como ele realmente é : inimigo dos efetivos!!

    Responder
  • 13. Lisandra  |  07/01/2012 às 17:45

    Mas todos os casos juntos? Isso não pode prejudicar professor que está em uma ou outra situação? Foi feito assim nos outros anos também?

    Responder
    • 14. apeoesp  |  08/01/2012 às 15:38

      Prezada professora Lisandra,
      Sim. Lutamos pelos direitos de todos poderem concorrer.
      Bebel

      Responder
  • 15. Benedito  |  07/01/2012 às 18:38

    bendito aparecido filho filho Mensagem sinalizada Sábado, 7 de Janeiro de 2012 16:22 Corpo da mensagemPara aonde vai o professorado?
    Os professores nesses últimos anos tem se confrontado com uma crise de identidade,quem é? o que é?E também tem sofrido com as incertezas de onde está e para aonde vai?
    Essas icógnitas tanto da ponto de vista da educação, de qual o papel que cumpre em sala de aula e um pouco mais abrangente na sociedade, tanto do ponto de vista profissional de se ter uma carreira a seguir, tem -o colocado em uma encruzilhada, em que qual seja o caminho tomado há um martírio a nos esperar.
    Há muito tempo que a educação o conhecimento deixou de ser algo desejado pela camada social pobre como um atrativo e um alvo a ser seguido para obter melhoria em sua condição de vida ,talvez isso se dê pelo fato de que as políticas compensatórias, bolsa família , bolsa escola tem cumprido um papel mínimo de suprir aquilo que ele conseguiria com os estudos, aqui não questiono se são corretas essas bolsas , mas o fato é que, o ir á escola se tornou uma coisa obrigatória para se conseguir essa ajuda de custo do governo que para algumas famílias é extremamente necessária e vital.O ir a escola passou a ser uma necessidade não para o aprendizado, mas sim um artifício para se conseguir uma bolsa para o sustento familiar ,daí então o esvaziamento da função do profissional da educação, que tem um educando que só está pensando no prêmio que são dois: frequentar as aulas , ganhar a bolsa e pegar o diploma de formando sem maiores esforços.
    Dessa forma o trabalho educacional e a função de professor começa a padecer de falta de identidade quem é? O que é? ou seja, ele é professor, ensina ,instrui ou é um cuidador(babá), educa, cuida.?
    O nosso martírio está longe de se acabar tendo em vista que o professor é um ser como outro qualquer e portanto precisa de trabalho,salário, divertir, instrui-se ter famílias no entanto a nossa jornada de trabalho e as funções que a elas são agregadas a torna frustrante.
    O salário de alguém que forma outras categorias de profissionais está longe de garantir ao professor o status que merece e a qualidade de vida necessária.
    O professor está mal posicionado na sociedade, não que a sociedade não precise de professores, mas sim, poque há uma política deliberada de transformar algo que é oferecido de( abre aspas) graça (fecha aspas)em algo pago.Para que isso ocorra ou seja, transformar algo de graça em algo pago tem que se fazer como a fábula da raposa e das uvas, enquanto ela está lá no alto não é possivel pegar , então façamos com que ela venha a baixo.Assim e dessa forma desmerecendo o professor. colocando a culpa nele por tudo de ruim que aconteça na educação e punindo com provas para atribuição de aulas ,provas para obter aumento de salário (prova de mérito), etc, e como é inacreditável como o governo com uma simples palavra ele ganha o conjunto do professorado ,MÈRITO essa é a palavra chave numa categoria que tem orgulho do que faz e infelizmente o bem feito não aparece e aí a quem culpar? O governo está longe, distante , não é presente, aliás é presente para nos culpar e dizer que há professores trabalhadores e professores vagabundos ,então, prova, para provar quem são os que estão atrapalhando o caminhar da educação nesse estado.Essa palavra MÈRITO abre um imenso abismo entre nós na medida que-a assumimos como nossa e -a aceitarmos como uma sentença para nosso fracasso e nosso exito na educação, eximindo o governo de qualquer culpa e responsabilidade na medida em que cremos que as coisas se resume em quem é ,e quem não é um bom profissional e esquecendo que entre um bom profissional e um mau profissional há um governo que determina dentre outras coisas, o curriculo, as verbas para as escolas, os espaços e materiais para que possamos realizar nosso trabalho.
    Uma conclusão podemos tirar: nós somos contratados e recebemos ordens, logo cumprimos ordens de quem nos contratou.Então se as ordens que estamos aplicando não está dando resultados,é necessário uma nova ordem e um novo ordenamento, uma nova organização a qual nós os professores não podemos dar, quem é que pode dar um novo direcionamento e novas ordens e mudar a forma como as coisas estão sendo feitas, é o governo.
    Essa reflexão é para que entendamos o nosso papel na hierarquia de comando no estado, não o papel social, pois se não fosse nossa atuação enquanto categoria reunidos em assembleias convocadas pelo sindicato a nossa aniquilação seria total e com certeza a privatização da educação e o ensino deixaria de ser de graça e passaria a ser pago á algumas instituições privadas de ensino como ocorreu no Chile e Argentina.
    Voltemos então ao nosso principal objetivo desse texto.Para aonde vai o professor?
    O professor vai para aonde sua consciência e sua luta o levar, ous eja,se assimilarmos a política de mérito,aceitarmos a culpa por tudo o que é de ruim que acontece na educação, assistir a tudo parado, se omitindo a tudo mesmo quando somos chamados aopinar, acho que o passo e o caminho para a privatização são largos e se aproxima cada vez mais e ao contrário de que pensa alguns é sim, a aniquilação de tudo quanto sonhou Paulo Freire, sonharam nosso pais é o fim do sonho de uma sociedade do bem estar social, ou seja, investimento público, verbas públicas para o povo.
    se o professor quiser realmente saber para aonde vai, é só olhar para o Egito, Líbia, Síria, milhares ás ruas exigindo serem respeitados é olhar para os indignados jovens da Espanha, dos jovens nos EUA, com seu movimento de ocupe o centro financeiro do império.
    Qual o caminho escolher em 2012?O caminho do comodismo ou o caminho da luta?Exercer seu papel social na história e narealidade mudando-a de acordo com a sua necessidade?Ou o caminho da derrota de deixar como está para não se comprometer?
    Qual seja o caminho que escolhermos estaremos sendo vistos como educadores que somos ,no entanto a diferença será qual a lição que nós ensinaremos áqueles a qual nos educamos.Qual será aula que daremos a essa sociedade tão necessitada de valores como ética,moral, dignidade, honra ? Qual aula que daremos a uma sociedade que precisa de uma educação de verdade e não uma educação de faz de conta do PSDB do Sr Alkmin.Qual será a nossa próxima aula? a de que somos culpados por tudo eo governo é o inocente?Que somos resposáveis por uma educaçãi ruim?Que não é preciso lutar para melorar?Qual aula que nós daremos aos nosso alunos e sociedade? a aula da prova de mérito? que tem que haver disputa um puxar o tapete do outro ao invés de ajudarmos mutualmente?
    Não sei qual será a próxima aula dos professores, mas a minha será a aula dos indignados dos inconformados com tudo que está aí hoje, será a aula dos que acreditam em uma educação melhor de que é possivel mudar as coisas.
    Sinceramente, espero que 2012 seja o ano de sacudir a poeira e dar avolta por cima como fizeram os professores mineiros, como fizeram os professores do Ceará,como fez a professora Amanda Gurgel mostrando sua indgnação aos deputados em seu estado.
    não sei se o governo irá aplicar um terço de hora atividade, mas sei que não podemos conviver com a divisão de categorias, com professor sendo trantado como um profissional de terceira e realizando a mesma atividades que os demais ,não sei se você irá fingir que isso não está acontecendo em sua escola, mas o fato é que bem do seu lado há um professor que realiza as mesma funções que você e é contratado de forma precária sem direito a férias , direito á saúde e é demitido todo ano e tem que prestar uma prova;não sei se você continuara conformado com a divisão das férias , com o parcelamento do nosso reajuste, com a prova de mérito com assédio moral , com a falta de respeito dos alunos, com a falta de atitude de alguns diretores.Não sei nada disso, mas uma coisa eu sei, essa bagagem pesada eu não carrego mais e espero que você também não.
    Um abraço. Benedito -escola bento da Silva césar-São Carlos-Janeiro de 2012.

    Responder
    • 16. RENATO  |  10/01/2012 às 03:01

      Concordo com você, Benedito.
      O professor não tem mais qualquer identidade. A situação é realmente ABSURDA, não funciona mais. Os alunos não estão mais a escola para estudar, abrir a cabeça, ter ambições, etc.; o aluno vai à escola para o pai/mãe “pegar” o bolsa-família e, já que ele está ali mesmo, ele aproveita para fazer um social sem NENHUM medo de ser constrangido (o aluno se sente totalmente em casa nas escolas hoje!!). Eles simplesmente FAZEM O QUE QUEREM LITERALMENTE. Ali é um clube grátis. O governo mente descaradamente fingindo que a escola é uma escola, que continua sendo uma escola; a mídia, de rabo prezo com o governo, lhe dá cobertura e entra na GRANDE FARSA. Quem se ferra somos nós: não podemos ser professores (devido às ridículas condições de trabalho) e somos apenas e tão somente babás de marmanjos(as). Os pais são cada dia mais omissos, pois lhes convém.
      E ainda temos que aguentar “invenções” do governo para maquiar as suas incompetências explícitas, evidentes, as quais nos empurraram a essa situação sem volta. Não sei dizer qual o futuro do magistério, mas muitas “criações” mal intencionadas, mentiras óbvias e farsas montadas deliberadamente ainda passarão por debaixo dessa ponte ainda.
      Enquanto aceitarmos como sempre fazemos,
      pior para nós, os bodes expiatórios sempre mansos.

      Responder
      • 17. Benedito  |  11/01/2012 às 12:13

        Caro professor Renato, obrigado por ter lido a minha mensagem.Realmente não só bode expiatorios , mas como também um pouco de amnésia abateu- se sobre nossa categoria e também o desanimo o que tem levado a perdas significativas de nossos direitos.
        Vaja o senhor, antes não precisaríamos nos programar para ficar doentes, hoje, ficamos doentes e não podemos apresentar mais que dois atestados no mês senão perdemos o dia;antes a atribuição de aulas era por pontuação seguindo a LDB, hoje, todo o ano fazemos uma prova para atribuição de aulas,; antes tinhamos 180 dias letivos de aulas e dava perfeitamente para cumprir o curriculo, hoje 200 dias, e nossas crianças saem com sérias dificuldades de aprendizado;antes tínhamos direitos ferias integrais, hoje, já nos querem parcelar as nossas férias;antes tínhamos mérito, hoje precisamos fazer prova de mérito,antes éramos apenas em efetivos e ACT´s que tinha o mesmo status, hoje somos em várias categorias, várias letras e com contrato precários, que não dão direito á aposentadoria na medida em que os contratos são encerradas todo o ano e isso tira a continuidade , além da legislação que proibe o vínculo com o SPPREV , que é nosso orgão de previdência.
        Muitos se esquecem do porque temos férias, se esquecem do porque temos licença prêmio, licença saúde, licença maternidade abono de dia, e acham isso errado, no entanto se esquecem que isso são conquistas, que nossos avós,pais deram o sangue para que tívéssemos , esses dreitos, carteira assinada , FGTS, estabilidade no emprego essas coisas todas não foram um benevolência de algum patrão, isso foram conquistas que para usuflirmos hoje, muitos deram seu sangue e sua vida.Pois sabiam eles que são coisas imprecindíveis ao trabalhador, que precisa de férias para recuperar do cansaço da labuta, precisa de abono de dia para levar um filho ao médico , precisa de tempo para estudar e se aprimorar, as mulheres terem direito de amamentar e cuidar de seu filho assim que nasce . Um terço de horas atividades para nós da educação é imprescindivel, o certo seria ao menos 50 por cento isso nos daria tempo de fazermos um pós graduação .ou um curso qualquer de especilização, não podem essa mocidade que está vindo aí , e nós que já experimentamos tudo isso, deixar que se acabe, e também não podemos aceitar que em nome da modernidade, do gasto excessivo com pessoal perdermos tudo isso para que alguns políticos malandro nos roube, esse discurso de que nos EUA,é assim de que na Europa é assado, é conversa mansa para tirar o que é nosso , se lá a patronal conseguiu impor uma derrota neles e retirou seus direitos não venham aqui fazer os mesmo, e depois aumentarem seus lucros em nossas costas.Direito se amplia , não se negocia.Isso tudo que nós temos , os efetivos em sua maioria , nós queremos que todos tenham, e não uma parcela pode isso e outra não, isso é discriminação, mesmo que o sr Geraldo Allkmin fez ula lesgislação regulamentando é ilegal, você não regulamenta uma coisa que irá criar divisão e privilégios , todos somos iguais perante a lei. Agora, para mudar , é preciso lutar.
        Obrigado, a você e a presidente do sindicato por esse espaço-Benedito

      • 18. Waldemar  |  14/01/2012 às 22:21

        Concordo plenamente com vcs e o que vc diz Renato, sobre os alunos tratarem a escola como um clube, uso exatamente este termo na escola onde leciono. Precisamos dar uma reviravolta, precisamos dar a volta por cima e mostrar nossa força, porque até agora só estamos ‘abaixando mais e mostrando nossa bunda’, como diz o ditado, aliás o governo faz e disfaz e nem gritar a gente grita.
        Eu não tenho condições com o salário que ganho de fazer greve, e acredito que greve é pra entrar sem data para sair, mas por exemplo ele fez o inacreditável: partiu nossas férias em duas, se alguém me contasse eu diria que era mentira, nunca ninguém teve a audácia de fazer um negócio desse, ele teve, então porque não nos unimos e vamos lá na frente da secretaria da educação fazer panelaço nesses dias de recesso, motivos nós temos de sobra, jornada não implantada, salários vergonhosos…enfim.
        Vamos sair para as ruas, ir para os faróis pedir esmolas para complementar nossos salários, vamos estampar camisetas com os dizeres: Na outra encarnação devo ter sido um político ‘filho da puta’, pois hoje sou professor da rede pública…
        Tem que sacudir tem que sair dessa mesmice, tem que processar o governo por assassinato, pois quando ele passa pela lei e põe um diploma na mão de um semi-analfabeto, atestanto uma coisa que ele não é, este ‘cara’, cai no mercado de trabalho, arranja um emprego e troca ‘soro’ por ‘vaselina’ e mata o paciente, o governo é co-assassino, onde tudo isso vai parar.
        Eu leciono faz 18 anos eu tenho sala que eu não consigo fazer a chamada, pois eles não se calam nem para responder presente, vc acha que consigo dar aula em salas como esta? Claro que não, porque eu não presto? Não porque, eles não prestam…
        Essa merda de prova de mérito eu passei na prova de mérito de primeira, mas minha escola não recebeu bônus, ué, o professor é bom pra passar na prova de mérito e não é bom pra ensinar, e o professor que trabalha em duas escolas como foi caso na minha escola, em uma ele ganha, na outra não, como isso, um dia o cara acorda e diz, hoje eu quero trabalhar, acorda em outro e diz, agora não quero trabalhar, isso não existe, é preciso acabar com o bônus clientela, clientela boa bônus bom, clientela ruim, bônus nenhum, ( ) ….

  • 19. Jailson  |  07/01/2012 às 20:21

    Boa tarde Presidenta,

    Que ótima notícia para iniciar o Ano de 2012, muito obrigado. Preciso saber como faço para requerer tal benefício, pois era categoria F até então e estou assumindo meu cargo efetivo agora em janeiro em uma cidade distante 78km (156 km entre ida e volta), já estava pensando em como fazer para tal.
    Tenho de fazer a opção quando tomar posse ou já posso ir a minha antiga sede para protocolizar requerimento?
    Mais uma vez obrigado e continuamos a contar com sua garra e disposição durante o ano, Feliz 2012!

    Responder
    • 20. apeoesp  |  08/01/2012 às 15:14

      Prezado professor jailson,
      A ação é coletiva. Estamos aguardando liminar. Depois disso é que orientaremos sobre requerimentos.
      Bebel

      Responder
  • 21. Felipe  |  07/01/2012 às 20:27

    Caríssima Bebel!

    De acordo com o diário oficial, já estou considerado APTO para ingressar no cargo. Minha dúvida é, existe possibilidade de concorrer ao artigo 22 ainda para o ano letivo de 2012?

    Responder
    • 22. apeoesp  |  08/01/2012 às 15:12

      Prezado professor Felipe,
      A APEOESP ingressou com ação juidicial para que isto possa ocorrer.
      Bebel

      Responder
  • 23. Arnaldo  |  08/01/2012 às 08:46

    Olá Profª Maria Izabel!

    Sou professor ingressante em 2012, fui nomeado de acordo com publicação de 05/01/12 no Diário Oficial do Estado, e agora só falta a perícia. Alguns exames apontaram uma leve alteração, sugerindo atenção e tratamento para evitar problemas maiores futuros, mas não é nada que necessite de licenças, afastamentos, etc. Gostaria de saber se há possibilidade do perito me considerar “NÂO APTO” para o cargo, e se existe possibilidade de algum recurso, caso isso ocorra, visto que sou funcionário do Estado há quase 6 anos e em nenhum momento tirei licença para tratamento de saúde.

    Abraços.

    Responder
    • 24. apeoesp  |  08/01/2012 às 14:57

      Prezado professor Arnaldo,
      Impossível prever, mas isto ocorrer, você pode recorrer judicialmente.
      Bebel

      Responder
  • 25. Prof. André Luiz  |  08/01/2012 às 09:53

    Bom dia!!!
    A minha dúvida é a seguinte Bebel, se eu tomar posse agora em janeiro já poderei participar da inscrição de remoção…Abraço e feliz 2012!!!

    Responder
    • 26. apeoesp  |  08/01/2012 às 14:54

      Prezado professor André,
      A APEOESP ingressou com ação judicial para que isto possa ocorrer. Aguardamos liminar da justiça.
      Bebel

      Responder
  • 27. Lu  |  08/01/2012 às 23:03

    Bebel, ainda não me filiei a APEOESP, pois estou esperando tomar posse do cargo, eu também poderei participar da remoção pelo artigo 22, caso o mandado de segurança seja aceito pelo juiz? Ou apenas os professores já filiados terão esse direito?

    Responder
    • 28. apeoesp  |  09/01/2012 às 14:23

      Prezada professora Lu,
      Dependerá do juiz e do Estado. Muitas vezes, há a extensão para todos, quando se trata de ação coletiva, mas nem sempre.
      Bebel

      Responder
      • 29. Lia  |  12/01/2012 às 10:12

        Bebel, meu caso é como o da professora Lu, vou me filiar ao sindicato, porém só depois que tome posse, e agora não vou ter o direito ao artigo 22? Bebel, por favor, lute por toda a categoria, seja nossa voz, nós não temos vez perante o Estado sem a força do sindicato, não posso entrar com uma ação judicial sozinha, por favor nos ajude, assim como a professora Lu, eu e muitos outros precisamos desse emprego, é muita humilhação o que passamos, não tenho condições de assumir a escola que escolhi, nos ajude.

      • 30. apeoesp  |  12/01/2012 às 10:32

        Prezada professora Lia,
        Por favor, procure a subsede da APEOESP de sua região e converse sobre uma possível solução para essa questão. De todo modo, já ajuizamos a ação coletiva.
        Bebel

  • 31. gislene  |  09/01/2012 às 10:26

    Como vou tomar posse se não tenho o laudo da pericia, ele vai para a escola ou temos que buscar, pois já saiu no diario que estou apta.

    Responder
    • 32. apeoesp  |  10/01/2012 às 13:01

      Prezada professora Gislene,
      O laudo segue diretamente para a escola.
      Bebel

      Responder
  • 33. Lourdes Fernandes Lima  |  09/01/2012 às 13:34

    Artigo 26 – Resolução 89

    Dúvida – vice-diretor e professor coordenador não podem acumular cargo
    Professorr e coordenador ou professor e vice-diretor.
    Obs: efetivbo em dois cargos

    Responder
    • 34. apeoesp  |  09/01/2012 às 23:37

      Prezada professora Lourdes,
      Professor coordenador e vice-diretor.
      Bebel

      Responder
  • 35. Tatiana  |  09/01/2012 às 15:25

    Boa tarde!
    Não consigo solicitar o recurso dobre o indeferimento da minha inscrição do artigo22, o prazo termina amanhã! O site dá resposta de quê o recurso não está liberado. Como devo proceder agora??

    Responder
    • 36. apeoesp  |  09/01/2012 às 23:47

      Prezada professora Tatiana,
      Você tem as seguintes alternativas, não excludentes: entre em contato com a CGRH (ex-DRHU) e/ou entre em contato com o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 37. joseany  |  09/01/2012 às 15:25

    professor mediador categoria “O” será reconduzido

    Responder
    • 38. apeoesp  |  09/01/2012 às 23:54

      Prezada professora Joseany,
      Verificando as instruções da SEE sobre professor mediador, verificamos que a recondução está prevista apenas para professores efetivos (adidos), readatados, categoria F e ex-L.
      Vamos pedir novas explicações à SEE.
      Bebel

      Responder
      • 39. aline  |  10/01/2012 às 00:01

        Bebel categoria l ( agora o ) com pedagogia , poderá ser vice diretor do programa escola da família ??

      • 40. apeoesp  |  10/01/2012 às 11:39

        Prezada professora Aline,
        Somente professores efetivos ou da categoria F podem ser vice-diretores. Caso deseje, pode recorrer à via judicial por meio do departamento jurídico da APEOESP.
        Bebel

      • 41. Joseany  |  10/01/2012 às 17:30

        Olá Bebel, liguei na SEE(08007700012), falei com a atendente chamada Cleide, e ela me informou que a recondução do professor mediador só depende da DE, sinceramente não sei mais nada, pois cada um me dá uma informação, peço-lhe a gentileza de averiguar essa informação, pois não acho justo o educador da escola da família categoria “O” ser reconduzido e nós professores mediadores da mesma categoria não sermos reconduzidos, afinal os dois são projeto pasta (Escola da Família e Professor Mediador).

      • 42. apeoesp  |  11/01/2012 às 03:58

        Prezada professora Joseany,
        Os professores da categoria O podem ser mediadores, mas não podem participar do programa escola da família.
        Bebel

  • 43. Shirlei  |  09/01/2012 às 16:47

    Fico feliz de saber que a APEOESP entrou com mandado de segurança, pois sou mais uma que teve que escolher vaga em uma escola distante (128 km ida e volta). Espero que dê tudo certo e que eu possa ficar em minha cidade.

    Boa sorte a todos!!

    Responder
  • 44. Priscila  |  09/01/2012 às 17:09

    Boa tarde.
    No último fax urgente que fala tb sobre a atribuição de aulas não marca a data da atribuição para os Ls, Os agora. Qual é a data da atribuição para estes?

    Responder
    • 45. apeoesp  |  10/01/2012 às 00:08

      Prezada professora Priscila,
      Estamos cobrando da SEE definições sobre a atribuição dos professores categoria O com contrato prorrogado e para os ex-categoria L, que consideramos que não devem ser confundidos com candidatos a contratação.
      Bebel

      Responder
  • 46. Maria da Gloria  |  09/01/2012 às 19:52

    Boa Tarde Bebel
    sou professora representante da APEOESP na minha escola e as faltas que dei para ir as reuniões foram contadas para indefirirem meu pedido do artigo 22 nos outros anos essas faltas nao foram contadas eu fiz o pedido de recurso mais se for negado o que posso fazer?

    Responder
    • 47. apeoesp  |  10/01/2012 às 11:24

      Prezada professora Maria da Glória,
      Você deve entrar em contato com o departamento jurídico da APEOESP para eventual ajuizamento de ação.
      Bebel

      Responder
  • 48. Marco Antonio  |  09/01/2012 às 22:03

    3.2- Docentes Categoria “O”.
    Farão jus ao pagamento de férias acrescido de 1/3, em caráter indenizatório, de acordo com o disposto no Inciso II do Artigo 12 da L.C. 1093/2009 e Inciso II do Artigo 17 do Decreto nº 54682/2009.
    O cálculo para pagamento será efetuado pela Secretaria da Fazenda, corresponden-te a média da carga horária do ano de 2011.
    O pagamento será efetuado por Folha Suplementar, em data a ser definida.

    Bebel, no meu caso assinei contrato em fev/2010 e tive aulas atribuídas até dez/2010. Em 2011 trabalhei como eventual de março a outubro e aulas atribuidas em novembro e dezembro. Segundo a orientação acima, só terei direito as férias ref. aos meses de novembro e dezembro de 2011. E o pagamento ref. aos meses trabalhados em 2010? será que tenho direito a receber?

    Responder
    • 49. apeoesp  |  10/01/2012 às 00:34

      Prezado professor Marco Antonio,
      No nosso entedimento, você tem direito a receber por todos os meses trabalhados. Se você for prejudicado, entre em contato com o departamento jurídico para ajuizar ação individual.
      Bebel

      Responder
  • 50. Roberta Gomes Heradão  |  10/01/2012 às 03:52

    Olá. Sou PEB I efetiva e gostaria de saber se poderei participar da atribuição pelo art. 22 mesmo estando em licença gestante? O que devo fazer para não ser prejudicada por ter sido mãe?
    Minhas férias (de 15 dias) virão depois do termino da licença?

    Eu também estarei ingressando como PEB II educação especial. Poderei acumular estes dois cargos tendo em vista que o primeiro de PEB I é em São Paulo, contudo todos os anos eu participo e me afasto pelo art. 22 para Penápolis, e o outro de PEB II é em Penápolis também? Os dois terão jornada de 30horas cada um.

    Para tomar posse do segundo cargo terei que esperar a licença e as férias? O acúmulo será legal?

    Estou com muitas dúvidas, preocupada e gostaria de obter esclarecimentos.
    Obrigada.

    Responder
    • 51. apeoesp  |  10/01/2012 às 12:16

      Prezada professora Daniela,
      Para dirimir suas dúvidas de forma qualificada, sugiro que entre em contato com o departamento jurídico da APEOESP, pelo telefone: (11) 3350-6214.
      Bebel

      Responder
  • 52. May  |  10/01/2012 às 11:22

    Bebel, bom dia!
    Eu era categoria O desde 2010 e tive aulas atribuídas desde então, o ano todo. Agora, no último dia 05, fui nomeada em cargo efetivo. Eu tenho direito de receber férias pelos 2 anos q trabalhei como categoria O???

    Responder
    • 53. apeoesp  |  10/01/2012 às 13:39

      Prezada professora May,
      Sim, tem. Em caso de problemas, procure o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
      • 54. May  |  10/01/2012 às 18:23

        E esse dinheiro será disponibilizado qdo pra gente? Ano passado fiquei esperando as minhas pobres férias e nada…

      • 55. apeoesp  |  11/01/2012 às 03:47

        Prezada professora May,
        Não há uma data oficil ainda. Circulou a informação de que haveria uma folha suplementar no dia 20/01.
        Por outro lado, você pode procurar o departamento jurídico da APEOESP para ajuizar ação em torno de seus direitos não contemplados.
        Bebel

  • 56. Denise Perella  |  10/01/2012 às 14:21

    Bom Dia
    Professora Bebel
    Estou aqui para tirar uma dúvida em relação ao proporcional das férias ,já procurei informações na internet e não encontrei,vc sabe me falar quando será feito o pagto?
    Obrigada
    Professora Denise Perella

    Responder
    • 57. apeoesp  |  10/01/2012 às 18:00

      Prezada professora Denise,
      Há uma informação extraoficial de que o pagamento será feito em 20/01. Se o seu pagamento não for feito ou for feito incorretamente, procure o departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
      • 58. Denise Perella  |  10/01/2012 às 21:35

        Obrigada
        Vamos aguardar então a data oficial.

  • 59. adriano cesar arcomim  |  10/01/2012 às 14:49

    Profª. Bebel , se o mandado sobre o art.22 for ganho na justiça isso valera para todos os efetivos independente dele ser filiado a algum sindicato?

    Responder
    • 60. apeoesp  |  10/01/2012 às 18:01

      Prezado professor Adriano,
      Em princípio, vale para os associados da APEOESP, mas em muitos casos o Estado estende para todos.
      Bebel

      Responder
  • 61. Lisandra  |  10/01/2012 às 16:40

    9.Lisandra | 07/01/2012 às 17:45

    Mas todos os casos juntos? Isso não pode prejudicar professor que está em uma ou outra situação? Foi feito assim nos outros anos também?
    Responder

    10.apeoesp | 08/01/2012 às 15:38

    Prezada professora Lisandra,
    Sim. Lutamos pelos direitos de todos poderem concorrer.
    Bebel

    Concordo que a Apeoesp deve defender o direito de todos os professores e nem questionei isso.
    Meu questionamento é: para que as chances de conseguir liminar aumentem não seria mais viável fazer um madado para os que estão no probatório, outro para os que tiveram mais que 12 faltas, outro para quem sofreu penalidades e assim por diante. SE são casos completamente diferentes não devem ser tratados em mandados diferentes?
    Outro questionamento: No caso deste pedido ser indeferido, a apeoesp entrará com mandados individuais para os associados como nos outros anos?

    Responder
    • 62. apeoesp  |  10/01/2012 às 16:54

      Prezada professora Lisandra,
      O mandado de segurança é contra os critérios restritivos do decreto. Pretende resolver todos os casos. Se isto não for possível, há a possibilidade de mandados individuais.
      Bebel

      Responder
  • 63. Aline  |  10/01/2012 às 23:59

    Boa noite Bebel!
    Já aconteceu de algum ano ganharmos judicialmente para participar do art 22? A Senhora acha se temos alguma chance esse ano?
    Obrigada!!!
    Abraços

    Responder
    • 64. apeoesp  |  11/01/2012 às 02:45

      Prezada professora Aline,
      Sempre é preciso tentar. Já ganhamos liminares em processos coletivos que depois cairam e sempre ganhamos processos individuais. Vamos tantar novamente todas as formas, pois sempre há novos argumentos.
      Bebel

      Responder
  • 65. MARIA LUIZA  |  11/01/2012 às 02:45

    Sou efetiva desde 2008, me inscrevi no art. 22 mas não consegui verificar se minha inscrição foi aceita ,por conta da senha de acesso ao sistema ter sido bloqueada,e não consegui regularizar .PERGUNTO; dá para saber consultando o DIARIO OFICIAL?, vou poder participar da atribuição de classes no dia 23 0l em minha sede?

    Responder
    • 66. apeoesp  |  11/01/2012 às 02:49

      Prezada professora Maria Luiza,
      Aplica-se sempre 1/3 de atividades extraclasses. No caso da jornada reduzida, não há HTPL, apenas HTPC.
      Bebel

      Responder
  • 67. Silton  |  11/01/2012 às 12:27

    Professor Silton
    Olha Bebel tá difícil, mas o juridico da Apeoesp nao tá ganhando nem par ou impar, ta dificil acreditar que vou mudar de categoria. Sou ex L ( Lesado).

    Responder
    • 68. apeoesp  |  11/01/2012 às 12:32

      Prezado professor Silton,
      O senhor está muito mal informado. O jurídico da APEOESP tem ganho causas importantíssimas. Em 2009 derrubamos a provinha e em consequencia a secretária da Educação. Agora, vencemos a questão do piso em primeira e segunda instâncias. Sen falar em milhares de causas individuais sobre os mais diversos temas. O departamento jurídico da APEOESP é um dos mais eficientes entre as entidades sindicais e mesmo em comparação a outras corporações e entidades. Informe-se melhor.
      Bebel

      Responder
  • 69. Benedito  |  11/01/2012 às 16:22

    Carísssimos professores, o bônus mérito da USP, foi em torno de R$ 3.500.00 reais pagos em duas vezes; Dezembro e Janeiro, além do décimo terceiro salário pagos em novembro e Dezembro , sem contar o vale alimentação de quinhentos e cincoenta reais. E nós com uma vale coxinha de oitenta e oito reais se não tiver falta no mês , e no mês em que estamos em férias , licença saúde , não recebemos.E agora estamos esperando o bônus que sempre veio em fevereiro , e que até agora não sabemos se é Março, Abril, ou Maio, e quem pode garantir o valor? R$ 0,50 centavos?, R$ 50,00 Cinquenta reais?, Mil reais? dois Mil?, Dezesseis mil , como diz a midia e o governo?
    Só enroloação e enganação. etâ governinho embrulhão!
    Cade os professores, que sempre foram os formadores de opinião? Cadê a opiniâo sobre esse massacre que o Alkimin está fazendo conosco? Cadê nossa atitude? Cade nossa posição sobre tudo isso?
    Professores, já perdemos quase tudo só falta perder o medo!.
    professor -Benedito-São Carlos

    Responder
  • 70. camila  |  11/01/2012 às 20:26

    sou prof efetiva desde 2008 e meu recurso para art 22 saiu indeferido motivo estagio probatorio q ue ja cumpriu. O q faço agora???

    Responder
    • 71. apeoesp  |  11/01/2012 às 22:34

      Prezada professora Camila,
      Procure o departamento jurídico para ajuizar ação individual.
      Bebel

      Responder
  • 72. André  |  12/01/2012 às 05:21

    Oi Bebel tudo bem?Vi na parte DESTAQUE do site da Apeoesp,falando se tivermos dúvida sobre legislação,atribuição ,ligar para aquele número,de verdade se eu tiver qq dúvida acho mais fácil ir na Apeoesp pessoalmente e conversar com alguém que esteja lá de plantão,pois na última vez que fiz isso ,para tirar uma dúvida de uma colega que tinha aposentado ,perguntei se o ALE contava para a aposentadoria por invalidez e a atendente deste telemarketing da Apeoesp me respondeu que “não”,dai liguei no DRHU e uma senhora me falou que “sim” e me deu a lei,achei vergonhoso, depois ter que ouvir da senhora do DRHU “lá na Apeoesp não souberam te responder?” fui obrigado a falar que não.Por favor não veja isso como algo destrutivo e sim como algo que sirva para que os atendentes entendam mais do que estão tratando,pois qdo falávamos diretamente com os atendentes do jurídico da Apeoesp recebíamos informações mais corretas.

    Responder
    • 73. apeoesp  |  12/01/2012 às 10:38

      Prezado professor André,
      Todos nós, e mesmo uma organização, seja de qual tipo for, está sujeita a falhas. Estamos sempre buscando aperfeiçoar nosso funcionamento e o atendimento aos professores, para minimizar falhas e melhorar a qualidade da nossa atuação. Há, muitas vezes, aspectos de legislação e normas da SEE passíveis de interpretação e, por isso, podem acorrer respostas diferentes para a mesma dúvida. Aqui mesmo neste blog já tive que pedir desculpas e retificar respostas dadas, em função de novas interpretações para uma determinadsa situação. Quanto ao DRHU (atual CGRH), não me preocupam as palavras que você relata, pois este órgão falha seguidamente. Tanto assim que a APEOESP vence milhares de ações judiciais em função dos erros, propositais ou não, cometidos por aquele órgão.
      Bebel

      Responder
  • 74. irma oliveira  |  12/01/2012 às 11:07

    Sou professora efetiva, e desde o dia 09 estou a procura desta classificação do artigo 22. Não consigo acessar em lugar nenhum.Onde saiu esta classificação, por favor?

    Responder
    • 75. apeoesp  |  12/01/2012 às 22:34

      Prezada professora Irma,
      Você deve acessar o sistema GDAE ou entrar em contato com a CGRH (ex-DRHU).
      Bebel

      Responder
  • 76. camila  |  12/01/2012 às 11:25

    olá bom dia! Meu art 22 saiu indeferido com o recurso e minha diretoria é são paulo para entrar com mandato judicial tem q ser onde esta localizada minha sede?desde de ja agradeço

    Responder
  • 78. José Jorge de Jesus filho  |  12/01/2012 às 13:59

    Gostaria de saber se os novos efetivos no dia 23/01/2012 poderam sai pelo artigo 22?

    Responder
    • 79. apeoesp  |  12/01/2012 às 22:13

      Prezado professor José Jorge,
      Somente por meio de ação judicial. Procure o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 80. Edinalva Soares Barbosa  |  12/01/2012 às 14:03

    Oi, sou professora Edinalva categoria “o”. Gostaria de saber se posso exercer o cargo de professor mediador, pois recebi informação que a minha categoria não poderia se escrever. O contrato do categoria o referente a 2011 continuará ou terei que assinar o termino.

    Responder
    • 81. apeoesp  |  12/01/2012 às 21:47

      Prezada professora Ednalva,
      Você deve insistir para que possa se inscrever. Seu contrato de 2011 será prorrogado.
      Bebel

      Responder
    • 82. Fernando  |  20/01/2012 às 20:51

      CARA COLEGA VEJA UMA BOA NOTÍCIA:

      Artigo 6º – Poderão ser reconduzidos para o ano letivo subsequente os docentes que se encontravam no exercício dessas atribuições no ano anterior, desde que, na avaliação de seu desempenho, este seja considerado satisfatório, observada a carga horária prevista no artigo 1º desta resolução.
      § 1º – A avaliação de desempenho de que trata o caput deste artigo será realizada por Comissão composta pelo Diretor de Escola, pelo Supervisor de Ensino da unidade escolar e pelo Supervisor de Ensino responsável pela Gestão Regional do Sistema de Proteção Escolar.
      § 2º – Caso a Comissão não recomende a recondução do docente, em decorrência de incompatibilidade com o plano de trabalho elaborado pela escola, o Supervisor de Ensino responsável pela Gestão Regional do Sistema de Proteção Escolar poderá, se for o caso, propor a atribuição do Professor Mediador Escolar e Comunitário em outra unidade escolar da mesma Diretoria de Ensino, ouvida a equipe gestora da escola de destino.
      § 3º – Em caráter excepcional, poderá ser reconduzido no projeto candidato à contratação temporária que tenha atuado, com desempenho satisfatório, como Professor Mediador Escolar e Comunitário, na condição de docente ocupante de função atividade a que se refere o parágrafo único do artigo 25 da Lei Complementar nº 1.093/2009.

      Responder
  • 83. Paulo Sérgio  |  12/01/2012 às 18:33

    Boa tarde à todos!!!
    Gostaria de saber quando teremos mais ou menos, uma resposta a respeito de nós ingressantes podermos ou não concorrer ao artigo 22. E como ficaremos sabendo? É por aqui mesmo? Abraços e muito obrigado

    Responder
    • 84. apeoesp  |  12/01/2012 às 21:01

      Prezado professor Paulo Sérgio,
      Havendo decisão judicial publicaremos no site da APEOESP (www.apeoesp.org.br), nos boletins e aqui no blog.
      Bebel

      Responder
  • 85. May  |  12/01/2012 às 18:34

    Bebel, boa tarde!
    Estamos sendo dispensados do cargo como categoria O. Gostaria de saber se nós temos direito de receber rescisão de contrato, férias, bem como, 40% do fundo de garantia, como garantem as leis trabalhistas.

    Responder
    • 86. apeoesp  |  12/01/2012 às 21:00

      Prezada professora May,
      Tem direito a férias. Não existem os demais direitos, pois a contratação de servidor público não é regida pela CLT.
      Bebel

      Responder
  • 87. Shirlei  |  12/01/2012 às 18:59

    Gostaria de saber se realmente não posso tomar posse enquanto a escola não receber o laudo, mesmo já tendo sido publicado no D.O. a situação de APTO?

    Responder
    • 88. apeoesp  |  12/01/2012 às 20:58

      Prezada professora Shirlei,
      Você não é responsável por problemas administrativos do Estado. Insista em tomar posse com base na publicação do DOE.
      Bebel

      Responder
  • 89. Carlos De Moraes Heraclio  |  12/01/2012 às 19:22

    Prezada presidenta
    Bebel

    Poderia, se possivel, noticiar sobre os ultimos aocntecimentos quanto ao artigo 22? Existem noticias de que a decisão ja foi sentenciada. Alguns colegas nossos que visita as instituições regionais tiveram conhecimento do fato, de que ja se tem um “fato”, porém, nao souberam dizer qual. Poderia, por favor nos sar conhecimento dessa decisão?

    Desde ja, agradeço sua atenção.

    abraço

    Responder
    • 90. apeoesp  |  12/01/2012 às 20:55

      Prezado professor Carlos,
      Ainda não temos informação oficial.
      Bebel

      Responder
  • 91. Adriele  |  12/01/2012 às 19:46

    Bebel
    Estou com todos os documentos prontos para tomar posse , lá fala entregar no superior imediato . è na escola ou na Diretoria ?
    Obrigado

    Responder
    • 92. apeoesp  |  12/01/2012 às 20:52

      Prezada professora Adriele,
      Na escola.
      Bebel

      Responder
  • 93. maria  |  12/01/2012 às 21:20

    Boa noite Bebel!
    Sou professora da extinta cat. L e a minha dúvida é em relação a duas coisas: 1° tenho direito a receber férias já que venho trabalhando desde 2009 sem perder o vínculo? 2° Tenho um filho com problema crônico de saúde que faz tratamento contínuo no HSPE, com base na legislação vigente ainda tenho possibilidade de manter o convênio médico? Desde já agradeço, Maria.

    Responder
    • 94. apeoesp  |  12/01/2012 às 22:12

      Prezada professora Maria,
      No nosso entendimento, sim, mas você deve procurar o departamento jurídico, pois o Estado tem outro entendimento, pois pretende não pagar.
      Bebel

      Responder
  • 95. Tati  |  12/01/2012 às 22:47

    Boa noite Bebel
    Sou professora mediadora desde 2010 e faço parte da extinta categoria L. Mesmo não passando no processo seletivo, posso ser reconduzida este ano?
    Desde já agradeço

    Responder
    • 96. apeoesp  |  13/01/2012 às 10:20

      Prezada professora Tati,
      Neste caso, não.
      Bebel

      Responder
    • 97. Fernando  |  13/01/2012 às 22:43

      Colega, acredito que possa ser reconduzida sim, afinal tenho um amigo que também não passou na prova e será reconduzido para Escola da Famíla e no ano passado uma colega também não havia passado na prova e foi reconduzida para professora mediadora, inclusive ela postou aqui no blog que estava sendo reconduzida, ela se chama Paula.

      Responder
    • 98. Fernando  |  13/01/2012 às 22:47

      Outra coisa na minha DE a grande maioria dos professores mediadores são categoria “O” e não atingiram o mínimo na prova…

      Responder
    • 99. Fernando  |  20/01/2012 às 20:55

      SIM, VOCÊ PODERÁ SER RECONDUZIDA, TENHO UMA COLEGA QUE TAMBÉM NÃO ATINGIU O MÍNIMO NA PROVA E ESTÁ SENDO RECONDUZIDA.

      VEJA A RESOLUÇÃO:

      Artigo 6º – Poderão ser reconduzidos para o ano letivo subsequente os docentes que se encontravam no exercício dessas atribuições no ano anterior, desde que, na avaliação de seu desempenho, este seja considerado satisfatório, observada a carga horária prevista no artigo 1º desta resolução.
      § 1º – A avaliação de desempenho de que trata o caput deste artigo será realizada por Comissão composta pelo Diretor de Escola, pelo Supervisor de Ensino da unidade escolar e pelo Supervisor de Ensino responsável pela Gestão Regional do Sistema de Proteção Escolar.
      § 2º – Caso a Comissão não recomende a recondução do docente, em decorrência de incompatibilidade com o plano de trabalho elaborado pela escola, o Supervisor de Ensino responsável pela Gestão Regional do Sistema de Proteção Escolar poderá, se for o caso, propor a atribuição do Professor Mediador Escolar e Comunitário em outra unidade escolar da mesma Diretoria de Ensino, ouvida a equipe gestora da escola de destino.
      § 3º – Em caráter excepcional, poderá ser reconduzido no projeto candidato à contratação temporária que tenha atuado, com desempenho satisfatório, como Professor Mediador Escolar e Comunitário, na condição de docente ocupante de função atividade a que se refere o parágrafo único do artigo 25 da Lei Complementar nº 1.093/2009.

      Responder
    • 100. Fernando  |  21/01/2012 às 23:51

      Artigo 6º – Poderão ser reconduzidos para o ano letivo subsequente os docentes que se encontravam no exercício dessas atribuições no ano anterior, desde que, na avaliação de seu desempenho, este seja considerado satisfatório, observada a carga horária prevista no artigo 1º desta resolução.
      § 1º – A avaliação de desempenho de que trata o caput deste artigo será realizada por Comissão composta pelo Diretor de Escola, pelo Supervisor de Ensino da unidade escolar e pelo Supervisor de Ensino responsável pela Gestão Regional do Sistema de Proteção Escolar.
      § 2º – Caso a Comissão não recomende a recondução do docente, em decorrência de incompatibilidade com o plano de trabalho elaborado pela escola, o Supervisor de Ensino responsável pela Gestão Regional do Sistema de Proteção Escolar poderá, se for o caso, propor a atribuição do Professor Mediador Escolar e Comunitário em outra unidade escolar da mesma Diretoria de Ensino, ouvida a equipe gestora da escola de destino.
      § 3º – Em caráter excepcional, poderá ser reconduzido no projeto candidato à contratação temporária que tenha atuado, com desempenho satisfatório, como Professor Mediador Escolar e Comunitário, na condição de docente ocupante de função atividade a que se refere o parágrafo único do artigo 25 da Lei Complementar nº 1.093/2009.
      § 4º – A recondução dos docentes no exercício das atribuições de Professor Mediador Escolar e Comunitário ocorrerá previamente à seleção de novos docentes.

      Responder
  • 101. Rosi  |  13/01/2012 às 01:48

    Boa noite Bebel.

    Estou com um problema e uma duvida.Sou professora ingressante nomeada e perdi o comprovante da escolha de escola, serei impedida de tomar posse do cargo?
    estou muito preocupada.

    agradeço a atenção.

    Rosi

    Responder
    • 102. apeoesp  |  13/01/2012 às 10:25

      Prezada Professora Rosi,
      Acredito que não, pois esses dados ficam armazenados no sistema.
      Bebel

      Responder
  • 103. rivaldo74@msn.com  |  13/01/2012 às 10:06

    Cara Bebel,

    Por que o Juiz está demorando tanto para julgar o mandado de segurança? Por que ainda não foi liberado o recurso administrativo, isto é, pela Coordenadoria de Recursos humanos da (CGRH) através da internet ?

    Responder
    • 104. apeoesp  |  13/01/2012 às 10:24

      Prezado professor Nivaldo,
      O judiciário recém retornou do recesso. Quanto à segunda parte da pergunta, não tenho dados para respondê-la.
      Bebel

      Responder
  • 105. Felipe  |  13/01/2012 às 10:22

    Prezada Bebel, não consigo entender o motivo pelo qual o governo fere nosso direito ao artigo 22. Já ficou claro que, apesar de o concurso ter sido a nível regional, muitos professores foram obrigados a fazer a escolha longe de seus municípios, e o Estado não irá pagar o transporte que cada professor irá gastar. Infelizmente, o valor das passagens cresceram homéricamente, não é justo o professor pagar para trabalhar, e este artigo permite que possamos estar mais próximos de nossas casas, o que diminui o cansaço. O governo não pede que estejamos integralmente relacionados a ele, muitos professores trabalham em mais de um lugar. Fico imaginando, muitos professores estão deixando outras escolas para ingressar em um cargo que se colocar na ponta do lápis, por “n” motivos, acaba não valendo a pena. Muitos professores que conheço não irão ingressar, e escolheram escola na cidade em que resido, e isso é um tanto quanto injusto. Administrativamente, não sei o que o governo perde quando permite que utilizemos esse recurso para melhor nos assentar. Com base nesse meu ponto de vista, gostaria muito de saber como está o andamento deste mandato de segurança. Não estou perguntando por informações oficiais, sou professor e compreendo o quanto é complicado falar em informações oficiais antes que tenha algum veredicto, porém, assim como outros professores, estamos passando nossas férias apreensivos, ao invés de curtir o máximo que podemos, ficamos procurando por migalhas de informações, sem saber pra onde correr. Poderia por gentileza nos dizer da sua expectativa para o ganho desta causa? Acha que temos possibilidade de vitória de readquirir o artigo 22 como ele realmente veio a surgir?

    Agradeço plenamente a atenção dada, não somente nessa, mas como em outros questionamentos, e espero realmente que tenha entendido bem meu argumento e pedido de informações. Nós professores levamos preocupação direta ou indiretamente até nas férias, e isso precisa ser revisto, nossa vida tem de estar definida o quanto antes, não dá para viver assim, por questões de saúde mental e logo corporal também. Tenha um ótimo dia!

    Responder
    • 106. apeoesp  |  14/01/2012 às 02:43

      Prezado professor Felipe,
      A APEOESP ganhou a liminar na justiça. Vamos aguardar os procedimentos da SEE para cumprir a liminar.
      Bebel

      Responder
  • 107. Meiriele  |  13/01/2012 às 13:13

    Estou desesperada. Sou efetiva em dois cargos: um foi removido para Bauru e outro está na DE de Campinas Oeste. Meu artigo 22 e meu recurso foram indeferidos por estar em estágio probatório e ter 14 faltas. O que faço: aguardo sair a decisão da Apeoesp ou procuro minha subsede para entrar com mandato de segurança individual? Obrigada.

    Responder
    • 108. apeoesp  |  14/01/2012 às 02:55

      Prezada professora Mariele,
      A APEOESP ganhou a liminar do artigo 22. Aguarde orientações sobre procedimentos. Se a justiça cassar a liminar, ingresse com ação individual.
      Bebel

      Responder
  • 109. Rafaela Moraes  |  13/01/2012 às 13:51

    Bom Dia Bebel!
    Sou professora efetiva desde 2008, porém meu artigo 22 saiu indeferido por ter tido 15 faltas, por ter tido um ano conturbado com problemas pessoais e problemas de saúde.Gostaria de saber se devo aguardar o mandado de segurança, ou devo entrar individual? Pois preciso do artigo 22 para o meu acúmulo de cargo. Poderia me passar o número do processo, para acompanhar no TJ? obrigada..

    Responder
    • 110. apeoesp  |  14/01/2012 às 02:57

      Prezada professora Rasfaela,
      A APEOESP ganhou a liminar. Aguarde os procedimentos do Estado. Se a liminar for cassada, ingresse com ação individual.
      Bebel

      Responder
      • 111. Rafaela Moraes  |  14/01/2012 às 16:16

        Obrigada pelo carinho, e preocupação!!!
        Aguardarei…mais calma, sabendo do resultado que a Apeoesp alcançou!!!

        Obrigada Mesmo!!! Só tenho que Parabenizar.. foi um alivio ler a notícia do resultado ter sido favoravél!!!

      • 112. apeoesp  |  14/01/2012 às 22:32

        Prezada professora Rafaela,
        Obrigada. Continuamos trabalhando e lutando pelo melhor resultado.
        Bebel

  • 113. Marcos Aurelio da Rocha.  |  13/01/2012 às 14:14

    Presidente Babel.
    Estou assumindo como professor efetivo da rede agora em 2012 com carga horária reduzida. O meu desejo era lecionar no período noturno no Ensino Médio, contudo a diretora informou que os professores efetivos com mais tempo, já previamente têm direitos as aulas. A diretora também informou que resta para minha escolha o Ensino Fundamental de manhã ou tarde, e disse que eu não posso adquirir carga complementar em outra escola enquanto houver vaga na minha U.E. A minha dúvida é a seguinte. Eu posso assumir a minha carga reduzida de dez aulas no dia 23 na U.E, e depois participar no dia 24, da atribuição, e buscar complementar a carga em outra U.E ? É verdadeira a afirmação da diretora quando diz que não é permitido complementar em outra escolha enquanto houver aulas na minha U.E?
    Meus agradecimento.

    Responder
    • 114. apeoesp  |  14/01/2012 às 03:04

      Prezado professor Marcos,
      Sim, pelas regras atuais, isto é verdade. Você deve assumir as aulas disponíveis na sua escola.
      Bebel

      Responder
  • 115. Aline  |  13/01/2012 às 22:15

    Bebel,

    Caso o mandado de segurança seja favorável, como nós ingressantes poderemos usufruir do resultado sendo que já passou a data da inscrição?

    Responder
    • 116. apeoesp  |  13/01/2012 às 22:37

      Prezada professora Aline,
      Será necessário aguardar as providências da SEE para cumprimento da liminar, refazendo procedimentos, se necessário.
      Bebel

      Responder
  • 117. Aline  |  13/01/2012 às 23:20

    Boa noite Bebel!
    fiquei muito feliz com o resultado do art 22, gostaria de saber se o estado pode judicialmente cancelar essa liminar?
    Obrigada

    Responder
    • 118. apeoesp  |  13/01/2012 às 23:40

      Prezada professora Aline,
      O Estado ainda pode recorrer.
      Bebel

      Responder
  • 119. Roseli  |  13/01/2012 às 23:22

    Prezada Bebel

    Esse ano assumo como efetiva, porém não fiz nenhuma inscrição anterior para me beneficiar do artigo 22. Posso na escolha de janeiro mudar mesmo assim de escola, ou isso não vale para quem ira iniciar ainda .

    Obrigada

    Responder
    • 120. apeoesp  |  13/01/2012 às 23:39

      Prezada professora Roseli,
      A APEOESP conseguiu a liminar na justiça. Devemos aguardar as providências da SEE para cumpri-la.
      Bebel

      Responder
  • 121. rose  |  14/01/2012 às 01:16

    Bebel,desde já agradeço e estou torcendo para que o mandato seja liberado,pois estou aflita, meu cargo está á 60km de ida,mais 60 de volta com somente 10 aulas atribuídas!!!

    Responder
  • 122. ENIO ROMEU DOS SANTOS  |  15/01/2012 às 11:57

    PREZADA COMPANHEIRA MARIA IZABEL. tenho dois pontos a comentar. ATÉ agora nem lançamentos futuros das férias saiu no BANCO DO BRASIL. O OUTRO ponto é o SR. HERMAN que tanto ouviu nós professores naquelas reunioes e até agora nada.

    Responder
    • 123. apeoesp  |  15/01/2012 às 12:24

      Prezado professor Enio,
      Nós, da APEOESP, dissemos que as reuniões de polos seriam infrutíferas e uma jogada de marketing. Lamentamos que os fatos tenham confirmado nossa previsão.
      Quanto às férias, solicitamos um posionamento por escrito da SEE, mas até o momento, nada.
      Bebel

      Responder
  • 124. Rosimar  |  15/01/2012 às 14:33

    Olá, Bebel primeiramente um ótimo 2012 pra você e sua família.
    Sou professora efetiva PBI e acúmulo cargo. Gostaria de saber essa nova jornada irá prejudicar o acúmulo? O professor auxiliar pode ser atribuído para o efetivo que tem sala? As 10 aulas serão ministradas em período inverso?
    Aguardo o retorno e esclarecimento das dúvidas. Obrigada
    P.S Precisamos comtinuar a nossa luta por melhores salários urgente.

    Responder
    • 125. apeoesp  |  15/01/2012 às 19:29

      Prezada professora Rosimar,
      Obrigada. Um ótimo 2012 para você e os seus.
      Sim, a nova composição da jornada poderá prejudicar o acúmulo, dependendo do caso, devido aos horários de HTPC.
      As regras para atribuição do professor auxiliar ainda não foram divulgadas.
      A luta por melhores salários continua na nossa pauta.
      Bebel

      Responder
  • 126. Rosimar  |  15/01/2012 às 14:35

    Desculpe o erro de digitação (continuar).

    Responder
  • 127. ana paula dos santos lima  |  15/01/2012 às 17:58

    Gostaria de saber se houve recurso por parte da SEE e quando sai a classificação final do artigo 22? O governo precisa entender que quanto mais tentar prejudicar o professor menor a quantidade de profissionais dispostos a trabalhar para esse governo reacionário!
    Ana Paula dos Santos Lima
    Osasco

    Responder
    • 128. apeoesp  |  15/01/2012 às 19:56

      Prezada professora Ana Paula,
      O governo ainda pode recorrer. Quanto ao resultado, precisamos aguardar as providências da SEE para cumprir a liminar.
      Bebel

      Responder
  • 129. Benedito  |  16/01/2012 às 12:39

    Caro professor Waldemar,nós fazemos greve porque estamos necessitados, e não porque estamos satisfeitos com o que ganhamos,com as coisas que estão acontecendo conosco ,o contrário,
    se esperarmos, ganhar na mega sena, ganhar uma herança, aí é que não fazemos greve mesmo.È um fato que todos estamos apertados e individados até o pescoço com empréstimos consignados e cada mês o salário se torna mais curto, isso só vem mostrar que nossas ações individuais não estão levando a lugar algum ,pelo contrário tem -nos deixado cada vez mais refém do governo e de suas políticas educacionais e administrativa. Então penso que a hora da greve é agora , agora que estamos sendo massacrados, agora que nossos salário perdeu o poder de compras, é agora que estão acontecendo as provas de mérito, para a atribuição de aulas, é agora que ele quer repartir nossas férias, é agora que nosso reasjuste foi parcelado em quatro vezes, se isso não forem motivos suficientes quando então será?
    Sei que é difícil e cansativo uma greve , mas é o único geito de sermos ouvidos.Se o governo atendesse todas as nossas reivindicações sem greve , que bom seria! Enfim a greve fazemos pelas necessidades a que estamos passando, se fomos esperar estarmos em uma situação favorável financeiramente para fazer a greve por que a greve então?
    Acho que ninguém tem condições de segurar uma greve como também acho que niguém está suportando a situação atual ou é como você diz, nos unirmos e partir para a luta. Na greve de 2010 aqui em minha cidade, para que os professores não passassem necessidades recorremos á solidariedade de outros sindicato e conseguimos doação de cestas básica. Para tudo se dá geito só não se dá geito para a morte.
    è encarar o bicho de frente que ele foge. Um abraço .Benedito.

    Responder
  • 130. Cristianerenata Romanello  |  17/01/2012 às 00:46

    Bebel, boa noite!!!!
    Sou professora aprovada categoria F; quero saber se atribuição de aulas vai ser na diretoria ou na unidade escolar?
    Desde já agradeço!!!!

    Responder
    • 131. apeoesp  |  17/01/2012 às 12:16

      Prezada professora Cristiane,
      Primeiro, na escola, depois na DRE.
      Bebel

      Responder
  • 132. Jones Martins de Freitas  |  17/01/2012 às 13:49

    Tudo que esse governo está fazendo é insconstitucional. Como esse poderio pode fazer isso ultrapassando as leis existentes,,,, vou até a Rede TV para anunciar tudo que estão fazendo,,,, já esotu entrando em contato, mobilizaremos todos os professores categoria L….. Esse ano iremos parar em massa, isso irá entrar para a história…..hoje vejo a importância do sindicato, deixei tudo para a última ora, mal de brasileiro….Prometo tenho muita influência aqui na Leste 1, quero me envolver com o seindicato para acabar com esse governo…….

    Responder
  • 133. ADRI  |  17/01/2012 às 15:21

    Boa tarde!
    Sou categoria O aprovada na prova de 2012.Até dezembro de 2011 tinha aulas lives.A prof.que era F ingressou neste ultimo concurso escolheu numa outra escola a jornada.Na escola só tinha eu e mais uma outra O.No processo seletivo a outra O fez mais pontos que eu, consequentemente se tivermos q escolher na UE a outra escolhe primeiro, já q nem efetivo veio p esta escola.
    Eu leciono em outro lugar,só poderia pegar aulas de manhã nesta escola pois tenho acúmulo.Sou obrigada a ficar com as aulas da tarde, pois no outro trabalho já tenho minha carga horária de tarde todos os dias.Ou vou para a DE escolher em outra escola?Obrigada!

    Responder
    • 134. apeoesp  |  17/01/2012 às 17:03

      Prezada professora Adri,
      A escolha de aulas dos professores da categoria O é na DRE.
      Bebel

      Responder
      • 135. Adri  |  17/01/2012 às 17:06

        Muito obrigada pela atenção! Melhor para mim a atribuição na DE.

  • 136. ENIO ROMEU DOS SANTOS  |  17/01/2012 às 20:19

    caro colega JONES MARTINS, VAMOS NOS UNIR E QUANDO sr, HERMAN for a algum evento público vamos apitar. ficar de costa para o palanque. TENHO certeza que ele não guardará boas lembranças de sua gestão. OBRIGADO.

    Responder
  • 137. Adri  |  18/01/2012 às 00:37

    Boa noite!
    Sou extinta L, agora O.Estou esperando o pagamento das férias proporcionais,assim como os colegas, não tem nada a ver com data de aniversário como acontece com o pagamento da metade do décimo terceiro não, né?Se não for paga assim como a própria DE de Suzano publicou em seu site,o que devo fazer?como posso ter contato com o Jurídico da APEOESP?
    O décimo recebo em março, devido eu fazer aniversário em janeiro, se bem que estas férias já fez aniversário tb, pois é uma merreca, é nosso direito, mas temos ainda que brigar por isto, se expor, pedir ajuda para sindicato, vejo hoje nesta profissão, que é a categoria infelizmente mais desrespeitada do planeta.Obrigada!

    Responder
    • 138. apeoesp  |  18/01/2012 às 02:36

      Prezada professora Adri,
      O governo não pretende fazer este pagamento. A APEOESP ingressou com ação judicial. Acabo de publicar texto sobre o assunto no blog.
      Bebel

      Responder
  • 139. Fúlvia  |  20/01/2012 às 18:43

    Sou filiada a APEOESP desde 2008 quando tinha um cargo de Portugues. Em 2009, por motivos maiores, acabei exonerando. Passei no concurso de 2010 e assumi esses dias, após todo o processo exigido pelo estado. Pretendo participar do artigo 22, no entanto, ao questionar minha escola sobre a possibilidade a diretora ligou para a dirigente que disse que por enquanto, o sistema está fechado para quem está em estagio probatorio. como saberei se minha inscrição foi feita e se poderei concorrer?
    obrigada

    Responder
    • 140. apeoesp  |  21/01/2012 às 12:41

      Prezada professora Fúlvia,
      A liminar alcança apenas as inscrições que já haviam sido feitas. Você terá que ajuizar uma ação individual. Procure o departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
      • 141. Fúlvia  |  23/01/2012 às 10:59

        mas será que ainda dá tempo? sou afiliada pela apeoesp por ribeirao e moro em viradouro. devo ir até ribeirão para tentar conversar e ver o q pode ser feito.

      • 142. apeoesp  |  23/01/2012 às 11:52

        Prezada professora Flávia,
        Antes, você pode ligar para 11.33506214 e se informar sobre os procedimentos.
        Bebel

  • 143. Fúlvia  |  23/01/2012 às 23:36

    o advogado da apeoesp me informou que há um mandado de segurança coletivo que compreende esses casos que não foram abrangidos pela outra liminar.
    É correta essa informação?

    Responder
    • 144. apeoesp  |  24/01/2012 às 15:06

      Prezada professora Fúlvia,
      Há apenas um mandado de segurança.
      Bebel

      Responder
  • 145. michely  |  24/01/2012 às 12:18

    Bom dia, Bebel
    Fui até a diretoria 23/01 no qual me inscrevi para participar de atribuição no artigo 22, e me disseram que não me inseriram porque a SEE não foi notificada, que teríamos que aguardar, essa informação procede? Como nós que estamos aguardando atribuição pelo art 22 devemos proceder quanto ao requerimento do piso jornada já que fomos orientados a não participar da atribuição na escola de origem?

    Responder
    • 146. apeoesp  |  24/01/2012 às 12:23

      Prezada professora Michely,
      De fato, a SEE precisa ser notificada pela justiça. Procure o departamento jurídico (F 11 33506214) para verificar que procedimentos adotar.
      Bebel

      Responder
  • 147. Fúlvia  |  25/01/2012 às 14:59

    entaum a informação que o advogado me passou é incorreta? entaum foi impossivel fazer qqer coisa pelos ingressantes desse ano? pq ele me justificou q naum poderia haver ação individual, quer dizer q o desrespeito com o professor continuará?

    Responder
    • 148. apeoesp  |  26/01/2012 às 02:43

      Prezada professora Fúlvia,
      Infelizmente o professor precisa já estar em estágio probatório para ser abrangido pela liminar.
      Bebel

      Responder
  • 149. Fúlvia  |  25/01/2012 às 16:03

    o q ele me explicou é que qdo se fala em estágio probatório, o certo é abarcar tds que estão nele, não apenas os que já tem um ano de efetico exercício

    Responder
  • 150. Aparecida  |  07/04/2012 às 01:06

    Boa noite. De acordo a legislação atual os ingressantes de 2012 não poderão fazer inscrição para remoção. A Apeoesp vai entrar com liminar. Com respeito – Cida

    Responder
    • 151. apeoesp  |  10/04/2012 às 03:19

      Prezada professora Aparecida,
      Estamos estudando esta possibilidade, embora não tenhamos conseguido liminar para esses casos, em outros anos. Há mais possibilidades em ações individuais.
      Bebel

      Responder
  • 152. Ivone Donizete de Oliveira Bueno  |  21/05/2012 às 22:24

    Boa noite, Bebel
    Vocês estão lutando para a jornada do piso que é ótimo para nós, mas e a questão da prova de mérito vai continuar desse jeito o professor trabalhando igual ao outro e ganhando muito menos, ou a luta continua para acabar com essa palhaçada?

    Responder
    • 153. apeoesp  |  22/05/2012 às 02:13

      Prezada professora Ivone,
      Plano de carreira sempre permite que um professor evolua e outro não. Nossa questão é que, na promoção na carreira, a única alternativa é uma prova de conhecimentos, que não mede nem avalia a experiência do professor. A prova foi criada por lei e teria que ser revogada, mas o governo possui amplissima maioria na Assembleia Legislativa. Assim, o que estamos discutindo na comissão paritária da carreira, é a criação de uma alternativa à prova, de forma que todos os professores, cumprindo o interstício, possam optar pelo caminho que desejam seguir. Uma alterativa que está sendo estudada é que o professor apresente o conjunto de seus trabalhos e cursos feitos durante o interstício para serem avaliados e pontuarem na promoção.
      Bebel

      Responder
  • 154. jacqueline  |  19/07/2012 às 20:05

    Boa tarde, fui convocada agora nesta ultima chamada do governo fiz minha escolha agora estou pra começar o curso de formação de professores… Como não conheço nada da cidade de São Paulo fiz uma escolha não muito agradavel fiquei sabendo que posso pedir 22 com mandato de segurança. Eu tenho que fazer esse pedido antes de assumir ou depois de assumir as aulas quando tenho que pedir a 22 ? é pela APEOESP ? como faço aguardo respostas obrigado

    Responder
    • 155. apeoesp  |  22/07/2012 às 13:37

      Prezada professora Jacqueline,
      As ações ocorrem após a posse.
      Bebel

      Responder
  • 156. Adriana  |  30/09/2012 às 21:27

    Olá!!!! Comecei como efetiva este ano de 2012, infelizmente a escola é longe da minha cidade, escolhi carga reduzida. Pagando para trabalhar e filhos pequenos já tenho 18 faltas.
    Será que posso conseguir pleitear o artigo 22????

    Responder
    • 157. apeoesp  |  01/10/2012 às 03:07

      Prezada professora Adriana,
      Deve se inscrever e provavelmente sua inscrição será indeferida. Aí deve procurar o departamento jurídico para ingressar com ação individual.
      Bebel

      Responder
  • 158. samanta  |  14/10/2012 às 01:58

    estou na mesma situação da colega acima, sendo que preciso muito mudar de escola, mais estou com medo de me inscrever no artigo 22 pois me disseram que mesmo que de indeferido não poderei pegar carga suplementar….alguma notícia sobre isso?

    Responder
    • 159. apeoesp  |  20/10/2012 às 14:20

      Prezada professora Samanta,
      Para detalhes sobre este assunto você deve ligar para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 160. Lucimara  |  10/12/2012 às 13:57

    Bom Dia.
    Gostaria sobre a liminar acima citado, para que os professores em estágio probatório pudessem também fazer o pedido do Art. 22 gostaria de um esclarecimento:
    1 – Diante do exposto, os professores que tomaram posse em 2012 também puderam fazer o pedido? Foi feito o pedido judicialmente, pois pelo site o prazo já estava encerrado.
    2 – Para este ano de 2013 a Apeoesp tem alguma previsão se entrará novamente com esse pedido.
    Gostaria de saber estas informações, pois fiz a prova de caráter eliminatório após o curso de formação, conferindo o gabarito alcançarei a media necessária para exito, pois acertei 70%, a questão é:
    A escola a qual esta o meu cargo fica a 570 Km de onde moro (interior) tenho um filho de 11 meses, assim tenho buscado todas as informações possíveis que possam me ajudar de alguma forma, para vir para minha cidade ou para região.

    Aguardo.
    Obrigado

    Responder
    • 161. apeoesp  |  12/12/2012 às 14:02

      Prezada professora Lucimara,
      A APEOESP ingressará novamente com ação. Para as demais informações, ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 162. Fátima  |  20/12/2012 às 03:51

    Bom dia
    Gostaria de saber se a categoria S é extinta automaticamente ou se tenho que pedir dispensa, pois estou aguardando a nomeação para 2013, e tenho uma dúvida com relação as férias, recebi alguns anos mas quando foram criadas essas categorias ( F, L, S… ) parei de receber não sei o motivo.
    Desde já agradeço, e boas festas!
    Fátima

    Responder
    • 163. apeoesp  |  20/12/2012 às 11:10

      Prezada professora Fátima,
      Por favor, ligue para 11.33506214 e tire todas as suas dúvidas, inclusive sobre o recebimento das férias.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,860,816 hits

Comentários

apeoesp em
apeoesp em Temer, inimigo da educação, ve…

%d blogueiros gostam disto: