APEOESP entra com novas ações judiciais em defesa dos direitos dos professores

18/01/2012 at 02:15 172 comentários

 

APEOESP ingressou com man­dado de segurança coletivo nesta segunda-feira, 16, contra o Estado para que os professores da extinta categoria “L” não tenham que devolver parte do salário de dezembro para o governo. O man­dado de segurança foi distribuído na 4ª Vara da Fazenda Pública. Em razão do disposto no parágrafo úni­co do artigo 25 da LC 1093/09, os professores categoria “L” foram dis­pensados no início deste ano, com efeito retroativo à data do término do ano letivo de 2011, ou seja, de acordo com o calendário escolar de cada unidade. A APEOESP in­quiriu a Coordenadoria de Gestão e Recursos Humanos (CGRH) da Secretaria da Educação sobre o pagamento dos vencimentos destes professores, sem obter resposta. Pela imprensa, o governo infor­mou que estes docentes sofreriam estornos e não receberiam as férias previstas no calendário escolar para o mês de janeiro.

A APEOESP entende que o desconto viola direito líquido e certo dos docentes categoria “L”. O Superior Tribunal de Justiça tem posicionamento pacífico no sentido de que o servidor não pode ser compelido à devolução dos venci­mentos, no caso de recebimento de boa fé.

O Sindicato ingressou ainda com mais duas ações: uma ação coletiva para o pagamento das férias para os professores categoria “L”, e uma ação civil pública que trata da atribui­ção de aulas aos docentes habilita­dos antes dos não habilitados, ainda que esses tenham sido aprovados no processo seletivo simplificado.

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Aulas de recuperação também serão atribuídas a partir do dia 23 Justiça determina que SEE cumpra jornada da lei do piso imediatamente

172 Comentários Add your own

  • 1. dayane  |  18/01/2012 às 02:29

    E os professores categoria O para onde irão, e a quarentena, quantas perguntas mas ainda nenhuma resposta .
    Chega de ser robo manipulado pelo goveno. Ainda não saiu a classificação dos professores não aprovados por esse processo classificatorio do governo, isso não passa de uma exposição do governo a nossa classe profissional.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  18/01/2012 às 10:24

      Prezada professora Fayane,
      O professor da categoria O e das demais “categorias” que não atingiram a nota mínima na prova particxipação da atribuição de aulas na diretora de ensino, mas não participação da atribuição inicial. A classificação, portanto, saírá em outro momento.
      Bebel

      Responder
  • 3. Prof Renato  |  18/01/2012 às 03:14

    Bom dia Bebel, estou com uma terrivel duvida e gostaria se possivel de um esclarecimento, sou professor efetivo e optei pela jornada com 20 aulas, a diretora da escola em que sou efetivo, disse que eu sou obrigado a completar minha jornada na escola, ou seja as 20 aulas, isso tudo bem, o que me deixou na duvida foi que ela me falou que a jornada complementar tb deve ser na minha escola. Acontece que eu gostaria de pegar a complementar em outra escola da minha DE, mesmo tendo aula na escola em que possuo meu cargo, eu posso ou não escolher aula nessa outra escola?, eu quero apenas 4 aulas, e tb nas normas da atribuição está escrito que eu posso escolher essas aulas na tarde do dia 24, quem esta certo afinal,muito grato e obrigado

    Responder
    • 4. apeoesp  |  18/01/2012 às 10:59

      Prezado professor Renato,
      A APEOESP defende o pleno direito de escolha do professor. Entretanto, pelas normas em vigor, se houver aulas disponsíveis na escola você deve assumi-las, na sua ordem de classificação.
      Bebel

      Responder
  • 5. emerson  |  18/01/2012 às 10:33

    Bom dia Bebel

    Parabens pela iniciativa da apeoesp percebo que mesmo com toda a truculencia do governo a dietoria esta atenta, obrigado .
    Bebel alem do governo nao pagar as ferias esse ano para nos extintos ano passado ele pagou somente 20 dias e nos fizemos a reposição lembra? Teoricamente ele ainda tem 10 dias do ano passado para pagar.

    Responder
    • 6. apeoesp  |  18/01/2012 às 10:52

      Prezado professor Emerson,
      Obrigada.
      Para reaver estes 10 dias passados, você deve recorrer ao departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 7. Vinicius  |  18/01/2012 às 11:31

    Professora, bom dia!

    Em relação ao pagamento de 1/3 de férias, consultei a seguinte notícia:
    http://www.agora.uol.com.br/trabalho/ult10106u1035855.shtml
    O texto afirma que o valor, referente à 15 dias, será pago amanhã (19/01) e que o comprovante de pagamento já está disponível. Consultei na página da Secretaria da Fazenda e não há holerite disponível.
    Sou professor efetivo (peb-II), nomeado em 2011 (posse em Fevereiro). Portanto, ainda em estágio probatório.
    Tenho direito ao pagamento?

    Grato,
    Vinicius.

    Responder
    • 8. apeoesp  |  18/01/2012 às 11:32

      Prezado professor Vinicius,
      Você adquire direito a férias com 12 meses de efetivo exercício.
      Bebel

      Responder
      • 9. Ana Mariza  |  18/01/2012 às 12:19

        Isso quer dizer então que nós que assumimos em 2011 NÃO vamos receber pagamento em fevereiro referente à janeiro, nem o abono de férias? Ficaremos um mês sem salário? Desculpe as perguntas, mas sendo nova no Estado, estamos ainda muito perdidos.

        Obrigada

      • 10. apeoesp  |  18/01/2012 às 12:42

        Prezada professor Ana Maria,
        Se você é categoria O e iniciou em 2011, ainda não completou os 12 meses necessários para adquirir direito a férias. Entretanto, não tem descontinuidade nos salários, pois seu contrato será prorrogado até o final de 2012.
        Bebel

  • 11. Márcia  |  18/01/2012 às 12:05

    Bebel, sou professora categoria o, contratada desde fevereiro de 2010, trabalhei 2011 e 2010 e não tenho nada provisionado referente as férias, gostaria de saber se o professor categoria o que trabalhou mais de 12 meses não terá direito as férias.

    Obrigada.

    Responder
    • 12. apeoesp  |  18/01/2012 às 12:08

      Prezada professora Márcia,
      Sim. Procure o departamento jurídico da APEOESP para ajuizar ação para cobrar esse direito.
      Bebel

      Responder
  • 13. sousa  |  18/01/2012 às 12:12

    olá Bebel,
    Sou categoria O e passaei no processo seletivo.Estou de quarentena.
    Estou impossibilitada de fazer o credenciamento no CEEJA somente devido a quarentena.
    Existe alguma forma de reverter essa situação?

    Responder
    • 14. apeoesp  |  18/01/2012 às 12:24

      Prezada professora Leila,
      Consulte o departamento jurídico da APEOESP sobre qual providência administrativa ou judicial pode ser tomada neste caso.
      Bebel

      Responder
  • 15. André Lual  |  18/01/2012 às 12:14

    Mesmo que não tenha atingido a nota minima no processo seletivo, poderei eventuar já no inicio do ano letivo?

    Responder
    • 16. apeoesp  |  18/01/2012 às 12:24

      Prezado professor André,
      Considerando a falta de professores, vale a pena tentar.
      Bebel

      Responder
      • 17. Angela  |  18/01/2012 às 19:39

        Tentar?! Bebel, poderá ou nao poderá? Porque se dermos essas aulas e nao recebermos, como fica? Precisamos de respostas concretas.
        Obrigada

      • 18. apeoesp  |  18/01/2012 às 20:28

        Prezada professora Angela,
        Me desculpe, mas toda ação judicial é uma tentativa, pois a decisão cabe ao juiz. Questões já resolvidas não necessitam de ação judicial.
        Bebel

  • 19. Fernando  |  18/01/2012 às 12:15

    Bom dia

    Gostaria de saber sobre a Lei do piso, o estado já se pronunciou sobre esse assunto? E se não for cumprida o que devemos fazer no momento da atribuição de aulas?
    Obrigado

    Responder
    • 20. apeoesp  |  18/01/2012 às 12:20

      Prezado professor Fernando,
      O Estado deve emitir uma resolução nas ´próximas horas. Só podemos nos pronunciar mediante o teor desta resolução. Se não emitir nenhuma resolução ou se não estivermos de acordo com ela, recorreremos à justiça novamente.
      Bebel

      Responder
  • 21. Clair  |  18/01/2012 às 12:43

    Bebel, o professor efetivo que está assumindo o cargo não pode inscrever-se pela 22 já que o processo expirou. Como proceder para utilizar a liminar?
    Abraços
    Clair

    Responder
    • 22. apeoesp  |  18/01/2012 às 19:29

      Prezada professora Clair,
      Procure o departamento jurídico da APEOESP para ação individual.
      Bebel

      Responder
  • 23. Cleber  |  18/01/2012 às 12:58

    Governo fdp…. no dia 03/01/2012 recebi no cartão alimentação (vale-coxinha) 88 reais no cartão alimentação, entrei no site hj para ver quantos tinha, não utilizei nada e agora aparece que não tem nada!!!! Agora pergunto: Que palhaçada é essa? alem de ficar sem direito ao 1/3 de férias,sem pagamento em fevereiro, devolver dinheiro em fevereiro, agora mais essa, o valor que recebi em 03/01/2012, passados 15 dias sumiu….isso deve ter acontecido com todos os “L”, gostaria que a APEOESP verificasse isso para nós….Obrigado!!!!

    Responder
    • 24. apeoesp  |  18/01/2012 às 13:12

      Prezado professor Cleber,
      Provavelmente se trata dos dias de dezembro que o governo quer estornar também dos salários. Vamos verificar.
      Bebel

      Responder
    • 25. Fátima Leme  |  18/01/2012 às 17:32

      Boa tarde
      Cleber, eu também era “L”, e isso não me aconteceu, usei o cartão dia 12/01/2012, sobrou um restinho e continua lá, olha no histórico se não tem nem uma compra feita, que pode ter sido clonado, em 2010 o meu cartão foi clonado e levaram tudo, tive que trocar o cartão, tem uma comunidade que estava reclamando de clonagem de cartão, dê uma verificada. E dureza, a gente não recebe e ainda leva o pouco que tem. Boa sorte.

      Responder
  • 26. Cleber  |  18/01/2012 às 13:07

    Ainda bem que antes de ir ao mercado fui conferir o saldo, já pensou o “carão que ia ser com a certeza de ter saldo e chegar lá….

    Responder
  • 27. Cleber  |  18/01/2012 às 13:11

    Trabalhei o mês de dezembro normal e não acho justo o governo tirar esse direito nosso!!!

    Responder
  • 28. Angela  |  18/01/2012 às 13:28

    Bom dia!
    Sou professora desde 2008, categoria O fui contratada em março de 2010 meu contrato se estendeu até dezembro de 2011, gostaria de saber quando vou receber minha férias .
    obrigada

    Responder
    • 29. apeoesp  |  18/01/2012 às 19:23

      Prezada professora Angela,
      Devaria receber em 19/01. Se não ocorrer, procure o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 30. Fernanda  |  18/01/2012 às 13:38

    E nós da categoria O que estamos dando aulas desde 2010 e não vamos receber??? como ficamos???

    Responder
    • 31. apeoesp  |  18/01/2012 às 19:27

      Prezada professora Fernanda,
      Para receber férias entre em contato com o departamento jurídico da APEOESP.
      Não haverá salário relativo a janeiro pois não há vínculo neste mês (quarentena).
      Bebel

      Responder
  • 32. flavio eduardo mazetto  |  18/01/2012 às 13:57

    Bebel,
    e quanto à jornada, a questão do 1/3 da lei federal já aprovada? temos alguma novidade? a atribuição é na segunda? o que vamos fazer? qual a orientação da apeoesp? não deveriamos estar reunindo os professores e conversando sobre tal questão, já nos preparando para agir? se ficar para depois corre-se o risco de simplesmente aceitarmos e nada acontecer!
    por favor, estamos angustiados.
    aguardo noticias.
    flavio eduardo mazetto

    Responder
    • 33. apeoesp  |  18/01/2012 às 19:20

      Prezado professor Flávio,
      Estamos fazendo todo o possível ao nosso alcance. Hoje solicitamos ao TJ um novo pronunciamento e o juiz notificou a SEE de que deve cunmprir a liminar imediatamente.
      Bebel

      Responder
  • 34. Elizete  |  18/01/2012 às 14:01

    Acabei de falar com o diretor de minha escola e ele disse que o supervisor esteve lá ontem e falou que a SE só cumprirá a lei do piso em 2013!!!!!
    Eu achava bom a Apeoesp jogar limpo, falar a verdade e parar de nos enrolar. Vocês já estão cansados de saber que essa lei não entra em vigor e assim, como no caso das férias divididas, estão só nos enrolando!!!

    Responder
    • 35. apeoesp  |  18/01/2012 às 19:19

      Prezada professora Elizete,
      Lamento que você se dirija nestes termos à organização que luta em defesa da categoria. Por que você se acha no direito de dizer que não jogamos limpo ou que estamos enrolando os professores? Diga isto do governo, mas não da APEOESP. Revolte-se contra o governo, não contra a APEOESP. Por acaso você acha que o Tribunal de Justiça de São Paulo também está enrolando os professores? Você acha que o juiz concedeu liminar, o presidente do TJ confirmou e hoje um outro juiz reafirmou a liminar por quais motivos? Porque a APEOESP está lutando, não enrolando. Vamos lutar até o fim para que a lei e a liminar sejam cumpridas. Se a nossa luta for vitoriosa, você também será beneficada, apesar de nos atacar desta forma.
      Bebel

      Responder
  • 36. Ana Paula  |  18/01/2012 às 14:19

    Olá Professora Bebel,
    tenho visto a sua luta por nós professores, porém estamos longe, muito longe, pois o governo só quer para ele, e nós professores,aonde está os nossos direitos? Como ele pode dar só 15 dias de 1/3 de férias? Estou indignada, pois o governo já tirou de nós o direito da Gratificação Geral, agora tira também o direito de 30 dias de 1/3 de férias. Aonde vamos parar? Por favor, lute por nós.
    Profª. Paula

    Responder
    • 37. apeoesp  |  18/01/2012 às 19:14

      Prezada professora Ana Paula,
      Estamos lutando e continuaremos lutando.
      Bebel

      Responder
  • 38. Fabiana  |  18/01/2012 às 14:24

    Agora a pouco a diretora do meu marido acabou de ligar informando que a atribuição dele será dia 20 as 11 da manhã, a princípio ontem tinha sido marcada para dia 23 mas em cima da hora eles remarcaram para sexta feira, o medo é que até sábado eles podem lançar a lei do piso e caso isso ocorra depois eles terão dois trabalhos de ter que atribuir aula novamente na segunda. O problema Bebel é que não temos como não ir na atribuição, pois ela pode atribuir compulsoriamente as aulas, não tem como arriscar a não ir…infelismente. A diretoria é Guarulhos , aguaro resposta Bebel.

    Responder
    • 39. apeoesp  |  18/01/2012 às 19:13

      Prezada professora Fabiana,
      A atribuição de aulas começa apenas dia 23/01. Você não é obrigada a participar de nenhuma atribuição antes disto e não tem nenhum valor.
      Bebel

      Responder
  • 40. milene  |  18/01/2012 às 14:38

    Bebel… Tem data prevista para resolver sobre devolução ,iasmpe, e as férias dos antigas categoria l ??? obrigado

    Responder
    • 41. apeoesp  |  18/01/2012 às 19:04

      Prezada professora Milene,
      Tudo agora depende do judiciário. As liminares podem sair a qualquer momento.
      Bebel

      Responder
  • 42. Camila Corsi  |  18/01/2012 às 15:03

    Bom, somos todos professores e tenho que me manifestar… Concordo com todas as providências tomadas pela APEOESP em relação a garantir nossos direitos docentes, exceto aquela que prevê que professores não habilitados, mesmo aprovados, percam sua oportunidade de dar aulas em detrimento de professores que, mesmo habilitados, não foram aprovados. O processo seletivo (concordâncias sobre seu mérito à parte) existe e os professores aprovados já seguem uma ordem de atribuição de aulas. Nós, os não habilitados, somos os ÚLTIMOS a termos aulas atribuídas, ficando atrás até de alunos. Pois todos, habilitados ou não, temos o mesmo tempo para estudar para o processo seletivo, então não considero justo que alguém que não tenha sido aprovado tenha aulas atribuídas na frente dos aprovados. Nós os não habilitados também somos professores, também realizamos um trabalho digno e honesto.

    Responder
  • 43. silvana  |  18/01/2012 às 15:03

    É uma verdadeira palhaçada, pena que quem fica sabendo do que acontece conosco, somos somente nós mesmos. Teríamos que arrumar um jeito de levar esse descaso com os professores na mídia, porque logo ele já deverá anunciar sobre o bônus em rede nacional dizendo quanto os professores receberão e a verdadeira situação fica escondida.

    Responder
  • 44. Ana Parcett  |  18/01/2012 às 15:05

    Espero que realmente venha uma noticia favorável para a Ex categoria L , muitos professores estão se desfiliando ao Sindicato, principalmente os que estão assumindo seus cargos em 2012, e a tendencia é piorar se não houver medidas efetivas, em favor aos contratados.
    Abraço
    Ana

    Responder
    • 45. apeoesp  |  18/01/2012 às 18:49

      Prezada professora Ana Parcett,
      Lamento que alguns professores pensem desta forma. O responsável pelos ataques é o governo, e não o sindicato que vem atuando em defesxa dos professores da categoria L desde que o problema surgiu, em 2007. Pela intenção do governo, a categoria L teria sido extinta em 2009. Foi a nossa luta quem conseguiu que permanecesssem por mais dois anos. Felizmente, nosso cadastro não registra nenhum movimento expressivo de desfiliação, mostrando que a enorme maioria dos professores é inteligente e não vai enfraquecer sua organização e instrumento de luta, fortalecendo, consequentemente, o governo que os ataca.
      Bebel

      Responder
  • 46. Eduardo  |  18/01/2012 às 15:41

    Boa tarde.

    O caso que vou relatar não corresponde a este post, porém, devido as inúmeras dificuldades, utilizarei este espaço para minha manifestação.
    Desde quarta-feira passada estou tentando agendar a perícia médica para assumir o cargo de PEB II, em vão.
    Minha escola fica no município de São Sebastião, O departamento de perícias do município atende 04 vezes por mês, somente as sextas-feiras. A única data disponível é dia 27/01, uma semana depois do início da atribuição. Em Caraguatatuba, município vizinho, o períto está em férias. Em São José dos Campos, o DPM se nega a inscrever professores de outra região.
    Recebi um e-mail para responder o questionário no GDAE, o sistema ficou forma do ar durante o dia inteiro e, mesmo conseguindo responder, ainda não recebi resposta de agendamendo no IAMSPE.
    Não percebi nenhum movimento do sindicato para ajudar os seus contribuintes neste caso, pelo contrario. Tentei ligar diversas vezes no telefone indicado no próprio site, em vão, não fui atendido. Enviei um e-mail para a Apeoesp, sem resposta.
    Acredito que muitos professores estão em situação parecida com a minha e não conseguirão assumir o cargo antes da atribuição, portanto, aguardo PELO MENOS, uma resposta que demonstre preocupação do sindicato com esta situação.
    É direito do professor participar da atribuição, mas o tempo está se esgotando……

    Responder
    • 47. apeoesp  |  18/01/2012 às 18:44

      Prezado professor Eduardo,
      Pela informação que obtive junto ao departamento jurídico da APEOESP, os professores que estão em processo de ingresso neste momento já fizeram seus exames médicos tiveram sua condição de aptos puvblicada no DOE. A pergunta é: por que você ainda não conseguiu fazê-lo? De toda forma, você deve procurar o departamento jurídico da APEOESP na sua subsede (contatos em http://www.apeoesp.org.br) ou na sede central (fone 11.33506000 ou 33506214) para verificar que providências podem ser tomadas.
      Bebel

      Responder
  • 48. Sandra Toledo  |  18/01/2012 às 15:46

    Bebel, Feliz Ano Novo p vc e todos da Apeoesp.

    Quero saber pq o governo pagará( já esta provisionado no BB) somente 1/3 sobre metade das férias? A outra metade vem em julho? Isso esta correto? Nao deveria valer somente p o ano que vem?

    Abraços
    Prof. Sandra Toledo

    Responder
    • 49. apeoesp  |  18/01/2012 às 18:38

      Prezada professora Sandra,
      O departamento jurídico está estudando se alguma ilegalidade foi cometida, porém as férias divididas são, sim, estas de 2012.
      Bebel

      Responder
  • 50. Maria  |  18/01/2012 às 15:49

    Atenção , Cleber!
    Está havendo uma grande quantidade de clonagem de cartão vale-alimentação….veja isso aí na sua região.

    Responder
  • 51. Tatiane  |  18/01/2012 às 15:50

    A apeoesp não faz nada essa é a realidade!

    Me desculpe mas não é um desabafo, estamos a quatro anos nessa agonia sem ninguém fazer nada o que acontece agora e o dinheiro que o estado pegou nosso iansp e previdencia fora as duas pessoas que somos eu com aula atribuida agora sou O e como eventual sou S que palhaçada é essa nem eles sabem oque estam fazendo estou me cansando desse estado mas quero os meus direitos que conquistei, agora a categoria O tem apenas 40 dias que ainda é muito tempo para ficar fora da sala de aula mas com certeza isso não é conquista da apeoesp ( me desculpe novamente) mas não é o estado sabe que se eles não mudasse ia ficar sem professores mas e ai como vai ficar nossa situação, mas não vou esperar a boa vontade de vcs entrei com advogado particular.
    Obrigada.

    Responder
    • 52. apeoesp  |  18/01/2012 às 18:37

      Prezada professora Tatiane,
      Que bom que este espaço está sendo usado por cada vez mais professores e professoras para externar suas angústias e manifestar suas opiniões. A presença de todos aqui é sempre bem vinda também para dar sugestões para que nossas lutas sejam sempre vitoriosas.
      Este espaço é limitado para dizermos o que é um sindicato. Mas podemos dizer o que ele não è. Um sindicato não uma empresa prestadora de serviços, a qual que o associado contrata para resolver seus problemas. Um sindicato é uma organização criada pelos trabalhadores para organizar sua luta por melhores salários, melhores condições de trabalho, por melhorias nas suas condições de vida e na sociedade. Quando alguém se associa a um sindicato não está abrindo mão de lutar. É justamente o contrário! Está dizendo que concorda com a luta daquele sindicato e quer participar dela. Avanços e conquistas são coletivos. Derrotas e retrocessos também. As dificuldades são de todos. Quando obrigamos o governo a recuar o triunfo é de todos os que acreditaram e se mobilizaram para que isto pudesse acontecer. Quando a mobilização é insuficiente, há falhas da direção sindical e, infelizmente, tambédm daqueles que deixaram de vir lutar pela causa comum. Muitas vezes é difíci reverter o estrago.
      Então, se você diz que a APEOESP não está fazendo nada (e basta ler este blog e o site da APEOESP para ver que isto não é verdade) você de alguma forma está também se incluindo nisto. Ou não? Você poderia ter feito mais do que fez? Poderia ter lutado mais do que lutou? Poderia ter protestado mais? Poderia ter sugerido mais? Poderia ter conversado mais com seus colegas e os motivado mais a não aceitar tudo o que o governo impôs?
      Um sindicato combativo é constituído de pessoas que, nos seus locais de trabalho, não deixam a chama da luta morrer. Sem isto um sindicato não passa de uma sigla ou de um prédio. Vamos no unir mais, vamos nos apoiar mais, vamos lutar mais juntos. E as vitórias virão em maior número.
      Bebel

      Responder
  • 53. Eulalia F F Marcelino  |  18/01/2012 às 15:55

    Olá!Gostaria de saber se com o aumento do gasto com alunos pelo FUNDEB o salário do prof. deve aumentar. Desconsiderando o aumento já previsto dos 13% para este ano. Tenho tb. uma outra dúvida… é sobre as hrs. aulas. É verdade que a partir deste ano se transformarão em hr. relógio? Obrigada. Eulália

    Responder
    • 54. apeoesp  |  18/01/2012 às 18:17

      Prezada professora Eulália,
      Os valores pagos pelo Estado de São Paulo, considerando o reajuste já pago em 2011, é mais elevado que o PSPN.
      Bebel

      Responder
  • 55. Ana  |  18/01/2012 às 16:23

    Prezada Profª Bebel,

    Parabéns pela luta. Sou associada e confio no sindicato. Entrei com ação para mudança de categoria, pois havia mudado ( PEB II p/ PEBI) para dar continuidade em um projeto e em virtude disso , mexeu na categoria, mas nunca perdi vínculo desde 2005. Existe uma maneira de agilizar o processo?

    Responder
    • 56. apeoesp  |  18/01/2012 às 18:11

      Prezada professora Ana,
      O departamento jurídico utiliza todos os meios para agilização, desde que não prejudique a ação. O judiciário, como se sabe, é moroso e tem seus próprios prazos.
      Bebel

      Responder
  • 57. lia  |  18/01/2012 às 16:36

    Olá…
    obre o vale coxinha acredito que temos direito porque, segundo a secretária da escola em que trabalho, o vale é retroativo (2 ou 3 meses) , não é referente ao mês trabalhado. E quanto ao 1/3 das férias, como pode o professor trabalhar por mais de 12 meses consecutivos e não receber, mesmo que a dispensa tenha sido no final de dezembro? Sou da extinta categoria L.
    Ah, o meu 1/3 de férias, que só recebi uma vez desde 2008, não está provisionado.
    Obrigada.

    Responder
    • 58. apeoesp  |  18/01/2012 às 18:08

      Prezada professora Lia,
      A APEOESP ingressou com ação judicial para que o pagamento das férias seja realizado.
      Bebel

      Responder
  • 59. Suélen  |  18/01/2012 às 17:05

    Olá Bebel! Sou professora categoria O contratada em fevereiro de 2010 e tive o contrato prorrogado em 2011, com aulas minhas. consultei o site da fazenda e não consta nada em relação ao pagamento do abono de férias. Não irei receber? Li que os professores irão receber amanhã…e o salário de fevereiro, não receberei tbm? Obrigada.

    Responder
    • 60. apeoesp  |  18/01/2012 às 17:59

      Prezada professora Suelén,
      O Estado deveria ter provisionado suas férias. Se não ocorreu, procure o departamento jurídico da APEOESP.
      Não haverá salário em fevereiro (relativo a janeiro), pois você está cumprindo a quarentena.
      Bebel

      Responder
  • 61. Renata  |  18/01/2012 às 17:48

    Boa tarde Bebel!
    Gostaria de saber até que dia as inscrições para o artigo 22 podem ser feitas. Como o governador ainda pode recorrer, ouvi dizer que pode fazer isso a qualquer momento, inclusive no meio do ano e que se isso ocorrer, tenho que voltar para minha sede, isso é complicado pois o horário já estará pronto e assim posso ser prejudicada. Essa informação procede ou são apenas boatos?
    Outra dúvida que tenho é se posso escolher a escola que pretendo lecionar e na falta de aulas disponíveis nesta, se sou obrigada a escolher em qualquer lugar que tiver aula, inclusive mais distante que a cidade em que me efetivei.
    Obrigada pela atenção.

    Responder
    • 62. apeoesp  |  18/01/2012 às 17:57

      Prezada professora Renata,
      Segundo o departamento jurídico, não podem mais ser feitas inscrições. Apenas o governo precisa mudar os indeferimentos ás inscrições que se enquadram nas condições da liminar ganha.
      O governo tem prazo para recorrer e ele está se esgotando. A decisão final da justiça, porém, ainda não foi tomada e o governo pode apresentar algum “fato novo” até o julgamento de mérito.
      Bebel

      Responder
  • 63. Professora Maria Oliveira  |  18/01/2012 às 18:14

    Boa tarde Bebel!
    Sou categoria O- 18 fev de 2010 a 19 dez 2011. Ao assinar a extinção do contrato verifiquei e anotei as informações sobre indenização e férias contidas no documento.
    férias: Inciso II, art.12, LC nº1093/09
    indenização: SS 2º, Inciso VIII, art 8º, LC nº1093/09
    Sendo assim temos o direito a receber,não é?
    A senhora tem alguma previsão da data do pagamento?
    Obrigada

    Responder
    • 64. apeoesp  |  18/01/2012 às 20:00

      Prezada professora Maria,
      A data é 19/01. Se não ocorrer, procure o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 65. nayara  |  18/01/2012 às 18:18

    Cara Bebel e nos professores da sala de leitura temos direito a recondução ou teremos que abandonar e pegar aulas por favor nos responda,Obrigada pela atenção

    Responder
    • 66. apeoesp  |  18/01/2012 às 20:04

      Prezada professora Nayara,
      Sim, poderá haver recondução.
      Bebel

      Responder
  • 67. Renata  |  18/01/2012 às 18:45

    Oi Bebel

    Eu era cat L, tenho uma dúvida sobre férias. Entrei no estado em 2008 como eventual e na primeira atribuição de 2009 peguei aulas livres, verificando meus holerites e não recebi férias em 2010, em 2010 continuei com aulas livres (bem como em 2011)… Minha dúvida é se tenho aulas atribuidas desde fev/2009 e recebi férias em 2011 (referente a 2010) como posso não ter o direito a férias em 2012, como assim já pagaram em 2011, a q recebi em 2011 era referente a 2010? Não estou entendendo essa posição de que não temos esse direito.
    Obrigada

    Responder
    • 68. apeoesp  |  18/01/2012 às 20:16

      Prezada professora Renata,
      Sempre que o servidor completa doze meses de férias eleas devem ser pagas. Se você não recebeu férias em algum destes anos e se as férias de 2012 não foram provisionadas, procure o departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
  • 69. Priscila  |  18/01/2012 às 19:00

    Boa tarde. Gostaria de saber das férias de quem é categoria L. Só tem direito quem tiver um ano sem interrupção de exercício?
    Será que a senhora poderia esclarecer de maneira clara?
    Agradeço, Priscila.

    Responder
    • 70. apeoesp  |  18/01/2012 às 20:20

      Prezada professora Priscila,
      Sim. Como a categoria foi extinta, quem não completou o tempo deve receber férias proporcionais.
      Bebel

      Responder
      • 71. Andrea Tomaz  |  24/01/2012 às 15:15

        Boa tarde. Sou da extinta categoria L,trablho no estado desde 2006 e não recebi férias.também vou ficar sem salário em fevereiro?

      • 72. apeoesp  |  24/01/2012 às 17:55

        Prezada professora Andrea,
        Você tem direito a férias, mas será necessária ação judicial, pois o Estado não pretende pagar.
        Quanto ao salário de janeiro (pago em fevereiro), não receberá, pois não há vínculo no mês.
        Bebel

  • 73. Paulo Cezar dos Santos  |  18/01/2012 às 19:00

    boa tarde!!! Bebel , estou indignado com o Estado pois trabalhamos 2011 todo e agora com essa mudança das férias ele também pagou apenas uma parte do nosso 1/3 de férias , ou seja estamos sendo roubados , já que as férias do mes de Julho correponde a 2012 , mais uma vez ficaremos recebendo retroativamente ?

    Responder
    • 74. apeoesp  |  18/01/2012 às 20:24

      Prezado professor Paulo Cezar,
      Tanto a parcela de agora quanto a de julho se referem ás férias de 2012. O direito a essas férias é que foi adquirido em 2011, assim como em 2012 se adquire o direito a férias em 2013.
      O departamento jurídico está verificando se houve alguma ilegalidade ou se a SEE tem o direito legal de dividir o pagamento.
      Bebel

      Responder
  • 75. Luciene Ferraciolli  |  18/01/2012 às 19:56

    Olá Bebel, Parabéns pelas lutas por nós professores, gostaria de me afiliar à Apeoesp, é possível pelo site?
    Tenho uma dúvida, comecei a lecionar em fevereiro de 2010, categoria “o”, e estava na rede continuamente até dezembro de 2011, agora dia 23 vou atribuir as aulas como efetiva, já tomei posse na escola agora dia 13/01, então eu era “o” até o dia 23/12 e a atribuição é 23/12, ou seja não ficarei de quarentena, pois fiquei apenas 1 mês fora da rede, isto não é considerado férias? A atribuição não conta como se o docente estivesse em serviço ou exercício profissional? Vou receber em fevereiro? Obrigada desde já…

    Responder
    • 76. apeoesp  |  18/01/2012 às 20:30

      Prezada professora Luciene,
      Você só pode se filiar pessoalmente, na subsede da APEOESP (veja a sua em http://www.apeoesp.org.br).
      Você está em quarentena desde 23/12, pois seu contrato foi encerrado, Não há vínculo em janeiro, portanto não há pagamento.
      Bebel

      Responder
  • 77. Vanessa  |  18/01/2012 às 19:59

    Bebel,
    Sou categoria “O” e trabalho desde 2010. Fui informada de que a quarentena se reduziu para 40 dias, então eu poderia atribuir aulas até o final desse mês. Porém, quando entro no site do GDAE para ver a minha classificação, vejo que fui aprovada na prova, porém somente poderei ser contratada a partir de 10/07/2012.
    Enviei e-mail para o GDAE pedindo uma explicação, mas não me responderam. Será que eles ainda vão mudar isso?
    Obrigada.
    Vanessa

    Responder
    • 78. apeoesp  |  18/01/2012 às 20:33

      Prezada professora Vanessa,
      O GDAE ainda está desatualizado. Você pode participar da atribuição inicial e ministrar aulas desde o primeiro dia.
      Bebel

      Responder
      • 79. Caroline Savary  |  27/01/2012 às 01:40

        Estou na mesma situação, mas o problema agora é que essa informação que consta no GDAE tb está na classificação do site da DER de São VIcente. Não entendo isso, visto que dei aulas em 2010 do começo ao final do ano letivo, mas em 2011 só peguei aulas do meio do ano pro final. Tenho direito a participar da primeira atribuição por três motivos: passei na provinha, meu contrato ainda está vigente e a lei da quarentena é só de 40 dias. O que faço?

      • 80. apeoesp  |  27/01/2012 às 01:42

        Prezada professora Caroline,
        Entre em contato com o departamento jurídico da APEOESP na sua subsede ou pelo telefone 11.33506214 para orientação.
        Bebel

  • 81. Renata  |  18/01/2012 às 20:06

    Olá Bebel,

    Está ação judicial que vocês ingressaram sobre o estorno e o pagamento das férias, só diz respeito a categoria L? E a cat.O com contrato desde de 2010? não temos direito a nada? Não recebemos férias e tbm não temos o direito do nosso salário referente a dezembro ser estornado, pois trabalhamos os mesmos dias que a cat.L. E trabalhamos quase Há dois anos sem recebimento de férias.
    O quê o sindicato está fazendo por nós sobre esse assunto?

    Responder
    • 82. apeoesp  |  18/01/2012 às 20:35

      Prezada professora Renata,
      No caso dos professores da categoria, como o governo não declarou que não vai pagar (como no caso do categoria L), as ações são individuais. Procure o departamwento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 83. Alfredo Oliveira  |  18/01/2012 às 20:11

    Hoje liguei na D.E. para saber informações das férias e me foi dito que: “Professores Categoria F e Efetivos receberão as férias em 19/01, Professores Categoria O contratados em 2010 que tiveram o contrato prorrogado até dez/2011 receberão SIM os valores referentes a férias mais que não tinha previsão de data”. Perguntas: Como o Governo pode não ter previsão de data para pagar um direito do trabalhador? O que digo aos meus credores, que não tenho data prevista pra quitar minhas dividas? Pelo que entendo como fui contratado em agosto 2010, meu periodo de férias venceu em agosto 2011, portanto com a recisão do meu contrato teria direito a 30 dias de ferias (um salario) + 1/3 deste mais 4/12 proporcionais aos quatro meses restantes o que é normal pra quem é demitido sem justa causa contratato pela CLT.

    Responder
    • 84. apeoesp  |  18/01/2012 às 20:48

      Prezado professor Alfredo,
      Caso seja depositado algum valor abaixo dos seus direitos você deve recorrer por meio do departamento jurídico da APEOESP. Também pode tentar um mandado de segurança para que o Estado deposite imediatamente o valor devido.
      Bebedl

      Responder
  • 85. Adri  |  18/01/2012 às 20:14

    Boa tarde!Hoje ví um comentário numa página da internet, sobre a antiga categoria L, hoje O ,q não tem pagamento em fevereiro e mesmo que assinar contrato na primeira atribuição, ou seja em 1º de fevereiro deste ano, o pagamento dessas aulas só virão em abril? Esta informação procede?

    A coisa está pior do que pensávamos.
    Pois já ficaremos sem o IAMSPE, sem férias, teremos que devolver 10% ao mês do que recebemos em dezembro…..nossa.tem que ter uma revolução nacional na ducação.
    Obrigada!

    Responder
    • 86. apeoesp  |  18/01/2012 às 20:42

      Prezada professora Adri,
      A data do pagamento é especulação. É possível que já haja pagamento em março, em folha suplementar. Quanto ao pagamento que se recebe no início de fevereiro não haverá, pois em janeiro não houve vínculo.
      Em relação ao IAMSPE estamos aguardando agendamento de reunião com o presidente do órgão.
      Bebel

      Responder
  • 87. Tina  |  18/01/2012 às 23:26

    Desculpe Bebel, mas estou muito preocupada sobre o iamsp existe a possibilidade dessa reunião ser realmente marcada?
    Quando? Tem data prevista?
    Tudo isso é serio mesmo nos da antiga L teremos direito de continuar usando, no meu caso eu e meus pais de idade.Por favor seja sincera.
    Obrigada.

    Responder
    • 88. apeoesp  |  19/01/2012 às 02:32

      Prezada professora Tina,
      Ainda não recebemos resposta do IAMSPE sobre a reunião. Você pode procurar o departamento jurídico da APEOESP para verificar a possibilidade de um mandado de segurança.
      Bebel

      Responder
  • 89. Débora  |  19/01/2012 às 03:26

    Como eu já disse: Não só eu, mais a maioria estão reclamando do 1/3 das férias ou seja está errado o pagamento. Como eu faço p/ entrar com um mandado de segurança contra o estado?
    Engraçado só erra o nosso, mais desses (FDP) eles não erram e aumenta o salário numa boa deles…………….INDIGNAÇÃO!!!!!!!!!!!

    Responder
    • 90. apeoesp  |  19/01/2012 às 10:53

      Prezada professora Débora,
      Você deve procurar o departamento jurídico da APEOESP. Entretanto, ainda não detectamos ilegalidade no pagamento dividido (tendo em vista que as férias estão divididas), embora a injustiça da situação e o descaso para com a nossa categoria dispense comentários.
      Bebel

      Responder
  • 91. gustavo  |  19/01/2012 às 10:43

    Bebel saiu alguma orientação para contratação de educador profissional e vice diretor do programa escola da familia . Sou educador profissional a 4 anos , da antiga categoria l ( agora o ) e tenho pedagogia ??? obrigado presidente “”

    Responder
    • 92. apeoesp  |  19/01/2012 às 11:56

      Prezado professor Gustavo,
      Pelo que vimos até o momento, em todas as instruções emitidas, apenas professores da categoria F e efetivos podem participar deste programa. Confirme na sua escola ou diretoria de ensino.
      Bebel

      Responder
      • 93. Fernando  |  19/01/2012 às 23:12

        Isso não é verdade, tenho um amigo que é categoria “O”, não passou na prova e está sendo reconduzido para Escola da Familia.
        Sou da DE de Mogi Mirim.

    • 94. Fernando  |  19/01/2012 às 23:16

      Caro colega Gustavo, sou da DE de Mogi Mirim e meu amigo é categoria “O”, não passou na prova e está sendo reconduzido para Escola da Família, só resta terminar a quarentena para assinar novo contrato, portanto se te disserem que você não pode ser reconduzido, isso não é verdade…Ok!

      Responder
  • 95. Alfredo  |  19/01/2012 às 19:47

    E agora com essa indefinição de quando os Professores Categoria O receberão os valores referentes as férias a APEOESP fará algum tipo de pressão ou mais uma vez os Professores Categoria O ficarão esquecidos. Quero receber um direito que é meu por ter trabalhado mais de 12 meses nessa instituição falida.

    Responder
    • 96. apeoesp  |  20/01/2012 às 20:10

      Prezado professor Alfredo,
      A APEOESP nunca esqueceu os professores da categoria O e continuamos lutando. A luta é difícil, é verdade, mas originalmente os professores da categoria O ficavam apenas um ano na rede e teriam que ficar afastados 200 dias. Agora podem ficar praticamente dois anos e o afastamento de de 40 dias. Na verdade, queremos que todos sejam contratados em condições dignas.
      Quanto às férias, você deve procurar o departamento jurídico da APEOESP e ajuizar mandado de segurança.
      Bebel

      Responder
  • 97. Tolotto  |  19/01/2012 às 22:56

    Gostaria de lembrar que os professores categoria O, que foram contratados em fevereiro/2010 a dezembro/2011, tiveram seus contratos extintos em 21/12/2011 e não receberam nenhum centavo de férias, referente ao período trabalhado.

    Responder
    • 98. apeoesp  |  20/01/2012 às 19:54

      Prezado professor Toloto,
      É preciso procurar o departamento jurídico da APEOESP para as providências cabíveis.
      Bebel

      Responder
  • 99. valdemir  |  19/01/2012 às 23:16

    OLÁ BEBEL,
    MEU NOME É VALDEMIR, INGRESSEI NO MAGISTÉRIO NO FINAL DE 2005 COMO EVENTUAL. DEPOIS PEGUEI UMA SUBSTITUIÇÃO Q DUROU 25 DIAS EM 2006. EM 2007 Ñ TRABALHEI NA REDE ATÉ O DIA 05/06 QUANDO ME FORAM ATRIBUIDAS AULAS LIVRES E ME TORNEI CAT “L”.
    TENHO DIREITO A SER “F” POR CAUSA DO MEU VINCULO DE 25 DIAS EM 2006?
    OBRIGADO

    Responder
    • 100. apeoesp  |  20/01/2012 às 19:49

      Prezado professor Valdemir,
      Para ser sincera, acho muito difícil, pois são muito poucos dias, mas você o direito de ingressar com a ação, se desejar.
      Bebel

      Responder
  • 101. Izabel Diniz  |  19/01/2012 às 23:21

    Boa noite Bebel! Tudo bem? Gostaria de saber se os professores categoria O assim como eu que não foram aprovados no processo seletivo poderão iniciar como eventual, ou se teremos que aguardo um tempo, até essa confusão toda que está se criando passar? Desde já agradeço. Abraço…Izabel.

    Responder
    • 102. apeoesp  |  20/01/2012 às 19:47

      Prezada professora Izabel,
      Vale a pena tentar desde o início, pois faltam professores.
      Bebel

      Responder
  • 103. Alessandro Vicchiati  |  20/01/2012 às 09:34

    alessandro vicchiatti 20/01/2012.

    Bebel o nosso governinho está de brincadeira, não tem professor e fica brincando com o que tem, sou categoria L, não recebi as férias
    e nem vou receber o salário de fevereiro, mas o governo anterior esqueceu que professor vota nas eleições, que já perderam a presidência e vão a partir de hoje, se todos esses professores tiverem vergonha na cara, perder as proxima eleições não só para presidente mas também para prefeitura de São Paulo e governador do estado, bom já chega de PSDB e DEM, sendo que o governo não ataca simplesmente só o professor e sim todos os funcionários públicos, vamos responder nas urnas. Obrigados

    Responder
  • 104. Lucas  |  20/01/2012 às 10:09

    Vergonha !!! Parece que a secretaria divulgou que vai ter a devolução do dinheiro e quem não pagar vai para justiça !! Apeoesp não resolve nada mesmo !!!!!! A pior classe é dos professores e pior sindicato !!!

    Responder
    • 105. apeoesp  |  20/01/2012 às 17:58

      Prezado professor Lucas,
      Você está muito mal informado e sequer leu o texto que está comentando. Aí diz que a APEOESP ingressou na justiça contra esse ataque aos professores. E saiba que ganhamos a liminar. Agora é o governo que tem que correr atrás do prejuízo.
      Bebel

      Responder
    • 106. Izabel  |  21/01/2012 às 00:44

      Professor Lucas, sei que não está fácil pra ninguém, afinal o que queremos é apenas trabalhar e sermos valorizados por isso. Mas precisamos nos informar também antes de julgar. A Apeoesp pode não conseguir todos os resultados positivos, mas que faz sua parte está bem visivel. Ou as coisas estariam bem piores. Um abraço.

      Responder
  • 107. Alfredo Oliveira  |  20/01/2012 às 12:06

    Com a indefinição do Governo quanto adata de pagamento das Férias dos Professores Categoria O que fazem jus a esse direito, teremos o apoio da APEOESP no que diz repeito a precionar a SEE ou mais uma vez seremos abandonados.

    Responder
    • 108. apeoesp  |  20/01/2012 às 17:29

      Prezado professor Oliveira,
      As ações são individuais neste caso. Procure o departamento jurídico da APEOESP na sua subsede.
      A APEOESP não costuma abandonar os professores.
      Bebel

      Responder
  • 109. Marcos  |  20/01/2012 às 12:31

    Bom dia professora Bebel

    Estou vendo quantas dificuldades em ter o que é direito nosso… Parabéns pela luta e vamos em frente!!!

    Tenho uma questão. Sou professor categoria “O” e trabalhei desde julho de 2010 até a demissão ocorrida o mês passado. Não recebi férias, nada. Óbvio que tenho o direito de recebê-las, mas minha dúvida é a seguinte: Espero até quando para ajuizar recurso??? O Governo pode pagá-las até quando, o fim deste mês???

    Obrigado pela atenção.

    Responder
    • 110. apeoesp  |  20/01/2012 às 17:25

      Prezado professor Marcos,
      Você pode esperar até o final do mês ou procurar de imediato o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 111. Heloisa Helena Tanganelli  |  20/01/2012 às 12:43

    Meu Deus que desespero…o que isso??? como faço para pagar meu aluguel e contas…como pode esse governo fazer isso??? o que ele quer guerra declarada…Jesus!!!

    Responder
  • 112. Fernanda  |  20/01/2012 às 13:40

    Olá Bebel!
    Comecei no estado agosto de 2010. gostaria de saber se tenho direito do pagamento referente a janeiro

    Responder
    • 113. apeoesp  |  20/01/2012 às 14:48

      Prezada professor Fernanda,
      Em janeiro você está cumprindo quarentena. Não há salário.
      Bebel

      Responder
  • 114. silvana  |  20/01/2012 às 14:21

    Bebel, estive na minha escola esses dias e a secretária me mostrou um comunicado dizendo que eu receberia as férias agora esse mês, mas não tive nenhum crédito em minha conta, ou seja, mandaram o comunicado dizendo que o prof. L teria direito as férias e depois suspenderam, o que devemos fazer agora?

    Responder
    • 115. apeoesp  |  20/01/2012 às 14:35

      Prezada professora Silvana,
      O sindicato moveu ação coletiva para que as férias sejam pagas. Você também pode ajuizar ação individual. Procure sua subsede.
      Bebel

      Responder
  • 116. Fernanda  |  20/01/2012 às 15:54

    Mas eu não tem direito nem as ferias sendo cat O mesmo q eu tenha começado em agosto de 2010 foi renovado até dez de 2011, ja tenho mais de um ano de estado

    Responder
    • 117. apeoesp  |  21/01/2012 às 14:11

      Prezada professora Fernanda,
      Entre em contato com o departamento jurídico da APEOESP para ajuizar ação individual.
      Bebel

      Responder
  • 118. Lau de Lima  |  21/01/2012 às 02:52

    Olá Bebel!
    Sou professora Cat. O e desde julho/2011 estou de licença médica e recebendo benefício do INSS por acidente de trabalho(assim ficou caracterizada, pelo perito,minha situação), a licença vence dia 02/02/12 e fui informada que se recebo auxílio-acidente de trabalho, tenho estabilidade de 1 (um ano),lembrando que sou contratada por período determinado, como fica minha situação?Tenho direito a essa estabilidade?Um abraço,aguardo resposta.

    Responder
    • 119. apeoesp  |  21/01/2012 às 03:48

      Prezada professora Lau,
      Você precisa entrar em contato com o departamento jurídico da APEOESP para verificar qual é exatamente a sua situação.
      Bebel

      Responder
  • 120. Silvio  |  21/01/2012 às 16:26

    Bebel, a D.E. informou, após uma consulta sobre os direitos dos professores Cat O, de que não teremos direito a nenhum recebimento. Mesmo tendo o contrato iniciado em 02/2010.

    Isso procede???

    Responder
    • 121. apeoesp  |  22/01/2012 às 12:28

      Prezado professor Silvio,
      Não procede. procure o departamento jurídico para ajuizar mandado de segurança.
      Bebel

      Responder
  • 122. andre christian dalpicolo  |  22/01/2012 às 01:05

    Prezada maria Isabel,

    Li em outra resposta que vc deu nesse topico que a apeoesp entrou com uma ação coletiva para que as férias sejam pagas. É isso mesmo?

    Não há mesmo nenhuma informação do governo em relação ao pagamento dessas ferias dos categorias O? Engraçado é que ele mandou rede para as diretorias mandando pagar e esta rede simplesmente sumiu. Há cheio de “merda” no ar (perdoe-me pela expressão).

    abraços e parabéns pela conquista da liminar do estorno e da lei do piso. Como membro da apeoesp, digo-lhe que vc e sua equipe foi maravilhosa. parabéns mesmo

    abraços
    andré dalpicolo

    Responder
    • 123. apeoesp  |  22/01/2012 às 05:50

      Prezado professor André,
      Sim. O professor tem direito a ingressar com ação para cobrar o pagamento do que lhe é devido.
      Obrigada pelo apoio.
      Bebel

      Responder
  • 124. Christiane  |  22/01/2012 às 19:20

    Boa tarde,
    Estou tentando ver minha classificação enão estou conseguindo.Como vou fazer? Como saberei minha classificação para participar da atribuição? Me ajude.Obrigada.

    Responder
    • 125. apeoesp  |  22/01/2012 às 22:44

      Prezada professora Christiane,
      Você pode vê-la pelo sistema GEDAE ou no local da atribuição.
      Bebel

      Responder
  • 126. Gabriela Garcia  |  22/01/2012 às 20:54

    Olá Bebel, como quase todos tbm tenho minhas dúvidas. Eu era categoria L, mas passei no concurso PEB II, fiz o curso de formação tudo bonitinho, amanhã é minha atribuição como efetiva, mesmo assim não receberei em fevereiro?? Mesmo pegando aulas?? O fato de ter deixado de existir a categoria L me fez perder totalmenteo vínculo?? Agradeço desde já!!

    Responder
    • 127. apeoesp  |  22/01/2012 às 22:38

      Prezada professora Gabriela,
      Sim. Encerrou-se um vínculo e se inicia um outro. Mas você pode verificar se há algo que possa ser feito junto ao departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
  • 128. Marcos  |  23/01/2012 às 11:38

    Bom dia professora Bebel

    Estou lendo as notícias e as mesmas só mencionam que os professores categoria L não precisam devolver os salário. E os professores categoria “O” vão precisar devolver??? Acredito que a justiça deve favorecer a todos, certo?

    Abraços

    Marcos

    Responder
    • 129. apeoesp  |  23/01/2012 às 11:48

      Prezado professor Marcos,
      Não foi mencionada a necessidade de os professores da categoria O devolverem parte do salário; apenas os da categoria L.
      Bebel

      Responder
  • 130. Célio  |  23/01/2012 às 12:54

    Professora,
    Fiz o curso de formação e vou precisar prorrogar a posse devido ao prazo da perícia e liberação do meu diploma na faculdade. Passei na prova de ofa no ano passado, afinal não sabia se iria ser aprovado para a vaga efetiva. Trabalho como “o” desde 2010. Pergunta: recebo férias ou algum outro benefício em fevereiro?

    Responder
    • 131. apeoesp  |  23/01/2012 às 13:58

      Prezado professor Célio,
      Você tem direito a férias, mas ao salário relativo a janeiro, pois está em quarentena. O Estado não agendou pagamento das férias. Procure o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 132. Manoel Neves  |  23/01/2012 às 20:17

    Querida Bebel, o governo pode recorrer da decisão do juiz , que manda a SEE seguir o que determina a lei federal? Ou essa nós já ganhamos e ele vai ter de obedecer?

    Manoel, professor

    Responder
    • 133. apeoesp  |  24/01/2012 às 15:21

      Prezado professor Manoel,
      Não pode recorrer da liminar, mas está usando manobras jurídicas, irregulares, para recorrer do prazo do juiz (48 horas), tentando demonstrar que a resolução 8 atende a liminar. Mas nós temos como recorrer se o recurso deles for aceito.
      Bebel

      Responder
  • 134. Camila  |  24/01/2012 às 02:24

    Tenho a seguinte dúvida: Se os contratos da categoria O são interrompidos no final de cada ano letivo e retomados no ano seguinte nunca conseguiremos completar os 12 meses de efetivo exercício. Eu iniciei como categoria O em 2010 (antes era eventual), peguei aulas durante todo o ano letivo de 2010, o mesmo ocorreu em 2011 e não recebi férias… Nem em 2011 (referentes a 2010) nem em 2012 (referentes a 2011). Alguém pode me esclarecer isso?

    Responder
    • 135. apeoesp  |  24/01/2012 às 13:37

      Prezada professora Camila,
      Não há interrupção a cada ano. O contrato é prorrogado até o final do ano em que se encerra. Você tem direito a receber férias. Procure o departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
  • 136. fabiana  |  24/01/2012 às 05:25

    por favor alguem me responda !!!!sou professora categoria O contratada em fevereiro de 2011,trabalhei ate o ultimo dia letivo!!!Irei receber em fevereiro??????

    Responder
    • 137. apeoesp  |  24/01/2012 às 13:22

      Prezada professora Fabiana,
      Sim, pois seu contrato será prorrogado e não há quebra de vínculo.
      Bebel

      Responder
  • 138. meire  |  24/01/2012 às 11:41

    Bom dia Bel.
    Vou ser sincera quanto a essa nova situação que estou tendo que assimilar, mais de um mês sem salario, com casa para sustentar, pensão alimentícia para pagar. Acredito que não só eu , mais que todos nós arrimos de família estamos desesperados, podemos ter alguma esperança que isso findará???
    Obg pele atenção.

    Responder
    • 139. apeoesp  |  24/01/2012 às 12:30

      Prezada professora Meire,
      Para que isto mude, não podemos cessar de lutar e conscientizar cada vez mais professores e cidadãos.
      Bebel

      Responder
  • 140. Genilson  |  24/01/2012 às 15:28

    Sou professor contratado categoria O, gostaria de saber se terei direito a pagamento em fevereiro de 2012, pois comecei a dar aula em Maio de 2011

    Responder
    • 141. apeoesp  |  24/01/2012 às 17:53

      Prezado professor Genilson,
      Se contrato deve ter sido prorrogado. Assim, você tem direito ao salário relativo ao mês de janeiro.
      Bebel

      Responder
  • 142. Maria  |  24/01/2012 às 22:06

    Prezada Bebel,
    Cada vez fico mais confusa, por favor me ajude a entender:
    Dentro da categoria “O”, alguns tiveram o contrato prorrogado e outros tiveram o contrato encerrado… É isso?
    Eu, por exemplo, estou na rede desde junho/2010, no meu caso foi prorrogado ou encerrado?
    Se prorrogado, devo receber o pagamento referente a janeiro, mas se encerrado, devo receber algum valor referente a férias/indenização?
    Em resumo, independente de encerrado ou prorrogado, tenho direito a receber algum valor no mês de fevereiro?
    Muito obrigada!

    Responder
    • 143. apeoesp  |  25/01/2012 às 04:45

      Prezada professora Maria,
      Seu contrato foi prorrogado até final de 2012. Agora está cumprindo a quarentena. Você deve procurar o departamento jurídico da APEOESP pois o Estado não está disposto a pagar espontaneamente os direitos dos professores.
      Bebel

      Responder
  • 144. carlos  |  25/01/2012 às 17:58

    Bebel
    Sou professor categoria O , tenho o contrato desde 2010 ntrando em quarentena agora em 2012 , gostaria de saber se tenho direito a férias proporcional pois até omomento nao recebi nada.

    Responder
    • 145. apeoesp  |  26/01/2012 às 01:54

      Prezado professor Carlos,
      Tem, sim. Como o Estado não quer pagá-las, procure o departamento jurídico para que sejam tomadas as devidas providências.
      Bebel

      Responder
  • 146. Paulo Roberto Lizas  |  25/01/2012 às 19:00

    Bebel,

    A opinião pública precisa saber de tudo que está ocorrendo, principalmente, os eleitores, quem está gerindo o Estado não quer pagar o que é direito dos professores.
    Faltam professores e esta gestão dando continuidade aos malefícios implantados pela anterior, cria várias dificuldades para os professores atribuírem aulas.
    Edita Leis e Resoluções para suprimir direitos daqueles profissionais que têm em suas mãos o dever de preparar a sociedade do futuro, cidadãos vocacionados para manter e ampliar as conquistas de nosso país.
    Não é incomum que o povo manifeste-se a favor destes desmandos, pois não conhece o mérito das questões, as informações que recebe são perfumaria.
    Para piorar professores que não estão passando pela dificuldade dos L e O s, acatam tudo que o governo faz, prevalece o individualismo.
    A resposta a isso tudo tem ter seu curso em dois campos:
    Ações judiciais coletivas e individuais e Urnas.
    Várias informações estão plantadas na rede de que a APEOESP está fechada como governo, que no final tudo ficará na mesma

    Responder
    • 147. apeoesp  |  25/01/2012 às 19:33

      Prezado professor Paulo Roberto,
      Estamos fazendo chegar as informações por todos os nossos meios. Os professores também precisam, cada um participar desta rede, pois esta é a nossa força.
      Quem insinua algum acordo entre APEOESP e governo nãpo conhece nossa atuação e por isso difunde esta calúnia. Cabe a quem conhece a nossa luta defender o sindicato, defender a nossa organização, e não ajudar a difundir, ainda que involuntariamente, tal calúnia.
      Bebel

      Responder
  • 148. Paulo Roberto Lizas  |  25/01/2012 às 19:20

    não penso desta forma, acredito que sejam manobras de marketing
    totalitarista, visando o descrédito das lideranças para enfraquecê-las e dividir a categoria.
    Prefiro acreditar na APEOESP, suas intenções e ações, pois a justiça terrena tem decisões imprevisíveis e os homens poderosos não jogam com as regras conhecidas.
    Professores contem tudo que está acontecendo aos seus parentes, amigos, conhecidos e peça que elas relatem ao maior número de pessoas possíveis.
    Lembrem-se o atual presidente dos EEUU fez sua campanha em alguma medida com a internet e foi vitorioso.
    Desejo que a comissão de direitos humanos da ONU fique sabendo como foram tratados os professores, mais do que isso que suas famílias sofrerão com a falta de recursos, ainda que tão pequenos,enquanto políticos discutem o aumento de seus vencimentos e vantagens.
    As palavras aos professores são respeito,justiça e dignidade(vergonha na cara para saber votar)
    Aos que tem fé , orem e vejam o Salmo 34 19-20, aos que não têm, fiquem firmes em suas convicções sobre justiça.
    Paulo

    Responder
    • 149. apeoesp  |  25/01/2012 às 19:24

      Prtezado professor Paulo Roberto,
      Obrigado pelo apoio.
      Você pode apoiar a nossa luta ingressando com mandado de segurança individual e incentivando outros professores a também fazê-lo.
      Bebel

      Responder
  • 150. cybelle carvalho de oliveira  |  25/01/2012 às 22:03

    Cara Bebel
    Olá!
    Sou PEB II, extinta categoria L. Acompanho todos os dias, todos os informes relativos a nossa categoria. Mais uma vez é visível as artimanhas da Secretaria, para não cumprir o que a lei determina. Li o editorial postado na página inicial do site, onde o Diário de São Paulo relata o triste e lamentável que vem ocorrendo conosco, em ter na visão do governo que devolver o denheiro referente a uma parcela de dias de dezembro, pagos a nós educadores e ao mesmo tempo, presencíamos este mesmo governo dizer ser impossível cumprir a lei do piso, pois ele diz que precisaria contratar 52.000 (ou mais) professores para cumprir o que a “LEI” determina. Como pode nos jogar na rua, afinal são mais de 12.000 professores categoria L! Este mesmo governo necessita de professores, numa carreira que hoje não é nada atrativa, não é o momento do sindicato questioná-lo a respeito da nossa dispensa e levar este fato juntamente com a questão do piso, aos veículos de comunicação? Talvez uma mobilização neste instante ajudaria a pelo menos abrir frente a novas negociações. O que acha?
    Obs: Precisamos trabalhar, ganhar salários em janeiro e fevereiro, pois na real situação como iremos nos manter? Será que a Lei 1010 e a 1093, não podem ser revogadas diante da real situação? Se o sindicato tivesse entardo com um só processo em favor de todos os ex categoria L o efeito não seria outro? Meu processo para mudança de categoria perdi em 1ª Instância e está na 2ª aguardando decisão.
    Grata
    Sorte a todos nós
    Cybelle

    Responder
    • 151. apeoesp  |  27/01/2012 às 12:53

      Prezada professora Cybelle,
      Começo pelo final de seu comentário. Obviamente o sindicato procurou ingressar com um único processo relativo a todos os professores da categoria L, porém a justiça não permitiu. Neste caso, disse o judiciário, os processos teriam que ser individuais. Assim, não foi escolha do sindicato ingressar ou não com a ação coletiva.
      Quanto à devolução do dinheiro, já conquistamos liminar que impede o Estado de fazê-lo. Cabe recurso, mas ganhamos o primeiro round.
      Claro que seu argumento é correto. O governo é contraditório: demite, diz que vai colocar mais um professor em cada sala e não cumpre a lei do piso alegando que faltarão professores.
      Continuaremos nossa luta contra isto.
      Bebel

      Responder
  • 152. Maria  |  26/01/2012 às 22:32

    Paulo, concordo com você, nosso caso deveria chegar ao conhecimento da Comissão de Direitos Humanos da ONU… Alguém, em algum lugar do planeta, precisa ajudar essa categoria tão explorada. Aguém precisa “tomar nossas dores” e bater de frente com o Estado. A APEOESP luta por nós, mas nossa sensação de impotência ainda é tão grande! Deveria ter briga de peixe grande mesmo: ONU X Estado brasileiro.

    Responder
  • 153. cybelle carvalho de oliveira  |  27/01/2012 às 01:57

    Cara Bebel

    Já postei duas vezes e não obtive resposta. O que há?

    Responder
    • 154. apeoesp  |  27/01/2012 às 12:53

      Prezada professora Cybelle,
      Desculpe a demora. Já respondi.
      Bebel

      Responder
  • 155. Rosane  |  27/01/2012 às 12:40

    Bom dia!
    Os professores que não atingiram a nota mínima e não participarão da atribuição inicial também não poderão participar da atribuição incial para professor eventual. Desde já agradeço!

    Responder
    • 156. apeoesp  |  27/01/2012 às 12:58

      Prezada professora Rosane,
      Provavelmente não. Mas convém ficar atenta e em contato com as DREs e escolas, pois em alguas disciplinas e regiões faltam professores.
      Bebel

      Responder
  • 157. Antonio  |  27/01/2012 às 14:46

    Olá à todos. Sou professor de educação física, atuando como educador profissional no PEF. Era categoria L, agora sou categoria O. Quero saber se preciso ter aulas para continuar sendo educador profissional, no PEF, ou posso ficar apenas no PEF, sem aulas.
    Agradeço a atenção

    Responder
    • 158. apeoesp  |  29/01/2012 às 12:38

      Prezado professor Antonio,
      Professor da categoria O não podem, pela resolução que regula o programa, fazer parte do PEF. Mas já houve flexibilização no passado. se houve, vc não precisa ter aulas atribuídas.
      Bebel

      Responder
  • 159. Edinalva Soares Barbosa  |  27/01/2012 às 20:51

    Ola Bebel, gostaria de saber: iniciei contrato em fevereiro de 2010 e continuei trabalhando com aulas atribuídas até o último dia letivo de 2011, será que tenho direito a 1/3 de férias e pagamento em fevereiro? Por favor aguardo resposta e agradeço desde já!

    Responder
    • 160. apeoesp  |  29/01/2012 às 12:40

      Przeada professora Edinalva,
      Protocole requerimento na sua escola cobrando este pagamento. Se não houver retorno positivo, entre em contato com o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 161. Jaqueline  |  31/01/2012 às 02:06

    Boa noite!

    Sou professora peb II e ingressei este ano como efetiva, mas estou na rede desde 2007, mas só tive aulas atribuídas em março de 2010 e março de 2011 e me efetivei agora em 2012, mas eu era categoria O. Eu tenho direito ao pagamento de fevereiro e férias???

    Responder
    • 162. apeoesp  |  31/01/2012 às 14:48

      Prezada professora Jaqueline,
      Você tem direito a receber férias, mas o Estado não quer pagar. Faça um requerimento na escola e aguarde resposta. Se não for atendido ou não houver resposta, procure o departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
  • 163. Eliana  |  31/01/2012 às 23:31

    Boa noite,

    Sou categoria O, assinei o contrato em março/2010 até ultimo dia letivo de 2011 e não recebi férias e nem receberei em fevereiro. Eu tenho direito a esses pagamentos?

    obrigada,

    Responder
    • 164. apeoesp  |  01/02/2012 às 18:55

      Prezada professora Eliana,
      Você não recebe o salário de fevereiro, referente a janeiro, por não haver vínculo. Tem direito ao pagamento das férias. Protocole requerimento na escola. De acordo com a resposta, procure o departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
  • 165. Rosane  |  13/02/2012 às 10:25

    Bom dia!
    Bebel, em dezembro de 2011 dei algumas aulas como professora eventual e não recebi nada em fevereiro e conversei com alguns colegas e soube que também não receberam. Você sabe algo a respeito. Desde já agradeço!

    Responder
    • 166. apeoesp  |  13/02/2012 às 15:17

      Prezada professora Rosana,
      Fala-se em uma folha suplementar no dia 28/02, mas ainda não conseguimos confirmar a informação.
      Bebel

      Responder
  • 167. Adeilton Lopes  |  21/02/2012 às 23:59

    Tenho a seguinte duvida: Trabalhei um ano e dez meses, agora entrei no Estado como efetivo, eu tenho direito a férias proporcionais? meu contrato extinguiu em 22/12/11, mas até agora não recebi nenhum valor referente a férias proporcionais ao tempo trabalhado. Se eu não tiver direito, entendo como algo injusto, pois me considero um trabalhador cujos direitos devem ser assegurados como a qualquer trabalhador. a não ser que, minha categoria profissional seja menos valorizada que outra qualquer. O que pode ser dito em relação a isso?

    Responder
    • 168. apeoesp  |  22/02/2012 às 16:36

      Prezado professor Adeilton,
      Você tem direito a férias. Você deve protocolar requerimento na escola cobrando este pagamento. Este é o primeiro passo para eventual ação judicial.
      Bebel

      Responder
  • 169. Sandra  |  30/09/2015 às 13:05

    Bom dia!
    Passei no concurso peb I, cada professor deverá entrar com um madado de segurança individual?
    Pois no polo 1 haveriam 5500 vagas, eu passei em 5700 e não fui chamada, mas tenho um certificado comprovando minha aprovação.
    Por favor, como devo proceder? Me sinto perdida e enganada por esse governo.
    Grata

    Responder
    • 170. apeoesp  |  04/10/2015 às 12:12

      Prezada professora Sandra,
      Nós ingressamos com mandado de segurança coletivo para que sejam chamados. Você também poderá ingressar com mandado de segurança individual. Procure a subsede. A SEE comprometeu-se a solicitar junto ao Governador que mantenha a posse dos concursados na educação.
      Bebel

      Responder
  • 171. Ana Lucia Guedes  |  23/05/2016 às 02:50

    E tudo um absurdo! Fiz minha inscrição em Setembro do ano passado e recebi um email da secretaria da educação confirmando para atribuição de aulas para 2016. Pará minha surpresa fui informada que não poderia pegar aulas porque virei categoria V. Trabalho de eventual sem direito a nada. Cansada disso tudo. Pará o Estado e muito cômodo ter professores eventuais já que não é oneroso. Pela necessidade acabo me submetendo a essa barbaridade.

    Responder
    • 172. apeoesp  |  28/05/2016 às 15:18

      Prezada professora Ana Lucia,
      Por favor, ligue para 11.33506214 e verifique se algo pode ser feito.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,931,922 hits

%d blogueiros gostam disto: