VITÓRIA DOS PROFESSORES!

31/01/2012 at 20:37 185 comentários

O  Juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça de São Paulo, Luiz Fernando Camargo de Barros Vidal deu sentença favorável à APEOESP no mandado de segurança coletivo pela correta implementação da composição da jornada de trabalho docente definida na lei federal 11.738/08 (Lei do Piso Salarial Profissional Nacional).

Parabéns a todos os professsores e professoras que acreditaram na luta. Parabéns a toda a nossa categoria.

Oportunamente voltarei ao tema nesta blog.

Veja abaixo a íntegra da sentença.

Sentença do juiz

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Entenda o passo a passo da luta judicial pela jornada do piso Justiça dá sentença para implementação da jornada do piso na rede estadual de ensino

185 Comentários Add your own

  • 1. Carla  |  31/01/2012 às 21:27

    Enquanto o mérito não for julgado, nós PEB I, jornada básica, continuaremos com 24 hs com alunos? Existe previsão para esse julgamento?Obrigada

    Responder
    • 2. apeoesp  |  01/02/2012 às 18:08

      Prezada professora Carla,
      Enquanto não houver recurso da SEE e ele não acatado pela Justiça, vale a sentença do juiz, ou seja, a lei do piso.
      Bebel

      Responder
  • 3. silvana  |  31/01/2012 às 21:31

    Olá Bebel, meus parabéns a você, aos advogados e aos juízes por essa vitória tão esperada por todos, e agora como fica a atribuição, vai haver nova atribuição de aulas? estou torcendo, pois agora sou cat. O e até o momento não tive aulas atribuídas. Eles não poderão fazer mais nada, não é, a não ser cumprir a lei, estou certa? Meus sinceros parabéns pela sua determinação e força. Grande abraço.

    Responder
    • 4. apeoesp  |  31/01/2012 às 23:01

      Prezada professora Silvana,
      Ainda cabe recurso, mas não á fácil para o Estado, pois enquanto o recurso não é julgado e acatado, vale a sentença e ela tem que ser cumprida imediatamente.
      Bebel

      Responder
  • 5. Tolotto  |  31/01/2012 às 21:32

    Como fica agora, a atribuição terá que ser refeita?

    Responder
    • 6. apeoesp  |  31/01/2012 às 23:05

      Prezado professor Tolotto,
      Sim, terá que ser refeita, mas acreditamos que não necessidade de suspender aulas. Apenas devem ser liberadas aulas, transferidas depois para os demais professores, pela ordem de classificação.
      Bebel

      Responder
  • 7. Claudia Garcia  |  31/01/2012 às 21:40

    E agora? O que vai acontecer? Quais são os próximos passos?
    As aulas começam amanhã…

    Responder
    • 8. apeoesp  |  31/01/2012 às 22:54

      Prezada professora Cláudia,
      Cabe agora à SEE organizar o processo de re-atribuição da forma menos traumática possível. Acredito que não será necessário suspensão de aulas, pois é somente transferir as aulas disponibilizadas para os demais professores.
      Bebel

      Responder
  • 9. 1rangel  |  31/01/2012 às 21:50

    Muito bom… mas e então, amanhã começam as aulas? Temos que esperar o recurso do Gov.?

    Responder
    • 10. apeoesp  |  31/01/2012 às 23:10

      Prezado profressor Rangel,
      O estado pode recorrer, mas até que o recurso seja julgado e eventualmente aceito, tem que aplicar a sentença. As aulas começam amanhã e no nosso entendimento não precisam ser suspensas.
      Bebel

      Responder
  • 11. Prof. Maurício  |  31/01/2012 às 21:50

    E agora, a atribuição de aulas será anulada?
    Ainda cabe algum recurso da decisão do juiz , por parte da SEE???

    Responder
    • 12. apeoesp  |  31/01/2012 às 23:12

      Preado professor Maurício,
      Sim, cabe recurso, mas a sentença é imediatamente aplicável, enquanto o recurso precisa ser julgado e eventualmente aceito.
      Bebel

      Responder
  • 13. Gentil Gonçales Filho  |  31/01/2012 às 21:51

    parabéns.

    Gentil Gonçales Filho SINPROVALES – Indaiatuba, Salto e Itu

    Responder
    • 14. apeoesp  |  31/01/2012 às 23:13

      Prezado professor Gentil,
      Muito obrigada.
      Bebel

      Responder
  • 15. quimicafla  |  31/01/2012 às 21:55

    Olá Bebel.
    Gostaria de saber se cabe recurso pela SEE, ou com o mandado de segurança ele é obrigado a cumprir esse mandado e depois recorrer.

    Responder
    • 16. apeoesp  |  31/01/2012 às 23:20

      Prezado professor Flávio,
      Elke tem que aplicar imediatamente, mas pode recorrer.
      Bebel

      Responder
  • 17. Franciere Bezerra de Menezes  |  31/01/2012 às 21:56

    Será que agora vai dá certo?!

    Confesso que estou descrente. Nós professores estamos cansados de “apanhar”.

    Responder
    • 18. apeoesp  |  31/01/2012 às 23:21

      Prezado professora Franciere,
      Acho que não se trata de crença ou descrença, mas de lutar sempre pelo que queremos.
      Bebel

      Responder
  • 19. claudia noronha  |  31/01/2012 às 21:59

    Parabéns, fico muito feliz com nossa conquista, agora é fazer cumprir.

    Responder
    • 20. apeoesp  |  31/01/2012 às 23:23

      Prezada professora Claudia,
      Muito obrigada. A luta é de todos nós. Vamos ficar vigilantes e fazer cumprir a sentença.
      Bebel

      Responder
  • 21. Angelo  |  31/01/2012 às 22:00

    Como professor de Língua Portuguesa formado pela UNESP, pós-graduado pela mesma Universidade e também pela UNICAMP. Apaixonado pelo mundo das letras e da interpretação. Indignado com os mandos e desmandos políticos desse país, jovem cidadão, professor, trabalhador, companheiro dos milhares de colegas professores que dão um duro danado para honrar e formar suas famílias e cuidar/formar/educar outros tantos jovens de tantas outras famílias de nossa sociedade brasileira, carente de leis justas na prática, indignado com toda a corrupção que vemos no dia-a-dia e nos jornais, e também no meio em que vivemos da Educação, que jamais vai deixar de por a boca no trambone no Espaço Aberto do Leitor no Estadão.com.br, assim como tantos outros que vieram aqui dar o seu apoio a esta representante dos professores, Maria Izabel Azevedo Noronha, que acima de tudo primeiramente deu o seu exemplo, entrou com sua ação individual, declarou-se orgulhosamente professora de Língua Portuguesa, não teve vergonha, lutou, respondeu com honra a cada comentário que pode aqui neste espaço, POSSO DECLARAR que esta foi a maior vitória de todas que eu já vi em toda a minha iniciante carreira como professor. A maior vitória que eu já vi no âmbito jurídico. Essa vitória permitida pelo meritíssimo Juíz de Direito Luis Fernando Camargo de Barros Vidal, foi acima de tudo uma vitória de quem pode honrar e dizer que neste nosso país há quem LEIA, INTERPRETE, COMPREENDA AS RAZÕES SOCIAIS DE UM TEXTO E DO HÁ ALÉM DELE (uma Luta pela Justiça, pela melhoria da Qualidade de Vida Humana, e pela Melhor Formação do Seres Humanos Carentes de tantas coisas). Deu até gosto de ver a bela interpretação que o Juíz fez. A bela aula de cidadania que nos foi dada pela Bebel e por esse Juiz, abençoado por Cristo!

    Pode ter certeza que maior do que a luta na qual a Apeoesp botou fé, pela qual brigou, ouviu chacotas e espíritos de desesperanças, foi o JULGAMENTO QUE O JUÍZ FEZ DO MÉRITO. Simplesmente nos dá novo fôlego, alento e ânimo, para os professores que encerram um ciclo e deixam essa vitória como exemplos para os que chegam e têm na mão uma longa caminhada pela frende, DE MUITAS LUTAS, no dia-a-adia, dentro e fora da sala de aula. É uma injeção de ânimo e esperança principalmente para os jovens professores que chegam ao Estado. É uma injeção de esperança e alerta para que todos (pais, mães, alunos, professores, diretores, funcionários, filhos, filhas) saibam o valor de um voto, tal como defendeu Malcolm X em dos maiores discursos de todos os tempos em nossa contemporaneidade.

    Obrigado pela lição de leitura, interpretação, sobretudo, pela bela aula de cidadania, meritíssimo juíz. Desde as andanças por congressos, seminários, aulas-magnas de homens como Sírio Possenti e José Luiz Fiorin, mestres da palavra, não presenciava uma interpretação assim. Este pelo visto é um dos nossos, caro juíz e professor.

    ————————————————-

    Trechos extraídos de sua súmula

    ————————————————-

    1. JULGAMENTO DO JUÍZ
    (sobre a aritmética estratégica da SEE/SP para fazer valer o seu autoritarismo sobre os professores > o juíz atenta para as “astúcias da enunciação” e a manipulação pela sedução retórica e aritmética; desconstruiu a retórica do Governo, simplesmente fenomenal, genial, e o fez com classe o nóbre juíz)

    “A observação se impõe porque ao lidar com o tempo e sua quantificação, o intérprete pode ser seduzido pelos termos aparentemente conversíveis da equação relativa à soma de 2/3 de atividade reservada com 1/3 de atividade em sala de aula, e tomar uma pela outra”

    “Nenhum esforço é preciso para reconhecer que as 26h40min de trabalho com alunos garantidas no art. 1.º da norma administrativa foram transformadas em 32 horas no artigo seguinte”

    2. JULGAMENTO DO JUÍZ
    (sobre a lei estadual da SEE/SP em descompasso ao que manda a Lei Federal com relação à finalidade desse 1/3 extraclasse)

    observa-se que a Lei da Educação ESTADUAL vem “desviando-se do critério que orienta a satisfação da finalidade da norma, e que vem a ser atividade de estudos, planejamento e avaliação.”, sobre Norma entende-se a Norma FEDERAL.

    a “norma administrativa” segue “em evidente contradição aos termos iniciais da própria norma administrativa, e em afronta ao dispositivo legal cujo cumprimento é objetivado na presente ação, suprimindo-se o tempo reservado a estudos, planejamento e avaliação”

    3. JULGAMENTO DO JUÍZ
    (novamente sobre a aritmética estratégica da SEE/SP)

    “O vício de interpretação nasce da desconsideração da topografia do dispositivo legal e da atribuição de um efeito inovador ao § 1.º que ele simplesmente não contém por força do que dispõe a meta-norma da Lei Complementar Federal n.º 95/98

    DECISÃO RATIFICADA E POSICIONAMENTO DO JUÍZ
    (na hora de bater o martelo)

    O administrador que em cumprimento à lei sustenta critério ou expede ato administrativo que por vício lógico dela se desvia se há com desvio de finalidade, “vício que o juiz não pode ratificar aqui pela via do reconhecimento de sua legitimidade e legalidade.”

    ———————————–

    Parabéns, APEOESP!

    Mais um exemplo de que nós professores devemos sim exercer nossa cidadania, nos valorizar e repassar o exemplo a nossos alunos.

    Prof. Angelo

    Responder
    • 22. apeoesp  |  31/01/2012 às 22:52

      Prezado professor Angelo,
      Muito obrigada pelas suas palavras. Este juiz é de fato um exemplo.
      Bebel

      Responder
    • 23. ericleslealEricles  |  01/02/2012 às 00:58

      Prof. Angelo. Parabéns pela belíssima arguição e pela citação do linguista da Unicamp: professor Possent.

      Responder
    • 24. Elisabete Ferreira do Amaral  |  02/02/2012 às 02:28

      Professor Angelo!

      Quero parabenizá-lo pela excelente exposição sobre a análise feita pelo Juiz. Fico feliz pelo fato de a Rede Estadual receber jovens professores com excelente formação. sou da Região de Campinas e fui aluna de diversos professores da UNICAMP. Adoro Análise do Discurso e, realmente, tivemos uma valiosa aula lendo o seu comentário e a arguição do nosso JUIZ.

      Felicidades!!!

      Professora Elisabete (25 anos na Rede Pública Estadual)

      Responder
  • 25. Benedito  |  31/01/2012 às 22:01

    Que notícia boa Presidenta! Ousar lutar,ousar vencer!
    Esse vitória leventa a auto- estima do professorado, com essa vitória poderemos alavancar outras.È hora de uma grande assambléia na Praça da República, para cantarmos bem alto a nossa vitória e dizer para ele qua nós não sossegaremos enquando ele não acabar com a divisão dos professores em categorias , enquanto ele não cabar com a divisão de nossas férias , enquanto ele não cabar com esse política de reajuste parcelado, enquanto ele não cabar com essa prova de mérito , enquanto ele não acabar com a política de bónus e der reajuste real de salários e valorizar o professor como se deve.
    Levanta a cabeça professor! Vamos á luta!
    Se ficar o bicho pega, se correr o bicho come , se enfrentar o bicho foge.
    Benedito.

    Responder
  • 26. Denise (Conselheira da Articulação SJC)  |  31/01/2012 às 22:05

    Parabéns Bebel pela conquista, apesar de termos dentro da nossa categoria muitas pessoas torcendo contra, a decisão beneficia a todos. Parabéns a todos os professores.
    Mais uma grande conquista da Articulação.

    Responder
  • 27. Prof° Cleiton  |  31/01/2012 às 22:06

    Bebel, estou lendo está notícia, ela é definitiva?

    Em nova decisão, SP é obrigado a mudar jornada dos professores
    Publicidade
    FÁBIO TAKAHASHI
    DE SÃO PAULO

    Em nova decisão, tomada nesta terça-feira, a Justiça ordenou que o governo de São Paulo deve seguir o pedido da Apeoesp (sindicato dos professores) e ampliar a jornada extraclasse dos docentes da educação básica.

    A decisão de hoje, da 3ª Vara da Fazenda Pública, foi referente ao mérito da ação, à qual cabe recurso. Até ontem (30), a Justiça vinha analisando os pedidos liminares (provisórios).

    Assim, o governo vai ter de transferir o equivalente a sete aulas semanais para o período extraclasse dos professores (com jornada semanal de 40 horas) –tempo em que ele pode, por exemplo, preparar atividades e corrigir provas.

    Como tinha a decisão provisória favorável, o governo definiu a jornada dos professores transferindo apenas uma aula semanal. O ano letivo começa nesta quarta-feira (1º).

    No processo, o governo afirmava ser inviável seguir o pedido do Apeoesp, pois seria necessário contratar mais de 50 mil professores, numa rede que possui hoje cerca de 210 mil.

    A discordância nas contas do governo e do sindicato ocorre devido à diferença entre a quantidade de horas pagas e a de horas em sala.

    Na rede estadual, a aula dura 50 minutos (período diurno), mas o docente recebe por 60 minutos.

    Para o governo, a diferença de dez minutos em cada aula deve ser contada como jornada extraclasse, o que é refutado pelos sindicatos.

    O Estado foi obrigado a alterar a jornada docente devido à lei federal que obriga que 33% do tempo seja destinado a atividades extraclasse.

    A Secretaria da Educação informou que “não foi notificada sobre nenhuma decisão” e confirmou que o ano letivo terá início amanhã, “conforme previsto”.

    Responder
    • 28. apeoesp  |  31/01/2012 às 22:50

      Prezado professor Clayton,
      Ainda cabe recurso ao Estado, mas a situação não é nada boa para o governo.
      Bebel

      Responder
  • 29. douglas  |  31/01/2012 às 22:06

    mas e agora vai voltar a atribuiçao?

    Responder
    • 30. apeoesp  |  31/01/2012 às 22:49

      Prezado professor Douglas,
      Sim, as aulas que forem disponibilizadas devem ser transferidas aos demais professores, seguindo a ordem de classificação. Cabe à SEE organizar este processo, sob a supervisão do juiz.
      Bebel

      Responder
  • 31. Prof. Pedro (Diadema)  |  31/01/2012 às 22:09

    Professora Maria Izabel Noronha!
    Com esta decisão qual será o proximo passo?
    Neste exato momento, qual a orientação da APEOESP aos professores?
    As aula tem inicio amanhã, seria providencial enviar as subsedes material de orientação aos professores para o debate nas escolas sobre esta decisão, um fax explicativo por exemplo.
    Nesta decisão cabe recurso?
    Abraço
    Prof. Pedro (Diadema)

    Responder
    • 32. apeoesp  |  31/01/2012 às 22:47

      Prezado professor Pedro,
      Esta providência já foi tomada.
      Bebel

      Responder
  • 33. Vanilda  |  31/01/2012 às 22:14

    Será mentira? Será verdade?
    Ainda não dá para acreditar!!!!!!!!!!!!!
    O governo ainda pode recorrer???
    Essa justiça…..

    Responder
    • 34. apeoesp  |  31/01/2012 às 22:42

      Prezada professora Vanilda,
      Juridicamente, o Estado ainda pode recorrer.Precisa ver se tomarão esta decisão, politicamente. Até que algum recurso seja julgado, a sentença é válida e deve ser cumprida imediatamente.
      Bebel

      Responder
  • 35. Shirley  |  31/01/2012 às 22:16

    E isso será cumprido quando?

    Responder
    • 36. apeoesp  |  31/01/2012 às 22:29

      Prezada professora Shirley,
      Tão logo a Secretaria seja notificada.
      Bebel

      Responder
      • 37. Shirley Couto  |  01/02/2012 às 09:08

        Obrigada! Meus parabéns pelo trabalho!

      • 38. apeoesp  |  01/02/2012 às 12:45

        Prezada professora Shirley,
        Muito obrigada.
        Bebel

  • 39. Luiz Felipe Carvalho  |  31/01/2012 às 22:18

    Olá,

    sou ingressante e fui removido ex officio. Com o ganho de causa por parte dos professores, posso voltar para a outra unidade escolar ou fico onde estou?

    Obrigado

    Responder
    • 40. apeoesp  |  31/01/2012 às 22:38

      Prezado professor Luiz Felipe,
      Pode sim, tomando cuidados para comunicar o juiz.
      Bebel

      Responder
  • 41. carlos  |  31/01/2012 às 22:20

    Até que enfim, que Deus continue nos protegendo e iluminando vcs do juridico do sindicato. E agora, o estado pode recorrer , vai haver nova atribuição.

    Responder
    • 42. apeoesp  |  31/01/2012 às 22:27

      Prezado professor Carlos,
      O Estado ainda pode recorrer, mas a situação não está fácil para o governo. Não é necessário voltar a atribuição, mas transferir as aulas liberadas para os demais professores, de acordo com a lista.
      Bebel

      Responder
      • 43. luciano  |  31/01/2012 às 23:05

        tem um monte ofas querendo aula

      • 44. Leonardo  |  31/01/2012 às 23:32

        Prezada Bebel,

        Não concordo que a simples liberação de aulas seja a saída neste caso.

        Eu, por exemplo, tenho dois cargos na mesma escola e, com a redução, me interessaria em permanecer, com os dois cargos nas aulas que hoje estão atribuídas somente no primeiro. Se eu apenas liberar as aulas, isso não seria possível e eu considero injusto.

        Além disso, também pode ser injusto com professores que escolhem por último, que por ventura tenham ficado sem completar cargas em suas sedes e agora o poderiam fazer. Apenas liberando aulas, aquelas aulas livres passarão para outros professores e este professor pode ser condenado a permanecer em duas escolas, tendo aulas livres em sua sede.

        Isso tudo seria muito confuso. Estamos no início do ano ainda, refazer essa atribuição não seria nenhuma medida destrutiva ao andamento do ano letivo.

        No meu entender, a atribuição deveria sim ser refeita, na condição de voltar à situação de 31/01, no caso da desgraça de o governo ganhar. O que eu torço para não acontecer.

        No mais, tenho a parabenizar esta ação da Apeoesp, que por muito estava desacreditada entre os pares.

      • 45. apeoesp  |  01/02/2012 às 19:07

        Prezado professor Leonardo,
        Obrigada pelo reconhecimento da luta. Quanto à atribuição, é preciso pensar em uma forma que não prejudique os professores, mas que também não prejudique os alunos, pois a SEE joga muito com essa questão.
        Bebel

  • 46. profª quim/mat  |  31/01/2012 às 22:21

    Agora não tem mais como o Estado recorrer? É garantido? Vai voltar a atribuição de aula?

    Responder
    • 47. apeoesp  |  01/02/2012 às 17:00

      Prezado professor Quim,
      O Estado ainda pode recorrer. Mas, enquanto isso, a sentença tem que ser cumprida e as aulas devem ser reatribuidas, ou seja, as aulas vão sendo disponibilizadas para outros professores, pela ordem de classificação.
      Bebel

      Responder
  • 48. victor  |  31/01/2012 às 22:39

    Essa novela ja teve fim ou vai ter mais capitulos?????

    Responder
    • 49. apeoesp  |  01/02/2012 às 17:08

      Prezado professor Victor,
      Pode ter, sim. O governo pode recorrer. Enquanto isso, o Estado tem cumprir a sentença.
      Bebel

      Responder
  • 50. victor  |  31/01/2012 às 22:40

    Entao as aulas nao ira começar amanha como estava previsto???

    Responder
    • 51. apeoesp  |  01/02/2012 às 17:09

      Prezado professor Victor,
      Começarão. Inclusive, no nosso entendimento, não há necessidade de suspensão das aulas para reatribuir.
      Bebel

      Responder
  • 52. Sebastião Miguel  |  31/01/2012 às 22:41

    Bebel, reafirmo aqui: critico muito, na verdade sou crítico, mas também reconheço seu trabalho e da equipe jurídica, essa vitória nos dá esperança.
    PARABÉNS

    Responder
    • 53. apeoesp  |  01/02/2012 às 17:12

      Prezado professor Sebastião,
      Muito obrigada. Sob a direção da nossa diretoria, o departamento jurídico tem atuado com grande competência.
      Bebel

      Responder
  • 54. victor  |  31/01/2012 às 22:42

    Vao ser 26 aulas com os alunos 6 htpcs e 8 htpls como estava previsto???

    Responder
    • 55. apeoesp  |  01/02/2012 às 17:13

      Prezado professor Victor,
      O juiz despachou 26 aulas e 14 horas de atividades extraclasses. A tendência é que fique como vc mostra, que é o nosso entendimento.
      Bebel

      Responder
  • 56. Ricardo José Fontes Almeida  |  31/01/2012 às 22:45

    Haverá mais alguma artimanha da SEE que possa fazer com que não se inicie a implantação da jornada? Há mais algum empecilho que possa adiar sua implantação?

    Responder
    • 57. apeoesp  |  01/02/2012 às 17:17

      Prezado professor Ricardo,
      O Estado ainda pode recorrer, mas estamos em outra fase da disputa judicial. Até queum recurso seja julgado, o Estado tem que cumprir a sentença.
      Bebel

      Responder
  • 58. Fonseca  |  31/01/2012 às 22:45

    O que isso significa? já não entendo mais nada, ontem a SEE ganha por unanimidade, hj o juiz da a favor pra apeoesp, to confusa, esclareça em miúdos Bebel?

    Responder
    • 59. apeoesp  |  01/02/2012 às 17:20

      Prezado professor Fonseca,
      O que a SEE ganhou foi um recurso sobre um aspecto da questão. Foi uma manobra inclusive irregular. Leia texto que publiquei sobre o passo a passo da disputa.
      Bebel

      Responder
  • 60. Miriam  |  31/01/2012 às 22:45

    Parabéns a todos pela conquista e principalmente a apeoesp que sempre acreditou na luta.

    Responder
    • 61. apeoesp  |  01/02/2012 às 17:21

      Prezada professora Miriam,
      Muito obrigada em nome da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 62. Sandra Gomes  |  31/01/2012 às 22:51

    Parabéns apeoesp. Os professores agradecem a luta, vamos vencer.

    Responder
    • 63. apeoesp  |  01/02/2012 às 17:23

      Prezada professora Sandra,
      Em nome da APEOESP, muito obrigada.
      Bebel

      Responder
  • 64. Fernanda  |  31/01/2012 às 22:51

    Gostaria de trabalhar com o concreto. Não aguento mais essa situação chego a me sentir ridícula. Será que isso não tem fim?

    Responder
    • 65. apeoesp  |  01/02/2012 às 17:25

      Prezada professora Fernanda,
      Por nós, esta situação terminaria hoje. É a SEE que está prolongando a disputa, porque não quer aplicar a lei.
      Bebel

      Responder
  • 66. Kalla  |  31/01/2012 às 22:53

    Parabéns!
    Só não conto vitória ainda porque “os poderosos” são cheios de surpresa.

    Responder
  • 67. Karina  |  31/01/2012 às 22:59

    Peguei algumas aulas na minha sede, e para completar a carga horária peguei aulas em outra unidade escolar. Os professores que pegaram 32 aulas na minha sede, vão pegar somente 26, e as outras aulas podem vir pra mim, e eu posso sair desta outra unidade escolar e ficar somente na minha sede?

    Responder
    • 68. apeoesp  |  01/02/2012 às 18:45

      Prezada professora Karina,
      Poderá, mas todos os casos deste tipo terão que ser comunicados ao juiz.
      Bebel

      Responder
  • 69. Damaris  |  31/01/2012 às 23:15

    Tenho orgulho de ser filiada à Apeoesp… Parabéns a tds q lutaram por nós… Bjauuummmmm…

    Responder
    • 70. apeoesp  |  01/02/2012 às 18:41

      Prezada professora Damaris,
      Muito obrigada.
      Bebel

      Responder
  • 71. Rita  |  31/01/2012 às 23:21

    O governo irá cumprir a lei do piso, depois de tudo.Mas muito obrigado pela luta.

    Responder
  • 72. Patrícia Grupi  |  31/01/2012 às 23:24

    vcs realmente acreditam q isso vai acontecer????
    Se eles recorrerem em Brasília vai ficar suspenso ateh a decisão final, certo??????
    o recurso que o Estado deu entrada nessa liminar na semana passada, foi julgado ontem, pelo Tribunal de Justiça, que é superior à este juiz… o Tribunal julga e o próximo recurso tem que ser no Supremo Tribunal em Brasilia… está havendo divergência entre esse juiz e o Tribunal… alguém vai ter que voltar atrás, e eu acredito que seja esse Juiz..

    Responder
    • 73. apeoesp  |  01/02/2012 às 18:47

      Prezada professora Patrícia,
      Não nos cabe adivinhar o futuro. Não nos cabe desistir de nenhuma luta antes que ela termine. Nosso papel é lutar até o fim e estamos fazendo isto. Por isso, acreditamos na vitória.
      Bebel

      Responder
  • 74. Paloma Luizeti Pegorin  |  31/01/2012 às 23:26

    Uma vez que vários professores precisaram pegar aula nas DE por nao ter mais aulas disponiveis na UE, nao seria justo voltar a atribuicao para que os mesmo possam retornar para sua sede?

    Responder
    • 75. apeoesp  |  01/02/2012 às 18:48

      Prezada professora Paloma,
      É o que deverá ser feito, para cumprir a sentença.
      Bebel

      Responder
  • 76. Luiz Felipe Carvalho  |  31/01/2012 às 23:31

    Olá,

    a atribuição corre o risco de ser anulada? Quem foi removido, será obrigado a voltar a unidade escolar anterior ou fica na unidade em que está?

    Obrigado

    Responder
    • 77. apeoesp  |  01/02/2012 às 18:58

      Przeado professor Luiz Felipe,
      Não há este risco. A atribuição terá que ser adaptada às regras da lei do piso. Aulas serão liberadas e outros professores as assumirão, pela ordem de classificação.
      Bebel

      Responder
  • 78. Mary  |  31/01/2012 às 23:32

    Parabéns Bebel!!! Essa vitória nos dá motivação para continuar!! Você é nossa esperança!! Que Deus te abençõe!

    Responder
    • 79. apeoesp  |  01/02/2012 às 19:00

      Prezada professora Mary,
      Obrigada pela confiança. Vamos juntos.
      Bebel

      Responder
  • 80. vivian  |  31/01/2012 às 23:38

    bebel
    boa noite
    quando termina essa briga..

    Responder
    • 81. apeoesp  |  01/02/2012 às 19:11

      Prezada professora Vivian,
      O Estado ainda pode recorrer. Vamos levar a luta até o fim.
      Bebel

      Responder
  • 82. Silvia Santos  |  31/01/2012 às 23:46

    Bebel, sou professora ocategoria “F” , por favor, gostaria de saber se a nota da prova do Processo Seletivo “Ofas” prevalece a atual de 2012 ou vai prevalecer a maior nota dos anos anteriores ( se for o caso) ? Obrigada , aguardo sua resposta.

    Responder
    • 83. apeoesp  |  01/02/2012 às 19:12

      Prezada professora Silvia,
      Prevalece a maior nota desde 2010 entre prova dos OFAs, mérito e concurso.
      Bebel

      Responder
  • 84. Maria Angélica  |  31/01/2012 às 23:56

    Querida Professora Bebel…
    Sinceramente, ainda estou boquiaberta com tudo isso, e como vários colegas, desacreditada desse governo. Por mais que ele (o governo) possa recorrer, o que acontecerá amanhã, já que ele deverá cumprir a determinação judicial imadiatamente? Nós, professores estamos sem saber o que pensar, estamos todos desnorteados.
    Abraço…

    Responder
    • 85. apeoesp  |  01/02/2012 às 19:17

      Prezada professora Maria Angélica,
      O governo foi notificado hoje. Terá que cumprir a sentença. Se não o fizer o denunciaremos ao juiz.
      Bebel

      Responder
  • 86. Luan  |  01/02/2012 às 00:00

    Fico feliz com essa informação, mas não acredito que hávera lisura só em transferir as aulas que foram liberadas pela classificação. Meu caso, deixei de pegar aula na Sede por conta desta jornada de 32, agora com 26 posso pegar, mas minha sede mudou. O que acontece, volto para escola de origem?

    Responder
    • 87. apeoesp  |  01/02/2012 às 19:19

      Prezado professor Luan,
      Você poderá voltar, desde que o caso seja comunicado ao juiz.
      Bebel

      Responder
  • 88. Claecir (conselheira apeoesp -SJC)  |  01/02/2012 às 00:03

    Bebel, parabéns. Parabéns por nos conduzir a esta vitória (mesmo sendo parcial já dá mais animo para próximas lutas).
    Fico em dúvida quanto a grade curricular; como fica agora? pela decisão do juíz volta o tempo com cada aula para 60min. com 50 min. de aula efetiva? ou será contada apenas os 50min. como tempo total?

    Responder
    • 89. apeoesp  |  01/02/2012 às 19:27

      Prezada professora Claecir,
      Sim, a SEE precisa reorganizar isto, mas acredito que podemos fazer essas coisas em etapas, já que a SEE enrolou e tentou escapar do cumprimento da lei.
      Bebel

      Responder
  • 90. Felipe  |  01/02/2012 às 00:05

    Bebel

    Nem acreditei quando vi a notícia. Me explica algo, porque ainda cabe recurso? Quantos recursos ainda cabem nessa história toda? Entendo que esse juiz deu a decisão final, e sendo assim, como pode ainda haver recurso?

    Responder
    • 91. apeoesp  |  01/02/2012 às 19:39

      Prezado professor Felipe,
      Ainda cabem recursos ao Estado.
      É a decisão final da 1ª instância. Pode recorrer à 2ª instância.
      Bebel

      Responder
  • 92. welber  |  01/02/2012 às 00:09

    Gostaria de saber porque ninguém comenta da recisão dos professores contratados, afinal nós também temos direitos, e ninguém esta lutando por eles. Tenho contas para pagar em fevereiro e não vou ter pagamento quero saber como vou pagar o aluguel e as outras contas.

    Responder
    • 93. apeoesp  |  01/02/2012 às 19:50

      Prezado professor Welber,
      Lutamos muito e continuamos lutando contra a lei 1093/09, porém ainda não conseguimos vencê-la.
      Conseguimos reduzir a quarentena de 200 para 40 dias e vamos continuar lutando contra esta lei.
      Bebel

      Responder
  • 94. Claudia Arakaki  |  01/02/2012 às 00:35

    Prezada Bebel!

    Ainda vale a pena sim, embora muitos estivessem desacreditando, lutar sempre… desistir jamais! Sei que essa é apenas uma batalha, ainda haverá guerra, mas essa etapa foi ganha. Que venham então as outras!
    Parabéns!

    Responder
  • 95. flaviana  |  01/02/2012 às 00:53

    E agora Bebel? li na entrevista na uol que a SEE não foi notificada sobre a decisão da mudança

    Responder
    • 96. apeoesp  |  01/02/2012 às 01:37

      Prezada professora Flaviana,
      Será notificada amanhã.
      Bebel

      Responder
  • 97. Luis  |  01/02/2012 às 00:59

    Qual o prazo para a SEE ser notificada? Após notificação é imediato o cumprimento da lei?

    Quero parabenizar o sindicato, faço críticas mas também tenho o dever de elogiá-los.

    Responder
    • 98. apeoesp  |  01/02/2012 às 01:36

      Prezado professor Luis,
      A SEE será notificada amanhã. A aplicação é imediata. A não ser que consigam efeito suspensivo.
      Bebel

      Responder
      • 99. victor  |  01/02/2012 às 02:56

        se vc diz a nao ser que consigam efeito suspensivo entao tem vitoria nenhuma.

      • 100. apeoesp  |  01/02/2012 às 13:04

        Prezado professor Victor,
        Seu comentário me dá a oportunidade de demonstrar duas posturas opostas, felizmente uma delas muito minoritária na nossa categoria.
        Estamos tendo, sim, uma grande vitória e vamos continuar persistindo para que ela se confirme e prevaleça sobre todas as manobras da Secretaria da Educação.
        Começamos esta luta quando o governo simplesmente ignorava o assunto. Nós o obrigamos a debater a questão e a editar um resolução que, entretanto, não atende à lei, nem à sentença judicial.
        Estar lutando é caminhar para a vitória. Só vence quem luta.
        Sua postura, que é minoritária na nossa categoria, aposta na derrota e no fracasso. É uma postura que tenta favorecer o governo. Mas a nossa luta é maior e está acima dos vaticínios pessimistas, porque o nosso objetivo é nobre e é justo.
        Bebel

  • 101. lia  |  01/02/2012 às 01:04

    Eu sei que ainda não terminou…mas parabéns!!!

    Responder
    • 102. apeoesp  |  01/02/2012 às 01:26

      Prezada professora Lia,
      Muito obrigada. A luta é de todos.
      Bebel

      Responder
  • 103. Conceição Ap A Tanaka  |  01/02/2012 às 01:06

    Quando o governo será notificado?

    Responder
    • 104. apeoesp  |  01/02/2012 às 01:25

      Prezada professora Conceição.
      Amanhã.
      Bebel

      Responder
  • 105. Ayra Cristina Pinheiro  |  01/02/2012 às 01:10

    Professora Maria Izabel Noronha,
    O Estado sempre poderá recorrer? Isso nunca terá fim? Ele pode descumprir novamente?

    Responder
    • 106. apeoesp  |  01/02/2012 às 01:25

      Prezada professora Ayra,
      O Estado pode recorrer e nós também, sempre a instância superior.
      Bebel

      Responder
  • 107. Ivone  |  01/02/2012 às 01:14

    Parabénssssssssssss muito alegre com a sentença deste juiz abençoado por Deus, vamos continuar na luta! Parabénssss Bebel pela determinação e por lutar por todos nós, vc também é um exemplo de garra e amor pelo que faz. Abraços.

    Responder
    • 108. apeoesp  |  01/02/2012 às 01:23

      Prezada professora Ivone,
      Muito obrigada pelas suas palavras.
      Bebel

      Responder
  • 109. ericleslealEricles  |  01/02/2012 às 01:21

    Finalmente… hoje…vou…dormir…mais…tranquilo…Pau…neles…na…corja…do…PSDB…SSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS.

    Responder
  • 110. Roseli dos Santos Alves  |  01/02/2012 às 01:43

    Boa noite Bebel e que ótima noite teremos, não é??? Parabéns por mais uma grande conquista, embora saibamos que o nosso excelentíssimo ainda possa recorrer, mas valeu a pena lutarmos e acredite estaremos na luta sempre com vc.
    Abs Profª Roseli (Vice-coordenadora da subsede de SJC)

    Responder
    • 111. apeoesp  |  01/02/2012 às 13:50

      Prezada professora Roseli,
      Muito obrigada. Estamos na luta até o fim.
      Bebel

      Responder
  • 112. CRISTINA  |  01/02/2012 às 01:51

    OLÁ BEBEL O QUE VC QUIS DIZER EXATAMENTE COM EFEITO SUSPENSIVO????
    O GOVERNO TEM MAIS ESTA OPORTUNIDADE DE ADIAR A DESIÇÃO DO JUIZ????

    Responder
    • 113. apeoesp  |  01/02/2012 às 13:42

      Prezada professora Cristina,
      Infelizmente, o governo tem a possibilidade de recorrer da sentença e, eventualmente, conseguir que seja suspensa até o julgamento do recurso. Mas também nos caberão outras medidas judiciais, se isto ocorrer.
      Bebel

      Responder
  • 114. Thiago Bomfim Dos Santos  |  01/02/2012 às 01:55

    Eu entendo a descrença de todos, mas confesso que ao ler o texto do juiz, fiquei esperançoso.

    Esta é uma mudança que pesará nos cofres públicos e o professor será, novamente, visto como algoz dos custos de uma “educação cara”. Mas por que culpar o profissional que lá está todos os dias levando sobre os ombros o que o governo vem empurrando com a barriga? Por que não rever os contratos, as licitações com as empresas parceiras que entregam refrigeradores de 10 mi reais numa escola (testemunhei tal fato)? Por que não repensar as compras de apostilas, se material didático já é fornecido pelo Governo Federal?

    É muito mais fácil culpar o capitão do barco pelo naufrágio do que admitir que uma embarcação com furos – a educação pública – está navegando à deriva pelo mar do esquecimento. E se não fosse este capitão (o professor) retirar a água que invade este barco, ele já teria afundado há muito tempo.

    Parabenizo os esforços de todos que estiveram envolvidos nesta luta, e embora a guerra não acabe nunca, dormiremos hoje descansados por esta batalha vencida.

    Por fim, deixo algumas perguntas à Bebel: é conhecido o prazo para que o governo seja notificado e para que ele recorra? Se o cumprimento é imediato, amanhã as aulas deverão transcorrer regularmente?

    Responder
    • 115. apeoesp  |  01/02/2012 às 13:24

      Prezado professor Thiago,
      Obrigada.
      A SEE deve ser notificada hoje. O cumprimento é imediato.
      Bebel

      Responder
  • 116. Mary ferreira  |  01/02/2012 às 02:10

    Nada de acreditar e divulgar que a situação já esta resolvida, como fazem os que querem impedir a luta dos professores. É claro que o governo vai recorrer e que não podemos ficar de braços cruzados assistindo a “luta jurídica”. É a mobilização da categoria nas ruas que pode decidir a situação a nosso favor. ASSEMBLÉIA DA APEOESP JÁ para organizar a mobilização unificada da categoria!!!
    FORAAAAAAAAA TUCANOS………………..FOraaaaaa……….PSDB Afff

    Responder
  • 117. Danielle  |  01/02/2012 às 02:19

    Qual probabilidade de ser suspensa?

    Responder
    • 118. apeoesp  |  01/02/2012 às 13:20

      Prezada professora Daniela,
      Impossível prever.
      Bebel

      Responder
  • 119. JAIME AMARAL  |  01/02/2012 às 02:25

    PRIMEIRO PARABENIZAR PELA SUA LUTA PRESIDENTA BEBEL, E APOIO DOS PROFESSORES QUE ACREDITAM NESTE SINDICATO, A PALAVRA É “UNIÃO“.
    É ACREDITAR E TRANSFORMAR O QUE ESTE GOVERNO FAZ COM OS PROFESSORES DO ESTADO MAIS RICO DA FEDERAÇÃO,,,,É SENSIBILIZAR A SOCIEDADE QUE TEMOS VALOR E PRAZER EM ENSINAR , MEDIAR O CONHECIMENTO PARA SEUS FILHOS E MOSTRAR QUE O GOVERNO DO ESTADO DE SP É O VILÃO DESTA HISTÓRIAS,,,,,AGRADECIMENTOS A TODOS QUE PARTICIPAM DO SINDICATO COM DINÂMISMO,,,,,

    Responder
    • 120. apeoesp  |  01/02/2012 às 13:12

      Prezado professor Jaime,
      Muito obrigada. Que este processo nos deixe mais unidos e confiantes pelo bem da nossa categoria e da escola pública.
      Bebel

      Responder
  • 121. Marcos Aurelio da Rocha  |  01/02/2012 às 02:39

    Presidente Babel, o que acontece se o governo e a SEE não cumprir imediatamente a determinação do juiz ?

    Responder
    • 122. apeoesp  |  01/02/2012 às 13:08

      Prezado professor Marcos,
      O não cumprimento de uma decisão judicial implica em multa diária, indiciamento da autoridade e outras penalidades que o juiz venha a decidir.
      Bebel

      Responder
  • 123. André  |  01/02/2012 às 05:00

    Oi Maria Izabel,tudo bem? Fico muito triste qdo leio alguns comentários dos professores,penso que estão descreditados,não acreditam no possível,duvidam o tempo todo,talvez sejam estas incertezas que as vezes fortaleçam o Governo .Mesmo assim eu a muitos professores continuaremos acreditando e pensando que tudo é possível! Um abraço,PARABÉNS…

    Responder
    • 124. apeoesp  |  01/02/2012 às 12:59

      Prezado professor André,
      Muito obrigada. O mais importante de tudo é que nos mantenhamos unidos, confiantes e persistentes na luta em defesa dos professores e da educação.
      Bebel

      Responder
  • 125. Ana Cecilia  |  01/02/2012 às 05:20

    Enfim um Juiz com J maiúsculo.

    Parabéns, Bebel.

    Responder
    • 126. apeoesp  |  01/02/2012 às 12:56

      Prezada professora Ana,
      Muito obrigada. Este Juiz tem princípios e luta pela educação, ao que parece.
      Bebel

      Responder
  • 127. charles  |  01/02/2012 às 07:55

    é mais justo refazer a atribuição.

    Responder
  • 128. Renato  |  01/02/2012 às 09:17

    Eu não sei não, mas acredito que a quantidade de afiliados à Apeoesp, que já não é nada pequena, esperimentará um incremento bastante significativo depois dessa histórica vitória. Quem sabe até possa tornar os professores mais unidos e críticos em relação ao seu “patrão” no governo do Estado.
    Parabéns, metade dessa vitória se deve à atuação determinada da presidente da APEOESP que foi irrepreensível nesse caso.

    Responder
    • 129. apeoesp  |  01/02/2012 às 12:45

      Prezado professor Renato,
      Muito obrigada. Espero que, com todos os percalços, saiamos desta luta mais unidos, mais fortes e mais determinados na luta pela melhoria da educação pública.
      Bebel

      Responder
  • 130. AMAURI DE JESUS MORAES  |  01/02/2012 às 09:50

    Bebel
    O que vem a ser efeito suspensivo
    Parabéns

    Responder
    • 131. apeoesp  |  01/02/2012 às 12:35

      Prezado professor Amauri,
      Obrigada.
      Efeito suspensivo é uma liminar que suspende a aplicação da sentença até o julgamento de um recurso.
      Bebel

      Responder
  • 132. Carla  |  01/02/2012 às 10:21

    Prezada Maria Izabel, minha dúvida é qto à carga horária do PEB I. Deverá haver contratação de novos professores para assumir as aulas q irão além da nova carga? Lembro que nossa atribuição é de classe e não aulas. Obrigada.

    Responder
    • 133. apeoesp  |  01/02/2012 às 12:11

      Prezada professora Carla,
      Sim, deverá haver a contratação de mais professores ou permitir que os professores que não atingiram a nota mínima na prova assumam.
      Bebel

      Responder
  • 134. Márcio Cleber  |  01/02/2012 às 10:31

    Viva….viva…..viva…sempre acreditei…..que essa é nossa!!! parabéns, Presidenta, jurídico, enfim Sindicato em Geral… Pelo amor de Deus Secretário SEE, se fala tanto em Amor com os alunos, se o senhor não sabe, precisamos de amor também, assim fica fácil retribuir.Governador não seria mais fácil a prevenção(educação) a que memediar(cadeia)? O gosto seria menor, concorda? Presidenta um super beijo, peço a DEUS, sempre força e gara pra senhora e pra nós que estamos esquecidos pela sociedade.
    Valeu a pena
    Êh! Êh!
    Valeu a pena
    Êh! Êh!

    Responder
    • 135. apeoesp  |  01/02/2012 às 12:09

      Prezado professor Márcio,
      Muito obrigada. A luta é de todos. Vamos persistir para que tudo dê certo para nós, professores, e para nossos alunos.
      Bebel

      Responder
  • 136. antonia  |  01/02/2012 às 10:42

    Bebel ,ainda conseguimos totalmente nossos objetivos, aínda falta bater definitivamente o martelo mas, desde já parabéns.

    Responder
    • 137. apeoesp  |  01/02/2012 às 11:44

      Prezada professora Antonia,
      Muito obrigada. Quem está na luta, vai até o fim.
      Bebel

      Responder
  • 138. gislaine  |  01/02/2012 às 11:56

    QUAL É O PRAZO PARA QUE A SEE SEJA NOTIFICADA.

    Responder
    • 139. apeoesp  |  01/02/2012 às 14:43

      Prezada professora Gislaine,
      Será notificada hoje.
      Bebel

      Responder
  • 140. Pedro  |  01/02/2012 às 12:03

    Querida Bebel parabens pela luta e consequente vitória!!! Tenho portaria aberta em 06/06/2011 mas não consegui pegar aulas… Não receberei pelo mês de janeiro na folha de março… ficarei sem salário??? Recebi fevereiro (aprovisionado p/ 07/02/2012) mas e o mês que vem??? esclareça-me por favor…

    Responder
    • 141. apeoesp  |  01/02/2012 às 14:56

      Prezado professor Pedro,
      Sem aulas, não há salário. Com a aplicação da jornada do piso passará a haver mais aulas e você terá a chance de assumi-las.
      Bebel

      Responder
  • 142. andré christian dalpicolo  |  01/02/2012 às 12:50

    Prezada Maria isabel,

    Parabéns, parabéns mesmo. Vc não estava brincando quando disse que não iria perder esta batalha…

    No entanto, pergunto-lhe o seguinte: vi no último fax da apeoesp que a mesma conseguiu a liminar para o pagamento das férias dos antigos categorias L.
    E há alguma posição em relação ao categoria O contratado desde 2010? Digo -lhe isso porque se fala que vai pagar, mas não se sabe quando será efetuado o pagamento.

    um abraço
    prof. andré

    Responder
    • 143. apeoesp  |  01/02/2012 às 14:40

      Prezado professor André,
      Houve um equívoco que já foi corrigido: não ganhamos liminar para o pagamento das férias para a ex-categoria L, mas apenas para o não estorno de parte do salário de dezembro.
      Tanto no caso do professor da categoria L quanto O é preciso fazer um requerimento na escola para solicitar este pagamento. É o primeiro passo para eventual ação judicial.
      Bebel

      Responder
  • 144. CRISTINA  |  01/02/2012 às 13:09

    OLÁ BEBEL ENTÃO O ESTADO PODE AINDA HOJE ENTRAR COM O EFEITO SUSPENSIVO E NÓS TEREMOS QUE AMARGAR MAIS UM ANO SEM O DEVIDO PISO!!!! ISSO É CORRETO?

    Responder
    • 145. apeoesp  |  01/02/2012 às 14:31

      Prezada professora Cristina,
      O Estado pode recorrer, mas deve cumprir a sentença a partir do momento em que for notificado, o que deve ocorrer hoje.
      Bebel

      Responder
  • 146. IEM  |  01/02/2012 às 13:20

    Parabens!!!!!

    Responder
    • 147. apeoesp  |  01/02/2012 às 14:29

      Prezada professora Iem,
      Muito obrigada.
      Bebel

      Responder
  • 148. Josias Fernandes de Aguiar Ribeiro  |  01/02/2012 às 13:27

    Olá Bebel. PARABÉNS.

    Como é que deve ficar a situação daqueles que não tiveram aulas atribuídas (cat F) na UE e foram obrigado na DE a pegar aulas e consequentemente mudar de sede?

    Poderão pegar aulas nesta “antiga sede”, pois pelas minhas contas, com essa vitória, sobrarão 10 aulas nesta “antiga sede”, pois a sede atual (a qual fui obrigado a escolher) fica a uns 40 Km de minha casa e da minha “antiga sede”. Com essa mudança, hoje as 4:30 da manhã e antes eu acordava as 6:10.

    Saudações;

    JOSIAS

    Responder
    • 149. apeoesp  |  01/02/2012 às 14:09

      Prezado professor Josias,
      Sim, poderá, desde que sob acompanhamento do juiz, que deverá validar toda a nova atribuição.
      Bebel

      Responder
  • 150. silvia miranda  |  01/02/2012 às 13:46

    Parabéns Bebel,

    Juiz e advogados pela vitória. Continue nos informando se possível em tempo real. Estou com muita esperança e esperando amanhã.
    Bebel devemos continuar entrando com a liminar da atribuição?
    E se o governo não recorrer, as liminares ganhas como a sua serão suspensa automaticamente ou continuam correndo até a sentença final?
    Como você ganhou a liminar, foi atribuída novamente as suas aulas?
    Muito obrigada pela atenção e mais uma vez parabéns a todos e continuemos a acreditar que a justiça será feita.

    Responder
    • 151. apeoesp  |  01/02/2012 às 14:00

      Prezada professora Silvia,
      A luta entrou em nova fase. Agora não se trata mais de uma liminar, mas sentença do juiz. Embora caiba recurso, até que isto ocorra a sentença tem que ser cumprida a contar da notificação, que deve ocorrer hoje.
      A atribuição terá que ser refeita, mas não há necessidade de suspensão das aulas para isto.
      Bebel

      Responder
  • 152. MARCUS  |  01/02/2012 às 21:42

    Saiu no twitter da secretaria de Educação: Estado já recorreu contra sentença sobre jornada de docentes. Até que haja decisão da Justiça, prosseguem as aulas iniciadas hoje.

    Bebel,

    que decisão da Justiça ainda falta para que haja efetivamente a mudança?

    Responder
    • 153. apeoesp  |  01/02/2012 às 21:47

      Prezado professor Marcus,
      Não há efeito suspensivo. A sentença é válida e tem que ser cumprida.
      Bebel

      Responder
  • 154. Meire Adriana Ruiz Teixeira  |  01/02/2012 às 23:16

    Oi, fiquei muito feliz com essa vitória, mais e aí, como fica por aqui ninguém fala nada, parece que está tudo como está, quando essa decisão vai ser aplicada, o governo tem algum prazo para aguardar o recurso, pois até agora tudo está como antes. Obrigada

    Responder
    • 155. apeoesp  |  02/02/2012 às 18:11

      Prezada professora Meire,
      O juiz está sendo notificado do descumprimento da sentença. Ele deve determinar as providências a tomar.
      Bebel

      Responder
  • 156. JOÃO MARIANO  |  01/02/2012 às 23:18

    parabens Bebel

    eu cai para cat O, peguei 29 aulas na cidade visinha e 2 na escola que eu lecionava antes, sera que eu posso trocar as 29 aulas por outras na minha antiga sede, ja que caiu para 26 aulas? Bebel, vai voltar toda a atribuição, se não, como será?como devo proceder para requerer essas aulas na minha antiga sede?

    Responder
  • 157. JAIME AMARAL  |  01/02/2012 às 23:21

    O SINDICATO SOMOS NÓS PROFESSORES,,,,,VAMOS ACREDITAR EM NÓS MESMOS,,E CONSEGUIR O APOIO DA SOCIEDADE PARA FORTALECER,,,,,NOSSA PROFISSAÕ……..
    MAIS UMA VEZ VAMOS FAZER UMA CORRENTE DO BEM,,“UNIÃO“..ABRAÇOS QUERIDA PRESIDENTA…..

    Responder
  • 158. Patrícia Grupi  |  02/02/2012 às 02:06

    Se a SEE foi notificada hj, qd será essa mudança na jornada?

    Responder
    • 159. apeoesp  |  02/02/2012 às 14:29

      Prezada professora Patrícia,
      A SEE foi notificada e recorreu, mas tem que cumprir a sentença até o recurso ser julgado.
      Bebel

      Responder
  • 160. Elisabete Ferreira do Amaral  |  02/02/2012 às 02:32

    Professora Bebel!

    Também quero parabenizá-la pela persistência! Estou no magistério desde 1986, quando participei da “minha” primeira greve. Desde lá tenho participado da luta e sei que venceremos.

    Com carinho,

    Professora Elisabete

    Responder
    • 161. apeoesp  |  02/02/2012 às 08:40

      Prezada professora Elisabete,
      Muito obrigada.
      Bebel

      Responder
  • 162. Conceição Ap A Tanaka  |  02/02/2012 às 10:16

    Alguma novidade?

    Responder
    • 163. apeoesp  |  02/02/2012 às 14:14

      Prezada professora Conceição,
      Estamos levando ao conhecimento do juiz o descumprimento da sentença. Ele definirá como obrigar a SEE a cumprir e as punições.
      Bebel

      Responder
  • 164. Adriana  |  02/02/2012 às 11:57

    Cara professora Elisabete,
    Sou professora de quimica e esse ano fui obrigada a pegar ciencias na casa porque nao sabia do saldo de aula na DE. Agora com essa mudança nao tenho duvida que sobrara aulas de quimica so que tem que voltar tudo desde o principio para eu poder pegar as aulas na DE caso seja, aind, a na UE serei prejudicada.

    Responder
  • 165. Solange Guedes  |  02/02/2012 às 15:57

    O juiz já foi notificado do descumprimento da Lei pela SEE? O que vai acontecer agora?

    Responder
    • 166. apeoesp  |  02/02/2012 às 16:45

      Prezada professora Solange,
      Está sendo notoficado nesta tarde.
      Bebel

      Responder
  • 167. aglbtflordosertao  |  02/02/2012 às 17:47

    Parabéns professores, a luta de vocês é muito mais do que justa.
    É necessário que o Estado brasileiro faça um reconhecimento, de público, da grandiosa dívida que tem para com o magistério nacional. Um abraço de todos que fazem a Associação LGBT Flor do Sertão.

    Responder
    • 168. apeoesp  |  03/02/2012 às 17:01

      Prezados(as) companheiros(as),
      Muito obrigada pelo apoio.
      Bebel

      Responder
  • 169. profª nikinha  |  02/02/2012 às 18:45

    prezada Bebel
    Quando acontecerá de fato a nova atribuição pelas aulas que serão reduzidas…

    Responder
    • 170. apeoesp  |  02/02/2012 às 19:54

      Prezada professora Nikinha,
      O juiz está sendo informado do descumprimento da sentença. Ele determinará as providências cabíveis.
      Bebel

      Responder
  • 171. Conceição Ap A Tanaka  |  03/02/2012 às 10:11

    Bom dia! Alguma novidade? Obrigada pelas informações dadas até o momento.

    Responder
    • 172. apeoesp  |  03/02/2012 às 11:02

      Prezada professora Conceição,
      Até o momento, sem novidades.
      Bebel

      Responder
  • 173. Angela  |  03/02/2012 às 10:57

    Prezada Bebel.
    Estava lendo o caso da professora de quimica e o meu caso é parecido se nao voltar a atribuiçao igual na UE e dps na DE ficarei prejudicada porque quem tem menos pontos passara na minha frente pq ja é da casa. Entendeu?

    Abraço
    Angela

    Responder
    • 174. apeoesp  |  03/02/2012 às 10:58

      Prezada professora Angela,
      Entendi, sim.
      Bebel

      Responder
  • 175. Adriana  |  03/02/2012 às 11:25

    Cara Bebel
    Quando vai ser a nova atribuiçaõ e como vai ser?
    Adriana

    Responder
    • 176. apeoesp  |  03/02/2012 às 11:30

      Prezada professora Adriana,
      A nova atribuição deve ser feita imediatamente. Cabe à SEE cumprir a sentença e definir como será esta atribuição.
      Bebel

      Responder
  • 177. Lourival Nascimento  |  03/02/2012 às 13:09

    Alo Bebel,

    O MM Juiz ja foi comunicado do descumprimento da sentença?

    Paz e saúde!!

    Prof Lourival Nascimento

    Responder
    • 178. apeoesp  |  03/02/2012 às 13:17

      Prezado professor Lourival,
      Sim, estamos informando ao juiz.
      Bebel

      Responder
  • 179. Lourival Nascimento  |  03/02/2012 às 13:11

    Tomara que esta agonia acabe logo

    Responder
  • 180. ENIO ROMEU DOS SANTOS  |  03/02/2012 às 22:16

    Prezada Maria iZABEL, queria saber se são enviados e- mails para os meios de comunicaçao a respeito da decisão judicial até agora não cumprida pelo sr . Herman ???

    Responder
    • 181. apeoesp  |  05/02/2012 às 10:33

      Prezado professor Enio,
      Permanentemente.
      Bebel

      Responder
  • 182. Priscila Silva  |  05/02/2012 às 20:28

    Prezada Bebel, a imprensa não poderia ser acionada? O que poderíamos fazer a mais? Isso que está acontecendo é gravissímo: o próprio estado não cumpre as leis?! Podemos ir à imprensa!

    Priscila

    Responder
    • 183. apeoesp  |  07/02/2012 às 14:29

      Prezada professora Priscila,
      O governo não está cumprindo porque tem conseguido decisões provisórias a seu favor.
      A imprensa tem sido constantemente informada.
      Bebel

      Responder
  • 184. Priscila Silva  |  05/02/2012 às 20:31

    Prezada Bebel: sobre os professores que foram dispensados categoria L que agora são categoria O. Não seria o caso de multa indenizatória pela dispensa efetuada? É o meu caso!

    Priscila

    Responder
    • 185. apeoesp  |  07/02/2012 às 14:30

      Prezada professora Priscila,
      Verifique procedimentos pelo telefone 11 33506214.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,804,952 hits

%d blogueiros gostam disto: