Mais uma vez, Gilberto Dimenstein ataca a APEOESP e os professores

26/02/2012 at 17:31 37 comentários

O colunista da Folha.com, Gilberto Dimenstein, insiste em atacar a APEOESP, que atua para defender os professores e a educação dos desmandos de um governo que ele mesmo diz  reconhecer que não está resolvendo os problemas da educação pública no estado de São Paulo.

Gilberto Dimentein não sabe de fato o que é o mérito do professor. Desafio-o a debater publicamente, frente a um grande público, onde os professores estejam presentes, o que é capacidade profissional e mérito na rede estadual de ensino, sem condições de trabalho, baixos salários, salas de aula com mais de 40 alunos, violência e onde o professor paga do próprio bolso seu aperfeiçoamento profissional. Mérito e capacidade profissional, saiba Dimenstein, não se avaliam por uma única prova, mas constituem um conjunto de atividades que se refletem na aprendizagem dos alunos, com qualidade. Não se pode fazer um raciocínio “contábil” em educação. Há mais fatores a se avaliar.

Se a política meritocrática, baseada em provas e avaliações unilaterais, fosse tão boa por que o Estado de Nova York, um dos pioneiros, cancelou esse tipo de procedimento? Tanto que uma de suas mentoras, a professor Diane Ravitch, escreveu um livro demonstrando que não serve à qualidade da educação e porque os EUA pagam o preço por esta política errada.

Quem esteve sempre de mãos dadas com a política educacional deste governo foi o senhor Gilberto Dimenstein. Quando a então secretária Maria Helena Guimarães de Castro inventou esta prova este senhor a aplaudiu e nós dissemos que nada resolveria. Ele não conhece a rede estadual de ensino. Não pode ser arrogante e nos ministrar aulas sobre o que bem conhecemos, porque vivenciamos o seu cotidiano. Vejam os comentários publicados na sua própria coluna. Ele vive de uma ONG. Para quantos alunos de escola estadual este senhor ministra aulas? Por que não utiliza os recursos que recebe para contribuir efetivamente para a melhoria da escola pública em vez de ficar de longe destilando ataques contra o sindicato e contra os professores?

A resposta da nossa categoria virá nos dias 14, 15 e 16 de março, com uma forte greve. Dirão: a mesma resposta de sempre. E nós dizemos: enquanto não mudarem os métodos do governo, nossa resposta será a mesma, pois é a que nos resta. Renovo, finalmente, o desafio ao senhor Dimenstein: vamos realizar um debate público sobre este tema.

 

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

As aulas começaram? Carta enviada à Folha de S. Paulo em 25/02

37 Comentários Add your own

  • 1. ENIO ROMEU DOS SANTOS  |  26/02/2012 às 17:38

    COLEGAS DA REDE- AGORA VOCES VIRAM QUEM É ESSE GILBERTO? Pobrezinho em sua pré- escola aprendeu com um professor a fazer as primeirinhas letrinhas. Agora nos ataca, ingrato e mal- agradecido!!!

    Responder
  • 2. Ricardo  |  26/02/2012 às 20:30

    um dos grandes dramas da educação brasileira: repleta de especialistas que nunca pisaram em uma sala de aula !!!!

    Responder
  • 3. vovodinis1973  |  26/02/2012 às 20:35

    São por causas de pessoas iguais a ele q a educação nesse país está com está!!!!! Postei no meu facebook.

    Responder
  • 4. Murillo  |  26/02/2012 às 21:38

    No Brasil todos se sentem no direito de falar sobre a educação e as escola públicas, porém somente nós profissionais que vivenciamos o dia das escolas sabemos realmente o que ocorre e como esse governo neoliberal nos trata que coloca como secretário um engenheiro mecânico que imagina que os professores devam trabalhar e produzir como máquinas! E agora o estimado jornalista se nos trata dessa forma sem nenhum conhecimento de causa. Parabéns Apeoesp! Nossa presidenta nunca se cala para defender os nossos direitos!!

    Responder
    • 5. apeoesp  |  27/02/2012 às 00:19

      Prezado professor Murilo,
      Muito obrigada pelas suas palavras.
      Bebel

      Responder
  • 6. Emerson  |  26/02/2012 às 22:03

    Parabens Presidenta adorei…… Senhor Gilberto por favor depois desta eu nunca mais ousaria pronunciar a palavra professor ……alias você vive de uma ONG né …… Quando o senhor vai trabalhar e comer com o seu suor ?

    Responder
    • 7. apeoesp  |  27/02/2012 às 00:18

      Prezado professor Emerson,
      Muito obrigada.
      Bebel

      Responder
  • 8. Edson dos Santos  |  26/02/2012 às 22:36

    Este senhor, Gilberto Dimenstein, não tem moral para falar alguma coisa sobre nós professores, que nos dedicamos a formar pessoas que serão melhor do que ele, que sejam cidadãos críticos e não bajuladores como ele é. Esse “cara” é mais um desses espertalhões que fundam uma ONG e passam a viver mamando nas tetas do governo, dizendo que está ajundando os meninos probres da periferia. Nunca aparece numa escola pública para saber as nossas condições de trabalho e nossa dedicação com o que fazemos. Se o problema dele é com a APEOESP, que seja homem e resolva com a entidade e deixe de fora toda a categoria.
    Ele pensa que a solução dos problemas do mundo, sairá da Vila Madalena, de onde ele escreve suas ideias voltadas a agradar o poder.

    Responder
  • 9. Lurdes  |  26/02/2012 às 22:51

    Viu Dimenstein, o que você está esperando para ser feliz, vem ser professor, vem trabalhar no gabinete da periferia com ar condicionado, cadeira macia, salário digno que dá para pagar uma escola particular para o seu filho, porque na escola onde você vai lecionar, não terá coragem de colocar, pagar um plamo de saúde, pois no hospital do governo na qual você está à serviço, não terá coragem, nem ao menos oportunidade de usar, pra comprar um carro também, pois no transporte público não conseguirá andar e por fim, comprar uma casa digna, onde sua família possa alojar.
    E no final de semana, quando quiser se distrair, descansar, vem pra “escola da família”, pois outro lugar não terá condições de frequentar.
    Sabe Gilberto, o ano passado trabalhei um texto com meus alunos que tratava sobre a riqueza do Brasil, um país que está entre os mais ricos do mundo, mais promissores, mas aí olhei para o meu bolso e pedi pra que olhassem para o deles e não encontramos nem rastro desta riqueza, mas ao final do texto se esclarecia, num gráfico de pizza, que a concentração desta riqueza está na “enorme parcela”, de 1% da população, alguns são classe média e o restante, 57% da população, é pobre.
    Perguntei à eles: Será que quem detém esta riqueza virá bater à nossa porta e dividir conosco toda esta “bonança”? Você é a prova de que não.
    Nós que estamos aqui, do lado oposto ao seu, apesar da geografia, somos tão seres humanos como você, temos anseios, sonhos, desejos, temos fome de coisas bonitas, lugares agradáveis, de sermos tratados com respeito, porque somos feitos da mesma matéria que a sua, viemos para este mundo e voltaremos pelo mesmo caminho que você e tenha a certeza de que desta forma de nada contribuirá para fazer deste mundo humano menos desumano.

    Responder
  • 10. katita  |  26/02/2012 às 23:40

    Desejo a todos que não conhecem o nosso trabalho e nossa luta diária nas UEs que venham elegantemente vestidos enfrentarem uma sala com 40 alunos em pleno verão num país tropical sem ar condicionado e sequer ventilador, ora senhores é fácil sentar em suas cadeirinhas e escrever textos de um lugar tão distante de sua realidade!

    Responder
  • 11. Augusto Pinto  |  26/02/2012 às 23:56

    Não leio mais nada desse senhor faz tempo! E nem deixo, como professor, que seus textos sejam referenciados nos HTPC. Já sabemos a quem ele serve. Vira-e-mexe sua ONG corre pro governo querendo “vender” projetos que nada têm a ver coma escola pública. Espero que ele aceite o desafio para um debate público.

    Responder
  • 12. Cristiane  |  27/02/2012 às 00:41

    O problema é que muitos “especialistas” falam, falam e mal sabem a realidade de uma sala de aula repleta de alunos, sem estrutura e nós, professores que sabemos muito bem e com propriedade a realidade que encaramos dia a dia não somos ouvidos e querem que façamos milagres com uma lousa, um giz e com um salário que é digno de choro.

    Responder
  • 13. Diana  |  27/02/2012 às 01:33

    Queridos professores,querida Bebel,a cada dia que passa me orgulho mais de voces,pois nestas lindas palavras em nossas defesas,vejo o quanto inteligentes e guerreiros sao.Quantas coisas melhoraram,gracas a luta de nosso sindicato e de vcs,nobres mestres.Mas ainda ha muito que fazer,principalmente por essa categoria O.Mas existe hoje uma diferença muito grande de outros tempos.E a chance de nos comunicarmos,mesmo estando longe um do outro.Podemos achar que nao existe uniao dentro de uma mesma escola.Claro e dificil unanimidade,pois existem cabeças diferente das outras,uns que tem outra fonte de renda,uns que passaram na prova do merito,outros que por falta de tempo ou por falta de dinheiro,nao possuem internet.Estes estao fora tudo bem.Mas nos estamos aqui em pleno domingo por dentro do que se passa e somos muitos, e juntos podemos muito,entao vamos continuar divulgando, nos, informando,e cada vez ganharemos mais forças.Vamos nos encontrar em Sao Paulo,vamos a Paulista,para medir a uniao de nossas forças.Nao temos nada a perder

    Responder
    • 14. apeoesp  |  27/02/2012 às 10:07

      Prezada professora Diana,
      Muito obrigada pelas suas palavras e pelo seu apoio. Precisamos de todos nessa luta.
      Bebel

      Responder
  • 15. Prof Pedro (didema)  |  27/02/2012 às 09:33

    Quem é mesmo este Sr?
    Gilberto Debil, pois o seu mome leva o seu proprio significado.
    Lê o que ele escreve equivale as ações do Sr Serra, Alkmim entre outros ou seja não sabem de nada de educação.
    Somos professores si e com muito orgulho.
    Este Sr. não, ele é produto da burguesia ultapassada em sem caráter.
    Ele esquece que os recursos repassados a sua ONG, tira o alimento, a saúde e a educação de milhares de crianças todos os anos. Este sim, é o Sr. Gilberto Debilsteiner.

    Responder
  • 16. May  |  27/02/2012 às 11:23

    Com relação ao mandado de segurança dos cat. O sobre a devolução de nosso dinheiro, o q é q foi decidido? Qdo teremos uma resposta se foi indeferido ou n?

    Responder
    • 17. apeoesp  |  27/02/2012 às 13:39

      Prezada professora May,
      O processo está sendo finalizado para ingresso, pois era necessário juntar documentos que comprovam o desconto.
      Bebel

      Responder
  • 18. JONES MARTINS DE FREITAS  |  27/02/2012 às 12:17

    SR. GILBERTO DEBIL, QUANDO DISSE ESSAS PALAVRAS NÃO EM 40 MIL PROFESSORES QUE FICARAM SEM PAGAMENTO DE FÉRIAS DE JANEIRO, FEVEREIRO E FICARÁ TAMBÉM AGORA EM MARÇO, POIS O SEU GOVERNINHO REBAIXOU TODOS OS QUE ERAM L PARA O, TENDO AINDA A CAPACIDADE DE DESCONTAR VALORES INDEVIDOS DE SALÁRIO JÁ PAGO DE DEZEMBRO.!!!! VAMOS PARAR DE SER HIPÓCRITA POIS SABE MUITO BEM DO QUE ESTAMOS FALANDO SENHOR DEBIL, TEMOS UMA LIMINAR FAVORÁVEL AOS PROFESSORES E O CHEFE DE ESTADO NÃO QUER CUMPRIR!!!!! PORQUE NÃO PUBLICA A VERDADE NISSO? SR. FANFARRÃO ISSO SERÁ COBRADO POR ALTO PREÇO DE VC!!! DEUS ESTÁ A FAVOR DOS JUSTOS, O MAL CAIRÁ POR TERRA BEBEL!!!! VAMOS AVANÇAR PROFESSORES, QUEBRAR TODOS AS BARREIRAS, POIS JÁ ESTAMOS COMBATENDO O BOM COMBATE, SÓ FALTA-NOS GUARDAR A FÉ DE IREMOS CONSEGUIR!!!! E SE CASO PERDERMOS, TODOS IRÃO SABER COM QUEM ESTAMOS LHE DANDO!!!! MAÇONARIA PURA!!!

    Responder
  • 19. Bruno Neto  |  27/02/2012 às 12:35

    Não acho que seja mentira o que ele falou,é ultrajante ser classificado em uma processo seletivo que não vale nada entretanto a medida é por exército de reserva em caso de greve.Que não vai acontecer graças as mãos dadas.

    Responder
    • 20. apeoesp  |  27/02/2012 às 13:53

      Prezado professor Bruno Neto,
      A greve vai acontecer, sim, forte, em todo o estado, porque os professores já não suportam mais serem tratados desta forma ultrajante, tanto pelo governo quanto por setores da mídia.
      Bebel

      Responder
  • 21. ericleslealEricles  |  27/02/2012 às 12:41

    Dimenstei. O que este Mané entende de educação?… Burguês de (…), deve ser um verdadeiro tosco em matéria de educação. Só fala asneiras e em suas palavras pouco têm a contribuir. Não apresenta propostas nem soluções. Está sempre do lado de lá, criticando sem talvez sequer nunca ter vivenciado as vindas e idas de uma sala de aula. Pena que este desqualificado da educação receba tanto ecos na mídia.Acho que ele se diverte às nossas custas.KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!

    Responder
  • 22. Sergio Luiz  |  27/02/2012 às 13:03

    Bebel vê se esse Sr. consegue comprar muita coisa com o auxilio alimentação de 80,00 reais e ainda vem querer dizer que entende algo de Educação. Ele simplesmente tira o pão de caa dia de muitas crianças com sua Ong(boing boing) que até agora não mostrou serviço. chega de imprensa falsa, jornais nunca mais.

    Responder
  • 23. Magali de Cássia Merenda  |  27/02/2012 às 14:23

    Cara Bebel

    Cada vez mais se confirma o que já sabemos há anos….. chega de burocratas incompetentes e principalmente incompreensíveis com a causa dos trabalhadores em Educação. Ele para nos atacar precisaria “viver” pelo menos um mês com as nossas condições de trabalho e claro, com o nosso salário. Aí queria ver qual seria a sua fala. Só vivendo na pele mesmo. Valeu Bebel. Gosto de você pois não deixa esses desmandos, passarem em branco. Um, grande abraço. Prof. Magal

    Responder
    • 24. apeoesp  |  27/02/2012 às 15:06

      Prezada professora Magali,
      MUito obrigada pelas suas palavras e pelo seu apoio.
      Bebel

      Responder
  • 25. andre  |  27/02/2012 às 16:51

    Gilberto Dimenstein, segue abaixo nomes de algumas escolas para vc conhecer, ir dar aula, pois nestas escolas somente professor, giz e lousa, pois o uso da tecnologia é para outro entretenimento.

    http://www.agora.uol.com.br/saopaulo/ult10103u1053847.shtml

    Responder
  • 26. luizandre.desouzatavares@gmail.com  |  27/02/2012 às 17:14

    Bebel parabéns!!!Sem comentários!!Os professores que participam deste blog falaram tudo!!O que mais tenho a dizer de um burocrata oportunista hipócrita???

    Responder
  • 27. Professor  |  27/02/2012 às 19:06

    O fato é que muitos professores serviram o Estado por tantos anos, e agora este Estado dispensa esses professores.
    Pois a sociedade que se sinta satisfeita por ainda haver professores, pois dia virá em que vai faltar professor em nosso Estado. Aliás, já falta.

    Responder
  • 28. fabio nobre  |  27/02/2012 às 23:02

    Bebel faça uma investigação nessa ONG desse Senhor, veja quais são os maiores doadores, e desmascare esse sujeito.

    Um detetive resolve o problema rapidinho.

    Espero que faça, eu não suporto esse sujeito.

    Responder
    • 29. apeoesp  |  28/02/2012 às 01:58

      Prezado professor Fábio,
      Muito obrigada pela sugestão.
      Bebel

      Responder
  • 30. claudia noronha  |  27/02/2012 às 23:50

    A verdade é que tem muito cacique pra índios que não sabem se colocar! Nós somos a força, nesse momento não cabe só a APEOESP lutar por nós, não cabe só a nossa presidenta lutar por nós!!! Cabe a NÒS professores, que temos o poder da maioria, somos uma categoria grande.
    Gente, somos PROFESSORES, somos o cérebro da educação, chega de nos mantermos calados e cabisbaixos, chega desse bla bla bla de que GREVE não adianta, que temos contas á pagar, não posso ficar sem o salário de mês, ai eu pergunto: QUE SALÁRIO? Se alguém que lê esse blog for bem remunerado, não deve ser professor! Vamos juntos, apoiar o sindicato que esta fazendo sua parte, e fazer a nossa!
    Ta fácil, qualquer um vai ao jornal travestido de “jornalista especialista” em educação, e nos apedrejar, porque sabe que nos calamos. Vamos mostrar a todos que somos fortes sim! Essa greve tem que ser grande como nossa categoria!
    Obrigado APEOESP, obrigada Bebel pelo apoio!

    Responder
  • 31. Rose  |  28/02/2012 às 01:35

    Cara Bebel
    Com fica o professor que ingressou, esse ano, e está em estágio probatório se uma greve acontecer.
    Sabemos que greve é um direito do trabalhador, mas, na prática como isso acontece.

    Obrigada

    Responder
    • 32. apeoesp  |  28/02/2012 às 01:55

      Prezada professora Rose,
      Haverá pressão, haverá ameaças, mas uma greve bem forte permite negociar a volta ao trabalho e a não punição dos grevistas. É só o que podemos dizer no momento.
      Bebel

      Responder
  • 33. Onofre Elias Júnior  |  29/02/2012 às 22:21

    Houve um tempo em que Gilberto Dimenstein conseguia iludir a categoria do magistério! Hoje sua máscara caiu!

    Responder
  • 34. MARILENA  |  01/03/2012 às 23:54

    Bebel

    Gostaria de saber se poderíamos entrar com liminar no caso de pagamento não ocorrido em virtude do VELHO SISTEMA DO ESTADO em sua folha de pagamento. Ninguém merece ficar sem pagamento, afinal como vamos fazer para trabalhar….a pé….
    Espero que uma boa multa resolveria a questão do PSDB e a mídia precisa saber disso….. ninguém acredita….

    Responder
    • 35. apeoesp  |  02/03/2012 às 00:14

      Prezada professora Marilena,
      A informação que temos é que sairá uma folha suplementar na segunda quinzena de março. Um mandado de segurança só poderia existir após o quinto dia útil de março e poderia produzir efeitos muito mais tarde que a folha suplementar. Mas vou pedir para o jurídico analisar o caso.
      Bebel

      Responder
  • 36. Nilton Cezar  |  02/03/2012 às 23:10

    Parabéns, Bebel!
    Este senhor nem merecia sua resposta. Ele faz parte da direita podre – pig!

    Responder
  • 37. Maria lemos  |  03/03/2012 às 23:39

    Greve na educaçao só nao se fortalece porque infelizmente temos muitos colegas que gostam de salários de fome.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,910,353 hits

%d blogueiros gostam disto: