Carta enviada à Folha de S. Paulo em 25/02

27/02/2012 at 13:31 59 comentários

Senhor editor,

Como nos anos anteriores, o governo estadual decidiu permitir a contratação de professores que não atingiram a nota mínima na prova de avaliação anual e processo seletivo de docentes para a rede estadual de ensino. Também permite o ingresso de professores que não participaram do processo. Esta decisão coloca em xeque, uma vez mais, a prova como critério para a definição de quais professores podem ou não ministrar aulas nas escolas estaduais.

Desde que foi criada, por meio da lei complementar 1093/09, temos reiterado que a solução é realização de mais concursos públicos e que não há sentido em realizar uma prova para manter docentes na condição de temporários, como é o caso dos professores da chamada “categoria O”, sem direitos mínimos e sujeitos à “quarentena”, hoje reduzida de 200 para 40 dias por força da nossa luta. Concursos, valorização, jornada de trabalho e carreira adequadas vão atrair mais professores para as escolas estaduais.

Atenciosamente,

 

Maria Izabel Azevedo Noronha
Presidenta da APEOESP

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Mais uma vez, Gilberto Dimenstein ataca a APEOESP e os professores Estado não vai recorrer da liminar ganha pela APEOESP contra estorno de parte dos salarios da extinta categoria L

59 Comentários Add your own

  • 1. Maria  |  27/02/2012 às 14:50

    Professora Maria Isabel,
    os professores que tomaram posse em janeiro e começaram a trabalhar em fevereiro irão ou não receber seus respectivos salários em março?

    Muito obrigada, abraços…..

    Responder
    • 2. apeoesp  |  27/02/2012 às 15:10

      Prezada professora Maria,
      Segundo informação do governo, está prevista uma folha suplementar na segunda quinzena de março.
      Bebel

      Responder
    • 3. Luciana  |  27/02/2012 às 15:52

      Ai professora Maria, também estou nesse dilema.Cada hora nos é passado uma coisa.Só sei que sem salário no mês de março, fica impossivel ir trabalhar e até mesmo comprar o leite das crianças.Será que o governador sabe o que é ficar sem salário?

      Responder
      • 4. MARILENA  |  29/02/2012 às 23:15

        Pois professora, também estou passando pela mesma situação. O sistema do governo referente a folha dos professores a anos é falho.. A apeoesp nos ajuda com as protocolações nas DE que acabam demorando em virtude do “lerdo sistema ” ou melhor da boa vontade pois ficar sem salário é cruel demais…..

  • 6. Gilmarcos Erik Batista Murari  |  27/02/2012 às 17:09

    Prezada presidenta!!
    venho através desta,notificar a senhora que meu contrato não foi validado pelo Estado ,pois o meu laudo médico feito no ano passado e estava para vencer apenas no dia 17/02/2012 não foi util para protelar o tempo e assim assumir as aulas no dia primeiro,sendo que trabalhei estes dias e fui notificado que não receberei estes dias trabalhado!
    Quero saber de você e do meu sindicato se posso adentrar com um processo ou mandato de segurança para receber os dias trabalhados?
    grato e abraços!

    Responder
    • 7. apeoesp  |  28/02/2012 às 18:57

      Prezado professor Gilmarcos,
      Por favor, consulte o departamento jurídico na sua subsede.
      Bebel

      Responder
  • 8. silvia cristina  |  27/02/2012 às 21:38

    oi maria isabel sou professora da ex-categoria L e não recebi o pagto desse mes de fevereiro,mas os professores da categoria O RECEBERAM AS FÉRIAS,E3STAMOS SEM SABER O QUE FAZER..VC PODE NOS DAR UM LUZ…CAPÃO BONITO

    Responder
    • 9. apeoesp  |  28/02/2012 às 14:22

      Prezada professora Silvia,
      Quanto às férias, você deve protocolar na escola o requerimento que pode ser encontrado no boletim APEOESP Urgente nº 14 (www.apeoesp.org.br). Se for indeferido ou não houver resposta, procure o departamento jurídico na subsede para ajuizar ação individual.
      Quanto ao pagamento, fomos informados de que haverá folha suplementar na segunda quinzena de março.
      Bebel

      Responder
  • 10. Ernandes  |  27/02/2012 às 22:16

    Olá! Maria Izabel, eu tenho acompanhado frequentimente as decisões truculentas por parte do Goveno, no entanto temos aceitado sem um maior exclarecimentos aos públicos ouvintes e comunidades o que vem ocorrendo com os Professores de SP, Tendo em vista que a nossa categoria é individualista e que muitos profissionais lutam constantimente pela melhoria das escolas pública e de condições de trabalho. No entanto sabemo que os professores OFAs tem grande contribuição nessa luta, em especial os profissionais que tem creditado suas fichas na apeoesp, eu tenho sentido falta de uma pauta da situações do professores que eram da categoria L e hoje se tornaram “O”, em sua grande maioria tornaram profissionais de sub emprego, ou seja, não tendo estabilidade nem os devidos direitos trabalhista. Eu acretito que a Peoesp deveria colocar essa questão em pauta, não basta contratar os profissionais e achar que eles são tapa buracos, pois acreditos que todos são capacitados e são competentes naquelo que faz, Certamente se não houver mundaças, eu acredito que não muito longe profissionais que hoje são da categoria “O” não submeterá a tais situações.
    Outro probleminha são o pagamento de nossas ferias da antiga cateria L, que até o momento não tive nenhuma posição em relação as ferias, e não tem nada provisionada para o dia 28/02, grato Ernandes

    Responder
    • 11. apeoesp  |  28/02/2012 às 14:14

      Prezado professor Ernandes,
      Temos mantido o portal da APEOESP (www.apeoesp.org.br) e este blog constantemente atualizados com notícias sobre os professores das categorias L e O.
      Os professores da categoria L devem preencher requerimento que pode ser encontrado no boletim APEOESP Urgente nº 14 (veja no portal da APEOESP) e protocolar na escola. Caso seja indeferido ou não haja resposta, o professor deve procurar o departamento jurídico na subsede para ajuizar ação individual. Esta providência é necessário porque o governo já anunciou que não fará este pagamento e a justiça não aceita ação coletiva neste caso.
      Nós temos lutado contra o regime de contratação do professor categoria O e o denunciado desde que a lei 1093/09 foi apresentada à Assembleia Legislativa. Lutamos contra o desligamento dos professores da categoria L, mas não houve mobilização suficiente da categoria para obrigar o governo a recuar.
      Temos ocupado todos os espaços na mídia para denunciar os desmandos do governo e estamos preaparando uma grande greve nos dias 14, 15 e 16 de março, que poderá ter continuidade (assembleia no dia 16 de março, no Palácio dos Bandeirantes) pela jornada do piso e demais reivindicações.
      Bebel

      Responder
  • 12. Mila  |  27/02/2012 às 22:27

    Ola
    Sou professora categoria O, como professor de educação basica II, o meu contrato está ativo .. pois iniciei no meio do ano… porem esse ano ainda não atribui aulas…. bom fui na atribuição de interlocutor de libras, pois tenho 180 horas reconhecido pelo mec … e me disseram que não posso atribuir aulas como interlocutor, pois a minha faixa salarial é como PEB II, gostaria de saber se isso esta correto? se tem como mudar a faixa salarial para PEB I faixa IV? ou tenho que esperar ate o ano que vem para atribuir,pois ai meu contrato não estará mais ativo..
    desde ja agraço e espero retorno..

    Responder
    • 13. apeoesp  |  28/02/2012 às 14:02

      Prezada professora Mila,
      Você necessita de uma orientação do departamento jurídico sobre os regimes de contratação e seus direitos. Por favor, procure na sua subsede ou pelo telefoen 11.3350.6214.
      Bebel

      Responder
  • 14. Denilsa  |  27/02/2012 às 22:37

    Boa noite, presidenta. Sou cat. F e prof. de Espanhol, na atribuição deste ano 2012 tínhamos (obrigados) que pegar 09 aulas de Língua Portuguesa, não tive a” livre escolha” de ficar somente com as aulas de Espanhol (C.E.L.). O problema é que as aulas de Língua Portuguesa não eram livres e sim substituições. Você não acha que, já que eu sou obrigada a pegar essas aulas, então que sejam aulas livres por que a maioria são licenças de 15 dias a 01mês apenas e eu vou ficar pulando de lá para cá e por aí em diante. Muito obrigada.

    Responder
    • 15. apeoesp  |  28/02/2012 às 14:00

      Prezada professora Denilsa,
      Você pode trocar aulas de substituição por aulas livres.
      Bebel

      Responder
  • 16. Vanessa  |  27/02/2012 às 23:01

    Bebel,
    Não existe concurso público para professor PEB I desde 2004; já não está na hora de abrirem um novo concurso? Na verdade, já passou da hora. Acontece que o estado economiza mais conosco, categoria O, pois não temos direito ao IAMSPE e somos obrigados a assinar cancelamento de contrato.

    Responder
    • 17. apeoesp  |  28/02/2012 às 13:57

      Prezada professora Vanessa,
      Você tem razão. Continuamos lutando para derrubar este tipo de contratação precária e injusta e para que haja mais concursos para todos os níveis, em todas as disciplinas.
      Bebel

      Responder
  • 18. Vilma  |  27/02/2012 às 23:17

    Cara Bebel,
    vc viu hj, no site da SEE, um encontro do Hermann com professores num polo de SP?

    Responder
    • 19. apeoesp  |  28/02/2012 às 01:57

      Prezada professora Vilma,
      Houve encontro em dois pólos. A APEOESP esteve lá, panfletou, se manifestou, cobrou a aplicação da lei do piso e os direeitos dos professores.
      Bebel

      Responder
  • 20. Vilma  |  27/02/2012 às 23:57

    Código Denominação Nat. Qtde. Unid. Período Valor
    01.001 SALARIO BASE N VALOR 01/2012 1.821,30 +
    02.044 CARGA HOR/SUPL – 5 A 8 SERIE N 025 AULAS 01/2012 303,55 +
    02.045 CARGA HOR/SUPL – ENSINO MEDIO N 025 AULAS 01/2012 303,55 +
    04.130 GAM – GRATIF.ATIVIDADE MAGISTERIO N VALOR 01/2012 139,63 +
    09.001 ADICIONAL TEMPO DE SERVICO N 003 QUINQ 01/2012 273,19 +
    09.003 ADICIONAL S/CARGA SUPLEMENTAR N 003 QUINQ 01/2012 45,53 +
    09.009 ADIC. S/CARGA SUPL.ENS. FUNDAMENTAL N 003 QUINQ 01/2012 45,53 +
    70.006 IAMSPE N 2,00 PERC. 01/2012 58,64 –
    70.012 IMPOSTO DE RENDA NA FONTE N DEPTE 01/2012 84,65 –
    70.056 CONTRIB. PREVID. 11%- L.C.1012/2007 N 011 VALOR 01/2012 322,55 –
    97.185 BANCO DO BRASIL S/A N VALOR 01/2012 529,97 –
    Depósito FGTS
    FGTS 13º Salário
    Base Contr.Prev./INSS
    2.932,28 Total Vencimentos
    2.932,28 Total Descontos
    995,81 Líquido a Receber
    1.936,47
    Alteração de Exercício/ Cargo em Comissão
    Legenda da Natureza (Nat.)
    N = Normal D = Devolução E = Estorno
    A = Atrasado R = Reposição

    BEBEL,
    MINHA REFERENCIA É 3B
    33 AULAS

    PERGUNTO QTO AO TAL PISO NOVAMENTE;
    DIA 08 DE MAIO FAÇO 21 ANOS DE MAGISTÉRIO;
    TENHO DUAS EVOLUÇÕES E TRÊS QUINQUÊNIOS;
    SEM SEXTA-PARTE AINDA DEVIDO A LICENÇAS-SAÚDE.
    VEJA, POR FAVOR, MEU SALÁRIO-BASE. AONDE ESTÁ
    O PISO?…OS CONCURSADOS ESTÃO COMEÇANDO COM ESSE VALOR.
    ISSO ESTÁ CERTO?
    AGRADEÇO MUITO SEU PARECER.

    Responder
    • 21. apeoesp  |  28/02/2012 às 13:53

      Prezada professora Vilma,
      O salário base do Estado de São Paulo ainda é superior ao piso nacional, mesmo com o recente reajuste de 22%.
      Bebel

      Responder
  • 22. Prof Pedro (didema)  |  28/02/2012 às 00:53

    Aumento do piso dos professores terá impacto de R$ 1,6 bilhão nas contas municipais, diz entidade.
    Amanda Cieglinski
    Da Agência Brasil, em Brasília.
    O aumento de 22% do piso nacional do magistério anunciado hoje (27) pelo MEC (Ministério da Educação) terá um impacto de 1,6 bilhão nas contas das prefeituras. Os dados constam de levantamento da CNM (Confederação Nacional dos Municípios). A estimativa, que leva em conta informações referentes a 2.039 cidades, foi feita a partir da diferença entre as médias salariais pagas hoje a professores das redes municipais e o piso de R$ 1.451 para 2012 fixado pelo MEC.
    Aprovada em 2008, a Lei do Piso determina que nenhum professor de escola pública, com formação em nível médio, pode receber menos do que o valor determinado por uma jornada de 40 horas semanais. O piso refere-se apenas ao vencimento base e o cálculo para o pagamento não pode incluir outras vantagens como gratificações e adicionais. De acordo com o estudo da CNM, os salários-base para professores com jornada de 40 horas e nível médio variaram nas cidades pesquisadas entre R$ 316,80 e R$ 2.439,14.
    • Piso nacional do magistério de 2012 é definido em R$ 1.451
    Entre as regiões do país, os municípios do Nordeste são os que terão maior impacto nas suas contas em função do aumento do piso. Serão necessários R$ 816 milhões a mais para garantir o pagamento de acordo com o que manda a lei. Isso porque as redes de ensino da região têm as menores médias salariais e um grande número de professores. Em 2011, o piso foi R$1.187 e em 2010, R$ 1.024. Em 2009, primeiro ano da vigência da lei, o piso era R$ 950.
    A legislação também determina que um terço da carga horária do professor deverá ser reservada para atividades fora da sala de aula, como planejamento pedagógico e atualização. Com a aplicação correta do dispositivo, as redes de ensino necessitariam contratar mais professores o que, segundo, a CNM, significaria a necessidade de um investimento extra de R$ 3,8 bilhões. A entidade estima que será necessário contratar mais 195 mil docentes para adequar a carga horária à regra estabelecida na lei.
    Os municípios do Sul e o Sudeste são aqueles onde o professor tem menos tempo para atividade fora da sala de aula: em média, 20% e 18,7% da jornada de trabalho, respectivamente. Há grandes discrepâncias com relação ao tempo para atividades extra-classe nas diferentes redes de ensino. De acordo com a CNM, em algumas redes de ensino, não há nem uma hora reservada para essas atividades, enquanto em outras cidades os planos de carreira determinam que 35% da jornada do professor será fora da sala de aula.
    A entidade cobra uma maior participação da União no custeio do pagamento dos salários dos professores. A Lei do Piso prevê que, nos casos em que o município não possa bancar o valor, a União repassará recursos complementares. Mas, desde que a legislação está em vigor, nenhuma prefeitura ou governo estadual cumpriu os pré-requisitos necessários – como a comprovação de incapacidade financeira – para obter a complementação.
    Publicado à 21:53horas

    Responder
  • 23. Hugo  |  28/02/2012 às 02:42

    O QUE ACONTECEU COM AS 26 AULAS?

    Responder
    • 24. apeoesp  |  28/02/2012 às 13:30

      Prezado professor Hugo,
      Ingressamos com recurso contra o efeito suspensivo concedido à SEE pelo TJSP. O recurso está tramitando no tribunal.
      Bebel

      Responder
  • 25. Fernanda  |  28/02/2012 às 11:16

    Bom dia Bebel,
    E os professores categoria O com contrato iniciado este ano, também irão receber através de folha suplementar em março?

    Responder
    • 26. apeoesp  |  28/02/2012 às 12:53

      Prezada professora Fernanda,
      É possível que sim.
      Bebel

      Responder
  • 27. slvana  |  28/02/2012 às 11:46

    Bebel esse aumento vai significar algo nos salarios do professores do estado de sp

    Responder
    • 28. apeoesp  |  28/02/2012 às 12:52

      Prezada professora Silvana,
      O Estado de São Paulo já pratica salários um pouco superiores ao piso nacional.
      Bebel

      Responder
  • 29. Eduarda  |  28/02/2012 às 12:13

    Querida Bebel, o que houve com nosso salários este mês?
    Mesma carga horária do ano passado e meu salário veio com R$500,00 a menos.

    Grata

    Eduarda

    Responder
    • 30. apeoesp  |  28/02/2012 às 12:49

      Prezada professora Eduarda,
      Protocole requerimento dirigido à CGRH (ex-DRHU) solicitando epxlicações. Se a resposta for insatisfatória, procure o departamento jurídico na subsede.
      Bebel

      Responder
  • 31. Prof. wallace  |  28/02/2012 às 16:10

    Bebel
    Ja está o hollerite esta na fazenda,esta todo errado novamente igual março do ano de 2011, verifiquem todos , quanta dor de cabeça.

    Responder
  • 32. giselecvgisa2424  |  29/02/2012 às 23:37

    POIS É, QUANTA DOR DE CABEÇA!!!! COMO ENTRAR EM UMA SALA DE AULA MOTIVADA…..meu salário tb venho errado…detalhe, o ano passado eu era estudante, então recebia como PEB I a supervisora disse que somente em 2012 poderia fazer a alteração para PEB II e receber como tal. Para minha surpresa, meu salário venho a menos e como PEB I. Questionei a supervisora novamente que disse que provavelmente não será possível a alteração no sistema, pois meu contrato foi porrogado. Eu pergunto: que sistema é esse???Cabe aqui Bebel algum recurso que eu possa pleitear?? Outra questão, Bebel eu não recebi férias, talvez seja pq meu contrato foi prorrogado??? Assinei contrato em fevereiro de 2011 passei na prova e peguei aula na primeira atribuição.

    Responder
  • 33. Helestra  |  01/03/2012 às 01:19

    Clara Presidenta,em caso de greve os professores da categoria “O” que aderirem a greve pode vir a perder as aulas?

    Responder
    • 34. apeoesp  |  02/03/2012 às 00:56

      Prezada professora Helestra,
      Estamos todos junto nessa. O departamento jurídico da APEOESP vai defender toda a categoria.
      Bebel

      Responder
  • 35. SILVIA HELENA FIQUEIRA  |  01/03/2012 às 13:42

    OLHA ESTÁ MUITO DIFICIL ASSIM, O SALÁRIO , TODO ERRADO, MEU DEUS , QUANDO SERÁ QUE VAMOS TER PAZ , PARA O PAGAMENTO DE NOSSAS DIVIDAS, QUE NÃO ESPERAM , SERÁ QUE VIRÁ MESMO UMA FOLHA SUPLEMENTAR , SERÁ QUE TERÁ BONUS , É UM DESABAFO, PQ INFELISMENTE , NÃO TEMOS COMO RSOLVER ESSA SITUAÇÃO A NÃO SER ESPERAR! ABRAÇOS !

    Responder
  • 36. Cris - SP  |  02/03/2012 às 12:27

    Bom dia Bebel..
    Voce vem orientando os professores à preencher o formulario que consta no fax urgente de no. 14 onde através dele, pleiteia-se pagamento de férias. Pois bem, ontem fomos até a subsede Cotia e o que nos informaram é que o FAX de nro 14 foi um erro e que AINDA não fôra corrigido. Além de nos informarem também, que ali não tinha nenhum formulário pra preencher e que não tinha o que se fazer, apenas aguardar salário em abril. Como é isso exatamente?
    obrigada…

    Responder
    • 37. apeoesp  |  02/03/2012 às 13:52

      Prezada professora Cris,
      O requerimento que está no APEOESP Urgente 14 é para pleitear pagamento de férias (ex-categoria L). Quanto ao pagamento, recebemos informação de que poderá haver uma folha suplementar na segunda quinzena de março.
      Bebel

      Responder
  • 38. Eveliny Lippe  |  17/03/2012 às 01:29

    Boa noite, sou ingressante ex categoria L não tive pagamento desde fevereiro é possível que eu ainda receba por folha suplementar em março ou não?

    Responder
    • 39. apeoesp  |  17/03/2012 às 12:34

      Prezada professora Eveliny,
      Pelo que está sendo divulgado a folha suplementar será paga em 19/03. Consulte o site da Fazenda.
      Bebel

      Responder
  • 40. Eveliny Lippe  |  17/03/2012 às 01:30

    Espero que sim contas e mais contas sem pagamento ninguem merece…

    Responder
    • 41. Vanessa  |  17/03/2012 às 17:44

      Da uma olhadinha no site da secretaria da fazenda o meu saiu hoje, nem estava esperando receber, resolvi olhar e tinha saido a folha suplementar

      Responder
  • 42. Vanessa  |  17/03/2012 às 17:42

    Boa tarde, sou categoria O e atribui 30 aulas dia 17 de fevereiro, agora saiu uma folha suplementar… Sou nova no estado e gostaria de saber se essa folha é referente a essas aulas e porque vem como folha suplementar no lugar de normal. E também não veio meu auxilio transporte será q vou recebe-lo atrasado?
    E uma outra duvida que tenho é referente a faltas, porque preciso fazer alguns exames, entra em atestado? como funciona? desde já agradeço

    Responder
    • 43. apeoesp  |  18/03/2012 às 15:00

      Prezada professora Vanessa,
      O pagamento veio em folha suplementar porque, segundo a SEE, não houve tempo para digitação dos dados.
      Quanto ao vale transporte, é possível que venha na folha normal de abril.
      Quanto às faltas, diz o decreto 54682, que regulamenta a LC 1093:
      Artigo 18 – O contratado que no prazo de vigência do contrato faltar ao serviço poderá requerer o abono ou a justificação da falta.
      § 1º – Para fins do disposto no “caput” deste artigo, deve o contratado apresentar requerimento por escrito no primeiro dia útil subsequente ao da ausência, para deliberação da autoridade competente.
      § 2º – As faltas abonadas, até o limite de 2 (duas), durante o período contratual, não excedendo a uma por mês, não implicarão em desconto da remuneração.
      § 3º – As faltas justificadas, até o limite de 3 (três), durante o período contratual, não excedendo a uma por mês, implicarão na perda da remuneração do dia.
      § 4º – As faltas abonadas e as consideradas justificadas, pela autoridade competente, não serão computadas para os fins do disposto no inciso IV do artigo 8º da Lei Complementar nº 1.093, de 16 de julho de 2009.
      § 5º – A ausência do contratado será considerada falta injustificada ao trabalho no caso da não apresentação do requerimento de que trata o §1º deste artigo.
      Bebel

      Responder
  • 44. Vanessa  |  17/03/2012 às 18:09

    Mais uma coisa…. Eu tenho direito a auxilio alimintação? tenho 30 aulas 3 htpcs e 12 htpls

    Responder
    • 45. apeoesp  |  18/03/2012 às 14:57

      Prezada professora Vanessa,
      Tem. Se não estiver recebendo, procure o departamento jurídico, na sua subsede.
      bebel

      Responder
  • 46. Denise Antonio  |  22/03/2012 às 02:00

    Boa noite,gostaria de saber como posso pedir um requerimento de pagamento, pois eu tive aulas atribuidas no dia 31 de janeiro e estava na escola TRABALHANDO DESDE O DIA 01 DE FEVEREIRO!! Portanto,não tive a FOLHA SUPLEMENTAR DE MARÇO e esta dificil de ir trabalhar com a ajuda das pessoas com vale transporte.Por favor,aguardo resposta.

    Responder
    • 47. apeoesp  |  23/03/2012 às 02:21

      Prezada professora Denise Antonio,
      Você deve se dirigir à sua subsede para obter o modelo.
      Bebel

      Responder
  • 48. Leila  |  26/03/2012 às 19:51

    Fazenda não esta divulgando hollerites?Prque?

    Responder
    • 49. apeoesp  |  27/03/2012 às 15:13

      Prezada professora Leila,
      Desconheço qualquer motivo especial. Talvez estejam envolvidos com o processamento do bônus.
      Bebel

      Responder
  • 50. Jose Augusto Silva  |  30/03/2012 às 03:55

    Sou professor da categoria O , é uma vergonha a situação dos professores no Estado de São Paulo, até agora no site da Fazenda não tem previsão para para pagamento do mês de fevereiro e março. Será que vou trabalhar sorrindo ou com raiva, pois não tenho dinheiro nem para comprar o pão para dar aula. Você tem alguma orientação neste caso?

    José Augusto

    Responder
    • 51. apeoesp  |  31/03/2012 às 04:35

      Prezado professor José Augusto,
      Parte dos pagamentos foi regularizado em folha suplementar. Outra parte, segundo a SEE, será regularizada neste pagamento. Estamos pressionando diariamente para que todos os pagamentos sejam regularizados. A única alternativa é o mandado de segurança individual, mas que pode demorar para ter resultado. Entre em contato com o departamento jurídico na subsede.
      Bebel

      Responder
  • 52. Adalberto Mesaque Rodrigues  |  01/04/2012 às 02:27

    Sou professor ingressante efetivo de inglês, ingressei em fevereiro 1 de 2012 e ainda não recebi salário, também não há nada provisionado, a secretaria da escola diz que há uma inconsistência, mas não diz como poderia ser resolvido. Como faço para sabe se há algum erro cadastral ou se há algum impedimento para o recebimento de salário? Grato

    Responder
    • 53. apeoesp  |  01/04/2012 às 16:29

      Prezado professor Adalberto,
      Faça um requerimento por escrito exigindo explicações. Com a resposta, ou se não houver resposta, procure o departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
  • 54. Graziela  |  07/04/2012 às 21:40

    Boa Noite,
    Gostaria de saber se já se sabe algo sobre folha suplementar em abril???? Pois, como os demais colegas, estou vivendo de luz, pois dinheiro para a comida não tenho!!! 😦

    Responder
    • 55. apeoesp  |  10/04/2012 às 03:00

      Prezada professora Graziela,
      Hoje, pressionamos mais uma vez o secretário da Educação para que esta situação seja resolvida. Comprometeu-se a resolver a questão.
      Bebel

      Responder
  • 56. leandro  |  16/05/2012 às 23:21

    Prof. Bebel, como posso saber(leis, normas etc) que estão amparados o professor auxiliar? É minha primeira atribuição no estado e gostaria de saber a que tenho direito, como vt, va, faltas abonadas, justificadas etc.
    Gostaria de saber ainda se o salário é igual ao professor titular da sala. Se puder me informar o nr. das leis fico grata.
    Mais uma vez agradeço

    Responder
    • 57. apeoesp  |  17/05/2012 às 01:42

      Prezado professor Leandro,
      A função de professor auxiliar está prevista na Resolução SE 2, de 12-1-2012, que dispõe sobre mecanismos de apoio escolar aos alunos do ensino fundamental e médio da rede pública estadual.
      Os salários são os mesmos dos demais professores.
      Bebel

      Responder
  • 58. Helestra  |  06/06/2012 às 00:12

    clara presidenta fiz concurso para atendente do SUS e fui aprovada, gostaria de saber se posso conciliar a função de atendente do sus e a de professora,lembrando que sou categoria “O”?Pois conheço pessoas que lecionam no Estado e trabalham em empresas públicas cujo o cargo não é de tecnico .
    Att:Helestra

    Responder
    • 59. apeoesp  |  07/06/2012 às 12:47

      Prezada professora Helestra,
      Você só pode acumular dois cargos de servidora pública como docente. Para melhores esclarecimentos, procure o departamento jurídico na sua subsede ou ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,910,555 hits

%d blogueiros gostam disto: