12/03/2012 at 00:46 20 comentários

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Nenhum professor pode ser penalizado em razão de greve Greve é direito garantido pelo STF

20 Comentários Add your own

  • 1. dirceu  |  12/03/2012 às 04:09

    bebel temos q tomar cuidado com alckmin ele pode empurrar a PM em cima dos professores lembra da última greve? além disso eles dizem q area do palacio é de segurança nao nos permitirao ocupar o local pode haver confronto temos que preservar a vida dos professores em primeiro lugar…pensemos nisso com cuidado. abraço estou preocupado e apreensivo.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  13/03/2012 às 03:46

      Prezado professor Dirceu,
      Vamos conduzir o movimento com toda tranquilidade e responsabilidade.
      Bebel

      Responder
    • 3. paulo  |  13/03/2012 às 13:46

      Dona Bebel,

      Nao estou na greve. A continha do goveno com os minutos está matematicamente certa, vcs estão dizendo que está legalmente errada. Nao entendo de leis, so de matematica, nao vou entrar enquanto nao me mostrarem o que está errado. Até agora só falaram que está errado, mas nao disseram onde. Estão parecendo um criança batendo o pé e dizendo “eu quero, eu quero”, sem saber porque.

      Mostre onde está o o erro. Se vcs estão dizendo que está errado e já ganharam algumas batalhas na justiça deve estar errado mesmo. Mas quero entender, quero saber bem por quecausa estaremos lutando.

      Mesmo que me mostrem que está errado, tbm nao concordo que haja 6 htpcs, nao quero tempo de htpc, quero tempo em casa pra preparar eula e corrigir trablahos e provas.

      Entre 6 aulas (caindo de 32 para 26) e 3 htpc a mais, prefiro dar 6 aulas a mais. Já pensou onde vao enfiar esse horario de htpc? Vai ferrar com o horário de todo mundo.

      Boa sorte na empreitada.

      Paulo

      Responder
      • 4. apeoesp  |  14/03/2012 às 02:43

        Prezado professor Paulo,
        Há muitos materiais da APEOESP demonstrando que o governo está desrespeitando a lei e uma sentença do judiciário paulista demonstrando o mesmo e determinando ao governo que aplique a lei do piso, não a resolução 8 com sua pirotecnia aritmética.
        É simples: a jornada de trabalho integral na rede estadual de ensino é composta hoje por 33 aulas e 7 hora destinadas a atividades extraclasses. São portanto, 40 unidades que compõem a nossa jornada. Para cumprir a lei do piso, é preciso que as aulas sejam reduzidas de 33 para 26 (2/3 da jornada) e que as atividades extraclasses passem de 7 para 14 horas. A inteção e o objetivo da lei é que haja mais tempo para atividades de atualização, formação continuada no próprio local de trabalho, elaboração e correção de provas e trabalhos, atendimento a alunos e pais e uma série de outras atividades que contribuam para melhorar a qualidade do ensino. Ao “inventar” uma jornada de 48 horas-aula (não prevista em lei) o governo contraria a lei 836/97 e incorre em ilegalidade.
        Bebel

      • 5. paulo  |  14/03/2012 às 13:44

        Obrigado pela resposta Bebel,

        Mas sou contra aquela tabela que a apeoesp divulgou. nao quero HTPC, quero tempo em casa. Se for pra ter mais HTPC prefiro dar 32 aulas

      • 6. apeoesp  |  15/03/2012 às 01:51

        Prezado professor Paulo,
        Não podemos escolher, neste caso. Trata-se da aplicação da lei do piso em relação às jornadas existentes, e de acordo com a LC 836/97.
        Bebel

  • 7. Jacob  |  12/03/2012 às 10:08

    Greve sem mobilização? Aqui na DSul-3 ,nas Escolas mais afastadas, as Sub-Sedes nem deram as caras! É preciso esse pessoal sair dos escritórios e panfletar! Na minha unidade estou fazendo,mas em outras ninguém faz nada!

    Responder
  • 8. Adriano  |  12/03/2012 às 14:02

    Primeiramente quero deixar bem claro que EU estarei lutando pelos meus direitos, bem como meus deveres, por este mesmo motivo, participarei da Assembleia, bem como paralisarei esses três dias.
    No entanto, quero deixar mais uma vez registrado a minha indignação com a APEOESP subsede (Carapicuíba).
    No começo do ano fiz um comentário no blog, afirmando que em nenhum momento a subsede local teve contato com minha escola em relação a Lei do Piso, postei ainda que nenhum membro fora a minha unidade escolar (na data da atribuição) e que todas as notícias que recebíamos era proveniente de sites, blogs ou de outras diretorias de ensino. Pois bem, fui taxado de “partidário ao governo”, bem como muito mal respondido pela senhora Bebel, simplesmente pelo fato de colocar a verdade no blog.
    No replanejamento (da semana passada) perguntei sobre a paralisação e a resposta foram risadas por minha pergunta. Hoje, já estive em minha unidade escolar e voltei a perguntar e todos falaram que sequer sabiam de paralisação, foi aí que a vice diretora colou os cartazes da Apeoesp, mesmo assim, TODOS do período da manhã indagaram que não vão parar.
    Eis minha revolta, pq qdo esse pessoal precisou de votos passaram por minha escola, no entanto, na atribuição de aulas e neste momento de luta por paralisação, NINGUÉM aparece.
    Qdo indaguei isso da outra vez, além de taxado e muito mal respondido como citei acima, ainda fui tratado como o RESPONSÁVEL por este pessoal ter sido eleito, já que eu provavelmente teria votado em algum deles… Posso até ter minha taxa de responsabilidade, porém, qdo votei, acreditava que algo seria feito.
    Acredito que ouvir críticas é sinônimo de construção, aperfeiçoamento e que não deveríamos ser destratado ou taxados como partidários de um governo ditatorial, já que para tanto estamos afiliados num sindicato, o qual pagamos mensalmente… Reforço mais uma vez, NINGUÉM da APEOESP de Carapicuíba passou por minha escola e em qualquer outras unidades escolares onde tenho conhecidos. Em suma, como citei nas primeiras linhas EU PARALISAREI pq sei dos meus direitos e deveres. Acredito na Apeoesp sim, mas como um todo, infelizmente não posso contar com minha subsede, pois ninguém sabe informar nada lá. Posso ser taxado novamente, mas omisso eu não sou. A subsede local não está em contato e pronto! Verdade seja dita. Paraliso pq acredito no quanto estamos sendo DESRESPEITADOS por esse governo e não gostaria de ser DESRESPEITADO pelo sindicato.
    Enfim, também acrescento que esta paralisação demorou muito para acontecer, observei um calendário que em minha cidade ficou apenas na teoria, já passamos até avaliações aos nossos alunos; mas enfim, eu tenho ÉTICA e CARÁTER suficiente para lutar por objetivos e lutarei não apenas por mim, mas por um coletivo, mesmo que para isto eu tenha que ir atrás do meu sindicato, já que o mesmo não vem atrás de mim.
    Boa Sorte aos professores que entram nesta luta visando a DECÊNCIA da educação paulista e quiçá, nacional!!!!
    Adriano

    Responder
  • 9. Vilma  |  12/03/2012 às 18:02

    http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2012/03/video-mostra-aluna-dando-tapa-no-rosto-de-professora-dentro-de-sala.html

    …isso nenhum governo vê, infelizmente…
    o cúmulo do desrespeito ao professor….

    Responder
  • 10. O que os professores diziam antes de marcar a greve  |  12/03/2012 às 23:24

    Por várias vezes pude ouvir os professores reclamarem.

    -Nossa não aguento mais esse salário, é pouco não dá para fazer nada-

    -Bem que a nossa jornada de trabalho poderia ser menor, não aguento ficar em três escolas-

    -Ninguém vai fazer nada? E o sindicato cadê? Não fala em greve , não fala nada!

    -Se eu pudesse mudaria de profissão-

    Cadê o bônus?

    -Bem que poderia ter uma greve agora.

    Vai ter prova esse ano?

    Isso antes de marcar a greve.

    Agora que marcou a greve.

    Eu não faço greve!

    Já fiz greve agora não faço mais!

    Essa greve é política!

    Tenho compromisso financeiro.

    Eu não gosto daquele rapaz do sindicato só fala em greve!

    Tenho licença prêmio para tirar!

    Estou para me aposentar não posso fazer greve.

    Na greve passada descontaram dias!

    Depois do dia 16
    E aí o que aconteceu?
    Vocês conseguiram alguma coisa?
    Vai ter aumento?

    Lembre-se suas reclamações não cesarão .
    Mas é melhor reclamar lutando do que reclamar sem fazer nada, esperando que outros façam por você.
    O ser humano é o único na natureza que fica ereto, isso é condição de dignidade. Ficar ereto é ser digno, quem anda abaixado dizendo sim para tudo pode ter duas coisas, dor nas costas, e achar que o inimigo é maior do que podemos imaginar.
    Quem obedece cegamente se torna cego.

    Eu estarei paralisando minhas atividades nos dias 14, 15 e 16 por mim e por aqueles que infelizmente ficarão esperando o próximo trem.
    Benedito

    Responder
    • 11. apeoesp  |  13/03/2012 às 03:32

      Prezado professor Benedito,
      Parabéns pela sua disposição de luta. Estamos juntos.
      Bebel

      Responder
    • 12. Pedro  |  13/03/2012 às 23:12

      É bem isso que ouvimos na sala dos professores!!!

      Responder
    • 13. Rosangela  |  15/03/2012 às 20:05

      Parabéns, é isto mesmo que ouvimos .A nossa classe não é unida.

      Responder
  • 14. Rogério  |  13/03/2012 às 00:11

    Bebel! Greve já! Estamos juntos. Sou categoria 0 antigo L não aguento mais, agente faz o mesmo serviço que o efetivo e não ganhamos o mesmo, lei do piso já! Aqui em Campinas os professores fazem até piada. Sabem a diferença entre os jogadores do Guarani F.C (quase falido)de Campinas e os professores categoria L? demoram 90 dias para receber. Sei que não é hora de brincadeira, mas socorro Bebel vc disse que é na segunda quinzena de março a folha suplementar e não tem nada provisonada, minhas contas todas atrasadas , tenho filho pequeno. Se tiver alguma informação por favor.
    Abraços essa semana estamos na luta!

    Responder
    • 15. apeoesp  |  13/03/2012 às 03:30

      Prezado professor Rogério,
      Parabéns pela sua disposição de luta. Estamos juntos.
      Bebel

      Responder
  • 16. O que os professores diziam antes de marcar a greve  |  14/03/2012 às 01:25

    Hoje o diretor do sindicato fez reunião em minha escola, confesso que fiquei abismado com a indiferença do professor.Fiquei abismado não com a indiferença do professor novo, que chegou agora, alguns pela categoria O, que é o contrato precário, e que por suas dificuldades fica explicado mas não deixa de ser necessária a sua participação na greve, uma vez que a constituição lhe garante o direito de greve.Fiquei decepcionado com os demais colegas, que quando você fala em greve, parece que você é leproso, e é preciso separa -lo do grupo para o grupo não ser contaminado.
    Não sei qual é a anestesia da política do PSDB em nossos professores, mas o fato é que os professores estão me parece, imune á explicação do sindicato e para a necessidade da categoria.
    Me faz lembrar um documentário sobre uns animais na África do sul, que mesmo sabendo que iam para um lugar sem saída e o que lhe esperava era a morte, mesmo assim por várias vezes percorriam o mesmo caminho.
    Que pena!
    Benedito

    Responder
  • 17. Rogério  |  14/03/2012 às 01:27

    socorro Bebel vc disse que é na segunda quinzena de março a folha suplementar e não tem nada provisonada, minhas contas todas atrasadas , tenho filho pequeno. Se tiver alguma informação por favor.
    Abraços essa semana estamos na luta!

    Responder
    • 18. apeoesp  |  14/03/2012 às 02:13

      Prezado professor Rogério,
      Apenas informei o que o governo transmitiu a nós e pela imprensa. Não foi falada a data da folha suplementar.
      Bebel

      Responder
  • 19. cidalia costa  |  27/03/2012 às 10:01

    AGORA como se nao bastasse ser o se eramos f temos que ficar desempregados devendo ate as cuecas ! que lei e essa ?E alei da injustiça? professores passando fome? com dividas e o nome sujo ,por conta de ter servido o estado por longos e incansaveis anos? Somos massacrados todos os dias pela humilhaçao de nao poder trabalhar…E poder pagar nossas contas dignamente EU nao espero mais na justiça da terre esim em DEUS logo ele fara justiça.

    Responder
    • 20. apeoesp  |  27/03/2012 às 14:25

      Prezada professora Cidalia,
      São tantos os desmandos deste governo e que beiram a insanidade. Dizem que faltam professores, mas tratam aqueles que se dedicam à escola estadual como escravos, sem direitos. Na nossa pauta está a exigência de contratação digna e correta para todos e vamos continuar lutando por isto.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,911,308 hits

%d blogueiros gostam disto: