Não vamos baixar a guarda. A mobilização continua

19/03/2012 at 14:31 83 comentários

Mantidas as reuniões de representantes da APEOESP em 20/03
As ações individuais devem prosseguir

Estão mantidas as reuniões de representantes da APEOESP agendadas para amanhã, 20 de março, com abono de ponto.

As subsedes vão reunir todos os representantes de escolas e representantes de aposentados de sua área de abrangência.

A deliberação da assembleia de 16/03 não é uma carta branca ao governo. Compromisso de negociar não é negociação. Temos que estar atentos e preparados para a retomada da greve, se necessário, caso nossas reivindicações não sejam atendidas.

As subsedes intensificarão visitas às escolas para esclarecer os professores e para que possamos ter uma grande e representativa assembléia no dia 20/04.

Nossa ação judicial está mantida e a sentença favorável ao nosso mandado de segurança continuaem vigor. Ogoverno conseguiu apenas recursos protelatórios. Os professores devem continuar ingressando com ações individuais, inclusive questionando a Resolução SE 8/2011. Várias liminares já foram deferidas.

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

APEOESP conquista sentença favorável contra descontos nos salários dos professores da ex-categoria “L” APEOESP conquista liminar em favor dos professores da categoria “O”

83 Comentários Add your own

  • 1. Rúbia  |  19/03/2012 às 18:16

    Bebel
    Cheguei na escola hoje a diretora veio me perguntar a respeito das faltas, eu falei que tinha aderido à paralisação, então ela me questionou que tipo de falta ela iria lançar no sistema, pois não tem um codigo que represente falta de greve, e se ela lançar como falta injustificada o meu contrato será encerrado e outra coisa eu não avisei que iria aderir à greve e por isso a secretaria colocou no site da DE que ninguém da escola aderiu à greve(nenhum outro prof parou) que portanto não tem como minhas faltas caracterizarem como paralisação, por favor me oriente como devo proceder nessa situação, o meu contrato deve ser encerrado, hoje dei aula normalmente.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  20/03/2012 às 03:41

      Prezada professora Rúbia,
      Vamos negociar com a SEE a situação das faltas da greve. Sugiro que, no caso específico, consulte o departamento jurídico na sua subsede.
      Bebel

      Responder
  • 3. jose  |  19/03/2012 às 20:23

    .Bebel e a todos de nosso sindicato!
    .Parabéns a todos por nossas conquistas, sabemos como tudo é difícil quando se trata de negociar com o PSDB e seus “paus mandados”.
    .Bebel, nossa classe não quer a lei em vigor para 2014, no maximo até julho/2012 ou já!!!Estamos cansados destes desmandos do Sr. governador e de seu fantasma.Seja dura ao negociar com eles, voce saba, já mostrou que é capaz.Abraços a todos.
    Prof. josé.

    Responder
    • 4. apeoesp  |  20/03/2012 às 03:30

      Prezado professor José,
      Obrigada pelas suas palavras e pelo apoio.
      Bebel

      Responder
  • 5. Coxinha  |  20/03/2012 às 01:04

    Olá querida Bebel,
    Gostaria de parabenizá-la pela luta e tirar uma dúvida: sou readaptado com jornada de 40 h, antes me faziam cumprir 36 h na escola, mas agora com a resolução 8 os professores com jornada total ficam 29 h 16 m na escola, então deverei cumprir este mesmo tempo?

    Responder
    • 6. apeoesp  |  21/03/2012 às 15:22

      Prezado professor Coxinha,
      Sim, você deve seguir a alteração da jornada. Por favor, para obter informações mais precisas, entre em contato com o telefone 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 7. Diana  |  20/03/2012 às 01:20

    Prezada Bebel fiquei muito chateada com uma reportagem tv clube local de Ribeirão Preto,19 de março,onde apos reportagem com um representante da Apeoesp ,falando sobre a paralização,o jornalista Golfeto,cujo trabalho respeito muito,foi infeliz em suas colocações.E para piorar junto com sua fala aparece abaixo a seguinte manchete…..CATEGORIAS APROVEITAM O ANO ELEITORAL PARA FAZEREM GREVE.
    Gostaria muito que alguem pudesse nos defender perante a tv clube,pois vc foi muito clara quando disse,que somos um Sindicato que estamos sempre lutando em busca de nossos direitos e não temos culpa que eleições acontecem a cada dois anos ,e que acabam coincidindo com nossas lutas.
    Obrigada por sua perseverança e responsabilidade

    Responder
    • 8. apeoesp  |  20/03/2012 às 03:27

      Prezada professora Diana,
      Vamos encaminhar uma resposta à TV. Vamos tentar conseguir as imagens do programa para verificar o exato teor e responder.
      Bebel

      Responder
  • 9. fabio nobre  |  20/03/2012 às 01:21

    Mudando de assunto, quanto tempo O dhru OU o orgão competente tem para publicar uma evolução funcional acadêmica? (mestrado) a minha foi enviada em novembro do ano passado 2011. Eles tem algum prazo fixo? ou podem demorar o tempo que acharem necessário?

    Grato

    Responder
    • 10. apeoesp  |  21/03/2012 às 15:17

      Prezado professor Fábio,
      Não há um prazo fixo, mas um tempo razoável para que todos os procedimentos sejam adotados. Pelo padrão, a sua evolução está no limiar deste tempo. Sugiro que faça um requerimento, protocole-o na escola, solicitando explicações sobre a tramitação do seu pedido.
      Bebel

      Responder
    • 11. Ana  |  22/03/2012 às 00:36

      Fábio, a minha evolução (mestrado) demorou 6 meses para sair no DO e depois demorou mais 1 mês para sair o dinheiro . Mas não se preocupe, você receberá todos os atrasados, inclusive com correção monetária.

      Responder
  • 12. fabio nobre  |  20/03/2012 às 01:26

    Vou bater na mesma tecla de novo. Acabei de escutar isso hoje na sala dos professores (dia 19) , deve estar saindo isso algo essa semana ainda, no mais tardar semana que vem. Depois de atribuídas as aulas, o pessoal não vai largar.

    Vc esta sabendo que as peb 1 da mesma escola, serão contratadas como auxiliar de classe para trabalhar no contra turno?
    Vc sabe que o contrato de auxiliar, interfere na aposentadoria das professoras? Essa era a proposta do Serra em colocar dois professores dentro da sala de aula.

    Oriente as professoras a não pegar essas aulas, ou se pegarem saibam que isso não vai contar para sua aposentadoria, alem de que o compromisso e somente entre março a dezembro.
    Peço que poste uma orientação para esse caso de contratar as peb 1, como auxiliar de classe.

    Responder
  • 13. Rogério  |  20/03/2012 às 11:13

    Bebel você esta sabendo que categoria O (antigo L) terá direito a bonus no final do mês? Fizemos um ótimo trabalho na minha escola o ano passado e os efetivos vão receber e nós nada? você pode ver isso pra gente por favor. como sempre responde a todos.
    Parabéns não liga para os insultos que você recebe viu, sei que sua diretoria trabalha dentro do possível.

    Responder
    • 14. apeoesp  |  21/03/2012 às 04:16

      Prezado professor Rogério,
      Para nós, todos os professores têm direito. Se não receber, procure o departamento jurídico na sua subsede.
      Bebel

      Responder
  • 15. Rogério  |  20/03/2012 às 11:15

    Não é possivel, esperamos muito tempo pelo nosso pagamento e ai chega no dia 19/03, somente alguns recebem? Minha secretaria disse que esta tudo certo minhas aulas que peguei dia 01/02, por que não vou receber em março? Entendi que tem alguns professores que as secretarias atrasaram a digitação etc, mas na minha escola eu fiquei no pé da secretaria fiz exame médico no inicio de fevereiro, então quem não tem nada provisionado no dia 19/03, só em abril e olhe la ?

    Responder
    • 16. apeoesp  |  21/03/2012 às 04:17

      Prezado professor Rogério,
      O governo mostra incompetência em todas as suas ações. A situação dos pagamentos está uma bagunça total, tanto que uma das deliberações da assembleia foi exigir a regularização dos pagamentos, o que temos feito.
      Bebel

      Responder
  • 17. Wagner  |  20/03/2012 às 14:38

    Olá, e sobre o bônus alguém tem alguma notícia ou novidade concreta?

    Responder
  • 18. Miriam  |  20/03/2012 às 16:11

    Parabéns a todos da Apeoesp pelas conquistas até o presente. Embora pequenas, já sinalizam uma mudança, que espero seja para melhorar a nossa situação.
    Com relação ao mandado de segurança individual devemos continuar entrando com esta ação? Se for deferida a favor, conforme orientação do sindicato, devemos solicitar ao diretor que faça a adequação da jornada, não é isso?
    Já houve algum caso com deferimento a favor que foi feita a adequação da jornada?
    Precisamos divulgar estes fatos para estimular a entrada de mais ações que garantam a adequação da jornada para este ano ainda.
    Agradeço as orientações.

    Responder
    • 19. apeoesp  |  21/03/2012 às 04:12

      Prezada professora Miriam,
      Já houve várias liminares deferidas, mas o Estado recorreu. Se perder, haverá a adequação da jornada, o que deve ocorrer nos próximos dias.
      Bebel

      Responder
  • 20. May  |  20/03/2012 às 19:24

    Minha sede continua com aula normal, pertence a sub-sede de Rio Claro que tem atuação extremamente fraca do sindicato. Peço q entrem em contato com a escola ou com o sindicato para que seja levada alguma informação para a mesma.

    Responder
    • 21. apeoesp  |  21/03/2012 às 03:51

      Prezada professora May,
      A greve foi suspensa na sexta-feira, 16/03. As subsedes estão orientadas a intensificar as visitas às escolas. Por favor, verifique o telefone da sua subsede em http://www.apeoesp.org.br e entre em contato.
      Bebel

      Responder
  • 22. Roberta  |  20/03/2012 às 20:37

    Parabéns a todos que participaram da paralisação e que realmente estão lutando por mudança!
    Bebel, realmente haverá alguma chamada do concurso de peb.II neste 1º semestre? Pois o secretário havia dito q isso aconteceria em março 2012 e até agora nada aconteceu. Todos serão chamados ou o concurso será prorrogado?
    Obrigada

    Responder
    • 23. apeoesp  |  21/03/2012 às 03:37

      Prezada professora Roberta,
      Os professores engajados na luta realmente merecem nossos parabéns. Vamos ampliar a adesão conversando com nossos colegas. Quanto à chamada para o concurso, posteriormente a SEE informou que a chamada se dará em junho,
      Bebel

      Responder
  • 24. suraya caram  |  20/03/2012 às 23:09

    Bebel , querida!

    Tivemos nossa reunião na subsede Botucatu. Acabamos de voltar de lá ! 70 km de casa!Daqui éramos 9 colegas entre REs e Conselheiros da cidade de Conchas , representávamos escolas das cidades de Pereiras , Conchas e Porangaba . Levamos REs novos . Sangue novo! Floripes , nossa diretora , como sempre : arrasou!!! Ela é nossa BEBEL!!! Foi muito proveitoso o encontro! “Estar perto da lareira aquece nosso corpo” !!! Saímos com vontade de colocar a mão na massa . É o que faremos e , se Deus quiser, seremos muitos no dia 20/04 em Sampa.
    Abraços,
    Suraya

    Responder
    • 25. apeoesp  |  21/03/2012 às 03:38

      Prezada professora Suraya,
      Parabéns. Muito boas as suas palavras. Que bom.
      Bebel

      Responder
  • 26. Alexsandro  |  21/03/2012 às 00:23

    Prezada Professora Bebel ingressei esse ano como efetivo e gostaria de saber se posso pedir remoção ou sair pelo artigo 22 estando em estágio probatório?

    Responder
    • 27. apeoesp  |  21/03/2012 às 03:42

      Prezado professor Alexsandro,
      Somente por meio de ação individual.
      Bebel

      Responder
  • 28. vanda  |  21/03/2012 às 02:43

    Cara bebel sempre avante né tomara q todos os prfessores aderem a esta paralisaçao e a greve a hora é agora.

    Responder
    • 29. apeoesp  |  21/03/2012 às 03:26

      Prezada professora Vanda,
      Muito obrigada pelas palavras e pelo apoio. Vamos lutar juntos.
      Bebel

      Responder
  • 30. ma  |  21/03/2012 às 11:28

    quando sai o bônus, vcs tem alguma notícia?

    Responder
    • 31. apeoesp  |  21/03/2012 às 13:12

      Prezada professora Ma,
      A informação que temos é que será pago no dia 31/03.
      Bebel

      Responder
  • 32. Carla  |  21/03/2012 às 13:37

    Bebel,
    Fiquei sabendo que haverá inscrição para remoção agora final de março começo de abril, gostaria de saber se nos ingressantes do ultimo concurso que estamos no estagio probatório poderemos participar ou novamente ficaremos de fora.
    Desde já obrigada

    Responder
    • 33. apeoesp  |  21/03/2012 às 15:48

      Prezada professora Carla,
      O Estado nao reconhece este direito aos ingressantes, Terá que ajuizar ação. Procure o departamente jurídico.
      Bebel

      Responder
  • 34. Elsa  |  21/03/2012 às 14:16

    Eu era categoria L e agora sou O iniciei no dia 01/02 e não recebi pagamento, disseram que sairia folha suplementar e não veio, entrei em contato com o setor de pagamento e fui informada que receberei em abril, pois o meu contrato foi rejeitado.
    Como rejeitado se a minha contratação foi publicada no diário oficial no dia 14/02?
    O que fazer?

    Responder
    • 35. apeoesp  |  21/03/2012 às 15:48

      Prezada professora Elsa,
      De fato, está tudo uma bagunça. Nossa assembleia aprovou que devemos pressionar a SEE a regularizar a situação e estamos fazendo isto. Juridicamente seria improdutivo ingressar com alguma ação, pois seu resultado demoraria muito mais que os procedimentos do Estado. Vamos continuar pressionando para que o problema seja resolvido o mais rapidamente possível. No seu caso específico, sugiro que faça mum requerimento por escrito, protocolando na escola, já que a explicação dada verbalmente não é verdadeira.
      Bebel

      Responder
  • 36. Sueli Arantes  |  21/03/2012 às 14:27

    Bebel, achei o link sobre a materia que saiu na TV Clube de Ribeirao Preto, sobre a Greve dos Professores em ano eleitoral.

    http://www.jornaldaclube.com.br/videos/5038/repercussÃo-continua-a-greve-dos-professores-da-rede-estadual-de-ensino

    Responder
    • 37. apeoesp  |  21/03/2012 às 15:40

      Prezada professora Sueli,
      Muito obrigada. Vamos enviar nosso posicionamento.
      Bebel

      Responder
  • 38. Reunião de R.E  |  21/03/2012 às 17:29

    Na reunião de R.E em minha cidade, discutimos o calendário aprovado na assembléia e visitas ás escolas bem como também indicar á diretoria da APEOESP o FORA HERMAN JÀ !
    Benedito

    Responder
    • 39. apeoesp  |  21/03/2012 às 17:54

      Prezado professor Benedito,
      Obrigada pela sugestão. Vamos discuti-la.
      Bebel

      Responder
  • 40. Vilma  |  21/03/2012 às 18:01

    Cara Bebel,
    Nossa greve foi suspensa porque o governo pediu uma negociação, certo?
    Já houve alguma manifestação por parte da SEE?
    Quanto ao dia de ontem, alguma deliberação concreta?
    Aguardo,
    Abraços

    Responder
    • 41. apeoesp  |  23/03/2012 às 02:34

      Prezada professora Vilma,
      A negociação se dará no âmbito da comissão paritária. Entretanto, já solicitamos reunião com o secretário.
      Bebel

      Responder
  • 42. Felipe  |  21/03/2012 às 23:14

    Bebel!

    É de interesse de muitos ingressantes participar do concurso de remoção. Acredito que o sindicato enquanto representando o professorado, entenda que muitos professores pegaram escolas muito distantes de suas casas, das quais não há pagamento de vale transporte equivalente ao gasto, ou seja, tem muito professor pagando para trabalhar, assim como eu. Essa não é uma situação de ação individual, é questão de algo maior, e nunca vi o sindicato brigar por algo do tipo! Posso estar enganado, mas em meus anos de em sala de aula, depois que o governo impediu a remoção para ingressante, nada se fez para resolver a situação. Não é questão de luxo, é questão de qualidade, pois as 2 horas e meia que gasto para ir para escola e depois o mesmo tempo para voltar para casa é algo desgastante, e o pior é saber que existem muitos cargos vagos em minha cidade por conta de exonerações e aposentadorias recorrentes. Gostaria de um posicionamento digno do sindicato, afim de ajudar os professores em geral a pelo menos terem a chance de voltar para suas cidades. Fala -se em educação e não se coloca a capacidade física do professor por conta de deslocamento? é necessário entrar mesmo com ação individual? Não há nada que o sindicato possa fazer para obter uma resposta positiva para tal situação?

    Por favor, escrevi tudo isso na maior sinceridade possível, não acho justo os professores ingressarem individualmente se talvez seja possível ingressar com uma ação coletiva que ajude a todos que precisam se remover por necessidades reais e não luxo!

    Aguardo uma resposta coerente, algumas perguntas que fiz aqui não foram respondidas anteriormente e fiquei sem saber para onde correr.

    Obrigado e tenha uma ótima noite!

    Responder
    • 43. apeoesp  |  23/03/2012 às 02:30

      Prezado professor Felipe,
      Só se pode afirmar certas coisas se tivermos informações suficientes para isto. Não é verdade que nada se fez para que os ingressantes possam participar da remoção. Como todos os anos, ingressamos com ação coletiva e, mais uma vez, a liminar só alcança professores que não estejam em estágio probatório (inscrição indeferida por faltas e outros quesitos). A justiça só aceita, neste caso, ações individuais, que devem ser feitas no momento apropriado, mediante indeferimento da inscrição.
      Bebel

      Responder
  • 44. Prof. Rosangela  |  22/03/2012 às 01:11

    Olá Bebel…boa noite! Preciso que vc me tire mais uma dúvida. Como a profª Elsa, também me foi dito que minhas atribuições foram REJEITADAS. Sem nenhuma explicação para isso, o que me foi dito que meu pagamento só será efetuado em MAIO!! Isso é um absurdo!!! Qual explicação para essa REJEIÇÃO? Estou desesperada pois já estava difícil esperar o salário para abril, agora só em Maio? Imagine o quanto o governo vai descontar. Trabalharei de graça para o governo praticamente dois meses? Por favor, me diga o que posso fazer nessa situação. É por essas e outras que a maioria dos professores estão desestimulados e infelizes. Sem o respeito devido que merecemos do governo, tá difícil continuar a ser professor.
    Desculpe o desabafo, pois sei de sua luta para nos ajudar.
    Att.,
    Rosângela.

    Responder
    • 45. apeoesp  |  23/03/2012 às 02:22

      Prezada professor Rosangela,
      Casos como o seu precisam do auxílio do departamento jurídico. Por favor, entre em contato com a sua subsede.
      Bebel

      Responder
  • 46. Renato  |  22/03/2012 às 05:24

    Olá Bebel,
    Eu aderi à paralização dos dias 14, 15 e 16. Fui conversar com a direção da escola e me disseram que como as minhas aulas foram dadas por profs. eventuais, não há o que repor, portanto eu fiquei com falta mesmo. É assim mesmo. Não é injusto?

    Responder
    • 47. apeoesp  |  23/03/2012 às 02:18

      Prezado professor Renato,
      É injusto, sim. Estamos solicitando reunião com o secretário na qual este ponto será colocado na pauta.
      Bebel

      Responder
  • 48. Magali de Cássia Merenda  |  22/03/2012 às 12:57

    Cara Bebel

    Quero parabenizá-la e a todos os integrantes da diretoria da APEOESP, pela mobilização,mesmo que poderia ter sido maior, vocês fizeram a sua parte. Vamos continuar mobilizando os professores para o dia 20 de abril. Gostaria de solicitar que antes de serem aceitas os oferecimentos do Sr. Secretário quanto às nossas reivindicações fossem bem analisadas as ofertas do governo. A Jornada do piso, do jeito que eles querem(apesar de mostrarem negociação)está muito aquém do que precisamos e merecemos. Tinha que ser neste ano, toda a jornada.E se não for o total das reposições das perdas pelo menos um valor razoável. Um grande abraço.

    PS não podemos abrir mão da jornada já. Prof. Magali

    Responder
    • 49. apeoesp  |  23/03/2012 às 02:16

      Prezada professora Magali,
      Muito obrigada pelo apoio. Suas palavras são ponderadas e responsáveis. Vamos, sim, analisar com todo o cuidado, sem abrir mão de nossas reivindicações e caberá à assembleia tomar as decisões.
      Bebel

      Responder
  • 50. Vanessa  |  22/03/2012 às 15:01

    Bom dia,

    Gostaria de saber, se para fins de evolução funcional, um professor que cumpra o período de interstício estabelecido, pode, de acordo com sua pontuação, evoluir do nível1/faixa A, para os últimos nível/faixa? (Considera-se que o professor tenha pontuação sulficiente, somatória da pontuação prevista em cada período de interstício)

    Responder
    • 51. apeoesp  |  23/03/2012 às 02:13

      Prezada professora Vanessa,
      No nosso entendimento, não. Deve percorrer cada nível/faixa por vez. Entretanto, para uma informação mais precisa, consulte o departamento jurídico na sua subsede ou pelo telefone 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 52. Eduardo F Costa  |  22/03/2012 às 15:33

    Prezada Bebel, gostaria de saudar com os parabéns pela luta e força e coragem precisamos de pessoas assim integras e dispostas a lutar pelo o que é de direito. Parabéns. Mas aproveitando o ganjo sou prof temporário no estado e estive um tempo trabalhando na estado de minas que fica próximo a minha cidade isso tudo porque cansei de ficar ” mendigando aulas” em minha região de sp que é muito pequena e por isso possui um saldo irrisório de aulas, resumindo aqueles que estão iniciando na carreira docente são sempre prejudicados e ficam sem nada mesmo sendo aprovado no processo seletivo, haja vista que diretores funcionários fazem um predileção por professores já adotados como “os da casa” o que ajuda naquilo que se chama de atribuição que para mim vejo com um abuso de poder e troca de favores, tenho uma sobrinha que estuda na única escola do estado da cidade e disse, que o ensino anda péssimo por conta de que o professor não tem domínio do conteúdo, e quando não há domínio não existe aula e disciplina na sala, visto que esse prof que não vou dizer aqui o nome porque seria de muita falta de educação já vem construindo sua tão importante pontuação e para não ficar sem nada ficou com essas aulas que não possui tanto domínio, mas isso tem que acabar Bebel e pessoal do blog temos que pressionar o governo para fazer o possível para chamar os canditados aprovados no concurso o mais rápido possível, para que assim, logo possa acontecer outro concurso, é muito humilhante participar dessas atribuições, que cada vez vem sendo mais “injustas” deveria haver um processo seletivo mas rigído para ter professores substitutos haja vista que isso é necessário existir em qualquer rede de educação, porque depois colocam sistemas de avaliação para alunos, dai o resultado não é o que se espera e quem leva a culpa são todos, como sempre ouvimos a mídia escancarar ” Professores não estão preparados”, etc mas há despreparo porque não se oferece um sistema de trabalho bem estruturado que obedece as regras como colocadas “lindamente no papel” de maneira efetiva e como se deve já que são chamadas de leis.
    Esse foi um desabafo mesmo para aqueles que também se sentem humilhados depois de passar 3 a 4 anos e mais 1 de pós ainda sem a oportunidade de “um início de carreira digna”
    Grato Prof Eduardo.

    Responder
    • 53. apeoesp  |  23/03/2012 às 02:10

      Prezado professor Eduardo,
      Obrigada pelas palavras e pelo apoio.
      O governo afirma que realizará uma chamada dos concursados no mês de junho.
      Bebel

      Responder
  • 54. laisviajante (@laisviajante)  |  22/03/2012 às 18:35

    Bebel, gostaria de saber uma coisa: Fala-se tanto das categorias O e L, e tal. Por acaso, como é que a gente pode saber quantos pessoas em cargos comissionados trabalham no alto escalão da SEE. Será que você teria como solicitar através do sindicato um organograma de todos os órgãos que compõem a SEE a fim de que todos saibam quantos estão em cargos comissionados? Por que é que nunca se abre concurso pra CENP, para a FDE, para o DRHU e assim por diante? A gente nem sabe quem é quem… Será que não há essa possibilidade de verificiar tim tim por tim, como as coisas andam por lá? Ficam emitindo portarias e tal pra “ferrar” com os professores e a gente nem sabe como são os bastidores da SEE, CENP, REDEFOR. Com a sua voz no sindicato, será que não dá pra solicitar judicialmente esse tipo de coisa? Qual é o regime de contratação de todos os funcionários dos mais diversos órgãos da SEE? Afinal de contas é um direito nosso, saber quem elabora o CURRÍCULO, como é o processo de contratação de tutores do REDEFOR… É dinheiro público não é? Pois bem. Que regime de contratação eles tem????

    Responder
    • 55. apeoesp  |  23/03/2012 às 02:06

      Prezada professora Lais,
      Vamos requerer essas informações.
      Bebel

      Responder
    • 56. Vilma  |  23/03/2012 às 08:04

      Cara Bebel,
      Aproveito para incluir nos questionamentos acima a minha GRANDE dúvida:
      a verba destinada ao bônus, de onde vem?
      fica aplicada rendendo juros?
      como é mal distribuída e sempre sobra, o que é feito com essa diferença?
      Para quais “bolsos” ela vai?
      Gostaria de um esclarecimento e talvez incluir essa prestação de contas nas nossas reivindicações.
      Grande abraço, bom dia!

      Responder
      • 57. apeoesp  |  25/03/2012 às 04:16

        Prezada professora Vilma,
        A verba vem da arrecadação do Estado, por isso uma de nossas reivindicações é a de que este dinheiro seja transformado em reajuste salarial, não mais bônus.
        Bebel

  • 58. Professora em luta  |  22/03/2012 às 20:17

    Boa tarde,

    gostaria de saber quando haverá negociação das faltas da paralisação. Sou categoria O e, quando fechar o mês as faltas podem ser lançadas como injustificadas, configurando quebra de contrato, estou preocupada…

    obrigada

    Responder
    • 59. apeoesp  |  23/03/2012 às 02:04

      Prezada professora,
      Já solicitamos reunião com o secretário.
      Bebel

      Responder
  • 60. Ma  |  22/03/2012 às 22:13

    Quando vai sair alguma coisa efetiva sobre nosso mandado de segurança? Não se fala mais nada!
    Na minha escola tento explicar aos professores, falo que algo vai acontecer este ano e eles viram as costas e me deixam falando sozinha, dizem que nada vai acontecer e pra eu parar de ficar me iludindo, tá ficando cada dia mais difícil trabalhar com essa carga excessiva e com esta categoria que mais parece “quadro de natureza morta”, acho que está todo mundo feliz, a infeliz só sou eu!

    Responder
    • 61. apeoesp  |  23/03/2012 às 01:55

      Prezada professora Ma,
      Já temos uma coisa concreta: há uma sentença judicial favorável à implantação da lei. O governo conseguiu suspender a sentença provisioriamente e a APEOESP recorreu desta decisão. A apelação da APEOESP tramita no TJSP. É conhecida de todos a morosidade da justiça quando interessa aos poderosos, mas, mais hora menos hora a questão será julgada. Já estamos também verificando todos os procedimentos para ingressar com a questão nos tribunais superiores, em Brasília. Veja que a questão é difícil não apenas em SP, mas em todo o Brasil. Por isso houve a greve nacional de 14, 15 e 16 de abril. Toda espera e todo o sofrimento terão valido a pena quando alcançarmos a vitória e temos a certeza de que ela nos pertence.
      Bebel

      Responder
  • 62. Fátima  |  22/03/2012 às 22:29

    Boa noite Bebel, gostaria de saber se o secretário ainda não apresentou por escrito as propostas prometidas na semana passada.

    Responder
    • 63. apeoesp  |  23/03/2012 às 01:50

      Prezada professora Fátima,
      O secretário ainda não fez propostas. Apenas afirmou que a questão da jornada do piso será discutida no âmbito da comissão paritária. Estamos solicitando reunião e vamos, aí sim, apresentar toda a nossa pauta e exigir que toda proposta seja feita por escrito. No dia 20/04 temos assembleia. Se não houver avanços, poderemos retomar a greve.
      Bebel

      Responder
  • 64. Izabel  |  23/03/2012 às 00:03

    Olá Bebel! Tudo bem? Por favor você pode nos informar quando serão liberadas as aulas para professor auxiliar? Ou se o governo barrou também? Porque o que ouço do governo é que está faltando professor, mas eu continuo sem aulas aguardando as aulas de auxiliar, ou a aplicação da lei do piso para que eu possa trabalhar também. Obrigada pelo apoio e trabalho realizado.

    Responder
    • 65. apeoesp  |  23/03/2012 às 01:47

      Prezada professora Izabel,
      Esta questão está a cargo de cada Diretoria Regional de Ensino. Por favor, entre em contato com a DRE.
      Bebel

      Responder
  • 66. SILMARA PAULA DOS SANTOS  |  23/03/2012 às 12:00

    PREZADA Maria iZABEL, gostaria de uma resposta sincera. O jornal AGORA sp noticiou que só 4 escolas entraram em greve em SÃO Paulo. Como a apeoespe diz 30% paralisadas? ALGUEM está faltando com a verdade. SE for o jornal A apeoespe precisa mandar muitos e-mails para o jornalista qwue produziu isso!!!!

    Responder
    • 67. apeoesp  |  25/03/2012 às 04:14

      Prezada professora Silmara,
      Enviamos pedido de retificação ao jornal Agora, que não o fez. O jornal nos pediu nomes de escolas totalmente paralisadas na Grande S. Paulo para enviar reportagem. Enviamos alguns exemplos. Eles manipularam a informação como se se houvesse apenas 4 escolas paradas.
      Estes são os fatos. Os professores que participaram da greve sabem que não haviam apenas 4 escolas paradas.
      Bebel

      Responder
  • 68.  |  23/03/2012 às 15:14

    Bom dia Bebel, quero chamar a atenção dos professores que tem interesse nas aulas como professores auxiliares. No meu ponto de vista isto é um absurdo pois, como que um profissional formado será auxiliar de outro? Será que quando o professores titulares faltarem o auxiliar terá que minnistrar as aulas dos mesmos? Como será trabalhar em conjunto dois profissionais formados sem ter tido um planejamento e um preparo para isso? No certo o professor auxiliar será um tipo de ‘estagiario’ que terá as mais diversas funções possíveis, inclusive a de professor eventual…colegas pensem bem no desrespeito do governo, por nós professores com vasta e expência e já formados, seremos rebaixados a meros auxiliares e provavelmente receberemos ordens de colegas que se sentiram melhores por serem titulares. Diga não a esta palhaçada do governo este projeto não vai funcionar…isto será uma bagunça!!!!

    Responder
  • 69. rerre  |  23/03/2012 às 18:03

    Bebel;

    Nao entendo. Passou uma semana. E daí? O geoverno ainda nao apresentou nenuma proposta concreta?

    Qual o objetivo de terem dado até dia 20/04 pro governo pensar? Já enrolou uma semana…

    Responder
    • 70. apeoesp  |  25/03/2012 às 04:10

      Prezado professor rerre,
      Não demos uma semana para o governo pensar. Temos uma ação judicial correndo no TJSP, vamos iniciar procedimentos jurídicos em Brasília e temos nova assembleia em 20/04. Se o governo não apresentar nada de novo até, poderemos retomar a greve. Houve compromisso da SEE de iniciar a negociação antes disto. Estamos aguardando que ele cumpra este compromisso.
      Bebel

      Responder
  • 71. Fernanda Aguiar  |  23/03/2012 às 21:47

    Boa noite Bebel

    Tenho resistido em postar no blog, toda vez que me coloco em posição oposta às deliberações do sindicato recebo como resposta uma insinuação de que corroboro com o discurso do governo.
    Se de um lado participamos da mesma critica às políticas do governo do PSDB, do outro discordo veementemente da estratégia de luta da APEOESP; mobilização tardia, acordos verbais selados no gabinete da República, mobilização medíocre da base.
    O que o sindicato chama de estratégia minha leitura que mais a falta, do que ela em si. É bem possível que haja uma limitação de entendimento da minha parte. Que não consigo ler as ações do sindicato nas entrelinha, mas que não vejo nada escrito. É lamentável, me envergonho de dizer que não acredito na articulação da categoria, ao menos não enquanto essa não for uma prioridade na luta.
    Apesar da dificuldade em estabelecermos um diálogo, entenda essas palavras como desabafo, não como um ataque pelego.

    Responder
    • 72. apeoesp  |  25/03/2012 às 04:08

      Prezada professora Fernanda,
      Respeito sua opinião, mas discordo frontalmente dela.
      Não há nenhum erro de estratégia. Estamos encaminhando a luta da categoria de acordo com as deliberações das reuniões de representantes de escolas, do conselho estadual de representantes e das assembleias da categoria. Muita gente errando ao mesmo tempo, você não acha?
      Você entra em contradição quando diz que a mobilização foi tardia, mas, ao mesmo tempo, que não há mobilização nas escolas. Então, se fosse feita antes – no recesso ? – a mobilização teria sido maior? Não compreendo.
      Continuamos na luta. Acho que se cada um fizer a sua parte, passando de comentaristas a mobilizadores da categoria, poderemos chegar à vitória.
      Bebel

      Responder
      • 73. Fernanda Aguiar  |  26/03/2012 às 15:18

        A falta de mobilização nas unidades é fruto de uma falta de diálogo com a base. Não podemos ficar nas escolas reféns de representantes (quando eles existem). É preciso que as subsedes façam ‘corpo a corpo’, como nos momentos de greve. Passou da hora de estabelecer o diálogo com a categoria dentro das escolas.
        Nos três dias de paralisação, por mais que alguns representantes, imbuídos do caráter coletivo, tenha pautado a discussão nas escolas, uma conversa dos conselheiros no período do intervalo foi de extrema importância. Resgatou nos docentes o espírito de luta adormecido pelo sentimento de impotência.
        Não saberemos qual teria sido a melhor estratégia, a abordagem que colheríamos maior resultado. Insisto que o momento mais adequado seria a atribuição, mas essa já passou, não dá para lamentar o passado. O problema que vejo atualmente, é que arrefeceu novamente. Não sinto um disposição para luta nas UE’s, não podemos perder o suspiro de luta que a paralisação fez emergir.

  • 74. Lidia Soares  |  28/03/2012 às 13:50

    Bom Dia!

    A minha U.E aderiu a greve…mas a direção da escola colocou falta para todos os grevistas… será que vamos ser prejudicados por isso.
    Ficarei com 3 faltas… como devo proceder? e também eu mudei de sede… não estou mais nesta unidade escolar. Obrigada!

    Responder
    • 75. apeoesp  |  29/03/2012 às 16:29

      Prezada professora Lidia Soares,
      Procole requerimento dirigido ao secretário da Educação recorrendo das anotações da escola, declarando que esteve em greve no período. Ao mesmo tempo, vamos negociar com a SEE a questão dos dias da greve.
      Bebel

      Responder
  • 76. lucia  |  01/04/2012 às 15:15

    cara bebel, sou professora municipal e aqui na minha cidade é comentado que vai ser implantada a jornada do piso, contudo só será respeitada a jornada em sala que esta de acordo com a tabela da apeoesp, no 1/3 fora da sala o número de htpc e htpl nao correspondem aos numeros de aulas definidos na tabela da apeoesp tendo bem menos htpl, esta situação cabe mandado de segurança?

    Responder
    • 77. apeoesp  |  01/04/2012 às 16:25

      Prezada professora Lucia,
      A tabela da APEOESP segue a proporcionalidade entre HTPC e HTPL definida pela lei 836/97 (estadual). Se não há lei municipal que regule esta proporcionalidade, sua composição deve ser resultado de negociação e não imposto pela administração.
      Bebel

      Responder
  • 78. ton  |  01/04/2012 às 15:28

    bebel, aqui no meu municipio tambem e falado na implantação do piso no que se refere a jornada, caso isso ocorra tenho tres duvidas, a equipe gestora diz que nao poderemos escolher as aulas que iremos largar, eles podem fazer isso?
    tenho uma sala que faz parte da jornada suplementar, essa sala eu nao queria largar, eles podem me tirar essa sala?
    caso a escola possa fazer do jeito deles eu posso escolher ao menos o periodo que eu quero largar aulas?

    Responder
    • 79. apeoesp  |  01/04/2012 às 16:23

      Prezado professor Ton,
      Trata-se de reorganizar a jornada do professor e isto não pode ser feito à sua revelia. O professor deve, sim, ter o direito de definir que aulas deixar, em conjunto com a direção da escola.
      Bebel

      Responder
  • 80. jose  |  01/04/2012 às 19:56

    bebel, gostaria de saber como funciona o processo de atribuicao de aulas para efetivos no inicio do ano, sou o primeiro colocado da minha materia, eu penso que o primeiro colocado escolhe as salas que quer, depois vem o segundo colocado e assim por diante, mas em 2012 não foi isto que aconteceu comigo, mesmo sendo o primeiro a escolher o diretor da escola me obrigou a pegar aulas que eu nao queria, ele pode fazer isto?
    caso não possa que atitudes devo tomar em 2013, posso abandonar a atribuição e entrar com algum procedimento juridico?

    Responder
    • 81. apeoesp  |  03/04/2012 às 01:15

      Prezado professor José,
      No entendimento da APEOESP o professor tem o direito de escolher livremente suas aulas, mas infelizmente isto não consta na resolução de atribuição de aulas, que dá poderes aos diretores. Conseguimos reduzir um pouco a subjetividade no exercício deste poder, mas ainda não conseguimos revogar inteiramente este poder.
      Bebel

      Responder
  • 82. lucia  |  01/04/2012 às 20:06

    cara bebel, no mês de março completei 5 anos de magistério no estado de sp, sou categoria F e gostaria de saber quais procedimentos tenho que fazer para ter direito a liçenca prêmio e ao meu primeiro quinquênio

    Responder
    • 83. apeoesp  |  03/04/2012 às 01:15

      Prezada professora Lúcia,
      Você protocolar requerimento neste sentido na escola.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,911,308 hits

%d blogueiros gostam disto: