Por uma verdadeira recuperação nas escolas estaduais

24/03/2012 at 12:35 38 comentários

No dia 12 de janeiro de2012 aSecretaria Estadual da Educação publicou no Diário Oficial do Estado a Resolução SE 2, de 2012, instituindo “mecanismos de apoio escolar aos alunos do ensino fundamental e médio da rede pública estadual”. O assunto ganhou maior publicidade somente agora, com a publicação de reportagens em pelo menos dois grandes jornais, noticiando que não haverá mais classes de “recuperação paralela”.

Entre as medidas contidas na resolução estão a instituição da “recuperação contínua”, com atuação de professor auxiliar em classe regular do ensino fundamental e médio e a recuperação intensiva no ensino fundamental, constituindo classes em que se desenvolverão atividades de ensino diferenciadas e específicas.

Antes de entrarmos no mérito dessas medidas, precisamos deixar claro que não concordamos com o método adotada pela SEE para a tomada de decisões que afetam o processo ensino-aprendizagem, o cotidiano e a vida profissional dos professores. Uma vez mais as decisões foram tomadas sem diálogo com os professores e com as entidades representativas da categoria.

A Secretaria da Educação alega que o tema foi discutido nos chamados “pólos”, instituídos em algumas regiões do estado. Entretanto, não diz que esses pólos foram compostos por professores e demais profissionais da educação escolhidos a dedo pelas diretorias de ensino e pelas direções das escolas. Desta forma, tais fóruns carecem de legitimidade para falar em nome do conjunto da nossa categoria.

Entrando no mérito da questão, acredito que a extinção da recuperação paralela é uma medida intempestiva e equivocada da Secretaria Estadual da Educação. Creio que se existem falhas e problemas na recuperação paralela, eles não serão resolvidos com a sua extinção, mas ela deveria ser repensada à luz de outras medidas necessárias. As constantes mudanças de políticas educacionais, descontinuando programas em andamento, prejudicam os alunos e comprometem a qualidade de ensino.

A recuperação deve se dar a partir de um diagnóstico das dificuldades de aprendizagem dos alunos. Desta forma, é preciso que ele possa recuperar esses conteúdos para que possa avançar nos estudos e isto deve ser feito de forma paralela, concomitante, para que ele possa, de uma forma dinâmica, recuperar o que perdem e continuar acompanhando sua turma. Da forma como a SEE está organizando, agora, a recuperação, dentro da própria sala de aula, haverá maiores dificuldades para alcançar este resultado, podendo até mesmo prejudicar a aprendizagem dos alunos que estão mais à frente.

Quanto à instituição do professor auxiliar, há vários problemas envolvidos. O primeiro deles é que é previsível que existirão descompassos entre o professor titular da disciplina e o professor auxiliar, pois nem sempre estarão no mesmo timing.

Também está previsto que o professor auxiliar existirá nas salas mais numerosas. Isto é um contradição, pois a existência de salas numerosas, com 40, 45 ou até 50 alunos é justamente uma das razões da dificuldade de aprendizagem de muitos alunos. Há anos a APEOESP luta contra a existência de classes superlotados na rede estadual de ensino e, agora, elas são adotadas como um dos critérios para a recuperação contínua. Isto é apenas uma forma de tentar contornar o problema, não de resolvê-lo.

Há outra contradição: a falta de professores é uma das razões alegadas para não aplicar a composição da jornada de trabalho determinada pela lei federal 11.738/08 (lei do piso), que destina no mínimo 33% deste tempo para a preparação de aulas, elaboração e correção de provas e trabalhos, formação continuada na própria escola e, também, para que o professor dê a devida atenção a cada um de seus alunos.. Mas, se faltam professores, como prover os professores auxiliares necessários para a efetivação do programa de recuperação continua?

Se faltam professores – e são necessários mais professores para a aplicação deste programa – por que o governo insiste em aplicar a chamada “prova dos OFAs” para manter esses professores na condição de não-efetivos (em vez de realizar concursos públicos), sendo obrigado, depois, a abrir o cadastro até mesmo para professores que sequer participaram da prova?

Não se faz educação de qualidade sem oferecer aos professores condições de trabalho e aos alunos condições de ensino-aprendizagem. Uma das principais condições de trabalho que falta aos professores neste momento é uma correta organização de seu tempo de trabalho.

A composição da jornada de trabalho do professor de acordo com o determinado pela lei 11.738/08 é um passo muito importante para que o professor tenha condições de ministrar aulas melhores, para se desenvolver profissionalmente, para adoecer menos e, também, para desenvolver um bom trabalho de recuperação dos alunos.

Sou sempre a favor de melhorar a educação e torço para que medidas que visem melhorar a aprendizagem dos alunos funcionem. Porém, sem que se tomem as medidas corretas, pretendendo avançar podemos estar apenas trocando seis por meia dúzia.

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

APEOESP conquista liminar em favor dos professores da categoria “O” Folha de S. Paulo, 25/03: Alckmin diz que manterá aulas extras de reforço

38 Comentários Add your own

  • 1. Regina  |  24/03/2012 às 16:40

    Esse nosso governo é uma piada. Não reduz a jornada alegando falta de professor. E agora quer colocar dois em uma só sala. Pode? Falta ou sobra professor? Acho que vou usar a matemática da SEE.

    Responder
  • 2. Fornitani  |  24/03/2012 às 17:53

    Olá Bebel.
    sabe me informar se as escolas que vão receber bônus o valor já está provisionado na conta???
    Obrigada
    Fernanda

    Responder
    • 3. apeoesp  |  25/03/2012 às 03:46

      Prezado professor Fornitani,
      O pagamento será feito em 30/03.
      Bebel

      Responder
  • 4. Walmir Vasconi  |  24/03/2012 às 18:18

    Boa tarde Bebel!
    Primeiramente gostaria de parabenizar a todos da APEOESP pela luta árdua e incansável dos nossos direitos. Embora eu esteja saindo um pouco do assunto, gostaria de saber se posso concorrer ao concurso de remoção de docentes 2012, mesmo me encontrando na situação de estágio probatório? Obrigado e que nós consigamos cada vez mais novas conquistas.

    Responder
    • 5. apeoesp  |  25/03/2012 às 03:45

      Prezado professor Walmir,
      Obrigada. Só poderá participar da remoção mediante mandado de segurança individual.
      Bebel

      Responder
  • 6. Rita  |  24/03/2012 às 20:51

    Comentário perfeito!Parabéns!
    Eu só discordo do “trocar seis por meia dúzia”.Tenho certeza que será “trocar seis por nada”.Dois professores numa mesma sala de aula, cada qual dando uma aula diferente! Quanto tempo de experiência em sala de aula, será que tem o responsável por essa mudança?

    Responder
    • 7. apeoesp  |  25/03/2012 às 03:44

      Prezada professora Rita,
      Obrigada. Quem elabora essas propostas não pisa em sala de aula.
      Bebel

      Responder
  • 8. Qual é realmente a função do professor?  |  24/03/2012 às 23:56

    Senhora presidenta, gostaria de perguntar-lhe se há alguma lei ou portaria ou que se seja, que discrimine as funções do professor no exercício de sua profissão.Algo que diga que o professor é obrigado a fazer tabulação de provas de SARESP, ou uma outra prova qualquer de cunho avaliativo estadual? Afinal qual é verdadeira função do professor, é lecionar ou ficar fazendo esse tipo de trabalho administrativo? Se já se tem o professor coordenador e os funcionários de secretaria escolar , porque o professor tem que estar envolvidos em até fazer atas, e outras coisas mais? Isso não é desvio de função? Eu sou professor, ou sou funcionário administrativo?A senhora pode me dizer se há alguma lei que regulamente esse desvio de função? Sim , porque ao invés de eu estar preocupado com minhas aulas e correções de provas que eu apliquei, a todo momento é essa coisa de tabulação, avaliação diagnóstica , preenchimentos de papel! Enfim coisas que no meu modo de ver embora tenha a ver com a educação ,não tem nada a ver com a função de professor.
    A senhora pode me dar uma orientação , pois segundo minha diretora , os professores que não fizerem esse tipo de trabalho será levado ao conhecimento da D.E.
    Benedito.

    Responder
    • 9. apeoesp  |  25/03/2012 às 03:40

      Prezado professor Benedito,
      Você não tem obrigação legal de aplicar provas do saresp. Procure o departamento jurídico para maiores esclarecimentos.
      Bebel

      Responder
    • 10. Fátima  |  26/03/2012 às 18:28

      Concordo plenamente com você, professor Benedito, pois a cada dia que passa nós estamos realizando atividades que não condizem com a nossa profissão (tabulação, correção de provas e redações externas, boletins, informativos etc., etc. etc.). Com isso nós estamos cansados e não sobra tempo para corrigir provas e preparar aulas. É um absurdo, ganhamos pouco e temos que acumular funções. Chega de abusos.
      Fátima

      Responder
  • 11. Andre  |  25/03/2012 às 02:31

    Oi Maria Isabel,tudo bem?Sempre fui a favor das melhorias que a Apeoesp vem fazendo para melhorar tanto a Casa do Professor como as Colonias,concordei com os dois aumentos consecutivos que aconteceram,pensando que os mesmos trariam melhoras,porem tenho ficado triste,sempre que preciso me hospedar na Casa do Professor,me deparo com o Servico de Wi fi com problemas,impossivel qq tipo de conexao,as camas de alguns aptos tem sido impossivel dormir ,pq a impressao que da e que estamos em um barco que vai virar,as vezes um barco que vai partir ao meio.Como falei no inicio, sou a favor” sim” dos aumentos que aconteceram,porem o descaso com algumas coisas como as citadas acima nao podem ficar assim.Penso que se o associado paga, ele quer usufruir daquilo que ele esta pagando e qdo foi falado do aumento, seria que apresentariam melhoras.Quero poder coloborar sempre de forma construtiva,ate pq tenho visto os avancos que vem acontecendo!Um grande abraco,Andre

    Responder
    • 12. apeoesp  |  25/03/2012 às 03:34

      Prezado professor André,
      Vou encaminhar suas observações ao departamento de patrimônio. Obrigada.
      Bebel

      Responder
  • 13. Vilma  |  25/03/2012 às 08:31

    http://www.agora.uol.com.br/editorial/ult10112u1066872.shtml

    Até que enfim um editorial sensato.

    Bebel, não quero professor auxiliar em minhas salas.
    Estou apelando para chamar os pais, colocá-los a par da inércia e bagunça dos filhos e darei, sim, notas vermelhas para quem não quer nada com a vida.
    O aluno bom, raro, já nasce pronto.

    E será humilhante e constrangedor dois profs em sala.
    Que se diminua o número de alunos por sala, será garantido o trabalho de outro professor.
    Que se cumpra a jornada e nos dê salários melhores.
    Chega de desperdício do nosso dinheiro investido nos caderninhos do aluno que vão pro lixo.

    Se possível, colocar em pauta a volta das aulas de leitura para o fundamental e Atualidades para os terceiros do E. Médio.Tiraram
    de nós as aulas, e deles, o melhor livro e o preparo para os vestibulares.

    Bom dia, abraços
    Vilma

    Responder
    • 14. apeoesp  |  27/03/2012 às 16:57

      Prezada professora Vilma,
      Muito obrigada. Suas palavras são corretas e coerentes.
      Bebel

      Responder
  • 15. Renata  |  25/03/2012 às 16:21

    Olá Bebel, quando entramos no GDAE para consultar as faltas para o cálculo do bônus, não é para todos os professores que aparece o link bonificação por resultado. Isso significa, caso não apareça, que esse professor não vai receber bônus?
    Por favor, esclareça essa dúvida, pois, tem muitos professores na minha escola que estão desesperados……Se não aparece, o professor não tem como consultar se o número de faltas em 2011 está correto….
    Obrigada

    Responder
    • 16. apeoesp  |  25/03/2012 às 16:53

      Prezada professora Renata,
      O Idesp, e consequentemente a lista dos que receberão o bônus, ainda serão divulgados. Devemos aguardar. Em caso de irregularidade, procurar o departamento jurídico na subsede.
      Bebel

      Responder
  • 17. Shirley Couto  |  25/03/2012 às 20:16

    Bebel,

    Gostaria de saber quando atribuirão as aulas para o chamado segundo professor em sala… OS ALUNOS ESTÃO SEM O REFORÇO E NÓS SEM AS AULAS…

    Responder
    • 18. apeoesp  |  26/03/2012 às 02:24

      Prezada professora Shirley,
      Também gostaria de saber. A SEE fala agora que a atribuição será apenas em maio.
      Bebel

      Responder
  • 19. Edilene Bertolin  |  27/03/2012 às 01:27

    Bebel,
    Fiquei muito preocupa com a ultima postagem onde vc comenta que a atribuição do professor auxiliar será somente em maio, porém ao entrar em um site vi essas aulas com atribuições por esses dias, na DE Itaquaquecetuba, fiquei na duvida, cada DE faz como quiser?? ou quando quiser???? sou da Deguarulhos sul Obrigada!!!!

    Responder
    • 20. apeoesp  |  27/03/2012 às 14:42

      Prezada professora Edilene,
      Como você deve estar percebendo, esta situação está uma bagunça. Nem mesmo o governador se entende com o secretário da educação. Logo, não tenho como lhe dar uma informação precisa. Você deve buscar esta informação na sua Diretoria de Ensino, se a tiverem.
      Bebel

      Responder
  • 21. Carolina  |  27/03/2012 às 16:31

    Bebel,

    como perdí as atribuições deste ano, fico acompanhando os editais da DE. Verifiquei que estavam necessitando de um professor auxiliar, e consegui pegar algumas aulas. Como é a minha primeira vez em sala de aula, me sentí super constrangida. Até agora não sei o que devo fazer, pois simplesmente me colocaram com outro professor na sala de aula, sendo que nem ele sabia que eu estaria auxiliando em suas aulas. O fato é que nem ele e muito menos eu sabemos o que fazer… e fica uma situação desagradável, pois ele ministra as aulas, ele mesmo tira as dúvidas, corrige as atividades etc. Acredito que os professores titulares já deviam ter em mente como trabalhar com os professores auxiliares. Até agora estou servindo somente como ouvinte na sala…

    Responder
  • 22. Jane Marize Oliveira  |  27/03/2012 às 19:04

    Olá meu nome é Jane, fui professora mediadora em 2010 e 2011 em Guarulhos, fiz um trabalho com minha parceira maravilhoso, fui até mesmo reconduzida pela direção e supervisores, fiquei frustrada quando não pude ocupar o cargo por ser categoria “o”, vivo eventuando aqui e alí, e agora será que vou poder ser professor auxiliar?

    Responder
    • 23. apeoesp  |  29/03/2012 às 16:48

      Prezada professora Jane,
      Acredito que não possa, pois há várias restrições à categoria O.
      Informe-se melhor no departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
  • 24. edna  |  28/03/2012 às 08:43

    Bebel
    Bom dia
    Quando vai sair o bônus? Pode nos informar?
    Muito Obrigado

    Responder
    • 25. apeoesp  |  29/03/2012 às 16:36

      Prezada professora Edna,
      O governo promete pagar amanhã, 30/03.
      Bebel

      Responder
  • 26. Maria  |  28/03/2012 às 13:29

    32. Maria | 27/03/2012 às 13:43
    Bom dia!!
    É preciso lembrar a mídia que o gov não está só contratando profs reprovados, e sim, quem não fez a prova e que isso é vergonhoso para um gov que vive na PIG dizendo que somos nós os culpados dos alunos não saberem.É necessário salientar ainda,que os tecnologos estão com carga completa e profs formados sem aulas, estudantes também, além disso, que estamos sem férias , salários devido ao sistema a manivela em pleno SécXXI, e que a atribuição já deveria estar online ,direto no Recursos Humanos .

    Responder

    Responder
    • 27. apeoesp  |  29/03/2012 às 16:30

      Prezada professora Maria,
      Sim, já denunciamos isto e vários jornais já publicaram estas informações.
      Bebel

      Responder
  • 28. Maria  |  28/03/2012 às 13:54

    Bom dia!!

    Estou cansada de ir protocolar documentos em escolas e Diretores não receberem.
    Na próxima reunião com o Secretário é possível levar a ele, que nós professores e qualquer cidadão temos o direito à protocolar documentos nos orgãos públicos e diretor não pode deixar de fazê-lo.E mais , que supervisor e diretor deve ler atentamente as resoluções baixadas pela SEE evitando o nosso desgaste físico e mental, pois temos que lhes dizer o artigo, incisos e alinea devido a falta de leitura dessas pessoas nas diretorias de ensino.Pergunte a ele porque tenho que fazer documento de próprio punho, se posso fazer via computador e assinar.
    A diretora não aceitou o documento, alegando que estava digitado, e não estava feito de próprio punho!
    E quando a atribuição de aulas vai estar online direto no CGRH, sem termos que levar papel para a escola, ele ainda ter que providênciar mais um tanto de papel e retornar para a diretoria, e a diretoria digitar as aulas o dia que quer.Atribuição online evita o que vimos esse ano, tecnologos estudantes já estavam com aulas atribuidas e nós ficamos sem aulas.Além disso evita tantos intermediários para um único serviço, evitando que fiquemos 3.6 meses sem receber.Estou deixando as aulas devido ao acumulo e o supervisor alega que ficarei impedida de participar das próximas atribuições.Mas no Artigo 13inciso I,II em havendo imcompatibilidade de acúmulo, posso deixá-las.Custa ler uma resolução?

    Responder
    • 29. apeoesp  |  29/03/2012 às 15:56

      Prezada professora Maria,
      Você tem toda a razão. Vamos levar essas questões ao secretário.
      Bebel

      Responder
    • 30. laisviajante (@laisviajante)  |  30/03/2012 às 15:24

      Maria, manda um email para a ouvidoria. Eu faço isso o tempo todo. Supervisor já ta esperto em falar besteira pra mim.

      Responder
  • 31. Ivone  |  28/03/2012 às 14:57

    Bebel
    Por gentileza me esclareça por favor minha dúvida. Eu era categoria F e cai para L e hoje sou “O” infelizmente enfim entrei na site da fazenda e verifiquei o espelho de meu holerite e não constam os 2 quinquênios que tenho por direito. Liguei na D.E de Bragança no setor de pessoal segundo informação da funcionária não temos direito a quinquênio por ser da categoria “O” mesmo já tendo por tanto tempo este direito adquirido. Isso realmente é possível pois não estou acreditando que também tiraram isso de nós.
    E se for realmente verdade esse absurdo terei direito de entrar na justiça para requerer?
    Abrigada e aguardo seu parecer.

    Responder
    • 32. apeoesp  |  29/03/2012 às 16:22

      Prezada professora Ivone,
      O governo está cometendo uma ilegalidade (mais uma). Por favor, requeira à CGRH (ex-DRHU) a recomposição de seus direitos. Caso seja indeferido ou não haja resposta, procure o departamento jurídico para ajuizar ação individual.
      Bebel

      Responder
  • 33. Edilene Bertolin  |  31/03/2012 às 03:00

    Olá, Como citei acima referente a atribuição das aulas de professor auxiliar, hoje fiquei frustrada pois questionei uma supervisora sobre a atribuição dessas aulas, porque já esta havendo atribuiçoes em varias DEs, porém ela ressaltou que primeiro tem que zerar o saldo de aula das regulares só depois essas aulas, concordo.pois esta na lei.okkkk Porém hoje havia 7 escolas com saldo total pouco mais de 30 aulas, aí me pergunto tem muitas aulas, nos professores de portugues sem aulas e eles estao segurando essas aulas,porque esperar o saldo zerar é impossivel pois todos os dias tem um professor deixando aula e asssim por diante. Desculpas pelo discurso!
    Entretanto gostaria muito que vcs da apeoesp questionasse esse impasse, quero trabalhar e a De guarulhos sul nao libera essas aulas.E porque em outras DES já esta acontecendo???Obrigada!!!!!

    Responder
    • 34. apeoesp  |  31/03/2012 às 03:43

      Prezada professora Edilene,
      Por favor, entre em contato com a subsede da APEOESP em Guarulhos (veja telefone em http://www.apeoesp.org.br) e peça que interfiram junto à DRE.
      Bebel

      Responder
  • 35. Jaqueline  |  02/04/2012 às 23:33

    Boa noite Bebel

    ERa categoria L e agora virei O, você sabe informar se temos direito ao vale alimentação e vale transporte? Não tive nenhum dos dois nem no pagamento de março e nem no de abril

    Responder
    • 36. apeoesp  |  03/04/2012 às 00:56

      Prezada professora jaqueline,
      Não há na lei nenhuma restrição neste sentido. Para melhor orientação, ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 37. Patricia  |  09/04/2012 às 16:22

    Estou com uma duvida hoje cheguei na escola é disseram que prof auxiliar perderão as aulas que essas aulas voltaram para atribuição é isso mesmo?
    Porque tenho 24 aula de matematica posso perder essas aula que são livres.

    Responder
    • 38. apeoesp  |  10/04/2012 às 02:50

      Prezada professora Patrícia,
      Não temos nenhuma informação oficial sobre o assunto. Vamos questionar a SEE.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,805,200 hits

%d blogueiros gostam disto: