Audiência pública com o secretário da Educação nesta quarta-feira, 23/05

23/05/2012 at 00:33 17 comentários

Nesta quarta-feira, 23 de maio, às 14h30, haverá audiência pública com o secretário estadual da Educação, realizada pela Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo por solicitação da APEOESP.

Na ocasião exigiremos do secretário, mais uma vez, a implantação da jornada do piso na rede estadual de ensino, bem como reposição das nossas perdas salariais, a começar pelo complementação do reajuste de 10,2% previsto pela lei complementar 1143/2011, tendo em vista que parte deste índice corresponde à incorporação da parcela da GAM, ocorrida em março, e que foi objeto de outra lei aprovada pelos deputados.

Também vamos discutir a vergonhosa situação dos professores da categoria “O”, com poucos direitos profissionais, muitos ainda sem receber salários e muitos outros vítimas de descontos indevidos.

Também vamos querer respostas para a situação que vem sendo causado pela implantação do ensino médio de tempo integral em algumas escolas, que provocará a remoção de professores efetivos contra a sua vontade e desalojará alunos do ensino fundamental (obrigados a irem para outras escolas) além de outros problemas.

Compareça!

23 de maio – 14h30 – auditório Paulo Kobayashi – ALESP

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Assista: www.apeoesp.org.br Sobre a audiência pública com o secretário da Educação

17 Comentários Add your own

  • 1. isaias marchesi junior  |  23/05/2012 às 00:54

    Boa noite Bebel, tudo bem, desculpe estar novamente incomodando sobre a questao das faltas medicas e licenças saude para aposentadoria, mas é um assunto que nos aflige, e muito, eu vi que na lei complementar n 1041 de 14 de abril de 2008, no artigo 4 diz: Artigo 4º – “As ausências do servidor fundamentadas no inciso I do artigo 1º desta lei complementar serão computadas somente para fins de aposentadoria e disponibilidade.” Isto derruba qualquer argumento do CGRH sobre o assunto pois trata-se de lei especifica para o funcionalismo publico, independente de outras leis gerais.
    Abraços

    Responder
    • 2. apeoesp  |  25/05/2012 às 02:50

      Prezado professor Isaias,
      Agradeço sua contribuição. Estamos preparando ação judicial, caso a questão não se resolva nos próximos dias pela via administrativa.
      Bebel

      Responder
  • 3. matéria desastre na educação  |  23/05/2012 às 01:11

    Cara senhora presidenta, a depender do secretário da educação, em reunião de prestação de contas do pólo de Ribeirão Preto , tudo o que está acontecendo na educação é para melhor.Ele em sua fala, faz um balanço positivo, de tudo o que foi feito, as escolas tempo integral, a reforma do ensino médio, o parcelamento de quatro anos dos nossos salários, a aplicação da lei do piso,e como proposta futuras; terceirização da merenda em todo o estado, segundo ele não é bom ter funcionários contratados pelo estado para fazer a merenda, pois assim que passam no concurso e na experiência , caí a qualidade e o rendimento; terceirização da perícia médica, segundo ele há muito professores afastado e segundo levantamento feito, a maioria são os mesmos professores,só faltou dizer que o professor estaria mentindo sua doença.
    Como a senhora vê , para ele são só coisas boas, e o que é pior segundo ele foram os professores que propuseram nas reuniões do pólo.Embora discorde disso, ou seja ,de que foram os professores que propuseram , não posso deixar de dizer, que houve euforia por parte dos que estavam ali, e que eu suspeito na sua maioria , supervisor e diretores de escola,quando se falou na terceirização da merenda escolar e na terceirização da perícia médica.
    E também não pude deixar de notar que muitos ,ao falarem ao microfone, principalmente diretores e supervisores, bem como coordenadores, se esforçavam para prestar contas do que estavam fazendo em suas escolas, no sentido de fazerem sua propaganda pessoal e rasgar elogios ao secretario, coisa lamentável!
    Benedito

    Responder
    • 4. Fátima  |  25/05/2012 às 16:25

      Profº Benedito
      o pior de tudo isso é que os professores na frente do secretário tremem e não têm coragem de dizer a verdade, triste, pois assim o secretário nunca saberá pela boca de quem está na batalha diária que a realidade é bem diferente do que diretores e supervisores apregoam, mas nas salas dos professores todos reclamam com veemente desse sistema educacional. a explicação, talvez, seja uma ditadura velada. Não sei.

      Responder
  • 5. nilton flavio  |  24/05/2012 às 02:03

    bebel, a tabela da jornada do piso proposta pela apeoesp na parte referente ao 1/3 fora da sala de aula tem mais htple do que htpc, meu municipio quer implantar a jornada com mais htpc do que htple.
    É possivel pedir mandado de segurança para corrigir somente essa parte da jornada?
    Se isto for possivel, as chances de ganhar são boas?

    Responder
    • 6. apeoesp  |  25/05/2012 às 02:36

      Prezado professor Flávio,
      A lei 11.738/2009 não disciplina a distribuição da parte destinada às atividades extraclasses no que toca à proporção entre HTPC e HTPLE. No caso do Estado de São Paulo, existe a LC 836/97, que estabelece esta proporção. Assim, o mandado de segurança precisa encontrar uma base legal na qual se apoiar. Consulte o departamento jurídico da APEOESP a respeito.
      Bebel

      Responder
  • 7. César  |  24/05/2012 às 12:57

    Por gentileza, diga-nos como foi audiência junto a SEE, tivemos respostas positivas? Obrigado

    Responder
    • 8. apeoesp  |  25/05/2012 às 02:25

      Prezado professor César,
      Postei um texto a respeito deste assunto.
      Bebel

      Responder
  • 9. nikinha  |  24/05/2012 às 19:26

    Quando é que essa lei vai ser implantada ou seja cumprida?

    Responder
    • 10. apeoesp  |  25/05/2012 às 02:08

      Prezada professora Nikinha,
      O assunto está na justiça. A causa está ganha pela APEOESP, mas o governo conseguiu com que o TJSP acatasse recurso protelatório, de forma irregular. Já denunciamos o fato ao Conselho Nacional de Justiça. Também estamos preparando ações junto ao STJ e STF, em Brasília.
      Bebel

      Responder
  • 11. Marcelo  |  24/05/2012 às 19:33

    E ai Bebel? Como foi o encontro com o Secretário?

    Responder
    • 12. apeoesp  |  25/05/2012 às 02:24

      Prezado professor Marcelo,
      Postei um texto sobre isto.
      Bebel

      Responder
  • 13. Prof°Oswaldo  |  25/05/2012 às 14:31

    Bom dia, presidente! Gostaria de saber sobre o aumento de salário, existe mesmo a possibilidade de ser de 10,2 %, mesmo com incorporação do GAM? Quando teremos essa resposta? Sem mais agradeço, desde já.

    Responder
    • 14. apeoesp  |  25/05/2012 às 19:06

      Prezado profesor Oswaldo,
      Temos insistido neste ponto junto ao secretário da Educação. Ele demonsatrou receptividade à nossa reivindicação, mas disse que depende de um parecer do governo, pois a discussão envolve outros setores da administração. Esperamos resposta para os próximos dias.
      Bebel

      Responder
      • 15. Prof° Oswaldo  |  25/05/2012 às 19:39

        Muito obrigado, pela resposta presidente, precisamos ficar atentos e pressioná-los para que de fato esse aumento aconteça.

  • 16. maria isabel de almeida  |  31/05/2012 às 22:15

    boa noite, presidente! Gostaria de saber qual sera a situação dos professores da categoria O, o que vai acontecer ???? Vamos ter que fazer aquela prova novamente ???? Sendo que depois de toda aquela palhaçada, de prova, e agora todos podem participar de atribuições, e assumir salas de aula, então acho que esta mais que na hora de lutarmos de verdade contra essa prova , que não vejo nenhum ponto positivos, e sim só vejo ponto negativo…

    Responder
    • 17. apeoesp  |  01/06/2012 às 03:07

      Prezada professora Maria Isabel de Almeida,
      Sim, até o momento a prova está mantida, apesar de toda a palhaçada à qual você se refere e que desmoraliza a educação pública paulista. Quanto a lutar “de verdade” contra a prova, de nossa parte não temos feito outra coisa, desde que era projeto de lei. Estivemos na Assembleia Legislativa para impedir que fosse aprovada, mas acabou se tornado lei (LC 1093/09). Desde então, tem sido ponto constante nas nossas pautas de reivindicação. Aqui, quero reforçar o chamamento para todos quantos são contra esta prova virem às mobilizações convocadas pela APEOESP para dizermos isto, todos juntos, ao secretário da Educação. No dia 15 de junho temos assembleia, às 15 horas, na Praça da República. Uma ótima oportunidade para isto. Venha, convoque seus colegas, traga toda a sua escola. Se cada um fizer sua parte, nossa luta será muito mais forte e conseguiremos muito mais avanços para a nossa categoria.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,830,506 hits

%d blogueiros gostam disto: