APEOESP realizou encontro sobre ensino médio de tempo integral

03/07/2012 at 13:51 27 comentários

A APEOESP realizou no dia 30 de junho, sábado, o Encontro Estadual sobre o Ensino Médio de Tempo Integral, reunindo professores das escolas de ensino médio de todas as regiões do Estado de São Paulo.

Foram expositores o professor João Monlevade, assessor legislativo do Senado Federal, ex-membro do Conselho Nacional de Educação e ex-assessor da CNTE; eu própria, como presidenta da APEOESP, membro do Conselho Nacional de Educação e do Fórum Nacional de Educação; e o doutor César Pimentel, assessor jurídico da APEOESP.

Em suas exposições, os palestrantes recuperaram as concepções e experiências de escolas de tempo integral ocorridas no Brasil e, sobretudo, expuseram as concepções de educação e de ensino de tempo integral defendidas pelos movimentos de professores e por estudiosos e pesquisadores comprometidos com a luta por uma educação pública de qualidade, inclusiva, para todos. Também foram expostas as posições até hoje adotadas pela APEOESP sobre o tema.

Com base nessas premissas, foi analisado o programa de ensino médio de período integral atualmente desenvolvido pela Secretaria Estadual de Educação e apresentadas propostas para debate entre os presentes.

Assim após as exposições foi realizado um proveitoso debate e, ao final, os professores presentes adotaram por consenso as seguintes posições e encaminhamentos:

– Enviar carta ao secretário estadual da Educação com os posicionamentos da APEOESP.

– Realizar ato público (aula pública) das escolas de ensino médio, em frente à Secretaria Estadual da Educação, com paralisação (Dia estadual de luta) no mês de agosto, em data a ser definida pelo Conselho Estadual de Representantes que se realizará no dia 27 de julho.

– Divulgar boletim sobre as inconstitucionalidades da lei complementar 1164/2011 (que criou o Regime de Dedicação Plena e Integral) nas escolas de ensino médio de período integral.

– Construir proposta de ensino de tempo integral (educação infantil, ensino fundamental, ensino médio).

– Discutir na reunião do CER do dia 27 de julho a possibilidade de Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) contra a lei complementar 1164/2011.

– Realizar Encontro Estadual de pais, alunos e professores conselheiros de escola no mês de agosto, em data a ser definida pelo CER do dia 27 de julho. Este encontro deve ser precedido de encontros regionais.

– Discutir no CER do dia 27 de julho a realização de um debate sobre financiamento da Educação.

– Discutir no CER de 27 de julho a realização de discussão sobre as diretrizes nacionais para os planos de carreira do magistério da educação básica pública.

– Produzir boletim APEOESP Urgente sobre o projeto do Governo Estadual Jovem do Futuro/Ensino Médio Inovador.

– Divulgar posição da APEOESP contra ingerência de entidades privadas nas escolas públicas – produzir cartazes contra a presença destas entidades e/ou seus materiais didáticos nas escolas públicas.

– Lutar contra a padronização dos materiais didático-pedagógicos – defender a liberdade de cátedra – os materiais devem ser discutidos nos HTPCs.

– Fazer dossiê sobre as políticas educacionais dos governos do PSDB no Estado de São Paulo.

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

SEE informa que professor auxiliar não será desligado em julho Conselho Nacional de Educação com nova direção

27 Comentários Add your own

  • 1. Alexandre Juliani  |  03/07/2012 às 15:07

    É do fim da educação, não consigo vislumbrar um horizonte melhor. Um encanador da câmara de São Paulo ganha 11 mil reais. Sou professor concursado, tenho dois cargos e não consigo um salário de três mil reais.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  04/07/2012 às 15:01

      Prezado professor Alexandre,
      Realmente, é um absurdo. O retrato do descaso para com a educação. Nas diretrizes nacionais da carreira do magistério, colocamos uma disposição pela qual os professores teriam que reeber salários equivalentes a profissões de igual formação. Agora, receber menos que um encanador é demais. É fato que o salário do encanador está muito fora do padrão, mas nós estamos mesmo ganhando muito mal.
      Bebel

      Responder
    • 3. Fabio Nobre  |  06/07/2012 às 11:59

      No dia que vc tiver um cargo somente de 26 aulas, vai entender que quantidade não e qualidade. enquanto tiver gente querendo pegar 2000 aulas para ganhar dinheiro, esse vai ser seu salario. Pode largar um cargo que outro professor vai pegar na hora lei da oferta e da procura. Não é a importância que faz o salario, é sim a raridade. Tem muita gente querendo dar aula ainda infelizmente.

      Responder
  • 4. ROSANA  |  04/07/2012 às 00:10

    OI! BEBEL

    O DOCENTE CAT. O NÃO PODE RECEBER METADE DO DÉCIMO TERCEIRO EM SEU ANIVERSÁRIO COMO OS DEMAIS DOCENTES?POR FAVOR QUAL É O FUNDAMENTO LEGAL PARA ISSO?
    AH! E REFERENTE A DENÚNCIA NA “OIT” DOS DOCENTES DA CAT. O ABRANGIDOS PELA PERVERSA LEI 1093/2009, VC JÁ TEM ALGUMA RESPOSTA?

    GRATA!

    ROSANA

    Responder
    • 5. apeoesp  |  04/07/2012 às 13:47

      Prezada professora Rosana,
      Os professores da categoria O são contratados em regime totalmente diferenciado dos demais professores, pela lei complementar 1093/2009. Pela lei, só fazem jus ao 13º e férias aqueles professores que tenham completado 12 meses de exercício. Caso você já tenha este tempo, ou para mais informações, procure o departamento jurídico na subsede local.
      Quanto à denúncia na OIT, estamos buscando esclarecimentos daquela organização, pois não tivemos conhecimento de nenhuma providência concreta.
      Bebel

      Responder
  • 6. ENIO ROMEU DOS SANTOS  |  04/07/2012 às 11:55

    pREZADA Maria iZABEL, tenho receio de que ENSINO Médio de tempo integral´ é uma jogada de cartas marcadas, na qual o grande objetivo do governo é municipalização da 5 série a 8 série. ESSA Opinião JÁ foi comentada várias vezes na sala de professores.

    Responder
    • 7. apeoesp  |  04/07/2012 às 13:14

      Prezado professor Enio,
      É difícil ter certeza das intenções do governo. Já há, na verdade, municipalização de 5ª a 8ª séries em andamento em alguns municípios. No momento, estamos discutindo o projeto em si. Como está, não dá para aceitar.
      Bebel

      Responder
  • 8. SILMARA PAULA DOS SANTOS  |  09/07/2012 às 20:24

    Maria iZABEL, os alunos não suportam ficar 5 horas na escola, imagine então com atividades recreativas então o DIA TODO.

    Responder
    • 9. apeoesp  |  10/07/2012 às 15:51

      Prezada profeassora Silmara,
      Exatamente. Por isso, a escola de tempo integral tem que ser pensada como algo que vá muito além da combinação do currículo com atividades recretativas. Tem que ser pensada como um todo, no qual a proposta curricular pense o aluno como sujeito de um processo educacional integral, que articule as diversas dimensões de sua formação, desde os conteúdos disciplinares, passando pelas atividades inter e transdisciplinares, formação para o trabalho, projetos realizados dentro e fora da unidade escolar, atividades culturais, atividades esportivas e outras. A escola de tempo integral deve voltar-se para a formação do aluno como cidadão e não apenas para a continuidade dos estudos ou para o mundo do trabalho.
      Bebel
      Bebel

      Responder
  • 10. JAQUELINE  |  12/07/2012 às 00:37

    Boa noite Bebel

    Eu era categoria L e este ano virei categoria O. Categoria O não tem direito ao 13º no mês de aniversário? Só temos jus ao 13º quando completar 1 ano de contrato? Mas o contrato não termina no fim do ano letivo em dezembro? Quando irei receber?

    abraços

    Jaqueline

    Responder
    • 11. apeoesp  |  12/07/2012 às 02:24

      Prezada professora Jaqueline,
      Sim, somente após completar 12 meses de contrato. Deverá receber após este prazo. Caso isto não ocorra (pois nem sempre o Estado cumpre seus compromissos com os professores temporários), deve entrar em contato com o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
      • 12. JAQUELINE  |  12/07/2012 às 19:35

        Bebel o contrato que eu assinei em fevereiro tem validade então até fevereiro de 2013? Não será interrompido no fim do ano letivo?

      • 13. apeoesp  |  13/07/2012 às 12:11

        Prezada professora Jaqueline,
        Não será interrompido.
        Bebel

  • 14. Ana  |  12/07/2012 às 15:54

    Prezada Profª Bebel,

    Eu era Categoria F PEB II, mas em 2009 para continuar
    num Projeto, acabei sendo “forçada” a pedir dispensa e
    passar para “L” PEB I . Entrei com Ação pela Apeoesp
    no final de 2011. Agora como “O”, parece tudo perdido.
    Ainda tenho chance ou demorei demais a entrar com a
    Ação?

    Responder
    • 15. apeoesp  |  14/07/2012 às 11:56

      Prezada professora Ana,
      Não tenho condições de avaliar pelas informações que você fornece. Cada processo tem sua história e sua dinâmica que, inclusive, depende muito de cada juiz. Você precisa acompanhar por meio do departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
  • 16. Andreia  |  13/07/2012 às 19:55

    Boa tarde, Bebel!

    Iniciei como categoria O este ano (até o ano passado era da cat.L) e gostaria de saber se no mês que vem (agosto) não terei pagamento? Faço aniversário em novembro, também não terei 13º salário, nem em novembro e dezembro?
    Grata.
    Andreia

    Responder
    • 17. apeoesp  |  14/07/2012 às 12:13

      Prezada professora Andreia,
      Você receberá normalmente seu salário de agosto. Receberá o 13º proporcional em dezembro.
      Bebel

      Responder
  • 18. Maria Isabel Sanchez Prado  |  22/07/2012 às 01:57

    Boa noite Bebel, pertenço a subsede de jaú sou amiga da Deborah,já nos encontramos algumas vezes.A primeira foi na Assebleia de junho e no encontro de Ensino médio período integral.Queria saber por que algumas pessoas fazem questão de arrochar a educação no estado e dar educação de qualidade só para os ricos? Já que esses já foram perseguidos nos anos 60 e 70?

    Responder
    • 19. apeoesp  |  22/07/2012 às 13:06

      Prezada professora Maria Isabel,
      Olá, Maria Isabel. Que bom vê-la participando das atividades do sindicato. A participação de todos é muito importante justamente para que possamos nos fortalecer para combater aqueles que não tem compromisso com a educação de qualidade para todos e, como você diz, só pensam em atender os que já vem sendo privilegiados ao longos de tantos anos. Escolher o nosso lugar e lutar pelos direitos da nossa categoria e pelos interesses da maioria da população é compromisso, e os compromissos é que determinam as nossas ações.
      Bebel

      Responder
  • 20. liane  |  25/07/2012 às 11:58

    É verdade que os cargos dos professores efetivos não ficam nessas escolas de Ensino Médio de Tempo Integral? Então eu que escolhi agora um cargo a 600 km da minha casa, posso tentar ficar em uma escola da minha cidade? Sendo que a mesma a partir do ano que vem diz que será com o ensino médio de tempo integral.

    Responder
    • 21. apeoesp  |  25/07/2012 às 12:24

      Prezada professra Liane,
      Estamos discutindo com a SEE que o professor que escolheu determinada escola tem o direito de nela permanecer, independente de ser de ensino médio integral ou não. Se necessário, iremos à justiça para defender este direito.
      Bebel

      Responder
  • 22. marcos  |  25/07/2012 às 15:35

    Presidenta, haverá uma ação para o artigo 22 esse ano?
    Sou ingressante 2012 e preciso volta a minha cidade.
    Obrigado !!!

    Responder
    • 23. apeoesp  |  28/07/2012 às 14:03

      Prezado professor Marcos,
      Haverá, após a posse.
      Bebel

      Responder
  • 24. Luciano Romão  |  19/06/2013 às 17:21

    Boa tarde a todos, caso eu continue como PA na escola a qual estou alocado, no segundo semestre eu terei pagamento até que mês?. Desde já agradeço

    Responder
    • 25. apeoesp  |  20/06/2013 às 02:39

      prezado professor Luciano,
      Até o final do período letivo.
      Bebel

      Responder
  • 26. aparecida camargo dos santos  |  04/07/2013 às 16:49

    Prezada professora presidenta da apoesp Maria Isabel Azevedo Noronha,mais uma vez venho solicitar,como esta o andamento do processo das aulas suplementar meu advogado é Dr Cesar Pimentel,como já tenho mais de 60 anos já deram prioridade , e pedi para mandar por mail ou correio o papel de renuncia da precatória .jJá esta fazendo 10 anos esta ação.Peço por favor averiguar como esta.Desde já o muito obrigada

    Responder
    • 27. apeoesp  |  06/07/2013 às 14:43

      Prezada professora Aparecida,
      Esta informação deve ser obtida junto ao departamento jurídico. Na subsede, na sede central ou pelo telefone 11.33506214. O Dr. César Pimentel já não trabalha mais na APEOESP. Hoje ele é secretário de educação e cultura de Itapevi.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,805,200 hits

%d blogueiros gostam disto: