SEM MOBILIZAÇÃO NÃO HAVERÁ CONQUISTAS!

13/12/2012 at 10:10 79 comentários

Diretoria da APEOESP reuniu-se na tarde de quarta-feira 12 com o Secretário da Educação. Novamente, como na audiência pública realizada na Assembleia Legislativa no dia 5/12, nossas reivindicações ficaram sem respostas.

Escolas em Tempo Integral

A APEOESP questionou o Secretá­rio sobre a continuidade da designação de professores e remoção ex-officio no projeto de lei complementar nº 45/2012, que tramita em regime de ur­gência na Alesp. O Secretário reafirmou a designação e a remoção ex-officio como únicas formas jurídicas de viabi­lização do corpo docente nas escolas de tempo integral, com remuneração diferenciada para dedicação em tempo integral. Foi contestado pelo Sindicato, ficando definido que o Departamen­to Jurídico da APEOESP entrará em contato com a Consultoria Jurídica da Pasta para discutirem o assunto visando encontrar uma solução que possa ser votada pelos deputados.

Reajuste salarial

A APEOESP voltou a cobrar do Secre­tário da Educação a complementação do reajuste de 2012, a reposição das perdas de 36,74% e a instalação da comissão paritária para discussão do ajuste salarial, conforme determina a lei complementar nº 1143/11. O Secretário voltou a infor­mar que encaminhará projeto de reajuste salarial para a Alesp no início de 2013.

Reposição de aulas da greve de março 2012

Novamente a SEE voltou a dizer que não poderá autorizar a reposição das aulas não ministradas na greve de março 2012, por não ter havido perda de conteúdos para os estudantes. A APEOESP contes­tou esta posição, alegando que há muitos estudantes na rede sem aulas por falta de professores, enquanto há grande núme­ro de professores que fizeram a greve dispostos a repor as aulas e, assim, terem retiradas suas faltas dos prontuários. Como encaminhamento, ficou definido que a SEE realizará novos estudos sobre o assunto.

SEE não quer implantar jornada do piso

O Secretário reafirmou simplesmen­te o que já dissera na audiência pública: não poderá discutir a implementação da jornada do piso enquanto não tiver a dimensão do impacto financeiro das mudanças na carreira. A Diretoria da APEOESP novamente contraditou o Secretário, argumentando que os im­pactos das mudanças serão diluídos ao longo de um período largo de tempo e que tais impactos podem ser calculados juntamente com a implementação pau­latina da jornada do piso. Entretanto, o Secretário manteve sua posição.

Aposentadorias

A Diretoria da APEOESP cobrou do Secretário a prometida reunião entre a Procuradoria Geral do Estado e as entida­des do magistério para que seja questiona­do o desconto das licenças e faltas médicas das aposentadorias. O Secretário disse que a reunião será agendada.

Categoria O

A APEOESP cobrou do Secretário posicionamento sobre o pagamento de sexta-parte e quinquênios para os profes­sores da categoria O. Temos ingressado com ações individuais, conseguindo limi­nares em muitos casos.

A SEE argumentou que o professor da categoria O não tem direito aos benefícios, no que foi contraditada pela nossa entidade. Como encaminhamen­to, ficou definido que o Departamento Jurídico fará contato com a Consultoria Jurídica da SEE para demonstrar que o não pagamento destes direitos fere o artigo 129 da Constituição Estadual, sendo, portanto, ilegal.

Sobre a continuidade do atendi­mento dos professores da categoria O no IAMSPE, o Secretário disse que o assunto foge da sua alçada, mas se comprometeu a agendar reunião entre a APEOESP e a Gestão Pública para que o assunto seja tratado.

Conferência da APEOESP já apontou: vamos à greve!

Diante de tantas negativas, evasivas e encaminhamentos inconclusivos, reafirmamos que somente nossa mo­bilização pode resultar em conquistas para a nossa categoria. Assim, desde já estamos preparando um início de 2013 com muitas atividades na regiões e nas escolas, para preparar uma forte greve a se realizar em abril, caso o governo estadual não negocie com a nossa entidade e não atenda as nossas reivindicações.

Debata na sua escola, ajude a mobi­lizar e participe deste movimento. A luta é de todos(as) os (as) professores(as).

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Juiz determina pagamento de férias proporcionais aos professores da extinta categoria “L” APEOESP URGENTE 86: CER aprova encaminhamentos para a greve

79 Comentários Add your own

  • 1. Vilma  |  13/12/2012 às 10:35

    Cara Bebel,
    Como pode esse secretário ter a coragem de responder com tantas evasivas e descasos com os professores, é indigno esse procedimento!
    É indigno o currículo!
    É indigna a pressão que o sistema exerce sobre nossas cabeças!
    Aproveito para comentar sobre o conselho final. Muito me indigna ter que passar alunos dos nonos anos que tiveram notas vermelhas, 1,1,1,4 – conceito final 5. Vão embora, felizes, pro colegial!
    Sem saber ler, escrever, muito menos pensar, pois veio empurrado desde o início…a culpa? a progressão continuada…
    Não é a toa que enfermeiros estão injetando leite nas veias dos pacientes…prédios ruindo…pontes caindo…
    TODOS passam pelas nossas mãos e saem totalmente despreparados, não por nossa culpa, mas pelo sistema que nos obriga a trabalhar de maneira indigna, mostrar resultados irreais e surreais….
    Quanto á situação de greve, creio eu que a mobilização, que sempre é difícil, muitos acham que ganham bem, principalmente os professores ingressantes e os em final de carreira…e com os descontos, que também não são negociados e resultam em perdas, num salário extremamente baixo, sinceramente, não sei o que vai acontecer…
    Abraços

    Responder
    • 2. apeoesp  |  15/12/2012 às 16:27

      Prezada professora Vilma,
      O único caminho é a luta!
      Bebel

      Responder
  • 3. Carlos  |  13/12/2012 às 10:59

    Cara Bebel, é incrível a falta de diálogo por parte desse governo. Por isso, temos sim q nos mobilizar para q em 2013 a greve realmente aconteça. Já não há segurança no estado, o trasporte está um caos, a escola pública está em crise e o governador passeando de helicóptero às expenças do dinheiro público, com a família. Basta. Conte comigo e com os companheiros da sub sede de Casa Branca.

    Responder
    • 4. apeoesp  |  15/12/2012 às 16:26

      Prezado professor Carlos,
      Sim, este é o caminho. Muito obrigada pela disponibilidade de luta.
      Bebel

      Responder
  • 5. Eduardo Costa  |  13/12/2012 às 13:29

    Cara presidenta, e professores do blog

    Temos que fazer o possível para mobilizar o maior número possível de docentes, pois só assim o estado vai entender que temos força o importante é frisar que não teremos medo de atitudes autoritarias se o governo não negocia creio que também não temos que ceder. Seria interessante enviar alguém da apeoesp em cada sede para esclarecer conversar com os professores afim de fazer uma união conjunta se não houver uma greve forte que chame a atenção do secretario do governo, creio que vamos ser novamente levados na conversa com promessas e satisfações que nunca vão sair do papel.

    Vamos lá Professores temos que lutar junto para podermos usufruir de todos os beneficios de forma igual e legal cobrando aquilo que é de direito nosso”. Tá indo longe de mais essas história de piso categoria O a greve tem que ser diferente e não limitada as outras classes trabalhadoras sempre revindicam seus direitos através das greves e sempre saem ganhando, porque são mais unidas na hora de cobrar aquilo que é de direito. Seria ótimo não iniciar o ano letivo de 2013 se as nossas revindicações não forem ouvidas e negociadas e nem aceitas, pois enquanto houver um grande número de professores que não se juntam para fazer valer seus direitos o governo vai querer bloquear sálario etc e todas aquelas coisas que nós temos já noção que acontece para repreender e mostrar que seu poder é maior isso porque existe uma parte submissa que tem medo mas o que muito me incomoda é que na hora de usufruir daquilo que raramente é conquistado todos querem e vão receber a custos de poucos e corajosos professores e diretores que cruzam os braços aderindo a greve.

    Bom é claro que é necessário “a união para vencer a guerra pensem nisso e tudo mais se ainda acreditarem na sua profissão”

    Responder
    • 6. paulo  |  15/12/2012 às 13:04

      O sindicato disse em 2011 que se os estado nao revogasse as férias repartidas o ano letivo não iria começar, mas começou e terminou…
      Porque o sindicato não consegue mobilizar os professores? Porque é um sindicato desacreditado, só vamos ter mudanças com a troca da diretoria

      Responder
      • 7. apeoesp  |  23/12/2012 às 14:07

        Prezado professor Paulo,
        O sindicato não mobilizou porque a categoria aceitou as férias repartidades e não quer mais que mude.
        Bebel

      • 8. paulo  |  31/12/2012 às 20:09

        BEBEL,

        Então está ssumindo que a diretoria do sindicato tem pretensões que não são as mesmas do professorado?

        Feliz ano novo

      • 9. apeoesp  |  04/01/2013 às 17:16

        Prezado professor Paulo,
        Vou repetir minha resposta anterior. Ela diz exatamente o contrário do que o senhor afirma. O sindicato está justamente acompanhando as pretensões do professorado.
        “Prezado professor Paulo,
        O sindicato não mobilizou porque a categoria aceitou as férias repartidades e não quer mais que mude.
        Bebel”

  • 10. Geraldo Rondelli  |  13/12/2012 às 13:57

    Bom dia Bebel. Parabéns por acreditar e lutar. Mobilizar é indispensável. Aí é que está a grande dificuldade para enfrentar e superar os graves problemas que atingem os professores e prejudicam gravemente a qualidade da Educação em nosso Estado. Passamos do truculento Serra para o evasivo Alckmin. Para a luta é melhor enfrentar truculentos, pois, o autoritarismo fica patente provocando mais indignação e reação. O dissimulado e evasivo, tão bem representado no estilo Alckmin/Herman, alimenta o marasmo mantendo um pseudo diálogo, sustentando falsas esperanças, protelando sistematicamente promessas de soluções.
    A maior angustia está em entender a necessidade fundamental de mobilização e constatar a passividade e submissão que predomina amplamente entre os professores que, em geral, estão mais preocupados em cumprir rituais perniciosos que garantam o “bônus” à qualquer atitude de protesto. As reclamações quando se manifestam são individualista e feitas como desabafo pessoal. É um quadro desolador mas não podemos perder a esperança e acreditar que a luta pela justiça gera transformações favoráveis à vida. É uma questão de fé, de utopia. Um abraço.

    Responder
    • 11. apeoesp  |  15/12/2012 às 15:31

      Prezado professor Geraldo,
      Suas palavras são precisas. Temos que continuar batalhando para que a nossa categoria seja capaz de enxergar todo o potencial que possui, não apenas para superar a atual situação, mas para melhorar muito a situação da escola pública.
      Obrigada,
      Bebel

      Responder
  • 12. Prof. Clovis  |  13/12/2012 às 14:04

    Acho que a questão não é mais se o governo não negociar, mas sim se ele não nos atender. Perdemos 2012, vamos perder 2013 também? O govcerno está negando ao educando o direito de reposição das aulas, isto mostra a preocupação do secretário com o ensino público deste estado. O secretário afirmou que nossas aulas são dispensáveis, isto é, não fazem a menor diferença.O que falta para a categoria reagir? Quando o ser humano perde o sentimento de indignação se consuma a derrota final.

    Responder
    • 13. apeoesp  |  15/12/2012 às 15:46

      Prezado professor Clovis,
      O calendário está apontado pela Conferência e pelo CER. Cabe a todos nós, que temos consciência da necessidade da mobilização, a construirmos, dialogando com todos os nossos colegas nas escolas.
      Bebel

      Responder
  • 14. ROSANA  |  13/12/2012 às 15:42

    OI!

    BEBEL

    POR FAVOR EM QUAL DATA SERÁ LIBERADO O 13º? PARA QUANDO ESTÁ PREVISTO?
    OUTRA QUESTÃO ME ELUCIDE POR GENTILEZA(TIVE CONTRATO ASSINADO EM AGOSTO DE 2011 TRABALHEI ATÉ DEZEMBRO DE 2011. DEPOIS FIZ A PROVA DO PROCESSO SELETIVO DE NOVO E FUI APROVADA TIVE AULAS ATRIBUÍDAS EM FEVEREIRO DE 2012 ESTOU AINDA COM AULAS ATÉ DEZEMBRO, DESDE O 2° SEMESTRE DE 2011 TENHO 01 CONTRATO OK, ELE PODERÁ SER RENOVADO(DE:2º SEMESTRE DE 2011 PARA ANO LETIVO DE 20130? SOU “O” E FUI APROVADA DE NOVO EM 2012.

    GRATA

    Responder
    • 15. apeoesp  |  15/12/2012 às 15:29

      Prezada professora Rosana,
      Você está em prorrogação de contrato. Deve receber até o final do contrato. O 13º deve ser pago na semana que vem.
      Bebel

      Responder
  • 16. jose antonio  |  13/12/2012 às 19:07

    Ola, BEBEL, abraços e muita luta em 2013.
    Gostaria de saber se posso entrar com alguma ação para receber meu quinqueneo, pois tenho 3102 dias trabalhado e nunca recebi nada, stou no estado desde 2001 e hoje estou nesta maldita categoria O. Cheio de deveres e sem direitos.

    Responder
    • 17. apeoesp  |  15/12/2012 às 15:24

      Prezado professor José Antonio,
      Sim, você deve ingressar com ação individual, enquanto estamos discuntindo o assunto com o governo estadual.
      Bebel

      Responder
  • 18. dirceu  |  13/12/2012 às 19:13

    a nossa arma é a greve, a paralisação parcial, o não engajamento verdadeiro nas propostas pedagógicas do governo, o boicote, o faz-de-conta. quanto ganha o Herman, quanto ganha o Padula, quanto ganha o Alckmin, quanto ganha a Bebel, os filhos e netos deles estão estudando nas escolas estaduais? devemos usar as máscaras, como eles usam, lançar mão do faz-de-conta, diminuir o empenho, o ritmo, participar nas reuniões, nos ATPCs, mínimo possível ou nada. só de corpo presente. só ouvir, não emitir opinião, e se alguém perguntar, responder: o que tocar eu danço. sem engajamento, sem compromisso, assim como eles fazem conosco, nos levam ao descrédito, nada de estresse na sala de aula, nada de gritar, poupar-se, não ganhamos para isso, não somos valorizados. só estar presente qdo convocado. é preciso fingir. já que a categoria não é unida, devemos agir individualmente. não pedir reunião com SEE, agir apenas judicialmente. como se diz, “se quisermos mudar o mundo, comecemos a mudar a nós mesmos”!

    Responder
    • 19. apeoesp  |  15/12/2012 às 15:24

      Prezado professor Dirceu,
      Sua “proposta” é de uma covardia extrema. É a proposta de se esconder, individualizar o medo, a recusa em lutar, deixar tudo como está. Não me venha com essa de tentar me igualar ao governo. Eu luto, a APEOESP luta, a categoria luta. Você senta no seu computador e destila desânimo, comodismo, apatia. Eu estudei em escola pública estadual sim senhor e me orgulho disto. Luto pela escola pública, sim senhor. Você, ao contrário, ao pregar o descompromisso com os estudantes e suas famílias, boicotando a escola pública, é o exemplo que o governo tucano procura para tentar nos desqualificar. Lamentável.
      Bebel

      Responder
  • 20. Katita  |  13/12/2012 às 19:14

    Boa tarde, Bebel!
    Mais uma vez o governo nos enganou, durante o ano dizendo que iam pensar , calcular……mentiroso nossa jornada Nunca vai sair, e a lei segue tímida, absurdo, somos pior que pó para o governo…e o pior depender de uma paralisação para conseguir algo……..saio eu para greve quando volto minha diretora já colocou uma O para me substituir e adeus meu direito de repôr,,,,,….lamentável, estou sem forças o Estado conseguiu me derrubar……

    Responder
    • 21. apeoesp  |  15/12/2012 às 15:18

      Prezada professora Katita,
      Cobramos e continuamos cobrando negociação durante todo o ano, utilizamos a via judicial e agora, diante do fato de não haver resultados nos caminhos anteriores, propomos a greve, por essas e outras reivindicações. Se existe outro caminho, aceitamos sugestões.
      Bebel

      Responder
  • 22. mimi  |  13/12/2012 às 20:09

    prezada bebel eu nao vejo outra saida,so a greve.abs

    Responder
  • 23. Rogério  |  14/12/2012 às 00:52

    Ola Bebel hoje tive a informação através da secretaria da minha escola ( Valinhos) que se informou na DEE campinas oeste, de que esse ano será igual o ano passado para professores categoria 0, ou seja, o estado vai demitir agente novamente no dia 21 de dezembro, e recontratar em fevereiro se tiver aula. Desta forma fica perfeito para o governo novamente não vai pagar 13º, férias de jeito nenhum e salário em fevereiro nem pensar. Conclusão vamos receber o 1º salario do ano em abril, e descontado 10 dias de dezembro de 2012 de novo. Bebel é possível averiguar isso? é verdade? já teve alguma informação? Quando tiver alguma informação você pode nos informar? Não me diga que teremos que entrar com ação individual novamente.

    Desde já agradeço.

    Mobilização já! Vamos professores!

    Responder
    • 24. apeoesp  |  15/12/2012 às 12:31

      Prezado professor Rogério,
      Trata-se de boataria. Professores com contrato em vigor não podem ser demitidos.
      Bebel

      Responder
    • 25. marcos  |  15/12/2012 às 12:53

      Mais que justo, afinal não são efetivos e concursados..

      Responder
      • 26. apeoesp  |  23/12/2012 às 14:08

        Prezado professor Marcos,
        Não compreendi seu comentário.
        Bebel

  • 27. Rubens  |  15/12/2012 às 15:07

    Olá Bebel, boa tarde. Mulher guerreira é assim que defino sempre você. Bebel gostaria de saber como ficará a situação dos professores efetivos que trabalham nas escolas as quais foram “escolhidas” para serem de periodo integral. Muito obrigado Rubens

    Responder
    • 28. apeoesp  |  23/12/2012 às 14:03

      Prezado professor Rubens,
      Muito obrigada.
      Defendemos que o professor tenha o direito de escolha e temos ação judicial para isto. Pela lei aprovada, o Estado tem o direito de escolher que professores podem ficar e transferir os demais. Um absurdo. Não aceitamos. Nossa greve, inclusive, tem este ponto na pauta.
      Bebel

      Responder
  • 29. Cris Ferreira  |  15/12/2012 às 18:43

    Olá, Boa tarde!
    Olá ,sou categoria “O” e passei o ano passado ,se não passar este ano vou ficar sem aulas?

    Responder
    • 30. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:54

      Prezada professora Cris,
      Dificilmente ficará sem aulas, pois faltam professores na rede.
      Bebel

      Responder
  • 31. Nobre  |  15/12/2012 às 20:12

    Desculpa BeBel, mas essa greve eu não vou participar, Participei de todas. Mas vi que que as professoras não tem Verba para aguentar nem um mes sem salario. Cortou o ponto volta todo mundo. Bom trabalho.

    Responder
    • 32. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:52

      Prezado professor Nobre,
      Lamento, pois os resultados que viermos a conquistar beneficiarão a todos. O sacrifício também deveria ser de todos.
      bebel

      Responder
  • 33. ROSANA  |  15/12/2012 às 21:13

    OLÀ!
    BEBEL

    SOU CATEGORIA O, ESTOU COM CONTRATO ASSINADO DESDE(AGOSTO DE 2011),FUI APROVADA NO PROCESSO SELETIVO , SOU OBRIGADA A FICAR NA QUARENTENA???POSSO CONCORRER NA 1ª ATRIBUIÇÃO?

    GRATA!

    Responder
    • 34. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:48

      Prezada professora Rosana,
      Você deve ficar 40 dias fora da rede.
      Bebel

      Responder
  • 35. ROSANA  |  15/12/2012 às 21:19

    OI! BEBEL

    O PROFESSOR CATEGORIA O QUE FOI APROVADO COM 46 PONTOS È OBRIGADO A FICAR DE QUARENTENA?OU PODERÁ PEGAR AULAS NA ATRIBUIÇÃO INICIAL NA DIRETORIA DE ENSINO?
    OBS: ASSINEI CONTRATO EM AGOSTO/2011, ENTRETANTO PARTICIPEI NA ATRIBUIÇAÕ NA DIRETORIA DE ENSINO TANTO EM 2011 COMO EM 2012 E AGORA EM 2013 PODEREI TBÉM (FUI APROVADA NO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO).

    OBRIGADA!!!

    Responder
    • 36. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:51

      Prezada professora Rosana,
      Se já teve seu contrato prorrogado, terá que cumprir a quarentena.
      Bebel

      Responder
  • 37. roberto  |  15/12/2012 às 21:54

    É verdade que o hellmans está doente e quem será nosso secretário o ano que vem é o Serra?

    Responder
    • 38. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:47

      Prezado professor Roberto,
      Não há nenhuma informação neste sentido.
      Bebel

      Responder
  • 39. Mariana  |  16/12/2012 às 03:23

    Bebel, Se puder me ajudar.. Estou sem saber o que fazer e sem saber o que vai acontecer. Me sinto tratada como um lixo pelo estado. Eu era categoria L e esse ano me tornei O, assinei contrato em fevereiro de 2012, na prova de 2011 eu acertei 38 e juntando meus pontos eu fui classificada como aprovada. Agora para 2013 eu acertei 32 e tenho 9,772 pontos na U.E e na D.E, mas esses pontos não foram acrescentados e minha classificação ainda não saiu? O que vai acontecer? Meu contrato será prorrogado? Mas ae como reprovada eu perco as aulas? O DRHU errou em minha classificação? Por favor Bebel, Me ajude…

    Responder
    • 40. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:43

      Prezada professora Mariana,
      A CGRH reconheceu um problema de sistema e comprometeu-se a corrigir o problema. Aguarde. Se isto não ocorrer, procure o departamento jurídico da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 41. sergio  |  16/12/2012 às 10:23

    Bebel,em relação ao projeto de lei 33/2012 que esta sendo discutido na asembleia que diz respeito as licenças médicas.O que o sindicato vai fazer?Nada?Não foi nem divulgado.Muitos professores não estão sabendo.Pelo que eu sei é um projeto pois limita as licenças saude em 4 anos.

    Responder
    • 42. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:39

      Prezado professor Sérgio,
      A reunião do Conselho Estadual de Representantes, realizada no dia 14/12/2012, aprovou, entre outras coisas:
      A realização de perícias médicas deve continuar a ser atribuição da Secretaria da Saúde. A APEOESP deve propor a realiza­ção de uma audiência pública na Assem­bleia Legislativa para discutir o Projeto de Lei Complementar 33/2012, que altera o Estatuto dos Funcionários Públicos e, en­tre outros ataques, estabelece o limite de quatro anos para a concessão de licença “ao funcionário que, por motivo de saúde, estiver impossibilitado para o exercício do cargo” e transfere a realização de perícias médicas para a Secretaria da Educação.
      Bebel

      Responder
  • 43. dirceu  |  16/12/2012 às 15:07

    estado rico, professor desvalorizado. leis injustas, salas super-lotadas, computadores roubados, escolas parecem hospícios, refiro-me a ciclo 2, pronto-socorros, são instituições totais no dizer de Erving Hoffmann, ouvem-se berros, de alunos, de professores, coordenadores, agentes, diretores, a educação pede socorro… e ainda poem a culpa nos professores, e estes, em boa parte, acham que a APEOESP não resolve. que será de ti, sindicato? até quando lutarás? proponhamos ao secretário que visite as escolas da periferia, sem prévio aviso, que assista às aulas, veja a movimentação, e tome providências. (ou peça pra sair).

    Responder
    • 44. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:28

      Prezado professor Dirceu,
      Não basta que proponhamos ao secretário que visite escolas. Nós, professores, temos que nos propor a lutar, em vez de apenas comentarmos o que ocorre e esperarmos que um ser milagroso (o sindicato, professor Dirceu?), venha a resolver tudo por nós.
      Bebel

      Responder
  • 45. keli  |  17/12/2012 às 01:18

    Por favor Bebel me esclareça uma dúvida
    Entrei no estado esse ano 2012, tenho aulas atribuídas desde fevereiro, mas infelizmente na prova deste ano acertei apenas 38 questões e estou reprovada, minha duvida é ficarei de duzentena ou poderei atribuir aulas antes de agosto? me disseram que reprovados tem que cumprir a duzentena.
    Obrigada.

    Responder
    • 46. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:15

      Prezada professora Keli,
      Não existe mais “duzentena”. Desde a aprovação da lei complementar 1163/2011, aprovada em dezembro de 2011, o período em que o professor da categoria O precisa ficar fora da rede foi reduzido para 40 dias. Foi uma luta da APEOESP, mas o que queremos mesmo é acabar com a LC 1093.
      Bebel

      Responder
  • 47. Daniel Ribeirão Preto  |  17/12/2012 às 10:37

    Olá Bebel!! Em que situação está a ação judicial da APEOESP com relação à jornada de trabalho (piso)? O sindicato entrou com recurso e este recurso está parado onde?? A quem podemos cobrar o julgamento da ação???

    Responder
    • 48. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:11

      Prezado professor Daniel,
      O processo está parado na 10º Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, atendendo subservientemente aos desejos do Governo do Estado de São Paulo.
      Bebel

      Responder
  • 49. sergio  |  17/12/2012 às 11:13

    Bebel,fale sobre o projeto de lei do senhor governdador nº 33/2012.Foi aprovado?

    Responder
    • 50. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:12

      Prezado professor Sérgio,
      Este projeto continua em tramitação. Vamos lutar por uma audiência pública na ALESP no início de 2013.
      Bebel

      Responder
  • 51. Fabiana  |  17/12/2012 às 11:24

    Mais uma vez fud….com a categoria O!!!! Nosso glorioso salario de janeiro ja esta provisionado no BB!!!! E para nossa “alegria” receberemos pelos 21 dias e nada mais!!! Que culpa temos nós do recesso??? Como faremos em fevereiro??? Por isso nobres colegas da categoria O, chegou a hora de jogarmos a sujeira no ventilador!!!! Divulguem…..Reclamem….Procurem a imprensa para que todos saibam o que é a Educacão do Estado de SP

    Responder
    • 52. apeoesp  |  23/12/2012 às 13:09

      Prezada professora Fabiana,
      Se isto ocorre, o Estado está cometendo uma ilegalidade. Todos devemm receber corretamente na vigência dos contratos. Procure o departamento jurídico no retorno do recesso da APEOESP, em 2 de janeiro.
      Bebel

      Responder
  • 53. Mariah  |  17/12/2012 às 13:44

    Olá Bebel!
    Gostaria de saber sobre a classificação. No passado acertei 36 questões na prova e fiquei classificada em 18 na diretoria da minha cidade. Neste ano levei um susto, pois fiz 29 acertos e fiquei em 133 na minha diretoria. A reprovação na prova faz a gente cair tento assim? Tenho mais de 15 anos de estado.
    Obrigada!

    Responder
    • 54. apeoesp  |  23/12/2012 às 12:38

      Prezada professora Mariah,
      A CGRH reconheceu que há um problema de sistema e vai rever a lista de classificação.
      Bebel

      Responder
  • 55. Danilo  |  17/12/2012 às 17:11

    Bebel tudo bem?
    o Fernando Padula publicou em seu twitter que a atribuição sera na U.E isso é verdade?

    Responder
    • 56. apeoesp  |  19/12/2012 às 01:06

      Prezado professor Danilo,
      A resolução ainda não foi publicada. O Secretário diz que as regras não vão mudar. Portanto, atribuição de efetivos e categoria F na UE e categoria O na DRE.
      Bebel

      Responder
  • 57. maria  |  17/12/2012 às 19:00

    Bebel eu não entendi essa contagem de tempo ele tirou todos os nossos pontos, o que mais ele vai tirar da categoria O, o ano passado eu era classificação 12, este ano eu sou 130 que absurdo é esse, com vinte anos de serviço e só perdendo estou ficando desesperada.

    Responder
  • 58. Vilma  |  18/12/2012 às 07:44

    Cara Bebel,
    Por que o governo torna o professor seu inimigo n. 1?
    eu me pergunto.
    Leia isso, seria tão viável para todos nós.
    Abraços
    http://www.nota10.com.br/noticia-detalhe/4981_Professores-poderao-deixar-de-pagar-o-imposto-de-renda

    Responder
    • 59. apeoesp  |  18/12/2012 às 21:36

      Prezada professora Vilma,
      Também queria entender isto. Mas vamos falar outra linguagem agora.Vamos preparar a greve.
      Bebel

      Responder
  • 60. Sonia  |  18/12/2012 às 14:08

    Bom dia, Bebel! Talvez este não seja o momento, mas ninguém sabe me responder. Passei neste último concurso, de Inglês. A perícia me barrou por eu estar com a pressão muito alta no momento da consulta e a glicose um pouco cima. Remarcaram para 29/01/2013. Minha pergunta é: Como posso assumir meu cargo se a atribuição for antes do dia 29? Peço sua orientaçaõ, pois, como já disse, não obtenho resposta de qualquer pessoa que seja. Grata e desculpe se estou escrevendo no momento errado.

    Responder
    • 61. apeoesp  |  18/12/2012 às 20:57

      Prezada professora Sonia,
      A posse pode ser feita em 30 dias após a nomeação, mas pode ser prorrogada por mais 30 dias. Para melhor informação, ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 62. Manoel  |  18/12/2012 às 20:15

    Ola. Existe chance das atribuições para categoria O serem na UE ??

    Responder
    • 63. apeoesp  |  18/12/2012 às 20:40

      Prezado professor Manoel,
      Não. A atribuição obedecerá as mesmas regras de 2012.
      Bebel

      Responder
  • 64. maria  |  18/12/2012 às 21:33

    bebel volto a falar de novo onde ficaram os meus pontos, se eu tenho mais de vinte anos de serviço e esta falando que estou aprovada acertei 28 pontos sou categoria O, ano passado eu era classificação doze e este ano eu fui para 130 por favor me explique o que esta acontecendo, estou aguardando sua resposta obrigada!

    Responder
    • 65. apeoesp  |  19/12/2012 às 01:01

      Prezada professora Maria,
      Suponho que você seja PEB I, que pode utilizar o tempo de serviço para compor a nota da prova se tiver acertado pelos menos 26 questões. Para o professor da categoria O, o que conta é a nota da prova, pois o processo é seletivo. Para mais informações, ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
      • 66. ANDRÉIA  |  20/12/2012 às 11:56

        OLÁ BEBEL,
        SOU CATEGORIA O, PASSEI EM DUAS PROVAS , MAS ESTE ANO SÓ ACERTEI 29 QUESTOES DA PROVA, FUI REPROVADA,MAS UMA OUTRA PROFESSORA DE CATEGORIA O DA MESMA UNIDADE ACERTOU 28 QUESTOES E FOI APROVADA.
        SERÁ QUE FUI APROVADA E ERRARÃM NA DIGITAÇÃO ? O QUE DEVO FAZER?

      • 67. apeoesp  |  23/12/2012 às 12:13

        Prezada professora Andreia,
        Se vocês são professoras PEB II, ambas não atingiram a nota mínima na prova. Se são PEB I, ambas não atingiram, mas podem usar o tempo de serviço para completar a nota.
        Bebel

  • 68. Néia  |  19/12/2012 às 12:33

    Bom dia.
    Assinei hoje a interrupção de exercício, a vigorar a partir de 22/12/12 (com aulas livres desde fevereiro), sou categoria O e com contrato a vencer em 2013. Isso procede???? Mesmo com contrato vigente e aprovada no processo seletivo para 2013???

    Responder
    • 69. apeoesp  |  23/12/2012 às 12:41

      Prezada professora Néia,
      Não pode haver interrupção de exercício com contrato em vigor. Procure op departamento jurídico a partir de 2/1/2013.
      Bebel

      Responder
  • 70. tania maria de souza  |  23/12/2012 às 13:47

    PREZADA BEBEL:
    COMO CALCULAR O TEMPO + NOTA DA PROVA
    PRA SABER SE A CLASSIFICAÇÃO ESTÁ CORRETA?
    GRATA

    Responder
    • 71. apeoesp  |  25/12/2012 às 13:28

      Prezada professora Tania,
      Se você é PEB II e acertou 32 questões ou mais, multiplique seu tempo de serviço por 0,004 e utilize os pontos necessários para atingir 40.
      Se é PEB I, faça o mesmo procedimento, se acertou 24 questões, chegando a 32.
      Bebel

      Responder
  • 72. Mariah  |  23/12/2012 às 23:36

    Bebel, como funcionará a atribuição dos professores categoria O com contrato iniciado em 2012? Poderemos participar das atribuições normalmente?

    Responder
    • 73. apeoesp  |  25/12/2012 às 12:29

      Prezada professora Mariah,
      Desde que tenham obtido a not ano processo seletivo. Caso contrário, participam na fase seguinte.
      Bebel

      Responder
  • 74. Vilma Lucia  |  24/12/2012 às 02:02

    ola Bebel
    Sou categoria O só acertei 28 pontos , sendo assinei um contrato de aulas livres em fevereiro de 2012, e estou gestante com previsão de parto para o final de fevereiro, se não conseguir pegar aula até essa data, não recebo auxilio maternidade em 2013?

    Responder
    • 75. apeoesp  |  25/12/2012 às 12:26

      Prezada professora Vilma,
      Seu contrato pode ser prorrogado, mas precisaria ter passado na prova. Informe-se melhor sobre o que pode ocorrer pelo telefone 11.33506214 a partir de 2/1.
      Bebel

      Responder
  • 76. Vagner Junior  |  07/01/2013 às 14:33

    Bebel, gostaria de saber se o sindicato JÁ ENTROU com liminar COLETIVA para que os professores em estágio probatório possam participar da atribuição do Artigo 22 ??? Ou é necessário que cada um entre com a liminar individual ???? Se já entrou temos mais ou menos uma data para sabermos o resultado ??? OBRIGADO.

    Responder
    • 77. apeoesp  |  07/01/2013 às 14:57

      Prezado professor Vagner,
      Sim, já ingressamos. A ação se encontra na 12ª Vara da Fazenda Pública. A juíza solicitou posição da Secretaria da Educação, antes de emitir decisão sobre medida liminar solicitada.
      Bebel

      Responder
  • 78. William  |  01/02/2013 às 15:54

    olá bebel boa tarde!

    Estou desesperado pois meu contrato terminou em 21 de dezembro, fui aprovado com classificação no GDAE e tudo, estava presente na atribuição ontem pela diretoria de Itapevi após horas de atribuição fui informado que tinha excedido o total de 50% que podia ser atribuido, e que eu deveria cumprir uma duzentena , está correto] ,
    sendo assim em novas atribuições quem não passou na prova, poderá ter aulas atribuidas] desde já agradeço pela atenção

    Responder
    • 79. apeoesp  |  03/02/2013 às 10:31

      Prezado professor William,
      Quanto à duzentena, você deve procurar o departamento jurídico para questionar judicialmente, pois não podemos ingressar com nova ação coletiva sobre professores da categoria O.
      Verifique também se há possibilidade de questionamento do limite de 50%, que está definido na lei complementar 1163/11.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,859,400 hits

Comentários

apeoesp em
apeoesp em Temer, inimigo da educação, ve…

%d blogueiros gostam disto: