SEE prepara projetos de lei para atendimento à pauta da APEOESP

24/06/2013 at 21:22 83 comentários

Em contato com a Secretaria Estadual de Educação a Diretoria APEOESP foi informada sobre encaminhamentos e providências relativos aos pontos negociados com o Secretário da Educação em 10 de maio e que levaram à suspensão da greve que se iniciara em 19 de abril.

Abaixo, publicamos um quadro no qual constam as reivindicações, as respostas da SEE até o momento e as providências que vem sendo tomadas pelo Governo.

Lembramos que a mobilização dos professores, por meio da APEOESP, é permanente. Não apenas estamos cobrando da SEE que agilize os procedimentos, como permanecemos trabalhando por um plano de carreira que atenda aos interesses do magistério, por meio da Comissão Paritária e continuaremos pressionando por reajuste salarial, aumento real de salários, implantação da jornada do piso, extensão das condições dos professores da categoria F aos professores da categoria O e todos os demais pontos da nossa pauta.

No dia 28 de junho haverá reunião do Conselho Estadual de Representantes que avaliará os passos já dados no primeiro semestre e a projeção de calendário para o segundo semestre, quando devem ocorrer as negociações com a SEE em torno dos salários e da jornada de trabalho. A reunião do CER discutirá ainda data e temário do XXIV Congresso Estadual da APEOESP, evento muito importante para o aperfeiçoamento da nossa organização e para as lutas da nossa categoria.

Neste momento a APEOESP participa da organização e realização das Conferências Intermunicipais de Educação, que elegem os delegados à etapa estadual da II Conferência Nacional de Educação (CONAE 2014). É fundamental que todas as professoras e os professores participem nas suas regiões, contribuindo para a formulação dos rumos da educação brasileira, defendendo nossas concepções e propostas pela valorização dos professores e por ensino público de qualidade.

Resultados e   encaminhamentos das Negociações do dia 10 de maio

Pauta de   Reivindicações, resultados das negociações e encaminhamentos

Reivindicações

Resultados/situação

Encaminhamentos

1) Aumento real de salário2) Reajuste imediato de 13,5%, correspondentes   aos 6% já previstos na lei 1143/2011, mais 2% previstos no projeto de lei   complementar 11/2013, mais 5% referentes à recomposição do reajuste salarial   previsto para 2012;

3) Reposição de perdas salariais da ordem de   36,74%;

 

Serão   negociadas no segundo semestre.Registre-se que o reajuste previsto para julho de   2013 era de 6%. Nosso movimento conseguiu ampliá-lo para 8,1%. Continuamos na   luta por aumento real e pela reposição de todas as perdas. Será convocada no segundo semestre a comissão   paritária prevista na lei complementar nº 1143/11 para definição de novo   reajuste. 
4) Cumprimento da jornada estabelecida pela Lei   do Piso: no mínimo 33% da jornada de trabalho para atividades de formação e   preparação de aulas. O Parecer CNE/CEB 18/2012, cuja relatora é a   presidenta da APEOESP e trata da implantação da jornada do piso, está com o   Ministro da Educação para homologação.A APEOESP ingressou com recursos no Superior   Tribunal de Justiça e no Supremo Tribunal Federal com relação ao processo   judicial que trata do mesmo assunto, cuja sentença foi suspensa pelo Tribunal   de Justiça de São Paulo. Será discutida no segundo semestre a implantação   paulatina da jornada do piso.
5) Extensão das condições funcionais dos   professores da Categoria F aos professores da Categoria O;6) Fim das “provinhas” e avaliações excludentes; A quarentena   será de 40 dias até 2016.Prova   classificatória para os professores da chamada “categoria O”. Queremos o fim   da prova, mas a EC 19 exige que haja processo seletivo para contratação   temporária.

Fim da prova   anual aplicada aos professores da chamada “categoria F”.

Será enviado projeto de lei para alterar a LC   1093/09
7) Direito de atendimento no IAMSPE para os   professores da Categoria “O”. Os   professores da “categoria O” terão direito ao atendimento pelo IAMSPE. Está sendo preparado projeto de lei para alterar   a lei geral do IAMSPE para garantir o direito de atendimento médico aos   professores da “categoria O”.A APEOESP solicitou audiência com o Secretário de   Gestão Pública para tratar deste assunto.
8) Concursos públicos para que todos possam   efetivar-se. Foi   confirmado concurso para 52.600 vagas de PEB II no segundo semestre.Serão   oferecidos cursos gratuitos nas DREs aos candidatos. Haverá parceria   APEOESP/SEE.

A metodologia   de classificação a ser adotada é a da “Curva de Gauss”, ou seja,   classificação pela média.

Encaminhado PLC 15/13 à ALESP.A APEOESP apresentou emenda para que seja   oferecida a Jornada Reduzida. Se necessário, iremos à justiça.
9) Não à privatização do Hospital do Servidor   Público e do IAMSPE. Não haverá   privatização do Hospital do Servidor Público e do IAMSPE A APEOESP solicitou, por meio da CUT/SP, reunião   com o Secretário de Gestão Pública junto com as demais entidades do   funcionalismo, para que seja extinta a comissão que trata da Parceria   Público-Privada que encaminharia a privatização do Hospital do Servidor/IAMSPE.
10) Melhores condições de trabalho e políticas de   prevenção do adoecimento dos professores. Será firmado   com a SEE parceria em torno de projeto a ser elaborado pela APEOESP para   prevenção e combate à violência nas escolas. Foi encaminhada minuta de termo de compromisso à   SEE.
11) Respeito ao direito de greve a todos,   inclusive professores da categoria O.11) Reposição das aulas não ministradas durante a   greve, pagamento e retirada das faltas dos prontuários. Todos podem   repor. Haverá pagamento e retirada das faltas.Esta sendo   estudada possibilidade de folha suplementar para agilizar o pagamento das   reposições. Publicada Instrução Conjunta CGRH/CGEB.Será emitido comunicado reafirmando que a decisão   sobre o cronograma de reposição cabe aos conselhos de escola.
12) Fim da remoção ex officio e da designação de professores das Escolas de Tempo   Integral. O Secretário   afirma que não deveria ocorrer remoção contra a vontade do professor. O Secretário comprometeu-se a emitir comunicado   explicitando que não haverá remoção forçada de nenhum professor. Quem desejar   permanecer na escola de tempo integral poderá permanecer. Quem optar pela   remoção poderá escolher a unidade escolar.
13) Fim dos descontos de faltas e licenças   médicas para efeito de aposentadoria especial. O Secretário   disse que foge à alçada da SEE. A APEOESP solicitou reunião com o Secretário de   Gestão Pública para tratar deste assunto.A entidade também luta pela via judicial.
14) Revogação da lei 1044/08 (lei das faltas   médicas). O Secretário   disse que foge à alçada da SEE. Será reivindicada à Secretaria de Gestão Pública.
Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Reflexões sobre o movimento que mobilizou a cidade de São Paulo Participantes da passeata de 1968 analisam os protestos atuais

83 Comentários Add your own

  • 1. Alícia  |  24/06/2013 às 22:12

    Oi Bebel!!! Feliz pelas conquistas , mas é notório que ainda é muito pouco face a situação do professor nos dias atuais. Quero deixar uma sugestão para que você coloque em pauta para discussão e veja se consegue alguma coisa. Nós da categoria “O” não podemos assumir nenhuma outra função tais como coordenação, mediação, vice direção etc. o que é injusto, pois temos tanta capacidade quanto os demais, por isso gostaria que lutasse por esse direito. Não merecemos ser desrespeitados e limitados dessa forma.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  25/06/2013 às 23:06

      Prezada professora Alícia,
      Concordo inteiramente com você. Nossa luta continua em busca de respeito e dignidade para os professores da categoria O e todos os demais integrantes do quadro do magistério.
      Bebel

      Responder
  • 3. Elaine Miguel  |  24/06/2013 às 23:28

    Olá Bebel, então o concurso para este ano está certo mesmo? O concurso é minha única esperança, não aguento sofrer com as ameaças da minha coordenadora que diz que vai voltar e pegar as aulas que substituo. Tudo bem, se ela voltar que volte, mas ficar toda hora me ameaçando é crueldade!

    Responder
    • 4. apeoesp  |  25/06/2013 às 23:05

      Prezada professora Elaine,
      Sim, está certo. O projeto de lei complementar 15/13 está na ALESP para ser votado.
      Bebel

      Responder
  • 5. Roberto  |  25/06/2013 às 01:04

    Isso quer dizer que para o categoria O não mudou nada !!!

    Responder
    • 6. apeoesp  |  25/06/2013 às 23:04

      Prezado professor Roberto,
      Se ter direito ao IAMSPE, não ser mais reprovado na prova, ter a redução da quarentena para 40 dias, ao mesmo tempo em que se promove um concurso para 52.660 vagas não é nada, então pode continuar pensando assim, o que lamento.
      Bebel

      Responder
  • 7. johnny gargioni  |  25/06/2013 às 01:52

    Boa noite . eu li o fax urgente do dia 24/06 e eu estou com um dúvida ,Todos OS PROFESSORES IRÃO SE EFETIVAR, o concurso será classificátorio ? O que seria ´´curva de aguss?? E quando será o concurso em que mes .

    Responder
    • 8. apeoesp  |  29/06/2013 às 13:57

      Prezado professor Johnny,
      O projeto foi votado pela ALESP. A data será definida pela SEE. A inscrição para o concurso é livre. Não podemos afirmar que todos irão se efetivar, mas que todos terão a chance de se efetivar. A Curva de Gauss permite a variação na linha de corte, de acordo com a média das notas do grupo. Por exemplo, se um professor erra uma questão, isto pode ser neutralizado pela nota média de todo o grupo. Assim, a nota dele pode ser “puxada para cima” pela média geral.
      Bebel

      Responder
  • 9. Gustav  |  25/06/2013 às 10:50

    È preciso rever tb os critérios da bolsa mestrado, quero estudar e não exonerar em outra rede para ter direito a bolsa.

    Responder
  • 10. ROBERTO FERNANDES TOFOLI  |  25/06/2013 às 14:51

    OLA QUERIDA PRESIDENTE PROFa MARIA ISABEL EU COMO VARIOS PROFESSORES EFETIVOS COM CARGA REDUZIDA DE 10 AULAS A MAIS DE 4 ANOS ESTAMOS MUITO PREOCUPADOS COM ESSA NOVA LEI COMPLEMENTAR DO GOVERNO A 15 -2013 POIS FALA QUE VAI ACABAR AS 10 AULAS AS A CARGA REDUZIDA POIS ISSO VAI PREJUDICAR MUITOS PROFESSORES QUE ESTAO COM ESSA CARGA POIS NÃO CONSEGUEM AUMENTAR POIS NA SUA ESCOLA NÃO TEM PARA OFEREÇER OUTROS TRABALHAM EM OUTRA ESCOLAS E QUISERAM OPTAR PELAS AS 10 AULAS O MAIS GRAVE VAI SER QUE TEM MUITOS PROFESSORES QUE NÃO ´PODERAM PEDIR MAIS REMOÇÃO POR 10 AULAS ISSO DEIXA DE ABRIR MAIS OPORTUNIDADES DE CARGOS PARA VARIOS PROFESSORES LI QUE A ASSEMBLEIA OS DEPUTADOS REJEITARAM A EMENDA QUE FALAM EM NÃO ACABAR COM AS 10 AULAS VAMOS FAZER UMA PRESSÃO TODOS NÓS PROFESSORES NA ASSEMBLEIA NO DIA DA VOTAÇÃO URGENTE TODOS NA ASSEMBLEIA PARA QUE PODEMOS FAZEM QUE OS DEPUTADOS NÃO VOTEM O FIM DA JORNADA REDUZIDA ..ABRIGADO ABRAÇOS FRATERNOS …

    Responder
    • 11. apeoesp  |  25/06/2013 às 22:58

      Prezado professor Roberto,
      Conforme consta do quadro que publiquei, fizemos uma emenda a esse respeito e, se necessário, vamos à justiça. Vamos fazer pressão, sim, na Assembleia Legislativa.
      Bebel

      Responder
  • 12. suzana  |  25/06/2013 às 16:01

    Pois é mais uma vez acredito que vocês ganharam de novo ,porém sempre a favor dos efetivos e dos chamados F,pois com o fim da prova para eles os chamados O quase não terão chances de pegar.O que não é justo porque além de termos que fazer prova ainda ficaremos depois dos chamados F.Faço parte do sindicato,mas não concordo com o final da prova,pois foi a partir da prova que consegui aula,antes nunca tive chance.Se é um meio de classificar que seja se não quando os novos irão começari,ou o que será que irá sobrar para nós depois dos chamados F.

    Responder
    • 13. apeoesp  |  30/06/2013 às 14:46

      Prezada professora Suzana,
      Nós levamos pautas que dizem respeito a todos os professores. O fim da prova para os professores da categoria O era um desses pontos. O governo alega que não pode extinguir a prova por força da emenda constitucional 19. Vamos fazer uma luta nacional contra esta situação. Você pode questionar a prova por meio de ação individual, pois já temos um ação coletiva.
      Agora, com a prova classificatória, não haverá professores “reprovados” o que aumenta a chance de todos, pois faltam professores.
      Bebel

      Responder
  • 14. Paloma  |  25/06/2013 às 16:58

    Bebel os categoria O que já estavam na rede, ou seja, categoria L a SEE não poderia mudar a situação para a prova? . Que injustiça pois tem muitos professores que hoje estão na categoria O e ja tem muitos anos de trabalho na rede e talvez por 1 dia perderam a categoria e agora precisam fazer prova todos os anos. Concurso não precisa fazer todos os anos . Fica aqui o meu apelo para que nas proximas reuniões isso seja colocado em pauta.
    Obrigada pela atenção.

    Responder
    • 15. apeoesp  |  30/06/2013 às 14:44

      Prezada professora Paloma,
      Já levamos esta questão. A SEE alega que a Emenda Constitucional 19 obriga à realização da prova. Teremos que realizar uma luta nacional contra esta emenda.
      Bebel

      Responder
  • 16. Professor Preocupado  |  25/06/2013 às 17:10

    Cara Bebel:
    Boa tarde, peço que me esclareça e oriente, se possível, sobre o que está ocorrendo no que se refere às perícias médicas no estado. Pergunto isso após ter perdido uma perícia, marcada para ser feita em maio.
    Na ocasião, compareci ao Departamento de perícias do centro de São Paulo na data e horário agendados. Fiquei surpreso quando me disseram que a perícia havia sido desmarcada, pois eu não fui avisado, então disseram que agora a perícia é apenas documental e que o atestado e relatório deveriam ter sido enviados à Diretoria de Ensino. Ora, eu não sabia disso.Informaram que minha perícia será prejudicada pois não enviei os documentos.
    Neste ano, precisei me ausentar 10 dias devido a laringite e marcaram uma perícia para novembro, a qual nem sei onde será feita, se em São Paulo ou será documental.
    Agora precisei de dois dias devido à sinusite e a informação é que receberei um telefonema avisando a data da perícia, mas não disseram onde e como será.
    Não consigo entender tantas mudanças de procedimentos: São Paulo, documental, telefonema. Estou perplexo com a falta de respeito com os professores. Obrigado.

    Responder
    • 17. apeoesp  |  30/06/2013 às 14:43

      Prezado professor Preocupado,
      Este é um dos assuntos que trataremos com o Secretário de Gestão Pública em reunião que solicitamos. Há muitas queixas quanto a perícias médicas, desrespeito aos professores e até mesmo assédio moral.
      Bebel

      Responder
  • 18. Regina Maria Silva Laurenti  |  25/06/2013 às 17:42

    Parabéns BEBEL, pela sua, pela nossa luta!
    A vacinação contra a H1 N1, para nós professores também é um item que poderia ser colocada em pauta.
    Abraços – E.E.Armelindo Ferrari – Fernandópolis

    Responder
    • 19. apeoesp  |  25/06/2013 às 22:53

      Prezada professora Regina,
      Muito obrigada. Todos os que lutam merecem parabéns também.
      Obrigada pela sugestão. Vou levá-la à SEE.
      Bebel

      Responder
  • 20. oliveira.  |  25/06/2013 às 19:14

    Boa tarde; esse numero de vagas de 52.600 é para efetivação em 2014?

    Responder
    • 21. apeoesp  |  25/06/2013 às 22:52

      Prezado professor Oliveira,
      Não necessariamente. Serão chamados no decorrer da validade do concurso.
      Bebel

      Responder
      • 22. gaabcullen  |  28/06/2013 às 21:48

        CARA BEBEL…
        NÃO É NO MÊS DE JULHO QUE VIRIA ESSE AUMENTO DE 8%? POIS É NÃO ESTÁ CONSTANDO NO HOLLERITH DISPONÍVEL NA FAZENDA…
        VOCÊ TEM ALGUMA INFORMAÇÃO SOBRE?
        GRATA
        CRISTHIANE S.

      • 23. apeoesp  |  29/06/2013 às 12:37

        Prezada professora Gaabcullen,
        O pagamento referente ao mês de julho é realizado no quinto dia útil do mês de agosto.
        Bebel

  • 24. Emerson  |  25/06/2013 às 23:48

    Ola Bebel…
    Nos da subsede Andradina não ficamos sabendo de sua visita, muito menos da realização do CONAE acho que sua presença e este evento era de suma importância a apeosp local deveria ter pelo menos avisados os RES SOBRE SUA VISITA … fica a dica….

    Responder
    • 25. apeoesp  |  29/06/2013 às 13:54

      Prezado professor Emerson,
      Agradeço o interesse. Vou transmitir à subsede sua observação.
      Obrigada,
      Bebel

      Responder
  • 26. Thiago  |  26/06/2013 às 00:58

    Olá Bebel , sou PCP e queria saber se realmente teremos um aumento de 100% na gratificação( se foi aprovada de 15 para 30 %, em cima do salario inicial diretor)
    aumentando assim a gratificação do do professor coordenador e do vice
    Abs

    Responder
    • 27. apeoesp  |  29/06/2013 às 13:53

      Prezado professor Thiago,
      Sim, o PLC 11/13 foi aprovado pela ALESP.
      Bebel

      Responder
  • 28. ROBERTO FERNANDES TOFOLI  |  26/06/2013 às 02:57

    ola querida educadora BeBel , por favor me responda fiquei sabendo hoje pelo portal da assembleia legislativa de sp que o projeto de lei complementar 15 -2013 que fala do fim da carga reduzida das 10 aulas ,foi aprovado pelos deputados no dia 12-06-2013 na assembleia dos deputados só esta faltando a sansão do seu governador que pode ser ate o dia 5 de julho 2013 sendo assim se for confirmado nós professores que tem 10 aulas reduzidas por falta de opção da escola que não pode oferecer mais aulas pois não tem como vai ficar !!! como vai ficar a situação dos professores de carga reduzidas que pegam só 10 aulas por opção , como vai ficar a situação de professores que estão fora de suas cidades e querem se removerem por uma jornada reduzida pois teriam mais chance de se remover pois tem mais opções de cargas de aulas que se formam mais cargos de reduzidas por favor cobre urgente do juridico pois nós professores estamos sendo novamente prejudicados e com a carga reduzida de 10 aulas teremos mais cargos !!!! obrigado .UM FORTE ABRAÇO FRATERNO ….CONTINUA A LUTA SEMPRE ……………….

    Responder
    • 29. apeoesp  |  30/06/2013 às 14:38

      Prezado professor Roberto,
      Tão logo seja publicada a lei, você deve procurar o departamento jurídico para ingressar com ação individual para preservação de direitos.
      Bebel

      Responder
  • 30. Randouf  |  26/06/2013 às 03:27

    Bebel o aumento de 8.1% que vai ser pago em agosto/13 referente a julho/13,vai ser pago aos aposentados que tem paridade(Emenda 70) de acordo com a nova lei?

    Responder
    • 31. apeoesp  |  30/06/2013 às 14:37

      Prezado professor Radouf,
      Sim, será pago no quinto dia útil de agosto aos das ativa e aposentados.
      Bebel

      Responder
  • 32. Jones Freitas  |  26/06/2013 às 13:46

    Bebel olhe isso e repasse por favor!!!!

    Descrição: Descrição: B0763A90-9D30-49F2-B8A8-A96C69478480Temperatura alta – Azedou a relação entre o Palácio do Planalto e a cúpula do Exército brasileiro. Sem que a presidente Dilma Rousseff fosse consultada, o Exército destacou os melhores e mais preparados oficiais da inteligência para dar proteção diuturna ao ministro Joaquim Barbosa, relator do processo do Mensalão do PT (Ação Penal 470).

    Ao criar o esquema que dá garantia de vida a Joaquim Barbosa, que tem ojeriza a esse tipo de situação, o Exército, que se valeu de militares cedidos à Agência Brasileira de Inteligência, acabou passando por cima da Presidência da República, do Ministério da Justiça e da cúpula da Polícia Federal, que por questões óbvias não foram consultados, mas a quem, por dever de ofício, caberia a decisão.

    Outros dois ministros do Supremo, Ricardo Lewandowski e José Antônio Dias Toffolli, reconhecidamente ligados ao Partido dos Trabalhadores e a alguns dos seus mais altos dirigentes, também contam com escolta, mas da Polícia Federal. O esquema criado para o ministro-relator não se limite à proteção física, mas inclui também monitoramento constante de ambientes e do sistema telefônico utilizado pelo magistrado.

    Descrição: Descrição: 9D19F523-447D-4B83-BB07-C00B5BA708B3A proteção ao ministro Joaquim Barbosa foi uma decisão tomada pelo alto comando do Exército e pelo general José Elito, do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Esse episódio, que tem como palco a necessária proteção a Joaquim Barbosa, deve aumentar a tensão entre Dilma e os militares, que ganhou reforço extra com a criação da Comissão da Verdade, que investigará apenas os crimes cometidos por agentes do Estado durante a ditadura, deixando de fora os protagonizados pelos terroristas que chegaram ao poder no vácuo de um discurso fácil, repetitivo e mentiroso.

    Pressão e censura feitas pelos petralhas do governo forçam mudança no comando da Rede Globo

    Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net/
    Leia também o site Fique Alerta – http://www.fiquealerta.net/
    Por Jorge Serrão – serrao@alertatotal.net

    Descrição: Descrição: 34BBF4FA-7B00-4D87-A6F6-399263E62DA9Exclusivo – O executivo Octávio Florisbal será substituído da Direção-Geral da Rede Globo porque cansou de suportar as pressões diretas e indiretas do governo, sempre que o jornalismo da emissora detonava matérias negativas contra os esquemas petralhas e de seus aliados. Alegando que a maior rede de televisão do País não pode aceitar se submeter à censura, Florisbal pediu aos irmãos Roberto Irineu e João Roberto Marinho para sair do cargo que será ocupado por alguém com sangue mais frio para suportar tentativas constantes de ingerências políticas: o jornalista Carlos Henrique Schroder – atual diretor-geral de Jornalismo e Esportes.

    A versão de que a família Marinho preferiu se blindar contra as armações político-econômicas dos petralhas no poder vazou entre conversas de lobistas que trabalham para importantes afiliadas da Rede Globo. Os irmãos Marinho aceitaram a troca de Florisbal por Schroder porque as pressões sobre a Globo aumentaram, de forma insuportável, depois que o julgamento do Mensalão no STF ganhou os impensáveis desfechos de condenação para os principais réus políticos.

    Dirigentes globais foram “desaconselhados” por “emissários do governo” a não tentarem uma entrevista exclusiva com o publicitário Marcos Valério. Muito menos a Globo deveria cogitar de comprar e veicular o conteúdo das tais quatro bombásticas fitas que Valério teria mandado um famoso cineasta gravar e editar para comprometer o ex-presidente Lula da Silva e a cúpula do PT com os mafiosos esquemas do Mensalão. O comando das Orgnizações Globo preferiu acreditar nas ameaças e anunciou, depressa, a programada e futura substituição de Florisbal por Schroder. O ex-diretor-geral – que cansou de sofrer pressões – acabou “promovido” para um cargo no novo conselho da emissora, cujos sócios são os herdeiros do falecido Roberto Marinho.

    Bronca maior

    Além de neutralizar a televisão Globo, a máquina de censura petralha gostaria muito de atingir três jornalistas que operam a contra-ofensiva da família Marinho no jornal O Globo.

    Merval Pereira, Ricardo Noblat e Miriam Leitão – que publicam artigos mais contundentes contra os esquemas mafiosos no governo federal – são os alvos preferenciais da petralhada.

    Se a pressão sobre os controladores da Globo aumentar e se tornar insuportável, pode sobrar alguma malvadeza contra um dos três.

    POR AMOR AO BRASIL REPASSEM

    © 2013 Microsoft
    Termos
    Privacidade
    Desenvolvedores
    Português (Brasil)

    Responder
  • 33. MARIA ALVES  |  26/06/2013 às 14:00

    BOM DIA BEBEL.E A APOSENTADORIA ESPECIAL AOS PROFESSORES READAPTADOS NÃO FEZ PARTE DA PAUTA?PARABÉNS PELAS CONQUISTAS OQUE SERÍAMOS ,SEM A LUTA DE NOSSO SINDICATO…

    Responder
    • 34. apeoesp  |  29/06/2013 às 13:52

      Prezada professora Maria Alves,
      Obrigada.
      Sim, fez parte da pauta da greve, mas não se chegou a acordo. Estamos tentando tratar do assunto com a Secretaria de Gestão Pública e trabalharemos para que a SPPrev seja convocada para uma audiência pública na Assembleia Legislativa.
      Bebel

      Responder
  • 35. Evaneide  |  26/06/2013 às 19:47

    olá Bebel, gostaria de saber se vai haver alguma mudança para a questão do impedimento de remoção em estágio probatório. Todos sabemos que essa é uma questão que prejudica muitos professores. Há alguma negociação nesse sentido?
    Obrigada

    Responder
    • 36. apeoesp  |  29/06/2013 às 13:50

      Prezada professora Evaneide,
      O governo não aceita mexer neste dispositivo. Vamos insistir, mas o caminho continua a ser as ações judiciais.
      Bebel

      Responder
  • 37. nane  |  26/06/2013 às 23:55

    Bebel, e sobre o número de faltas dos professores cat. O, nenhuma novidade?

    Responder
    • 38. apeoesp  |  29/06/2013 às 13:48

      Prezada professora Nane,
      Não. O governo não aceita mexer neste aspecto da lei. De toda forma, solicitamos reunião com a Secretaria de Gestão Pública para tratar da lei como um todo.
      Bebel

      Responder
  • 39. Cátia  |  27/06/2013 às 11:58

    Bebel,
    Gostaria de saber sobre a remoção para quem está no estágio probatório, pois tenho ouvido dizer que todos poderão participar da remoção para 2014, isso procede? Saiu alguma resolução sobre este assunto?

    Responder
    • 40. apeoesp  |  29/06/2013 às 13:22

      Prezada professora Cátia,
      Não poderá participar. A legislação exige que seja cumprido o interstício de 4 anos no mesmo cargo/função.
      Bebel

      Responder
      • 41. luciano  |  09/07/2013 às 05:16

        Mas o periodo de avaliação estagio probatorio nao é de 30 meses??? quem ingressou em 1/02/2010 termina agora esse estagio ficticio?????

      • 42. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:11

        Prezado professor Luciano,
        O estágio probatório é de três anos.
        Bebel

  • 43. Rose  |  27/06/2013 às 15:37

    afinal, passe livre para professor não foi reivindicado, como ficamos?

    Responder
    • 44. apeoesp  |  29/06/2013 às 13:17

      Prezada professora Rose,
      A APEOESP reivindica conforme definições de suas instâncias (Congresso, Assembleias, Conselho Estadual de Representantes). Esta proposta não foi apresentada ou votada em nenhuma dessas instâncias.
      Bebel

      Responder
  • 45. Cristiane  |  27/06/2013 às 20:23

    Olá Bebel,
    Vejo novamente que nada foi abordado sobre a situação dos professores em estágio probatório, cuja lei em vigor me impede de participar do artigo 22. Acompanho a oferta de aulas na minha região e fico obrigada a trabalhar a 420km da minha casa por 1095 dias. Exceto a liminar que a Apeoesp luta todo ano existe alguma mudança prevista?

    Responder
    • 46. apeoesp  |  29/06/2013 às 13:07

      Prezada professora Cristiane,
      Este assunto já foi abordado inúmeras vezes. A posição do Governo não mudou. O decreto mantém as restrições. O único caminho possível continua a ser as ações judiciais.
      Bebel

      Responder
  • 47. CARLA  |  27/06/2013 às 20:50

    ola Bebel
    gostaria que me tirasse algumas duvidas,eu era antiga cat L dai virei O ja estou no meu segundo ano sem interrupção de contrato queria saber quando recebo ferias e recisao?ela e referente a um ou aos dois anos trabalhados?obrigado

    Responder
    • 48. apeoesp  |  29/06/2013 às 13:03

      Prezada professora Carla,
      Você já deveria ter recebido férias. Por favor, ligue para 11.33506214 e verifique como proceder,
      Bebel

      Responder
  • 49. sandra  |  27/06/2013 às 23:04

    Podemos dizer que quanto a prova para a categoria “O” realmente não mudou nada,pois no final das contas todos participam da atribuição aprovados ou não.O que mudou foi apenas a extinção do termo “não aprovado”.Reconheço todo o esforço de todos pelas melhorias mas, por favor sem maquiagens!!!Já basta o governo que pensa que pode manipular o povo com paráfrases,e de fato consegue porque o povo não sabe o que é paráfrase e do jeito que a educação vai mal….

    Responder
    • 50. apeoesp  |  29/06/2013 às 12:59

      Prezada professora Sandra,
      Queremos o fim da prova, mas não é correto dizer que nada mudou. Não é tudo o que queremos, mas é muito diferente um professor antes “reprovado” ser chamado depois do processo inicial e participar já no processo inicial, classificado nas mesmas condições dos demais, quando há mais aulas disponíveis.
      Temos muito pelo que lutar, mas é preciso valor os resultados de nossa própria luta.
      Bebel

      Responder
  • 51. prof jose antonio fernandes madeira  |  28/06/2013 às 03:19

    PREZADA PRESIDENTA MARIA IZABEL. POR FAVOR, ENVIEI CINCO EMAILS JURIDICO SR FRANCISCO DE ASIS, SOLICITANDO POR ESCRITO, URGENTE RESPOSTA POR ESCRITO OU CARTA REF. MINHAS AÇÕES ESTAGNADAS, POR PERDA DE PRAZO POR PARTE DOS ADVOGADOS DA APEOESP, CONF ORIENTAÇÃO DO DR PAULO DA 7 VARA DA FAZENDA PUBLICA E DO MEU ADVOGADO PARTICULAR DR TERCIO QUE AGUARDA A CARTA /NOTIFICAÇÃO, PARA JUNTAR AO PROCESSO JUDICAL QUE ELABOROU. POR FAVOR QUERO A RESPOSTA URGENTE. TRATA SE DE CASO GRAVE, SE HOUVE OMISSÃO POR PERDA DE PRAZO DOS ADVOGADOS DA APEOESP, REF MINHAS AÇÕES PARADAS, DESDE O ANO DE 2003. SRA PRESIDENTA MARIA IZABEL, AGUARDO A CARTA DO SR FRANCISCO DE ASSIS URGENTEE POR TRATAR SE DE CASO GRAVE, CONF. ORIENTAÇÃO DA 7 VARA DA FAZENDA PUBLICA. DATA 27/06/13 , ENVIADA AS 00,15 HS. GRATO PROF JOSE ANTONIO FERNADES MADEIRA RG 4508755, MEU TELEFONE 986608358 REPITO 986608358…

    Responder
    • 52. apeoesp  |  29/06/2013 às 12:53

      Prezado professor José Antônio,
      Vou verificar junto ao departamento jurídico o que está ocorrendo, para que lhe enviem uma resposta com urgência.
      Bebel

      Responder
  • 53. Helaine  |  28/06/2013 às 13:08

    Olá Bebel! Participei de toda a mobilização pela luta nos direitos e reivindicações para a Categoria O. Participei do começo ao fim da greve, porém não posso repor minhas aulas… Possuo 29 aulas e de acordo com a direção da minha escola não posso repor já que terá problemas no pagamento.
    Gostaria que explicasse o que é de fato correto, pois não tem sentido.
    Obrigada.

    Responder
    • 54. apeoesp  |  29/06/2013 às 12:47

      Prezada professora Helaine,
      Isto não pode ocorrer. Você tem o direito de repor. Procure imediatamente o departamento jurídico na subsede ou na sede central. Pode ainda ligar para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 55. Denise Maximo Hernandez  |  28/06/2013 às 16:21

    Regina,boa tarde!
    O professor auxiliar será desligado em julho?

    Responder
    • 56. apeoesp  |  29/06/2013 às 12:45

      Prezada professora Denise,
      Tratamos deste assunto com o Secretário, que determinou à CGRH que emita comunicado para que isto não ocorra. Se ocorrer, peço que sejamos comunicados imediatamente.
      Bebel

      Responder
      • 57. Denise Maximo Hernandez  |  08/07/2013 às 20:55

        Sou professora auxiliar, nossas fichas estão todas em ordem mesmo assim não conseguimos manter em julho, segundo a D.E. de ourinhos não é possível manter em julho o pagamento da aula auxiliar e nem o vínculo. Como devo proceder?

      • 58. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:31

        Prezada professora Denise,
        Como em 2012, a SEE ficou de emitir comunicado para que não houvesse o desligamento. Vamos insistir.
        Bebel

  • 59. Wagner  |  28/06/2013 às 17:55

    Ontem li no ig, que o Senador Renan Calheiros está colocando em votação projeto que destina os royalties do pré sal, parcela destinada a educação, a financiar passe livre para estudantes nos transportes públicos. Gostaria de ver nossas entidades combater isso pois é uma tentativa clara de fazer com que esse dinheiro caia nas mãos dos empresários dos transportes e aos poucos voltem para os políticos. Se as entidades da educação não começar a fiscalizar a aplicação desse dinheiro todo, professores continuarão a ganhar baixos salários pois tudo será desviado.

    Responder
    • 60. apeoesp  |  29/06/2013 às 12:42

      Prezado professor Wagner,
      Existe já posicionamento de que os recursos sejam destinados para a educação pública, ou seja, dinheiro público exclusivamente para escolas públicas. A CNTE tem acompanhado o trabalho no Congresso Nacional e mobilizará as entidades no momento devido contra todo projeto que desvie recursos da educação para outras finalidades.
      Bebel

      Responder
  • 61. Gabriela  |  28/06/2013 às 23:13

    A Prova não acabou, só para os categoria F, a prova será classificatória para os professores da chamada “categoria O”?? Como assim???? O que está na notícia: A quarentena será de 40 dias até 2016.Prova classificatória para os professores da chamada “categoria O”. Queremos o fim da prova, mas a EC 19 exige que haja processo seletivo para contratação temporária.
    Fim da prova anual aplicada aos professores da chamada “categoria F”. Contratação temporária??

    Responder
    • 62. apeoesp  |  29/06/2013 às 12:36

      Prezada professora Gabriela,
      Queremos o fim da prova para os professores da categoria O, porém a SEE alega que a Emenda Constitucional 19 exige processo seletivo para contratação temporária, caso deste segmento da nossa categoria. A prova será mantida, mas terá caráter classificatório. Discordamos desta interpretação, pois consideramos que processo seletivo não é necessariamente prova. Temos ação judicial neste sentido, mas não obtivemos liminar e ainda não há sentença. Todo professor que se sentir prejudicado pela exigência da prova pode procurar a APEOESP para ingressar com ação individual.
      Para os professores da categoria F, cuja contratação não é temporária, a prova não será mais exigida.
      A quarentena será reduzida para 40 dias até 2016. Haverá concursos neste período e esperamos que todos possam efetivar-se, pois são 59 mil vagas. Mas não vamos deixar de lutar para que a quarentena deixe de existir.
      Bebel

      Responder
  • 63. Maria Luiza  |  29/06/2013 às 00:41

    Hoje saiu os holeritt na Fazenda, mas não saiu as férias, como os outros prof. Sou “O” e já fiz um ano de contrato em fevereiro de 2013. Não recebi em julho de 2012 e nem em janeiro de 2013. Por quê?

    Responder
    • 64. apeoesp  |  29/06/2013 às 12:31

      Prezada professora Maria Luiza,
      Você deve fazer de imediato requerimento solicitando informações. Protocole na sua escola e peça resposta por escrito. Se não for satisfatória, entre em contato com o departamento jurídico para providências.
      Bebel

      Responder
  • 65. apeoesp  |  30/06/2013 às 13:43

    Prezada professora Clarice,
    Por favor, ligue para 11.33506214 para receber informações e orientações sobre como proceder. Também pode procurar o departamento jurídico na subsede. Anotei o caso também para levar à SEE.
    Bebel

    Responder
  • 66. Paloma  |  01/07/2013 às 18:50

    Bebel nós da antiga CATEGORIA L podemos entrar com ação individual para receber as ferias do ano de 2011,2012 assim como 1/6 ou 1/3 desses anos?
    Me descontaram os 10 dias e até o momento não aconteceu nada referente ao pagamento, alguns colegas já receberam os descontos indevidos e agora o que acontece. No holerit desse mes não veio nada referente a férias tambem. Estou trabalhando desde 2011 e não recebi nada até o momento.
    Obrigada pela atenção e aguardo resposta.

    Responder
    • 67. apeoesp  |  02/07/2013 às 21:06

      Prezada professora Paloma,
      Por favor, entre em contato com o departamento jurídico na subsede. Temos ações coletivas, mas acredito que deva ingressar com ação individual. Pode também ligar para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 68. prof Silva  |  04/07/2013 às 20:24

    A prova é um step para o serviço público, para efetivos e contratados, está na constituição e ponto final.

    É chato ver que ainda há resistência neste sentido. Não há bom ensino sem preparo, por mais didática que se possa ter, não tem ensino sem conteúdo e tempo ministrando não significa nada!!!

    Responder
    • 69. apeoesp  |  06/07/2013 às 14:25

      Prezado professor Silva,
      A EC 19 não fala em prova e sim em processo seletivo. Vamos continuar insistindo pelo fim desta prova, pois ela não afere verdadeiramente todas as competências dos professores e cria obstáculos para a contratação, sendo que há falta de professores.
      Bebel

      Responder
      • 70. prof Silva  |  09/07/2013 às 02:08

        A prova não cria obstáculo para a contratação não, já que até os reprovados estão lecionando. A lista é classificatória. E se há falta de professores tem vagas para todos!!!

        Todos devem fazer e não ir contra, já que o concurso, até então, contava com 80 questões e nos mesmos moldes da prova dos temporários.

        Mas se o sindicato insiste e os professores apoiam o erro…paciência!!!

      • 71. apeoesp  |  13/07/2013 às 15:13

        Prezado professor Silva,
        Não queremos mais professores “reprovados”. O Estado (em seu conceito mais geral) não oferece condições para uma ótima formação dos professores e depois os “reprova”? Isto não faz sentido.
        Bebel

  • 72. Gabriela  |  14/07/2013 às 13:22

    Referente a prova de categoria O, nós sabemos que vamos precisar faze-la todos os anos, mas vai valer a nota maior ou não Bebel? Você sabe me responder ?

    Responder
    • 73. apeoesp  |  21/07/2013 às 13:48

      Prezada professora Gabriela,
      Por enquanto, não. Vale a nota da prova daquele ano. Mas estamos levando esta sugestão à SEE.
      Bebel

      Responder
      • 74. Gabriela  |  22/07/2013 às 20:37

        Poxa, se pelo menos valesse a nota maior, teríamos mais chances na classificação ….. mesmo que para isso tivessemos que fazer a prova todo ano ….é uma pena ….
        Confesso que estou começando a ficar preocupada com o próximo ano …

      • 75. apeoesp  |  27/07/2013 às 12:35

        Prezada professora Gabriela,
        Não compreendo sua preocupação, se a prova, agora, não será mais eliminatória. Você considera que a situação atual é melhor?
        Bebel

  • 76. Alícia  |  16/07/2013 às 23:44

    Bebel, Boa noite!
    Sou categoria O, antiga L, e desde 2007 não recebo minhas férias proporcionais e nem 1/3 que penso ser direito de todo cidadão brasileiro. Enviei solicitação a DE para recebimento, mas mesma alegou não ser direito. Fui até a subsede e a Secretária ligou para a advogada que atende aqui para saber quais procedimentos tomar, porém ela foi categórica ao dizer que não cabe nem ação, pois os categorias O realmente não tem direito, pois não tem 12 meses de trabalho contínuos. Acabei não entendo, pois sempre leio em seus posts, que nós O temos direito sim e que devemos entrar com ação.

    Responder
    • 77. apeoesp  |  20/07/2013 às 16:45

      Prezada professora Alícia,
      Todo servidor que completa 12 meses de trabalho tem direito a férias. No caso dos professores da categoria O, na medida em que tem seus contratos prorrogados, completam este tempo e passam a ter o direito, previsto na LC 1093/09. Gostaria de saber qual é a sua subsdede. Poderia me informar?
      Bebel

      Responder
  • 78. Iride  |  26/07/2013 às 13:46

    Oi Bebel, gostaria de saber se há alguma novidade a respeito dos descontos para a aposentadoria das licenças saúde se foi julgado algum mandato se nós professores que estamos nessa situação tem mesmo que estar pagando esse tempo de afastamento. Obrigado..

    Responder
    • 79. apeoesp  |  27/07/2013 às 11:22

      Prezada professora Iride,
      Ainda não temos decisão judicial favorável. Estamos agora cobrando da Assembleia Legislativa que promova audiência pública com a presença da SPPREV, SEE, SGP para discussão do assunto.
      Bebel

      Responder
  • 80. Gabriela  |  27/07/2013 às 12:39

    Claro que essa situação atual está melhor, mas como a nota da prova será classificatoria, quanto maior a nota da prova, melhor não? Por isso que acredito que mesmo tendo que fazer a provas todos os anos, a nota maior deveria valer como um criterio de seleção.

    Responder
    • 81. apeoesp  |  31/07/2013 às 13:58

      Prezada professora Gabriela,
      Valerá a nota do ano em curso. Tentamos fazer com que valha a maior nota já alcançada, mas ainda não conseguimos resultado nisto.
      Bebel

      Responder
  • 82. Clemildo Demétrio Arçari  |  16/08/2013 às 19:28

    Favor, gostaria de saber dos APOSENTADOS que não receberam em AGOSTO/2013 o REAJUSTE DE 8,1%, conforme anunciado pela Apeoesp assinado pelo Governador Geraldo Alkmin, em vigor a partir de 01/07/2013. Obrigado

    Responder
    • 83. apeoesp  |  17/08/2013 às 13:02

      Prezado professor Clemildo,
      Não deveria ocorrer. Neste caso, deve solicitar explicações à SPPREV. De posse da resposta, procurar o departamento jurídico para ajuizar ação cabível.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,805,200 hits

%d blogueiros gostam disto: