SEE altera resolução sobre perícias médicas

11/09/2013 at 18:08 84 comentários

Foi publicada no Diário Oficial do Estado do dia 07/09/2013, a Resolução SE nº 62/2013, que altera a Resolução SE nº 01/2013, que instituiu o Programa de Perícias Médicas da Pasta.

Foram acrescentados quatro pará­grafos à Resolução SE 01/2013, que tratam dos valores a serem pagos aos médicos que se encontram cadastrados no serviço de perícias médicas da pasta da Educação. Basicamente, os novos parágrafos visam a permitir que os mé­dicos credenciados possam realizar aten­dimentos em polos diferentes daqueles aos quais se vincularam, desde que não haja médicos suficientes nos polos para os quais pretendem se deslocar.

A medida é decorrência de reclama­ções e pleitos dos professores, levados ao Secretário da Educação pela APEO­ESP e visam reduzir o agendamento de perícias médicas em polos distantes das residências dos professores, fato que vem ocorrendo cotidianamente. N reunião que manteve com o Secretário Adjunto em 02/09/2013 o assunto foi tratado, conforme noticiado no APEO­ESP Urgente nº 50.

Consideramos a medida ainda insufi­ciente e vamos acompanhar a sua imple­mentação. A APEOESP e os professores pleiteiam da SEE que assegure o atendi­mento dos professores em suas próprias regiões, com agilidade e qualidade.

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Presidenta Dilma sanciona lei que destina recursos do petróleo e gás natural para Educação e Saúde Apeoesp defende o direito dos professores receberem as horas trabalhadas no sábado como serviço extraordinário

84 Comentários Add your own

  • 1. Jefferson  |  11/09/2013 às 22:37

    Presidenta as férias para os ingressantes do ano de 2012 serão pagas esse mês ou mês que vem ?uma amiga me disse é verdade?

    Responder
    • 2. apeoesp  |  14/09/2013 às 10:34

      Prezado professor Jefferson,
      Sim, esta é a informação da CGRH.
      Bebel

      Responder
  • 3. João  |  13/09/2013 às 21:48

    Bebel, nao foi falado mais nada sobre as férias que alguns professores não receberam. Afinal, em que situação ficou?

    Responder
    • 4. apeoesp  |  14/09/2013 às 10:30

      Prezado professor João,
      Se o caso for de professor efetivo que ingressou em 2012, as férias devem ser pagas ainda neste mês ou em outubro.
      Para outros casos, devem ser encaminhados nome, RG e demais informações para presiden@apeoesp.org.br para que possamos solicitar providências à SEE.
      Bebel

      Responder
  • 5. Prof. LUIS  |  18/09/2013 às 13:51

    Cara presidenta
    Gostaria de saber se professor aposentado por invalidez (70%) do salario tem o direito de pedir aposentadoria integral

    Responder
    • 6. apeoesp  |  19/09/2013 às 10:10

      Prezado professor Luis,
      Por favor, ligue para 11.33506214 e informe-se melhor.
      Bebel

      Responder
  • 7. Anna  |  18/09/2013 às 17:14

    Boa tarde !

    A atribuição em 2014 será contado para a categoria F apenas tempo de serviço? E Será em Unidades escolar ou Diretoria de ensino?Quai mudanças a categoria F passará?
    grata
    Anna

    Responder
    • 8. apeoesp  |  19/09/2013 às 10:09

      Prezada professora Anna,
      Será computado o tempo de serviço e a atribuição inicial será na escola.
      Bebel

      Responder
  • 9. Anna  |  18/09/2013 às 17:21

    Terei que tirar licença maternidade , sou do interior de São Paulo , onde terei que fazer pericia ?

    Responder
    • 10. apeoesp  |  19/09/2013 às 10:09

      Prezada professora Anna,
      Verifique junto à DE o pólo mais próximo de você.
      Bebel

      Responder
  • 11. KattiKatti  |  18/09/2013 às 23:28

    Desculpe o espaço, mas não sabia onde perguntar. Boa noite Bebel! No sábado dia 19 de outubro teremos mais um dia de trabalho aos sábados imposto pelo desgoverno do PSDB, pois bem meu diretor marcou REMATRÍCULA, e disse que ninguém poderia faltar pq ele daria INJUSTIFICADA, falei pra ele que aos sábados não trabalho e que nem abonei ainda neste ano….que então seria minha primeira falta……ele respondeu que seria uma injustificada e prejudicaria minha llicença prêmio…..por favor Bebel isso procede?

    Responder
    • 12. apeoesp  |  19/09/2013 às 10:06

      Prezada professora Katti,
      Para nós, trata-se de um abuso. Por favor, procure o departamento jurídico na sua subsede ou ligue para 11.33506214 para verificar como proceder.
      Bebel

      Responder
  • 13. Daniel de Carvalho Silva  |  19/09/2013 às 02:57

    Bebel, boa noite!

    Sou Categoria O, e fiquei sabendo que os professores categoria O nao poderao participar do reforço aos sábados! Que absurdo! Uma pena, pois estava motivado a dar aula de reforço, mas por esse impedimento, nada se realizara!

    Responder
    • 14. apeoesp  |  19/09/2013 às 10:05

      Prezado professor Daniel,
      Há muitos impedimentos na forma de contratação do professor da categoria O, além da precariedade da contratação. Queremos condições dignas de contratação e de trabalho para todos os professores.
      Bebel

      Responder
  • 15. Daniel de Carvalho Silva  |  19/09/2013 às 14:57

    Mas ha alguma possibilidade dele abrirem o reforço para os professoes categoria O? Se nao abrirem, nao vai ter professores suficientes

    Responder
    • 16. apeoesp  |  23/09/2013 às 00:49

      Prezado professor Daniel,
      A restrição ao professor da categoria O foi revogada. Caso não seja aceito, procure o departamento jurídico na subsede,
      Bebel

      Responder
  • 17. dany  |  21/09/2013 às 01:27

    bebel boa noite
    aqui em Franca os medicos não estão assinando os atestados medicos, entegando apenas uma declaração de que esteve em consulta. disseram que foi ordem do IAMSPE. so que as escolas não aceitam a declaração e muitos professores estão sendo prejudicados. o que podemos fazer?

    Responder
    • 18. apeoesp  |  23/09/2013 às 00:35

      Prezada professora Dany,
      Por favor, registre uma queixa formal junto à Diretoria de Ensino e procure o departamento jurídico na subsede.
      Bebel

      Responder
  • 19. Luiz Alberto do Monte  |  26/09/2013 às 23:28

    Estou querendo saber como vai ser o esquema das notas do concurso, como vai ser calculada a nota? Vai utilizar a media do grupo com desvio padrão, quais e como será esses critérios?

    Responder
    • 20. apeoesp  |  01/10/2013 às 14:03

      Prezado professor Luiz Alberto,
      Ainda não foi divulgado.
      Bebel

      Responder
  • 21. senna  |  27/09/2013 às 01:29

    7. A Coordenadoria de Gestão de Recursos Humanos publicará no Diário Oficial do Estado, a relação dos candidatos considerados habilitados e não habilitados na prova de aptidão do Curso de ormação…..trecho do edital do concurso…. então continua eliminatório?

    Responder
    • 22. apeoesp  |  01/10/2013 às 13:51

      Prezada professora Senna,
      O curso de formação não elimina no concurso, como era antes. Tampouco, por si, elimina no estágio probatório. O resultado conta para a avaliação do estágio probatório.
      Bebel

      Responder
  • 23. Vera  |  28/09/2013 às 19:45

    Boa tarde!

    Sou efetiva em dois cargos e gostaria de saber se posso ter uma jornada Integral e outra inicial. Posso ter 65 aulas com alunos ou essas 65 aulas já contam com os ATPCs. grata

    Responder
    • 24. apeoesp  |  01/10/2013 às 13:17

      Prezada professora Vera,
      Você pode ter duas jornadas, em dois cargos diferentes. Sobre os limites para acúmulo e os ATCs, por favor, ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 25. Vera  |  29/09/2013 às 18:43

    Bom dia, Bebel,
    Desculpe tirar minhas dúvidas neste espaço, mas vi sua sugestão de procurar DE para ver polos mais próximos de nós. Porém, a escola onde trabalho é que faz o agendamento de perícias, sendo que me informaram que para licenças até 15 dias “assistentes da secretaria” podem agendar, mas acima de 15 dias somente a “secretária” que tem a senha pode agendar.
    Pergunto: Por que só a secretária, se antes, qualquer “assistente” podia marcar perícias, independente da quantidade de dias de licença? E se a “secretária” não estiver na escola?. E quanto ao discurso do “Governo” que as perícias iriam melhorar e seriam feitas nas regiões próximas de nosso trabalho; pelo menos aqui na “Leste 2” não é o que está ocorrendo.
    Por exemplo, fiquei sabendo que uma professora conseguiu vaga somente em “Sorocaba”. E no meu caso que levei “atestado médico” à escola, um dia após a consulta, a secretária disse que naquele momento só tinham vagas de perícias em “Jundiaí, Osasco e Pindamonhangaba”. Ela foi prestativa, ficou com cópia do atestado, dizendo que tentaria mais tarde ou então no outro dia para ver se teriam vagas mais próximas, e que perito pode retroagir a licença 5 dias da marcação pela escola. Pois bem, então deixei cópia e no dia seguinte (3 dias da data do atestado), foi agendada perícia para Região Centro-Oeste; mas acredito que foi o local mais próximo que conseguiu, sendo que sou da Região Leste 2. Ou seja, como se vê, muitos agendamentos não são próximos e muitas vezes as vagas são somente para interior São Paulo.
    Então gostaria de saber, por que está ocorrendo isto? Será que é em todas as regiões de ensino, ou somente na Leste 2? pois muitas vezes, não temos opções de perícias em locais próximos a nós, como nos discursos feitos na mídia. Será que o “Governo” e “Sindicatos” sabem disto? Estão fazendo alguma coisa, ou o que será feito para melhorar este quadro? Será que é somente para licenças acima de 15 dias?
    Obrigada e aguardo resposta.
    Vera

    Responder
    • 26. apeoesp  |  01/10/2013 às 13:01

      Prezada professora Vera,
      Quanto ao funcionamento interno da escola, não tenho conhecimento de que o mesmo valha para todas as demais escolas. Em relação aop agendamento em locais mais próximos, o governo alega falta de profissionais em número suficiente para contratar, por isso autorizou um profissional de um determinado polo a se deslocar a outro polo, em dias diferentes. Caso persista a dificuldade de agendamento em local próximo, o professor deve procurar o departamento jurídico na subsede para providências. Veja no próprio texto as tentativas de contornar esta situação. Nós, da APEOESP, recorreremos à justiça, em ação individual, sempre que o professor for pejudicado.
      Bebel

      Responder
  • 27. Marcia  |  29/09/2013 às 19:10

    Boa tarde Bebel?
    Gostaria de saber se atribuição 2014, será para os F (nota da prova+tempo de serviço)?Em relação as categorias será os F e depois O?Segundo rádio peão o processo seletivo será dia 20/10, ou seja, o projeto de lei está agora na Alesp independente disso os F faram prova enquanto não sai a votação?Quais providências a Apeoesp irá tomar para acelerar a votação na Alesp?Obrigada e aguardo o seu comentário para q eu possa informar os outros colegas de trabalho…………URGENTE

    Responder
    • 28. apeoesp  |  01/10/2013 às 12:55

      Prezada professora Marcia,
      Não haverá mais prova para os professores da categoria F. A atribuição para os professores da categoria F será na escola; para os professores da categoria O, na DE. Os projetos de lei deve ser votados em regime de urgência na ALESP.
      Bebel

      Responder
  • 29. Franklin  |  30/09/2013 às 16:32

    Olá!!! Gostaria de saber se o sindicato tem uma posição com relação à forma como o governo elaborou a prova para o concurso? Sendo uma avaliação descabida e mais como pedagogos do que especialistas das áreas. Abc!!!

    Responder
    • 30. apeoesp  |  01/10/2013 às 11:56

      Prezado professor Franklin,
      Legalmente, não há o que possamos fazer, a não ser que se possa demonstrar algum tipo de fraude. A justiça sempre se recusa a julgar causas que tenham a ver com provas e avaliações de concursos e seleções. A alegação é que não como julgar objetivamente essas causas.
      Bebel

      Responder
  • 31. doralice  |  30/09/2013 às 17:10

    boa tarde

    E a respeito da urv como fica o posicionamento do sindicato já que o supremo deu parecer favoravel aos processos existentes.

    sem mais

    Responder
    • 32. apeoesp  |  01/10/2013 às 11:53

      Prezada professora Doralice,
      Realizei uma consulta ao departamento jurídico. Tudo o que se refere a direitos dos professores será realizado pelo sindicato. Publicarei informações aqui no blog.
      Bebel

      Responder
  • 33. Vanda Rodrigues  |  09/10/2013 às 17:01

    Olá!, boa tarde Bebel, e meus parabéns por todas as conquistas de nosso Sindicato. Sou Professora- Categoria F, readaptada. Por favor estou com dúvidas. Em abril deste ano comecei a tirar licença-saúde, até então tudo certo, não foi negada nenhuma. Sou do interior de SP. Resido próximo a cidade de Jales-SP, em agosto o Secretário de minha Escola agendou outra licença, só q tive q fazer esta Perícia na cidade de Marília, pois em Jales, S.J.Rio Preto, Americana, Campinas, Botucatu, Araçatuba (SP), etç, não havia vagas. Minha perícia foi agendada com meu consentimento dia 23/09/2013 em Marilia-SP. A Perícia foi as 12 h. Meu irmão foi comigo dirigindo, msm pq fico muito mal se viajar sozinha. E hoje dia 9/10/2013, fiquei pasma, saiu publicado em DOE, somente 36 dias de licença de um atestado de 60. Passei com uma Psiquiatra, q me mandou aguardar em DOE. E agora vou ter q entrar com recurso, pq só me deram 36 dias. Pq estãofazendo isso?? pq estão negando licenças??? eu fui fazer perícia em um lugar distante de minha cidade, tomo medicamentos forte e caros, faço terapia. Como podem negar licença a uma pessoa q msm readapatada esta doente. Como devo proceder Bebel???. É inadmissível q façam isso com seres humanos-doentes, e meu caso não é o único não. Quem mora em SP, vem fazer perícia no interior, q quem é do interior faz perícias em grandes centros.Até ai tudo bem!, como é recente já já as coisas irão melhorar, só queria entender pq negam licença de 60 dias e só dão parcialmente 36 dias.Ficaram 24 dias, no q entrarei com recurso. No dia da perícia eu levei xerocado os medicamentos q tomo, bem como todos os remdios, se acaso a Médica Perita me pedisse levei tbm os medicamentos, e msm assim só me deram 36 dias, niguem birnca de ficar doente Bebel,pq esses médicos negam licenças?? ou dão apenas 36 dias??? OBRIGADA!! DESCULPE FALAR, MAS TENHO Q RECORRER AO SINDICATO E SEI Q VC TERÁ UMA RESPOSTA PARA ESSAS MINHAS DÚVIDAS,OBRIGADA E SUCESSO A VC NA LINHA DE FRENTE DE NOSSO SINDICATO.

    Responder
    • 34. apeoesp  |  10/10/2013 às 12:56

      Prezada professora Vanda,
      Obrigada pelas suas palavras.
      De fato, é um absurdo o que estão fazendo. O Estado parece querer suprir a falta de professores, que ocorre por causa dos baixos salários, carreira ruim e más condições de trabalho, obrigando professores doentes a trabalhar e impedidno aposentadories de professores que tiraram licenças.
      Obviamente, temos tratado deste assunto com o Secretário da Educação e voltaremos a tratar. Com sua permissão, utilizarei seu caso como exemplo e vou exigir providências.
      Ingresse com o competente recurso, com ação judicial e o que mais for necessário. Cada causa que for ganha, é mais uma possibilidade de reverter este quadro.
      Quanto às perícias, está tudo mesmo uma bagunça. Temos conseguido reverter alguns agendamentos absurdos, mas esta situação não pode continuar.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 35. Vanda Rodrigues  |  09/10/2013 às 17:07

    HÁ!! Bebel, o mais interessante q me intrigou? foi q hoje dia 9/10/2013, foi publicado em DOE, 36 dias, q por incrível q pareça coincide exatamente com a data da perícia, fui contar os 36 dias publicados e caiu justamente dia 23/09/2013, dia q fui a Marília fazer perícia. Muita coincidência né!!Bjos Bebel. Parabéns , graças a deus estou livre da prova Categoria F.Mais uma batalha ganha. Obrigada por tudo, por favor responda minha pergunta tá!!

    Responder
  • 36. katia elizia cianfa mesias  |  23/11/2013 às 03:23

    Bebel, que faco? Sou de Americo de Campos, ha 550 km de SP. Estou em licenca medica psiquiatrica desde 2009. Fui chamada uma so vez ao Dpme em 2010. Minha ultima pericia foi em SJRP. Fui atendida por um ortopedista que que negou 90 dias . Entrei com recurso e aguardo desde setembro. Dia 29 de outubro iniciei nova licenca de 60 dias e a pericia saiu para o dia 28/02/2014 em SANTOS!!!!! Tenho ansiedade generalizada . Nao posso nem imaginar essa viagem tao longa, os gastos, o desgaste emocional que ja passo mal. Ha como mudar o local pericia? Tenho 51 anos e 32 no servico publico estadual. Hoje sou Peb 2 efetivo. O ano q vem completo tempo + idade. Me ajude. Abs

    Responder
    • 37. apeoesp  |  24/11/2013 às 13:00

      Prezada professora Katia,
      Por favor, envie e-mail com seu nome completo, RG, DRE e a local da perícia para presiden@apeoesp.org.br solicitando alteração para próximo de sua residência. Vamos encaminhar à CGRH.
      Bebel

      Responder
  • 38. Vanda Rodrigues  |  05/12/2013 às 16:31

    Olá!! boa tarde Bebel, novamente venho pedir ao nosso Sindicato e a vc a Presidente q me ajude e a tantos outros Professores (as)no quesito licença-saúde q nós Professores estamos penando com licenças negadas por Médicos Peritos. Já deixei um comentário de uma licença favorável parcialmente de 36 dias de uma licença de 60 dias, entrei com recurso após publicação e DOE. Bebel entrei com outra licença q iniciou em 11/10/2013, fiz a perícia em Americana-SP, pois aqui em Jales não há médicos psiquiatras q é meu caso. Há peritos em outras especializações, e em outras não, deste modo tive q fazer a perícia longe mais uma vez.. Mas até ai tudo bem, pois sei q descentralizou e as coisas vão melhorando e sei tbm q a Apeoesp está fazendo a parte q lhe cabe.Viajar longe para mim é sempre um transtorno, tenho pânico,tomo fortes medicamentos e sempre alguem de minha família me acompanha, mas até ai tudo bem sei q as coisas irão melhorar. O problema Bebel é que esta perícia foi agendada em 2/12/2013, e segunda feira passei com o perito q me mandou aguardae em DOE e já fiquei com medo pois tinha certeza q sairia negada e hoje 05/12/2013, saiu publicada em DOE, negada. Pq?? só gostaria de saber pq os médicos estão negando licença saúde??, a anterior a esta foi de 36 dias me deram parcial, e agora foi negada os 60 dias. meu Deus!, fico desesperada, não estou doente pq quero, estou doente, fazendo terapías ( muito caro), medicamentos caros, viagens caras, para depois sair negada licença??? até quando vamos ser humilhados assim??,Será q estão negando pq sou readaptada?? e eles acham q a gente não fica doente?? e ainda nos tratam com desprezo, até com raiva e fazem tantas perguntas, qto tempo está com depressão??? qto tempo está com síndrome do pânico, se tenho religião( e ai até riu da minha cara), fiquei horrorizada com o o Dr que me atendeu. Desculpa a pergunta tão grande Bebel, mas não sei mais o q faço, muito descaso desses médicos, tratam-nos como lixo, mal olham para nossas caras e ainda negam licenças??, querem q a gente volte ao trabalho, pois entendo q isto chama-se pressão psicológica, mas eu não vou voltar, vou entrar com outro recurso. Só queria Presidente bebel q vc me respondesse pq o DPME, está negando licença-saúde minha, é pq sou readaptada??, readaptado não fica doente??, desde de já, muito obrigada, por favor responda a minha pergunta q aguardarei ansiosa. Bjos Bebel e parabéns a Vc nossa líder sempre com competência melhorando e fazendo muito pela educação em SP.

    Responder
    • 39. apeoesp  |  08/12/2013 às 12:42

      Prezada professora Vanda,
      Temos levado este assunto constantemente ao secretário da educação e demais instâncias do governo. Verifique junto ao departamento jurídico na sua subsede se há possibilidade de alguma ação quanto a isto.
      Bebel

      Responder
  • 40. Vanda Rodrigues  |  16/01/2014 às 01:10

    Boa noite Bebel, eu gostaria de saber pq os médicos peritos estão negando licenças e até msm os recursos q pedimos ao secretário. Se o DPME descentralizou?? pq esses médicos não nos dão os dias q temos direito?? e ainda zombam da gente, nos tratam como seres inferiores, nos mandam aguardar em DOE, e se a gente questionar o pq não colocam os 60 dias, ou pq não nos dão, eles são muito mal educado, e falam de novo, frios sem sentimentos aguarda em DO. Pq esse Governador desgraçado e se Secretário estão fazendo isso com Professores doentes?? bebel por favor faça alguma coisa nossas licenças estão sendo negadas até com Secretário. Isso é caso de polílicia,Naõ estamos brincando de ficar doentes, Tem dedo desta praga do Governador e seus comparsas, eles devem pagar para esses malditos médicos negar licença e nos forçar a trabalhar, msm dopados de medicamentos. Eqto usufruem da dinheirama do trensalão, cambada viu!! Se negar em última instância oq fazer?? ou não há mais nada a ser feito??? Por favor Bebel conversa com esse Secretário, com esse Governador frio, Venho aqui em nome de tantos outros Professores(as) q estão penando com licenças negadas, recursos, descontos. Eles estão negando tudo verifique por favor. Obrigada!!! aguardo respostas cara Presidenta. Essa situação tem q ter um basta não é possível. Bjos Fk com Deus.

    Responder
    • 41. apeoesp  |  18/01/2014 às 15:28

      Prezada professora Vanda,
      Entendo e sou solidária com todos os professores que passam por esta situação. Infelizmente, diante de nossas colocações, o Secretário chegou a dizer “é proibido faltar”, como se os professores escolhessem ficar doentes. obviamente, vamos insistir. Porém, sugiro que procure o departamento jurídico para verificar o que pode ser feito para questionar o laudo do médico perito, em defesa de seus direitos.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 42. Vanda Rodrigues  |  14/02/2014 às 16:22

    Olá!! boa tarde Bebel,venho pedir por obséquio q vcs do Sindicato do qual sou associada, se posicionem o mais rápido possível sobre nossas licenças- Saúde e reconsiderações q estão descaradamente negadas até em última instância. Nós funcionários Públicos estamos sendo vítimas deste Governador truculento e de seu Secretário tbm. Ontem dia 13/02/2014 pasme qse todas as pessoas q eu conheço me telefonaram para me dizer suas licenças sairam negadas, qdo fui consultar a minha reconsideração vi q tbm haviam negado, estou com ódio deste DPME e destes médicos desgraçados q são pagos para negar nossas licenças. Fui várias vzs naquele lugar deplorável( antro) q é o DPME, fazer perícia, e agora q descentralizou a coisa piorou, pq?? negam nossas licenças aqui no interior de SP?, estão negando tudo( uma forma de forçar Professores(as) doentes a voltar para a Escola). Em Americana, Campinas,Presidente Prudente-SJRP- Araçatuba, etç. Pq não colocam os dias dos quais temos direito???? pq nos tratam como lixos? debiloides?, sequer olham em nossas caras( qdo olham la vem a sabatina, os pqs??? pq a senhora está de licença, qto tempo faz, o q a senhora tem este problema de saúde, q remédios a senhora toma??? já foi internada alguma vez??? terrorismo cara Bebel, terrorismo q esses médicos estão fazendo conosco. E último perito q passei me olhou com deboche, e até sorriu com aquele ar cínico típico deles.Pq esses médicos apos descentralização estão fazendo isso??? pq negar licença se o testado e relatório estão lá na mesa dele?? os cids tbm,?? é so ler???, será q eles tem medo se ir para o olho da rua se negar licenças, temem perder o emprego??? pq eles perguntam tantas coisas Eles não colocam os dias e nos mandam aguardar em DOE e ai já até deduzimos q licença-saúde,sairá negada. Quero q estes médicos recebam em troco o q estão fazendo conosco, quero q fiquem doentes q morram!!. Bebel, não suporto mais, isso vai além da maldade é demoníaco, são bando de demônios lidando com pessoas extremamente vulneráveis, doentes, dopadas, q precisam viajar longe( a saga continua), eu msm preciso sempre ir com irmão,ou algum primo. Minha reconsiderção saiu negada ontem dia 13/02/2014. E agora vou entrar com outro pedido ao Secretário. Nossa esperança, digo de novo, é a APEOESP e os DEPUTADOS, q estão muito sensilbILIzados com tamanha pervesidade COM Q ESTES PERITOS ESTÃO FAZENDO CONOSCO, aposto q dão risadas, e é ano ELEITORAL EO GOVERNADOR QUER SER REELEITO, DEUS ME LIVRE DESTE DEMÔNIO DE NOVO AQUI EM SP, QUERO VER ELE GANHAR, ELE DÁ AS ORDENS E DPME ACATA, O CARA MANDOU NEGAR LICENÇAS, as pessoas podem morrer, q se lixem, mas é para negar, são pagos para negar licença, não é possível cara Presidenta Bebel, Espero q vcs se posicionem em nosso favor conversando com o Secretário, é muita falta de respeito negar licença a quem está deonte, isso é Inconstitucional, mas passam por cima da lei e a gente q se dane. Há q se verificar Bebel pq tantas licenças negadas em um só dia, há q se verificar quem está mandando negar licenças( eu vejo de tudo,pessoas q tiveram AVC, com muletas, fazendo quimio, com suas licenças negadas).Quem manda negar??? A GENTE SABE QUEM MANDA NÉ?? HÁ Q SE FAZER UMA CPI NESTE LUGAR DPME ONDE MEU PRONTUÁRIO ESTÁ, e fiscalizar estes Doutorzinhos o pq de negar licença, ai tem, e como tem. Telefonei para Apeoesp mais próxima e eles me disseram q se sair negada de novo, nada podem fazer q meu pagamento será descontado isso procede Maria Izabel??? eu e todas as pessoas q estamos sofrendo por motivos de saúde e mais ainda com licenças e reconsiderações negadas.queremos saber, pq pagamos o Sindicato e queremos q vcs apurem o pq de negar tantas licenças é possível vcs fazerem isso npor nós!!!??. MUITO OBRIGADA DESDE JÁ, AGUARDO RESPOSTAS.

    Responder
    • 43. apeoesp  |  16/02/2014 às 11:48

      Prezada professora Vanda Rodrigues,
      A reunião da executiva da APEOESP realizada na semana passada decidiu pautar este assunto com o Secretário da Educação e com outros órgãos do governo. Estamos estudando também que medidas judiciais podem ser tomadas para preservar os direitos dos professores. Casos individuais podem ser encaminhados junto ao departamento jurídico, na subsede, por meio de mandados de segurança.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 44. Vanda Rodrigues  |  18/02/2014 às 02:20

    Cara bebel, meu recurso junto ao Secretário coloquei hoje no correio e com certeza vai sair negada a reconsideração. Pois todos os recursos em última instância foram negados, Uma amiga minha teve o pagamento todo cortado como puderam fazer isso?, ela está arrasada, pq tem uma filha q estuda e tbm ajuda nas despesas em sua casa, Disse a ela q falaria com vc Cara Presidenta, pelo q eu sei a Escola( Secretário(a), não podem cortar pagamento, quiçã a fazenda. Alegaram q a licença foi negada em última instãncia, ok, mas descontar o pagamento todo é contra a lei, Sei q o descontao é de 10% do q a Professora ganha e todo o mês vão descontando até findar. Obrigada de novo. POR FAVOR CONVERSA COM ESTE SECRETÁRIO MALÉFICO, PQ ELES ESTÃO IREEDUTÍVEIS QUER Q VOLTEMOS PARA A ESCOLA SEM CONDIÇÃO NENHUMA. OBRIGADA!! vcs precisam fazer alguma coisa por nós para q as licenças não saiam negada, PORFAVOR!. OBRIGADA.

    Responder
    • 45. apeoesp  |  23/02/2014 às 15:27

      Prezada professora Vanda,
      Vou conversar, na próxima reunião. Quanto à sua amiga, deve procurar de imediato o departamento jurídico na subsede.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 46. Vanda Rodrigues  |  27/02/2014 às 02:48

    CARA BEBEL,Me explica melhor o pq cortar pagamento inteiro, a fazenda pode fazer isso??? estou querendo saber pq com certeza meu recurso sera negado junto ao Secretario, e ai??? como devo consultar,a apeoesp??? mas eles falam q não podem fazer nada??,cara Bebel vc precisa colocar essa pauta, vários recursos estão sendo negados em última instãncia, e a fazenda está cortando o pagamento inteiro, não seria parcelado em 10 vzs o q daria mais ou menos 10% do q a gente ganha??? por favor nos explique melhor. Minha amiga é arrimo de lar, ela está desolada, devendo. E eu e tantos outros estamos aguardando nosso último recurso sair em DOE, para ver o q acontecee vai sair negando pq estão mandando negar tudo verifique isso por favor. VCS PRECISAM FAZER ALGO POR NÓS POR FAVOR. NÃO É JUSTO CORTAREM NOSSOS PAGAMENTOS DE UMA SÓ VEZ. A escola de minha amiga é em Auriflama-SP. O hollerth dela veio zerado ela q não está bem chorou muito e ainda chora, sorte os irmãos a ajudaram neste mês. Mas ela quer voltar e Diretor a preciona tbm a voltar a lecionar, ela está muito doente. Como fica nossa situação?? não vejo luz no fim do túnel esse secretário fascista é pau mandado, do Governador q, manda negar e vou mais longe manda cortar pagamento,,,não aguento mais, prefiro morrer a continuar assim. POR FAVOR NOS SOCORRAAAAAA, PELO AMOR DE DEUS.

    Responder
    • 47. apeoesp  |  02/03/2014 às 16:15

      Prezada professora Vanda,
      Entendo a situação e acho mesmo absurda. Vou levar este caso e outros semelhantes ao Secretário em nossa próxima reunião. Verificarei também junto ao departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
    • 48. apeoesp  |  05/03/2014 às 19:34

      Prezada professora Vanda,
      Transcrevo resposta (provisória) do departamento jurídico:
      “Precisamos saber se a questão está em fase administrativa ou judicial (principalmente para dar o melhor direcionamento à questão). De todo modo, o art. 111 do Estatuto dos Funcionários Públicos (Lei 10.261/68) garante que “As reposições devidas pelo funcionário e as indenizações por prejuízos que causar à Fazenda Pública Estadual, serão descontadas em parcelas mensais não excedentes da décima parte do vencimento ou remuneração ressalvados os casos especiais previstos neste Estatuto. Assim, caso realmente fique comprovada a obrigatoriedade de ressarcimento, a Fazenda não pode descontar mais do que 10% da remuneração mensal.”
      Bebel

      Responder
  • 49. Vanda Rodrigues  |  03/03/2014 às 01:25

    Seja rápida Bebel por favor, pode usar meus comentários se quiser, não aguento mais, q situação humilhante para com um Profissional da Educação!!. Obrigada!. Esta situação tem q ter um basta, eles( médicos q são pagos) , nãopodem negar licenças assim?? q horror, somos tratados como lixos, como seres inferiores.

    Responder
    • 50. apeoesp  |  04/03/2014 às 14:05

      Prezada professora Vanda,
      Sim, professora, serei rápida. Temos reunião nesta semana e vou tratar do assunto.
      Bebel

      Responder
  • 51. Vanda Rodrigues  |  06/03/2014 às 02:27

    Obrigada bebel, muito obrigada li seu comentário, e espero q meu salario seja parcelado na Fazenda, caso não occorrer entrarei judicialmente, Abraços Presidenta

    Responder
  • 52. margarete  |  07/03/2014 às 20:42

    No dia 04/03, fiz uma pergunta que não foi respondida e nem aprece mais. Se se puder responda-me por favor. O desconto feito do pagamento de dezembro/2011 no dia 28/02/202, receberemos? Recebemos as férias, mas e o atrasado? Obrigada.

    Responder
    • 53. apeoesp  |  09/03/2014 às 14:18

      Prezada professora Margarete,
      Este desconto é objeto de ação judicial vencida pela APEOESP, da qual pedimos execução. Entretanto, o Estado recorreu. Estamos aguardando providências do judiciário.
      Bebel

      Responder
  • 54. angela luiza  |  07/03/2014 às 21:50

    boa noite
    sra.presidenta da apeoesp
    gostaria de saber se um concurso de PEBl realmente será a solução ,afinal a maioria das cidades do estado estão municipalizadas suas escolas de ciclol ,veja bem a categoria O JÁ PERDEU MUITO ISTO É PROFESSORES DE 20 ANOS DE CARREIRA,suponhamos que nem tdos tenham a felicidade de passar no meu ver será mais uma frustração da categoria pois aqueles que não passarem nem a chance de escolha terão numa possível atribuição,repense melhor antes de brigar,devemos ver os prós e os contras.Agora pense numa possível estabilidade para esses professores que estão na rede nós merecemos respeito.não trabalharmos com medos como trabalhamos,isto é deixe como esta certo,não complique.obrigada pela oportunidade de desabafo.

    Responder
    • 55. apeoesp  |  09/03/2014 às 14:24

      Prezada professora Angela,
      O Secretário confirmou que haverá, sim, o concurso para PEB I em todas as cidades que possuem vagas. Muitas cidades não municipalizaram e tem cargos vagos. Quanto aos professores da categoria O, defendemos que tenham os mesmos direitos dos professores da categoria F até que tenham oportunidade de prestar concurso público.
      Bebel

      Responder
  • 56. Vera  |  19/03/2014 às 15:37

    Boa noite, Bebel,
    Neste mês levei um atestado a escola para 01(uma) falta médica; porém, precisei ir novamente a consulta/exames e o médico me deu outro 01(um) dia. Fui a escola para marcar perícia para este dia e a auxiliar me disse que licença é a partir de 02(dois) dias. Então, gostaria de saber se isto é verdade, pois se não podemos ter mais que 1 falta médica por mês pela escola, acredito que quando necessita-se ir ao médico novamente, a perícia teria que ser marcada para este 1 dia. Além disso, acredito que não seja verdade o que a auxiliar da escola me disse sobre não ser possível marcar perícia para 1 dia, pois já ví publicada licença de 01(um) dia no D.O.E. para outras pessoas.
    Aguardo resposta o mais rápido possível, para poder me amparar na lei, e solicitar marcação da perícia na escola.
    Obrigada,
    Vera

    Responder
    • 57. apeoesp  |  22/03/2014 às 12:17

      Prezada professora Vera,
      O artigo 3º da lei 1041/08 diz que “Deverá ser requerida licença para tratamento de saúde ou licença por motivo de pessoa da família, nos termos da lei, se o não comparecimento do servidor exceder 1 (um) dia.” ou seja, a partir de dois dias. Confirme esta informação e oriente-se melhor pelo telefone 11.33506214.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 58. cristian1979  |  23/03/2014 às 01:22

    Saudações Bebel,
    Estive lendo os comentários e me senti sensibilizado, pois também estou passando por um problema parecido, com relação aos atestados médico negados.
    No ano passado, após quase uma década lecionando para o estado fui acometido por uma severa depressão, pela primeira vez na minha existência eu pensei em desistir da vida, mesmo com apoio familiar, não sentia mais a alegria de viver. O fator preponderante foi a desilusão profissional (ainda que tenha ciência de que ser professor é uma das missões mais belas que pode haver).

    Fui em meados de fevereiro de 2013 ao hospital do servidor e passei pela psiquiatria (inclusive passando por um período de internação) e de fevereiro de 2013 até janeiro de 2014 eu fiquei afastado por licença médica. Inclusive por conta da possibilidade de suicídio o médico recomendou que meus familiares ficassem atentos a mim.
    Apesar de tudo o que passei neste período tenebroso, em conversas com o terapeuta, fui renovando as esperanças profissionais e pessoais, fato este que me fez voltar para a sala de aula.
    Entretanto, mesmo com todo este histórico médico, tive minhas licenças negadas, entrei com recurso e reconsideração junto ao secretario no DPME e foram negadas. Mesmo sendo atestado do HSPE.
    Me sinto totalmente sem direção neste momento. Já pensei em desistir da profissão, mas ao mesmo tempo sei que estas licenças negadas são injustas. Quero brigar pelos meu direitos e provar que não fiquei doente por diversão. Muito pelo contrário, a dor que a depressão, a ansiedade crônica e o pânico gera é desumano. O que fazer? Também tenho sido pressionado pela direção da escola sobre estas licenças negadas, com ameaças de corte de salário e até exoneração a bem do serviço publico.

    Responder
    • 59. apeoesp  |  30/03/2014 às 13:43

      Prezado professor Cristian,
      Nesta semana estivemos com o Secretário de Gestão Pública. Um dos pontos tratados foi este. Ele comprometeu-se a reunir-se com o DPME para discutir o assunto e, eventualmente, alterar procedimentos. Vamos aguardar as providências. Este ponto está entre nossas reivindicações.
      Bebel

      Responder
  • 60. Patricia Gomes Massa  |  02/04/2014 às 00:27

    Boa noite Presidenta Bebel, gostaria de saber pq as Diretorias de Ensino estão mandando , alguns funcionários q cuidam de licenças, readaptação, etç, irem até as Escolas e fazer pressão com readaptados. Nesta semana uma pessoa da Diretoria de Ensino foi a minha Escola, somos 4 readaptados, ela fez tantas perguntas, tivemos q apresentar, documentos( atestados, relatorios, exames, mostrar todos os medicamentos, mostrar papéis q s vzs já até perdemos. A Pessoa fez uma entrevista, disse q há readaptados, q estão tirando licença só para não trabalhar, fiquei chocada, pois tenho uma amiga q tem problemas de coluna grave, e msm readaptada não tem condições de trabalhar, ela tira licença e as mesmas não saem negadas. Presumo cara Bebel q isso seja mais uma ordem lá de cima. Enfim, Apos entrevista, ficamos com medo, pois a pessoa nos disse q farão uma varredura no Estado de SP, e quem estiver tirando licença, será cortada a readaptação, ou exonerados.A entrevista foi ontem em minha Escola. Levei tudo qto foi papeil, estou com medo. Nem readaptado e trabalhando temos paz??, obrigada!!! E quem está readapatdo e doente, não pode ficar doente, tem q voltar. Qta humilhação a nós Educadores.

    Responder
    • 61. apeoesp  |  06/04/2014 às 13:07

      Prezada professora Patrícia,
      Levamos este tipo de caso à Secretaria da Educação há alguns dias e prometeram averiguar os abusos que vem sendo cometidos pelo DPME. Pelo que me diz agora, é a própria SEE que vem fazendo este tipo de pressão. Por favor, envie um email relatando este caso para presiden@apeoesp.org.br para que eu possa levar ao próprio Secretário, em reunião próxima que será agendada.
      Obrigada.
      Bebel

      Responder
  • 62. Vanda  |  30/05/2014 às 01:43

    Boa noite Bebel e parabéns pela vitória, continuarás sendo a Presidente da Aapeoesp, volto a focar no assunto de relevãncia, agora q vc se reelegeu volte os olhos para nós q estamos de licença-saúde e elas continuam saindo negadas, está uma pouca vergonha, mór descaso para nós educadores, somos tratados como lixo humano. Vcs precisam fazer alguma coisa por nós, estamos a deriva, olha não vou deixar mais comentários aqui, já pedi, implorei e nada, é so licenças negadas, viagens longas, médicos frios q riem de nossa cara, até ado vai continuar isso?? espero q a apeoesp se manifeste. Obrigada. Não sou só eu represento aqui milhares de professores com o msm problema, licenças negadas em última instãncia.Obrigada!

    Responder
    • 63. apeoesp  |  01/06/2014 às 12:52

      Prezada professora Vanda,
      Sim, levamos o caso mais de uma vez ao Secretário da Educação, que se comprometeu a tratar do assunto junto ao DPME e à Secretaria de Gestão Pública. Ele alega que há protocolos e procedimentos que regulam esta matéria, mas prometeu interceder. Por outro lado, sempre é possível, em casos que justifiquem, recorrer ao departamento jurídico da APEOESP para recursos.
      Bebel

      Responder
  • 64. Gicele Rodrigues Cerqueira  |  07/06/2014 às 02:17

    Estou de licença saúde e já são três negadas,perdi a minha saúde mental trabalhando,salas lotadas,barulho.Os peritos atendem,falam pra eu continuar afastada,mas a licença sai negada.Hoje fui ao DPME entrar com reconsideração,haviam vários professores reclamando da mesma situação.Não sei quem vai nos ajudar,estamos doentes,eu não saio só,tomo remédios controlados, ,não entendo por que a APEOESP se cala diante desse quadro desesperador.A minha vontade é de trabalhar,pois de licença o salário diminui muito,mas não tenho a menor condição mental de voltar para a sala de aula.O que o DPME está fazendo com os professores, a APEOESP deveria denunciar,tornar público,pois é desumano o que fazem conosco.Quem passa no concurso e quer ingressar o DPME barra é considerado inapto,mas quem já perdeu a saúde trabalhando e quer se tratar tem a sua licença negada.É um fato revoltante,peço que o sindicato faça algo por nós,SOMOS INÚMEROS professores que estamos sofrendo com essa situação e a cada licença negada, a nossa saúde piora e a dose do remédio é aumentada,por Deus Bebel faça algo por nós.Agradeço a atenção

    Responder
    • 65. apeoesp  |  07/06/2014 às 15:48

      Prezada professora Gicele,
      Entendo sua situação e estou totalmente solidária. Apenas um reparo: a APEOESP não se cala diante desta situação. Se você ler nossos boletins, disponíveis no site da APEOESP (www.apeoesp.org.br) e textos aqui mesmo neste blog, verá que levamos esse tipo de caso ao Secretário da Educação e ao então Secretário de Gestão Pública, Davi Zaia. Ambos ficaram de conversar com os médicos peritos, mas alegaram que eles cumprem determinados procedimentos legais etc e tal. Nós não desistimos dessa luta. Voc~e também pode procurar auxílio jurídico na subsede, para ingressar com mandado de segurança individual e outros recursos.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 66. Gicele Rodrigues Cerqueira  |  10/06/2014 às 20:58

    Obrigada Bebel por sua atenção e pelas orientações!

    Responder
  • 67. Amarilda J. T. Silva  |  09/07/2014 às 02:05

    Cara presidente Bebel lendo os comentários que os colegas vem colocando sobre licença médica aproveito para deixar meu depoimento. Leciono no estado desde 2003, porém fui acometida por problemas neurológicos e ortopédicos que impedem de exercer minha profissão e desde que foi mudada a política estou sentindo pressionada e humilhada. Desde dezembro do ano passado minhas licenças estão sendo negadas, venho recorrendo.
    Foi marcada uma junta médica e nesse dia minha humilhação foi muito grande, As profissionais que me atenderam pediram que retirassem toda minha roupa sendo que meu problema é no braço, ombro e mão direitos. Foi muito constrangedor. Isso foi em março e até agora não saiu resultado da junta médica e nas perícias pelas quais tenho passado (atendida sempre pelo mesmo profissional, um cardiologista) há descaso, desinteresse e sempre negadas as licenças.
    Decepcionada, acuada e cada vez mais doente. A quem devo recorrer, aliás nós profissionais da educação a quem devemos recorrer.
    Tenho medo de ser exonerada ou ter eu voltar pra sala de aula sem condições de trabalhar.

    Responder
    • 68. apeoesp  |  13/07/2014 às 14:04

      Prezada professora Amarilda,
      Esta situação de fato está ficando insuportável. Já questionamos o secretário da educação, mas ele responde com evasivas.
      Por favor, procure o departamento jurídico na subsede para orientar-se como proceder. Há uma fase de recursos à Administração e haverá outra, judicial, para fazer valer seus direitos.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 69. filomena aparecida pedroso lopes  |  17/07/2014 às 02:37

    Por favor …estou desesperada pois minhas licenças foram negadas e hje fui a mais uma pericia e tenho certeza que será mais uma vez negada…o que fazer agora…as reconsideraçoes e recurso ainda nao sairam em D.O mais estou vendo que o mesmo irá acontecer…..

    Responder
    • 70. apeoesp  |  19/07/2014 às 13:25

      Prezada professora Filomena,
      Temos levado esses casos ao Secretário de Educação, que diz nada poder fazer, por se tratarem de critérios médicos. Assim que for publicada a resposta ao recurso, se for negativa, você deve procurar o departamento jurídico, na subsede, para ajuizar mandado de segurança.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 71. Myriam  |  22/07/2014 às 02:08

    Boa Noite Bebel , sou readaptada mas em licença saúde, e é claro com licenças negadas, outras não, recursos em andamento. Fui convocada para uma junta, mas não fui, pq nem fiquem sabendo, pq q pessoa q olha o DO estava de férias na escola, e agora?? q eu faço, há algum justificação para q eu possa mandar para DPME?? para eles marcarem de novo uma nova junta??, ou vou deixar de ser readaptada?? me ajuda?? q faço??? a Escola pode mandar um papel justificando??? obrigada;eu psso ser mandada embora?? jesus q medo!!

    Responder
    • 72. apeoesp  |  27/07/2014 às 15:19

      Prezada professora Myriam,
      Por favor, envie seus dados e seu relato para presiden@apeoesp.org.br para que possamos levá-lo à reunião com o Secretaria de Gestão que estamos agendando. Você também consultar o departamento jurídico da APEOESP para verificar o que pode ser feito. Ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 73. FRANCISCO FERREIRA CUTRIM  |  28/07/2014 às 21:09

    Sou da Diretória de ensino de Osasco, estou de atestado médico desde 20/06/2014 fiz a perícia médica dia 15/07/2014 e tardiamente saiu a publicação ( licença de 30 dias acabando no dia 19/07/2014 e só publicaram no dia 29/070/2014. quer dizer que, perdi 10 dias de trabalho, estou sendo prejudicado dessa forma ). O que faço ?

    Responder
    • 74. apeoesp  |  02/08/2014 às 13:41

      Prezado professor Francisco,
      Você deve entrar em contato com o departamento jurídico na subsede ou ligar para 11.33506214 para verificar que providência pode ser tomada.
      Bebel

      Responder
  • 75. Vanda.  |  21/08/2014 às 23:08

    Olá boa noite! Cara Bebel, estou em licença saúde, e tenho recursos em q o Sr Secretário de Gestão Pública ainda irá analisar, Tive licenças negadas e estas estão junto ao Gestor Público, pois Diretor do DPME negou. Minha Escola recebeu um comunicado da Fazenda, para q cortem nossos pagamentos ( espero q seja em cima de 10% do nosso salário).Eu disse cortem nossos pagamentos pq todos os Professores em licença saúde negadas em 1 recurso , e indeferido tbm terão pagamentos cortados em SP. A pergunta Bebel é: Eles descontam msm sobre 10% do recebemos?? ( pq tenho uma amiga q teve pagamento zerado, e ela é arrimo de lar). Isso ao meu ver e em cima da Lei é Inconstitucional cortar todo o pagamento. Eles parcelam como??, gostaria q vc sanasse isso a nós q estamos em licença e agora ,,msm com recurso em andamento teremos descontos na folha. Outra pergunta se qdo o Digníssimo Gestor Público der favorável essas licenças nós seremos ressarcidos?? e se Gestor Público negar tudo??, como devemos proceder?? pq dá abandono de cargo e muitas coisas, por favor me explica, pq nunca passei por essa situação. Muito obrigada!!! e meus parabéns pelas conquistas.

    Responder
    • 76. apeoesp  |  23/08/2014 às 11:42

      Prezada professora Vanda,
      No nosso entendimento, estão sendo cometidos muitos desmandos no caso das licenças médicas. Há, obviamente, casos nos quais a licença não cabe, por um motivo ou outro, mas há muitos procedimentos incorretos e os professores estão sendo prejudicados. Nesta semana uma comissão da APEOESP esteve no DPME para tomar conhecimentos dos casos existentes e lutar para que sejam revistos. Muitos estão fora dos prazos de recursos e tiveram que recorrer à justiça.
      No nosso entendimento, nenhum desconto pode zerar o salário do professor, mas nem sempre o estado respeita isso.
      Sugiro duas providências: envie suas informações e o relato do seu caso para presiden@apeoesp.org.br e ligue para 11.33506214 para obter informações e orientações.
      Bebel

      Responder
  • 77. eliadetomeeliadeEliade  |  10/05/2015 às 08:28

    Bebel moro em SP Capital e só tem vaga para passar na pericia médica em Presidente Prudente, o que devo fazer? Isso é um absurdo!!!

    Responder
    • 78. apeoesp  |  10/05/2015 às 14:17

      Prezada professora Eliade,
      Você tem que recorrer ao Centro de Qualidade de Vida da SEE (0800-7700012) ou à Ouvidoria da Secretaria (11.32182129 ou http://www.educacao.sp.gov.br/portal/institucional/Ouvidoria). Vínhamos fazendo isso, mas não está dando resultado. A SEE coloca a culpa no DPME e vice-versa. este é um dos pontos da nossa greve. Na reunião do dia 13 de maio pretendemos voltar novamente ao assunto, mas a relações estão tensas, como você pode imaginar.
      Bebel

      Responder
  • 79. Vanda  |  04/10/2015 às 04:48

    Bom dia Bebel, e parabéns pelas conquistas e todo apoio a nossa classe. Por favor estão comentando por ai q Professor readaptado q está de licença-saúde terá sua readaptção cortada, isso procede??, é o meu caso, sou readaptada desde de 2010, e estão dizendo q Governador irá mandar cortar readapção dos professores q estão de licença. Faço uso de medicamentos fortíssimos, tenho depressão recorrente, transtorno obcessivo compulsivo, síndrome do pânico( um mês atrás minhas irmãs davam-me banho) será possivel?? meu Deus!!, Por favor dependo desse dinheiro para consultas, comprar remédios q são muitos, me ajuda Bebel, estou desesperadam insegura, q esse governo quer?? nos matar, estou doente, as vzs prefiro morrer q ficar nesta angustia, medo, obrigada!!!

    Responder
    • 80. apeoesp  |  04/10/2015 às 11:40

      Prezada professora Vanda,
      Nada há de oficial sobre isto, mas deste governador não podemos duvidar de nada. Se ele tentar algo do tipo encontrará nossa resistência.Vamos nos mobilizar e o departamento jurídico estará pronto para quantas ações judiciais forem necessárias.
      Bebel

      Responder
  • 81. Fabi  |  19/10/2015 às 16:18

    Estou angustiada, prezada Presidenta:
    Estou em licença médica, por stress, depressão, fortes dores, tomando medicamentos fortíssimos que me impedem de dirigir e tenho 2 cargos longe de minha residência os quais utilizo carro rodovia para transitar de uma escola a outra senão não cumpro horários e jornadas! Mas desde inicio de setembro, quando me afastei todos os GOES já me avisaram e são categóricos em me falar que minha licença será negada, que terei problemas, porque estou no probatório, etc. A médica já me avisou o tratamento é a médio prazo trabalho em escolas com violência contra professores, eu mesma já chamei conselho tutelar outros professores policia, é dificil, estou quase pedindo exoneração! e para ajudar minha pericia foi marcada para ACREDITEM SÓ DIA 12/01/2016!!! Como um perito irá avaliar a gravidade em que me encontrava há 5 meses atrás??? e se precisar tirar outra já me avisaram que essa pericia pode ser entes da primeira e ser negada e cortarem meu salário no final do ano!!! Enfim que bagunça é essa onde não temos direito de adoecer, minha escola de um cargo irá fechar para ajudar, tudo junto estou em pânico! Pode uma perícia ser feita tanto tempo depois assim? e a segunda ser feita antes de uma primeira porque a primeira está vencendo enem fui periciada ainda…. O QUE FAZER…? Desculpe o desabafo… Obrigada desde já! e desculpe pela angústia mas acho que ela é geral da classe

    Responder
    • 82. apeoesp  |  24/10/2015 às 13:55

      Prezada professora Fabi,
      Entendo em sou solidária em sua angústia. Não é pra menos. Sugiro que procure o advogado na subsede para ver meios de apressar a perícia. Por outro lado, só poderá agir contra o Estado se e quando a licença for negada.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 83. marcio  |  23/02/2016 às 11:55

    bom dia! meu nome e marcio e meu prontuario encontra se no dpme e toda licença que tiro tem que ir naquele inerno que fede a lixao… ate uma gripe ou conjuntivite miseros 7 dias tenho que ir la! o que fazer pra que eu volte a fazer a pericia aqui em taubate? obg pela atençao!

    Responder
    • 84. apeoesp  |  28/02/2016 às 13:20

      Prezado professor Márcio,
      Temos discutido com o governo a necessidade de descentralização do atendimento. A descentralização feita pela SEE ocasionou inúmeros problemas.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,831,336 hits

%d blogueiros gostam disto: