APEOESP reúne-se com Secretário da Educação

17/10/2013 at 13:42 65 comentários

Em reunião com o Secretário da Educação, na tar­de de quarta-feira, 16 de outubro, tratamos de alguns assuntos emergenciais que vêm suscitando dúvidas entres os professores.

Concurso PEB II

Foi esclarecido que:

a) O Secretário pretende preencher os 59 mil cargos ainda durante o ano de 2014, iniciando com a con­vocação de 20 mil aprovados para posse em janeiro.

b) Todo professor aprovado no concurso, ainda que não tome posse, tem direito à pontuação para efeito de atribuição de aulas e outras finalidades, conforme a legislação.

c) As duas questões dissertativas do concurso versarão sobre questões de temas pedagógicos, conforme edital e instruções especiais.

A APEOESP já enviou às subsedes a Revista de Edu­cação com as resenhas da parte pedagógica e encami­nhará, nos próximos dias, as revistas com as temáticas específicas, de acordo com a liberação pelas gráficas.

Lembro ainda que a APEOESP vem insistindo junto à SEE para que seja promovido também concurso para PEB I.

Processo seletivo para categoria O

A APEOESP solicitou o adiamento da prova em uma semana para que os professores tenham mais tempo para se preparar. O Secretário comprometeu-se a estu­dar a viabilidade e dar um retorno o mais breve possível.

Diante de reclamações de candidatos sobre a bi­bliografia, tendo em vista que o comunicado sobre a prova se refere à bibliografia anterior à Resolução SE 52/13, o Secretário informou que isto ocorre porque o procedimento para o processo seletivo deste ano aconteceu antes da publicação desta Resolução. Vale, portanto, para a prova deste ano, a bibliografia anterior.

Perícias médicas

Frente ao problema do agendamento de perícias médicas para locais distantes das residências dos pro­fessores, tratou-se do seguinte:

a) Os casos que chegarem ao conhecimento da APEOESP continuarão a ser encaminhados para a SEE/CGRH, que realizará o reagendamento. No caso de não haver solução a contento o(a) professor(a) deve procurar o departamento ju­rídico na subsede.

b) O Secretário afirmou que estenderá o serviço de perícias médicas para 70 diretorias de ensino até o final do ano e resolverá em definitivo a questão durante o ano de 2014. Criará também uma clínica de psiquiatria para o atendimento de perícias mé­dicas dos professores.

Jornada dos professores readaptados

Levamos ao Secretário a reclamação dos professores readaptados sobre a jornada de trabalho que lhes tem sido cobrada, que se baseia em horas­-aula de 60 minutos e exclui as ATPCs. O Secretário comprometeu-se a examinar a questão manifestando em breve um posicionamento.

Falta médica parcial

A administração afirma que somente o professor que tiver 32 aulas (de 50 minutos), excluindo-se as aulas de trabalho pedagógico em local de livre escolha, poderá usufruir até três horas de falta médica parcial. Alega-se que a mudança se deve ao julgamento da ação da jornada do piso, que reconheceu legalidade à Resolução 8/2012. Porém, a APEOESP não concorda com tal entendimento (o professor é contratado para jornada de 40 horas). Também neste caso o Secretá­rio comprometeu-se a examinar a questão dando um retorno o mais brevemente possível.

IAMSPE

Em relação ao projeto de lei que dá direito ao IAMSPE para professores da categoria O, obtivemos a informação de que se encontra na Secretaria da Fazenda, por envolver funcionários de várias áreas e outras mudanças no Instituto, além desta. O Secretário da Educação comprometeu-se a interceder junto à Fazenda para dar celeridade ao processo. A APEOESP também está solicitando audiência com o Secretário da Fazenda.

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

No Dia dos Professores, parabenizo toda a categoria e convido para o show de Martinho da Vila, a partir das 17 horas, no Vale do Anhangabaú. Governo decreta ponto facultativo em 28/10

65 Comentários Add your own

  • 1. Edson Ferreira  |  17/10/2013 às 15:18

    E SOBRE SALÁRIO, O AUMENTO PROMETIDO PARA O SEGUNDO SEMESTRE? VAMOS VER OUTRAS CATEGORIAS LEVAR AUMENTOS E NÓS PROFESSORES COMPRADORES DE ILUSÕES? DEVERIAM TER TOCADO NO ASSUNTO SOBRE O AUMENTO, PROMESSA É DIVIDA E VAMOS COBRAR.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  20/10/2013 às 12:22

      Prezado professor Edson,
      Creio que você deva valorizar mais as conquistas de sua categoria. Nós tivemos neste ano um reajuste de 8,1%. Seria de 6% mas nossa luta elevou o reajuste. As demais categorias tem tido reajustes de 8%. Portanto, não temos nada do que nos diminuir frente a elas. Agora, houve compromisso de nova negociação durante o segundo semestre e o secretário disse que o assunto está sendo discutido dentro do governo. Estamos cobrando.
      Bebel

      Responder
      • 3. Carlos  |  21/10/2013 às 14:13

        Nossa 20 reaisa mais q diferença…eh tanto compromisso… na pratica a coisa eh outra…. PRECISAMOS EXIGIR DO GOVERNO EDUCAÇAO PADRAO FIFA, que nem nossos amigos do Rio….mas infelizmente nao temos um sindicato q nos represente….. isso eh triste….

      • 4. apeoesp  |  23/10/2013 às 14:39

        Prezado professor Carlos,
        Seu comentário não está claro, mas creio que você se refira à ampliação do reajuste de 6% para 8,1%. Lamento que menospreze conquistas da sua categoria e se preocupe em elogiar colegas de outro estado que, até o momento, nada conquistaram. Ao que parece, devem voltar ao trabalho na quinta-feira sem nenhuma conquista, o que eu lamento profundamente. Lembro que nossa conquista não se resume a este percentual. Temos reajustes todos os anos, fruto da nossa luta. Já conseguimos recuperar uma parte importante de nossas perdas. Queremos zerar as perdas e luta por aumento real. Conseguimos a incorporação de todas as gratificações. O Secretário afirma que a questão salarial está em estudos no governo. Não acho correto, nem justo, que alguém tente transformar avanços em retrocessos. Podemos até andar devagar, mas não estamos parados, nem estamos esperando algo cair do céu. Cada passo dado é uma conquista e caminhando fazemos nosso caminho, como dizia Paulo Freire.
        Bebel

  • 5. Prf? Oswaldo  |  17/10/2013 às 16:48

    Boa tarde, Bebel! Reuniu-se com o Secretario, mas e aí? E o aumento salarial prometido para o segundo semestre? E a redução paulatina da jornada? Houveram avanços ou esses tema, tão relevantes, não foram tratados?

    Responder
    • 6. apeoesp  |  20/10/2013 às 12:18

      Prezado professor Oswaldo,
      Foi uma reunião emergencial para tratar de pontos que tem suscitado dúvidas entre os professores, conforme relatei. Entretanto, as questões que você levanta foram tratadas rapidamente. O Secretário disse que a jornada do piso está sendo discutida dentro do governo, em função, inclusive, da homologação do parecer 18/2012 do CNE sobre a questão. Temos também ação judicial tramitando em Brasília e realizaremos mobilizações. Sobre o reajuste, afirmou que há estudos sendo realizados dentro do governo.
      Bebel

      Responder
  • 7. Paulo  |  17/10/2013 às 20:49

    Mas e a redução de aulas por causa da jornada do piso? não falaram nada?

    Responder
    • 8. apeoesp  |  20/10/2013 às 12:15

      Prezado professor Paulo,
      Sim. O Secretário disse que o assunto está sendo discutido dentro do governo, em função, inclusive, da homologação do parecer 18/2012 do CNE sobre a questão. De toda forma, nossa ação judicial continua tramitando em Brasília e vamos programar mobilizações em torno desta questão.
      Bebel

      Responder
  • 9. Gilson  |  17/10/2013 às 22:59

    boa noite, tenho 35 aulas semanais contando com o HTPL e leciono nos 2 períodos, faço tratamento uma vez por semana e utilizo a falta parcial (3 aulas). Não acredito que esse entendimento prevalecera.

    Responder
    • 10. Zeli Miranda Gutierrez Gonzalez  |  12/04/2014 às 05:43

      Boa Noite professor, mas a sua indagação não houve resposta. Seria a mesma questão que eu faria, mas pelo jeito a omissão é a melhor saída. Se não há Instrução ou Comunicado sobre o assunto e se a lei era aplicada de forma diferente até 2008, acredito que não exista um novo entendimento do assunto.

      Responder
      • 11. apeoesp  |  12/04/2014 às 14:37

        Prezada professora Zeli,
        Neste blog, creio que você não precisa se utilizar do comentário de um terceiro para emitir sua própria opinião. Sobretudo por se tratar de um comentário de outubro de 2013! O professor Gilson não fez uma pergunta, mas formulou uma opinião, que foi publicada.
        Bebel

  • 12. Regia  |  18/10/2013 às 04:17

    Bebel, e a implantaçao da jornada do piso? Ja foi esquecido? Näo ia acontecer algo a respeito ainda neste semestre? Ao invés de diminuir para 26 estao aumentando pra 65? E ainda nos tiram o direito da falta médica. Não estou entendenfo.Sei que vc vai falar que ta em Brasilia, bla bla bla. Mas até quando?

    Responder
    • 13. apeoesp  |  20/10/2013 às 12:12

      Prezada professora Regia,
      Obviamente não foi esquecido. Não estamos brincando com este assunto. O Secretário disse que o assunto está sendo discutido dentro do governo, em função, inclusive, da homologação do parecer 18/2012 do CNE sobre a questão. Ao mesmo tempo, continua tramitando em Brasília nossa ação judicial. Vamos também realizar ações e mobilizações de pressão para que haja negociações, conforme compromisso.
      Bebel

      Responder
  • 14. Geraldo Rondelli  |  18/10/2013 às 12:03

    Bebel, bom dia. Uma das espectativas principais quando acontece reunião com o Secretário diz respeito a implementação da jornada. Conforme foi anunciado muitas vezes, seria negociado ainda este semestre. A questão foi tratada na reunião? Quais são as reais possibilidades de haver a implemetação, ainda que de forma paulatina, para o próximo ano? Obrigado pela atenção. Geraldo

    Responder
    • 15. apeoesp  |  20/10/2013 às 12:10

      Prezado professor Geraldo,
      Sim. O Secretário disse que o assunto está sendo discutido dentro do governo, em função, inclusive, da homologação do parecer 18/2012 do CNE sobre a questão.
      Bebel

      Responder
  • 16. elton  |  18/10/2013 às 12:18

    Bom dia,
    Bebel e a jornada do piso? Caso não haja acordo com a Secr. Educação para a redução da jornada (mesmo que seja paulatinamente), quando ela será implantada judicialmente?
    Prof. Elton

    Responder
    • 17. apeoesp  |  20/10/2013 às 12:09

      Prezado professor Elton,
      Estamos insistindo com a SEE pela implementação e vamos realizar ações e mobilizações neste sentido. De toda forma, nossa ação judicial continua tramitando em Brasília. Não é possível ainda prever datas.
      Bebel

      Responder
      • 18. Paulo  |  20/10/2013 às 22:53

        Resumindo, o secretário está enrolando qto a jornada do piso, não há nada de concreto, só diz “estamos vendo, calma”. Sem pressão, nada vai acontecer. O povo está nas ruas, cadê os professores nas ruas?

      • 19. apeoesp  |  27/10/2013 às 12:35

        Prezado professor Paulo,
        No dia 30/10 haverá audiência pública com o Secretário na ALESP. Excelente dia para pressioná-lo. Compareça.
        Bebel

  • 20. Carlos  |  18/10/2013 às 13:53

    blá….blá….blá…. nova reunião com o Secretário e o que discutiram? o que resolveram? NADA.
    Será que realmente o Governo abriu o concurso por pressão do Sindicato? Claro que não, ele abriu o concurso porque precisa de professor na rede e não vai mudar nada a situação, porque 90% dos professores que prestarão o Concurso já estão na rede e outros já são efetivos e o farão apenas para ganhar pontos.
    Ele diminuiu a “quarentena” de 200 dias para Categoria O, não porque o Sindicato pressionou, mas porque ele descobriu que se mantivesse os 200 dias, não haveriam professores na rede para o inicio do ano letivo.
    Ficou de pensar na falta aula médica parcial… piada, não. E as faltas médicas dia, uma por mês.. ridículo..
    O que eu vejo que o sindicato tem “conseguido” ultimamente, não passam de MIGALHAS e atendem à necessidade de pequena parte do professorado.
    Não precisamos de abono de faltas, não precisamos de concursos… precisamos de salários!!!! Simples assim!!!!

    Responder
    • 21. apeoesp  |  20/10/2013 às 12:03

      Prezado professor Carlos,
      Não sei de que disciplina você é professor, mas creio que nós, educadores, mais que ninguém, sabemos que a educação, como a vida, é um processo. Assim também é nossa luta em defesa da categoria e da educação. Não temos ilusões e nunca disseminamos esta ilusão, de que uma reunião, ou duas, ou três reuniões com o Secretário resolvem nossos problemas. Esta foi uma reunião emergencial para encaminhar problemas pontuais surgidos de dúvidas apresentadas pelos professores.
      Agora, é lamentável seu empenho em tentar diminuir qualquer papel do sindicato. Ora, se o governo faz tudo, sem necessidade do sindicato, viva o governo, não é mesmo? Pergunto: de que lado você está? Se você menospreza sua própria capacidade de lutar e conseguir as coisas, peço que não faça isto com seus colegas e com o seu sindicato. Se não quer lutar, se acha que não vale a pena, se acredita que o governo faz tudo por si mesmo, sem necessidade alguma da nossa mobilização, é um direito que lhe assiste, mas eu pergunto porque precisa ocupar este espaço. Apenas fique sentado esperando as coisas acontecerem, porque nós vamos continuar lutando.
      Bebel

      Responder
  • 22. Silvio  |  19/10/2013 às 01:32

    Olá Bebel…com relação ao outro post que aqui deixei referente a uma nova oportunidade para os cursistas do Redefor da UNICAMP e UNESP, você havia me dito que levaria a questão ao secretário. Quando vi o post que o sindicato tinha se reunido com ele eu fui ler ansioso porém , não foi citado nada a respeito…Gostaria de saber se você colocou a questão para o secretário e se ele deu alguma resposta. Sei que parece uma questão pessoal mas, acho que se a Apeoesp fizer um levantamento verá que tem muitos professores que gostariam de uma nova oportunidade de entrega do TCC e/ou uma última chance para ser aprovado em alguma disciplina pois, lutaram bravamente até o final. A USP teve está postura e achei louvável. Desculpa insistir no tema mas, pela situação atual nós professores só temos o sindicato para lutar por nós. Obrigado pela atenção de costume. Abraços.Silviol

    Responder
    • 23. apeoesp  |  20/10/2013 às 11:49

      Prezado professor Silvio,
      Infelizmente, pelo pouco tempo da audiência e um conjunto de assuntos envolvendo o processo seletivo, concurso e outras, não tive a oportunidade de tratar desta questão. Porém, amanhã farei contato com o secretário adjunto para levar a ele o problema. Peço desculpas pelo ocorrido, mas realmente não foi possível.
      Bebel

      Responder
  • 24. Alcione  |  19/10/2013 às 20:00

    O tempo de espera em relação aos pedidos de aposentadorias também deveria estar na lista de assuntos emergenciais.O que está sendo cobrado do secretário da educação sobre este desagradável fato?Alcione

    Responder
    • 25. apeoesp  |  20/10/2013 às 11:47

      Prezada professora Alcione,
      Em vários momentos o Secretário prometeu agilidade, mas em outros alega problemas com a SPPREV. A Assembleia Legislativa já aprovou audiência pública sobre a questão das aposentadorias, faltando apenas marcar a data. Vamos discutir este assunto lá também, para que sejam agilizados estes procedimentos.
      Bebel

      Responder
  • 26. Rose  |  19/10/2013 às 22:56

    Boa noite
    No encontro com o Secretario não foi discutido a diminuição da jornada de trabalho ( questão de um terço)?

    Responder
    • 27. apeoesp  |  20/10/2013 às 11:43

      Prezada professora Rose,
      Sim. O Secretário disse que o assunto está em discussão dentro do governo, inclusive devido à homologação do Parecer CNE/CEB 18/2012 pelo Ministro da Educação.
      Bebel

      Responder
  • 28. Marilena  |  19/10/2013 às 23:26

    Bebel, gostaria de tirar uma dúvida quanto ao que foi confirmado sobre a mudança da Licença premio em pecúnia .Ja esta vigorando este ano 2013,

    Responder
    • 29. apeoesp  |  20/10/2013 às 11:42

      Prezada professora Marilena,
      Ainda não. Não foi aprovado. Depois de aprovado será sancionado pelo governador. Deve vigorar em 2014.
      Bebel

      Responder
  • 30. keli  |  20/10/2013 às 20:31

    Olá Bebel
    Me esclareça uma duvida, com essa mudança do calendário para o ano letivo/2014, com a antecipação do inicio das aulas como fica o professor categoria O? Pois não vai ter dado o tempo da quarentena, vamos poder concorrer nas primeiras atribuições mesmo assim?

    Responder
    • 31. apeoesp  |  27/10/2013 às 12:36

      Prezada professora keli,
      Sim, mas só poderão assinar contrato e iniciar aulas após os 40 dias.
      Bebel

      Responder
  • 32. Cristiane Salvador  |  21/10/2013 às 14:45

    Por favor poderá ser pago mais de mês de licença premio em pecunia? Poi na lei diz um mês somente, saíra outra lei?

    Responder
    • 33. apeoesp  |  23/10/2013 às 14:34

      Prezada professora Cristiane,
      Somente 30 dias, assim como nas férias, para celetistas, apenas 1/3 pode ser pago em pecúnia.
      Bebel

      Responder
      • 34. Cristiane Salvador  |  23/10/2013 às 23:20

        E para professor efetivo é o mesmo? 30 dias?

      • 35. apeoesp  |  27/10/2013 às 12:11

        Prezada professora Cristiane,
        Não consegui entender sua dúvida.
        Bebel

  • 36. marcia  |  21/10/2013 às 22:42

    BEBEL, O PROCESSO SELETIVO PARA OS PROFESSORES CATEGORIA O SERÁ CLASSIFICATÓRIO?? E SE AQUELE PROFESSOR NÃO ALCANÇAR A MEDIA PODERÁ ENTRAR COM O TEMPO DE SERVIÇO???

    Responder
    • 37. apeoesp  |  23/10/2013 às 14:16

      Prezada professora Márcia,
      Não há mais linha de corte. A prova é classificatória. Assim, parece-nos que o tempo de serviço não será mais utilizado. Vamos aguardar.
      Bebel

      Responder
  • 38. marli25  |  23/10/2013 às 10:32

    Bom dia,
    sabemos que a prova dos candidatos é classificatória. Porém, tenho uma duvida: Será feito primeiro a atribuição para os habilitados, é isso mesmo? Aguardo retorno, grata

    Responder
    • 39. apeoesp  |  23/10/2013 às 12:59

      Prezada professora Marli,
      No nosso entendimento, este deveria ser o procedimento, mas a SEE não costuma fazer desta forma. A classificação é única, pela nota da prova. Entretanto, qualquer professor habilitado de acordo com a LDB pode requerer as aulas atribuidas a um não habilitado.
      Bebel

      Responder
      • 40. Paulo Sergio Pereira Simões  |  23/10/2013 às 22:38

        eu gostaria de saber se já está certo quanto a questão de somar a nossa nota da prova da categoria O, com a pontuação do tempo de serviço, pois eu não vejo coerência se não for assim, porque não somar?… a apeoesp de Santo André falou que vai somar sim… estou no aguardo… obrigado.

      • 41. apeoesp  |  27/10/2013 às 12:15

        Prezado professor Paulo Sérgio,
        Como há muitas informações desencontradas sobre como será composta a nota da prova e feita a classificação dos professores da categoria O, vou buscar informações mais precisas neste segunda-feira e publicarei aqui no blog.
        Bebel

  • 42. Analu  |  23/10/2013 às 16:19

    Olá Bebel, fui contemplada no recebimento do bônus: anos 2001 e 2002 mas estou muito desapontada com tamanha demora para o recebimento do mesmo.Virá com Juros e correção?Posso esperar da APEOESP,SINDICATO DO QUAL SOU ASSOCIADA A MAIS DE 30 ANOS? JÁ AGRADEÇO POR ALGO QUE COM CERTEZA PODE FAZER!

    Responder
    • 43. apeoesp  |  27/10/2013 às 12:26

      Prezada professora Analu,
      O pagamento é feito pelo Estado e é bem conhecida a demora para cumprir as decisões judiciais. Nosso sindicato, como sempre, está atendo e pressionando para que tudo seja feito o mais rapidamente possível. Vencemos a causa, mas a batalha continua.
      Bebel

      Responder
  • 44. Val  |  24/10/2013 às 00:15

    Boa noite. Com a mudança do calendário para 2014 (copa), a atribuição passará a ser entre 22 e 24 de janeiro?… Mas quem é cat O e o contrato entingue em dezembro não vai participar da atribuição inicial?

    Responder
    • 45. apeoesp  |  27/10/2013 às 12:09

      Prezada professora Val,
      A quarentena deve ser cumprida para a assinatura do contrato. Assim, podem participar da atribuição e aguardar o decurso dos quarenta dias para iniciar o contrato.
      Bebel

      Responder
  • 46. Ana  |  24/10/2013 às 11:39

    Bebel,
    Sou prof. categoria O, tirei 50 na prova e tenho 3 pontos, vou poder usar meus pontos para me classificar com 53 pontos??
    Desde já agradeço!

    Responder
    • 47. apeoesp  |  27/10/2013 às 12:05

      Prezada professora Ana,
      Há muitas informações desencontradas sobre como será feita a classificação dos professores da categoria O. Vou buscar informações mais precisas neste segunda-feira e publicarei aqui no blog.
      Bebel

      Responder
  • 48. Maria  |  24/10/2013 às 23:09

    Boa noite Bebel, você está falando que ele não vai contar os pontos é um absurdo olha estou sentindo muito mal com isso, quanto mais nós pedimos ajuda só afundamos, eu achei que ia melhorar, mas estou perdendo tudo, consegui uma média boa, mas tenho 20 anos de sala de aula, vai ser jogado fora o que mais ele vai tirar de nós categoria O, a não contar os quinquênios que perdi que eram três, olha eu não vejo nenhuma conquista!

    Responder
    • 49. apeoesp  |  27/10/2013 às 11:53

      Prezada professora Maria,
      Há uma certa confusão quanto a essa questão da pontuação, que vamos esclarecer com a SEE já na segunda feira. Na realidade, a informação que temos é que o tempo de serviço não comporá a nota da prova. Por outro lado, a nota da prova é determinante para a classificação. Mas não foi dito, nem escrito, que o tempo de serviço não entra na classificação. Vou buscar o esclarecimento e publicarei aqui no blog.
      Bebel

      Responder
  • 50. marciatozzimarcia  |  26/10/2013 às 15:22

    SE NÃO CONTARÁ O TEMPO DE SERVIÇO OS PROFESSORES CAT O COM PONTUAÇÃO SEREMOS PREJUDICADOS.NO MEU CASO POR EX: OBTIVE 40 ACERTOS NA PROVA DE PEB l E TENHO 18.229 DE TEMPO DE SERVIÇO .OUTRA DÚVIDA ISSO ESTA OCORRENDO COM MINHA FILHA ELA TEM DIREITO COMO CAT O A 5 FALTAS MÉDICAS NÃO TENDO DIREITO MAIS A ABONAR OU JUSTIFICAR ELA TAMBEM É PEBl OCORRE QUE ELA TEM 4 FALTAS AULA COM ATESTADO MÉDICO PORÉM A ESCOLA DELA NÃO ACEITOU O ATESTADO PORQ DIZ Q PEBl NÃO PODE TER FALTA PARCIAL, E QUE NO FINAL DO ANO ELES LANÇARÃO ESTAS FALTAS.PORÉM ELA OUVIU COMENTÁRIOS QUE QUANDO ISSO OCORRER ELA FICARÁ 5 ANOS SEM PODER ENTRAR EM SALA, ISSO PROCEDE????

    Responder
    • 51. apeoesp  |  27/10/2013 às 11:10

      Prezada professora Marcia,
      A classificação do professor da categoria O se dá pela nota da prova. Quanta à questão das faltas médicas, é preciso consultar o departamento jurídico para melhor informação e orientação, pelo telefone 11.33506214 ou diretamente na subsede. Creio que não procede esta diferenciação para o professor PEB I. É preciso recorrer por meio do departamento jurídico.
      Bebel

      Responder
  • 52. marciatozzimarcia  |  27/10/2013 às 15:16

    bebel!
    entendo que vc tenta fazer o melhor porém precisamos de coisas e conquistas precisas.

    Responder
    • 53. apeoesp  |  02/11/2013 às 13:59

      Prezada professora Marcia,
      Seria cansativo listar aqui tudo o que conquistamos. Você poderá verificar no site da APEOESP ou aqui mesmo no blog. Estamos tendo reajustes salariais todos os anos, modificamos vários itens quanto aos professores da categoria O e L, evitamos a privatização do IAMSPE, conquistamos o maior número de vagas para concursos da história da rede, foram incorporadas todas as gratificações, professores aposentados tem direito a receber bônus dos anos de 2001 e 2002 e por aí vai. Se isso não são conquistas… Agora, não estamos no governo. Cada coisa requer luta. Estamos longe do ideal, mas isto é responsabilidade do governo. Não se pode cobrar do sindicato como se fosse o responsável pelas mazelas da educação.
      Bebel

      Responder
  • 54. joaocarlosdiasdesouza  |  28/10/2013 às 16:19

    Presidente Bebel.
    Sou categoria O, estou prestando o concurso caso eu passe na Prova, mas eu ainda não assuma o cargo em janeiro, a minha situação ao menos eu deixo de ser categoria O e passo a ser categoria F? Abraços.
    Joao Carlos Dias de Souza
    Sorocaba

    Responder
    • 55. apeoesp  |  02/11/2013 às 13:30

      Prezado professor João,
      Não. Não há essa mudança. Os professores da categoria F são os que estavam em efetivo exercício em junho de 2007.
      Bebel

      Responder
  • 56. Aline  |  29/10/2013 às 15:54

    Boa tarde Bebel,

    Sou professora categoria O e quando comecei a dar aula era bacharel, porém fiz uma complementação para ter o titulo de licenciada. Como recebi meu certificado recentemente, gostaria de saber como devo proceder para alterar minha titulação para a atribuição de 2014, já que todo ano concorro como bacharel e agora poderei concorrer como licenciada.

    Responder
    • 57. apeoesp  |  02/11/2013 às 13:05

      Prezada professora Aline,
      Você deve protocolar sua documentação na escola, solicitando à CGRH que altere sua titulação.
      Bebel

      Responder
  • 58. Oliveira  |  12/04/2014 às 20:34

    É verdade que o governo está negando licenças-médicas?

    Responder
    • 59. apeoesp  |  18/04/2014 às 12:10

      Prezado professor Oliveira,
      Sim, é verdade. Já levamos a questão ao Secretário da Educação. Ele afirmou que há critérios médicos e legais, mas que discutiria o assunto com o DPME para coibir os exageros. Estamos atentos ao problema e vamos continuar cobrando soluções.
      Bebel

      Responder
  • 60. Francisco Rodrigues Teixeira Neto  |  24/02/2015 às 19:24

    Olá. Sou professor da rede estadual. Tive um atestado médico de falta aula parcial negado. A justificativa que recebi foi de que o profissional que carimbou o mesmo não estava entre os citados na L.C. 1041. O profissional em questão era acupunturista. Porém, no carimbo constava nome do mesmo e seu registro (CRM) no atestado. Na citada lei, os profissionais elencados são “médicos”, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, etc. Entendo que o CRM não registre alguém que não seja médico. Se o profissional que me atendeu tem CRM, então ele é médico, creio eu. A LC não especifica o tipo de médico, cita apenas ‘médico’ . Sendo assim, meu atestado pode ser rejeitado? Desde já, agradeço.

    Responder
    • 61. apeoesp  |  28/02/2015 às 13:11

      Prezado professor Francisco,
      Creio que você tenha razão. Sua argumentação é lógica. Por favor, procure o departamento jurídico na subsede para orientar-se sobre como proceder.
      Bebel

      Responder
  • 62. Prof. Aparecido  |  10/08/2015 às 19:57

    Oi Bebel, Já existe previsão de nova convocação para o concurso de PEB II ? E quanto à prorrogação do prazo de validade desse certame, a APEOESP já protocolizou requerimento de prorrogação.

    Abraços,

    Prof. Aparecido

    Responder
    • 63. apeoesp  |  15/08/2015 às 15:35

      Prezado professor Aparecido,
      Quanto à prorrogação, já existe acordo com o Secretário. Em relação à nova chamada, o Secretário diz que será feita após o concurso de remoção.
      Bebel

      Responder
  • 64. Tatiana Anholeto  |  06/04/2016 às 03:14

    Olá, sou professora do Estado e acumulo com a prefeitura, tbm tenho direito à falta parcial?

    Responder
    • 65. apeoesp  |  09/04/2016 às 16:25

      Prezada professora Tatiana,
      Por favor, peço que se informe e se oriente melhor pelo telefone 11.33506214.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,805,762 hits

%d blogueiros gostam disto: