PROFESSORES APROVAM INDICATIVO DE GREVE E ASSEMBLEIA PARA DIA 30 DE MAIO

17/05/2014 at 13:48 86 comentários

Desde o segundo semestre de 2013, a diretoria da APEOESP vem tentando negociar com o go­verno a ampliação do reajuste de 7% já previsto para julho deste ano, de acordo com a lei complementar 1043/2011. Os índices de reajustes aplicados desde 2011, resultado da nossa greve de 2010, não chegam a repor nossas perdas salariais acu­muladas, muito menos represen­tam ganho real de salários, como afirma o governo. É necessário um percentual de 17,9% para repor as perdas acumuladas desde fevereiro de 1998, na perspectiva da conquis­ta dos 75,33% necessários para a equiparação dos nossos salários aos das demais categorias com formação em nível superior, campanha perma­nente da APEOESP.

Frente a este quadro, reunidos na Praça da República na sexta-feira, 16/05, os professores aprovaram indicativo de greve da categoria, calendário de mobilização e assem­bleia para o dia 30 de maio, no Vão Livre do MASP, na capital.

O calendário aprovado prevê:

- de 19 a 22 de maio – visitas às escolas para convocação da assembleia e preparação da greve;

- 23 de maio – reunião extraordinária de Representantes de Escola;

- 26 a 28 de maio – reunião nas escolas com pais e alunos;

- 29 de maio – assembleias regionais;

- 30 de maio – assembleia estadual.

A assembleia será divulgada por meio de cartazes, matéria paga na TV, mensagem telefônica; carta aberta à população e outras formas.

Os principais eixosda mobilização são:

– Reposição salarial rumo aos 75,33% necessários para a equiparação com as demais categorias com formação em nível superior;

– Implantação da jornada do piso;

– Rejeitar imposição, sobretrabalho e assédio moral na implantação da secretaria escolar digital – não preencher formulários digitais – exigir contratação de profissionais para tal;

– Posse e exercício dos concursados em 2015;

– Debater na rede nova forma de contratação para a categoria O – extensão dos direitos da categoria F para categoria O;

– Direito ao IAMSPE para categoria O;

– Fim da “duzentena” aos professores da categoria O;

– Condições de trabalho.

SPPREV: afastamentos

Os professores efetivos, com mais de cinco anos no cargo, têm direito a licença para tratar de interesses parti­culares, conforme o artigo 202 da Lei 10261/68. A APEOESP faz um alerta: ao ser concedida a licença para tratar de interesses particulares, o servidor poderá efetuar os recolhimentos da SPPREV e do IAMSPE.

Para a SPPREV, o recolhimento é de 33% da remuneração; para o IAMS­PE, 2% da retribuição base mensal. Se o professor optar pelo não recolhimen­to à SPPREV, há suspensão do vínculo com o regime próprio de previdência. O Estado tem entendido que, em caso de falecimento do servidor que optou pela não contribuição, durante o período de licença, a família perde o direito a pensão.

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Vote! Participe! Urnas fixas e volantes, das 08h00 às 21h00. Informe-se na subsede da região. Audiências da LDO: vamos lutar por mais verbas para o IAMSPE

86 Comentários Add your own

  • 1. Karina Ivagon  |  17/05/2014 às 15:52

    Indicativo de greve é aceitável. Agora fazer greve em pleno período de férias……eu já estou rindo dessa piada….imagina o Sr. Geraldo Alckimin deve estar rindo até agora. Estive lá ontem Sra. Bebel, na Praça da República, os estudantes que lá estavam batendo palmas para você, uns dois pelo menos disseram que estavam sendo pagos para tal coisa…isso é um absurdo. Não estou afirmando nada, mas queria que isso fosse mentira.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  18/05/2014 às 17:23

      Prezada professora Karina,
      Em nenhum lugar está escrito que faremos greve em período de férias. Leia com mais atenção. Há um indicativo de greve para decisão na assembleia do dia 30/05. Esta assembleia decidirá a convocação da greve. Sugiro que compareça, chame os demais professores de sua escola, e ajudem a decidir o melhor período para a greve. A luta é de todos e, acredito, todos devem participar.
      Bebel

      Responder
      • 3. Luciano  |  20/05/2014 às 20:21

        Do jeito que tá não dá APEOEP, qualquer classe que entra em greve consegue 10% 15% de aumento, não que seja ideal, mas esses 7% foi humilhante!!!!

      • 4. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:45

        Prezado professor Luciano,
        Os 7% de reajuste para julho de 2014 estão previstos desde 2011. Justamente por isso estamos com indicativo de greve para ampliarmos este reajuste.
        Bebel

  • 5. Paulo Alexandro  |  17/05/2014 às 23:22

    Boa noite Bebel!
    Venho parabenizar por toda essa luta em prol de uma classe tão desunida que é a nossa.Li a proposta de Posse e exercício dos concursados em 2015, fiquei contente por vários motivos, um deles que julgo ser o principal é o de tirarem o professor que já está em sala de aula para outro entrar, pois sabemos que isso interfere diretamente no aprendizado dos alunos. Na escola onde trabalho estou com uma sala desde o início do ano, é uma classe trabalhosa, vários professores já desistiram de dar aula lá.Mas agora formamos um grupinho de professores persistentes,e, até reuniões para tratar de assuntos voltados a esta sala temos feito, trabalhamos com afinco e essa dedicação tem dado resultado.
    Porém se realmente a posse for agora dois professores que estão a frente desse trabalho maravilhoso vão ter que sair, isso nos entristece muito. Por isso e por muito mais, peço que reforcem essa ideia de posse em 2015. Obrigado.

    Responder
    • 6. apeoesp  |  18/05/2014 às 17:05

      Prezado professor Paulo,
      Você lerá nos comentários deste post opiniões que se opõem a esta. A situação do sindicato é delicada neste momento, pois há professores que esperam para ingressar. Nossa posição, tomada em assembleia, foi balizada pelos elementos que você levanta, como a possível descontinuidade do processo ensino-aprendizagem caso o ingresso seja realizado no segundo semestre.
      Bebel

      Responder
  • 7. Cleber Valera  |  18/05/2014 às 05:17

    E os professores que estão desempregado esperando a posse da segunda chamada? Como fica? estão andando na contra-mão.

    Responder
    • 8. apeoesp  |  18/05/2014 às 17:03

      Prezado professor Cléber,
      Defendemos o concurso público e dele não abrimos mão. O momento atual é delicado, porque a posse e o ingresso sempre ocorreram no início do ano. Ocorrendo no meio do ano, cria-se uma situação confusa para os alunos, com troca de professores, e pode haver uma situação muito ruim para centenas ou milhares de professores que estão com aulas e terão que abrir mão delas para o ingresso. Por isto a posição aprovada na assembleia foi de ingresso no início do ano, como tem sido sempre realizado.
      Considero, porém, a situação dos que estão esperando para ingressar. É uma situação de conflito que opõe direitos e interesses e isto ocorre porque o governo não chamou no momento adequado (início do ano) os concursados para todas as vagas.
      Bebel

      Responder
      • 9. Kelton Vasconcelos  |  21/05/2014 às 22:44

        Professora, mas não já existem trocas de professores rotineiramente, afinal há licenças prêmio, saúde, exonerações, aposentadorias, pedidos de dispensa, designações e afastamentos diversos inclusive para atuar em entidades representativas de classe? Não há outros entraves na estrutura física e funcional que implicam em prejuízos maiores? Até mesmo pq situação bem mais preocupante foi a do início do ano, qdo ingressamos no meio de 1 bimestre. Não consigo visualizar nesta proposta e todos os argumentos apresentados como sendo em favor do processo educativo e dos direitos daqueles que são representados pelo sindicato o qual a senhora representa. Creio que é necessário uma reflexão mais ampla, que perpasse a perda de aulas dos professores da Categoria O, que assim o são devido a aprovação da LC 1093/2009. Conheço algumas conquistas em favor destes professores, com esta efetivação, diminui ainda mais a quantidade de pessoas sob uma contratação avessa às leis trabalhistas. Creio que deveria sim, este concurso como um todo ser questionado e cobrado junto a SEE um tratamento digno aos docentes do seu ingresso a sua aposentadoria. Enquanto havia eleições na APEOESP, nós éramos humilhados no processo de escolha: 10hs em um processo de escolha. o Concurso foi realizado, desorganizado, humilhante mas está aí, reafirmo que o ideal é cobrar, exigir a partir deste concurso que os próximos tratem os docentes no mínimo de forma humana. Negociar para que as próximas chamadas se deem no início do ano letivo. Mas agora, quem foi convocado, está ansioso pelo ingresso, fez seus exames, se planeja para o próximo semestre para atuar onde muitos reclamam; Para concretizar o objetivo idealizado desde o ano passado e quando está chegando lá, dentro da legalidade, aqueles que iriam representá-lo, o obrigam a aguardar, sem uma argumentação plausível… desculpe-me mas precisei manifestar minha opinião, minha inquietação!

      • 10. apeoesp  |  25/05/2014 às 16:10

        Prezado professor Kelton,
        O governo criou uma situação que opõe parte da categoria a outra parte dos professores. Creio que não se pode comparar esta situação com a rotineira rotatividade durante o ano, que já causa certo tumulto, mas não envolve mais de vinte mil substituições ao mesmo tempo. Muitos professores ficarão desempregados e muitos alunos sofrerão o impacto dessas substituições em sua aprendizagem em pleno ano letivo. Não é um problema banal.
        A decisão foi tomada em assembleia geral e reconheço que não agrada a todos. O contrário também não. Repito, foi uma situação causado pelo governo em relação à qual tivemos que nos posicionar.
        Seus argumentos são ponderáveis, mas os professores que perderão seus empregos no meio do ano letivo também tem argumentos fortes, assim como os prejuízos que os estudantes sofrerão.
        Entendo as razões de ambas as partes e, acredite, a APEOESP está vivendo uma situação que não gostaria de estar vivenciando.
        Boa sorte.
        Bebel

  • 11. Paulo José Bastos  |  18/05/2014 às 14:02

    A APEOESP precisa fazer algo de concreto junto ao governo conseguirmos aumento de salário justo, pois na última manifestação, quando houve greve, a presidente da Apeoesp optou por interromper a greve quando a mesma estava atingindo o ápice. Afinal de que lado a senhora está efetivamente? Houve um tempo, em que os professores recebiam um maior apoio por parte do sindicato. Só quero ver se vão publicar o meu comentário, Se não publicarem, publico em outras redes sociais.

    Responder
    • 12. apeoesp  |  18/05/2014 às 17:00

      Prezado professor Paulo,
      A assembleia de 2013 foi suspensa em assembleia geral, quando houve negociações e conseguimos resultados para 10 entre 12 pontos da pauta, inclusive a ampliação do reajuste de julho daquele ano, de 6% para 8.1%. A greve naquele momento, por outro lado, estava regredindo, tento em vista as pressões do governo nas escolas, assédio moral e receio dos professores em relação a represálias. O que ocorreu é que muitos grupos políticos do sindicato, que se colocam como oposição à diretoria, embora alguns façam parte dela, em vez de fazerem a greve crescer, percorriam escolas disseminando dúvidas e atacando o próprio sindicato, preferindo falar de outra greve, a dos professores municipais, que ocorria naquele momento.
      O sindicato não se resume a mim ou a um grupo. O sindicato é o conjunto de seus associados. Todos os professores, se não concordam com algum encaminhamento, podem e devem participar das reuniões e das assembleias e manifestar seus pontos de vista. Construir o sindicato é dele participar, arriscar-se junto com todos os demais, ajudar a construir a luta. O sindicato fará aquilo que sua base determinar.
      Bebel

      Responder
  • 13. Thiago Oliveira  |  18/05/2014 às 14:03

    A partir dessa informação, convido os distintos colegas que se por ventura essa assembléia absurda e manipulada pelo governo acontecer, determinar o comando de greve e definir na pauta a reivindicação da posse apenas para 2015. Que possamos nos mobilizar para uma contra assembléia dos convocados de 2ª e próximas chamadas e assim possamos acionar o Ministério público estadual contra a APEOESP. No dia 30 de maio precisamos estar presentes também no vão livre do MASP. BEBEL VOCÊ NÃO REPRESENTA A CLASSE!!!!

    Responder
    • 14. apeoesp  |  18/05/2014 às 16:54

      Prezado professor Thiago,
      Não entendo quando diz que a assembleia é manipulada pelo governo. Do que está falando? O Governo e o Ministério público querem a posse em 2014. Nós consideramos que a posse ainda neste ano causará transtornos aos estudantes e aos professores. Isto foi definido no Conselho Estadual de Representantes e na Assembleia. Quanto a representar ou não os professores, acabo de ser reeleita com mais de 34 mil votos.
      Bebel

      Responder
      • 15. Igor Santos  |  18/05/2014 às 22:28

        Infelizmente, se professor vota em PSDB o que dirá no sindicato falido

      • 16. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:09

        Prezado professor Igor,
        Publico seu comentário infeliz para que os professores, seus colegas, conheçam a sua opinião sobre eles. Acho que uma frase como esta, ofensiva e leviana, sem nenhuma argumentação que possa demonstrá-la, diz mais sobre você mesmo do que sobre o sindicato ou sobre seus colegas professores.
        Bebel

      • 17. Tiago  |  20/05/2014 às 13:39

        Vejo que o sindicato está priorizando demasiadamente a categoria errada que logo deverá ser substituída pelos efetivos concursados. Aliás, deve ser por isso que estão priorizando essas categorias, vocês são contra os novos concursados. Até agora tudo que vejo vindo de vocês é ser contra os novos concursados, contra eles e somente a eles.
        Somente me responda o que vão fazer para nós? Estamos sendo injustiçados. Pq não reivindicam uma terceira convocação ou acatam a substituição pelos efetivos?
        Os professores não concursados entraram nessa pq quiseram, é fato. Eles sabendo do risco de que seriam um dia trocados pelos efetivos estão fazendo drama. Mas desde o início todos, inclusive eu que sou contratado estava ciente.

      • 18. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:41

        Prezado professora Tiago,
        A APEOESP sempre se opôs ao ingresso de concursados durante o ano letivo pelo tumulto que isto causa para professores a alunos. Não é correto que os alunos tenham mudanças de vários professores em pleno decorrer do ano letivo. Não é uma posição nova.
        Também o Estado, há muitos e muitos anos, não promove ingresso em larga escala de novos concursados durante o ano, pois sabe exatamente o que isto provoca.
        Isto está ocorrendo agora, segundo a SEE, por pressão do Ministério Público, devido à falta de professores. Também está ocorrendo porque, por conveniência, a SEE não chamou todos os concursados no início do ano.
        Assim, por podemos tornar o que é uma situação prejudicial a alunos e professores em uma situação normal, que nem mesmo o Estado costuma praticar.
        A posição da APEOESP foi tomada em assembleia geral. Somente uma outra assembleia poderá muda-la.
        Bebel

  • 19. Paulo José Bastos  |  18/05/2014 às 18:05

    Não concordo com o seu comentário e nem com as suas desculpas, faça algo de verdade, estamos recebendo o pior salário de todos os tempos, a nossa situação está cada vez mais degradante. Precisamos acumular cargos para sustentar nossas famílias. Ao final de nossa jornada diária, chegamos até nossos lares incapazes de dedicar às nossa famílias, finais de semana corrigindo provas e mais provas, preparando atividades, as nossas obrigações são infindáveis… não temos mais vida social… Não queremos acumular cargos … queremos salários dignos, onde possamos viver melhor, termos dinheiro para comprar livros e nos aperfeiçoar, tempo para estudarmos, fazermos cursos, participarmos de palestras. Chega de estudiosos que se dedicam 10 ou 20 anos de estudos para nos ensinar a melhorar a nossa prática docente, mas que faz anos que não entram em uma sala de aula… criam propostas mirabolantes no papel… mas esquecem que o aluno falta da escola porque a mãe ficou bebendo e fumando até tarde, porque a sua família não conversa com ele sobre sua vida escolar, esquecem que o aluno chega até sua casa e só lembra de pegar a mochila no outro dia para ir à escola… esquecem também que na maioria das vezes a escola funciona como “um lugar” onde a criança possa ficar , enquanto os pais trabalham… esquecem que a maioria das escola não têm infraestrutura… ah e o calor… talvez eles não saibam, sala de aula não tem ar condicionado,,, Como isto é um problema socioeconômico… políticos, cargos de confiança do governo precisam achar um culpado.
    Então, meus amigos e minhas amigas o culpado é:

    É O PROFESSOR… PORQUE O PROFESSOR NÃO MOTIVA O SEU ALUNO, NÃO EXPLICA, NÃO PREPARA SUA AULA….

    Basta, chega de hipocrisia… acredita que já ouvi de alguém … e até li na revista Veja, outro dia, no artigo Professores, acordem! do senhor Gustavo Ioschpe, que o salário do professor não influência na qualidade da educação…. Fico indagando, como alguém pode julgar a prática docente, se não está lá dentro da sala de aula. Não me venha dizer que é membro da equipe tal, do instituto não sei das quantas. NÃO, CHEGA… só pode argumentar com propriedade que realmente está lá TODOS OS DIAS DENTRO DA SALA DE AULA,

    Finalizando senhora “presidenta da Apeoesp” faça diferente… colabore para mudar esta situação… sei que a solução não depende única exclusivamente da senhora… mas faça a sua parte…

    Espero que tenham a hombridade de publicar o meu comentário… ou melhor, o meu peque desabafo… Afinal, considero pequeno diante da problemática enorme que se encontra a educação brasileira.

    Responder
    • 20. Paulo José Bastos  |  19/05/2014 às 23:45

      não publicaram meu comentário, por quê?

      Responder
      • 21. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:25

        Prezado professor Paulo,
        Estive em viagem, somente agora pude publicar seu comentário e resposta.
        Bebel

    • 22. apeoesp  |  25/05/2014 às 13:59

      Prezado professor Paulo,
      Você tem todo o direito de não concordar com meu comentário. Porém, não pedi nem dei desculpa alguma. Demonstrei que a decisão que a categoria tomou naquele momento, suspendendo a greve, estava correta. Tivemos resultados com a greve, houve negociações e reivindicações foram atendidas. Não queira fazer da sua opinião a minha. Defenda aquela decisão e a categoria também, tanto é que que elegeu a chapa 1 com 57,9% dos votos válidos no dia 6/05 e me reconduziu para mais um mandato na Presidência da APEOESP.
      Concordo com você quanto às péssimas condições de trabalho do professor. Este é um ponto permanente da nossa pauta de reivindicações. Quem avalia se tenho ou não colaborado para mudar esta situação são os professores e as professoras. Você acha que não, mas a maioria, pelo voto, considera que sim. Estou fazendo a minha parte. Você está realmente fazendo a sua? O sindicato foi construído pelos professores para defendê-los. Não é o sindicato o responsável pelas políticas do governo. Atacar o sindicato é fortalecer o governo.
      Bebel

      Responder
  • 23. flavio  |  18/05/2014 às 19:31

    bebel,quando finda o prazo de 2 anos de validade do concurso, e ainda restarem vagas e candidatos aprovados para as mesmas que ainda não foram convocados, nessa situação o governo é obrigado a renovar a validade do concurso ou é opcional para o governador fazer isso?

    Responder
    • 24. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:00

      Prezado professor Flávio,
      Os primeiros dois anos de validade do concurso finam em 2015. Ele poderá ser renovado pelo governo.
      Bebel

      Responder
  • 25. lu  |  18/05/2014 às 19:35

    bebel, readaptados tem os mesmos direitos dos professores em sala de aula no tocante a fazer prova do mérito,evolução funcional de todos os tipos etc…

    Responder
    • 26. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:01

      Prezada professora Lu,
      Na reformulação parcial do plano de carreira, que está sendo finalizada pela comissão paritária, sim.
      Bebel

      Responder
  • 27. betodsouza  |  19/05/2014 às 14:54

    Bom dia Bebel!

    Passei no concurso de 2013 e estou aguardando para ingressar no 2º semestre, como fomos informados desde a escolha no começo do mês.

    Muitos dos que escolheram a escola, para não dizer todos, já estão providenciando seus exames e pagando do bolso exames caros e difíceis de agendar na esperança de passar na perícia ainda em junho, como fomos orientados a fazer no momento da escolha.
    É bom lembrar que de acordo com o edital os exames têm validade de até 6 meses, isto é, todos que estão fazendo e já fizeram exame desde a escolha terão que refazer esses exames, pagando novamente, caso a absurda proposta de ingresso apenas em 2015 seja aceita pela secretária de educação.

    Não consigo entender como a APEOESP que deveria devender uma educaçã de qualidade, que deveria defender a totalidade dos professores, pode se colocar ao lado do governo atual nesta questão.
    Ou não é interesse do governo continuar com os categoria O (que poucos direitos têm a não ser o direito de serem explorados por esse governo) ao invés de dar posse aos professores que como eu estudaram muito, prestaram o concurso e passaram?

    É absurdo Bebel que a APEOESP, mesmo que involuntariamente, se preste a isso.

    Lembre Bebel, somos quase 30 mil ingressantes! Não deixaremos que atrasem nossas vidas, nós nos faremos ouvir!

    Responder
    • 28. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:17

      Prezado professor Beto,
      Os exames servem para a posse. Ela pode ser realizada em 2014, com ingresso em 2015.
      A proposta de ingresso em 2015 foi aprovada em assembleia, pelos professores que lá estavam. É compreensível que isto ocorra, visto que há centenas de professores temporários que perderão suas aulas com o ingresso de concursados. Também tem famílias e assumiram compromissos contanto o cumprimento de seus contratos.
      Esta posição da APEOESP não é nenhuma novidade. Sempre fomos contra ingresso no meio do ano, não apenas porque causa tumultos na vida dos professores, como também porque causa prejuízos à aprendizagem dos alunos, com mudanças de professores em pleno ano letivo. A incompetência administrativa do Estado, não realizado concurso em prazo hábil e definindo com clareza as vagas existentes no início do ano é que causou esta situação.
      Há um antagonismo na situação entre professores associados da APEOESP. Colocamos a questão em discussão e a maioria da assembleia e do conselho de representantes definiu esta posição. Somente novas reuniões das mesmas instâncias, por maioria, poderão mudá-la.
      Bebel

      Responder
      • 29. betodsouza  |  26/05/2014 às 22:47

        Olá Bebel!

        Primeiramente obrigado por publicar e responder ao meu comentário, fico muito feliz por isso e, para mim, isso muda em muito minha visão da sua atuação a frente do sindicado, criticada que é por muitos por falta de transparência.

        Sobre o ingresso, não falei sobre o que muitos já falaram, sobre o fato de que todo ano há diversas trocas de professores, mas sobre os muitos categoria O que passaram neste concurso e que não assumindo o mais rápido possível continuam tendo direitos suprimidos ao invés de assumirem logo como qualquer outro professor.

        A grita toda Bebel se dá por conta de que na primeira convocação não houve, por parte do sindicado, nenhum indicativo como há agora e mais, esse indicativo se deu apenas após a escolha das escolas, depois de recebermos as notícias nas DE’s sobre ingresso após o período de recesso.
        Sentimos que as regras do “jogo” estão mudando durante o jogo, e isso é algo que nos incomoda muito.

        Para mim parece óbvio que se a APEOESP tivesse informado de sua intenção desde a primeira posse no meio do bimestre, poderíamos estar indignados, porém não surpresos.

        Quero o melhor para meus futuros alunos, mas sinceramente, não creio que o melhor seja continuar tendo aula com professores que não recebem salário digno e não tem vínculo permamente com o Estado.

      • 30. apeoesp  |  01/06/2014 às 14:03

        Prezado professor Beto,
        A APEOESP não toma decisões a portas fechadas. As decisões são tomadas de acordo com as propostas que são discutidas nas escolas, passam pelo Conselho Estadual de Representantes e são definidas em assembleias amplamente convocadas, realizadas em Praça Pública. Esta decisão foi tomada na Praça da República, em 16 de maio.
        Não é pratica no Estado nem em qualquer rede de ensino ingresso em massa de concursados no meio do ano letivo. A “novidade” se deve a razões políticas, de interesse do atual governador, que não está ligando para os tumultos pedagógicos e desemprego de professores que este ingresso pode causar.
        O grande problema é que há prejudicados de ambos os lados. Não é uma situação fácil para o sindicato. Encaminhamos esta decisão, assim como encaminharíamos a decisão contrária, se tivesse prevalecido na assembleia.
        Bebel

  • 31. Mirian  |  19/05/2014 às 15:35

    Vejo muitos benefícios para categoria O e o que vocês tem em mente para os novos concursados e também para os demais professores que estão esperando por uma vaga? O que pretendem fazer? Grata.

    Responder
    • 32. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:21

      Prezada professora Miriam,
      Não entendi sua colocação. A APEOESP luta por reajuste salarial e ganho real de salários para todos os professores, luta por carreira digna e justa, luta por condições de trabalho, contra a violência nas escolas. Não são assuntos que lhes interessam? Quanto aos professores da categoria O, você já se informou em que condições eles trabalham. Qualquer “benefício” para eles ainda será muito pouco perante um contrato que só lhes garante emprego por alguns meses sem direito a quase nada.
      Bebel

      Responder
  • 33. sonia de macedo  |  20/05/2014 às 02:20

    Olá cara Bebel gostaria de alguns esclarecimentos quanto ao professor q perdeu a convocação para a escolha na última chamada devido a mudança de data horário de convocação sendo q essa possibilidade não esta prevista no edital, o q fazer agora? Entrar com mandato de segurança p não perder o concurso? Grata aguardo resposta

    Responder
    • 34. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:30

      Prezada professora Sonia de Macedo,
      Creio que você deveria primeiro ingressar com requerimento explicando seus motivos e solicitando nova oportunidade. Entretanto, sugiro que ligue para 11.33506214 para orientar-se.
      Bebel

      Responder
  • 35. breno  |  20/05/2014 às 03:04

    Bebel td ok?no dia 30/05 havera passeata ?precisamos ir as ruas!at

    Responder
    • 36. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:35

      Prezado professor Breno,
      É possível que sim. Vamos discutir nas instâncias do sindicato.
      Bebel

      Responder
  • 37. Prof. Matheus  |  20/05/2014 às 18:41

    Bebel, não haverá nenhuma pauta para uma 3ª convocação? Mesmo que o início das aulas seja em 2015.

    Já estamos sendo prejudicados só de olhar na pauta proposta pelo sindicato, e caso o governo aceite para janeiro o início das aulas em 2015 a situação dos que estão esperando pela terceira chamada tende a piorar, porque, pense… pra que contratar novos professores sendo que tem 22.000 adidos para janeiro 2015?
    Janeiro esses 22.000 entram em sala, sobrará aulas e vai TUDO PROS NÂO CONCURSADOS e o que sobrar vai pra 3 chamada, da mesma forma que aconteceu no começo do ano e INFELIZMENTE vamos ficar com sobras. Porque a D.E não vai ferrar com as aulas dos cat O ou F como fizeram nessa 2 chamada.

    O que estão fazendo só está piorando.

    Se querem fazer bem feito, então pensem em várias alternativas para que TODOS se beneficiem. Porque até agora, os prejudicados sãos os aprovados em concurso.

    Responder
    • 38. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:44

      Prezado professor Matheus,
      Sim, estamos reivindicando que todos sejam chamados, até que todas as vagas sejam preenchidas.
      Bebel

      Responder
  • 39. Paulo José Bastos  |  20/05/2014 às 21:04

    Ainda não publicaram o meu comentário…. vou publicá-lo em outras redes sociais…

    Responder
    • 40. apeoesp  |  25/05/2014 às 14:46

      Prezado professor Paulo,
      Estive em viagem. Publiquei hoje seu comentário e resposta. Você, claro, publicá-lo em outras redes sociais.
      Bebel

      Responder
  • 41. Denise  |  21/05/2014 às 01:45

    fiz todos os exames medicos, como faz agora, validade dos mesmo é de 6 meses se posse for 2015, perdi todo o dinheiro.

    Responder
    • 42. apeoesp  |  25/05/2014 às 15:02

      Prezada professor Denise,
      O governo poderá resolver este problema dando posse em 2014 com exercício em 2015. Esta situação foi criada pelo próprio governo ao não chamar para todas as vagas no início do ano. Todos sabem que o ingresso no meio do ano não é recomendável pedagogicamente e causa tumultos e desemprego entre os professores.
      Bebel

      Responder
  • 43. Prof Marques  |  21/05/2014 às 14:55

    Bebel
    Diga nao a posse para 2015, queremos tomar posse é já em 2014 no meio do ano mesmo. Temos vários professores com situação delicada por nao estar trabalhando por motivos de que há outros professores em seus lugares, isso só nos leva a uma conclusão é que o sindicato as vezes nos atrapalha. Veja isso BeBel.

    Responder
    • 44. apeoesp  |  25/05/2014 às 15:50

      Prezado professor Marques,
      A APEOESP sempre defendeu ingresso apenas no início do ano letivo, para não causar tumultos para professores e alunos. Muitos professores que estão em sala de aula reivindicaram que a Apeoesp reafirmasse esta posição, tendo em vista que também passariam a ficar desempregados. A assembleia da APEOESP aprovou esta posição. A situação foi criada pelo governo, que atrasou a realização do concurso e não disponibilizou todas as vagas no início do ano.
      Bebel

      Responder
  • 45. Cris  |  21/05/2014 às 20:41

    Querida Bebel….
    Eu até não me importaria de tomar posse somente em 2015, mas devo dizer que gastei mais de 800 reais em exames, fora as faltas da escola que também serão descontadas, uma vez que como categoria “O” não tenho direito as abonadas e nem a mais nada. Portanto se a digníssima Senhora conseguir isso, a Senhora também terá que me reembolsar esse dinheirinho, porque me faz muita falta. E somente pra constar, perdi minhas aulas para um professor ingressante na primeira chamada, e a Senhora não fez nada , ou fez…então por favor deixo-nos assumir nossos cargos que é um direito nosso. Muito obrigada.

    Responder
    • 46. apeoesp  |  25/05/2014 às 15:57

      Prezada professora Cris,
      A decisão de lutar por ingresso em 2015 foi tomada em assembleia da categoria, pois há professores que perderão seus empregos com o ingresso dos novos concursados.
      Creio que individualizar a situação ou pretender responsabilizar-me por problemas que decorrem da incompetência do governo não contribui em nada para solucionar nenhum desses problemas.
      Lamento que isto ocorra. Há um conflito entre professores que não foi causado por eles, muito menos pela APEOESP.
      Finalmente, a APEOESP nunca concordou com ingresso no decorrer do ano letivo, pois causa tumultos para professores e alunos.
      Bebel

      Responder
  • 47. Felipe  |  23/05/2014 às 02:02

    Já que o sindicato está com essa ideia absurda de posse e exercício em 2015, queria saber se a sra Bebel ou o sindicato ira nos reembolsar pelos gastos com os exames médicos já realizados, onde todos os professores que conheço já estão com os exames em mãos, professores que já gastaram mais de 1000 reais ou até mesmo fazendo dívida em cartão de credito, devemos remarcar no sus e esperar em uma fila de meses pelo exame? então apeoesp, acorda, não queremos aumento de 7% isto não cobre nem a inflação, olha nosso auxilio alimentação de 8 reais por dia trabalhado, o antigo vale coxinha, hoje em dia não se compra nem mais uma coxinha, isto é quando o professor recebe o auxilio alimentação, pois professor que ganha um pouco mais não tem direito ao auxilio alimentação e nem ao auxilio transporte, ou seja professor que ganha um pouco mais não precisa comer nem pegar ônibus, o que o sindicado tem a dizer a respeito? o que dizer então do nosso auxilio transporte onde já cheguei a trabalhar 20 dias e receber 50 reais, logo entende-se que o valor da passagem em são paulo é de 1,25 ida e 1,25 volta , somando ida e volta pelos 20 dias trabalhados , teremos o valor do nosso auxilio transporte 50 reais.
    Tudo bem que esse beneficio é um auxilio, porém a apeoesp poderia tomar alguma providencia,para nos dar condições de um beneficio digno e não por migalhas.

    LAMENTAVEL

    Responder
    • 48. apeoesp  |  25/05/2014 às 16:55

      Prezado professor Felipe,
      Seu questionamento não tem sentido. Não foi a APEOESP quem decidiu realizar uma chamada para ingresso no decorrer do ano letivo. Fosse assim, os professores que irão ficar desempregados com este ingresso poderiam também exigir indenização da APEOESP. Não se trata disso. O governo criou uma situação de antagonismo entre professores. Levado o caso para a assembleia da categoria, a maioria decidiu por esta posição. Por outro lado, a posse pode realizar-se em 2014, mas o exercício em 2015.
      Repito: a situação de antagonismo foi criada pelo governo, não pela APEOESP. É justo que cada grupo defenda seus direitos, mas lamentável mesmo é que o governo tenha criado esta situação.
      Bebel

      Responder
  • 49. Deise Chaves  |  23/05/2014 às 05:55

    (…)

    Responder
    • 50. apeoesp  |  25/05/2014 às 17:13

      Prezada professora Deise Chaves,
      Não publicarei o seu comentário, pois este espaço é para fortalecer a luta dos professores e não para proselitismos contra a APEOESP, incentivando professores à desfiliação.
      Caso queira fazê-lo, utilize-se de outros espaços, mais adequados a quem tem a pretensão de destruir uma entidade sindical com mais de 180 mil filiados.
      Bebel

      Responder
  • 51. Renata  |  23/05/2014 às 21:50

    Bebel, estou muito preocupada com a situação de alguns colegas. Estão pérdendo aulas para os ingressantes e não estão conseguindo outras aulas. Isso está acontecendo devido ao acúmulo, muitos ingressantes estão se efetivando e trazendo junto as aulas que ja tinham. Tenho um colega que está para se aposentar ( falta apenas 1 ano), perdeu 25 aulas de lingua portuguesa,, e não está conseguindo mais aulas. Eu sou categoria F, passei no concurso, porém, fui infeliz na escolha da diretoria, 1ª opção Campinas leste, matemática, enquanto a Campinas oeste chamou 240 a leste chamou apenas 80.. também vou perder as aulas agora na 2ª chamada. Entendo a ansiedade dos colegas que passaram, mas e a nossa situação… vamos ficar sem aulas e sem opção. O correto seria a posse pra 2015.

    Responder
    • 52. apeoesp  |  25/05/2014 às 17:31

      Prezada professora Renata,
      No texto que você está comentando há justamente a informação de que a assembleia de 16/05 decidiu lutar para que o exercício do novos concursados tenha início em 2015.
      Bebel

      Responder
  • 53. Renata  |  24/05/2014 às 13:17

    E os exames como ficam, estamos gastando em torno de R$ 500,00 para realiza-los e eles têm a validade de 6 meses, eu mesma estou com dois exames que vencem agora no final de junho, e complicado essa situação, então reveja como vcs vão articular para naum sairmos perdendo, pq tem professores desempregados eu estou pq perdi minhas aulas, gastando dinheiro que naum temos para assumirmos nosso cargo.
    Grata

    Responder
    • 54. apeoesp  |  25/05/2014 às 17:41

      Prezada professora Renata,
      É possível ao Estado dar posse em 2014 e criar um dispositivo para o exercício em 2015, se houver boa vontade.
      Bebel

      Responder
  • 55. maione  |  27/05/2014 às 13:32

    Gostaria de saber quantos professores e de que categoria decidiram em assembleia o destino de 39mil professores que esperam desde do primeiro semestre serem chamados ? se fosse pra ser feito algo deveria ser antes da convocação afinal desde do fim da primeira chamada já havia sido anunciado segunda chamada com posse para julho.. e tem vários categorias O que perderam emprego na 1º e agora foram chamados para efetivo que aguardam para esse ano ainda posse .. acho que precisam rever suas prioridades ………

    Responder
    • 56. apeoesp  |  01/06/2014 às 13:47

      Prezada professora Maione,
      A Assembleia foi realizada no dia 16 de maio na Praça da República, amplamente convocada. Foram professores de mais de 70 subsedes (regiões) do estado de São Paulo.
      Na APEOESP é assim: os professores são chamados, todos podem participar e decidir que lutas o sindicato deve encaminhar. A diretoria encaminha o que a base decide.
      Bebel

      Responder
  • 57. MARIA APARECIDA MONTE TASSI  |  27/05/2014 às 17:01

    Prezada Sra. Maria Isabel,
    Sou atualmente professora categoria O, sem aulas, esperando ansiosamente pelo ingresso. Escolhi na 2ª chamada. Já providenciei todos os exames, sendo que um vence em junho. Entendo que o ingresso durante o período letivo prejudica muito o profissional que perderá as aulas. Mas, na atual situação da Educação do nosso estado hoje, onde há faltas constante de professores, sendo isso uma das bandeiras do concurso, acredito que ocorreria muito mais solução de problemas do que causa dos mesmos. Sendo assim, sinto uma grande frustração pelo meu esforço em passar, melhorando minha situação em relação ao vínculo com o estado. Sou professora aposentada, pago o sindicato há 30 anos e sinto-me traída. Eu entendo que é impossível atender todos. Mas, no momento somos milhares de professores decepcionados. O ingresso em 2015 se possível deve ser retirado da pauta de reivindicações da apeoesp.
    Atenciosamente.
    Maria Aparecida.

    Responder
    • 58. apeoesp  |  01/06/2014 às 13:37

      Prezada professora Maria Aparecida,
      Entendo seu ponto de vista e suas necessidades. As decisões na APEOESP não são tomadas em salas fechadas, mas em praça pública. No dia 16/05, a decisão para lutemos pelo ingresso em 2015 foi tomada na Praça da República, abertamente, pelos professores que compareceram à assembleia amplamente convocada. Não há traição nenhuma. Há uma situação de conflito criada pelo Estado, opondo professores a professores, onde qualquer decisão tomada causa acusações e críticas do lado prejudicado. Infelizmente a realidade é esta. Você lerá neste blog muitas críticas a esta decisão e muitos elogios a ela, dependendo da situação em que o professor está. Não é uma situação fácil para a entidade.
      Bebel

      Responder
  • 59. flavio  |  28/05/2014 às 14:18

    prezada bebel, na pergunta 23 com resposta 24 de que o governo podera renovar o concurso.
    na verdade eu sei que o governo pode renovar, o que não se é se o mesmo é obrigado a renovar por causa de alguma lei etc… pois em ambito municipal sei de casos em que havendo candidatos aptos e vagas para serem assumidas o prefeito simplesmente não renovou o concurso e fez outro quando o anterior venceu por causa de que o concurso anterior não foi feito no governo dele.
    o que não sei é se nesses casos de evidente má fé do governante há algo que os ampare em lei ou se não renovar nessas condições explicadas é ilegal.

    Responder
    • 60. apeoesp  |  01/06/2014 às 13:18

      Prezado professor Flávio,
      Não há lei que obrigue a prorrogação da validade do concurso. No Estado, tem sido uma prática prorrogar quando há candidatos aptos.
      Bebel

      Responder
  • 61. Oliveira  |  29/05/2014 às 13:52

    Denuncie os abusos nos jornais regionais das subsedes!

    Responder
    • 62. apeoesp  |  01/06/2014 às 13:00

      Prezado professor Oliveira,
      Todas as subsedes estão orientadas a fazê-lo.
      Bebel

      Responder
  • 63. Edna  |  29/05/2014 às 22:04

    Gostaria de saber onde estavam estes 30 mil professores no dia 16/05, que não foram à assembleia para decidirem que queriam a posse em 2014.Eu estava lá e votei para que a posse fosse em 2015 por todos os motivos citados pela Bebel. Se nós, professores, não lutarmos( irmos às assembleias, reuniões…etc) pelo que queremos fica difícil cobrar de alguém.

    Responder
    • 64. Cléber  |  01/06/2014 às 13:29

      A maioria querem a posse em 2014.

      Responder
  • 65. Rosi  |  29/05/2014 às 23:49

    Bebel, lute para que o ingresso dos efetivos seja exercido em 2015, sei que é legítimo que os aprovados tomem posse, mas não durante o ano ocasionando uma grande bagunça. Muitos professores estão preocupados com a questão de acumulo e como irão organizar suas vidas!
    Sou assiciada da APOESP e meu voto de confiança foi em você, continue representando nossa classe com tem feito até hoje.
    Fique na paz!

    Responder
    • 66. apeoesp  |  01/06/2014 às 12:57

      Prezada professor Rosi,
      Nossa posição é esta, mas você verá neste blog muitas acusações contra a APEOESP por parte dos que desejam ingressar de imediato. Veja como a incompetência do Estado quanto aos prazos e convocações coloca professores contra professores e muitos deles contra o próprio sindicato.
      Bebel

      Responder
  • 67. Rosi  |  30/05/2014 às 12:38

    Bebel, parabéns pelas conquistas alcançadas para os professores categoria O, pois são profissionais que merecem todos os diretos iguais aos efetivos e categoria F, e fico triste ao ver nossa classe se degladiando e muitos até mesmo compartilhando da mesma ideia do governo ou seja, o que está acontecendo na educação hoje “é do professor”, que tristeza com 16 anos de estado nunca achei que chegaríamos a isso.
    Continue realizando seu trabalho com afinco, e lute por todas as categorias EFETIVO, F, O,…, que na realidade não deveria existir, mas o governo criou e vejo que muitos colegas se adequararam muito bem a essa realizade horrível.

    Desculpe-me pelo desabafo.
    Fique com Deus.

    Responder
    • 68. apeoesp  |  01/06/2014 às 12:45

      Prezada professora Rosi,
      Sim, nossa luta é por todos os professores. O professor da categoria O é hoje o elo mais fraco. Vamos continuar a lutar.
      Obrigada.
      Bebel

      Responder
  • 69. Angela Eliana Colombi Furigo  |  30/05/2014 às 13:30

    Bom dia, Bebel!
    Por favor, há alguma novidade sobre a Secretaria Digital? Os professores realmente deverão fazer todos os apontamentos? Seremos punidos se não fizermos?
    Obrigada!

    Responder
    • 70. apeoesp  |  01/06/2014 às 12:44

      Prezada professora Angela,
      O Secretário da educação afirma que não imposição nem punição. Orientamos que não faça trabalho em duplicidade. Faça as anotações normalmente. Cabe à escola providenciar a digitação. Futuramente, com a jornada do piso e todas as condições, poderemos também digitar.
      Bebel

      Responder
  • 71. grace  |  30/05/2014 às 15:36

    Boa tarde, li os demais comentários e tenho o mesmo questionamento: o que faço se meus exames vencerem? Peço empréstimo a quem? Todos estavam cientes de que isto ia acontecer, é sempre assim enquanto uns por MÉRITO conseguem se efetivar e outros perdem o emprego, o concurso foi aberto a todos, sou categoria O e fiz de tudo para mudar minha situação, ao invés de ficar reclamando, e agora a APEOESP vem com esta de prorrogar a posse! É um absurdo, passei, escolhi minhas aulas e agora tenho o direito de exercício. O que é errado é o professor F querer acumular ou o O, isto que deveria ser revisto pela APEOESP. Obrigada.

    Responder
    • 72. apeoesp  |  01/06/2014 às 12:41

      Prezada professora Grace,
      Quando se diz APEOESP, leia-se assembleia estadual dos professores. Há nesta situação criada pelo Estado dois lados que podem sair prejudicados: os professores que já estão trabalhando e perderão suas aulas no decorrer do ano letivo e os concursados que desejam ingressar. A maioria dos professores na assembleia, que poucas abstenções, decidiu que a APEOESP deve lutar para que o exercício se dê no início do ano letivo, inclusive levando-se em conta a situação dos alunos. A APEOESP convoca a assembleia e coloca o tema em discussão. Quem decide são os professores, em assembleia aberta na praça pública.
      Bebel

      Responder
  • 73. Suely Suzuki  |  30/05/2014 às 15:58

    Bebel Por favor preciso de uma informação, assumi em janeiro , só que meu diploma só fica pronto agora em junho, ja fiz a pericia e fui considerada apta, porem não pude tomar posse, aqueles 120 dias de prorrogação contando de 17/02/2014 ainda são validos no meu caso, ou terminaram apartir do momento que fui aprovada na pericia ?

    Responder
    • 74. apeoesp  |  01/06/2014 às 12:38

      Prezada professora Suely,
      Por favor, requeira esta informação na Diretoria de Ensino ou, se for associada da APEOESP, entre em contato com o telefone 11.33506214.
      Boa sorte,
      Bebel

      Responder
  • 75. Mary Zaccarelli  |  31/05/2014 às 15:46

    Boa tarde Bebel, estive ontem na paralisação mas ainda falta muito para que os professores se unam…infelizmente nossa classe é muito dividida. Mesmo sendo cat O paralisei. Acho muito injusto a nossa contratação precária..me sinto desvalorizada ainda mais por esse governo. Passei no concurso e minha diretoria tem pouquíssimas vagas para minha área, se tivéssemos sido informados antes quantas vagas haviam por diretoria não teriamos sido tão prejudicados…não só eu como milhares de colegas que estudaram para fazer essa prova. Isso é mais um desrespeito conosco! Muitos da cat F nunca fizeram uma prova de concurso ou se fizeram n se efetivaram..Peço para que consiga o direto da Categoria O que passou no concurso pelo menos a mudança para a Categoria F, nada mais justo e coerente. Fomos aprovados no concurso e teremos apenas o direto a um mero certificado de aprovação e 1 ponto na classificação? Queremos reconhecimento pelo Estado com os mesmos direitos da categoria F…seria o mínimo já que não termos vaga. Desculpe o desabafo mas falo em nome de milhares de professores que estão na mesma situação que eu.
    Obrigada! Mary.

    Responder
    • 76. apeoesp  |  01/06/2014 às 12:30

      Prezada professora Mary,
      Você tem toda a razão. Estamos exatamente defendendo isto: que os professores da categoria O tenham os mesmos direitos dos professores da categoria F até que possam ser aprovados e efetivados por meio de concurso público. Defendemos também uma forma de contratação correta e justa para os temporários. Nosso esforço é para que todos se unam e façamos um movimento forte, pois todos os segmentos tem reivindicações pelas quais lutar.
      Bebel

      Responder
  • 77. Daniele  |  02/06/2014 às 01:30

    Olá Bebel!
    Estou acompanhando as opiniões dos professores em relação a Posse em 2015, tanto aqui no blog como em outras redes sociais,fui chamada agora e estou aguardando a nomeação. Seria muito bom se eu pudesse assumir em 2015 por questão de acúmulo, porém foi publicado dia 31/05 um comunicado que pelo que entendi já seremos nomeados muito em breve acho que nesta primeira ou segunda semana de junho. Caso ocorra essa nomeação e posse ainda em 2014 não tem como entrar com a ação para os que desejarem iniciar em 2015.
    Como as opiniões se dividem, porque não entrar com a ação para os que desejarem, e não para todos.
    Quero saber se há alguma coisa que eu possa fazer para assumir em 2015 junto ao sindicato, posso me associar sem que tenha assumido, não sou professora do Estado ainda, aliás nunca fui, mas não quero perder o concurso,caso tenha problemas no acúmulo, o que posso fazer?
    O que a senhora me recomenda, agilizar a perícia e tomar posse imediato ou adiar posse deixando de levar alguns exames e assim remarcar? Estou com dúvidas.
    Essa dúvida e essa situação de acúmulo ocorre com vários professores.
    Obrigada

    Responder
    • 78. apeoesp  |  08/06/2014 às 14:56

      Prezada professora Daniele,
      Não há como ingressar com ação. Quem determina posse e exercício é o Estado. Creio que você deve realizar a perícia normalmente e tentar adiar a posse e o exercício.
      Bebel

      Responder
  • 79. Andreia  |  02/06/2014 às 23:38

    Bebel o ideal que ingresso dos efetivos seja exercido em 2015.
    Sou efetiva e se isso acontecer pelo numero alto de ingressantes não sera nada fácil organizar a vida escolar.

    Responder
    • 80. apeoesp  |  08/06/2014 às 14:52

      Prezada professora Andreia,
      Sim, esta é a posição que estamos defendendo.
      Bebel

      Responder
  • 81. Mary Zaccarelli  |  07/06/2014 às 12:25

    Querida Bebel, já passamos no concurso e não há vagas para muitos que moram no interior. Iremos para a lista de categoria O na proxima atribuição do começo do ano…Muitos q nunca passaram num concurso passarão a nossa frente…isso é injusto! Queremos ser reconhecidos como concursados nas atribuições! Nada mais justo!

    Responder
    • 82. apeoesp  |  07/06/2014 às 15:44

      Prezada professora Mary
      O concurso foi uma grande conquista da nossa luta, porém, a forma como a SEE vem procedendo não é transparente quanto às vagas e convocações. Solicitamos diversas vezes as listas de vagas por diretoria e disciplina, mas a SEE alega que isto é muito dinâmico e que as vagas se alteram a todo momento. Haverá ainda convocações, depois convocações para segundas opções e, ainda, para diretorias onde ainda existam vagas. Continuamos discutindo com a SEE para que ofereça vagas para todos os concursados, visto que há muitos temporários contratados.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 83. Mary Zaccarelli  |  09/06/2014 às 12:34

    Prezada Bebel, o que não é justo eh sermos “contratados” dentro da categoria O quem fez o concurso e passou. É injusto ficarmos atrás da categoria F nas próximas atribuições..o Estado precisa RECONHECER QUEM PASSOU e espera por uma vaga! O que me diz sobre isso?

    Responder
    • 84. apeoesp  |  14/06/2014 às 13:15

      Prezada professora Mary,
      Sim, já levamos esta proposta ao Secretário: que não haja mais necessidade de prova para quem tem aprovação em concurso e que tenham os mesmos direitos dos professores da categoria F. Ficaram de estudar o assunto, mas não há nenhuma resposta.
      Bebel

      Responder
  • 85. Andreia  |  27/06/2014 às 20:51

    Boa tarde, Bebel gostaria de uma informação, saiu hoje a lista dos professores aptos na perícia médica. Qual é o próximo passo?
    Ir na escola que eu escolhi aula ou aguardar publicação de posse?
    Obrigada…

    Responder
    • 86. apeoesp  |  29/06/2014 às 13:34

      Prezada professora Andreia,
      Você já apta para a posse. Deve dirigir-se desde já à escola escolhida.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,929,225 hits

%d blogueiros gostam disto: