SEE publica Resolução para evolução pela via não acadêmica

04/07/2014 at 12:58 101 comentários

A Secretaria Estadual da Educação publicou no Diário Oficial do Estado, no dia 04/07 a Resolução sobre Evolução Funcional pela Via Não Acadêmica, conforme decisões da Comissão Paritária da Carreira para regulamentação das três faixas e níveis criados pela Lei Complementar 11.43/11.

A APEOESP teve participação ativa, junto com as demais entidades do magistério, na formulação das propostas. Muitas delas, inclusive, foram elaboradas pela nossa entidade, que as submeteu à discussão nos grupos de trabalho e na Comissão.

Vários dispositivos contidos na Resolução necessitam, ainda, da definição de procedimentos práticos, mas já representam direitos dos professores e professoras , bem como dos demais profissionais do magistério.

Veja no site da APEOESP a íntegra da Resolução. (http://www.apeoesp.org.br/publicacoes/apeoesp-urgente/n-40-see-publica-resolucao-para-evolucao-pela-via-nao-academica/).

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

APEOESP mantém pressão na Comissão Paritária e Secretário retira minutas que alteram o Estatuto do Magistério Nota de pesar pelo falecimento de Plínio de Arruda Sampaio

101 Comentários Add your own

  • 1. silvana  |  04/07/2014 às 14:56

    a pontuação vale para quem fez os cursos até ou após a data em questão?Até então esses cursos não tinham data de validade.Estou preocupada pois sempre os deixei por último justamente por não “caducarem”.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  05/07/2014 às 10:27

      Prezada professora Silvana,
      Não há data de validade para a evolução. Basta comprovar. Este aspecto não foi modificado. Novos cursos já podem entrar na lógica do itinerário formativo, que pontua um conjunto de cursos e não apenas um curso isolado. Mas se o professor preferir, poderá pontuar o curso isoladamente também.
      Bebel

      Responder
  • 3. Prof° Oswaldo  |  04/07/2014 às 18:22

    Boa tarde! Vocês poderiam publicar os interstícios, e tudo mais que mudou na evolução funcional.

    Responder
    • 4. apeoesp  |  05/07/2014 às 10:21

      Prezado professor Oswaldo,
      A íntegra da resolução está publicada no site da APEOESP (www.apeoesp.org.br). O link está neste post.
      Lembro que ainda não é uma nova carreira, mas apenas a regulamentação dos três novos níveis e faixas criados pelo governo em 2011. Não houve ainda, portanto, mudanças nos interstícios e percentuais de reajuste.
      Bebel

      Responder
  • 5. Carla Pita  |  04/07/2014 às 21:50

    Olá Bebel, lendo essa Resolução sobre a evolução funcional via não acadêmica não vi mudança alguma, ainda continuamos sem muito incentivo para realizarmos os cursos e projetos da Secretaria, ou seja ainda teremos que esperar três ou quatros anos para evoluirmos.
    Abraços
    Carla

    Responder
    • 6. apeoesp  |  05/07/2014 às 10:09

      Prezada professora Carla,
      Não há mudanças nos interstícios ou nos percentuais de reajuste porque ainda não foi modificada a lei. Por enquanto o trabalho da comissão foi apenas o de regulamentar os três novos níveis e faixas criados pelo governo. Desde o início insistimos para que fosse discutida uma nova carreira, mas o governo, com o apoio de entidades como a UDEMO, manteve a discussão neste limite. Entretanto, discordo de que não haja nenhuma mudança. Foram criadas muitas novas possibilidades de evolução, como está expresso na resolução e no decreto que lhe deu origem.
      Bebel

      Responder
  • 7. Rubens  |  05/07/2014 às 11:51

    Olá Bebel, tudo bem?

    Solicito um esclarecimento a respeito do memorial para a substituição do prova de mérito.
    Obrigado
    Rubens

    Responder
    • 8. apeoesp  |  13/07/2014 às 15:38

      Prezado professor Rubens,
      Há um grupo de trabalho, do qual a APEOESP participa, trabalhando na sua regulamentação. Publicaremos também material explicativo da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 9. Karina  |  05/07/2014 às 14:28

    Saindo um pouco do assunto. Quando entramos nos sites das Diretorias de Ensino, a primeira informação que temos é um comunicado de que o site (agora não sei dizer se é da D.E. ou Secretaria da Educação) de que não será atualizado entre os dias 05/07 a 29/10. Bebel você saberia informar se é o site das D.Es ou da Secretaria da Educação? Fiquei preocupada, até porque vou perder aulas agora, e o site da D.E. é onde acompanho as atribuições de aulas. Fiquei preocupada.

    Responder
    • 10. apeoesp  |  13/07/2014 às 15:24

      Prezada professora Karina,
      A legislação eleitoral impõe restrições à comunicação oficial. Estou solicitando informações à SEE sobre os procedimentos que serão adotados e como devem ficar os serviços e as atribuições de aulas nesse período. Publicarei aqui, no boletim APEOESP Urgente e no site da APEOESP.
      Bebel

      Responder
  • 11. ROSANA  |  05/07/2014 às 22:36

    BEBEL E PROFISSIONAIS DE MAGISTÉRIO…
    COMO PODE O “ESTADO DE SÃO PAULO, O MAIS RICO DA FEDERAÇÃO”, NÃO CUMPRIR A “A LEI DO PISO”???
    PRECISAMOS FAZER GREVE, NOS UNIR POIS,É INADMISSÍVEL NÃO TERMOS A FRUIÇÃO DA LEI DO PISO.
    VAMOS ACORDAR E COBRAR…
    BEBEL PRECISA OS R.E. DA APEOESP DO INTERIOR IREM ATÉ ÀS ESCOLAS TBÉM P/ AGITAR….E DIVULGAREM AINDA MAIS A PARALISAÇÃO COM INDICATIVO DE GREVE!

    UM ABRAÇO BEBEL!

    Responder
    • 12. apeoesp  |  13/07/2014 às 15:18

      Prezada professora Rosana,
      Estamos bem acordados. Em 2013, realizamos uma greve de 23 dias sendo este um dos principais pontos da pauta. Também estamos bem acordados no que se refere ao aspecto jurídico, pois temos uma ação no STF para obrigar o governo estadual a aplicar a lei.
      Estivemos acordadíssimos no primeiro semestre. Fizemos várias assembleias e mobilizações, sempre colocando a lei do piso no centro do debate.
      Vamos orientar, sim, os REs a mobilizar as escolas, o que deve ser tarefa de todos nós, professores.
      Um abraço.
      Bebel

      Responder
  • 13. CLEUZA APARECIDA NOGUEIRA DA SILVA  |  06/07/2014 às 00:21

    Bebel… por favor me auxilie: preciso prorrogar o máximo que eu puder o ingresso e posse de meu 2º cargo… como fazer: fui nomeada em 03/06 e fiz perícia em 01/07 aguardando resultado. Já houve uma prorrogação geral de 30 dias que vai até 01/08… as perguntas são: posso prorrogar a posse por mais 30 dias? e depois eu posso prorrogar o exercício por 30 dias e depois por mais 30? pelas minhas contase se eu puder fazer tudo isso, devo iniciar nesta escola em outubro ou em novembro…. Me responda passando as datas e o que tenho que fazer nelas que eu seguirei corretamente… obrigada.

    Responder
    • 14. apeoesp  |  13/07/2014 às 15:08

      Prezada professora Cleuza,
      Teoricamente você pode conseguir prorrogações até final de outubro. Informe-se melhor sobre essa possibilidade pelo telefone 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 15. Thiago  |  07/07/2014 às 06:06

    A resolução das tabelas publicadas no site da APEOESP não está muito boa. Tenho dificuldades para ler.

    Eu acho ótima essas novas possibilidades, entretanto, sem a aplicação correta da lei do piso no que diz respeito a jornada fica difícil ao professor que precisa dar muitas aulas desenvolver atividades que possam valer evolução não-acadêmica.

    De qualquer forma as notícias são animadoras.

    Responder
    • 16. apeoesp  |  13/07/2014 às 14:58

      Prezado professor Thiago,
      Infelizmente não tivemos condição de refazer as tabelas para publicação. Concordo com você que é essencial a aplicação da lei do piso para que tudo seja possível.
      Sim, parece que estamos no caminho certo, embora haja muitas dificuldades ainda.
      Bebel

      Responder
  • 17. Fabio Nobre  |  07/07/2014 às 13:05

    Vcs da apeoesp poderiam fazer um resumo das principais mudanças. Publicar na integra sempre gera duvidas.

    Responder
  • 19. Prof Clovis  |  07/07/2014 às 14:00

    Bom dia, gostaria de colocar uma questão para o debate. A aplicação da Lei do Piso não pode estar condicionada à Secretaria Digital, pois sendo assim continuaremos com mais trabalho e sem a o verdadeiro propósito da mesma. Mais tempo para a execução de serviços burocráticos não me parece acertado. Obrigado.

    Responder
    • 20. apeoesp  |  13/07/2014 às 14:54

      Prezado professor Clóvis,
      Creio que não compreendeu. Não estamos condicionando a aplicação da lei do piso à Secretaria Escolar Digital. Estamos dizendo que sem a aplicação da lei do piso não pode haver Secretaria Escolar Digital. Com as condições de tempo disponível, acesso à internet e equipamentos adequados acreditamos que não haverá obstáculo para a implantação da Secretaria Escola Digital no que se refere ao trabalho do professor, não para tarefas burocráticas. Hoje o professor já realiza registros no diário de classe. Isto é um atribuição sua, que passaria a ser feita digitalmente.
      Bebel

      Responder
  • 21. Maria Aparecida Milagres  |  07/07/2014 às 14:56

    Bom dia Prof. Bebel,
    O que houve foi a regulamentação do decreto que já existia , no entanto concordo com a colega acima . Teremos que continuar á espera de intersticios longos.Não é tão fácil assim quando se está no fim de carreira .Os critérios para promoção , digo, mudança de faixa ,continua sendo vinculada apenas à prova do mérito e requisitos de tempo de permanência ?
    Maria Aparecida

    Responder
    • 22. apeoesp  |  13/07/2014 às 14:39

      Não é verdade. O Decreto 59850, de 28 de novembro de 2013, que altera dispositivos do Decreto nº 49.394, de 22 de fevereiro de 2005, que regulamenta a Evolução Funcional, pela via não- acadêmica, dos integrantes do Quadro do Magistério, é resultado no nosso trabalho na Comissão Paritária. A resolução operacionaliza este decreto.
      Os interstícios só podem ser mudados por projeto de lei, a ser enviado para a ALESP. Não é escolha nossa. É a legislação. Queremos retomar intersticios, percentuais, faixas e níveis da LC 444/85, que nos foram retirados. É uma luta dura, pois o governo não quer.
      Criamos na Comissão Paritária o memorial do professor como alternativa à prova de mérito. Estamos participando de um grupo de trabalho que fará sua regulamentação. Até que entre em vigor, continua somente a prova de mérito.
      Bebel

      Responder
  • 23. Carlos Ferrari  |  07/07/2014 às 16:09

    Prezada professora bebe!
    Paz e bem!
    Espero que voce esteja bem.

    Gostaria de saber o que houve realmente na ultima reuniao da comissao paritaria, pois as outras entidades do magisterio estao alegando fim da mesma e pelo que entendi por intrancigencia da Apeoes. O que realmente.

    Acompanho seu trabalho e sei da luta por nos professores por isso nao entendi o que fato houve

    Deixo meu respeitoso abraco.

    Prof. Carlos Vale do paraiba.

    Responder
    • 24. apeoesp  |  13/07/2014 às 14:34

      Prezado professor Carlos Ferrari,
      Sim, as demais entidades tem razão. A APEOESP foi, sim, intransigente. Não aceitamos que a Comissão Paritária discuta um assunto tão importante para os professores, como é o Estatuto do Magistério, em cima de minutas preparadas nos gabinetes da Secretaria da Educação, contendo uma série de absurdos e retrocessos, que prejudicam ainda mais nossa carreira.
      Participamos da comissão paritária para defender os professores e não para fazer coro com o governo. Cada entidade que responda por si. Nós não aceitamos discutir nesses termos, para depois o governo alegar que participamos e concordamos com as maldades que quer fazer. Nossa luta é pela recuperação dos direitos que nos foram tirados da lei complementar 444/85.
      Estamos participando do Grupo de Trabalho que vai regulamentar o memorial do professor (alternativa à prova de mérito) e participamos de todas as instâncias que fazem avançar os direitos dos professores. Somos, sim, intransigentes em não participar de instâncias que pretendem retirar direitos.
      Os resultados do nosso trabalho na Comissão Paritária estão aí: decretos para a evolução funcional pela via acadêmica e não acadêmica, decreto para a promoção na carreira, com memorial.
      Vamos continuar nossa luta.
      Bebel

      Responder
  • 25. Karina  |  07/07/2014 às 16:33

    Esperando a resposta da Sra. Bebel. Agora só no próximo final de semana (dia 12/07). Até lá Sra. Bebel eu já terei a resposta da pergunta que fiz a Senhora. Não precisa mais perder seu tempo em responder à minha pergunta, até porque tenho medo da Sra. pedir para que eu ligue no jurídico, porque muitas das perguntas feitas, a Senhora pede para as pessoas ligarem no jurídico que também não sabe passar informação alguma, e outras vezes Sra. Bebel, seu departamento jurídico nos atende com grosserias. E olha que eu sou associada a este sindicato. Pessoal estamos sem saída esperando alguma coisa desse sindicato.

    Responder
    • 26. apeoesp  |  13/07/2014 às 15:31

      Prezada professora Karina,
      Infelizmente, nem tudo é feito de acordo com a nossa vontade. Creio que você pode imaginar o gigantismo das tarefas que temos à frente da diretoria da APEOESP. Este espaço foi pensado como uma forma de comunicação com os associados da APEOESP e espaço de debate sobre política educacional. Logo os professores o transformaram em um espaço para que possam tirar suas dúvidas funcionais, o que demonstra que ainda não construímos instrumentos suficientemente ágeis que possam atender os milhares de associados da APEOESP com presteza. Obviamente, temos aqui limitação de tempo. Procuro responder todos os comentários. Em muitos momentos eles ultrapassam cem, cento e vinte por dia. No recesso, estão na casa dos trinta a quarenta por dia.
      Peço desculpas, então pela demora em responder.
      Quanto à orientação para que liguem para o jurídico, não há outro procedimento honesto possível. Não poderia ter a pretensão de ter todas as respostas técnicas. Erraria seguidamente. Temos um excelente departamento jurídico. Se há mau atendimento e grosserias, é preciso que os nomes desses atendentes e os detalhes desses casos nos sejam comunicados, para que possamos corrigir essas falhas.
      Finalmente, creio que sua avaliação sobre o sindicato está equivocada. Não temos a capacidade de resolver tudo, mas ele é, sim, um importantíssimo instrumento de defesa da nossa categoria.
      Bebel

      Responder
  • 27. Marcel  |  08/07/2014 às 02:22

    Bebel gostaria de fazer um pedido. Convencer o estado para que a 3ª chamada ocorresse antes da remoção. O concurso já foi difícil, nós do interior somos concedidos com poucas vagas enquanto na Capital e litoral surgem aos montes. Uma remoção antecipada faria que os aprovados e os que atuam venham para as D.E do interior e pegam as poucas vagas que restam para nós. Por isso, para que não sejamos ainda mais prejudicados, que a remoção seja após a 3ª convocação.

    Responder
    • 28. apeoesp  |  13/07/2014 às 14:10

      Prezado professor Marcel,
      Estamos lutando por isso.
      Bebel

      Responder
  • 29. André Luiz  |  08/07/2014 às 03:06

    Bom dia Bebel, não sei se estou no lugar correto, porém tenho uma dúvida.
    A escola em que trabalho dispensou em um dia de provas a turma do EM em que eu tinha que ministrar aulas, com isso solicitaram que eu ficasse com uma turma do EF a qual em não possuo aulas. Sou obrigado a pegar turmas que eu não sou professor, no caso da minha ser dispensada?

    Responder
    • 30. apeoesp  |  13/07/2014 às 14:10

      Prezado professor André,
      Não. Você só é responsável pelas aulas que lhe foram atribuídas. Informe-se melhor pelo telefone 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 31. João Carlos Capeldi  |  08/07/2014 às 16:14

    Prezada Bebel,
    Venho pedir que defendam na comissão paritária a ideia de considerar para fim de pontuação no memorial, os diplomas fora dos interstícios. Por exemplo, tenho três especializações” latu sensu”: uma de 360 horas, de 1998; outra de 840 horas, de 2007 e outra de 440 horas, de 2013, além de outros cursos, inclusive aperfeiçoamentos e diplomas de concursos.
    A maioria desses diplomas, como mencionei, não estão dentro do interstício dos últimos anos, mas acho justo premiar o professor que empenhou a vida toda à sua melhoria acadêmica e de participação em colegiados na promoção pelo memorial.
    Sem mais, conto com o empenho de vocês da APEOESP para construir uma carreira justa e digna para o magistério paulista.

    Prof. João Carlos

    Responder
    • 32. apeoesp  |  13/07/2014 às 14:07

      Prezado professor João Carlos,
      Sim, a ideia é essa: que todas as atividades do professor sejam consideradas.
      Bebel

      Responder
  • 33. Fabio  |  09/07/2014 às 14:13

    Bebel tenho alguns poucos pedidos. Queremos que o estado nos dê uma posição rápida, breve e urgente referente a data da terceira chamada. Temos o direito de ter notícias mais diretas, visto que, por conta das eleições, sites como o da secretária e das DE não será possível saber das novidades. Desta forma ficaremos a mercê do D.O que é todo complicado de visualizar.
    O estado precisa pressionar a FGV em ser mais ágil na hora de divulgar as informações. Já saiu vários nomes aptos no D.O e o site ainda não divulgou. Como disse, temos sim o hábito de acompanhar o D.O, mas chega ao ridículo entrarmos todos os dias somente para saber de uma possível terceira chamada ou no caso dos aprovados, encontrar o nome na lista com letras super minúsculas e confusas. O problema é que o D.O é todo complicado de visualizar e FGV que deveria ser um suporte está ficando a desejar.
    E por fim, muito dos aprovados ou os próprios professores querem que o concurso de remoção seja antes da terceira chamada, gostaria de dizer para que o sindicato se posicione contra. Como o concurso é regionalizado, a remoção atrapalhará as convocações das D.E que possuem poucas vagas já que estas poderão ser preenchidas por qualquer um, sendo assim, aquele professor que poderia ser chamado será excluído. Já está difícil para ser convocado e uma remoção antes da hora fará a situação piorar principalmente para os professores de D.E de cidades pequenas.
    Obrigado.

    Responder
    • 34. apeoesp  |  13/07/2014 às 13:57

      Prezado professor Fábio,
      Temos procurado obter essas informações, mas elas não são precisas. Inicialmente a informação é de que poderia haver uma chamada no segundo semestre para posse em 2015. Já não nos deram esta certeza. Estamos insistindo por uma posição definitiva e correta, para que possamos lutar, se necessário.
      Bebel

      Responder
  • 35. Emerson  |  09/07/2014 às 17:26

    Ola presidenta Bebel.

    Gostaria de saber se a evolução funcional pela via acadêmica tem que ser na disciplina ou mestrado em educação é objeto de evolução para qualquer disciplina,
    Desde já agradeço.

    Responder
    • 36. apeoesp  |  13/07/2014 às 13:55

      Prezado professor Emerson,
      Sim, esta foi a nossa conquista. Não precisa mais ser na disciplina específica.
      Bebel

      Responder
      • 37. Tercilia Rodrigues  |  04/11/2015 às 23:26

        Minha evolução funcional via acadêmica foi indeferida porque sou PEB-II MAtemática e fiz mestrado e doutorado em Ciência Animal (com pesquisa na área de formação de professores). Como devo proceder?

      • 38. apeoesp  |  07/11/2015 às 23:21

        Prezada professora Tercília,
        Os cursos para evolução funcional pela via acadêmica tem ser na área da educação.
        Bebel

  • 39. Cristina Porto  |  09/07/2014 às 21:35

    Com a publicação desta resolução da evolução pela via não acadêmica, quem estava por exemplo no nível V agora já pode pedir para ir pro nível VI, ou ainda não? Se não o que falta?

    Responder
    • 40. apeoesp  |  13/07/2014 às 13:52

      Prezada professora Cristina,
      Sim, com base em qualquer dos dispositivos previstos na resolução e desde que tenha cumprido os interstícios exigidos.
      Bebel

      Responder
  • 41. Renata  |  10/07/2014 às 16:06

    Bebel, fiquei preocupada quando abri o site da minha DE, está dizendo que não vai ter atualizações no período de 05 de julho até 29 de outubro. Então não vai haver atribuições de aulas durante esse período? E os professores que estão perdendo aulas para os ingressantes, como fica? Será que entendi direito? Por favor me oriente. Sou categoria F, passei no concurso, porém, vou ser chamada apenas na 3ª chamada e vou perder todas as minhas aulas quando voltar das férias.
    Obrigada

    Responder
    • 42. apeoesp  |  13/07/2014 às 13:48

      Prezada professora Renata,
      Qual é a sua DE? Poderia passar cópia deste comunicado? Preciso ver que texto é esse para questionar a SEE.
      Obrigada.
      Bebel

      Responder
      • 43. Thiago  |  15/07/2014 às 04:26

        O mesmo acontece na minha diretoria. Por desculpas por conta das eleições, informações básicas estão sendo sonegadas, já que hoje a Internet é um meio vital para democratização da informação.

        http://dersbc.net/

      • 44. apeoesp  |  19/07/2014 às 13:57

        Prezado professor Thiago,
        Esta medida é controversa. Embora a legislação eleitoral realmente estabeleça restrições nos sites, o governo radicalizou, deixando a população sem informações básicas. O Estado está sendo contestado de todos os lados, mas o governador manteve a decisão. As informações só podem ser obtidas pelo telefone ou pessoalmente. Absurdo.
        Bebel

  • 45. Magali de Cássia Merenda  |  11/07/2014 às 16:35

    Prezada Bebel
    Concordo com a prof Carla no tocante ao tempo de espera para se evoluir na carreira e quanto à porcentagem oferecida. Você respondeu a prof Carla que a questão percentual ainda será avaliada. Entendi bem? Concordo que houve uma ampliação quanto aos instrumentos para haver uma evolução, porém, se os interstícios e o percentual não forem revistos não haverá vantagem: mesmo com mais oportunidades de evolução.
    E quanto aos aposentados? Estou para me aposentar me como não poderemos mais fazer cursos, deveria ter uma outra forma para melhoria salarial . Obrigada.
    Profª Magali

    Responder
    • 46. apeoesp  |  13/07/2014 às 13:40

      Prezada professora Magali,
      As questões relativas a interstícios e percentuais estão previstas em lei. Nossa luta é para reduzir interstícios e aumentar percentuais, mas isto tem que passar pela Assembleia Legislativa. Queremos um plano de carreira que recupere a essência e os direitos previstos na lei complementar 444/85 e que nos foram retirados. Nossa luta é essa, mas vai ser preciso bastante mobilização.
      Quanto aos aposentados, lutamos sempre para que os benefícios salariais sejam extensivos, mas quando a pessoa se aposenta, cessa a carreira.
      Bebel

      Responder
  • 47. DEYSE CORSI  |  12/07/2014 às 19:12

    OLÁ!!!
    BOA TARDE BEBEL
    POR GENTILEZA GOSTARIA DE SABER DESTA NOVA LEI QUE SAIU PARA OS PROFESSORES QUE ESTÃO ASSUMINDO O CARGO NESTA SEGUNDA CHAMADA QUE ELES PODEM SER EFETIVOS E CONTINUAR NA CATEGORIA “F ” , E OS PROFESSORES QUE ASSUMIRAM EM MARÇO O MESMO CONCURSO O MESMO EDITAL. COMO FICAM ?EXONERARAM O ” F ” PQ NÃO PODIAM. ME SINTO INJUSTIÇADA
    ABRAÇOS
    DEYSE

    Responder
    • 48. apeoesp  |  13/07/2014 às 13:01

      Prezada professora Deyse,
      Não houve nova lei neste período. A regra já era válida na primeira convocação. A lei que permitiu acúmulo é de 2013.
      Bebel

      Responder
  • 49. Karina  |  13/07/2014 às 15:31

    Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
    Brasão do Governo do Estado de São Paulo
    Em cumprimento à Legislação Eleitoral, este site não será atualizado entre os dias 5 de julho e 29 de outubro de 2014. Durante o período, dúvidas e sugestões podem ser enviadas para a Central de Atendimento, por meio do e-mail infoeducacao@educacao.sp.gov.br

    Olá Dona Bebel, o comunicado acima está nos sites das Diretorias de Ensino, e a senhora mais uma vez está por fora. Com este comunicado, a senhora pode tirar a minha dúvida e de muitos outros professores se vai haver atribuições de aulas ou não neste 2º semestre. Minha Diretoria é Leste 2. Aguardo sentada sua resposta.

    Responder
    • 50. apeoesp  |  19/07/2014 às 15:02

      Prezada professora Karina,
      O respeito é a base de qualquer relacionamento. Não entendi o motivo de sua agressividade.
      Não tenho informações sobre todas as atribuições que devem ocorrer em todas as diretorias de ensino do Estado. Não é esta a minha função, nem a do sindicato.
      Você deve obter essa informação diretamente na diretoria de ensino em questão.
      Bebel

      Responder
  • 51. Silzana  |  14/07/2014 às 15:56

    oi Bebel tudo bem? Acabei de voltar de férias e já perdi as aulas para uma efetiva que assumiu então fui olhar no site para próxima atribuição e lá esta fora do ar dizendo que só volta em outubro e dai como vamos as atribuições sem informações?????Como fica??????????Por favor no aguardo…….

    Responder
    • 52. apeoesp  |  19/07/2014 às 14:42

      Prezada professor Silzana,
      A APEOESP lutou para que o ingresso não fosse feito agora no meio do ano, pois sabíamos que isto poderia ocorrer. Convocamos assembleias, nas quais um dos pontos era este. Um maior comparecimento poderia ter nos ajudado a fazer o governo recuar, o que não ocorreu.
      Bebel

      Responder
  • 53. Roberto Ferreira  |  14/07/2014 às 21:57

    Olá Bebel, Parabéns pelas conquistas!
    Eu a vi semana passada em Águas de São Pedro e fiquei contente em saber que vc é tão acessível, simplicidade é tudo! parabéns!
    Gostaria de lhe fazer duas perguntas: Eu sou professor de filosofia na rede, para ter evolução via acadêmica tenho que fazer mestrado em filosofia ou pode ser em outra área?
    Voltando as aulas a imposição da secretaria digital a nós professores esta pesada: imagina, temos que registrar na caderneta, depois na papeleta da escola, depois no programa próprio da escola e depois da Secretaria Digital… isso tudo sem computador na escola, sem tempo, sem estrutura, ou seja, mas um trabalho diário (faltas e notas) em minha casa… e com esta carga horária?
    Nos ajude Maria Izabel, vc pode e deve continuar lutando por nós, pois este governo faz cada coisa que só Deus pra colocar a mão. Gostaria de perguntar a ele qual a escola que ele tem como referência para nos impor tanta baboseia. Não sou contra a informatização (nas etec já temos isso, mas cada sala tem um computador, internet, e não existe mais caderneta) mas tem que haver estrutura: do contrário estamos fazendo serviço de preso, pense!

    Obrigado!

    Cordialmente,

    Prof. Roberto

    Responder
    • 54. apeoesp  |  19/07/2014 às 14:31

      Prezado professor Roberto,
      Muito obrigada.
      Em relação à evolução funcional pela via acadêmica, conseguimos mudar o critério. Basta que o curso seja na área da educação.
      Quanto à Secretaria Escolar Digital, nossa orientação é para que o professor registre apenas no Diário de Classe. Cabe à escola providenciar a digitação. Você não pode ser punido por isso. Se algo ocorrer, procure imediatamente o departamento jurídico, na subsede.
      Bebel

      Responder
  • 55. Lu  |  16/07/2014 às 20:38

    Olá Bebel.
    Como saberei das datas de atribuições desse segundo semestre? O site da Diretoria de Ensino está fora do ar até 29 de outubro por conta das eleições? ?

    Responder
    • 56. apeoesp  |  19/07/2014 às 13:30

      Prezada professora Lu,
      Este é um problema em período eleitoral. Você deve procurar a diretoria de ensino ou a escola. Provavelmente, se deixar seus contatos, lhe avisarão.
      Bebel

      Responder
  • 57. Carmen  |  17/07/2014 às 19:11

    Prezada Bebel
    Já pedi minha liquidação de tempo de serviço. Acredito que tenho pontuação para duas evoluções: do V para o VI e do VI para o VII. Minha dúvida é se poderei pedir as duas de uma vez.
    Por favor, onde posso encontrar a tabela que mostra interstício e pontuação necessária para cada evolução.
    Obrigada

    Responder
    • 58. apeoesp  |  19/07/2014 às 13:10

      Prezada professora Carmen,
      Sim. A lei complementar 836/97, alterada pela lei complementar 1143/2011, define os interstícios:
      b) os incisos I e II do artigo 22:
      “Artigo 22 – ………………………………………………………
      I – para as classes de Professor Educação Básica I e Professor Educação Básica II:
      a) do Nível I para o Nível II – 4 (quatro) anos;
      b) do Nível II para o Nível III – 4 (quatro) anos;
      c) do Nível III para o Nível IV – 5 (cinco) anos;
      d) do Nível IV para o Nível V – 5 (cinco) anos;
      e) do Nível V para o Nível VI – 4 (quatro) anos;
      f) do Nível VI para o Nível VII – 4 (quatro) anos;
      g) do Nível VII para o Nível VIII – 4 (quatro) anos;
      II – para as classes de Suporte Pedagógico:
      a) do Nível I para o Nível II – 4 (quatro) anos;
      b) do Nível II para o Nível III – 5 (cinco) anos;
      c) do Nível III para o Nível IV – 6 (seis) anos;
      d) do Nível IV para o Nível V – 6 (seis) anos;
      e) do Nível V para o Nível VI – 5 (cinco) anos;
      f) do Nível VI para o Nível VII – 5 (cinco) anos;
      g) do Nível VII para o Nível VIII – 4 (quatro) anos.” (NR);
      Quanto às pontuações, verifique na resolução, no site da APEOESP (www.apeoesp.org.br).
      Bebel

      Responder
  • 59. shirlei  |  18/07/2014 às 23:06

    Bebel, gostaria de saber se o período que trabalhei como categoria O é considerado para interstício na evolução funcional?

    Responder
    • 60. apeoesp  |  19/07/2014 às 12:22

      Prezada professora Shirlei,
      Nosso entendimento é que sim, pois este tempo é considerado para a classificação na atribuição de aulas. Se houver problemas, procure o departamento jurídico na subsede.
      Bebel

      Responder
  • 61. Luciano dos Santos  |  21/07/2014 às 03:48

    Bebel por favor estou em duvida, me ingressei esta semana tenho tempo de F e categoria o bem como quinquênio, a escola ainda não sabe me dizer se levarei o tempo para contagem de pontos na atribuição do começo do ano. Ligo na DE e lá também falam que estão esperando que a secretaria solte uma orientação, não sei o que fazer, pois estou como F injustamente ate 2008 e depois como O, tenho 2 quinquênios e ninguém sabe se levarei esses pontos. Gostaria também de saber uma lei que fale sobre esses direitos para eu levar na escola. Desde ja agradeço.

    Responder
    • 62. apeoesp  |  27/07/2014 às 17:33

      Prezado professor Luciano,
      Você tem o direito de levar todo o tempo de serviço para fins de classificação para a atribuição de aulas. Por favor, solicite informações sobre a legislação em 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 63. RONETE CLARA  |  22/07/2014 às 22:35

    FIZ CONCURSO PARA SERVIÇAL E DURANTE ESSE TEMPO,FIZ O CURSO DE PEDAGOGIA…NÃO POSSO ESTAR EM OUTRA ÁREA DA EDUCAÇÃO? EM OUTRO SETOR??

    Responder
    • 64. apeoesp  |  27/07/2014 às 15:02

      Prezada Ronete,
      Sim, pode. Tudo depende do plano de carreira da rede onde você trabalha.
      Bebel

      Responder
  • 65. Lúcia  |  23/07/2014 às 01:11

    Bebel, completei o interstício para evolução do nível V para o VI em 2009. Tenho pontuação para nova evolução (do VI para o VII). Gostaria de saber se o novo interstício conta a partir de 2009 (ano final do período de vigência); o ano da publicação da lei que estabeleceu os novos níveis ou a partir do pedido do novo enquadramento (2014)?
    Obrigada

    Responder
    • 66. apeoesp  |  27/07/2014 às 14:56

      Prezada professora Lucia,
      O interstício se conta exclusivamente pelo seu tempo de exercício.
      Bebel

      Responder
  • 67. Manoel  |  24/07/2014 às 17:10

    Boa tarde. Sou professor categoria O, quero saber se tenho direito a utilizar o IAMSPE e também se tenho direito ao quinquênio, pois tenho 6 anos no estado dando aula. Se sim, o que devo fazer para cada situação

    Responder
    • 68. apeoesp  |  27/07/2014 às 14:26

      Prezado professor Manoel,
      O direito ao IAMSPE será regulamentado por lei a ser votada no segundo semestre pelos deputados estaduais. Quanto ao quinquênio, conquistamos o direito em primeira instância, mas o estado recorreu.
      Bebel

      Responder
  • 69. Maria Rossito  |  29/07/2014 às 01:26

    Bebel vc tem noticias da evolução? A secretaria tem que publicar instrução referente a evolução pela via acadêmica e não acadêmica e já passou um mês da publicação da resolução SE 36, de 2/7/14. Precisamos da instrução para a realização do processo de evolução de um nível para o outro o mais rápido possível.

    Responder
    • 70. apeoesp  |  02/08/2014 às 13:33

      Prezada professora Maria,
      Deve ter uma reunião com o Secretário ainda nesta semana e vou questioná-lo a respeito.
      Bebel

      Responder
  • 71. Flavia silva  |  30/07/2014 às 14:15

    Bom dia,

    Gostaria de saber se na evolução, havendo uma pontuação maior do que a exigida, eu posso pular nível por exemplo do 1 pro 3 ou tenho que passar por todos os níveis esperando os seus respectivos interstícios ?

    Responder
    • 72. apeoesp  |  02/08/2014 às 12:21

      Prezada professora Flávia,
      Você só pode subir um nível por vez dentro de cada interstício. Porém, haverá também o memorial, na promoção, que está sendo regulamentado, onde você poderá aproveitar todo o excedente da evolução funcional pela via não acadêmica.
      Bebel

      Responder
  • 73. Maria  |  01/08/2014 às 00:24

    Olá Bebel! Gostaria que você postasse um modelo de abaixo-assinado, se possível, pois na escola em que trabalho os alunos e professores querem a manutenção do período noturno. Por isso, queremos fazer um movimento de pressão junto a Dirigente regional no sentido de manutenção de vagas e emprego pra todos os funcionários. Desde já agradeço, Maria.

    Responder
    • 74. apeoesp  |  02/08/2014 às 11:55

      Prezada professora Maria,
      Vou pedir à nossa assessoria para que providencie o texto que você solicita. Postarei aqui mesmo ou enviarei para o seu email.
      Bebel

      Responder
      • 75. Maria  |  03/08/2014 às 15:04

        Grata, por me responder, mas ainda não recebi o modelo do abaixo-assinado. OK!!!!

      • 76. apeoesp  |  04/08/2014 às 19:36

        Prezada professora Maria,
        Segue sugestão de abaixo-assinado. Modifique como achar necessário.
        Prezado(a) Dirigente Regional de Ensino da DE …………………
        O direito à educação pública de qualidade é assegurado pela Constituição Federal e é dever do Estado provê-lo.
        Entretanto, a rede estadual de ensino de São Paulo não tem assegurado o acesso a esse direito a toda a população paulista. Muitas crianças e jovens não encontram vagas em escolas próximas de suas residências. O problema é maior no ensino médio, pois muitos jovens já trabalham para ajudar suas famílias e são obrigados a estudar no ensino noturno. Outros freqüentam cursos profissionalizantes durante o dia.
        Além disso, por não haver disponibilidade de vagas no diurno em outras escolas da região, os jovens tenderão a abandonar os estudos, por não terem condições de estudar em escolas distantes de suas residências. Isto iria na contramão de tudo pelo que lutamos.
        Por isso, não podemos concordar com o fechamento de classes no período noturno. Estudar à noite não é uma escolha das famílias, mas uma necessidade dos estudantes no momento atual. Solicitamos, portanto, que as classes no período noturno sejam mantidas.
        Nome RG
        Bebel

  • 77. Carmen  |  06/08/2014 às 22:06

    Olá Bebel!!
    A Resolução sobre Evolução Funcional pela Via Não Acadêmica para regulamentação das três faixas e níveis criados pela Lei Complementar 11.43/11 já entrou em vigor?? O pessoal da DE afirma que os processos enviados ficarão parados, pois não está totalmente regulamentado. Essa informação procede? Como devo agir caso estejam errados?
    Obrigada

    Responder
    • 78. apeoesp  |  09/08/2014 às 14:55

      Prezada professora Carmen,
      Está em pleno vigor. Há necessidade de detalhamento de instrumentos novos, como itinerário formativo, por exemplo. Mas tudo está em vigor. Cursos realizados, participam em congressos e seminários e outras tarefas já cumpridas podem pontuar, desde que o interstício tenham sido cumprido.
      Bebel

      Responder
      • 79. Adriana  |  05/03/2015 às 20:17

        Prezados,
        Entreguei hoje na escola para evolução uma relação de cursos diversos que fiz (cursos de Extensão, curso oferecido pela própria Rede, Pós-Graduação e Graduação). Fiquei decepcionada, pois a Secretaria da escola informou que a mais de 1 ano, as evoluções estão paradas (em Osasco), liguei para o sindicato (APEOESP) e a informação foi confirmada. De acordo com a secretaria, há professor que requeriu no 1º semestre de 2014 e até o momento não saiu a evolução. Ao ligar para o sindicato, a informação foi confirmada “é isso mesmo!”. Além disso, menos grave, fui informada que nem todos os títulos serão usados, apenas aqueles que acumulam pontos para a evolução, contudo gostaria que todos fossem computados, pois garantiria as próxima evoluções, nos protegendo de futuras alterações no quadro de evolução. Como posso proceder e há alguma ação do sindicato quanto ao assunto?

      • 80. apeoesp  |  08/03/2015 às 11:36

        Prezada professora Adriana,
        Este assunto já foi tratado diversas vezes com a Secretaria da Educação, não apenas pela APEOESP, mas todas as entidades. A SEE alega que é necessária uma mudança de sistema, porque foram criados três novos níveis e faixas e a Comissão Paritária da carreira, da qual fazemos parte, criou novas formas de evolução funcional. na ultima reunião, em 23/02, o Secretário disse que determinaria que os procedimentos sejam feitos à mão, caso o novo sistema demore.
        Quanto aos comprovantes, devem ser apresentados à medida em que forem ser utilizados. Porém, quando for operacionalizado o memorial do professor (que ainda está sendo regulamentado), tudo poderá ficar registrado na SEE para uso futuro.
        Bebel

  • 81. patricia plens  |  07/08/2014 às 17:29

    ola meu comentario é sobre a conferencia de setembro, a sra sabe informar se havera creche .
    obrigada

    Responder
    • 82. apeoesp  |  09/08/2014 às 14:03

      Prezada professora Patrícia Plens,
      Sim, para crianças de até seis anos completos.
      Bebel

      Responder
  • 83. Silvia  |  04/09/2014 às 02:49

    Boa Noite. Em 2004 tive evolução funcional pela VIA ACADÊMICA após apresentar meu título de doutorado, indo então para o último nível e faixa de vencimento. Foram várias modificações na escala de vencimentos desde então. Fiz a prova de promoção em 2010 e hoje me encontro classificada no nível 5, faixa III. Minha dúvida é se com a titulação de doutorado não deveria ser reenquadrada, novamente, no último nível e faixa da escala de vencimentos, como a lei 444 fazia.

    Responder
    • 84. apeoesp  |  06/09/2014 às 11:58

      Prezada professora Silvia,
      Essa questão foi discutida na Comissão Paritária e a decisão foi a de os professores com mestrado ou doutorado permaneçam no nível/faixa IV e V, devendo utilizar outros mecanismos criados para evoluir para as faixas VI, VII e VIII.
      A quase totalidade dos professores não tem condições de tempo e/ou financeiras hoje para obterem títulos de pós-graduação. A ideia é que haja maior equilíbrio nas possibilidades de evolução entre todos os professores.
      Bebel

      Responder
  • 85. Cleuza Maria Araujo  |  10/03/2016 às 13:33

    Para mudar de faixa 3 para 4, evolução não acadêmica, o interstício é de quanto tempo?
    Obrigada!

    Responder
    • 86. apeoesp  |  20/03/2016 às 15:33

      Prezada professora Cleuza,
      O interstício é de 5 anos.
      Bebel

      Responder
  • 87. Maritania Lemos Resende  |  22/03/2016 às 14:03

    Bom dia sou remanescente do concurso pebii 2013, gostaria de saber se eu for chamada para ingressar e não tiver o diploma em mãos posso fazer pericia? já concluir e tenho certificado e histo rico em mãos.

    Responder
    • 88. apeoesp  |  25/03/2016 às 15:46

      Prezada professora Maritania,
      De acordo com as regras do concurso, não. Verifique junto à Diretoria de Ensino se há alguma forma de exceção.
      Bebel

      Responder
  • 89. fernanda  |  22/04/2016 às 05:13

    Olá Bebel!
    O cálculo que é feito para evolução funcional, dependendo da data de apresentação dos certificados é retroativo? Por exemplo: O professor tem vários certificados e licenciaturas, mas nunca os apresentou para evolução funcional, já está no magistério há 15 anos, ele apresentando os documentos solicitados, receberá retroativo? Obrigada desde já.

    Responder
    • 90. apeoesp  |  23/04/2016 às 12:25

      Prezada professora Fernanda,
      Não.Conta a partir do momento da requisição. Informe-se melhor pelo telefone 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 91. jeniffer  |  29/04/2016 às 03:04

    Bebeu, boa noite!
    Por favor, me esclareça esta notícia…

    O Governador do Estado de São Paulo, publicou no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 28, duas autorizações para que a Secretaria de Educação realize dois Processos Seletivos.

    Uma seleção objetiva contratar 990 Agentes de Organização Escolar e 71 de Agente de Serviços Escolares. Já o outro conta com 2.000 vagas para Professores, sendo 500 PEB I e 1.500 PEB II.

    A realização dos Processos Seletivos, devem observar as disponibilidades orçamentárias e obedecidos os demais preceitos legais e regulamentares atinentes à espécie.

    Disponível em: https://www.pciconcursos.com.br/noticias/governo-de-sao-paulo-autoriza-processos-seletivos-para-educacao-com-mais-de-3-mil-vagas

    Acessado em: 29/04/2016 às 00:02.

    O que seria este processos seletivo? Seria semelhante a provinha de cat.O que fizemos? Seria apenas um ano?
    Desculpe importuná-la, é que a notícia é recente e não achei muita coisa esclarecedora na internet…verifiquei o diário oficial e realmente consta a publicação no dia 27/04/2016…Muitíssimo obrigada!!!

    Responder
    • 92. apeoesp  |  30/04/2016 às 15:21

      Prezada professora Jennifer,
      Estivemos com o Secretário. Não haverá provinha para a contratação de professores temporários. As instruções para o cadastro emergencial serão publicadas na segunda-feira, 02/05.
      Bebel

      Responder
      • 93. Jeniffer  |  02/05/2016 às 15:28

        Bebel, boa tarde!
        Voce havia dito que hoje sairiam os editais do novo credebciamento de professores, PEBI e II, será que você poderia disponibilizar os links pros mesmo? Pois não achei em nenhum site de DE’s tão pouco diário oficial! Fico no aguardo! Obrigada!

      • 94. apeoesp  |  04/05/2016 às 21:05

        Prezada professora Jeniffer,
        Creio que há um engano. Informamos que a SEE publicaria comunicado apontando quando seria feita a chamada dos concursados. A SEE publicou que será no segundo semestre, com ingresso em janeiro de 2017. Disponível em http://www.apeoesp.org.br (Informa Urgente 26).
        Quanto à contratação de temporários, publiquei hoje post no blog com o detalhamento dos procedimentos.
        Bebel

  • 95. Cássia  |  06/07/2016 às 00:37

    Olá Bebel!
    Gostaria de tirar uma dúvida
    Veja:
    Em setembro de 2008 na minha folha de pagamento constava:
    Ref./ Grau – Faixa/ Nível
    002/ I

    Aí fiz a evolução funcional pela via “não acadêmica” :
    Em outubro de 2008 passei para:
    Ref./ Grau – Faixa/ Nível
    002/ II

    Mudei de cidade em Janeiro de 2010 e na minha folha de pagamento
    houve outra alteração,
    Ref./ Grau – Faixa/ Nível
    001/ B

    Em setembro de 2015 outra evolução funcional pela via não acadêmica
    Ref./ Grau – Faixa/ Nível
    001/ C

    De acordo com seu artigo publicado ,em agosto de 2011 e o , SETEMBRO / 2005) permanecem com a mesma nomenclatura, I. Porque então eu sofri todas estas alterações?
    Está correto ou é erro de secretaria?
    Como devo proceder?
    Muito obrigada

    Cássia

    Responder
    • 96. apeoesp  |  07/07/2016 às 19:38

      Prezada Professora Jeniffer

      O despacho do Governador ao qual a Senhora se refere é para autorizar a contratação por tempo determinado, nos termos do que dispõe a Lei Complementar nº 1.093//2009, alterada pela Lei Complementar nº 1.277/2015, de 2.000, dos quais 1.500 Professores Educação Básica II e 500 Professores Educação Básica, I.

      O prazo de vigência desses contratos é de três anos, prorrogável até o término do ano letivo em que completar esse prazo.
      Assim, por exemplo, um docente contratado no ano de 2.014 terá seu contrato extinto ao término do ano letivo de 2.017. O que for contratado neste ano de 2.016 terá seu contrato extinto ao término do ano letivo de 2.019, e assim por diante.

      Atenciosamente

      Bebel

      Responder
    • 97. apeoesp  |  08/07/2016 às 14:41

      Prezada Professora Cássia

      para que possamos analisar os enquadramentos pelos quais passou a sua vida funcional, solicitamos que, de posse das cópias dos holerites citados, procure o jurídico da subsede da APEOESP da sua região, para análise e orientação.
      Atenciosamente

      Bebel

      Responder
  • 98. julia  |  06/07/2016 às 13:02

    Bom dia

    Responder
    • 99. apeoesp  |  09/07/2016 às 15:20

      Prezada professora Julia,
      Bom dia. Tudo de bom.
      Bebel

      Responder
  • 100. sueli  |  27/06/2017 às 13:36

    Bom dia, gostaria de saber sobre a evolução funcional via não acadêmica – após a publicação no D.O. a fazenda tem o prazo de quanto tempo para fazer o ajuste da faixa/nível e efetuar o pagamento? a minha publicação saiu no D.O. em dezembro/2016, Grata!
    Sueli

    Responder
    • 101. apeoesp  |  02/07/2017 às 13:46

      Prezada professora Sueli,
      Tem que ser imediato. Procure o departamento jurídico na subsede e ingresse com mandado de segurança.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,928,794 hits

%d blogueiros gostam disto: