Professor Vagner, amigo e companheiro da APEOESP, assassinado em frente à escola. Até quando tanta violência?

25/08/2014 at 23:49 3 comentários

Hoje, infelizmente, sou portadora de mais uma triste notícia. Faleceu no início da noite desta segunda-feira, vítima da violência que tanto temos denunciado, nosso amigo, companheiro de lutas da APEOESP, professor Vagner Rodrigues da Graça.

As primeiras informações são de que um motoqueiro teria atirado no professor Vagner quando ele saía da EE Evandro Esquivel, na Vila Nogueira, em Diadema, dirigindo-se a seu carro, estacionado na rua. Presume-se que se tratou de uma tentativa de assalto.

O professor Vagner era muito querido por todos, sobretudo por nós, que trabalhamos juntos pela Chapa 1 nas recentes eleições do sindicato.
Infelizmente, tem sido constantes os casos de violência no entorno das unidades escolares no Estado de São Paulo e esta vem sendo a principal preocupação de professores, pais e estudantes das escolas estaduais em São Paulo. Pesquisa realizada pela APEOESP por meio do Instituto Data Popular, divulgada em maio de 2013, mostrou que 36% dos professores, 54% dos pais e 60% dos alunos não se sentem seguros no entorno das escolas. Também ficou demonstrado que metade das escolas não conta com rondas escolares.

No momento em que houver mais detalhes, sobretudo horários de velório e enterro, publicarei essas informações.

Sua morte, que infelizmente soma-se a várias outras que tem ocorrido nas proximidades ou mesmo no interior das escolas, se constituirá em mais um motivo para exigirmos do Estado providências eficazes para garantir a segurança das comunidades escolares e de toda a população.
A APEOESP tem sido firme na denúncia desta situação, mas o governo se finge de morte. Estamos indignados. Não pelo fato da vítima ter sido um companheiro nosso, muito caro para nós, mas ter sido mais uma vítima da incompetência do Estado. Se houvesse mais funcionários nas escolas para ajudar a inibir a presença de pessoas estranhas; se houvesse mais rondas escolares, isto poderia ter sido evitado.
Este Governo é, sim, responsável por essa perda. Um jovem de 39 anos, com toda a vida pela frente e um profundo comprometimento com a educação pública.
Hoje foi um professor; ontem um pai ou estudante; amanhã poderá ser o próprio Governador a vítima de tanto descaso.
Não vamos aceitar isso passivamente. No dia 25 de setembro, em nossa assembleia estadual, vamos intensificar ainda mais a nossa luta contra a violência nas escolas e na sociedade e cobrar deste governo as providências que ele se recusa a tomar.
À família, expresso toda a nossa solidariedade e nossos sentimentos neste momento de dor.
Companheiro Vagner, presente! Sempre.

Informações adicionais: o corpo do professor Vagner Rodrigues da Graça será velado a partir das 10h00 desta terça-feira, 26/08, no Cemitério Jardim Vale da Paz, situado à Rua dos Pereiras, 600 – Bairro Eldorado – Diadema. O enterro será no mesmo cemitério, às 16 horas.

vagner 1

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

EXIGIMOS A VOLTA DAS PERÍCIAS MÉDICAS AO DPME! ‘Professores reclamam mais do medo que do salário’, diz psiquiatra

3 Comentários Add your own

  • 1. Gustavo  |  26/08/2014 às 13:44

    Está na hora de cada escola ter um agente de segurança para nos proteger e botar a ordem na casa -no bom sentido-
    Fico triste em saber que precisaremos nos sacrificar para que as autoridades possam tomar certas atitudes. Brasil é um país que infelizmente, a educação não é e jamais será uma prioridade.

    Responder
  • 2. MARILENA  |  26/08/2014 às 14:59

    Lamentável o ocorrido com o Profº Wagner, mais uma vítima desta estrutura falha e sem providência de nosso estado.

    Responder
  • 3. Thiago  |  27/08/2014 às 22:59

    Isso é muito triste. O número de furtos e assaltos aos alunos cresceu muito no entorno da escola em que atuo nos último 5 meses. É uma escola que fica na região central de S. Bernardo do Campo e não vemos uma viatura da ronda escolar nos horários de saída e entrada.

    O curioso é que em duas escolas particulares próximas, em um raio de 1km, em todos os horários de saída e entrada de alunos vemos uma viatura da PM ou Polícia Civil Metropolitana.

    Queria saber se o critério das secretarias de segurança é que apenas os ricos não podem ser assaltados?

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,830,441 hits

%d blogueiros gostam disto: