Vamos todos reivindicar nossos direitos!

23/11/2014 at 12:36 43 comentários

baner-ato_14164168624398664562831

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Todos ao ato público no dia 5 de dezembro!! Curso gratuito na APEOESP

43 Comentários Add your own

  • 1. Paulo Ferreira  |  24/11/2014 às 00:38

    A Diretoria de Ensino de Santos publica minha aposentadoria em 01/02/2012. No dia 18 de junho cumprindo todas as determinações legais assinando todos os documentos que me são exigidos me aposento em 14 de janeiro de 2013 sou obrigado a voltar a trabalhar, segundo alegação do Dirigente a regra do jogo foi mudada após “8 meses da publicação da minha aposentadoria”. Desde então estou trabalhando e aguardando o julgamento da ação. Até quando esse governo irá descumprir a lei com prejuízos dos professores. É inominável essa crueldade a que estou sendo submetido.
    Qual a posição da APEOESP para esse desmando?

    Responder
    • 2. apeoesp  |  25/11/2014 às 12:54

      Prezado professor Paulo,
      A APEOESP, obviamente, é contra esse desmando e o vem denunciando desde que começou a vigorar essa interpretação absurda da lei. Você poderá pesquisar até mesmo no blog diversas matérias que publiquei a esse respeito. Também ingressamos com ação judicial, não obtivemos a liminar e aguardamos decisão de mérito. Vamos até a instância máxima (STF) com essa causa.
      Bebel

      Responder
  • 3. LILIANA  |  25/11/2014 às 16:24

    querida Bebel ,me tire por favor essa dúvida sou cat O contrato desse ano fiz minha inscrição para atribuição normal , mas gostaria de saber falaram que nós contratados desse ano iríamos atribuir na escola eu gostaria de saber se vai ser na escola mesmo ou não, como não teve remoção nos informaram que seria na escola e não na DE , que na DE seria só os cadastros emergenciais.

    Responder
    • 4. apeoesp  |  01/12/2014 às 19:54

      Prezada professora Liliana,
      A informação inicial da SEE dá a entender que será na escola, mas há outras informações contraditórias. Esperamos ter dados mais precisos nos próximos dias.
      Bebel

      Responder
  • 5. Esther M  |  26/11/2014 às 11:59

    Devemos priorizar a questão da terceira chamada. Bebel, estou com vocês, mas não dá pra entender o silêncio do sindicato em relação a contratação dos colegas aprovados no concurso. É simplesmente um absurdo a contratação temporária para uma rede que necessita de funcionários e, que tem à disposição, milhares de professores aprovados e aptos ao trabalho. Ainda há tempo, essa chamada, se justa, deve ocorrer antes da atribuição. Todos no dia 05!

    Responder
    • 6. apeoesp  |  29/11/2014 às 12:27

      Prezada professora Esther,
      Não sei de que silêncio você está está falando. No relato que fizemos da reunião com a Secretária Adjunta, que publiquei aqui no blog, está dito claramente que cobramos da SEE a chamada e que ela alegou que não há tempo hábil para fazê-la até a atribuição de aulas. Obviamente, temos insistido nessa questão, porém não queremos que mais uma vez o ingresso seja feito no decorrer do ano letivo. Isto causa problemas pedagógicos e, ainda, desemprega professores que receberam aulas em janeiro, o que não é justo.
      O concurso público de PEB II e o de PEB I que ora se realiza são conquistas da APEOESP. Nossa posição histórica é pelo ingresso mediante concurso público. Foi nossa greve de 2013 que conquistou as 69 mil vagas oferecidas, das quais cerca de 30 mil foram preenchidas.
      Bebel

      Responder
  • 7. Luiz Felipe  |  26/11/2014 às 15:17

    Boa tarde Bebel,
    Um grupo de professores entrou em contato com o CEMOV para questionar sobre a 3° chamada, eles alegam que o sindicato está se opondo a uma 3° chamada em fevereiro. A informação procede?
    Obrigado

    Responder
    • 8. apeoesp  |  29/11/2014 às 12:21

      Prezado professor Luiz Felipe,
      Sim. Queremos que a chamada seja feita antes da atribuição de aulas, para que todos possam participar. Somos contra ingresso no decorrer do ano letivo, pois tumultua a vida dos alunos e causa desemprego a professores que receberam aulas na atribuição de janeiro.
      Bebel

      Responder
      • 9. Luiz Felipe  |  29/11/2014 às 14:13

        Espero que seja a principal solicitação no ato do dia 05.

  • 10. ALEXANDRE MIRANDA  |  28/11/2014 às 02:28

    Olá para todos.

    Tenho dúvidas sobre muitos tramites da rede estadual. Sou novo na rede e não compreendo por exemplo do assunto “municipalização”. Em minha escola tem-se comentado muito sobre isto, mas o que mais me causa estranhamento é o fato de que eu prestei o último concurso para PEB 2 e me foi oferecido cargo em minha escola, penso que se é oferecido algo para alguém este algo deveria ter suas garantias de existência. Mas com esta “municipalização” (pelo que tem se dito por lá) parece que muita coisa vai mudar. Não é só isso, a prefeitura antes da “municipalização” tem “absorvido” (outro termo desconhecido para mim) salas de minha escola de ano em ano. Conclusão: se houver a “municipalização” terei emprego mas a sede em outro lugar, se continuar a “absorção” de salas ficarei adido, e emprego em um lugar que não escolhi (e que pode ser oneroso pra mim!).

    Que alento ou esclarecimentos vocês tem a oferecer pra mim, por favor?

    Aguardo ansiosamente, abraços Presidenta. Professor Alexandre Miranda.

    Responder
    • 11. apeoesp  |  29/11/2014 às 11:53

      Prezado professor Alexandre,
      O processo de municipalização do ensino iniciou-se em 1995 com o Governador Mário Covas, na gestão da Secretária Rose Neubauer, e ampliou-se com o antigo FUNDEF, que transferia verbas para o ensino fundamental baseado no número de matrículas de cada rede de ensino.
      A APEOESP desde o primeiro momento foi contra esse processo, por desagregar a rede estadual e desviar o foco dos municípios do ensino infantil, que é a base necessária da educação básica. Também prejudicou o ensino médio e a educação de jovens e adultos. Nos mobilizamos, até mesmo judicialmente. Conseguimos barrar a municipalização em algumas cidades, mas o processo prosseguiu.
      Hoje o ritmo está muito menor. Do ponto de vista legal, não há o que fazer. Assim como no caso da escola de tempo integral, somente a mobilização da comunidade pode impedir a municipalização. Se não houver essa vontade de impedir o processo, ele prosseguirá. Sugiro que procure a subsede da APEOESP na região para que possam colaborar neste processo. Caso não seja possível reverter, verifique junto ao departamento jurídico na subsede sobre seus direitos e como protegê-los.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 12. Kátia Garcia  |  29/11/2014 às 00:52

    Boa noite , queria saber se vocês tem alguma notícia sobre a prova do mérito, pois está demorando muito para sair o resultado.

    Responder
    • 13. apeoesp  |  29/11/2014 às 11:39

      Prezada professora Kátia,
      Ainda não. Desconfia-se que o problema esteja no descontrole do Estado e corte de verbas no final deste ano. Está na nossa pauta para a próxima reunião com o Secretário, já solicitada.
      Bebel

      Responder
  • 14. Alexandre  |  02/12/2014 às 05:31

    Estarei no ato dia 05 com certeza!!

    Bebel, sou Cat O e com contrato de PAA desde o inicio do ano letivo e remanescente do concurso. Sofri um acidente em agosto e fiz cirurgia. Passei pela perícia no INSS e me afastaram até 31/12/14, e tenho recebido auxilio-doença do INSS.
    Quando tiver alta como fica minha situação já que retorno e o ano letivo acabou? A GOE da UE disse que meu contrato será extinto. É correto isso? Abraços.

    Responder
    • 15. apeoesp  |  06/12/2014 às 13:09

      Prezado professor Alexandre,
      Em princípio não deveria haver extinção, pois a licença suspende o contrato. Por favor, ligue para 11.33506214 para receber orientações.
      Bebel

      Responder
  • 16. progato2014  |  02/12/2014 às 12:42

    Olá, Bebel.
    Sou Professor Categoria “O”, remanescente do concurso de 2013 e terei meu contrato encerrado agora, em dezembro de 2014, porém esse é meu primeiro contrato como “O” e conforme li na Lei Complementar nº 1.215, de 30 de outubro de 2013, no § 2º do artigo 6º “O decurso do prazo de 40 (quarenta) dias, contados do término do contrato anteriormente celebrado, poderá ser aplicado uma única vez, para cada docente contratado” e segundo informações obtidas junto ao CGRH, no CELEP, terei de cumprir de fato a quarentena e não a duzentena por não ter celebrado outro contrato anterior a esse atual e ser remanescente. É isso mesmo, essa Lei está vigente mesmo, ou foi extinta, ou revogada? Por que há subsedes da APEOESP como a da Zona Norte, em Santana e até na própria Sede da APEOESP, informando aos docentes, que tiveram o seu contrato celebrado em 2013, terão de cumprir a duzentena, sem exceção, mesmo estando em seu primeiro contrato, cuja informação tem se confrontado com a do CGRH e ao que dispõe a Lei supracitada?

    Responder
    • 17. apeoesp  |  06/12/2014 às 13:04

      Prezado professor Progato,
      Sim, a lei está em vigor e, de fato, nem todos os professores que encerram seus contratos agora terão que cumprir a duzentena. Após reunião com a SEE publicamos boletim que traz essas informações. Também abriremos espaço no nosso site para que os professores da categoria O informem seus dados para que possamos verificar em que caso se enquadram.
      Bebel

      Responder
  • 18. Avelino Maruqes bolonha  |  03/12/2014 às 12:41

    Fui efetivado em agosto de 2014,como fica minhas férias como O pois tinha contrato até final desse ano,com a efetivação tenho direito ao pagamento das férias e o décimo terceiro,recebo como o ou já como efetivo.

    Responder
    • 19. apeoesp  |  06/12/2014 às 12:50

      Prezado professor Avelino,
      Creio que você terá problemas com as férias, pois este tempo não passa para o cargo de efetivo, para efeito de direitos trabalhistas, mas apenas para a classificação.
      Por favor, ligue para 11.33506214 para receber informações e orientações.
      Bebel

      Responder
  • 20. Lenilda  |  04/12/2014 às 11:50

    Bom dia. Quero saber se os projetos com PA e PAA serão extintos no ano de 2015? Obrigada.

    Responder
    • 21. apeoesp  |  06/12/2014 às 12:27

      Prezada professora Lenilda,
      Há rumores neste sentido. Somos contra. Vamos exigir um posicionamento claro do Secretário sobre isso.
      Bebel

      Responder
  • 22. André  |  04/12/2014 às 16:04

    Boa tarde, presidenta! Tudo bem?!
    Gostaria de saber se há, de fato, alguma verdade nos rumores de uma possível greve geral sem início do ano letivo de 2015, de modo a pressionar o governo paulista a acatar – ou, ao menos, determinar um prazo que não seja a perder de vistas – algumas reivindicações deste sindicato que preside (tais como: adequação à jornada de 30h semanais, piso salarial, direitos “categoria O”).

    Responder
    • 23. apeoesp  |  06/12/2014 às 12:20

      Prezado professor André,
      Sim, estamos trabalhando com essa possibilidade. Nossa reunião de Conselho Estadual de Representantes deve ocorrer já no dia 31 de janeiro e a primeira assembleia em fevereiro. Se for o desejo e a decisão da categoria, entraremos em greve.
      Bebel

      Responder
  • 24. Cybelle Carvalho de Oliveira  |  05/12/2014 às 15:56

    Cara Bebel
    Após ler os comentários, percebi que a SEE não tem vontade em agilizar o processo de chamada dos concursados. Fico apreensiva, preocupada, pois o concurso foi realizado e há vagas potenciais, disponíveis. Gostaria de obter então a seguinte informação: não corremos o risco da SEE não realizar uma nova chamada, no caso a terceira, e deixar o concurso caducar? Peço encarecidamente que interceda por nós. Já foi tão esperado o concurso e através de muito esforço, luta, conseguimos passar, não seria justo!
    Grata

    Responder
    • 25. apeoesp  |  06/12/2014 às 12:10

      Prezada professora Cybelle,
      Já há compromisso da SEE de prorrogar a validade do concurso. Afirmam que não conseguem fazer a chamada até a atribuição de aulas. Nossa posição é de que não é adequado o ingresso no decorrer do ano letivo. Assim, o provável é que a terceira chamada ocorra em 2015, com escolha de vagas, documentação e perícia médica, para ingresso no início de 2015.
      Bebel

      Responder
  • 26. Ana Isabel Limongi França  |  06/12/2014 às 08:43

    Prezada Bebel, Teremos atribuição de aulas em dezembro, os aprovados no concurso… para aguardarmos a terceira convocação?
    Obrigada e Feliz Natal!

    Responder
    • 27. apeoesp  |  06/12/2014 às 11:59

      Prezada professora Ana,
      A atribuição de aulas será realizada em janeiro. A SEE não tem previsão de nova chamada antes da atribuição de aulas. Continuamos insistindo.
      Bebel

      Responder
  • 28. Alex Luiz  |  06/12/2014 às 12:53

    Prezada Bebel, tenho informações que vai haver alterações na pasta, Herman Jacobus Cornelis Voorwald fica no cargo?

    Responder
    • 29. apeoesp  |  13/12/2014 às 16:37

      Prezado professor Alex,
      Não temos ainda nenhuma informação sobre isto. Ele nos diz que não ficará.
      Bebel

      Responder
  • 30. Daniel  |  06/12/2014 às 15:44

    Bebel, é verdade que aulas começarão no dia 02 de fevereiro? Se a gente conseguir jogar a data das atribuições para o final do mês de janeiro não seria prudente que as aulas comecem no dia 09 de fevereiro? Nós professores precisamos de tempo para elaborar as aulas e os projetos, os remanescentes então, coitados, se não houver um prazo de pelo menos cinco dias para que se organizem, estes ficarão perdidos. Como podem estes professores participar das atribuições no dia 30 de janeiro sendo que no dia 02 as aulas se iniciam? Eles vão ganhar por trabalharem em casa preparando as aulas? Sugere a SEE para que prorrogue em mais uma semana o início das aulas.

    Responder
    • 31. apeoesp  |  13/12/2014 às 16:28

      Prezado professor Daniel,
      A SEE argumenta que não se poderia completar os 200 dias letivos se as aulas começassem mais tarde.
      Bebel

      Responder
  • 32. Edilson  |  14/12/2014 às 19:49

    Bebel, quando será realizada a atribuição de aulas para a categoria O ?

    Responder
    • 33. apeoesp  |  20/12/2014 às 15:14

      Prezado professor Edilson,
      Na última semana de janeiro de 2015.
      Bebel

      Responder
  • 34. Aurora Silva de Almeida Marcondes  |  15/12/2014 às 23:38

    Professora readaptada aposentada pela liminar; aposentadoria ratificada em 9/08/2013. Certidão de liquidação de tempo ratificada em 7/07/2012 , abono de permanência pago em agosto de 2012,tive a ratificação da C.L.T.C e do abono de permanência cancelados devido o Parecer (PA 150/2011). Fui aconselhada pela D.E a completar 55 anos e 30 de contribuição e entrar com a aposentadoria comum; dado o tempo, ao entrar com aposentadoria comum, foi solicitado que eu fizesse uma declaração de que estava ciente de que não fazia fazia jus a aposentadoria especial, conforme PA 150/2011, acho que isso foi a causa do cancelamento da minha ratificação da C.L.T.C e do abono de permanência, No entanto o processo de aposentadoria comum foi devolvido a D.E, devido a liminar da Apeoesp onde a juíza Simone suspende o PA 510/2011,devolvendo o direito de aposentadoria especial aos readaptados associados ao sindicato. Assinei novamente aposentadoria especial na certeza de ter meus direitos devolvidos;no entanto, após cumprir os 90 dias e me afastar, passei a sofrer descontos do abono de permanência em meu hollerite e após ratificada a aposentadoria em 9/08/2013 recebi carta da secretaria da fazenda em 5/11/2014 me intimando a devolver o abono recebido até 15/12/2014), caso não fizesse isso, teria meu nome inscrito no CADIN. Solicitei a D.E que enviasse nova apostila a secretaria da fazenda solicitando correção e acertos do abono de permanência, mas devido a mudança da diretoria para outo local a documentação só será enviada essa semana, mas não me deram certeza de que o problema será resolvido.. Hoje(15/12/2014) recebi novamente comunicado CADiN, que a partir da data desse Comunicado terei 90 dias para regularizar a situação, caso não ocorra,meu nome será inclluido no CADIN e na dívida Ativa do Estado. A Minha aposentadoria que seria motivo para comemoração tornou-se um verdadeiro pesadelo. Me ajude, por favor!

    Responder
    • 35. apeoesp  |  20/12/2014 às 14:47

      Prezada professora Aurora,
      Por favor, entre em contato com o departamento jurídico na sua subsede ou ligue para 11.33506214 para verificar o que pode ser feito.
      Bebel

      Responder
  • 36. Juliana  |  16/12/2014 às 14:48

    Todas as vezes que entro em seu blog a procura de informações sobre a 3ªchamada do concurso peb 2 2013,fico cada vez mais decepcionada,pois,o que dá a entender é que o sindicato prefere ser os professores continuem sendo ridicularizados com contrato cat O ao invés de pressionar a 3ª chamada.
    Sou cat O e remanescente do concurso inicie a lecionar neste ano em abril e a cada dia que passa me sinto um nada; deve ser bom pro sindicato ter professor cat O…Em nenhuma das movimentações na Praça da Republica ouvi falar nada da 3ªchamada,será porque?
    COMO O SINDICATO QUE DEVE DEFENDER OS PROFESSORES, DÁ PREFERÊNCIA A NOVOS CONTRATOS AO INVÉS DA EFETIVAÇÃO?

    Responder
    • 37. apeoesp  |  20/12/2014 às 14:34

      Prezada professora Juliana,
      Em primeiro lugar, o sindicato vem cobrando do governo insistentemente que realize a terceira chamada. Informe-se melhor antes de nos criticar. Leia os materiais da APEOESP e compareça às assembleias e atividades. não cometa injustiças.
      Em segundo lugar, há mais de 30 anos a APEOESP defende que ingresso de concursados se dê no início do ano e não no meio do ano letivo, porque causa tumultos, prejudica os alunos e desemprega professores que assumiram as aulas livres.
      Em terceiro lugar, a decisão e a desorganização são do governo estadual. O sindicato não é governo. Se governássemos, não permitiríamos que tudo virasse essa bagunça.
      Por fim, são mais de 70 mil remanescentes do concurso, sendo que, desses, a maioria é composta de professores da categoria O. Se apenas um terço desses comparecessem às assembleias, amplamente convocadas, seria um mar de gente capaz de pressionar efetivamente o governo. E, no entanto…
      Bebel

      Responder
      • 38. Juliana  |  06/01/2015 às 18:41

        Prezada Bebel,
        Fiz esta publicação em blog justamente por ter lido diversos informativos da apeoesp e em na sua maioria estão contra a 3º chamada,pois,alegam que irá prejudicar o desempenho dos alunos….e vai causar desemprego….sendo que a senhora mesma disse que são mais de 70 mil remanescente do concurso e a maioria é categoria O.
        Mas, no entanto ,é melhor para alguma parte manter os professores contratados como categoria O, ja que existem muitas aulas livres que são atribuídas para remanescente.
        Não cometa injustiças e grosserias.
        Muito obrigada pela sua atenção!

      • 39. apeoesp  |  11/01/2015 às 11:57

        Prezada professora Juliana,
        Em primeiro lugar, sua opinião vale tanto quanto a de qualquer outro professor associado da APEOESP.
        Obviamente você está defendendo seus interesses. Entretanto, assembleia da APEOESP deliberou que manter a posição histórica do sindicato contra o ingresso no meio do ano letivo. Não vamos colaborar para desempregar professores no meio do ano nem para causar tumultos na aprendizagem dos alunos.
        Estou muito tranquilo por que este concurso, que já chamou mais de 39 mil professores, foi conquista da nossa greve de 2013.
        Bebel

  • 40. ANALU - Bebel posso esperar receber bônus 2001 e 2002 ainda este ano?  |  16/12/2014 às 16:31

    l

    Responder
    • 41. apeoesp  |  20/12/2014 às 14:29

      Prezada professora Analu,
      Você precisa verificar sua situação específica junto ao departamento jurídico da APEOESP. Ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 42. Aurora Silva de Almeida Marcondes  |  16/12/2014 às 19:50

    Bebel boa tarde! dizem que o “professor aposentado pela liminar não tem direito ao abono de permanência”, como pode ser isso ,se a legislação assegura a todos os professores que após cumprido todos os requisitos para aposentadoria, se continuar tralhando, fará jus ao abono até o momento da ratificação da aposentadoria. E se a juíza Simone suspendeu o PA 150/2011, devolvendo o direito a aposentadoria especial aos professores afiliados a Apeoesp,com essa medida o CANCELAMENTO da ratificação da C.L.T.C do professor por causa do PA 510/2011, não deverá tornar-se sem efeito, voltando a vigorar a certidão de liquidação que foi publicada em D.O com os direitos previstos na legislação?! A secretaria da fazenda está tendo outra interpretação e o professor passa a ficar com débitos com o estado e sujeito a ter seu nome incluído no cadin e na dívida ativa do estado. Protocolei hoje o documento da diretoria de ensino solicitando acertos e verificação do abono de permanência e ofício solicitando a não inclusão de meu nome no Cadin, na secretaria da fazenda e aguardarei os 10 dias previstos na legislação para o direito a resposta. Diante dessa situação gostaria que você me esclarecesse sobre meus direitos ,uma vez que fui aposentada pela liminar!

    Responder
    • 43. apeoesp  |  20/12/2014 às 14:28

      Prezada professora Aurora,
      Você deve procurar o departamento jurídico na subsede ou na sede central para que sejam tomadas as providências cabíveis para assegurar seus direitos.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,911,314 hits

%d blogueiros gostam disto: