Onde está o dinheiro da educação, senhor Governador?

29/11/2014 at 12:45 38 comentários

Um dos problemas centrais da educação pública no Brasil é o seu insuficiente financiamento; e isto não é diferente no Estado de São Paulo.

Com nossa luta, juntamente com outros segmentos da população, conseguimos inscrever no Plano Nacional de Educação a destinação de 10% do PIB, 75% dos royalties do petróleo e 50% do Fundo Social do Pré-sal para a educação. Além de mais recursos, lutamos também pela sua correta aplicação na melhoria do ensino, por meio da valorização dos profissionais da educação, formação, condições de trabalho, infra-estrutura etc.

No caso do Estado de São Paulo, não apenas os recursos aplicados são insuficientes, como são mal geridos. Enquanto necessidades básicas da rede estadual de ensino não são atendidas, o Governo Estadual investe em projetos mirabolantes, cujos resultados pedagógicos não são comprovados. É o caso, por exemplo, das escolas de tempo integral, nos moldes como estão sendo implantadas, prejudicando professores e excluindo os alunos que não desejam estudar neste modelo, tendo que transferir-se para unidades distantes.

Não bastasse esse problema estrutural, fruto das políticas educacionais que vem sendo implementadas há 20 anos no nosso estado, agora assistimos ao verdadeiro descontrole do orçamento estadual, fazendo com que as escolas comecem virtualmente a paralisar-se em pleno final do ano letivo, época de provas, fechamento de notas, emissão de documentos etc.

Diariamente chegam à APEOESP denúncias de que estão faltando nas unidades escolares materiais como papel higiênico, material de escritório, toner, produtos de limpeza e outros. Segundo as informações que recebemos, foram suspensas as compras eletrônicas para itens de pequeno valor que podem ser feitas pelas próprias unidades, obras foram abandonadas, os serviços de manutenção nas escolas estão comprometidos e as quadras de esportes, inclusive aquelas construídas recentemente, estão em péssimo estado. Entre tantos outros itens, o programa Residência Educacional, que vinha beneficiando 10 mil estudantes de licenciaturas como estagiários na rede estadual de ensino, também foi abandonado. As escolas, portanto, estão passando por virtual paralisia neste final de ano.

Educação pública deve ser prioridade de fato, não apenas nos discursos. Por isso, o Governo do Estado precisa dar a destinação correta aos recursos que arrecada, direcionando-os para o atendimento das necessidades educacionais dos filhos e filhas da classe trabalhadora, deixando de privilegiar bancos e empresários – como no caso de grandes editoras, que mantém contratos milionários com o Estado.

Vivemos no estado mais rico da Federação. Não á admissível que coisas assim ocorram. Um governo que se diz competente e preparado para gerir os interesses públicos não pode gerar problemas como esses para milhões de estudantes e profissionais da educação. Por isso exigimos saber: onde está o dinheiro da educação, senhor Governador?

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Curso gratuito na APEOESP Reunião com CGRH discute pontos da atribuição de aulas

38 Comentários Add your own

  • 1. Junior  |  29/11/2014 às 16:15

    O dinheiro da educação do estado paulista, provavelmente, deve estar sendo desviado para conta daqueles que estão há 20 anos ocupando cargos comissionados. E, infelizmente, temos uma mídia (editora Abril, organizações Globo, etc.) comprada pelo PSDB, para acobertar suas falcatruas. Logo, o povo acha que está tudo bem e reelege os mesmos governantes para o estado.
    Compartilho um link, do início do ano, que também denúncia a falta do dinheiro para a educação.

    http://www.redebrasilatual.com.br/educacao/2014/02/alckmin-reduz-em-37-verba-para-construir-manter-e-equipar-escolas-estaduais-de-sao-paulo-5405.html

    É inadmissível! Onde vamos parar??? Triste realidade………

    Responder
    • 2. Paulo  |  02/12/2014 às 13:00

      Bom dia,

      Pq não teve remoção se tbm não var nova chamada do concurso? Qual a justificativa do estado para nao ter remoção?

      Responder
      • 3. apeoesp  |  06/12/2014 às 13:02

        Prezado professor Paulo,
        Há indícios de que ainda poderá haver remoção. Vamos buscar essa confirmação junto à SEE.
        Bebel

  • 4. Rubens  |  29/11/2014 às 23:22

    A 3° chamada é uma das principais pautas da nossa manifestação certo? só vou comparecer se isso estiver em pauta, pois eu e mais professores vamos levar até cartazes para isso.

    Responder
    • 5. apeoesp  |  01/12/2014 às 19:31

      Prezado professor Rubens,
      Sim, essa é uma de nossas lutas.
      Bebel

      Responder
  • 6. Clarissa  |  30/11/2014 às 16:13

    Presidente na reunião do dia 5 será falado sobre chamar a todos os professores agora em Dezembro e os que não conseguirem aula ficam como PAA efetivos da U.E e também dar autonomia as DREs para que chamem de acordo com o surgimento de vagas?
    Essas ideia tem que ser passadas pois são soluções para a 3° chamada agora em Dezembro.

    Responder
    • 7. apeoesp  |  01/12/2014 às 19:27

      Prezada professora Clarissa,
      Sim, temos levado à SEE todas as sugestões possíveis para que seja feita a terceira chamada a tempo da atribuição de aulas, mas a Secretaria alega questões de ordem legal para rejeitar algumas dessas soluções. Vamos continuar insistindo, inclusive no ato do dia 5.
      Bebel

      Responder
  • 8. carlos  |  02/12/2014 às 11:18

    olá bebel
    meu contrato de categoria o encerra agora em dezembro, quando vou receber ferias referente aos 2 anos do contrato? terei que cumprir duzentena ou serão 40 dias . Obrigado .

    Responder
    • 9. apeoesp  |  06/12/2014 às 13:05

      Prezado professor Carlos,
      As verbas rescisórias são pagas em fevereiro.
      Se você ainda não cumpriu quarentena nenhuma vez, cumprirá agora. Se já cumpriu, cairá na duzentena, mas estamos lutando para derrubá-la.
      Bebel

      Responder
  • 10. Professor  |  03/12/2014 às 00:11

    Presidenta;

    Qual é o limite legal de alunos por sala?

    A diretora da minha escola, não sei se seguindo ordens de cima, quer colocar cerca de 45 alunos por sala e diminuir ao máximo o número de salas na escola em que atuo para o ano de 2015.

    Sempre tivemos uma média de 35 alunos por sala. Ela disse que não vai permitir salas com menos de 40 alunos para 2015. O que a lei diz?

    Muito obrigado!

    Responder
    • 11. apeoesp  |  06/12/2014 às 12:54

      Prezado Professor,
      O grande problema é que hoje não existe esse limite legal. Há vários projetos de lei, mas por enquanto as redes tem autonomia. Um dos nossos eixos de luta é pela redução do número de alunos por sala de aula, contra a superlotação.
      Bebel

      Responder
      • 12. Professor  |  06/12/2014 às 14:44

        Poderíamos lutar por uma lei que limite alunos por sala em nível nacional, assim como a lei do piso. Penso que na esfera estadual será impossível conseguirmos uma lei à nosso favor com o governo que temos.

        Outra coisa é o projeto do Dep. Carlos Giannazi que quer remunerar as janelas. Penso que em nível estadual hoje isso será impossível, mas pleitear uma lei federal é possível.

        Grato pela atenção!

      • 13. apeoesp  |  13/12/2014 às 16:33

        Prezado professor,
        Sim, isto vem sendo discutido no Congresso Nacional. O Plano Nacional de Educação, infelizmente não resolveu essa questão. Vamos tentar encaminhar alguma solução estadual no Plano Estadual de Educação.
        Bebel

  • 14. Prof Clovis  |  03/12/2014 às 07:27

    É necessário a ampla divulgação para a população da real situação que estamos enfrentado nas escolas com o corte de verbas. Deixo a sugestão que na reunião do dia 05/12 seja disponibilizado material impresso para a distribuição nas escolas com a denúncia. Obrigado.

    Responder
    • 15. apeoesp  |  06/12/2014 às 12:51

      Prezado professor Clóvis,
      Temos feito essa denúncia e ela foi um dos principais eixos do nosso ato do dia 5.
      Bebel

      Responder
  • 16. Carlos Oliveira  |  03/12/2014 às 13:24

    Prezada Presidenta,

    Bom dia!!!

    São tantas demandas, tanto sofrimento por parte dos professores que não sei se é pertinente eu lhe fazer dois pedidos.

    Caso a Senhora seja recebida pelo Sr. Secretario, por favor pergunte a ele duas coisas:

    1 – Como não houve remoção e muitos professores ficaram decepcionados e até mesmo revoltados com a postura da SEE, peço a Senhora ver junto ao Secretario se existe a possibilidade do professor inscrito no artigo 22 ir para outra U.E com as correlatas como sendo sua carga, uma vez que a resolução 75/2013 que ainda esta em vigor, permitiu a ampliação da jornada com as correlatas.

    2 – Outro pedido , ver junto a SEE o resultado da prova do mérito, quando sai?.

    As demandas são muitas e são muitas também as prioridades , principalmente os sofridos professores categoria “o”.

    Vou estar ai dia 05.

    Obrigado pelo espaço

    Responder
    • 17. apeoesp  |  06/12/2014 às 12:45

      Prezado professor Carlos,
      Como sabe, o resultado da prova de mérito já foi publicado.
      Quanto à sugestão, vou levá-la ao Secretário junto com as demais reivindicações.
      Bebel

      Responder
  • 18. Camila  |  03/12/2014 às 17:41

    Bebel, esta informação procede:
    No 1º momento não haverá atribuição de aulas para Professor Auxiliar (PA), PAA, PCAGP e PMEC). A Secretaria da Educação irá rever esses projetos para novas atribuições. Por contenção de despesas existe a possibilidade das escolas não contarem com esses profissionais em 2015.
    Estão surgindo rumores sobre esses projetos deixarem de exisitir em 2015.
    Att
    Camila

    Responder
    • 19. apeoesp  |  06/12/2014 às 12:41

      Prezada professora Camila,
      Sim, há esses rumores. Vamos cobrar do Secretário um posicionamento claro. Vamos lutar contra a extinção dos projetos.
      Bebel

      Responder
  • 20. Luiz Felipe  |  03/12/2014 às 19:23

    Bebel, boa tarde!

    Mais uma informação de alguns grupos no facebook…

    “Boa tarde, pessoa! Desculpe-me a demora por responder, mas estava em uma pesquisa intensa, consultando vários advogados.
    Todos disseram-me quase o mesmo. O sindicato tem que entrar com o mandato coletivo, pois isso força o governo a chamar os remanescentes. ”

    Essa informação procede? O sindicato tem algo a dizer em relação a esta situação?

    Obrigado!

    Responder
    • 21. apeoesp  |  06/12/2014 às 12:40

      Prezado professor Luiz Felipe,
      Não procede. A SEE realizou duas chamadas. Nossa luta é para que chame todos os concursados, mas não existe medida judicial possível sem que se provem que as vagas existem e estão disponíveis. Não temos instrumentos para comprovar isto, mas apenas o Estado tem esses dados. Temos que continuar fazendo a pressão política. Uma ação judicial só é aceita de um direito líquido e certo for desrespeitado.
      Bebel

      Responder
      • 22. Luiz Felipe  |  06/12/2014 às 15:45

        Bebel, 59 mil vagas, é uma conta bem simples…Existem sim as vagas, tanto que serão preenchidas por temporários O, estáveis F e os próprios concursados que atribuirão como categoria O. Isso não faz o menor sentido, estive no ato ontem, em nenhum momento ouvi a 3° chamada na voz do sindicato. Nem mesmo nas faixas e cartazes. Apenas um pequeno cartaz amarelo, no fundo de tudo, que eu mesmo segurava!

      • 23. apeoesp  |  13/12/2014 às 16:27

        Prezado professor Luiz Felipe,
        A conta não é simples. Se fosse, acredite, teríamos todas as condições para argumentar. O concurso foi para 59 mil vagas, cuja criação foi autorizada pela Assembleia Legislativa, por meio da lei 1207/2013. Ocorre que as vagas precisam ser criadas, a partir de aposentadorias, remoções, aulas livres. Houve a criação de pouco mais de 39 mil, praticamente todas já ocupadas. Agora é preciso criar mais vagas. A SEE diz que precisa esperar um lote de aposentadorias que se completam neste final de ano e fazer a remoção, criando as vagas nos lugares certos.
        Creio que você não prestou bastante atenção. Senão teria visto a faixa do sindicato que dizia: pela convocação de todos os aprovados no concurso de PEB II.
        O que deve ficar claro é que não atuaremos para que haja ingresso no meio do ano letivo. Isto prejudica os estudantes e causa desemprego de professores que ocupam as aulas livres. A SEE deveria ter tido a competência de viabilizar o ingresso para posse no início do ano.
        Bebel

  • 24. carlos  |  04/12/2014 às 11:02

    Ola, na escola que eu trabalho como eventual, a diretora dispensou os eventuais alegando que nao tem mais aluno na escola, ela pode tomar essa atitude, sendo que os professores estao cumprindo o horario na escola?

    Responder
    • 25. apeoesp  |  06/12/2014 às 12:28

      Prezado professor Carlos,
      Infelizmente, sim. A escola tem autonomia. Entretanto, se for comprovado que os alunos estão ficando sem aulas, o diretor poderá responder pela atitude que tomou.
      Bebel

      Responder
  • 26. Renata  |  04/12/2014 às 22:57

    Bebel, estou muito desanimada. pela segunda vez tentei a prova de mérito e fiquei por décimos. Em 2013 precisava de 6 e fiquei com média 5,75. Agora tirei 5,33 + 6,50 = 11,83 a média vai ficar 5,92.
    Sei que não é só o meu caso.. porém, deveriam aproximar essas notas para 6, é tão pouco. Vc. não concorda ? Leva até eles essa sugestão, vai ajudar muitos professores que estão na mesma situação.
    Obrigada

    Responder
    • 27. apeoesp  |  06/12/2014 às 12:17

      Prezada professora Renata,
      Creio que uma sugestão como essa não será aceita, mas posso sugerir. Por favor, ligue para 11.33506214 e veja se você pode fazer algo, do ponto de vista legal.
      Bebel

      Responder
    • 28. Prof° Oswaldo  |  06/12/2014 às 12:50

      Bom dia! Na prova do mérito do ano anterior todas as notas até meio ponto foram arredondadas, e esse ano deve ser a mesma coisa, portanto você ficará com 6, fique tranquila!

      Responder
  • 29. REINALDO LUIZ SELANI  |  06/12/2014 às 12:55

    Bom dia Bebel, tudo bem?

    Gostaria de compartilhar com voce e com os colegas professores a situação angustiosa de final de ano. Saber que praticamente nada mudará em termos de Plano de Carreira, de jornada e de valorização dos docentes. E além do mais saber que classes estão sendo fechadas e colegas de trabalho estão ficando adiados. E isso no Estado mais rico da Federação! Espero que isso não seja somente uma visão particular da educação pública paulista, pois então ficarei muito preocupado com “minha saúde mental”!
    Desejo a você e a todos os professores da rede pública paulista um feliz Natal e um Próspero Ano Novo repleto de realizações e que possamos chegar ao final de 2015 com mais expectativas do que este ano de 2014 que está acabando…
    Felicidade, saúde, paz aos guerreiros da Educação Paulista, que mesmo sem valorização e sem o reconhecimento da sociedade, luta para que nosso país e nosso Estado possa ter uma educação digna, justa e de qualidade para todos!

    Abraço,

    Reinaldo L. Selani

    Responder
    • 30. apeoesp  |  13/12/2014 às 16:36

      Prezado professor Reinaldo,
      É muito difícil lutar contra tanto coisa ocorrendo simultaneamente, mas não desistimos. Vamos continuar trabalhando, organizado e realizando nossas lutas. Teremos novas vitórias, só depende da nossa capacidade de mobilização.
      Bebel

      Responder
  • 31. Maria Clara  |  10/12/2014 às 23:40

    Oi Bebel
    Sobre o cargo de PCAGP , os que estão designados serão dispensados?, ou somente não serão mais contratado? ( Sei que por enquanto são reumores, mas se vc puder adiantar alguma coisa)
    Obrigada

    Responder
    • 32. apeoesp  |  13/12/2014 às 12:31

      Prezada professora Maria Clara,
      De acordo com o Secretário, todos os projetos passarão por avaliação. Não sabemos, ainda, como será o procedimento decorrente.
      Bebel

      Responder
  • 33. Milene  |  02/01/2015 às 12:27

    AGORA não se trata mais de RUMORES, com a nova resolução 75 de 30/12/2014 as escolas terão apenas 1 coordenador por segmento e sem PCAGP.
    Pergunto: O QUE VAI ACONTECER COM OS PROFISSIONAIS RECONDUZIDOS? E QUANTO AO SALÁRIO DO MÊS DE JANEIRO?

    Muito sério isso pq os profissionais reconduzidos não foram em busca de novas oportunidade na rede por se sentirem em segurança na recondução. Espero que pelo menos no pagamento referente janeiro seja sobre a função de PC ou PCAGP, os professores ao contrário da conta GORDA dos políticos precisam dos trocados ofertados por seu suor e descaso dos GOVERNANTES.

    Aguardo,

    Responder
    • 34. apeoesp  |  04/01/2015 às 12:35

      Prezada professora Milene,
      Vou tratar desse e de outros assuntos com o Secretário em reunião que já solicitei. Vamos lutar para que todos os direitos sejam preservados.
      Bebel

      Responder
  • 35. alessandro  |  04/01/2015 às 18:44

    Boa tarde Bebel sou ex- categoria L ganhamos na justiça as férias que não foram pagas em janeiro de 2012 quando passaram para cat O , mas até agora nada saberia me informar sobre isso sou representante mas sempre que procuro resposta ela é muito vaga gostaria de ter uma informação correta para poder ficar sabendo e ter respostas na escolas onde sou RE sem mais muito Obrigado

    Responder
    • 36. apeoesp  |  11/01/2015 às 10:42

      Prezado professor Alessandro,
      Sim, ganhamos, mas houve recurso do Estado, que ainda não foi julgado.
      Bebel

      Responder
  • 37. Raquel  |  05/01/2015 às 22:30

    Gostaria de saber se tera nova chamada para efetivar os peb ll do concurso. Minha classificação e 85 ja clamou até 81.

    Responder
    • 38. apeoesp  |  11/01/2015 às 11:37

      Prezada professora Raquel,
      Segundo a SEE, a próxima chamada está prevista para o segundo semestre, para ingresso em 2016.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,931,925 hits

%d blogueiros gostam disto: