Resoluções da SEE trazem avanços conquistados com nossa luta

06/01/2015 at 17:13 64 comentários

A APEOESP está lutando ainda pelo direito de escolha dos professores na atribuição de aulas; para que todos os temporários possam participar do processo inicial; para que as aulas de Atividades Curriculares Desportivas sejam atribuídas no processo inicial e não em março e por outros pontos importantes para a nossa categoria.Informa urgente 1 2015

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

64 Comentários Add your own

  • 1. Prof Clovis  |  06/01/2015 às 18:34

    Boa tarde, quando sairá o resultado do PEBI? Não vai dar tempo de ingressar no começo do ano. Obrigado

    Responder
    • 2. apeoesp  |  11/01/2015 às 11:54

      Prezado professor Clovis,
      Como já deve saber, o resultado e demais instruções forma publicados.
      Bebel

      Responder
  • 3. Roberto  |  06/01/2015 às 19:03

    Ainda há muito a fazer.

    Responder
  • 4. Roberto  |  06/01/2015 às 19:04

    Lutar pela criação de cargos de professores adjuntos (PAA efetivos). Possibilidade de mais empregos aos professores.

    Responder
  • 5. Roberto  |  06/01/2015 às 19:06

    Lutar pela gratificação aos docentes que trabalham aos fins de semana (Vice-diretores do Programa Escola da Família). Qualquer trabalhador que trabalhe aos domingos ganha dobrado.
    Por favor Bebel, verifique esta situação.

    Responder
  • 6. dirceu  |  06/01/2015 às 22:15

    acabo de saber que o piso foi reajustado em 13,01% avançando para 1917. em SP nosso piso é segundo verifiquei 2415 . portanto Alckmin não é obrigado a propor reajuste ao magisterio. talvez tenhamos que sobreviver com os mesmos salários. uma possibilidade é que haja como houve reajuste em julho de 2015. é aguardar pra ver. sugiro reivindicar aumento ao Herman, Bebel.

    Responder
    • 7. apeoesp  |  11/01/2015 às 11:59

      Prezado professor Dirceu,
      Já estamos fazendo isso há meses. Nossa perspectiva é de greve em 2015 por reajuste salarial e outras reivindicações.
      Bebel

      Responder
  • 8. Jucilaine  |  06/01/2015 às 22:20

    Bebel, boa tarde!
    Acabei de ler no site da Apeoesp a notícia do Jornal Agora, informando a data de escolha de vagas para o dia 21/01/2014.
    Inclusive lá informa que os professores aprovados no concurso irão atribuir neste mesmo dia.
    Já perguntei anteriormente e gostaria de saber se agora você tem alguma posição sobre os resultados do concurso de PEB I. Essa data de atribuição também será válida para os professores aprovados no concurso de PEB I? Até o presente momento a Vunesp não tem passado nenhuma informação.
    Está muito estranho tudo isso que está acontecendo…
    Você teria alguma informação concreta à respeito?
    Atenciosamente,
    Jucilaine.

    Responder
    • 9. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:00

      Prezada professora Jucilaine,
      Como deve saber, o resultado do concurso e demais orientações já foram publicados.
      Bebel

      Responder
  • 10. Professor Thiago  |  07/01/2015 às 03:28

    Bebel, o reajuste do piso salarial para os professores será de 13%. Esse é o valor mínimo de reajuste que devemos pleitear com o governo de SP.

    Mas tem outra coisa, essa lei é injusta, pois para um estado do porte de SP é muito confortável ultrapassar o piso salarial. Só que por aqui o custo de vida também é muito maior. A lei federal deveria considerar outros fatores – como PIB de cada estado – e determinar pisos estaduais distintos.

    Responder
    • 11. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:03

      Prezado professor Thiago,
      Sim, você tem razão. estamos reivindicando há meses reajuste salarial. Queremos equiparação com as demais categorias com formação de nível superior, como determina o PNE. É necessário um aumento de 75,33%. Queremos um plano do governo para atingirmos este patamar. Por isso a perspectiva é de greve em 2015.
      Bebel

      Responder
      • 12. Professor Thiago  |  11/01/2015 às 18:37

        Não podemos perder o bonde da história com as movimentações que vem ocorrendo – metalúrgicos, movimento passe livre – e construirmos a maior greve que nossa categoria já viu!

        De graça não conquistaremos nada!

      • 13. apeoesp  |  17/01/2015 às 09:34

        Prezado professor Thiago,
        Sim. Temos que realizar um forte greve. Este governo já deu mostras de que não cederá sem muita luta e pressão. É preciso união e trabalho de todos e todas para que possamos ter conquistas.
        Bebel

  • 14. Sandra  |  07/01/2015 às 11:33

    Nenhum comentário sobre a res. que cessa os PCAGPs e perde PC? Parabéns para vocês

    Responder
    • 15. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:06

      Prezada professora Sandra,
      Vamos tratar desses assuntos na próxima reunião que solicitamos com a SEE.
      Bebel

      Responder
  • 16. glaucia  |  07/01/2015 às 11:33

    Bom dia. Parabéns ao sindicato pelas conquistas. É muito bom saber que o PAA não será extinto. E quanto ao professor auxiliar? Esse projeto irá continuar em 2015? Obrigada

    Responder
    • 17. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:05

      Prezada professora Glaucia,
      Obrigada.
      Não houve nenhuma decisão da SEE de extinguir o PA.
      Bebel

      Responder
  • 18. TIAGO  |  07/01/2015 às 13:22

    olá bebel
    Os professores categoria o que encerraram o contrato rebecem férias no 5 dia util de fevereiro? O que é pago para nós ?Alguma novidade sobre o fim da duzentena.Obrigado.

    Responder
    • 19. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:16

      Prezado professor Tiago,
      Paga-se basicamente o último salário. Outros direitos (férias, por exemplo), se não forem pagos devem ser buscado pela via judicial.
      Quanto à duzentena, temos duas ações judiciais tramitando no TJSP para a sua derrubada.
      Bebel

      Responder
  • 20. Prof. Milton  |  07/01/2015 às 14:00

    Olá Apeoesp, vimos que o piso do professor teve um aumento de 13%. Agora é a hora exata de pressionar o governo PSDB a dar um reajuste também nao acham? Nosso governador sempre diz que o piso de SP é sempre maior que o do Brasil, só que com o novo valor R$1917,00 + ou – estamos somente um pouco acima deles. Precisamos agir.

    Responder
    • 21. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:08

      Prezado professor Milton,
      Sim e estamos fazendo isso. Nossa perspectiva é de greve em 2015 caso não haja proposta salarial do governo. Queremos equiparação com as demais categorias de nível superior. vamos cobrar um plano do governo para isto.
      Bebel

      Responder
  • 22. Evandro Faria  |  07/01/2015 às 15:24

    Gostaria de uma informação Bebel, me efetivei em março. Tenho jornada inicial de 20 aulas+12 suplementar. Minha duvida é que não recebo mais vale alimentação. A GOE me disse que não faço jus porque meu salario bruto ultrapassa o valor estipulado pelo governo. Isso realmente acontece? É um procedimento legal? Existe alguma luta ou reivindicação da Apeoesp para reverter essa situação, por que se eu me efetivei agora e não recebo, quem é o professor efetivo ou F que recebe?
    Obrigado desde já!

    Responder
    • 23. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:09

      Prezado professor Evandro,
      Já respondi essa pergunta em outro tópico.
      Bebel

      Responder
  • 24. Daniel Santos  |  07/01/2015 às 17:03

    Feliz 2015 á todos, que Deus abençoe a todos nós na nova gestão do SR. Geraldo Alckmim, lembrando que reeleito com mais de 57% dos votos, pior ainda é “pensar” que alguns Professores votarem nele.

    Bebel, qual seria a previsão para o novo aumento salarial para 2015, como ficou ou está a Lei do “piso”.
    As atribuições começam dia 19 de Janeiro, as atribuições serão com 32 aulas, ainda.

    Esse ano irei fazer uma pôs graduação, ouvir um boato que o Governo está pensando em oferecer pôs graduação, para os docentes, o que faço espero ou começo esse ano!
    Obrigado.

    Responder
    • 25. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:14

      Prezado professor Daniel,
      Feliz 2015.
      Estamos lutando por um aumento salarial. Estamos cobrando do governo um plano para a equiparação de nossos salários com a demais categorias de nível superior, como determina o PNE. Vamos à greve se não houver proposta salarial do governo.
      Quanto à jornada do piso, temos ação judicial no STF aguardando nomeação do juiz relator para ingresso na pauta. Neste ano ainda não haverá alteração, mas estamos confiantes na vitória.
      Não tenho nenhuma informação oficial de que o governo vá disponibilizar pós graduação para docentes. Há uma bolsa, insuficiente para a demanda. informe-se na sua diretoria de ensino.
      Bebel

      Responder
  • 26. Carlos  |  07/01/2015 às 18:50

    Eu não consigo entender como é que vocês conseguem enxergar avanços nisso? Muitos Professores Coordenadores e PCGAP voltarão para as salas de aula e, pior, as escolas novamente ficarão desamparadas no quesito Professor Coordenador. Campanha salarial 0,0 (ZERO)…. Onde estão os avanços? Migalhas de aulas de Ensino Religioso estarão disponíveis para atribuição…. nossa, que conquista…

    Chega de demagogia… Vamos pleitear avanços verdadeiros… chega de miséria…de migalhas!!!!!!

    Responder
    • 27. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:23

      Prezado professora Carlos,
      Como professor, você deve saber que não se pode isolar um texto de todo o seu contexto, para fazer crer que o sindicato nada está fazendo..
      Antes de nos recriminar, creio que deve ler os boletins do sindicato, os posts desse blog, o portal da APEOESP, o jornal que deve ter recebido em casa, para verificar tudo o que está sendo reivindicado e todas as lutas que o sindicato vem empreendendo por aumento salarial (para equiparação com as demais categorias de nível superior), condições de trabalho, redução do número de alunos em sala de aula, jornada do piso (com ação no STF), regas justas para atribuição de aulas, carreira e outros.
      Não é intelectualmente honesto atribuir ao sindicato problemas decorrentes da ação do governo, nem dar “bronca” em quem está tentando mudar essa realidade. Informe-se melhor antes de criticar.
      E vamos, sim, continuar informando os problemas, mas também todo e qualquer avanço que venhamos a conquistar. O que é “migalha” para você pode fazer muita diferença na vida de outros professores. Não seja egoísta, por favor.
      Bebel

      Responder
  • 28. Carlos  |  07/01/2015 às 18:52

    Esqueci ainda de falar, que quando a SEE resolver diminuir a quarentena, duzentena…. ou qualquer coisa do tipo para a Cat O, não a fará por pressão do Sindicato, mas por necessidade de professores para as salas de aula. Eles fazem o que querem e quando querem…. e ainda tem gente que acredita que é o Sindicato que consegue essas conquistas… .esses GRANDES AVANÇOS!!!

    Responder
    • 29. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:24

      Prezado professor Carlos,
      Discordo totalmente de sua análise, que demonstra seu desinteresse pelas lutas coletivas dos professores.
      É pena que as conquistas de todos também o beneficiem, porque não merece.
      Bebel

      Responder
  • 30. Davson Pissolatto  |  08/01/2015 às 11:17

    Essa Resolução trouxe avanços e as outras como das ACD já homologadas que atribuirão só em março, prejudicando muito nós professores de Educação Física!O que a APEOESP fará por nós?

    Responder
    • 31. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:35

      Prezado professor Davson,
      Trataremos deste assunto na reunião com a SEE que estamos agendando.
      Bebel

      Responder
  • 32. Milene garcia  |  08/01/2015 às 17:18

    Bebel, muito obrigada por tudo.., gostaria de saber,se existe alguma novidade quantos as acoes judiciais, obrigada

    Responder
    • 33. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:38

      Prezada professora Milene,
      Ainda não. Esperamos ter nesta semana.
      Bebel

      Responder
  • 34. marciatozzi  |  09/01/2015 às 01:10

    Pessoal quem souber por favor preciso da ajuda de vcs. Conferi meu gabarito 3 vzs e as três fiz 41 passro corretamente na folha resposta hj ao olhar o resultado estava assim acertos 36 nota de corte 36.14 .como posso entrar com recurso alguém pode me orientar obgda

    Responder
  • 35. Mayra  |  09/01/2015 às 14:56

    Essa postagem é alguma piada?

    Responder
    • 36. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:55

      Prezada professora Mayra,
      O que para você pode parecer uma piada, para muitos professores são conquistas importantes.
      Imagino que para você só tem valor suas questões pessoais. Lamento.
      Bebel

      Responder
  • 37. carla  |  09/01/2015 às 15:42

    Boa tarde.
    Quando teremos um posicionamento sobre a atribuição da ACD?
    Obrigado.

    Responder
    • 38. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:56

      Prezada professora Carla,
      Vamos discutir o assunto com a SEE, em reunião que solicitamos e esperamos que ocorra nesta semana.
      Bebel

      Responder
  • 39. João Luis Rafael  |  09/01/2015 às 19:05

    Entretanto, as aulas das turmas de ACD, não serão mais atribuídas no processo inicial para os efetivos.

    Responder
    • 40. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:58

      Prezado professor João,
      Vamos tratar desse assunto com a SEE em reunião que solicitamos para esta semana.
      Bebel

      Responder
  • 41. PEDRO PAULO COELHO  |  09/01/2015 às 20:25

    Boa tarde Bebel
    Uma vez que não há aulas suficientes para ampliação de jornada na Unidade Escolar é possível ampliar a jornada na Diretoria de Ensino?
    OBRIGADO

    Responder
    • 42. apeoesp  |  11/01/2015 às 12:59

      Prezado professor Pedro Paulo,
      Sim, é possível.
      Bebel

      Responder
  • 43. Shirley  |  10/01/2015 às 01:05

    Presidente como fica a situação dos bacharéis e alunos, eles vão escolher na frente dos remanescentes?
    Já acho um super erro ter 2 listas e colocar futuros efetivos para escolher por ultimo e ainda bacharel e aluno na frente de habilitados, segundo a legislação isso é errado tanto é que em 2013 eu peguei aula depois de um bacharelado e senhora mesmo me orientou dizendo que estava errado e que eu podia requerer as aulas, fui atras e realmente consegui .
    Queria um esclarecimento sobre isso e uma revisão sobre essa ordem de atribuição.

    Responder
    • 44. apeoesp  |  11/01/2015 às 13:05

      Prezada professora Shirley,
      Toda essa forma de contratação dos professores da categoria O está errada e cheia de absurdos. Por isso lutamos por uma nova forma de contratação.
      Para efeito da lei complementar 1093/09, que rege a contratação dos professores da categoria O, não existem “futuros efetivos”. Existem professores da categoria O (já com vínculo) que escolhem primeiro e “candidatos à contratação” (todos os demais), que escolhem depois.
      Os “remanescentes” de concurso só estão neste condição em 2015 para que não tivessem que prestar a prova de seleção, já que tem a nota de concurso. Não há nenhuma relação entre o concurso e a contratação como categoria O.
      Deveria haver, mas legalmente não há.
      Bebel

      Responder
  • 45. Vilma  |  10/01/2015 às 13:45

    Bom dia, Bebel,
    Nada referente ao plano de carreira e aumento de salário?
    Pelo visto teremos aumento de serviço.
    Grata.

    Responder
    • 46. apeoesp  |  11/01/2015 às 13:07

      Prezada professora Vilma,
      Até o momento, nada. Não por outra razão, estamos encaminhando para a deflagração de uma greve no primeiro semestre para forçar a negociação com o governo.
      Bebel

      Responder
  • 47. Manoel Vasques  |  10/01/2015 às 15:55

    Prezada Bebel,

    Por acaso foi indeferida a liminar de ação civil pública que o sindicato pleiteou junto com a UBES para o fim da duzentena, ou seja, não saiu a liminar e agora foi para julgamento a ação? E o “arredondamento” das médias da prova de mérito: há alguma esperança ainda para isso acontecer?

    Muito obrigado

    Manoel Vasques

    Responder
    • 48. apeoesp  |  11/01/2015 às 13:08

      Prezado professor Manoel,
      Ainda não há decisão. Esperamos que ocorra nesta semana.
      Bebel

      Responder
  • 49. Rose  |  10/01/2015 às 20:01

    Boa tarde. Assumi como efetiva em 2012 e já se falava em redução da jornada. Agora, em 2015, não temos nada de concreto? Obrigada pela atençao

    Responder
    • 50. apeoesp  |  11/01/2015 às 13:09

      Prezada professora Rose,
      O governo descumpre a lei. Por isso temos ação no STF, aguardando a nomeação de juiz relator e ingresso na pauta. Temos confiança na vitória.
      Bebel

      Responder
  • 51. luciana  |  11/01/2015 às 12:32

    Bebel … Professor categoria O tem pagamento em fevereiro … obrigado!

    Responder
    • 52. apeoesp  |  17/01/2015 às 09:20

      Prezada professora Luciana,
      Se seu contrato permaneceu ativo,sim. Se foi encerrado, tem direito às chamadas “verbas rescisórias”, que são resíduos salariais e férias, se tiver tido o tempo de trabalho exigível.
      Bebel

      Responder
  • 53. Fatima freitas  |  11/01/2015 às 13:04

    Prezada Bebel!
    Todo ano começa assim, os professores preocupados com quarentena e duzentena, além de não termos direito a nada no término do nosso contrato mesmo assim insistimos em passar por essa humilhação todo ano, eu acho que o governo não pensa, porque como e que um pai de família vai ficar sem trabalhar duzentos dias, qual o objetivo desse homem, só para que o professor não tenha vínculo com o Estado. A prefeitura pediu para os professores no ato da inscrição levar a pontuação da escola particular, do municipio e do estado somou tudo e saiu a classificação dos professores no mês de dezembro, agora é só esperar a primeira artibuição. No Estado não precisava nada disso era só continuar contando os pontos dos professores e a classificação seria quem estivesse com mais ponto, não precisava de prova nem de duzentena. Tem que acabar com isso, o mais rápido possível chega de humilhação todo ano. Desculpe o desabafo. Agradeço a você todas as conquistas realizadas.

    Responder
    • 54. apeoesp  |  17/01/2015 às 09:22

      Prezada professora Fátima,
      É realmente incompreensível para nós, que nos dedicamos à educação, compreender como o governo pode ser tão insensível a nossas necessidades, criando essa forma desrespeitosa e cruel de contratação. Lutamos contra isso com todas as nossas forças, mas somente uma forte greve poderá, talvez, criar as condições para essa mudança.
      Bebel

      Responder
  • 55. Milene garcia  |  11/01/2015 às 21:45

    Bebel,,antes de tudo, obrigada, voces sao essenciais,,? Uma sugestao p que a senhora leve as autoridades governamentais, caso nao consigamos derrubar a duzentena, que nos deixe ao menos eventuar sem contrato

    Responder
    • 56. apeoesp  |  17/01/2015 às 09:55

      Prezada professora Milene,
      Sim, vou levar sua sugestão.
      Obrigada.
      Bebel

      Responder
  • 57. Cintia Maria  |  12/01/2015 às 05:36

    Olá Bebel
    Fizemos a prova do mérito e passamos e o governo não fala nada e nem dá o aumento para quem passou e não paga a diferença, vcs sabem de alguma novidade? Acho uma falta de respeito com os professores que fizeram a prova.Obrigada pela atenção.

    Responder
    • 58. apeoesp  |  17/01/2015 às 09:58

      Prezada professora Cintia,
      Teremos um contato com a SEE nesta segunda-feira, quando farei este quastionamento.
      Bebel

      Responder
  • 59. carlos roberto  |  12/01/2015 às 11:34

    ola, Bebel.Primeiro, não sei se você concorda, mas quando o estado e até professores dizem que aqui já se paga o valor do salário do piso, penso que não é verdade. Ora,serão 1917 reais para quarenta horas semanais de 26 aulas com alunos e 14 para preparação. Aqui no estado qual professor ganha1917 reais para lecionar 26 aulas… outra questão é o retroativo da prova do mérito. O governo não pode alegar que por razões orçamentarias desse ano ele não pode pagar obrigações de outro ano…

    Responder
    • 60. apeoesp  |  17/01/2015 às 10:14

      Prezado professor Carlos Roberto,
      Nossa luta pela aplicação da jornada do piso (que está no STF) é justamente para que o Estado cumpra a lei federal. ocorre que o STF considera, para a plicação do valor do piso, a jornada global de 40 horas. Assim, formalmente (e apenas formalmente) SP teria um valor salarial maior que o piso.
      Quanto ao retroativo da prova de mérito, não há como ele alegar essa questão orçamentária, pois existe lei que o obriga a a pagar retroativo, seja em que momento for.
      Bebel

      Responder
  • 61. sueli  |  16/01/2015 às 03:34

    Bebel para ocupar o lugar de vice diretor na escola da familia.Ele tem que ter sede nessa unidade. Pois na escola que trabalho o professor a sede dele é em outra escola.Mas na mesma diretoria .Obrigada.

    Responder
    • 62. apeoesp  |  18/01/2015 às 11:02

      Prezada professora Sueli,
      De acordo com informação da SEE, o vice-diretor deve preferencialmente pertencer à unidade escolar, mas não é condição absoluta.
      Bebel

      Responder
  • 63. Roberto  |  18/01/2015 às 12:59

    Bom dia Bebel,

    Pergunte ao secretário sobre projeto de pagamento de gratificação aos vice-diretores do Programa Escola da Família que trabalham principalmente aos domingos. O próprio governador na época (2013) prometeu pessoalmente na presença de vários educadores em um evento que esta gratificação seria realidade. Segunda agora vocês estarão em reunião com a SEE e pode perguntar direto ao secretário. Grato

    Responder
    • 64. apeoesp  |  25/01/2015 às 10:44

      Prezado professor Roberto,
      Levarei a questão ao Secretário.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,803,210 hits

%d blogueiros gostam disto: