TODOS AO ATO PÚBLICO – 29 DE JANEIRO – 15 HORAS – PRAÇA DA REPÚBLICA – SÃO PAULO

21/01/2015 at 20:30 52 comentários

ato290115

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Tire suas dúvidas sobre a atribuição de aulas Praça da República, São Paulo.

52 Comentários Add your own

  • 1. Luana de Assis  |  21/01/2015 às 21:51

    O cenário das atribuições de aulas é DESESPERADOR… Na minha escola fecharam 5 salas a tarde e… acredite, 14 salas a noite! Das 23 salas que funcionavam na escola, que é uma das maiores da Grande São Paulo, só vai ter 9 a noite… O resultado é óbvio que são pencas de professores adidos e os OFAs sem a menor chance!!! Um massacre. A diretoria de ensino diz que é falta de demanda… Mentira! As salas estão abarrotadas e não param de aparecer pais pedindo matricula…
    Pelo amor de Deus, qual o objetivo do governo??? Acabar com escola estadual????

    Responder
    • 2. apeoesp  |  25/01/2015 às 12:43

      Prezada professora Luana,
      O governo estadual não liga para a escola pública. Quer reduzir custos de todas as maneiras. Fecha classe e superlota outras. Por isso, vamos realizar um grande ato pública em frente à SEE no dia 29/01, às 15 horas. É preciso ter muita gente. E vamos à greve pelos nossos direitos.
      Bebel

      Responder
  • 3. Bruno  |  21/01/2015 às 21:53

    Prezada Bebel, parabéns pela luta feita durante o ano de 2014 agora recentemente D.E de São Bernardo publicou o saldo de aulas verifiquei diversas aulas livre não seria o momento de o sindicato entrar com mandato para forçar a terceira chamada ?
    Att.Prof Bruno

    Responder
    • 4. apeoesp  |  25/01/2015 às 12:45

      Prezado professor Bruno,
      Obrigada.
      A terceira chamada será feita no segundo semestre de 2015 para ingresso em 2016. Não concordamos com o ingresso no decorrer do ano letivo, pois tumultua a vida dos estudantes e causa desemprego dos professores que assumiram essas aulas.
      Bebel

      Responder
  • 5. Professor  |  22/01/2015 às 02:32

    Presidenta;

    Minha diretora quer convocar a gente para uma reunião de planejamento na próxima semana ainda dentro do período de recesso.

    Essa convocação é legal e sou obrigado a comparecer se não for publicada em diário oficial? Obrigado!

    Responder
    • 6. apeoesp  |  25/01/2015 às 12:49

      Prezado professor,
      É legal, desde que seja feita por escrito. O professor pode ser convocado no recesso. Pro favor, confirme essa informação ligando para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 7. Wanderlei  |  22/01/2015 às 13:08

    Gostaria de saber por que vocês não citam sobre as ACDs, coloquem também as questões das ACDs, turmas de treinamento, nos documentos elaborados por vocês, não esqueçam de nós Professores de Ed. Física, já basta o Governo, agora até o sindicato, é lamentável o governo nos exclui e agora o sindicato, ou será que o caso não merece atenção ?
    As ACDs devem voltar a ser atribuídas no processo inicial de atribuição, fora isso não nós interessa…..

    Responder
    • 8. apeoesp  |  25/01/2015 às 12:55

      Prezado professor Wanderlei,
      Creio que você não está lendo os boletins da APEOESP. Eles tratam do assunto. Também o chat do jurídico (www.apeoesp.org.br) está aberto para esclarecer todas as dúvidas.
      Bebel

      Responder
  • 9. Maria  |  22/01/2015 às 13:50

    Bom dia Bebel, parabéns por organizar esse ato, pela primeira vez em muitos anos na educação eu presenciei na Unidade Escolar onde trabalho a muitos anos 8 salas de aulas fechadas não por falta de aluno mas porque a escola não conseguiu fazer a matricula destes alunos, porque o sistema da secretaria da educação não aceitou essas matriculas pois esses alunos de acordo com o CEP de sua residência não moravam no bairro próximo a escola, Bebel esta unidade escolar e procurada por inúmeros pais e alunos de outros bairros em busca de vagas. Isso precisa ser informado a sociedade através dos meios de comunicação, pois esse governo vem na mídia dizer que o aluno da escola publica terá direito a passagem gratuita, mas ele esta impedindo que esse aluno tenha o direito de estudar na escola que ele escolheu, isso e tirar o direito de ir e vir do cidadão. E com fechamento das salas de aula nos professores perderemos nossas aulas , e ficaremos adidos nas unidades escolares como aconteceu com muitos colegas nesta atribuição, se nada for feito assistiremos o fim das escolas publicas no Estado de São Paulo. Um abraço.

    Responder
    • 10. apeoesp  |  25/01/2015 às 12:57

      Prezada professora Maria,
      Obrigada.
      A situação criada pela SEE é calamitosa. Um verdadeiro absurdo. Atacam as escolas, os professores, os alunos de todas as formas possíveis. Espero que possamos ser muitos milhares no dia 29 e que façamos uma forte greve neste ano em defesa de nossos direitos e da escola pública estadual.
      Bebel

      Responder
  • 11. Prof Clovis  |  22/01/2015 às 14:22

    Bom dia, acho que este ato deveria ser feito na sexta-feira dia 06/02. Não temos como mobilizar a comunidade com a escola fechada e com a atribuição acontecendo. Obrigado.

    Responder
    • 12. apeoesp  |  25/01/2015 às 12:59

      Prezado professor Clóvis,
      Não há como esperar tanto tempo. Os desmandos estão acontecendo agora. Os professores já retornaram de férias.
      Bebel

      Responder
  • 13. will  |  22/01/2015 às 19:58

    Boa tarde!
    Neste dia (29) fui convocado por minha UE, para uma reunião referente ao primeiro dia de aula. Não sei se vai ocorrer em outras escolas, poir não vejo ninguem comentando. Tenho que estar presente nesta reuniãp?
    Obrigado

    Responder
    • 14. apeoesp  |  25/01/2015 às 13:04

      Prezado professor Will,
      Sim, pois não estamos mais em férias. Confirme essa informação pelo telefone 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 15. Ana  |  23/01/2015 às 01:51

    Olá Bebel
    Gostaria de algumas informações a respeito do concurso PEB I.
    Primeiramente queria saber se de imediato todos os canditados aprovados dentro do numero de vagas no edital serão convocados agora, por exemplo eu passei muito bem no polo escolhido, minha classificação foi antes dos 100 e no edital há mais de 200 vagas para este polo. Assim já há previsão de chamar inicialmente as 260 vagas colocadas no edital?
    Sobre o art. 22, caso eu escolha e ao tomar posse, como funciona o art. 22, preciso ficar na escola durante um tempo (ano, meses, somente um dia) ou de imediato consigo transferencia para alguma escola que tenha vaga em minha cidade? Pois o polo mais proxima de minha cidade fica a 400km, quase impossivel mudar de cidade e me manter com o salario do edital.
    Há previsão para novos concursos de PEB I para outras diretorias de ensino não contempladas com este, no caso Bauru, que tem mais de 30 escolas com anos iniciais e a grande maioria de professoras efetivas se aposentando.
    Obrigada

    Responder
    • 16. apeoesp  |  25/01/2015 às 13:46

      Prezada professora Ana,
      A convocação já foi feita. Ainda não há previsão de uma nova convocação. Vamos tratar deste assunto em nossa próxima reunião com o Secretário.
      Bebel

      Responder
      • 17. Daniel  |  28/01/2015 às 12:38

        Olá, acredito que se equivocou quando respondeu que já houve convocação referente ao concurso de PEBI de 2014. Não recebi nenhuma convocação.

      • 18. apeoesp  |  31/01/2015 às 12:20

        Prezado professor Daniel,
        A informação é da SEE, mas eu não disse que todos foram convocados. A convocação é de acordo com as vagas disponíveis e a classificação.
        Bebel

  • 19. Benedito  |  23/01/2015 às 14:53

    Salário do professor não pode ser vinculado a quantidade de aulas.
    Quando o professor presta concurso para efetivar-se ele acredita que terá um cargo público, ou seja, ele prestou concurso para ser professor, mas descobre que o concurso de professor na verdade não significa que ele terá um cargo público ,com um salário determinado ,com uma jornada de trabalho determinada ele descobre que foi enganado, ao invés do cargo público ele será contratado para um serviço que é estipulado em quantidades de aulas as quais o estado deveria garantir para todos mas não garante, dessa forma ele fica refém de uma situação totalmente complicada onde ele só terá a garantia do valor do seu salário anterior,se conseguir pegar as mesmas quantidades de aulas, mesmo que consiga as mesmas quantidades de aulas ás vezes não é na mesma escola e então o salário que em tese seria o mesmo pela mesma quantidade de aulas, acaba sendo bem menor, uma vez que ele têm que gastar com transportes e etc.Penso que se somos funcionários públicos concursados deveríamos receber um salário determinado pela quantidade de horas que trabalhamos e não por aulas dadas, dessa forma se caso houvesse o fechamento de salas,não veríamos nossos salários diminuírem e não teríamos a preocupação com a atribuição de aulas , uma vez que receberíamos por um valor estipulado como funcionário público que pertence a uma categoria determinada e que recebe um salário determinado pela função, me parece que os professores das Universidades estaduais e federais são assim contratados.
    Curtir · · Compartilhar

    Responder
  • 20. Carlos  |  23/01/2015 às 15:52

    olá bebel
    Quando teremos uma resposta sobre as ações com relação a duzentena?Essa é nossa ultima chance de podermos trabalhar esse ano?Obrigado

    Responder
    • 21. apeoesp  |  25/01/2015 às 13:20

      Prezado professor Carlos,
      O juiz vem prometendo uma sentença desde a quinta-feira. Creio que a publicará na segunda ou terça-feira. Estamos confiantes.
      bebel

      Responder
  • 22. Daniel Santos  |  23/01/2015 às 18:30

    Queridos do sindicato, Dia 29 ainda temos Professores no processo de “atribuição” de aula, acredito que adesão seria maior na semana do dia 02 de Fevereiro, os principais pontos corresponde á categoria “O”.Acho complicado um “ato” no dia 29 de Janeiro, a não ser que já decretamos “greve” no começo do ano, mesmo assim acho que não tem adesão pelos processos de atribuição. No meu caso, não posso ir pois tenho que ir na atribuição dia 29. Fica a dica.

    Responder
    • 23. apeoesp  |  25/01/2015 às 13:27

      Prezado professor Daniel,
      Não há tempo a perder, as coisas estão acontecendo agora. Uma parte terá problemas para comparecer, mas isto ocorre em qualquer época do ano. E, sim, vamos à greve em 2015.
      Bebel

      Responder
  • 24. Laura  |  23/01/2015 às 22:20

    Olá Bebel,a atribuição da categoria O ,vem ai e novamente quem teve contrato extinto,vai cumprir 200 dias fora da rede.Mesmo com as atribuições já iniciadas,ainda não saiu nada referente a liminar?se será 200 ou 40?a previsão da resposta era essa semana né?porém não saiu nada ainda….Até!

    Responder
    • 25. apeoesp  |  25/01/2015 às 13:51

      Prezada professora Laura,
      O juiz vem prometendo a sentença desde quinta-feira. Creio que publicará na segunda ou na terça-feira. Estamos confiantes.
      Bebel

      Responder
  • 26. Matheus  |  24/01/2015 às 02:25

    Bebel, vamos todos a luta, aqui na D.E de Ribeirão Preto professores efetivos já estão sem aulas, estamos mobilizando um bom número de professores para estar presente no ato. Aproveito para pedir que já comece a lutar também pela prorrogação do concurso PEB II, pq pelo que vimos aqui não temos mais aulas livres para 3 chamada e sem a prorrogação é praticamente certo que não assumiremos. Obrigado

    Responder
  • 27. |Paulo  |  25/01/2015 às 11:34

    o governo tentou dar qual justificativa para dar aumentos aos diretores e supervisores e professores não…

    Responder
    • 28. apeoesp  |  25/01/2015 às 13:30

      Prezado professor Paulo,
      Em primeiro lugar, não houve aumento, mas uma gratificação, que como sabemos não se incorpora ao salário, nem repercute nos demais direitos ou aposentadoria. Em segundo lugar, foi de 17% na realidade, pois não acumula com outra gratificação que já recebem. Nós não queremos gratificação, queremos reajuste e vamos à greve para lutar por ele.
      Bebel

      Responder
      • 29. Henrique Do Santo  |  25/01/2015 às 22:29

        |Bebel, mas pq essa gratificacao é também nao é dada aos professores

      • 30. apeoesp  |  31/01/2015 às 13:37

        Prezado professor Henrique,
        Não queremos gratificação, que não se incorpora ao salário e nos prejudica na aposentadoria. Queremos aumento de salário. E vamos à greve para lutar por isso.
        Bebel

  • 31. Rodrigo  |  25/01/2015 às 13:32

    Bebel não da mais para aguentar o que esse governo faz com nós professores. A senhora como presidenta do nosso sindicato deveria lutar por uma greve a partir desse mês de fevereiro. Quando que a senhora pretende começar essa greve?

    Responder
    • 32. apeoesp  |  31/01/2015 às 13:54

      Prezado professor Rodrigo,
      Creio que o senhor, em vez de ficar sentando em frente ao seu computador dizendo-me o que fazer, deveria fazer como os cinco mil colegas que foram á praça da República no dia dia 29: lutar.
      Se participar do movimento e ler os boletins que publicamos aqui no blog e no portal da APEOESP (www.apeoesp.org.br) terá todas as informações necessárias.
      E, por fim: eu não inicio greve alguma. Quem faz a greve é a categoria.
      Bebel

      Responder
  • 33. Gabriela  |  25/01/2015 às 20:17

    Bebel, a Apeoesp tem o número aproximado de salas fechadas no estado? Dizem que foram 566, a Apeoesp confirma esse número?

    Responder
    • 34. apeoesp  |  31/01/2015 às 13:41

      Prezada professora Gabriela,
      Estamos pedindo às subsedes dados para fecharmos um levantamento. Podem ser muito mais. Há quem fale em mil ou duas mil.
      Bebel

      Responder
  • 35. sol  |  25/01/2015 às 22:19

    Boa noite. Gostaria de saber se um coordenador categoria F se não conseguir aula,
    fica na coordenação com as aulas de permanencia

    Responder
    • 36. apeoesp  |  31/01/2015 às 13:37

      Prezada professora Sol,
      Creio que sim, mas é preciso ser designado pela direção da escola.
      Bebel

      Responder
  • 37. Ana  |  25/01/2015 às 22:47

    Olá Bebel, tudo bem?

    Queria saber se você conseguiu uma resposta, caso a duzentena permaneça, nós professores categoria O e os remanescentes do concurso, podemos abrir contrato como eventual? Liguei na minha DE e ninguém soube informar com certeza…como a supervisora me disse, “Como você teria que abrir contrato, criaria vinculo com o estado então não pode.” Já uma secretaria de escola, me disse que posso, no entanto teria que abrir mão da minha categoria O. Soube de algo concreto?

    Obrigada

    Responder
    • 38. apeoesp  |  31/01/2015 às 13:36

      Prezada professora Ana,
      Sempre dizemos aos professores que tentem obter aulas de todas as formas possíveis, se lhes interessar. Claro, um professor não pode manter dois vínculos diferentes com o Estado. Se conseguir aulas como eventual, seu vínculo será como eventual.
      Bebel

      Responder
  • 39. Julia  |  27/01/2015 às 07:14

    Nossa Bebel o Estado de São Paulo está cruel,falta água,falta aula…meu Deus o que é isso?

    Responder
    • 40. apeoesp  |  31/01/2015 às 13:05

      Prezada professora Julia,
      Um absurdo total. Temos que lutar muito para reverter essa situação.
      Bebel

      Responder
  • 41. Eduardo  |  28/01/2015 às 18:12

    Boa tarde Bebel

    Olha tenho acompanhado a luta dos professores O e também sou O e assim na escola da minha cidade tem salas com 50 alunos isso é um absurdo não fere e atrapalha muito mais a aprendizagem do alunos do que tipo trocar o professor no meio do ano. Que ponto chegamos se está faltando aulas como vejo o pessoal dizendo aqui que há vários professores adidos nas DEs lógico que com certeza o secretário e mais a “cambada” de se noção que fazem o que querem e nós somos culpados pela má qualidade do ensino, vão enrolar os aprovados do concurso mais um vez e assim até vencer a validade do concurso e mais uma vez deixaremos de entrar pela porta da frente como concursados. Bebel é necessário a greve não temos outra saída o estado não vai negociar quanto tempo vem só com discursos que o vento carrega e pronto ficamos com uma mão na frente e outra atrás essa greve tem que acontecer e com força você não tem ideia de como está sendo essas atribuições em cidades do interior onde o ensino é municipalizado e na maioria das vezes só tem uma escola estadual não temos chances de nada nem pisar na escola bem dizer. Outra questão é essa quantidade de alunos em sala de aula vai ver o número de afastamentos abonadas falta injustificadas que professor dará ao londo do ano mesmo com o um auxiliar em sala não tem como realizar um bom trabalho. Muito irracional o secretário acatar a essas regras que são inventadas por quem nunca esteve em sala de aula.
    Admiro muito o trabalho do sindicato, mas está demorando muito agir com a greve visto que a luta vem se arrastando anos e nada só tentam solucionar e fica somente a esperando de um dia ser algo que realmente posso ser um lugar com condições dignas de trabalho e educação de qualidade preparados todos nós somos e estamos mas que fica é não poder fazer nada para exercer a nossa carreira com condições dignas.

    Responder
    • 42. apeoesp  |  31/01/2015 às 12:06

      Prezado professor Eduardo,
      Quem realiza a greve são os professores e não o sindicato. Como realizar greve durante as férias? Como realizar greve sem permitir que os professores cheguem às escolas, assumam suas aulas, possam debater, conversar, tomar uma decisão consciente, convencer seus colegas. Não seria respeitoso, nem leal, decretar uma data de greve sem debater com os professores. Uma greve assim decidida seria um fracasso e não é esse o nosso desejo. Que a greve ocorra bem forte no mês de março, com a adesão de todos.
      Bebel

      Responder
  • 43. Ernandes Guimarães Lima  |  30/01/2015 às 16:25

    Eu gostaria de obter informações Maria Isabel a repeito do pagamento, pois sou categoria “O”, com contrato em vigência, porem eu não conseguir pegar aula até a presente data e a diretoria de ensino não soube informar a respeito da situação.

    Responder
    • 44. apeoesp  |  31/01/2015 às 11:02

      Prezado professor Ernandes,
      Você recebe de acordo com a carga horária que lhe é atribuída. Assim, infelizmente, mesmo se estiver com contrato em vigor, mas não obtiver aulas, não receberá salários.
      Verifique na sua região se ocorrerá desmembramento de classes.
      Bebel

      Responder
  • 45. DANIEL ANDREOTI  |  30/01/2015 às 20:22

    BEBEL MINHA MUSA GOSTARIA DE SABER SE O PROFESSOR QUE ESTÁ NA DUZENTENA PODE DAR AULAS DE EVENTUAL PELO MENOS? SENÃO PASSAREI FOME……EU TE AMO PAZ

    Responder
    • 46. apeoesp  |  31/01/2015 às 10:46

      Prezado professor Daniel,
      Obrigada.
      Creio que vale a pena tentar. No momento oportuno, procure a escola de sua preferência.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 47. Heloisa Helena Tanganelli  |  05/09/2015 às 14:21

    Bom dia Bebel!
    Você acha que é perda de tempo da minha parte entrar com recurso contra o estado, por eu ser categoria “o” com pé na duzentena e aprovada do concurso?

    Responder
    • 48. apeoesp  |  06/09/2015 às 14:04

      Prezada professora Heloisa,
      Não tenho condições de dizer isso. Você precisa de uma orientação jurídica. Procure o departamento jurídico na subsede ou ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 49. Edilene  |  14/03/2016 às 17:58

    Boa tarde!
    Este ano vai haver cadastro emegencicial? e para quem tem Fies e encontra desempregado como eu o que fará o governo para nós pagarmos a divida? Sou licenciada em geografia.
    Aguardo resposta, grata.

    Responder
    • 50. apeoesp  |  20/03/2016 às 15:25

      Prezado professora Edilene,
      Não existe essa informação ainda.
      Quanto ao FIES, foge do âmbito de minha atuação. Você deve entrar em contato com a Caixa Econômica Federal.
      Bebel

      Responder
  • 51. Dinah  |  07/01/2017 às 10:45

    Bom dia Bebel!
    Estou com o contrato aberto desde 08/2015 mas esse ano não pretendo pegar aula na rede pública,( ano 2016 não consegui nada) esse ano estou com a carga completa de manhã e à tarde na rede particular…. Devo pedir pra encerrar meu contrato ou deixo ele aberto?

    Responder
    • 52. apeoesp  |  07/01/2017 às 11:24

      Prezada professora Dinah,
      Fica a seu critério. Não haverá nenhuma implicação se ficar em aberto.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,830,441 hits

%d blogueiros gostam disto: