Audiência pública sobre PEE e outros assuntos

25/02/2015 at 18:29 34 comentários

Informa urgente 2502151

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Informações importantes para a categoria No dia 13 de março, vamos à greve!

34 Comentários Add your own

  • 1. Gustavo  |  26/02/2015 às 14:02

    Olá, Bebel. Os professores de minha escola e eu estamos nos mobilizando para entrar em greve (somo do interior, Vale do Paraíba), mas eu tenho uma dúvida. Eles são efetivos, porém eu sou categoria O. Existe alguma implicação ou prejuízo caso eu entre em greve? Sei que greve é um direito, mas ainda tenho essa dúvida.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  28/02/2015 às 12:25

      Prezado professor Gustavo,
      Todos que fazem greve, até mesmo os efetivos, sempre correm o risco de não recebimento dos dias parados e registro de faltas que podem trazer prejuízos à carreira, aposentadoria e outros benefícios. De tudo isso é possível recorrer, primeiro negociando com o estado, depois judicialmente. Tudo depende da força da greve. Como a greve é um recurso que temos para conquistar reivindicações, a diferença entre fazer ou não a greve é aceitar o que está aí, ou lutar para mudar alguma coisa. Por isso a greve não pode ser imposta, mas é decisão de cada pessoa.
      Boa sorte.
      Bebel

      Responder
  • 3. Benedito  |  27/02/2015 às 00:04

    FECHAMENTO DE SALAS E SALAS SUPER LOTADAS.
    Na escola em que leciono,há pelo menos três salas com 39, 40, alunos.Fomos consultar a diretora e a coordenadora da possibilidade de desmembrar as salas, tendo em vista que o próprio secretário tinha garantido que se houvesse salas com sua capacidade acima do permitido, 35 alunos no fundamental, a mesma seria desmembrada.
    No entanto, foi nos respondido que tudo bem que em se ter até 35 alunos, mas que a dúvida seria com até quantos alunos poderia montar uma sala de aulas ou seja ,se poderia montar salas com menos de 35 alunos, então por causa desse impasse que segundo elas será resolvido após consulta na Diretoria de Ensino.
    Alguém que já passou por esse problema de desmembrar salas , sabe responder se é assim mesmo e qual o procedimento para se desmembrar salas e qual o procedimento se caso não quiserem fazer o desmembramento?

    Responder
    • 4. apeoesp  |  28/02/2015 às 12:14

      Prezado professor Benedito,
      Levamos casos como este à SEE e foi afirmado que esta não é a orientação. Pediram que sempre informemos casos concretos. Assim, peço que envie os dados de sua escola e este relato para presiden@apeoesp.org.br para que possamos comunicar ao Secretário da Educação.
      Obrigada.
      Bebel

      Responder
  • 5. claudio passone severino  |  27/02/2015 às 19:25

    Boa tarde! Sou professor PEB ll categoria F, tenho dúvidas,quanto a jornada de trabalho. Quando iniciou o ano, ouvi dizer que o professor categoria F que não conseguiu aula, ficaria recebendo por 12 aulas semanais, mas conseguindo pelo menos 2 aulas semanais passaria a receber por 19 aulas semanais, isso tem procedência?

    Responder
    • 6. apeoesp  |  28/02/2015 às 12:03

      Prezado professor Claudio,
      Desconheço essa informação. Horas de permanência e horas em sala de aula não são cumulativas. Informe-se melhor pelo telefone 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 7. Valquiria  |  27/02/2015 às 21:27

    Boa tarde,

    Ouvi conversas entre os professores que havera remoçao no segundo semestre. Sendo assim, logo apos e certo que havera a terceira chamada?
    Obrigada pelo espaço.

    Valquiria Farias

    Responder
    • 8. apeoesp  |  28/02/2015 às 12:01

      Prezada professora Valquíria,
      Sim. Isto já havia sido comunicado em dois boletins da APEOESP que reproduzi neste blog.
      Bebel

      Responder
  • 9. Maria  |  28/02/2015 às 02:43

    Olá Bebel, Bom dia!
    Por favor me tire uma duvida, saiu cronograma do processo de remoção e a minha dúvida é: Tenho jornada integral 32 aulas, caso não haja cargos integrais na remoção para onde quero ir poderei optar por uma carga inicial 20 aulas ? Obrigado

    Responder
    • 10. apeoesp  |  28/02/2015 às 11:55

      Prezada professora Maria,
      Creio que sim, mas não tenho elementos para afirmar. Por favor, oriente-se pelo telefone 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 11. Lucas  |  28/02/2015 às 02:46

    Bebel me esclareça o seguinte, agora teremos remoção e vários professores se aposentando também, caso sobrem cargos integrais 32 aulas o estado vai nos oferecer cargos integrais na 3 chamada do concurso ou ele vai dividir essas aulas em 2 cargos sendo um de 19 e um de 9 como consta no edital? Obrigado

    Responder
    • 12. apeoesp  |  28/02/2015 às 11:54

      Prezado professor Lucas,
      Preciso verificar junto à SEE, mas em princípio o edital deve ser seguido.
      Bebel

      Responder
  • 13. Cristina F C Porto  |  28/02/2015 às 11:42

    Bom dia, hoje dia 28/02 saiu o resultado da prova do mérito, e os professores que ficaram próximo da média não foram promovidos, no meu caso eu fiquei com 6,9 (precisava de 7,0). No ano passado todos que ficaram próximos tiveram suas notas arredondadas, se houve esta concessão anteriormente porque não dar o benefício a todos. Gostaria de saber se a Apeoesp não pode entrar com ação coletiva para que todos sejam beneficiados?

    Responder
    • 14. apeoesp  |  28/02/2015 às 11:52

      Prezada professora Cristina,
      Este assunto já foi levado ao Secretário da Educação mais de uma vez, como noticiamos em nossos boletins. Ele diz que neste ano as regras não preveem arredondamento. Vou consultar novamente o departamento jurídico, em função da publicação nas notas, mas já sabemos que se houver alguma chance judicial as ações devem ser individuais.
      Bebel

      Responder
      • 15. Cristina F C Porto  |  03/03/2015 às 19:25

        O problema é justamente que não haviam regras prevendo este arrendondamento no ano passado, é claro, sabemos que foi manobra política. Fico chocada com a falta de transparência nas ações do governo, são injustiças e desrespeito com os professores o tempo todo. Sempre ações excludentes! Não podemos aceitar isso.

      • 16. apeoesp  |  08/03/2015 às 12:22

        Prezada professora Cristina,
        Não aceitamos os desmandos do governo. Nossa greve é contra tudo isso. Obviamente, não podemos fazer uma pauta de reivindicações com tudo o que está errado, pois ela seria imensa e não mobilizaria ninguém. O governo do PSDB faz e desfaz regras a seu bel prazer, prejudicando a todos. Como não há regra escrita, a saída jurídica também fica prejudicada. Você pode tentar uma ação individual por meio da subsede da APEOESP.
        Bebel

  • 17. ricardo  |  01/03/2015 às 13:30

    Olha,13 de maio tem uma assembleia pra resolver se vamos entrar em greve,não acha que é muito tarde não?
    Final do ano passado foi publicado a nova resolução para atribuição de aulas e ficou por isso mesmo, a redução de carga horaria que nunca acontece,campanha salarial,vale refeição,e tantas outras coisas, nós deixamos as coisas sedimentarem pra depois tentar remedia-las.Acho que não sabemos fazer manifestações,pois caminhoneiros,professores de Brasilia e do Paraná, não marcam dia e hora pra pensar se vão entrar em greve ou não

    Responder
    • 18. apeoesp  |  08/03/2015 às 12:53

      Prezado professor Ricardo,
      Devolvo-lhe a pergunta indagando se todos os professores da sua escola estão prontos para a greve e se entrariam em greve no início das aulas sem qualquer tipo de consulta ou conversa sobre a greve. Não acha que seria um tanto autoritário? Você acredita mesmo que os professores parariam na primeira ou segunda semana de aulas, com carnaval no meio. Nós não queremos greve de meia dúzia de professores. queremos que ela seja a mais forte possível. Quem faz a greve são os professores, não você e eu isoladamente.
      Você fala de Brasília e do Paraná. Em 2010 realizamos uma greve duríssima e não houve greve em Brasília nem no Paraná. Em 2013 também. Por que a recíproca não é verdadeira? Cada situação tem suas especificidades. Sugiro deixe de prestar atenção nesses estados e contribua para uma forte greve no estado de São paulo, que é onde vivemos e trabalhamos. Se você convencer os professores da sua escola a parar, se todos os professores se convencerem uns aos outros, São paulo será a referência de luta, não Brasília ou o Paraná. Nós respeitamos a luta deles e tenho certeza de que eles respeitam a nossa.
      Bebel

      Responder
      • 19. Sergio  |  15/03/2015 às 20:32

        Prezada presidente/professores

        Conseguiremos resolver realmente o problema da educação sem antes rever os acordos MEC-USAID implementados no Brasil com a lei 5.540/68?

      • 20. apeoesp  |  21/03/2015 às 16:25

        Prezado professor Sergio,
        Não creio que esses acordos ainda estejam em vigor, sobretudo após a Constituição de 1988.
        Bebel

  • 21. Antonio Sérgio Ferreira  |  02/03/2015 às 17:31

    Olá Bebel!! Gostaria de saber se professores readaptados fazem jus ao abono permanência. Obrigado!!

    Responder
    • 22. apeoesp  |  08/03/2015 às 12:37

      Prezado professor Antonio,
      No meu entendimento, sim, mas é preciso verificar a legislação. Por favor, ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 23. Aline Cristina Jacomassi  |  02/03/2015 às 17:33

    Gostaria de uma informação. Sou categoria O e meu contrato encerrou em 19/12/2014. Meu contrato foi de 2 anos iniciando em 07/04/2013. Tenho direito ao seguro desemprego?

    Responder
    • 24. apeoesp  |  08/03/2015 às 12:35

      Prezada professora Aline,
      Não há previsão de seguro-desemprego no Estado, a não ser quando a contratação é pelo regime de CLT. No caso, a contratação é pela lei estadual 1093/09.
      Bebel

      Responder
  • 25. Erika  |  03/03/2015 às 16:36

    Olá Bebel !!!! Sou categoria O , cumprindo a duzentena me mandaram embora dia 20/12/2014, minha escola atingiu o bônus , terei direito tbm? E quando poderia voltar a trabalhar ? Obrigada Prof Erika

    Responder
    • 26. apeoesp  |  08/03/2015 às 12:27

      Prezada professora Erika,
      Você poderá voltar a partir de 10 de julho de 2015. Se você cumpriu todos os requisitos, terá direito ao bônus, sim.
      Bebel

      Responder
  • 27. Pamella  |  04/03/2015 às 19:46

    Boa tarde Bebel
    Gostaria que me tirasse uma dúvida. Pretendo me inscrever no Cadastro emergencial da região sul 2, tenho o curso de sociologia e Política completo, meu parecer do TCC aprovado, no entanto, meu diploma sai em 4 meses apenas. Posso realizar o cadastro?
    Atenciosamente
    Pamella

    Responder
    • 28. apeoesp  |  08/03/2015 às 11:50

      Prezada professora Pamella,
      Pode. O que pode ocorrer é que professores habilitados, com diploma, terão precedência sobre você na atribuição, até que você tenha o seu diploma.
      Bebel

      Responder
  • 29. Terezinha Almeida  |  09/03/2015 às 18:20

    Bebel, o que nosso sindicato está fazendo para derrubar a duzentena? E onde está citando essa maldita “duzentena”, em que lei? Vc me forneça, por favor?
    Att
    Terezinha

    Responder
    • 30. apeoesp  |  15/03/2015 às 13:31

      Prezada professora Terezinha,
      A duzentena está prevista na lei complementar 1093/09.
      O que o sindicato está fazendo:
      1) greve, deliberada no dia 13/03 e que já se iniciou.
      2) duas ações judiciais coletivas, em trâmite no Tribunal de Justiça de São Paulo, das quais não obtivemos liminares.
      3) ações individuais, tendo obtido vitórias em mais de 20 regiões do estado. as ações podem ser impetradas por intermédio das subsedes da APEOESP.
      Todas essas informações estão disponíveis em http://www.apeoesp.org.br.
      Bebel

      Responder
  • 31. Paulo Henrique  |  10/03/2015 às 13:54

    Bom dia.
    Tenho uma pergunta a ser feita, quem realizou o cadastro emergencial, e teve sua inscrição deferida esta impedido de abrir um contrato ? Essa foi a informação fornecida por minha Diretoria de Ensino, segundo esta informação a Secretaria da Educação não autorizou a abertura de novos contratos e também não tem uma previsão para abertura dos mesmos. Gostaria de saber se esta informação procede.
    Grato.
    Paulo Henrique

    Responder
    • 32. apeoesp  |  15/03/2015 às 13:14

      Prezado professor Paulo Henrique,
      Infelizmente, essa é a orientação da SEE. Por essa e tantas razões estamos em greve. Não há respeito nem valorização dos professores e a SEE causa mais desemprego.
      Bebel

      Responder
      • 33. Terezinha Almeida  |  16/03/2015 às 19:22

        No final de 2013, a duzentena caiu para quarentena. Por que esse ano a Apeoesp não conseguiu derrubar? O que houve com o jurídico? precisamos de advogados que encontrem na lei, brechas para nos ajudarem efetivamente!

      • 34. apeoesp  |  21/03/2015 às 16:00

        Prezada professora Terezinha,
        Na realidade, a pergunta correta é: o que houve com o Tribunal de Justiça de São Paulo, se nos deu ganho de causa em um ano e não o deu no ano seguinte, sendo que a situação não mudou.
        Precisamos parar de nos culpabilizar e culpabilizar o sindicato pelos erros alheios. O governo toma medidas contra nós e muitos culpam a APEOESP. A justiça toma decisões contraditórias e a culpa é de nossos advogados? Não vejo as coisas dessa forma.
        Bebel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,830,506 hits

%d blogueiros gostam disto: