Assembleia Aprova: a Greve Continua!

11/04/2015 at 01:25 14 comentários

Sessenta mil professores reunidos em assembleia estadual em frente ao Estádio do Morumbi, na Capital, decidiram manter a greve – que completou 29 dias nesta sexta-feira, 10. Os professores aprovaram ainda uma nova assembleia estadual para a próxima sexta-feira, 17, às 14 horas, no vão-livre do MASP (avenida Paulista).

Ao final da assembleia, os professores seguiram em passeata até o Palácio dos Bandeirantes, onde realizaram um Ato em Defesa da Escola Pública e pela valorização do Magistério. Uma comissão de professores tentou entregar um ofício ao governo pedindo abertura de negociações. O governo não recebeu a comissão. Depois do ato, seguiram em passeata até a sede da Rede Globo, na avenida jornalista Roberto Marinho (antiga Águas Espraiadas).

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Assembleia do dia 10 de abril Amplia-se o apoio à nossa greve

14 Comentários Add your own

  • 1. Prf° Oswaldo  |  11/04/2015 às 10:43

    Bom dia, Bebel! Parabéns pela assembleia de ontem, foi lindo ver os professores marchando em direção ao palácio, mas gostaria de lhe dizer algumas coisas: todas as vezes que os professores fazem um manifesto, como o de ontem por exemplo, o discurso do governo fascista é sempre o mesmo, desqualificando a greve, dizendo dos 45 % pseudo aumento em quatro anos, do bônus demérito que ele pagou de 1 bilhão, que só tem 8% de professores em greve, ou seja sempre a mesma ladainha. Então, com base nisso eu sugiro que a Apeoesp, na sua pessoa, tentasse conseguir uma entrevista ou uma reportagem com algum jornalista sério e respeitado, para mostrar pra sociedade toda a verdade, pois os pais acreditam no que o governo diz, eu ouvi de alunos que já tivemos muito aumento, e ainda bônus, e que deveríamos estar trabalhando e não fazendo greve. Eles precisam saber que nosso salário está muito defasado, que as condições de trabalho são péssimas, que o professor está adoecendo dia a dia, que o governo sabota nossa iniciativa de greve, colocando substituto para tapar e mascarar as aulas, como se tudo estivesse normal, que as diretoras de escola são coniventes com o governo, pois tiveram um aumento muito bom no último ano, enfim tudo o que você já está cansada de saber. Eu sugiro que você tente um contato com o Rodrigo Bocardi, apresentador do Bom Dia São Paulo, ele me parece um cara que se preocupa com nossa situação, e uma entrevista com ele seria muito boa. Só uma pergunta, com tudo o que foi feito ontem o governo não abriu uma porta para a negociação?

    Responder
    • 2. apeoesp  |  11/04/2015 às 14:29

      Prezado professor Oswaldo.
      Muito obrigada. Os professores realmente deram um show ontem.
      Começando pelo final: o governo sequer recebeu-me e a uma comissão no Palácio. Ficamos por uma hora esperando que o portão se abrisse para protocolarmos um documento, mas isto não aconteceu.
      Tenho dado muitas entrevistas, algumas melhor editadas, outras não. Estão disponíveis no site da APEOESP (www.apeoesp.org.br). Lembro de uma muito boa e respeitosa com o jornalista Heródoto Barbeiro, na Record News. O problema é que, para cada entrevista minha o Governo Estadual dispõem de dezenas de radialistas e apresentadores de TV para defendê-lo, com dados irreais.
      Vou seguir sua sugestão e tentar conseguir um espaço no Bom Dia SP.
      Abraço.
      Bebel

      Responder
      • 3. Thiago  |  11/04/2015 às 21:41

        E a via jurídica presidenta?

        Não fomos proibidos na publicidade sobre a greve de afirmar certas cosias? Deveríamos, com dados, buscar juridicamente que a secretaria de educação seja proibida de afirmar certas mentiras que vem afirmando em notas para a imprensa.

        Outra coisa, a greve está forte, mas eu que estou na base – com os comandos de greve – tenho sentido um desânimo de colegas. Mais uma vez, não tem como conseguirmos que o ministério público obrigue o governo negociar para que os alunos voltem a ter aulas, uma vez que a nossa greve não é ilegal?

        O governo precisa ser responsabilizado pelos prejuízos aos alunos por se negar a abrir negociação com os professores. Eles tem que se sentar à mesa de negociação na marra!

        A não negociação somado às respostas evasivas na imprensa deixam claro que o governo não pretende dar um centavo de reajuste salarial nesse ano.

      • 4. apeoesp  |  12/04/2015 às 13:20

        Prezado professor Thiago,
        A via jurídica não está sendo muito favorável. Já ingressamos com três ações judiciais para garantir nossos direitos na greve e não obtivemos ainda nenhuma liminar.
        Estamos articulando junto com as entidades estudantis uma ação semelhante á que você propõe.
        Bebel

  • 5. Rodrigo Sérvulo da Cunha  |  11/04/2015 às 17:39

    Boa tarde,

    envio no link um manifesto de apoio à greve assinado por entidades e cidadãos. Importante publicar mais esse apoio.
    Juntos somos fortes! Não tem arrego!

    http://advdem.blogspot.com.br/2015/04/entidades-e-cidadaos-assinam-manifesto.html

    Abraço.

    Responder
    • 6. apeoesp  |  12/04/2015 às 13:27

      Prezado professor Rodrigo,
      Muito obrigada. Farei a publicação imediatamente.
      Bebel

      Responder
  • 7. Junior  |  11/04/2015 às 17:50

    Olá, Bebel.
    Em primeiro lugar, gostaria de parabenizar ao Sindicato pela organização das assembleias.
    A passeata de ontem, 10/04, foi emocionante. Uma das mais lindas que já presenciei, com gritos como “Vem pra rua, vem, com o professor” ou “ôôô, o professor chegou!”. Era de arrepiar. Lamento pelos professores/as que ainda não se conscientizaram da importância desse movimento em prol da qualidade da educação.
    Em segundo, gostaria de fazer uma sugestão – que você levasse à reunião de conselho: a execução do hino nacional brasileiro para iniciar as assembleias.
    Corroboro da sugestão do colega Oswaldo, em tentarmos espaço no Bom Dia SP, uma vez que o Rodrigo Boccardi é um dos poucos jornalistas da TV que demonstra sensibilidade à causa. Porém, sabemos que não depende apenas dele, há superiores que vetam reportagens sobre a educação, justamente porque o governo destina fartas verbas à Globo.
    Mais uma vez, parabéns à organização do movimento. Está lindo e vamos continuar na luta.
    Abraços,

    Responder
    • 8. apeoesp  |  12/04/2015 às 13:25

      Prezado professor Junior,
      Muito obrigada. O que vai garantir verdadeiramente a vitória é o espírito de unidade entre nós, a resistência e a perseverança do nosso movimento.
      Bebel

      Responder
    • 9. Prf° Oswaldo  |  12/04/2015 às 15:47

      Obrigado, Junior, por sua citação a minha ideia, e aproveito para reiterá-la, vamos tentar junto ao Rodrigo Bocardi um espaço para apontarmos nossos objetivos. Só assim conseguiremos fazer o grande público entender nossas reivindicações!!

      Responder
  • 10. Mathias  |  11/04/2015 às 23:56

    Bom Dia Bebel, e agora com a lei da Terceirização, corremos o risco de não ter mais concursos para professores? E ainda de não haver mais convocações deste que está em vigência.Obrigado

    Responder
    • 11. apeoesp  |  12/04/2015 às 13:15

      Prezado professor Mathias,
      Não creio que a nova lei afete a convocação para o concurso. Sequer sabemos o uso que será feito da nova lei no serviço público. É preciso aguardar e, antes, lutar para que a lei não seja aprovada no Senado e para que seja vetada pela Presidenta da República.
      Bebel

      Responder
  • 12. Prof. Sebastião Miguel  |  12/04/2015 às 00:43

    Boa noite Bebel,
    Vejo crescer nosso movimento, estou desde o dia 13 nas ruas com nossos companheiros de luta e a subsede de Taboão da Serra tem feito o que pode, no entanto, é a hora de piquet nas escolas, temos que radiclizar para impedir os pelegos.

    Abraços

    Responder
  • 13. Evaneide  |  13/04/2015 às 12:57

    Bebel, estou ficando angustiada. O governo não dá sinais de negociação, os professores grevistas já demonstram desesperança por causa disso, e a verdade é que as escolas continuam funcionando, de alguma forma. Os pais não estão incomodados com nossa greve. Para a maioria deles, a greve não mudou nada na escola!!! É por isso que Alckimin não negocia, porque os pais acham que tá tudo bem!
    Caso ele se negue a negociar mais essa semana, o que iremos fazer?? Não podemos manter essa greve para sempre, mas não podemos sair dela sem nada..

    Responder
    • 14. apeoesp  |  18/04/2015 às 15:00

      Prezada professora Evaneide,
      Gostaria muito de ter respostas para esses dilemas, mas não tenho. Se tivéssemos essas respostas, talvez sequer precisássemos realizar uma greve. O que podemos fazer é seguir lutando. Sim, se nada obtivermos, perderemos nós, mas perdem também o governo, os pais, os estudantes e a sociedade. O que ganhará o Governador Alckmin frustrando os professores e deixando essa categoria ainda mais desesperançada? Não consigo ver o que resultará de positivo para esse governo.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,858,372 hits

Comentários

apeoesp em
apeoesp em

%d blogueiros gostam disto: