O Secretário da Educação quer impor a reforma do ensino médio. Somente nossa mobilização pode barrar esse ataque.

06/06/2015 at 17:12 15 comentários

Enquanto os professores da rede estadual de ensino realizam a mais longa greve da educação paulista devido ao autoritarismo, arrogância e truculência do Governo Estadual, o Secretário Estadual da Educação anuncia mais um ataque à escola pública.

Hoje, no jornal O Estado de S. Paulo, ele dá informações sobre uma reforma do ensino médio, que vem sendo gestada em seus gabinetes, sem nenhum debate com a comunidade escolar e com a sociedade.

Suas ideias, mal-formuladas e mal explicadas, retomam a reforma do ensino médio que Rose Neubuaer quis impor e nós derrotamos na greve de 2000.

Você, professor e professora, que permanece nas escolas, enquanto preparam ataques deste porte contra a educação pública no Estado de São Paulo, não acha que está na hora de voltar para as ruas?

Numa primeira análise, ele quer esvaziar o currículo, deixando-o à livre escolha dos estudantes de segundo e terceiro anos e quer municipalizar o ensino médio. Vamos deixar?

O método que utiliza, dizendo que vai discutir seu projeto com o Conselho Estadual de Educação – que não tem representação dos profissionais da educação – é o mesmo que utilizou para impor as escolas de tempo integral, sem ouvir as comunidades escolares e a sociedade civil organizada.

Esse tipo de atitude do Secretário da Educação mostra seu desrespeito pelos professores e pelos estudantes, seu descompromisso com a qualidade do ensino e com a formação sólida de que nossos jovens precisam e merecem.

Queremos ensino médio de qualidade para os filhos e filhas da classe trabalhadora e não o seu rebaixamento.

Derrotamos a reforma do ensino médio de Rose Neubauer. Unidos, mobilizados e nas ruas, vamos derrotar a reforma do ensino médio de Herman Voorwald.

No dia 12 de junho, sexta-feira, às 14 horas, na Avenida Paulista, teremos Assembleia Estadual. Uma boa ocasião para darmos uma resposta contundente a mais esse ataque do Governo Estadual.

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

O Estadão em defesa do PSDB Sobre o Fundo de Greve

15 Comentários Add your own

  • 1. Cirlei Aparecida Ricci da Silva  |  06/06/2015 às 22:15

    Foi sempre assim o professor é sempre o ultimo a saber . Por isso que a educação está uma porcaria.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  14/06/2015 às 13:58

      Prezada professora Cirlei,
      Sim, estou plenamente de acordo com você. Tratam os professores como adversários.
      Bebel

      Responder
  • 3. Benedito  |  07/06/2015 às 23:51

    Presidenta, não há como fazer uma frente de parlamentares do PT e agregados assim como uma frente que englobe alguns intelectuais das universidades, OAB, e outros setores para fazer um pressão em cima do Alkimin para que abra negociações e atenda alguma coisa de nossa pauta/Penso que o Juiz souto maior da USP, integraria essa frente com prazer, assim como o Paolo Nossela da Universidade federal, ou um outro nome qualquer dos apresentados , para que inicie uma pressão para que aja uma saída honrosa dessa greve .

    Responder
    • 4. apeoesp  |  14/06/2015 às 13:53

      Prezado professor Benedito,
      Como sabe, a greve foi suspensa. Embora tenha simpatia pela proposta, ela não resolveria o problema, pois Alckmin ignorou intermediação do Presidente da Assembleia e outros membros de seu próprio partido, da Igreja etc.
      Bebel

      Responder
  • 5. DANIEL ANDREOTI  |  08/06/2015 às 19:00

    ISSO É UM ABSURDO…….
    A CADA DIA RECEBEMOS NOTICIAS PIORES .
    PARECE UM MILITARISMO ONDE TUDO É IMPOSTO E NADA DIALOGADO….
    NÃO SINTO NADA ALÉM DE NOJO….
    QUEREMOS LUTAR QUEREMOS ENFRENTAR MAS COMO???
    SÓ A APEOESP PARA NOS DAR UMA LUZ NO FIM DO TUNEL

    Responder
  • 6. Benedito  |  09/06/2015 às 00:08

    PARA OS COLEGAS AVALIAREM
    CAROS PROFESSORES GREVISTAS, 85 DIAS EM GREVE E MAIS UM MÊS DE SALÁRIOS CORTADOS.SABEMOS DA JUSTEZA DA NOSSA GREVE E SABEMOS DA INTRANSIGÊNCIA DO GOVERNADOR QUE FAZ DE TUDO PARA DERROTAR OS PROFESSORES E TAMBÉM SABEMOS DE NOSSOS ESFORÇOS EM FAZER ATIVIDADES DE FUNDO DE GREVE QUE MINIMIZEM O ESTRAGO QUE O GOVERNADOR FEZ COM NOSSAS VIDAS AO DESCONTAR NOSSOS SALÁRIOS.POR ISSO, PENSO QUE A APEOESP, RESPONSÁVEL QUE É,NESSA NOSSA LUTA, NÃO PODE NOS DEIXAR NA MÃO COM O PREJUÍZO DA GREVE IMPOSTO PELO GOVERNADOR ALKIMIN DO PSDB.NESSE SENTIDO, ESTOU PROPONDO QUE SE FAÇA TRÊS AÇÕES ALÉM DAS QUE JÁ ESTAMOS FAZENDO A FIM DE GARANTIR UMA FORMA DE AMENIZAR O ESTRAGO QUE O DESCONTO DE NOSSOS SALÁRIOS FEZ EM NOSSA VIDA FINANCEIRA, E QUE SEM DÚVIDA TAMBÉM REPERCUTI EM NOSSAS QUESTÕES PESSOAIS E FAMILIARES.
    PRIMEIRA; QUE A APEOESP,ORGANIZE OS PROFESSORES EM SUAS SUBSEDES, E FAÇA PROTESTO DIANTE DAS AGÊNCIAS DO BANCO DO BRASIL DENUNCIANDO QUE A MESMA FECHOU CRÉDITO AOS PROFESSORES QUE FIZERAM GREVE;
    SEGUNDO QUE A APEOESP EM SUAS REGIÕES E CIDADES BEM COMO SEDE CENTRAL, TENTE ESTABELECER UMA REUNIÃO COM OS RESPONSÁVEIS PELO BANCO DO BRASIL NO ESTADO, DENUNCIANDO ESSA PRÁTICA ILEGAL, ABUSIVA E REPRESSIVA DE NÃO QUERER EMPRESTAR OU FACILITAR QUE OS PROFESSORES CREDORES DO BANCO POSSAM SALDAR SUAS DÍVIDAS ATRAVÉS DE NEGOCIAÇÃO, DA DÍVIDA , OU UM NOVO EMPRÉSTIMO .UMA VEZ QUE PARECE QUE ESTÁ RECEBENDO ORDENS DO GOVERNADOR PARA IMPEDIR O NOSSO LIVRE DIREITO DE PEDIR EMPRÉSTIMO NAS AGÊNCIAS DO BANCO DO BRASIL E OUTRAS.
    TERCEIRO QUE A APEOESP, FAÇA UM CADASTRAMENTO ESTADUAL DOS PROFESSORES EM GREVE,OU QUE FICARAM EM GREVE E TIVERAM SEUS SALÁRIOS CORTADOS,QUE VEJA A POSSIBILIDADE DE SER AVALIADORA DE UM EMPRÉSTIMO GERAL,MEDIANTE RECURSOS PRÓPRIOS, OU TOMAR EMPRESTADO EM ALGUMA BANCO. AO QUAL O PROFESSOR DEVERÁ PAGAR MEDIANTE COM DESCONTO EM FOLHA

    Responder
    • 7. apeoesp  |  14/06/2015 às 13:50

      Prezado professor Benedito,
      Como sabe, a greve foi suspensa porque na prática já não existia. Estamos trabalhando junto a várias instituições de crédito para abrir linhas aos professores que estão sem salários. Os bancos impõem determinadas restrições e não está fácil. Continuamos tentando.
      Bebel

      Responder
  • 8. MARILENA  |  10/06/2015 às 02:26

    BEBEL… Bem lembrado a nossa situação com a Rose Neubuaer, temos que fazer o mesmo com este secretario que continua a tratar a educação como um simples fato acontecendo. Não podemos deixar que nossos jovens percam esses dois últimos de ensino básico , procurando ele copiar o sistema EUA que não funcionou.
    Vamos a luta. Hoje estive na Praça da República com nossos colegas que divulgam a situação da educação de SP aos que por lá passam. Nós lutamos e, 2000 e vencemos … a nossa luta nunca foi em vão….

    Responder
    • 9. apeoesp  |  14/06/2015 às 13:41

      Prezada professora Marilena,
      Também acho a mesma coisa. Vamos vencer, conscientizando nossos estudantes, os pais, nossos colegas e a sociedade.
      Bebel

      Responder
  • 10. Eduardo  |  10/06/2015 às 18:55

    Boa tarde Bebel,

    Parabéns pela luta, só acho que o sindicato deveria ampliar a campanha de conscientização das escolas do interior de SP. O governo só abrirá a negociação quanto pelo menos quase toda rede aderir a greve, caso contrário fica maquiando informações na mídia, dizendo que a greve é sem propósito e tal. Além disso para que reformar o Ensino Médio sem antes dar condições melhores de trabalho, e convivência escolar com os nossos aprendizes. No site da SEE é tudo muito bonito estampão fotos de projetos ” perfeitos” e coisa tal, mas na realidade sabemos que nada disso funciona no anos passados quando houve a greve e manifestações teve troca de secretário salvo engano duas vezes, esse secretário também é muito omisso, tem uma visão empresarial de administração, e sabemos que essa visão funciona no mundo dos negócios e não na Educação Brasileira não tem condições de reforma em Ensino Médio agora fico indignado mais um motivo para inventar gastos e nos levar na conversa. Onde está a outra chamada para o ano que vem? Estou ansioso para entrar pela “Porta da Frente” será que podemos acreditar que terá outra convocação ainda este ano?.

    Grato

    Responder
    • 11. apeoesp  |  14/06/2015 às 13:39

      Prezado professor Eduardo,
      Somente agora estou podendo responder sua mensagem. Já sabe que a greve foi suspensa, não é? Vamos continuar a luta de outras formas. Vamos tentar melhorar nosso trabalho em todas as regiões do estado.
      Você tem razão na sua caracterização deste Secretário. É isso mesmo.
      Quanto à terceira chamada do concurso, ocorrerá no segundo semestre. Fique atento.
      Bebel

      Responder
  • 12. Jac F Vel  |  12/06/2015 às 00:32

    Boa Noite!

    Sem condições, desde 27 de Março em greve eu e meus amigos voltaremos dia 15 de junho.

    Descaso com a educação por parte:

    01 – Governador (PSDB) —- Mentiroso que deu reajuste para ele mesmo no inicio do ano para compensar a inflação, deu aumento para outros setores e para o professor que pela lei a data base é março ele se quer anunciou o índice. É dissimulado, manipulador e truculento, engana a opinião publica com um falso bônus e no portal da transparência, corta salário dos professores e não quer acabar greve.

    02 – Mídia —— Omite fatos e é tendenciosa a favor do governo.

    03 – Justiça —— Cansa professores, pais e alunos e não julga logo a greve.

    04 – Alguns Colegas Professores——– São egoístas e só olham para o próprio umbigo não vem os desmandos e injustiças do governo (Salas superlotadas, não respeita a lei do piso e a data base do dissídio).

    05 – Pais e Alunos (Sociedade)—— Não se preocupam com a melhoria da educação, pais só pensam em depositar as crianças nas escolas, e as crianças não se interessam pela escola.

    Vou exonerar em breve e migrar para prefeitura, já tenho um cargo lá e vou fazer concurso para levar o outro.

    Valeu APEOESP ! mas infelizmente somos a minoria e os demais professores são cordeirinhos, vou continuar fazendo o trabalho junto a comunidade tentando libertar estas mentes e paciência.

    Att;

    Jac F Veloz

    Responder
    • 13. apeoesp  |  14/06/2015 às 13:33

      Prezado professor Jac,
      Lamento que pretenda deixar o Estado. Creio que justamente os lutadores deveriam permanecer e continuar lutando para que a situação mude. A luta é árdua, mas a história tem muitos exemplos de grandes lutas onde batalhas importantes foram perdidas para que outras batalhas, mais importantes ainda, pudessem ser ganhas. Pense nisso.
      Bebel

      Responder
    • 14. Kléber  |  14/06/2015 às 13:51

      É muito fácil criticar aqueles que não aderiram a greve. Professores que pensam no próprio umbigo já conhecem como funciona o sistema, você acha mesmo que vamos entrar em greve sem poder receber e ter o salário cortado? Inocente, greve composto por minoria não paga conta e nem comida, Não é você que paga o aluguel de minha casa e nem dos demais professores estaduais e nem os remédios dos meus pais que são idosos.

      Responder
  • 15. Fernando "IntensoFOX" Gaebler  |  12/06/2015 às 20:04

    Republicou isso em Fernando Gaebler.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,908,821 hits

%d blogueiros gostam disto: