Nota de repúdio aos ataques sexistas contra as mulheres

05/07/2015 at 21:46 4 comentários

O Conselho Estadual de Representantes da APEOESP, reunido em 04 de julho de 2015, vem a público expressar o veemente repúdio das professoras e professores estaduais de São Paulo aos ataques sexistas contra as mulheres brasileiras, especialmente, neste momento, aos adesivos ofensivos à Presidenta da República, Dilma Rousseff.

Infelizmente as ofensas contras as mulheres são recorrentes em nosso país e ocorrem em praticamente todos os ambientes sociais. Hoje, são reproduzidas em larga escala por meio das redes sociais. É preciso que toda a sociedade rejeite a atue contra atitudes misóginas que não raras vezes se transformam em agressões físicas e morais contra as mulheres.

Não podemos nos calar. Como educadoras e educadores, nosso papel é fundamental no sentido de trabalhar com nossas crianças e jovens para que incorporem valores éticos como o respeito ao outro e a convivência democrática, rejeitando toda forma de preconceito e discriminação.

Também no nosso meio o machismo está presente. Precisamos desenvolver entre nós ações formativas que promovam uma relação sempre respeitosa e construtiva, que não admita qualquer tipo de agressão ou ofensa às mulheres ou a qualquer pessoa.

São Paulo, 04 de julho de 2015.

Conselho Estadual de Representantes da APEOESP

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Cadê a proposta salarial? Matéria no Estadão online:

4 Comentários Add your own

  • 1. Valmir Fernandes  |  06/07/2015 às 18:35

    Bebel já que recebeu inúmeras críticas do Sr. Reinaldo Azevedo, que tal mostrar agora aquele que tanto a julgou, quem de fato mentiu sobre a data base, pois estamos na segunda semana de julho e nada!

    Responder
    • 2. apeoesp  |  11/07/2015 às 12:09

      Prezado professor Valmir,
      Não creio que este senhor mereça de mim tal atenção. Eu o estou processando pelas ofensas a mim e aos professores.
      Bebel

      Responder
  • 3. Luis Henrique  |  07/07/2015 às 02:47

    Já fiz neste espaço algumas críticas e acho que isso deve acontecer para que haja reflexão e crescimento. Entendo que passamos por momentos difíceis, e muitas vezes noto que a senhora leva muito pelo lado pessoal e é um pouco áspera. Entendo que não é fácil.
    Acabei de ler o informe nº 71. Gostei do posicionamento e dos encaminhamentos. Gostaria de sugerir que tais temas (maioridade penal, os ataques machistas etc) fossem discutidos nas escolas, num primeiro momento entre professores, pois existem muitas divergências pessoais, principalmente qto à questão da maioridade penal. Nós precisamos de momentos para isso, e não será em ATPC’s ou planejamentos. Precisamos de tempo para essas coisas nas escolas para atingir todos os educadores e não só alguns. Para que todos saibam o posicionamento da categoria e não apenas a opinião pessoal de cada um.
    Abraço.

    Responder
    • 4. apeoesp  |  11/07/2015 às 11:35

      Prezado professor Luis Henrique,
      A APEOESP está preparando uma cartilha e material pedagógico para que o tema da maioridade penal possa ser debatido entre professores e com os estudantes. Vamos pedir todos os espaços às escolas e criar outros. Há no site da APEOESP a gravação da webconferência que fizemos sobre este tema.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,911,308 hits

%d blogueiros gostam disto: