Novos ataques do Governo Alckmin contra os professores e o funcionalismo

04/08/2015 at 01:54 6 comentários

Tomamos conhecimento, na noite desta segunda-feira, 03 de agosto, de um conjunto de minutas de projetos e decretos do Governador restringindo ou extinguindo direitos dos professores e demais servidores públicos estaduais, entre eles a licença-prêmio.
Publicamos,abaixo, o conjunto dessas medidas, que serão analisadas pela diretoria do sindicato e pelo departamento jurídico da entidade. Essas análises serão remetidas às reuniões de representantes que ocorrem no dia 6 e,também, ao Conselho Estadual de Representantes que se reúne no dia 14/08, para que a categoria defina todas as formas de luta contra essas medidas.
Nós estamos em luta pelo atendimento de nossa pauta de reivindicações e não vamos admitir nenhum ataque aos nossos direitos.
Este governo truculento e autoritário não vai nos derrotar.
Clique nas imagens para ler.minuta 1minuta 2minuta 3minuta 4minuta 5minuta 6minuta 7minuta 8minuta 9minuta 10minuta 11minuta 12minuta 13minuta 14minuta 15minuta 16minuta 17minuta 18minuta 19minuta 20minuta 21minuta 22minuta 23minuta 24minuta 25minuta 26

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Sobre o concurso de remoção

6 Comentários Add your own

  • 1. Éder Mathias.  |  06/08/2015 às 02:48

    Não entendo o sindicato. Lutamos tanto para que não exista mais professores contratados e que o estado foque mais no concurso e quando isso acontece, sobre extinguir os cargos de OFAs, vocês acham ruins? Não estou entendendo a lógica.
    Com a extinção dos OFAs, todos os professores do concurso de 2013 que em suma são OFAs serão efetivados. Só que parece que vcs não estão querendo.
    Sem contar que ao invés de termos a tal provinha, teremos concurso. Repensem!

    Responder
    • 2. apeoesp  |  09/08/2015 às 12:15

      Prezado professor Éder,
      Vamos colocar os pingos nos is.
      É luta histórica da APEOESP concurso público para todas as disciplinas em todos os níveis.
      O concurso de PEB II, que abriu 59 mil vagas, foi resultado da nossa greve de 2013.
      Agora, sempre haverá necessidade de professores temporários, pois professores saem de licença durante o ano e outros se aposentam. Há necessidade de professores para essas eventualidades, mas nós lutamos para que sejam no máximo 5% a 10% do total e que haja concursos periodicamente. Não concordamos que haja 40%, 50% de professores não efetivos, como hoje.
      Portanto, sua conclusão de que a APEOESP não quer a efetivação dos concursados de 2013 não procede. De onde tirou essa ideia, se um dos pontos da nossa greve de 2015 é justamente a convocação de todos os concursados?
      Creio que você deve se informar melhor sobre as posições do nosso Sindicato sobre esse tema.
      Bebel

      Responder
  • 3. Prof° Oswaldo  |  06/08/2015 às 12:15

    Bom dia! Cada dia que passa esse governo se supera no que diz respeito a acabar com os direitos dos professores, ele não tem um pingo de vergonha na cara, está acabando de acabar com o pouco que resta pra nossa categoria! Um lixo completo! Agora gostaria de dar uma sugestão, ao invés de publicar no blog esses textos enormes com as leis e as decisões, seria melhor publicar apenas um link de acesso , pois fica muito ruim acessar o blog com tanta informação, isso melhoraria muito a navegação e o uso do blog! Obrigado!!

    Responder
    • 4. apeoesp  |  09/08/2015 às 12:03

      Prezado professor Oswaldo,
      Obrigada pela sugestão. Sempre que houver essa possibilidade, faremos como sugere.
      Bebel

      Responder
  • 5. Professor Alex  |  20/08/2015 às 10:43

    Em termos jurídicos o que a APEOESP irá fazer a respeito de todas essas medidas contra os professores? O governo pode tudo e sem consequências? Por favor nos esclareça. Grato.

    Responder
    • 6. apeoesp  |  22/08/2015 às 12:38

      Prezado professor Alex,
      Em termos jurídicos, só é possível agir quando essas medidas se concretizarem. Até lá a luta é política, para que não se concretizem. Quanto ao que já ocorre, a APEOESP age juridicamente em todos os casos em que cabem ações judiciais, mas nem sempre o entendimento da justiça é o nosso entendimento.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,803,953 hits

%d blogueiros gostam disto: