#todoscontraogolpe Em defesa da democracia

13/03/2016 at 14:50 20 comentários

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Entrevista ao blog de Paulo Henrique Amorim

20 Comentários Add your own

  • 1. Oswaldo Santos  |  13/03/2016 às 15:13

    Golpe quem aplicou foi o PT! Um verdadeiro estelionato eleitoral. Chega de PT!

    Responder
    • 2. apeoesp  |  13/03/2016 às 16:25

      Prezado professor Oswaldo,
      Vote em quem quiser. Golpe, não!

      Responder
    • 3. Keli Paixão  |  15/03/2016 às 11:46

      Concordo plenamente com o senhor!!!

      Responder
  • 4. Keli Paixão  |  13/03/2016 às 20:18

    Golpe?? Golpe é esse governo corrupto que está acabando com as esperanças do povo brasileiro!

    Responder
    • 5. apeoesp  |  20/03/2016 às 14:43

      Prezada professora Keli,
      Quando um grupo quer chegar ao poder sem passar por eleições, isto é golpe.
      Bebel

      Responder
  • 6. Flávio  |  13/03/2016 às 21:14

    Contra o Collor é legal, contra o PT é golpe?
    É por estas e outras que ninguém leva fé no sindicato.

    Responder
    • 7. apeoesp  |  20/03/2016 às 14:42

      Prezado professor Flávio,
      Porque contra Collor haviam acusações diretas, indícios e provas e não apenas depoimentos de bandidos que utilizam delação premiada para reduzir suas penas, sem nenhum tipo de prova.
      Também contra Collor as motivações eram crimes de responsabilidade, previstos na Constituição Federal, o que não ocorre agora, pois as “pedaladas fiscais” não são crimes e são praticadas por todos os governantes, de prefeitos a presidentes.
      A defesa da democracia deveria ser mais importante do que o afã de levar um grupo ao poder. Para isto existem eleições.
      Bebel

      Responder
      • 8. Prof. Toninho  |  21/03/2016 às 16:08

        O PT fez 100x pior do que o Collor…

  • 9. Keli Paixão  |  15/03/2016 às 11:45

    Engraçado, enviei um comentário e ele nem apareceu, pq será?

    Responder
    • 10. apeoesp  |  20/03/2016 às 14:39

      Prezada professora Keli,
      Não tenho tempo disponível para responder os comentários assim que são postados. Originalmente, este blog não era um espaço para perguntas e respostas. estou visualizando e responderei seu comentário neste momento.
      Bebel

      Responder
  • 11. Andre  |  19/03/2016 às 18:46

    Bebel. Sugestão, se for pra barrar chamada em maio, que ao menos faça como PEB1. Chamada em maio e posse no ano seguinte, mas dê condições do professor fazer a 2etapa do estágio probatório e os encontros presenciais para não desperdiçar muito o tempo.

    Responder
    • 12. apeoesp  |  20/03/2016 às 14:38

      Prezado professor André,
      A SEE informou que haverá chamada em maio, escolha e posse em 2016 e que estudam o ingresso apenas em 2017. Existem algum grupo querendo barrar esta chamada?
      Bebel

      Responder
  • 13. Julio  |  20/03/2016 às 00:22

    Professora Bebel, entendo as suas convicçoes, mas golpe foi a roubalheira promovida na Petrobrás, os amigos do Lula, que são muito caridosos, o que o Alckmin faz com os professores, enfim votar em quem? Ladrão não me representa.

    Responder
    • 14. apeoesp  |  20/03/2016 às 14:37

      Prezado professor Julio,
      A roubalheira na Petrobras vem desde 1997. Sou favorável a que seja feita toda a investigação possível, mas sem favorecimentos, sem seletividade e sem utilizá-la como pretexto para a derrubada de um governo legitimamente eleito. Nem mesmo o juiz Sérgio Moro tem autoridade para posar de moralista anticorrupção, pois recebe salários superiores a R$ 80 mil (o que é proibido por lei) e ganha salários como professor na Universidade Federal do Paraná. Todos os anos é processada e seu pares no poder judiciário livram a cara dele. Isto é apropriação indébita do dinheiro público. Isto também é corrupção. Devemos passar o país a limpo se destruí-lo. A luta contra a corrupção não pode ser instrumento para levar um grupo ao poder.
      Bebel

      Responder
      • 15. Heleonora  |  20/03/2016 às 23:23

        Professora Bebel, quem vai decidir se a eleição da presidente foi legítima é o TSE, porque lá tramitam três ações de fraude eleitoral em seu desfavor. Quanto a Petrobrás, fato é que seu patrimônio foi dilapidado coincidentemente no período dos mandatos do PT. Mas é claro, tudo foi feito à revelia e sem o conhecimento dos presidentes, aliás, desde a época do mensalão na qual toda a cúpula do PT foi condenada. Acho grave imputar ao juiz da lava jato a prática de corrupção em razão do salário que ele recebe de forma lícita e declarada, por ser um profissional muito bem preparado e por ter restituído, até o momento, quase três bilhões aos cofres públicos, dinheiro desviado pela corrupção do governo do PT. A comparação feita pela senhora é um impropério e ofende quem presa pela honestidade. Corruptos e pessoas que se manifestam em dia de semana, em hora de expediente e mediante pagamento não me representam. Contra fatos não há argumentos, mas sim complacência.

      • 16. apeoesp  |  25/03/2016 às 16:00

        Prezada professora Heleonora,
        Para debater qualquer assunto, informação é fundamental e não deve ser obtida em apenas uma fonte.
        A quadrilha que roubava a Petrobras agia desde 1997, quase seis anos antes da entrada do PT no governo. Continuou agindo e seus operadores enriqueceram, ao mesmo tempo em que beneficiavam empresas e partidos. Muitos partidos. Inclusive o PSDB e Fernando Henrique Cardoso, contra quem pesa a acusação de ter recebido U$ 100 mil. O que é que questionável é porque somente alguns partidos são investigados e outros não. Por que algumas pessoas são presas e outras não? Os delatores que citam uns, citam outros também. Democracia pode funcionar desta forma? A senhora acha correto?
        Acaba de ser divulgada a lista da Odebretch com mais de 200 nomes de políticos. Alguns falam em mais de 300. Estão lá todos os políticos mais famosos do país, de todos os partidos. Lula não está. Dilma não está. Essa lista foi colocada em segredo de justiça, mas outras não. A senhora não acham esquisito isto? Democracia não pode funcionar com dois pesos e duas medidas.
        Todos os corruptos devem ser punidos. Todos. O que nos interessa aqui é a defesa do funcionamento democrático do Estado brasileiro. Não se pode prender pessoas para depois procurar as provas, a não ser em flagrante. Mas há dezenas de pessoas presas, inclusive mulheres doentes, para que sejam pressionadas a delatar outras pessoas. Que valor tem essas delações, obtidas dessa forma? Se fosse com um parente seu, a senhora consideraria que esta é a forma correta de agir?
        Não vou convencê-la, eu sei. Mas quero que pondere o seguinte: para destruir pessoas de quem não gostamos, vale a pena destruir também a democracia?
        Bebel

  • 17. Rosângela Belia  |  20/03/2016 às 19:09

    São por essas razões que a Educação jamais avançará em qualquer quesito positivo, por mais legitima que seja sua convicção.
    É lamentável ver um sindicato, que devia lutar pela transparência, deixar claro sua preferência partidária quando deveria ser antes de tudo antipartidária e lutar veemente contra a corrupção, que aos meus olhos está estampada vergonhosamente no PT e outros partidos.
    A face da nossa categoria está diretamente ligada aos meios que os sindicatos usam para “conseguir” alguma melhora, que ao nosso ver, infelizmente só vem alcançando derrotas.
    O sindicato deveria ser um dos primeiros a questionar junto ao povo brasileiro as consequências para o futuro do nosso país dessa roubalheira que me faz ter vergonha de ser brasileira.

    Responder
    • 18. apeoesp  |  25/03/2016 às 16:09

      Prezada professora Rosângela,
      Não demonstramos preferência partidária alguma. Lutamos para que a Constituição brasileira e as leis sejam respeitadas e não usadas para punir apenas um grupo.
      Que todos os corruptos sejam processados e presos e que a democracia não seja destruída para atacar inimigos políticos.
      Se aceitarmos isto agora, aceitaremos amanhã que considerem crimes manifestações e greves e que nos proíbam de lutar.
      Bebel

      Responder
  • 19. Keli  |  20/03/2016 às 20:44

    Prezada Bebel, golpe é o que muitos dos filiados do sindicato sofreram, ao ver em uma manifestação PARTIDÁRIA balões do sindicato e apoio explicito a determinado partido, estou me desfiliando desse sindicato após vários anos, isso foi o fim, não sou eleitora do PSDB, e não quero como a senhora costuma dizer “levar um grupo ao poder”, mas com certeza também não compactuo com o que esta ocorrendo no país, e não acho justo que o sindicato que representa a minha categoria faça isso. Decepcionada com suas atitudes.

    Responder
    • 20. apeoesp  |  25/03/2016 às 16:07

      Prezada professora Keli,
      A APEOESP não dá apoio a partido algum. A APEOESP lutou pela anistia contra a ditadura militar, lutou pelas diretas já, lutou e luta pelos direitos dos professores e dos trabalhadores, lutou e luta pela democracia e contra injustiças.
      Não concordamos com prisões arbitrárias, onde primeiro se prende e depois se procuram as provas. Não concordamos com perseguições políticas, onde alguns são processados e presos e outros, igualmente citados, não são incomodados.
      Não concordamos que se divulgue no jornal nacional gravações da Presidenta da República. Se estivéssemos nos Estados Unidos, na França ou na Rússia os responsáveis estariam presos.
      Fico decepcionada eu, com pessoas que por não gostarem deste ou daquele partido, deste ou daquele político, concordem com o autoritarismo e com a destruição da democracia tão duramente conquistada. Para que serve uma Constituição se juízes e promotores se comportam como justiceiros e a não a respeitam.
      Acho que você deveria se decepcionar com o sindicato da sua categoria se ele ficasse inerte, assistindo a tudo isso sem reagir.
      A esse propósito, reproduzo novamente o poema A indiferença, de Bertold Bretch, que diz:
      Primeiro levaram os comunistas,
      Mas eu não me importei
      Porque não era nada comigo.

      Em seguida levaram alguns operários,
      Mas a mim não me afectou
      Porque eu não sou operário.

      Depois prenderam os sindicalistas,
      Mas eu não me incomodei
      Porque nunca fui sindicalista.

      Logo a seguir chegou a vez
      De alguns padres, mas como
      Nunca fui religioso, também não liguei.

      Agora levaram-me a mim
      E quando percebi,
      Já era tarde.

      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,805,200 hits

%d blogueiros gostam disto: