Na luta pela democracia, pelos direitos da nossa categoria e em defesa da escola pública.

18/03/2016 at 15:50 25 comentários

informa urgente 170316Informa urgente 1703161

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Conferência Popular de Educação Este é resultado do massacre diário do Governo Estadual contra os professores.

25 Comentários Add your own

  • 1. Rubens  |  19/03/2016 às 15:13

    Olá Bebel, boa tarde. Parabenizo a APEOSP pelo brilhante trabalho quem vem desenvolvendo no intuito de querer o melhor ao magistério e a seus associados. Fico perplexo ao ler colegas contra o aumento linear (possível) a todos do que apenas o bônus que é dado uma vez/ano, enfim, cada um pensa de um modo, o que é lindo em uma democracia. Gostei muito da decisão da CONFERÊNCIA POPULAR no tocante ao MEMORIAL/PROMOÇÃO DE MÉRITO. Sempre defendi essa bandeira que o certo seria e deveria ser o memorial e não a prova de mérito. Assim sendo Bebel, gostaria de saber quando será levado ao conhecimento do secretário/governador pois, me parece que já temos uma resolução a esse respeito não? Gostaria também de saber se esse ano haverá a prova de mérito pois, rumores dizem que não haverá. Poedria nos posicionar? Obrigado e mais uma vez parabéns pela luta.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  20/03/2016 às 14:59

      Prezado professor Rubens,
      Obrigada.
      Sim, existem um decreto e uma resolução sobre a promoção, incluindo o memorial, mas há problemas de redação, mas o governador não assina o novo decreto, que já está em seu poder. de toda forma, o memorial já existe legalmente, mas precisa ser regulamentado e operacionalizado. Esta questão começou a ser debatida com a SEE.
      Bebel

      Responder
  • 3. Laura  |  19/03/2016 às 18:01

    Bebel,vamos intensificar mais para que seja dada Estabilidade aos professores categoria O,com aulas atribuidas,como foi realizado em 2007 quando se criou a categoria F.Poderia ser colocado ou acertado em uma conversa com o Secretário ,pois esses professores não possuem direito algum e o governo não libera novas contratações.Então vamos utilizar esse argumento,já que não tem novas contratações .vamos segurar esses professores na rede.Estabilidade já para categoria O que está na rede!!!Até,continuaremos nossa luta!

    Responder
    • 4. apeoesp  |  20/03/2016 às 14:56

      Prezada professora Laura,
      Nossa luta é pelo ingresso por concurso público, como dezenas de milhares de professores que hoje estão na rede fizeram. O ocorrido em 2007 foi uma situação excepcional, pois Serra queria deixar 80 mil professores fora do sistema de previdência.
      Estamos lutando por um sistema digno de contratação de professores temporários, que precisam existir para as substituições, mas sem que ultrapassem 10% do total.
      Bebel

      Responder
  • 5. apeoesp  |  20/03/2016 às 14:22

    Prezado professor Lucas,
    Vou levar o questionamento. Porém, a resposta da SEE tem sido a mesma que lhe foi transmitida. Ingressamos na justiça e não vencemos. O caminho indicado são ações individuais, quando se sentir prejudicado.
    Bebel

    Responder
  • 6. Rodrigo  |  20/03/2016 às 15:42

    Olá Bebel, concordo com o seu posicionamento recente ao bônus, realmente é injusto, mas compreendo os colegas, pois também é injusto propor a mudança para esse ano. Afinal, muitos de nós já estão contando com esse recurso para este ano. Para que não haja maior divisão da classes, que a própria instituição do bônus prometeu, entendendo que as mudanças, propostas pelo sindicato sejam instituídas no ano que vem. Mudar as regras de algo tão polêmico, tão próximo de sua realização, traria mais polêmica e divisão para a categoria do que a própria “invenção” do bônus. Peço por gentileza que considere o clamor da maioria dos professores. Estou em contado diário com os colegas, por isso sei do que estou te reportando. Obrigado por sua luta!

    Responder
    • 7. apeoesp  |  25/03/2016 às 15:02

      Prezado professor Rodrigo,
      Queremos mudar as regras do jogo; não concordamos com elas. Nunca concordamos. Desde que surgiu o bônus. Se o Estado tiver recursos para pagar bônus, que pague, mas queremos reajuste salarial para todos. É inaceitável termos que abrir mão de reajuste para que o Governo pague bônus. No ano passado fizemos 92 dias de greve, não houve reajuste salarial e houve bônus. As pessoas ficaram satisfeitas? É isto que estão propondo novamente para este ano? É simples: quem não quer que o bônus seja transformado em salário deve comparecer em peso na assembleia do dia 8 de abril, às 14 horas, na Praça Roosevelt e lá votar contra. Quem vai definir o que será feito é a maioria.
      Bebel

      Responder
  • 8. Ana  |  20/03/2016 às 16:48

    Prezada Profª Bebel,

    Professor categoria O com prorrogação de exercício que ainda não conseguiu aula, corre o risco de encerramento do contrato? Existe um prazo? Agradeço o espaço.

    Responder
    • 9. apeoesp  |  25/03/2016 às 14:57

      Prezada professora Ana,
      Sim, o contrato atualmente tem duração de três anos. Informe-se melhor pelo telefone 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 10. Ana  |  20/03/2016 às 16:54

    Prezada Profª Bebel,

    Sou professora categoria O com prorrogação de contrato, ainda não consegui aula e possuo uma ação pela APEOESP de mudança de categoria, existe um prazo para ter aulas e continuar como socia e aguardar o processo? Agradeço o espaço.

    Responder
    • 11. apeoesp  |  25/03/2016 às 14:56

      Prezada professora Ana,
      Você pode permanecer até um ano, ou pode ainda permanecer pagando para manter o vínculo. Por favor, procure a subsede da APEOESP e informe-se melhor.
      Bebel

      Responder
  • 12. Rosângela  |  20/03/2016 às 19:11

    São por essas razões que a Educação jamais avançará em qualquer quesito positivo, por mais legitima que seja sua convicção.
    É lamentável ver um sindicato, que devia lutar pela transparência, deixar claro sua preferência partidária quando deveria ser antes de tudo antipartidária e lutar veemente contra a corrupção, que aos meus olhos está estampada vergonhosamente no PT e outros partidos.
    A face da nossa categoria está diretamente ligada aos meios que os sindicatos usam para “conseguir” alguma melhora, que ao nosso ver, infelizmente só vem alcançando derrotas.
    O sindicato deveria ser um dos primeiros a questionar junto ao povo brasileiro as consequências para o futuro do nosso país dessa roubalheira que me faz ter vergonha de ser brasileira.

    Responder
    • 13. apeoesp  |  25/03/2016 às 14:55

      Prezada professora Rosângela,
      Lutamos contra arbitrariedades e pela democracia, como você também deveria lutar. Onde está demonstrada alguma preferência partidária? Suas posições são individuais, as do sindicato são tomadas coletivamente na diretoria, no conselho estadual de representantes, nas assembleias, nos congressos.
      Se lutarmos por melhoria no seu salário, estamos tomando posição partidária, já que o governo é do PSDB e estaremos lutando contra ele? Não defendemos partidos, defendemos valores e defendemos a democracia para que possamos continuar lutando pela nossa categoria. Se houve roubos, que sejam provados e seus culpados punidos. Não podemos concordar é que se saia prendendo pessoas, independente de provas, sem flagrante, para obrigá-las a confessar e a delatar. Isto é método da idade média e não gostaríamos que acontecesse com um filho ou parente nosso. Se for assim, qualquer desconfiança pode levar qualquer pessoa para a cadeia. Não estamos defendendo corruptos, estamos defendendo os direitos previstos na Constituição Federal para que qualquer um de nós não seja vítima de juízes ditadores que acham que podem tudo, independente da lei. Se dizer que apenas uns estão sendo punidos e outros não.
      Você quer um país assim, onde ninguém se sinta seguro? Queremos liberdade para lutar e reivindicar, sem que amanhã nos tranquem na cadeia por suspeita disso ou daquilo porque alguém ouviu dizer ou simplesmente falou. O Estado de Direito estabelece regras para proteger o cidadão e deve ser respeitado. Quando a culpa for provada, aí sim, prende-se o cidadão.
      Outro absurdo que não aceitamos é a execração pública por meio da divulgação de gravações selecionadas. Que autoridade tem um juiz para fazer isso? Divulgar material que é parte de investigação, muitas vezes sigilosa.
      Se você concorda com esses desmandos todos, só tenha a lamentar.
      Bebel

      Responder
      • 14. rosângela  |  28/03/2016 às 21:57

        Não lamente, por mim e nem pelos milhões de brasileiros que lutam por transparência no governo ou em qualquer entidade pública ou não, que infelizmente vem acumulando desmandos políticos de natureza extremamente duvidosa e desrespeitosa com qualquer brasileiro.
        Por mais provas que venham a esclarecer o que está ocorrendo, isso independe da posição enquanto sindicato, que em suas palavras deveria deixar extremamente claro que luta principalmente contra a corrupção ou qualquer situação que fere os direitos de saber a verdade de qualquer cidadão.
        Quanto as gravações que foram divulgadas, para mim e para milhões de brasileiros foi de natureza legítima, ou o sindicato concorda que só porque é presidente da república ou político com foro deve-se ter privilégios?, Então onde está a democracia?
        Mas não sãos as questões de investigação ou não que estou pautando e sim a posição do sindicato quando enverga para tal situação enquanto deveria no minimo defender veemente a transparência para nós brasileiros.
        Att.

  • 15. Laura  |  22/03/2016 às 03:02

    Olá Bebel,me desculpe mas acompanho as lutas ,estou em todas a greves ,em um comentário acima sugeri que estabiliza se a categoria O,como foi feito em 2007 para categoria F.Vc disse que o sindocato luta pelo concuro publico.Porém nesse ultimo muitos colegas não conseguiram a pontuação,pois através da curva ,muitos acertaram mais do que precisava,mais a curva foi alta.Em nossas LUTAS ,ainda não coneguimos quase nada para categoria O,nem ao menos o servidor.Creio que esses servidores deveriam sim ser estabilizados,passar para CATEGORIA F-e assim resolvermos ao menos 1 por cento do problema!!!

    Responder
    • 16. apeoesp  |  25/03/2016 às 14:46

      Prezada professora Laura,
      A situação de 2007 foi excepcional, devido à criação da SPPREV e ameaça de demissão de 80 mil professores ACTs na época. Se passarmos a defender estabilidade para professores da categoria O, que não conseguiram classificação no concurso, com toda razão todos os que até hoje necessitaram ser aprovados em concursos para adquirir estabilidade (e todos os remanescentes que aguardam ser chamados) ficarão revoltados conosco.
      A saída é uma contratação digna para professores temporários, necessários para substituições na rede, e não condições em que são hoje contratados.
      Bebel

      Responder
  • 17. Diego  |  23/03/2016 às 17:12

    Bebel, será que até o dia 28 teremos alguma notícia sobre o aumento no salário referente a prova do mérito e também o bônus? agradecido

    Responder
    • 18. apeoesp  |  25/03/2016 às 14:42

      Prezado professor Diego,
      É o que esperamos. Estaremos lá para cobrar isto.
      Bebel

      Responder
  • 19. Prof. Clóvis  |  23/03/2016 às 20:26

    São 17h, acabei de chegar da ALESP onde fui participar da Audiência Pública marcada para hoje. Antes de me dirigir para a Assembleia Legislativa passei pela Subsede Sudeste Centro (14h) onde comentei que estava me dirigindo para a audiência, o coordenador da mesma disse que não poderia ir naquele momento e que tentaria passar por lá mais tarde. Cheguei na Alesp e não encontrei nada de audiência, alguns alunos também andavam pelos corredores. O que aconteceu e qual o motivo do cancelamento não ter sido divulgado, pelo menos, para os REs? Alguém está de brincadeira, eu não estou.

    Responder
    • 20. apeoesp  |  25/03/2016 às 14:41

      Prezado professor Clóvis,
      Lamento o ocorrido. A audiência pública não se realizou porque a Mesa Diretora da ALESP não a convocou devidamente (sequer entrou na agenda oficial) e não haveria deputados na Casa para fazer a discussão sobre educação, como deveria ser feita. Conovocamos todos para as 13 horas. No horário da audiência estávamos na frente da ALESP, na rampa do lado do quartel do II Exército. Saímos de lá rumo à avenida Paulista por volta das 14h20, sob chuva, em caminhada de protesto pelo descaso da ALESP para com a educação, questão da merenda etc.
      Mesmo em dúvida se haveria ou não a audiência, não cancelamos a chamada, pois o mínimo que poderíamos fazer é não deixar passar em branco esse tipo de atitude da Mesa Diretora da ALESP, cujo presidente tem seu nome envolvido.
      Na terça-feira vou novamente à ALESP para o agendamento de nova audiência, desta vez convocada da forma como deve ser feita.
      Sinto muito pelo desencontro.
      Bebel

      Responder
  • 21. Rita  |  24/03/2016 às 23:54

    Prezada Bebel, a SEE confirmou a nova reunião com a APEOESP agendada para o dia 28/03?!

    Responder
    • 22. apeoesp  |  25/03/2016 às 14:35

      Prezada professora Rita,
      Sim. Confirmou.
      Bebel

      Responder
  • 23. Rosimar  |  30/03/2016 às 01:34

    Olá Bebel, em relação ao 1/3 de férias que não foi pago aos professores que fizeram greve o que SEE diz a respeito, inclusive já fiz toda a reposição e até a data de hoje não recebi .
    Obrigada

    Responder
    • 24. apeoesp  |  03/04/2016 às 15:47

      Prezada professora Rosimar,
      Levamos novamente o caso à SEE. Esperamos ter uma resposta na terça-feira, ou ingressaremos na justiça.
      Bebel

      Responder
  • 25. apeoesp  |  07/01/2017 às 11:20

    Prezado professor Lucas,
    Já solicitamos e a resposta foi semelhante. Em relação à jornada reduzida, já ingressamos até mesmo com ação judicial, mas a orientação do tribunal é para que cada professor, sentindo-se prejudicado, ingresse com ação individual. Se for associado da APEOESP, oriente-se melhor pelo telefone 11.33506214.
    Bebel

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,910,555 hits

%d blogueiros gostam disto: