06/04/2016 at 02:19 37 comentários

Informa urgente 19161
Informa urgente 19162

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Assembleia decidiu: professores estão em estado de greve.

37 Comentários Add your own

  • 1. Edna Santana  |  06/04/2016 às 21:49

    Parabéns Bebel e apeoesp!! Conseguiram manobrar junto com o governo a protelação da 3 chamada!! E já até sei suas respostas, elas são previsíveis! Pela primeira vez, em muitos anos de Estado vejo duas remoções para uma chamada e o sindicato concordar com isso! Aliás, concordam no que lhes convém! Parabéns por proteger os profs que não passaram, do desemprego! Enquanto quem passou e tem direitos, se humilha DESEMPREGADO esperando convocação. Depois dessa, não precisa se preocupar mais com meus comentários, pois não tenho mais nada a fazer aqui. Não ameaço sair,como você comentou, já me desfiliei, junto com minha familia de profs, que pagavam há mais de 20 anos! E espere mais desfiliações. Mais uma vez, parabéns, não é a toa, que você não sai do poder há tanto tempo! Muito parecida com a situação do PSDB no governo. “Meras coincidências”.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  09/04/2016 às 15:18

      Prezada professora Edna,
      Manobrar juntos? A APEOESP tem entre suas reivindicações a convocação de todos os concursados, mas a APEOESP defende toda a categoria e não aceita ingresso no meio do ano. Não aceitamos nada que provoque desemprego de professores que participaram regularmente da atribuição de aulas. Seja a chamada em maio, julho ou outubro, nossa posição será sempre a mesma.
      Bebel

      Responder
  • 3. Prof. Clóvis  |  06/04/2016 às 21:56

    Sem nenhuma proposta concreta de reposição salarial e avanço na questão da meta 17 fica difícil continuar em negociação, é necessário outras formas de luta. Vamos ver se a turma do “bônus”
    vai para a assembleia.

    Responder
    • 4. apeoesp  |  09/04/2016 às 15:15

      Prezado professor Clóvis,
      A assembleia aprovou estado de greve e nova assembleia para 29/04. Veja mais informações no post que publiquei.
      Bebel

      Responder
  • 5. Sidnei Jose  |  07/04/2016 às 00:34

    Olá, como foi discutido em reunião a questão da Língua Espanhola e que sabemos que devido as formas “injustas” de formação de turmas estas quase não existem. De acordo com a Lei o Espanhol deveria estar na grade, gostaria de saber até que ponto está sendo discutido a implantação da disciplina de fato.

    Responder
    • 6. apeoesp  |  09/04/2016 às 15:14

      Prezado professor Sdinei,
      Sim, cobramos isto da Secretaria. O que foi dito é que a disciplina é opcional para o estudante e que a SEE está fazendo o levantamento das aulas para compor os cargos e oferecer na próxima chamada do concurso. Vamos insistir para que a disciplina será de fato parte da composição curricular.
      Bebel

      Responder
  • 7. Roberta  |  07/04/2016 às 09:45

    E a questao horrorosa da licenca saude? Levar faltas justificadas e o pagamento descontado? Se voce simplesmente faltar no trwbalho tem direito a uma falta justificada. Se vc faltar por motivo de doenca – injustificada. O que que e isso? Porque as coisas nao se resolvem? Isso e um absurdo!
    Na gestao do ex secretario com as pericias feitas pela secretaria da educacao, que nao consigo entender ate agora como isso pode ser feito o plano diabolico era negar todas as licencas.
    Paginas e mais paginas no diario oficial de licencas negadas.
    Isso e abuso de poder. Isso e assedio moral em cima de quem esta doente.
    Isso e tentativa de fazer os funcionarios trabalharem doente.
    Voces nao vao acionar o ministerio publico?
    Absurdo.

    Responder
    • 8. apeoesp  |  09/04/2016 às 15:13

      Prezada professora Roberta,
      Já ingressamos com ação judicial. O juiz negou a liminar, mas o processo está correndo. Deu prazo ao governo para se manifestar e este prazo esgotou-se. Agora o juiz deve proferir a sentença, que acreditamos será a nossa favor.
      No processo de mobilização aprovado ontem na nossa assembleia, vamos realizar em data que iremos agendar atos em frente ao DPME e à Secretaria da Saúde para exigir a revogação da decisão do Governo de colocar como injustificadas faltas de professores e professoras doentes que aguardam perícia e publicação de suas licenças médicas. Não aceitamos este ataque desumano contra a nossa categoria.
      Bebel

      Responder
  • 9. ricardo  |  07/04/2016 às 18:44

    Po Apeoesp ajuda ai, 3ª chamada do concurso peb2 so depois da remoção? Estamos perdidos aqui no interior, quase não tem vagas e ainda vai ser preenchida na remoção, é a 2ª remoção antes da 3 chamada.

    Responder
    • 10. apeoesp  |  09/04/2016 às 15:10

      Prezado professor Ricardo,
      Sim, esta é a decisão da SEE. Ainda que fosse antes (solicitamos antecipar para o primeiro semestre ou no máximo julho) o ingresso somente se dará em janeiro de 2017.
      Bebel

      Responder
      • 11. Marcel  |  09/04/2016 às 16:07

        E eles aceitaram a antecipação, mesmo para que o exercício seja para 2017?
        Os professores do interior estão sendo prejudicados. Enquanto professores com pontuações ridículas estão sendo efetivados na capital, aqui no interior, quem merecia estar efetivado e que fizeram pontuação melhores ficam na espera da sorte. Vagas que sobraram da remoção serão preenchidas por outra remoção. INJUSTO!

      • 12. apeoesp  |  09/04/2016 às 16:39

        Prezado professor Marcel,
        Não aceitaram. No momento, nenhum professor está sendo efetivado. Em concursos anteriores, havia muita reclamação por ser estadual e professores terem que escolher longe de suas regiões. Agora, há reclamação por ser regionalizado. Trata-se aparentemente de um problema sem solução.
        Bebel

  • 13. Prof cansado  |  08/04/2016 às 00:23

    Sra. Presidente, cadê a aprovação da Jornada, incrível como as coisas deixam de ter importância nesse sindicado. É muita demanda, atira pra todo lado e não consegue nada, só lamento.

    Responder
    • 14. apeoesp  |  09/04/2016 às 14:45

      Prezado professor Julio Sasaki,
      Acho que a forma como se faz uma pergunta não demonstra muita vontade de ter uma resposta e sim o desejo de fazer um ataque. O senhor já fez essa pergunta ao Governo do Estado de São Paulo? É ele que está errado e não nós. Nós estamos lutando judicialmente para que ele cumpra a jornada do piso.
      Como já informamos, o processo judicial encontra-se no Supremo Tribunal Federal. Creio que não deve ser difícil para nenhum cidadão entender que face à atual situação do país, com todos esses processos criminais da corrupção, processo de impeachment e outros processos envolvendo toda a política nacional no STF, que o nosso processo, ao lado de centenas de outros, não esteja na ordem de prioridade do Tribunal.
      O Sindicato, acredite, não tem poder para obrigar o STF a julgar o nosso caso de imediato. Aliás, qualquer interferência neste sentido poderá ser prejudicial e não benéfica.
      Quanto a atirar para todo lado, desculpe-me, o que o senhor propõe? Ficar sem reajuste? Deixar todos os ataques passarem em brancas nuvens? Isto não faremos mesmo. Não cobre do sindicato o atendimento das reivindicações, cobre do Governo.
      Bebel

      Responder
  • 15. Rosângela  |  08/04/2016 às 14:14

    A PLP 257/2016 é só mais um resultado de toda corrupção que encarnou na política brasileira. E quem paga o preço? Nós, população. Além disso, ainda tem a questão da licença saúde, que enquanto não publicar no D.O, até a digitação do BFE o professor leva injustificada. Agora, não temos direito de ficar doentes, muito menos adquirir direitos quanto a carreira. Falo isso, não preciso de licença, mas porque tem muitos colegas que dela necessitam.
    Me pergunto, o que o sindicato está fazendo para que essas ridículas manobras às escuras do governo sejam bloqueadas, uma vez que nem em uma simples assembléia, como a de hoje, não se consegue aderir o mínimo de professores, e enfatizo, não por culpa destes e sim por anos e anos de descontentamento com um sindicato que mais parece lutar a favor do governo do que daqueles que contribuem com sua entidade.
    O professor, assim como o povo brasileiro desacreditou que haja possibilidade de se fazer justiça a favor daqueles que trabalham dignamente, pois parece-nos que a justiça está contra nós, e isso é claramente articulado em todos os canais de proliferação dessa insana política em nosso país.
    Me pergunto ainda o que o nosso sindicato tem de diferente dos outros, como metalúrgicos, papeleiros, e até a SIMPEEM ou APROFEM da Educação Municipal de SP, que antes de qualquer greve, com negociações, conseguem aumentos e outros benefícios, além de que, os aumentos são anuais e não “quinquenais” como o nosso, e isso ainda se sairmos no lucro. Não consigo ver nada de concretamente diferente a não ser na maneira de agir e negociar.
    Estamos fadados ao declínio, e infelizmente sem nenhuma esperança de encontrarmos uma curva que nos impulsionará a uma possível e pequena subida.
    Att.

    Responder
    • 16. apeoesp  |  09/04/2016 às 14:35

      Prezada professora Rosângela,
      Sinto dizer, mas a diferença não está no sindicato e sim no governo. Negociações ocorrem quando existe governo disposto a negociar. A crise atinge a todos, mas alguns negociam, encontram soluções, dão prioridade para a educação e, mesmo quando chegam ao ponto em que gostaríamos que chegassem, aceitam oferecer algo que a categoria possa aceitar. Nas categorias que trabalham para a iniciativa privada o mesmo ocorre. Há patrões que negociam e outros que não negociam. Aí entra o papel do sindicato, convocando mobilizações e greves para forçar a negociação. Mas o sindicato não faz a greve, quem faz a greve são os professores.
      O governo do Estado de São Paulo, não negocia. Não tenha a ilusão de que uma conversa do sindicato, por melhor que seja, resulte em reajuste. No ano passado, as demais entidades da educação optaram por não fazer a greve, iludidas de que conversas com o Governador resolveriam o problema? O que conseguiram? Nada. Nós temos a consciência tranquila: não caímos nesse conto e fomos à luta. E vamos de novo quantas vezes forem necessárias.
      Bebel

      Responder
      • 17. Rosângela  |  09/04/2016 às 14:51

        Não senhora Bebel, isso não é ilusão é uma realidade cruel, mas nítida aos olhos dos professores que são os únicos prejudicados. Greve quem faz são os professores mesmo, e me responda para quê? Para ficar esgotadamente repondo sábados e mais sábados por acreditar em um sindicato que não faz nada por nós. No ano passado entramos em greve e o que ganhamos? Nada, somente sábados a repor. Não adianta se iludir e jogar a bola somente a nós professores, temos um sindicato para quê? Para enfeite?
        Ontem quando te vimos ao lado do Lula na Globo, foi desolador. Ver um sindicato que deveria ter seu tempo disponibilizado para a luta da categoria sendo manifestado em rede nacional sua posição política. Acreditamos que independente da sua posição política, em nenhum momento deveria manifestar-se por meio do NOSSO sindicato que apóia ou não isso que falsamente chamam de golpe, e se é golpe ou não, não cabe ao sindicato se manifestar. Ou você esqueceu insanamente que nosso sindicato não é político?
        Devemos manter nossa vertente de luta a nossa categoria e o que vemos é um empenho terrível desse sindicato em ir a favor dessa patrulha política.
        Att.

      • 18. apeoesp  |  09/04/2016 às 15:04

        Prezada professora Rosângela,
        Vejo que chegou no ponto que você queria chegar. Não tem nada a ver com sindicato, com luta, com nada. Você tem posição política diferente da minha. É isso. O que deveria ser normal numa democracia, você transforma em um problema para me desqualificar e desqualificar a APEOESP.
        Engraçado você culpar o sindicato por ter lutado, por ter tentado conquistar algo para os professores e não culpar o Governo do Estado de São Paulo por ser intransigente, por não valorizar os professores, por não negociar, por não atender nossas reivindicações. A APEOESP luta pela categoria por meio de todos os espaços, inclusive em encontros como o de ontem, por meio das assembleias que realizamos, por meio das audiências públicas de que participamos na Assembleia Legislativa e outros. Você não comenta todas as atividades que realizamos, mas escolhe uma, por divergir, para fazer a crítica o sindicato.
        Bebel

      • 19. Rosângela  |  10/04/2016 às 12:21

        Vejo que interpreta as coisas conforme seu ponto de vista e principalmente quando lhe favorece. Se há alguma questão política é da parte do sindicato, não dos professores.
        Esperamos a única coisa que não temos em anos, empenho do sindicato em lutar por causas que estão a favor de docentes que trabalham em uma educação extremamente defasada. Gostaríamos de ,mais vitórias e o que temos são inúmeras derrotas. o governo em nada contribui, isso é nítido para quem como eu, está em sala de aula, aliás só estando em sala de aula para saber a dura e cruel realidade em que trabalhamos.
        Leia as reivindicações dos professores, as conheça, que talvez terá um novo olhar.
        Att.

  • 20. ricardo  |  08/04/2016 às 21:55

    Presidenta,estou ouvindo diversos comentários sobre a greve no 1º semestre.Gostaria apenas de expor um pensamento,não seria possível pensar em uma greve no segundo semestre, ano passado entrei de greve ,fiquei sem salario . Como sou categoria O ,perdi minhas aulas, e agora no começo do ano peguei aulas em Abril. Vou começar a regularizar minha situação agora,se entrar de greve volto ao vermelho mais uma vez ,queria muito participar do movimento mas não dá! E assim como eu muito professores não vão entrar justamente por isso.

    Responder
    • 21. apeoesp  |  09/04/2016 às 14:30

      Prezado professor Ricardo,
      A assembleia de sexta, dia 8, aprovou por unanimidade que estamos em estado de greve. A assembleia de 29/04 poderá decretar a greve. Os salários estão muito baixos e o governo recusa-se a negociar reajuste salarial. Então, creio que não será possível esperar até o segundo semestre para fazer este movimento, pois até lá as perdas salariais crescerão ainda mais.
      A greve não é uma escolha, mas uma necessidade. Se a maioria entender que não deve haver greve, ela não ocorrerá. Para isso, porém, as pessoas tem que vir à assembleia e não deixar que outros decidam por elas.
      Bebel

      Responder
  • 22. Alex do Prado Alonso  |  09/04/2016 às 00:32

    Boa noite! A Senhora questionada sobre a 3 chamada disse que já foi pautado , primeiro o que foi acertado e para finalizar qual é a certeza que terá está chamada pois ela vem sendo protelada dia a dia ! E só para corrigir a Senhora em uma outra postagem informou um professor que naquele momento questionou a Apeoesp sobre a 3 chamada e a resposta foi que houve duas chamadas, dando a entender que o professor não teve uma boa nota. Como presidente do maior sindicato paulista não tem conhecimento da forma do concurso que ocorreu de forma regional , no meu caso já teria entrado se tivesse optado por outra DE, dá a entender que o sindicato não está nem aí para a 3 chamada por tratar de professores que não foram bem aprovados, só que não procede. Independente da classificação fomos aprovados e queremos a 3 chamada ! A Apeoesp tem obrigação de lutar pela 3 chamada sim !

    Responder
    • 23. apeoesp  |  09/04/2016 às 14:27

      Prezado professor Alex,
      O que eu disse está escrito e não é nada do que você diz. Em primeiro lugar, houve concurso porque a APEOESP e os professores lutaram, fizeram uma greve de 33 dias em 2013 e negociaram com o governo a realização do concurso, pois havia naquele momento mais de 60 mil professores temporários, fora os professores da categoria F.
      Em segundo lugar, para quem, como você, diz que a APEOESP não se interessa pelas chamadas, está na nossa pauta de reivindicações a convocação de todos os concursados. Inclusiva na greve de 2015 este era um dos pontos da pauta.
      Em terceiro lugar, a classificação não é uma invenção minha e sim um dado da realidade. Milhares de professores melhor classificados já foram chamadas e são efetivos do Estado. Outros milhares serão chamados. Obviamente, os que tem notas melhores são chamados primeiro. Eu não dei a entender, isso é um dado da realidade.
      Por fim, a terceira chamada ocorrerá. De acordo com a SEE, que é quem toma as decisões e não a APEOESP, ela ocorrerá em outubro. Na última reunião reivindicamos que, pelo menos, pudesse ser realizada até julho ou agosto, mas a Secretaria respondeu que isto não será possível devido à necessidade de cumprimento de prazos legais.
      Bebel

      Responder
      • 24. Alex do Prado Alonso  |  09/04/2016 às 15:42

        Boa tarde ! Como foi mencionado a Apeoesp defende a 3 chamada então. Qual vai ser a posição para que ela ocorra em outubro sem protelação. O correto seria solicitar um documento por escrito estamos cansados de promessas. Com relação de ocorrer a remoção primeiro está correto, pois já houve a mesma não deveria ser primeiro o ingresso?

      • 25. apeoesp  |  09/04/2016 às 15:45

        Prezado professor Alex,
        Sim, tentamos antecipar para julho, mas a SEE disse que não será possível. Na segunda feira pediremos que anunciem por escrito que a chamada ocorrerá em outubro e as razões.
        Bebel

      • 26. carlos  |  09/04/2016 às 19:10

        Errado, tenho melhor pontuação do que muitos que já assumiram cargos em outras des! Não diga tanta besteira bebel

      • 27. apeoesp  |  10/04/2016 às 14:19

        Prezado professor Carlos,
        Eu não falo besterias, professor. O concurso é regionalizado. Não sabia disso quando se inscreveu? Quando era estadual, havia muitas queixas de professores que precisavam assumir aulas longe de casa, pois a lista era única. Como vê, em muitos casos não é possível atender a todos ao mesmo tempo e a vida não é como uma ciência exata.
        Bebel

  • 28. Raimundo  |  09/04/2016 às 13:08

    Vergonhosa esta assembléia do 08/04 . Estou com os alunos, este sindicato só pensa nos petralhas. Que tal fazermos uma enquete com os professores para ver o que os professores acham desta politica de protecionismo aos companheiros do PT.

    Responder
    • 29. apeoesp  |  09/04/2016 às 14:18

      Prezado professor Raimundo,
      Onde está a parte vergonhosa? A assembleia aprovou estado de greve, um calendário de mobilizações para conquistar reajuste salarial, melhores condições de trabalho e outras reivindicações, nova assembleia para 29/04, que poderá decretar a greve. Você discorda? Quais são suas propostas? Você está com os alunos, mas o que eles propõem? Aliás, que direito tem 30 estudantes de ir a uma assembleia de professores para bagunçar e atacar o sindicato? Você acha isso correto? Pois eu lamento profundamente.
      Bebel

      Responder
  • 30. PATRICK DE MACEDO  |  09/04/2016 às 14:38

    Olá,

    Sou estudante do curso de Letras-Licenciatura, e queria saber em qual semestre posso atuar como professor eventual? E a partir de qual posso participar da atribuição de aulas?

    Agradeço desde já!

    Responder
    • 31. apeoesp  |  09/04/2016 às 15:08

      Prezado professor Patrick,
      Novas contratações continuam suspensas pelo Governador. Ainda não há definição se serão reabertas.
      Bebel

      Responder
  • 32. Alex do Prado Alonso  |  11/04/2016 às 23:55

    Boa noite, Bebel na postagem anterior a Senhora disse que iria solicitar na segunda feira um documento ao secretário oficializando a 3 chamada. O documento foi concretizado ? Obrigado !

    Responder
    • 33. apeoesp  |  12/04/2016 às 20:26

      Prezado professor Alex,
      Ainda não recebemos o documento.
      Bebel

      Responder
  • 34. Alex do Prado Alonso  |  12/04/2016 às 00:01

    Boa noite! Bebel ficou acertado no post anterior que na segunda feira seria solicitado um documento oficializando a 3 chamada, o mesmo ocorreu ? Obrigado!

    Responder
    • 35. apeoesp  |  12/04/2016 às 20:24

      Prezado professor Alex,
      Não recebemos ainda o citado documento.
      Bebel

      Responder
  • 36. Edevaldo  |  15/04/2016 às 19:13

    Olá Bebel
    Nada sobre o documento do governo para terceira chamada do concurso Peb 2. Por favor, continua cobrando a chamada. Obrigado

    Responder
    • 37. apeoesp  |  17/04/2016 às 13:20

      Prezado professor Edevaldo,
      Não há ainda documento. Em contatos que fizemos, a SEE reafirmou que haverá a chamada em outubro. O processo de remoção já se iniciou com o suporte pedagógico. Em seguida deve abrir o processo para professores. Continuaremos cobrando.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,805,200 hits

%d blogueiros gostam disto: