Presidenta da APEOESP cobra reajuste salarial e um PEE que atenda às necessidades dos profissionais da educação e da escola pública

01/06/2016 at 16:42 12 comentários

Veja a edição compacta da audiência pública sobre Plano Estadual de Educação, realizada em 31/05, na ALESP. A Presidenta da APEOESP, Maria Izabel Azevedo Noronha, Bebel, defendeu o PEE como política de Estado para a educação e cobrou alterações na projeto do Governo Estadual para retirar amarras como as referências à Lei de Responsabilidade Fiscal que podem dificultar ou impedir a valorização dos profissionais da educação e a implementação das metas e diretrizes do plano. Cobrou ainda mudança na contratação dos temporários (categoria O), para que tenham os mesmos direitos dos profissionais efetivos. Cobrou, sobretudo, reajuste salarial, pois os professores estão há quase dois anos com reajuste zero.

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Não acreditamos em promessas. Todos ao ato na ALESP dia 14/05! O que fazia uma seita religiosa em uma escola estadual paulista?

12 Comentários Add your own

  • 1. Roberto Ribeiro  |  03/06/2016 às 12:23

    Bom dia professora Bebel,

    Na próxima reunião com o secretário gostaríamos que fosse revisto a Resolução SE 37/2016 que extingue a função do vice-diretor do Programa Escola da Família a partir do ano que vem.
    Os pontos negativos desta atitude são vários, pois foi uma grande luta de anos para conquistar está função dentro do programa e agora por motivos exclusos o secretário quer derrubar por motivos ainda não explicados.
    Sabendo que podemos contar com você aguardamos boas noticias.
    Grato

    Responder
    • 2. apeoesp  |  04/06/2016 às 13:06

      Prezado professor Roberto,
      Sim, obrigada. Levarei esta demanda.
      Bebel

      Responder
  • 3. Edevaldo Antonio Brasilio  |  04/06/2016 às 01:45

    Olá Bebel
    Quanto a terceira chamada do concurso peb 2, está confirmada mesmo para o segundo semestre de 2016, minha preocupação e quando chegar o governo adiar mais uma vez.
    Parabéns pelo trabalho

    Responder
    • 4. apeoesp  |  04/06/2016 às 13:05

      Prezado professor Edevaldo,
      Foi a informação transmitida por escrito. Não podemos afiançar promessas deste governo, mas é o compromisso firmado. Estaremos atentos.
      Bebel

      Responder
  • 5. Ana  |  04/06/2016 às 17:28

    Prezada Profª Bebel,

    Segundo a Resolução SE 37, de 31/05/2016 que trata da Extinção de Vice Diretor do Programa Escola da Familia, quando no Parágrafo único, fala na ausência do docente ocupante de função atividade, a carga horária deverá ser atribuída a docente que apresente as qualificações do processo de atribuição de aulas, esse docente pode ser Catagoria O, com contrato em vigor? Agradeço o espaço.

    II – selecionado dentre os docentes ocupantes de função atividade e inscrito e classificado no processo de atribuição de classes e ou aulas, observadas as disposições relativas a esse processo.

    Parágrafo único – Na ausência desse profissional, a carga horária deverá ser atribuída a docente que apresente as qualificações previstas na resolução que regulamenta o processo anual de atribuição de classes e aulas.

    Responder
    • 6. apeoesp  |  21/06/2016 às 14:33

      Prezada professora Ana,
      Infelizmente, não. Somente professores da categoria F.
      Bebel

      Responder
  • 7. jorgesabinodesouza  |  05/06/2016 às 15:43

    Bebel
    Não permita que o secretario da educação desmonte a Escola da Família. Não permita que retire a funções de Vice diretor. A resolução 37\2016 liquida com uma das poucas funções que é remunerada em uma profissão que não possui plano de carreira como é a educação!

    Responder
    • 8. apeoesp  |  09/06/2016 às 16:53

      Prezado professor Jorge,
      Tratarei deste assunto com o Secretário em reunião que estou solicitando.
      Bebel

      Responder
  • 9. Sandra  |  08/06/2016 às 18:23

    Boa tarde Bebel. Por favor a senhora saberia me dizer se o categoria S conta pontuação? Porque leciono desde 2004 e minha pontuação ficou zerada, fui falar com a GOE da escola e ela me disse que não conta, mas ainda tenho dúvidas.Obrigada

    Responder
    • 10. apeoesp  |  09/06/2016 às 14:59

      Prezada professora Sandra,

      O professor categoria S também tem suas aulas computadas para efeito de pontuação. Caso a escola tenha negado, orientamos que procure a subsede da Apeoesp mais próxima para entrar com recurso.
      Abraço
      Bebel

      Responder
  • 11. Severino  |  11/06/2016 às 16:31

    Cara Bebel.

    Goataria de saber se é possível um projeto ou emenda para possibilitar que o categória S possa ter aulas atribuidas.

    Obrigado e sucesso nas lutas em prol das categórias!

    Responder
    • 12. apeoesp  |  12/06/2016 às 14:06

      Prezado professor Severino,
      Na verdade, estamos em luta para que seja revista toda essa forma de contratação de professores temporários. Para que tenham direitos iguais aos dos efetivos e que a unica diferença seja realmente o tempo de contratação, também sem esta diferenciação que existe entre temporários e eventuais. Fizemos emenda neste sentido ao Plano Estadual de Educação e vimos debatendo este ponto com a SEE.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,805,200 hits

%d blogueiros gostam disto: