Não temos tempo a perder. A luta não para.

31/08/2016 at 18:29 23 comentários

Estou indignada!
Sou parte dos 54.499.901 de brasileiros que elegeram Dilma Rousseff Presidenta do Brasil. Sinto-me usurpada e violentada em meus direitos de cidadã.
Sinto-me roubada, mas não derrotada; porque não reconheço legitimidade naqueles que perpetraram este golpe contra a nossa democracia, para promover retrocessos e retirar os nossos direitos como trabalhadores e cidadãos.
A votação no Senado Federal encerrou um episódio da nossa História, mas a História não termina. Muitas lutas advirão, dada a conjuntura politico-econômica pela qual passa e passará o pais. A presença de um presidente biônico no Palácio do Planalto fará com que a luta pela democracia recrudesça e tenhamos que revisitar a História e trazer todos os elementos que outrora foram utilizados nessa luta, readequá-los e fazermos o devido enfrentamento.
A unidade dos trabalhadores e de todo o povo, a mais ampla unidade de toda a esquerda brasileira, deverá ser instrumento de combate ao autoritarismo de um governo sem voto, ilegítimo e sem representatividade. Infelizmente, a grande contradição é que este autoritarismo se estabeleça utilizando-se das regras da democracia.
Não temos tempo a perder: a luta não para.
Maria Izabel Azevedo Noronha – Bebel.fora temer 1

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Estamos nas ruas. A luta é de todos e todas. Uma opção emergencial para associados da APEOESP

23 Comentários Add your own

  • 1. José Maria P. Araújo  |  31/08/2016 às 18:34

    Boa tarde! Não concordo com os atos políticos de nossos governantes mas quero um sindicato desvinculado de partidos e que defenda a nossa classe profissional.Atenciosamente. 

    Enviado do meu smartphone Samsung Galaxy.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  04/09/2016 às 12:38

      Prezado professor José Maria,
      A APEOESP é desvinculada de partidos, mas jamais se desvinculará da democracia. Vamos, sim, denunciar e lutar contra este golpe e contra o governo biônico de Michel Temer. Isto é defender nossa categoria profissional. O senhor deseja que nossa aposentadoria especial seja extinta? Quer o fim do piso salarial profissional nacional? Quer se aposentar aos 65 anos? Quer contribuir com 14% e não mais com 11%? Quer ficar sem reajuste salarial por mais dois anos e ver as verbas da educação serem desvinculadas de percentuais dos orçamento da União, estados e municípios? Quer que vigore o projeto escola sem partido, paras que suas aulas sejam vigiadas e professores sejam denunciados se algum estudante, pai ou autoridade não gostar do conteúdo das aulas? É isso que deseja? Nós, não. Se quiser ficar omisso, fique, mas será incoerente com suas próprias palavras. Estamos na luta defendendo nossa categoria profissional e a escola pública. Isto é obrigação do sindicato e está no nosso estatuto.
      Bebel

      Responder
  • 3. Ricardo  |  31/08/2016 às 22:39

    Eu queria saber como é que a senhora tem a convicção de que todas as 54.499.901 pessoas votaram 100% na Dilma?
    Não se esqueça que existem coligações e o PT na época presidencial aliou-se com o PMDB tendo o Temer como vice. Sendo assim, MUITAS! MUITAS! MUITAS pessoas votaram na Dilma por causa do Temer. Logo, dizer que 54.499.901 são votos dela chega a ser um sacrilégio e de uma ignorância constitucional tremenda, visto que até entre os petistas há os que estão a favor da saída de Dilma e não preciso nem dizer dos pmdbistas. Seu texto não tem nenhum fundamento e é por isso que ninguém, professores ou até mesmo o governo estadual, leva a sério o APTEOESP.

    Responder
    • 4. apeoesp  |  04/09/2016 às 12:33

      Prezado professor Ricardo,
      Sua última afirmação é o retrato fiel de como vocês, que apoiam o golpe, pensam. Dizer que meu texto não tem nenhum fundamento é muita pretensão da sua parte. Cite aí a pesquisa que demonstra que muitas pessoas votaram na Dilma por causa do Temer, cujo nome, nas pesquisas de popularidade realizadas pelo Datafolha e Ibope aparace com 1%. Relativizar a democracia é o primeiro passo das ditaduras.
      Bebel

      Responder
  • 5. Paulo Roberto De Oliveira  |  31/08/2016 às 22:52

    Me junto a você nesta indignação.

    Responder
  • 6. Valquiria  |  01/09/2016 às 18:44

    Prezada Bebel,
    Sobre o vídeo que está circulando pela Internet, o secretário diz que não tem autorização para realizar a chamada do concurso peb II. A Sra. Sabe o que está acontecendo? A chamada prevista para esse semestre será novamente cancelada? Obrigada.

    Responder
    • 7. apeoesp  |  04/09/2016 às 12:30

      Prezada professora Leda,
      Vou cobrar do Secretário uma posição mais concreta perante a entidade. Mas não seria a primeira vez que este governo deixaria de cumprir um compromisso. Há muitas promessas não cumpridas. Em mais de de uma reunião com o Secretário ele afirmou que a chamada será realizada após o concurso de remoção e em comunicado a CGRH fez a mesma previsão. Não confiamos neste governo. Em 2015 também garantiram por escrito que haveria reajuste em julho e não houve. Não tenho nenhuma responsabilidade sobre eventuais incoerências do Secretário da Educação e do Governo Alckmin. Por isso a questão da convocação dos concursados está na pauta de nossa campanha. No dia 26 de julho realizamos uma assembleia com mais de 30 mil professores. No dia 22/9 queremos reunir muito mais. É preciso participar, para pressionar o governo a cumprir seus compromissos.
      Além do problema da chamada do concurso, nossa situação é muito grave e os ataques contra nossos direitos são múltiplos.
      Bebel

      Responder
  • 8. Leda  |  03/09/2016 às 14:00

    Presidente bom dia!
    E quanto as chamadas dos concursos?
    Já estamos em setembro e até agora nenhuma posição oficial da SEE.
    Quando ligamos para FGV, SEE, CEMOV as informações são as mesmas sem previsão de chamada. Meu medo é de sermos enrolados mais um ano, pois se a chamada era prevista para outubro, ela já deveria ter pelo menos um aviso no site da SEE ou da FGV.
    Eu estou desde 2014 aguardando, já fiz exame 2 vezes, gastei dinheiro e nada da chamada.
    Acho que na próxima reunião com secretario esse assunto deve ser posto no topo, pois já falta pouco para outubro e precisamos de uma posição concreta e com exatidão do concurso.

    Responder
    • 9. apeoesp  |  04/09/2016 às 12:29

      Prezada professora Leda,
      Não seria a primeira vez que este governo deixaria de cumprir um compromisso. Há muitas promessas não cumpridas. Em mais de de uma reunião com o Secretário ele afirmou que a chamada será realizada após o concurso de remoção e em comunicado a CGRH fez a mesma previsão. Não confiamos neste governo. Em 2015 também garantiram por escrito que haveria reajuste em julho e não houve. Não tenho nenhuma responsabilidade sobre eventuais incoerências do Secretário da Educação e do Governo Alckmin. Por isso a questão da convocação dos concursados está na pauta de nossa campanha. No dia 26 de julho realizamos uma assembleia com mais de 30 mil professores. No dia 22/9 queremos reunir muito mais. É preciso participar, para pressionar o governo a cumprir seus compromissos.
      Além do problema da chamada do concurso, nossa situação é muito grave e os ataques contra nossos direitos são múltiplos.
      Bebel

      Responder
  • 10. Paulo  |  04/09/2016 às 04:35

    a Senhora disse em um poste que temos informação concreta sobre a chamada ser em outubro, mas olha esse vídeo onde o secretario afirma que não tem previsão da chamada e o concurso vai caducar né!

    Responder
    • 11. apeoesp  |  04/09/2016 às 12:27

      Prezado professor Paulo,
      Sim, escrevi. Não tenho nenhuma responsabilidade sobre eventuais incoerências do Secretário da Educação e do Governo Alckmin. Em mais de de uma reunião com o Secretário ele afirmou que a chamada será realizada após o concurso de remoção e em comunicado a CGRH fez a mesma previsão. Não confiamos neste governo. Em 2015 também garantiram por escrito que haveria reajuste em julho e não houve. Por isso a questão da convocação dos concursados está na pauta de nossa campanha. No dia 26 de julho realizamos uma assembleia com mais de 30 mil professores. No dia 22/9 queremos reunir muito mais. É preciso participar, para pressionar o governo a cumprir seus compromissos.
      Além do problema da chamada do concurso, nossa situação é muito grave e os ataques contra nossos direitos são múltiplos.
      Bebel

      Responder
      • 12. Cinthia Nunes  |  05/09/2016 às 16:02

        Sra Bebel,
        Quero acreditar que o sindicato, efetivamente, pressionara para que esse governo chame, de fato, os professores que há tempos aguardam para se efetivarem em cargos que ocupam como contratados. Promoveram um concurso, que logo será caducado, e até agora não chamaram o número de professores para ocuparem as vagas previstas no edital. Faltam professores nas escolas e, não faz sentido, esse governo continuar inventando desculpas para não cumprir algo que é direito não só dos que prestaram um concurso para 59000 cargos(repito, não preenchidos),bem como dos alunos que tem a sua aprendizagem prejudicada pela falta de professores.
        Que o sindicato possa pressionar e nos representar nessa luta e dar um fim a esse descaso com a educação pública.

      • 13. apeoesp  |  10/09/2016 às 20:26

        Prezada professora Chintia,
        Se não houver pressão de massa, nada acontecerá, principalmente considerando que houve um golpe no país e aquela diretriz do governo Alckmin, de não realizar novas convocações e contratações, pode se tornar um diretriz nacional. Estamos solicitando reunião com o Secretário da Educação para dirimir essa e outras dúvidas. O fundamental, porém, é que façamos uma gigantesca assembleia no dia 22/9, para que o governo e a sociedade saibam que estamos lutando por um conjunto de questões, inclusive a convocação dos concursados.
        Bebel

  • 14. Joao  |  04/09/2016 às 13:00

    A APEOESP não se preocupa com o ingresso efetivo de novos professores, prefere preocupar-se com a política. Ainda não fomos efetivados graças ao pouco caso deste sindicato. Impossível não existir medidas jurídicas para cobrar a SEE, basta ver as publicações de vagas para remoção etc. Preferem ter um exército de manipuláveis sem direitos do que efetivos. #vergonha

    Responder
    • 15. apeoesp  |  04/09/2016 às 13:12

      Prezado professor João,
      Não acredito que estou lendo isso!!!! Professor, será que você não percebe que a chamada para os concursados poderá não ocorrer exatamente por causa da política????? Quem você acha que governa o estado de São Paulo??? Quem governa o Brasil? São técnicos? São educadores? São sindicalistas? Não, professor, são políticos. Não creio que o senhor seja tão mal informado que não saibas que o governador Alckmin (político) emitiu um decreto em novembro de 2015 suspendendo as novas convocações. Não foi a APEOESP, professor. A APEOESP ingressou na justiça contra este decreto e sabe o que aconteceu? A justiça considerou o decreto legal. Ainda assim, em abril, maio, junho o Secretário da Educação assegurou que haveria a chamada. Agora está pondo em dúvida. Custo a crer que o senhor não saiba que o governo federal biônico que assumiu no lugar da presidenta Dilma Rousseff está suspendendo todas as convocações de concursados por dois anos, exatamente como fez Alckmin. Isto é política, professor!!!! Que base legal para uma ação judicial o senhor acha que temos neste caso, poderia me dizer? Se a própria justiça autorizou o governador a suspender as convocações/
      A saída, professor, não é fazer acusações contra a APEOESP. A saída é deixar o comodismo e essa postura “apolítica” que serve apenas para aceitar os desmandos do governo contra nós e vir para a rua. Realizamos uma assembleia com 30 mil pessoas em 26/8 e queremos realizar uma maior ainda em 22/9. A questão da convocação dos concursados está na pauta. Vai participar ou prefere continuar falando mal do sindicato?
      Bebel

      Responder
  • 16. Jussara  |  04/09/2016 às 14:55

    Apeoesp, perdoa-me, mas citar que agora o governo estadual tem respaldo no governo federal é estranho, visto que há anos estamos passando pelos mesmos problemas e o governo era o PT. Antes, quem dava respaldo?!
    Mobilização é o único caminho e não ataques ou desculpas políticas.

    Responder
    • 17. apeoesp  |  04/09/2016 às 17:12

      Prezada professora Jussara,
      Não entendi seu questionamento. O governo de SP não mudou, por isso estamos passando pelos mesmos problemas. Agora, não querer ver que a situação se torna mais difícil, é um outro problema. Em 2015, o governo de SP suspendeu a convocação de concursados. O governo federal está tomando a mesma decisão e respalda o governo estadual. Isto para você é irrelevante? No que é mesmo que seu questionamento resolve o nosso problema? Não se pode falar? Estamos sendo censurados, agora, aqui neste espaço de debates? Acho que você está questionando a pessoa errada. Por favor, pare de achar que a APEOESP tem poder para resolver os problemas do estado e venha participar das mobilizações. Fomos 30 mil em 26/8 e teremos que ser muitos mais em 22/9. Se você não quer ver que agora governos federal e estadual tem a mesma linha e que nossa situação vai se tornar ainda mais difícil, lamento. Poderá ter péssimas surpresas. Não podemos nos mobilizar às cegas, sem analisar a situação.
      Bebel

      Responder
  • 18. Ricardo Assis  |  04/09/2016 às 17:55

    PREZADA PRESIDENTE, ESPERO QUE A APEOESP NÃO ESTEJA CONTRA A TERCEIRA CHAMADA, POIS JÁ INTERFERIRAM NA CHAMADA DE 2015, ALEGANDO PREJUIZO AOS ALUNOS E AOS PROFESSORES. GRITAM QUE SÃO CONTRA O DESEMPREGO, MAS HÁ OUTRO INGRESSO LEGAL QUE NÃO SEJA CONCURSO PÚBLICO? chega de contratados, concurso para todos é a saída. TRABALHE PRESIDENTE, MAS PELA EDUCAÇÃO E NÃO PELA POLITICA, SE QUER MILITAR, CANDIDATE-SE A VEREADORA OU DEPUTADA. CHEGA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! NÃO TEMOS REPRESENTATIVIDADE ALGUMA.

    Responder
    • 19. apeoesp  |  10/09/2016 às 20:34

      Prezado professor Ricardo,
      Você acredita mesmo que a APEOESP interferiu em 2015 para que não houvesse chamada de concursados?!!!! Ou é apenas um piada?
      Você acredita mesmo que o governo Alckmin atenderia um pedido da APEOESP nestas circunstâncias, após 92 dias de greve em que fomos tratados com autoritarismo, violência, multas e corte de salários e só conseguimos receber os dias parados por decisão do presidente do STF?
      Quem governa o estado de São Paulo não é a APEOESP. É o PSDB, que só faz o que quer porque existem pessoas como você que preferem culpar a APEOESP de tudo, aliviando o lado do governo.
      Em dezembro de 2015 o governador Alckmin decretou que não haveria novas convocações e contratações. O Secretário prometeu que obteria autorização do governador para fazer a chamada em outubro. Agora, isto é colocado em dúvida. E veja bem: houve um golpe no país e aquela diretriz do governo Alckmin, de não realizar novas convocações e contratações, pode se tornar um diretriz nacional. Sabe por que isso vai acontecer? Porque há pessoas como você que acham que a luta sindical, a luta para melhorar a educação, não tem nada a ver uma coisa com a outra. São prejudicados pela política, mas querem que a gente olhe para o outro lado.
      Estamos solicitando reunião com o Secretário da Educação para cobrar a chamada de concursados que prometeu. Agora, por favor, não se faça de falso inocente: existe um governo que está nos prejudicando. este governo é de um partido político. E você acha que podemos lutar pelos nossos direitos ignorando a política?
      Bebel

      Responder
      • 20. Eduardo Fabbri  |  12/09/2016 às 15:09

        Caro professor Ricardo,
        Não é possível acreditar neste governo Alckmin. Está bem claro que ele não está do lado dos professores e nunca esteve. Só não entendo por que realizou um concurso público, se sua intenção não era chamar os concursados. A lei que rege os concursos é bem clara: os governos (sejam eles federal, estaduais ou municipais) só podem realizar concursos se tiverem previsão de dotação orçamentária para concretizá-lo, e isso inclui a convocação dos candidatos.
        Aproveito aqui para fazer uma pergunta à presidente Bebel:
        Cara Bebel, não seria possível usar esta lei para obrigar o governo a convocar os remanescentes do concurso 2013?
        Sou leigo no assunto, mas, não sei se minha pergunta possa ser absurda. Estou apenas sugerindo e tentando saber se é possível esta alternativa. Obrigado.

      • 21. apeoesp  |  18/09/2016 às 14:12

        Prezado professor Eduardo,
        Primeiro, vamos contextualizar: tivemos um golpe de Estado e as leis passaram a ser bem relativizadas para atender quem está no poder. Em segundo lugar, Alckmin suspendeu por decreto as convocações e contratações. Ao negar nosso pedido de liminar, o tribunal legitimou e tornou legal o decreto. Esta é a situação na qual nos encontramos. Não esperem saída legal. Temos é que gritar nas ruas. Assembleia no dia 22/9, às 14 horas, na Avenida Paulista.
        Bebel

  • 22. Eduardo Fabbri  |  06/09/2016 às 19:40

    Esse governo de SP sempre foi afeito às terceirizações… muito melhor para eles contratar eventuais, emergenciais, que efetivar professores. Com os emergenciais é possível demiti-los no final do ano para que não recebam férias e 13º salário e recontratá-los novamente no início do outro ano letivo. Com os concursados não podem fazer isso. Portanto, o que são os emergenciais senão uma forma de terceirização?
    A lei não obriga que a contratação seja feita por concurso?
    Não entendo como a justiça concorde com esta forma de contratação e ainda valida um decreto que proíbe a convocação dos remanescentes do concurso.

    Responder
  • 23. Rose  |  07/09/2016 às 02:28

    Boa noite.

    É bom destacar que Temer está tentando acabar com nossos direitos. Mas, a Dilma também tem culpa pois deixou a situação da previdencia chegar nesse ponto. Como também tem culpa Lula, e F.H.C

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,830,441 hits

%d blogueiros gostam disto: