ABSURDO! Escola sem partido paga pela delação de professores

08/11/2016 at 21:56 1 comentário

escola-sem-partidoVejam que absurda a mensagem que reproduzo, encaminhada a mim pelo professor Walmir, da Subsede Capital-Norte da APEOESP.

Esta é talvez a mais didática tradução do que pode significar a eventual implementação da farsa do Programa Escola sem Partido nas escolas brasileiras.

Voltamos ao velho Oeste norte-americano, quando se ofereciam recompensas pelas cabeças do que eram declarados criminosos pelos donos do poder na época? Estamos em um regime autoritário onde se incentivam a delação e a criminalização como forma de manter o domínio de uma minoria sobre a maioria?

A escola sem partido, na verdade, está aí para atacar o que nossos jovens e nossos professores tem de melhor, que é a capacidade de refletir, de debater, de questionar, de buscar compreender a realidade para transformá-la, sem aceitar passivamente o status quo. É isto que esses autoritários querem matar. O que chamam “doutrinação” é, na realidade, a essência do que deve ser o processo ensino-aprendizagem: uma via de mão dupla onde todos os envolvidos (professores, estudantes e – por que não? – também suas famílias, aprendem e produzem novos conhecimentos.

Tenho dito – e repito: a escola sem partido não é sem partido, mas contra determinado partido, aquele que realizou grandes transformações sociais no Brasil e que não representa os interesses de uma elite que vem dominando nosso país há muitas e muitas décadas. Não queremos doutrinação partidária e nenhum outro tipo de doutrinação nas escolas, mas queremos uma escola que debata todos os posicionamentos políticos (não necessariamente partidários) e todas as concepções pedagógicas, para que os estudantes possam adquirir autonomia intelectual e formação suficiente para tomarem suas próprias decisões e seguirem seus próprios caminhos.

O que pretende a farsa da escola sem partido é fiscalizar os professores, incentivando a delação e colocando uma plaquinha nas unidades escolares determinando o que pode e não pode ser ensinado. Quem agiu assim no passado foi a ditadura militar e nós não queremos retornar a este passado.

Maria Izabel Azevedo Noronha
Presidenta da APEOESP

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Quer reajuste salarial? Não quer o fim da aposentadoria especial? Quer que continue existindo educação básica pública? Dia estadual de luta contra a reforma do ensino médio, contra a PEC 55 e demais ataques do Governo Temer

1 Comentário Add your own

  • 1. proeduc  |  09/11/2016 às 09:56

    Nossa , tudo isso nos remete a famigerada censura , agentes infiltrados. Me preocupa muito esses desmandos.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,862,445 hits

Comentários

apeoesp em
apeoesp em Temer, inimigo da educação, ve…

%d blogueiros gostam disto: