A APEOESP está nas ruas por eleições diretas já!

21/05/2017 at 14:17 8 comentários

Fora Temer! Pela retirada imediata de todas as reformas!

A APEOESP sempre articulou as lutas específicas do magistério e em defesa da escola pública com as lutas gerais da classe trabalhadora e do povo brasileiro.

Neste momento, mais que nunca, lutamos por salários e por valorização profissional sem perder de vista, porém, a necessidade de defender a democracia e os direitos de todos/as, contra os retrocessos que vem sendo imposta por um governo ilegítimo e corrupto, fruto de um golpe autoritário.

Nós, da APEOESP, juntamente com outras organizações, denunciamos este golpe desde o primeiro momento, apontando não apenas a forma pela qual vinha sendo articulado, mas sobretudo qual era o seu objetivo central: impor às trabalhadoras e aos trabalhadores brasileiros condições contratuais e de trabalho inaceitáveis, desregulamentando as relações trabalhistas e tornando letra morta leis e conquistas que resultaram de anos de lutas, mobilizações, greves e sacrifícios. Ao mesmo tempo, denunciamos que o golpe tinha também como objetivo fazer retroceder toda a legislação referente à participação popular na elaboração das políticas públicas, à soberania nacional, às políticas sociais e distribuição de renda, aos direitos civis e todos os demais avanços alcançados pelo povo brasileiro.

Ilegítimo, sem voto, alçado ao poder de forma ilegal, rejeitado por 97% da população, envolvido em situações explícitas de corrupção, Temer abriu o setor de petróleo para as empresas multinacionais retirando recursos valiosos da educação e da saúde e comprometendo a concretização de metas e estratégias do Plano Nacional de Educação. Congelou os gastos públicos por 20 anos, inviabilizando o PNE e demais políticas públicas. Enviou ao Congresso Nacional a reforma da previdência, a reforma trabalhista, a reforma do ensino médio, a terceirização ilimitada e outros projetos de “reformas” que paralisam o país, aumentam a exploração da classe trabalhadora e deixam o povo brasileiro, em especial a juventude, sem perspectivas de futuro.

A reforma da previdência – no contexto de todos os demais projetos – é um ataque frontal à classe trabalhadora. Os projetos deste governo estabelecem um regime de trabalho escravagista no Brasil, com baixos salários, apenas suficientes para a sobrevivência, jornadas de trabalho estafantes, praticamente nenhum direito, aposentadoria em idade avançada e nenhuma garantia de condições de trabalho. Não aceitamos que este governo imponha aos estados legislações para não concederem reajustes salariais e para não realizarem concursos públicos e contratações, entre tantas outras medidas que prejudicam os servidores públicos e o atendimento à população.

Estamos na luta pelo fim do governo Temer e pela convocação imediata de eleições diretas no nosso país porque temos compromisso não apenas com a categoria que representamos, mas com toda a classe trabalhadora, com nossos estudantes e suas famílias, com nossas comunidades e com o Brasil. Por isso estaremos neste domingo, 21 de maio, na Avenida Paulista e em todos os demais locais onde houver manifestações, assim como estaremos na Capital Federal no dia 24 de maio, participando do movimento Ocupa Brasília.

E no dia 25 de maio, as eleições da APEOESP, que mobilizam dezenas de milhares de professores e professoras em todas as regiões do estado de São Paulo, serão também um momento de debate, esclarecimento e mobilização da nossa categoria na luta para que o Brasil se reencontre com a democracia e retome do caminho do desenvolvimento com distribuição de renda e justiça social.
Fora Temer! Queremos a retirada imediata de todas as reformas e projetos deste governo ilegítimo do Congresso Nacional. Queremos Diretas já!

Maria Izabel Azevedo Noronha
Presidenta da APEOESP

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

APEOESP recorre de indeferimento de liminar para readaptados Governo golpista massacre o povo

8 Comentários Add your own

  • 1. Felipe  |  21/05/2017 às 15:49

    Boa Tarde
    Professora
    Gostaria de solicitar a atenção da senhora para realizar uma reunião com a SEE/SP pedindo a abertura de contratos como eventual. Não está sendo possível atribuir aulas e nem mesmo atuar como eventual.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  04/06/2017 às 12:39

      Prezado professor Felipe,
      Isto tem sido reivindicado em todas as nossas reuniões com o governo.
      Bebel

      Responder
  • 3. Marcio triom  |  23/05/2017 às 00:19

    Amigos, na minha opinião este governo não pode votar as reformas, mas os sindicatos deve ter anuncio na tv, lembre que só um governo eleito pelo povo pode fazer as reformar. Se os sindicatos não colocar matérias nas mídias diretas não funciona.

    Responder
    • 4. apeoesp  |  04/06/2017 às 12:34

      Prezado professor Marcio,
      Nós, da APEOESP, colocamos diversos anúncios durante este primeiro semestre. O problema é o preço, muito alto. Sempre que possível, vamos fazê-lo.
      Bebel

      Responder
  • 5. Marcio triom  |  23/05/2017 às 00:23

    O QUE ACONTECEU NO PAIS FOI MUITO SERIO, NÃO VEJO AÇÕES. PORQUE NOS JOGOS DE FUTEBOL NÃO SE GRITA (FORA TEMER) SERÁ QUE AS EMISSORAS VÃO TIRAR O SOM ?
    ACHO QUE TEM DE CONSEGUI MEIOS PARA BARRAR ESTAS REFROMAR ANTES DE SEJA TARDE E AÇÕES PARA NOVAS NEGOCIAÇÕES.
    A TV COMERCIAIS DIZENDO, SEM OTAR CONTRA O POVO VAMOS COLOCAR SEU NOME EM OUT DOOR E NUNCA MAIS VAI SER ELEITO..
    SERÁ QUE NÃO FUNCIONA ?

    Responder
  • 6. Andrei  |  24/05/2017 às 05:03

    Oi Bebel,bom dia!Talvez aqui não seja o espaço mais apropriado para tal coisa,mas ao ler esta matéria, na hora lembrei de você,rs agora entendi pq uma vez li uma matéria onde este cidadão te atacava e respectivamente o Sindicato dos Professores,lamentável!
    “NA TARDE DE HOJE, o Buzzfeed Brasil publicou um artigo descrevendo uma ligação privada entre o colunista da Veja Reinaldo Azevedo e a irmã do Senador afastado Aécio Neves, Andrea Neves, que foi presa na semana passada pela Operação Lava Jato. A conversa, que foi tornada pública pela Procuradoria Geral da República, contem alguns trechos jornalisticamente interessantes – incluindo o tom extremamente amigável de Reinaldo Azevedo e suas críticas a uma reportagem da revista Veja, o que agora levou a seu pedido de demissão.”
    Vamos continuar lutando pelos nossos diretos,não percamos a esperança jamais,as máscaras começaram a cair.Abraços e fique com Deus,
    Andrei

    Responder
    • 7. apeoesp  |  04/06/2017 às 12:29

      Prezado professor Andrei,
      Muito obrigada. O Brasil realmente poderá mudar se todos tomarem consciência da forma como se dão as ligações entre setores da mídia, determinados políticos e determinados setores do nosso judiciário. E se realmente passarem a lutar para transformar essa realidade.
      Bebel

      Responder
  • 8. Prof. Clóvis  |  24/05/2017 às 20:02

    Não vejo esta posição como consenso na categoria.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,910,555 hits

%d blogueiros gostam disto: