Há muita luta pela frente

17/06/2017 at 16:29 10 comentários

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Um intrigante incêndio em Diadema Ministério Público dá parecer favorável em ação da APEOESP por reajuste salarial

10 Comentários Add your own

  • 1. Professor Pablo  |  17/06/2017 às 20:47

    Bebel, boa noite! Se possível, lutar para que a jornada reduzida seja de 8 horas e a inicial de 18 aulas. Com isso, haveria menos transtornos para com os professores na hora da atribuição.
    Esse ano conheci vários professores que por conta de 1 aula (conseguiram 18 das 19 aulas), precisaram completar a jornada em outra unidade. Feito isso, sobrecarregaria os professores e muitos não ficariam adidos. Grato.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  25/06/2017 às 14:02

      Prezado professor Pablo,
      Temos feito várias propostas para melhorar a composição das jornadas dos professores, mas há grande dificuldade em negociar com este governo. Virá uma discussão sobre plano de carreira e vamos continuar insistindo nessa questão.
      Bebel

      Responder
  • 3. Maria  |  18/06/2017 às 02:34

    Bom dia Bebel,
    Como fica atribuição de aulas Agora?
    Efetivos continuam pegando carga suplementar antes do F compor jornada ou Não?
    Grata

    Responder
    • 4. apeoesp  |  25/06/2017 às 14:08

      Prezada professora Maria,
      No meu entendimento, sim. Para melhor informação, ligue para 11.33506214.
      Bebel

      Responder
  • 5. Leandro dos Reis Oliveira  |  19/06/2017 às 13:40

    Gostaria de saber quando conseguiremos repor as paralisações que nós fizemos. Só repomos 2 dias e os demais?

    Responder
    • 6. apeoesp  |  25/06/2017 às 13:57

      Prezado professor Leandro,
      Diante da demora do Secretário da Educação em autorizar as reposições, ingressamos na justiça para termos este direito.
      Bebel

      Responder
  • 7. Paulo  |  19/06/2017 às 14:13

    Estou triste.
    Gosto de ser professor, sou efetivo a algum tempo e estava sentindo crises de pânico, ansiedade e outros sintomas ao sair de casa para ir ao trabalho (sintoma estes que perduram já há algum tempo, aguentei até onde resisti), resolvi então tirar uma licença e me ”reencontrar”. Problema que só aceitam licenças de 15 em 15 dias, até colegas que pediram 16 dias estão cortando pra 15 dias, já fui 3 vezes na perícia e terei que ir novamente …
    Já me sinto melhor e voltarei em agosto ministrar aulas se tudo correr bem…
    É sofrido pra alguém que não está se sentindo bem mentalmente ficar indo para outra cidade realizar perícia.. mais um meio de desanimar os adoecidos professores..
    LUTA

    Responder
    • 8. apeoesp  |  25/06/2017 às 13:56

      Prezado professor Paulo,
      Sim, é verdade. Tem sido uma luta constante nossa a humanização do atendimento, mas o governo Alckmin dificulta cada vez mais a vida do professor, mesmo quando está doente. Quer forçar o máximo a permanência na sala de aula, sem dar condições para isto. Temos lutado contra esse autoritarismo, mas é preciso muito mais mobilização.
      Bebel

      Responder
  • 9. Prof. Clóvis  |  20/06/2017 às 17:20

    Falta na reposição o dia da greve geral.

    Responder
    • 10. apeoesp  |  25/06/2017 às 13:49

      Sim, professor. O governo estadual não concedeu, ainda, a reposição. O autoritarismo vem piorando a cada dia.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,805,762 hits

%d blogueiros gostam disto: