“Novo” programa do Governo do Estado é mediação para inglês ver

26/09/2017 at 00:05 Deixe um comentário

O aumento do número de ocorrências de casos de violência nas escolas públicas do estado de São Paulo e as constantes cobranças de entidades da sociedade civil organizada, entre elas a APEOESP, levou o Governo Estadual a publicar no final de semana as resoluções SE 41 e 42, criando um “novo” Programa de Mediação Escolar e Comunitária.
 
Ocorre que este programa não atende à reivindicação da APEOESP e às necessidades da comunidade escolar e dos professores, em particular, entre outras razões, porque:
 
1 – Não assegura pelo menos 1 (um) Professor Mediador Escolar Comunitário por unidade escolar.
 
2 – Não prevê a recondução dos atuais professores mediadores, dos próximos e dos que já exerceram esta função, ainda que bem avaliados.
 
3 – As escolas que não pertencem aos grupos 3, 4 e 5 na classificação do Índice Paulista de Vulnerabilidade Social (IPVS) ou que pertencem a esses grupos, mas que não tenham registros de casos gravíssimos ou graves, poderão não ter professores mediadores.
 
4 – As escolas do Programa Escola da Família não contarão com professores mediadores, ficando a função a cargo dos vice-diretores das unidades escolares, que já possuem uma série de outras atribuições..
 
A pergunta, óbvia, é: no que este “novo” programa contribuirá para reduzir os elevados índices de violência nas escolas que hoje estamos assistindo?
 
Uma vez mais, ressalta que a prioridade do Governo do Estado é a chamada “racionalização de recursos”, ou seja, “fazer mais com menos”, o que é impossível acontecer na área da educação. Educação de qualidade requer investimentos, Tornar as escolas atrativas para os estudantes e seguras para toda a comunidade requer investimentos, requer valorização profissional, requer professores mediadores dedicados a esta função de forma integral e qualificada.
 
Mais uma vez o Governo do Estado de São Paulo está fazendo tudo errado.
 
As consequências, lamentavelmente, estão evidentes nos resultados da pesquisa sobre violência nas escolas que a APEOESP divulgará nesta quarta, 27/9, às 14 horas na Casa do Professor..
 
A APEOESP luta na justiça pela ampliação do número de professores mediadores nas escolas e pela recondução dos que foram afastados, e não aceitará o rebaixamento do cuidado com a integridade física de professores, estudantes e funcionários porque o Governo do Estado quer economizar recursos.
 
Maria Izabel Azevedo Noronha – Bebel
Presidenta da APEOESP
Anúncios

Entry filed under: Artigos.

SEE reafirma fim da prova para categoria O e pode reduzir tempo de afastamento após o contrato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 5.204.433 hits

%d blogueiros gostam disto: