29/09/2017 at 12:49 6 comentários

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Todos contra a violência e o abandono das escolas estaduais Por que estudantes agridem professores?

6 Comentários Add your own

  • 1. Terezinha Almeida  |  29/09/2017 às 18:36

    E quem está pagando esses cantores? Nós, filiados da Apeoesp?
    Esse dinheiro deveria ser usado para defender na justiça os professores da categoria “O”, que, quando precisam entrar com ação, tem que pagar por isso. Creio que nós, filiados ao sindicato, não deveríamos pagar por ação nenhuma, enfim…
    E tem mais: não precisa de show pra fazer esse evento. Apenas uma passeata e só.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  30/09/2017 às 13:32

      Prezada professora Terezinha,
      A APEOESP está pagando os cantores para dar visibilidade à luta em defesa da escola. Isto não tem nada a ver com as ações judiciais. Nenhum professor paga por ações judiciais na APEOESP. Uma ação judicial não custa o valor da taxa que cobramos, custa dez ou vinte vezes mais. Ações coletivas não são cobradas (e a APEOESP já ingressou com pelo menos quatro ações coletivas para defender a categoria O). A taxa cobrada é um diferencial para as ações individuais, pois não é correto que o conjunto dos associados pague integralmente por ações que tratam de problemas individualizados de outros professores isoladamente.
      O ato da avenida paulista foi votado e aprovado pelo Conselho de Representantes, pela Diretoria e pela Assembleia. Não sei se a senhora participou da assembleia, mas futuramente deveria participar para votar de acordo com suas convicções.
      Bebel

      Responder
  • 3. Maria medrano  |  30/09/2017 às 22:46

    Bebel!!Tudo bem! O Governo do Estado de São Paulo não reajustou salário dos professores Peb l. Abraços!!!

    Responder
    • 4. apeoesp  |  08/10/2017 às 11:20

      Prezada professora Maria,
      O governo está descumprindo mais uma vez decisão judicial. Estamos lutando junto ao tribunal para que faça cumprir.
      Bebel

      Responder
  • 5. Terezinha Almeida  |  09/10/2017 às 20:32

    Bebel, meu contrato era de 2014 e em 2015 devido à duzentena, entrei com liminar e consegui trabalhar antes de cumprir a duzentena até o final. Porém, a liminar foi cassada em agosto de 2016 e eu não recebi as férias referentes aos anos trabalhados (2014 e 2015). Você acha justo? O que me aconselha? estou fora do sistema desde agosto de 2016. As férias é um direito adquirido pois foram cumpridos os doze meses de cada ano.
    Te aguardo.
    Abraço
    Terezinha Pessoa

    Responder
    • 6. apeoesp  |  14/10/2017 às 12:55

      Prezada professora Terezinha,
      Não é justo, não. Você deve procurar o departamento jurídico na subsede para verificar o que pode ser feito.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 5,115,989 hits

%d blogueiros gostam disto: