Mandela, presente!

06/12/2013 at 23:51 7 comentários

O mundo chora a perda de uma das mais importantes mandela 1lideranças em todos os tempos. Mandela se foi.

Tive o privilégio de estar na África do Sul e de visitar a cela onde Mandela cumpriu grande parte de seu longo período de 27 anos de prisão por lutar por liberdade, democracia e igualdade racial. Ali pude refletir sobre o seu papel histórico e sua habilidade política em unir brancos e negros na luta contra o regime do apartheid, um forma odiosa de discriminação racial e social perpetrada por muitos anos na África do Sul.

Sua conduta política e ética demarca a era Mandela, caracterizada pelo respeito e pelo amor ao próximo. Lamentavelmente, assistimos em muitos outros países a construção de outros apartheids, que mostram a necessidade do surgimento de outros mandelas para conduzir a luta contra as desigualdades sociais, raciais e educacionais.

Por Mandela chora a África do Sul, chora o mundo, choramos todos nós. Além da África do Sul, onde estive na Cidade do Cabo e em Johannesburgo, tive também a oportunidade de estar em Acra, capital de Gana. Lá vi a evocação do exemplo da nobreza de Mandela, na vontade do povo de querer construir e reconstruir suas nações visando sempre um futuro melhor para toda a grande nação africana.

Não posso deixar também de mencionar o importantíssimo papel do ex-Presidente Lula, juntamente com Mandela e outros líderes africanos, na aproximação entre a África e o Brasil. Isto deve ser ressaltado, levando em conta a nossa formação étnica e a necessidade de que nosso povo estude e conheça a história e a cultura africanas, fundamentais para a nossa própria formação social e cultural, particularmente nas regiões Norte e Nordeste.

Na África, pude ver o carinho e a admiração do povo pelo nosso ex-Presidente Lula, assim como pela Presidenta Dilma, que prossegue a política exterior por ele iniciada. Não foram poucas as vezes em que, ao mencionar o fato de ser brasileira, logo tive como retorno perguntas e referências a Lula. Da mesma forma, nos eventos dos quais participei, as referências ao Brasil também eram acompanhadas invariavelmente de menções ao ex-Presidente.

Mandela se foi, mas seu exemplo e sua luta continuam vivos em cada ser humano que não aceita e se rebela contra as injustiças, as desigualdades, a discriminação e o autoritarismo.

Anúncios

Entry filed under: Artigos.

Concurso para PEB II – SEE publica parecer sobre recursos dos candidatos Todos à assembleia estadual!!

7 Comentários Add your own

  • 1. Rubens Teixeira  |  07/12/2013 às 13:49

    Olá, Bebel, tudo bem? Eu me chamo Rubens Teixeira e gostaria de fazer algumas indagações e se possível for aguardo uma resposta:
    1)- Com relação a prova de mérito, todos os professores que realizaram a primeira prova, foram para o nível III ( três) ou seja tiveram um aumento de 25% e , assim mesmo assim, pularam do nível II para o três. Nós que passamos agora fomos promovidos do I para o II, porque não passamos para o III e com os 25% de aumento?
    2)- Cabe ação diante dessa situação pois, a meu ver foi dado tratamento diferenciado.
    3)- Com relação a cotas para negros, pardos e indígenas, também entra o percentual para a promoção de mérito uma vez que se trata de uma prova por merecimento?
    4)- O concurso de diretor de escola também vislumbrará as cotas para negros, pardos e indígenas.
    5)- Com relação a jornada do piso, será de fato gradativamente implantada? Para o ano que vem como ficará a questão da jornada? Teremos redução de quantas aulas?
    6)- A respeito do plano de carreira, quando realmente teremos a sanção governamental uma vez que já foi concluida pela comissão paritária?
    7)- A respeito de nosso aumento salarial, como ficará, sei e muito que vocês não tem medido esforços nessas cobranças, porém, ficou claro em diversas conversas aqui no blog que o governo já vinha discutido um novo aumento interno, assim sendo, você já tem algum posicionamento?

    Muito obrigado.

    Aproveito para desejar a você e sua equipe um ótimo ano e que o ano vindouro poderemos lutar cada vez mais e mais.

    Responder
    • 2. apeoesp  |  08/12/2013 às 12:17

      Prezado professor Rubens,
      No primeiro caso, a mudança foi feita na lei, com votação na Assembleia Legislativa. Não cabe, portanto, ação judicial.
      Não há, ainda, cotas raciais em vigor no serviço público estadual.
      Estamos pressionando para que o governo implante paulatinamente a jornada do piso. Haverá assembleia no dia 13 de dezembro, às 14 horas, na praça da República, com esta pauta.
      Já foi publicado pelo governador o decreto da evolução funcional pela via não acadêmica. Dois outros decretos foram enviados ao Palácio (evolução pela via acadêmica e promoção). Depois virá a fase das resoluções para operacionalização dos decretos.
      O reajuste já previsto é de 7% em julho. Estamos pressionando por um novo reajuste, antes deste.
      Obrigada e um feliz ano novo para você.
      Bebel

      Responder
  • 3. Kaio  |  08/12/2013 às 03:04

    Olá Bebel, quero parabeniza-la pelo trabalho que realiza em defesa dos professores frente a Apeoesp e aproveito para pedir uma informação, sobre o concurso Peb II
    Outro dia li aqui que ficou acordado em assembleia com secretario da educação que a nota da curva e os 3,5 vezes candidatos que teriam suas dissertativas corrigidas seriam calculados a nivel estadual e não por Diretoria de Ensino, entrei em contato com a SEE e me informaram que no edital fica claro que essas médias será por Diretoria de Ensino, sendo assim me sinto prejudicado, o edital não divulgou o numero de vagas de cada D.E, sendo assim eu poderei acertar 78 questões mas se em minha D.E não houver vaga eu serei eliminado, e um outro candidato por exemplo que se inscreveu para capital poderá acertar 40 e tomará posse. Poderemos fazer algo para que isso não aconteça? Obrigado Bebel,
    Boas Festas!

    Responder
    • 4. apeoesp  |  08/12/2013 às 12:09

      Prezado professor Kaio,
      Reafirmo que na audiência pública com o Secretário da Educação esta foi a informação dada, perante 300 professores e professoras. Qualquer coisa diferente desta será cobrada da Secretaria da Educação.
      Bebel

      Responder
  • 5. san  |  09/12/2013 às 01:21

    O mundo perde um grande lutador com garra, personalidade, respeito,sabedoria, inteligencia nata, de grande coração e com muita humilde..mas o céu ganha…recebe o mestre com aplausos e festa…
    Que sua trajetória neste mundo sirva de exemplo e de coragem para lutarmos por um mundo melhor!!! Seja eterno seus ensinamentos…Fique em paz na sua nova trajetória.

    Responder
  • 6. professor xavier  |  11/12/2013 às 01:41

    Boa noite, Presidenta.
    Tenho uma pergunta de cunho jurídico,mas que peço encarecidamente que a senhora possa responder nesse espaço, de maneira geral,poi garanto que é do interesse de milhares de professores:

    Em uma situação hipotética, os professores de Ed. Física Efetivos que não apresentarem comprovação de inscrição no CREF no dia da atribuição (20/01/2014),não terão suas aulas atribuídas pelos diretores(conforme orientação expedida pelas D.E.s, que mandaram oficío para as U.E.s e cobraram assinatura e ciência dos professores sobre esse procedimento).

    Minha pergunta é:
    O QUE ACONTECERÁ COM ESSAS AULAS????? Nesse caso hipotético, essas aulas que são de direito do efetivo, para formação de sua jornada, serão atribuídas a porfessores F e O que tenham o dito registro???? O professor efetivo perderá seu cargo????

    Sei que o assunto é complexo e delicado, mas peço encarecidamente uma resposta prática,pois praticamente TODAS as D.E.s de ensino já expediram a tal orientação, e TODOS os Diretores com que conversei até agora afirmaram que não irão atribuir as aulas para os eftivos que não apresentarem o registro. O que deveremos fazer IMEDIATAMENTE ao fato de não termos nossa aulas atribuídas???

    Grato, como sempre.

    Responder
    • 7. apeoesp  |  15/12/2013 às 15:54

      Prezado professor Xavier,
      Não há hipótese de o professor efetivo perder seu cargo por esta razão, tendo em vista que ingressou no serviço público por meio de concurso e o cargo lhe pertence. Trata-se de um situação jurídica inusitada para a qual não existe uma previsão a priori. Nós estamos agindo com ações judiciais, visando preservar os direitos dos professores. Nossa orientação é para que a taxa seja paga, para que o professor não fique sem aulas, e consequentemente sem remuneração. Se vencermos a ação, o dinheiro será devolvido.
      Bebel

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Mensagem da Presidenta da APEOESP às professoras

Clique no play para ouvir.

Blog Stats

  • 4,862,085 hits

Comentários

apeoesp em
apeoesp em Temer, inimigo da educação, ve…

%d blogueiros gostam disto: